30 de setembro de 2013

GospelPrime divulga entrevista de Marco Feliciano publicada no Blog Julio Severo


GospelPrime divulga entrevista de Marco Feliciano publicada no Blog Julio Severo

Comentário de Julio Severo: Para ler a entrevista completa de Marco Feliciano no Blog Julio Severo, clique neste link: http://bit.ly/16o6MWU
A seguir, a versão resumida da mesma entrevista no GospelPrime:

Tornei-me uma espécie de guarda-costas da família, diz Marco Feliciano

Em entrevista ao blog de Julio Severo, Feliciano fala sobre PT, homossexuais, ANAJURE e família

Michael Caceres
Marco Feliciano, pastor e deputado federal pelo Partido Social Cristão, concedeu uma extensa entrevista ao ativista cristão Júlio Severo, falando sobre as polêmicas que envolveram o seu nome desde que assumiu a Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) da Câmara dos Deputados.
Criticado por diversos setores e perseguido por ativistas gays Feliciano afirma que há em tramitação no Congresso pelo menos 900 projetos que prejudicam a família e mais de 200 que beneficiam os homossexuais.
“Hoje num pente fino bem apurado, descobri tramitando pela Câmara dos Deputados mais de 900 projetos que ferem a família tradicional, as igrejas e a liberdade de expressão”, diz o parlamentar.
O parlamentar propõe um plebiscito sobre o casamento homossexual e já pediu o impeachment de um ministro do STF por ter antecipado o voto sobre o aborto dos bebês anencéfalos.  “Tornei-me uma espécie de ‘guarda-costas’ da família”, justifica.
Apesar de ter sido ovacionado por milhares de evangélicos no Congresso Internacional de Missões dos Gideões Missionários da Última Hora o pastor da Assembleia de Deus Catedral do Avivamento foi criticado por diversos líderes evangélicos, entre eles o pastor auxiliar da Igreja Batista de Água Branca (IBAB), pastor Ariovaldo Ramos.
Júlio Severo questionou Feliciano sobre as motivações que levaram Ariovaldo Ramos a se manifestar contra a permanência do parlamentar evangélico na CDHM. Marco Feliciano disse que não conhecia Ariovaldo Ramos e que foi ao encontro do pastor batista após receber um convite para se explicar, mas Ariovaldo teria aconselhado Feliciano “a não ser intolerante” e defendido o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
“Eram apenas ativistas, preocupados em não provocar uma ‘guerra’ santa, me aconselhando a não ser intolerante, me doutrinando sobre o perfeito governo de Lula e os bons relacionamentos com o Ministro da Casa Civil Gilberto de Carvalho. Um dos meus assessores, que me acompanhava, me confidenciou: esse cidadão (Ariovaldo) não é dos nossos… Dias depois vi que essa palavra se cumprindo: Ariovaldo e os outros já haviam assinado um documento público contra mim, antes da reunião, e depois dela não deram uma nota sequer”, disse Feliciano.
Feliciano criticou o grupo de juristas ANAJURE que se auto define como sendo uma entidade de juristas cristãos que defendem os direitos evangélicos.  “Lembrei-me da ANAJURE. Lembrei-me também do pedido desesperado que esses nobres juristas ‘cristãos’  fizeram à Frente Parlamentar Evangélica dizendo que a ANAJURE só seria reconhecida se houvesse a aprovação dos parlamentares. Afinal, era para isso que estavam criando essa entidade: para proteger os parlamentares evangélicos em suas lutas pela liberdade religiosa e pela família. Liguei para o então presidente* da ANAJURE que estava na França. Falei com ele mais de uma vez, e o que ele me disse era que estava do meu lado e que a ANAJURE iria me defender juridicamente. Papo furado! Balela! Dias depois uma nota destes santos juristas me espancou e me aconselhou a sair da CDHM porque eu não era uma pessoa qualificada. Após esse episódio, a ANAJURE perdeu alguns de seus membros fundadores mais importantes, inclusive nossa guerreira da fé em Brasília, Dra. Damares”, disse o deputado.
O presidente da CDHM também lembrou as ameaças, ataques e manifestações que sofreu desde que assumiu o colegiado. Disse que a esposa contraiu uma doença psicossomática e que as filhas menores (10 e 11 anos) precisaram receber acompanhamento psicológico. As meninas estavam no carro com o parlamentar quando um grupo de ativistas gays tentou agredi-lo na saída de um culto.
“Eu emagreci 10 quilos, pois não conseguia me alimentar nem dormir. A mídia foi cruel, editando mensagens que preguei há mais de 15 anos atrás e todos os dias estampavam em seus jornais e TV. A mídia social foi terrível. Criaram perfis fakes no Facebook”, lembrou.
Marco Feliciano disse que não processou a apresentadora Xuxa Meneghel, por ter chamado ele de monstro, por que ela teria se baseado em uma fala que ele nunca falou. “Procurei e encontrei um perfil fake com mais de 100 frases racistas supostamente ditas por mim”, disse.

Homossexualidade

Questionado sobre o que acredita ser a homossexualidade, Feliciano afirmou ser um fenômeno comportamental e que está longe de ser compreendido. “É um assunto que precisa ser estudado, mas a militância gay mundial fez com que psicólogos abandonassem o assunto e dessem por encerrado. O que é lamentável e por que não dizer criminoso. Transformaram em ‘moda’, e quem irá pagar por isso serão as próximas gerações. O comportamento gay trás transtornos, angustias, tristezas e desespero. Sinto muito por eles”, disse.

Política

Feliciano não descartou a possibilidade de se lançar candidato ao Palácio do Planalto e criticou a pré-candidata evangélica Marina Silva.
“Eu também me decepcionei com a nossa ‘irmã’ Marina. Marina é tão de esquerda que o próprio PT não foi radical o suficiente pra ela. Vejam os que estão ao lado dela na construção da Rede e entenderão o que falo. Se hoje um partido com tempo de TV me desse a legenda, eu me candidataria sem medo. Se não for dessa vez, quem sabe na próxima. Estou em oração. Tenho muito que aprender. Tenho 40 anos de idade e iniciando minha vida política, lembrando que nunca fui nem vereador. Tenho convicção de que não estou 100% preparado, mas para isso existem assessorias, ministérios, etc. É um sonho. Vamos sonhar. Sonhemos com o dia em que ao ouvir a Voz do Brasil, o jornalista dirá: Com a palavra sua excelência o presidente da Republica Federativa do Brasil, e o presidente iniciará seu discurso assim: EU CUMPRIMENTO OS COMPATRIOTAS BRASILEIROS COM A PAZ DO SENHOR!”, concluiu.
Fonte: GospelPrime
Divulgação: www.juliosevero.com
Leitura recomendada:
Julio Severo entrevista Dep. Marco Feliciano: Como uma oposição gayzista colossal catapultou o nome dele à fama, tornando-o o político evangélico mais proeminente do Brasil

10 comentários :

Roger disse...

OS GRANJEIROS MARXISTAS ESTÃO APAVORADOS...
Não é que Marco Feliciano é o poder evangélico que assusta o Brasil refém das milícias da destruição das familias, dos granjeiros marxistas?
Marco Feliciano continua atraindo a imprensa por ser conservador à frente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM), e também por ser o mais repudiado por ativistas das ditaduras do gays/glbts.
Ele é o pastor que arrasta multidões às suas pregações, como alguém determinado em defender suas posições, pouco se importando com os opositores que o elegeram inimigo número um (dos marxistas) do Brasil, mas fizeram de mim uma celebridade, o herói da família brasileira pela minha luta contra o setor militante homossexual.
Nem a CNBB deu contas de ser mais pró familia que ele - aliás, ainda vetou parcialmente a PLC 003/2013 - e alguns sacerdotes católicos recorrem a ele, já que a CNBB parece ter uma banda vermelha impostora lá dentro mais se pareceria uma ONG, ainda simpática à marxista TL, e com a CNBB nesse direcionamento com eficiência para defender os católicos do marxismo e a família, nesse ponto pareceria estarem perdidos no "mato sem cachorro".
Marco Feliciano diz que a ditadura gay tenta calá-lo de todas as formas, inclusive com ameaças de morte, mas nas manifestações contra ele, o mais interessante, não consta nenhuma família, só pessoas avulsas, mostrando que seriam até contratados.
Ele esclarece: repudia é o ato homossexual, não quem o pratica, mas confundem-no propositadamente para o atacarem, e diz ter planos de crescer politicamente, sendo seu slogan para sua carreira política: “Meu nome é Feliciano, sou candidato ao Senado. Você me conhece. Eu luto pela família, quero defender seus filhos e netos. Se você é a favor do aborto, não vote em mim, pois eu sou pela família”, e já deixou bem claro que esses movimentos contrários são dos anti Cristo da atualidade, e quem vota neles se associa às obras de Satanás do qual os comunistas são seus obreiros!

Anônimo disse...

Esse parlamentar deveria fazer duas coisas, no minimo: repudiar a ideologia eskerdista em toddos seus matizes; deixar de fazer parte da "base aliada" do inferno. Aih eu poderia acreditar que existe compromisso com o que agrada a Deus.

Antonio.

ÉLQUISSON disse...

Respondendo ao Roger e ao Antônio,

Na entrevista dada ao irmão Júlio Severo, o pastor Marcos Feliciano disse estar arrependido por ter dado apoio a Dilma. Não questiono a integridade e nem a sinceridade dele, mas a pergunta é: será que, após isso, ele realmente aprendeu a lição? Será que, em 2014 (já que se cogita uma possível reeleição de Dilma), ele vai repetir o mesmo erro?

O certo seria ele não ter dado apoio a nenhum dos candidatos (nem Serra e nem Dilma). No caso, muitos (inclusive o próprio Marcos Feliciano) foram enganados pela promessa mentirosa de Dilma, que disse ser contra o aborto (já que Serra tinha admitido abertamente ser a favor do aborto). Adianta alguém (no caso, Dilma) dizer publicamente que é contra o aborto, mas ser a favor do homossexualismo às escondidas?

Sim, é verdade que Dilma assinou um documento em público se comprometendo em não legalizar o aborto. Mas desde quando a palavra de algum esquerdista é verdadeira? Desde quando algum esquerdista já cumpriu o que promete? Será que o pastor Marcos Feliciano é tão ingênuo a esse ponto?

Acreditar que algum esquerdista está falando a verdade (ou vai cumprir o que promete) é o mesmo que acreditar que o diabo se converteu a Jesus!

Esperamos que o pastor Marcos Feliciano se mantenha firme em suas convicções, e nunca mais se deixe iludir pelas mentiras dos esquerdistas!

FORA PT! FORA O ESQUERDISMO, O COMUNISMO, O MARXISMO, O SOCIALISMO E TODAS AS IDEOLOGIAS DIABÓLICAS!

O BRASIL É DO SENHOR JESUS!

Anônimo disse...

Elquisson, esse parlamentar, assim como a inutil yoni sanchez de kuba, nao deixaram de ser adeptos do engano do mal. A questao eh que eles pensam que o socialismo tem sido traido pelos que possuem o osso governamental. Como escrevi noutro comentario, no caso do parlamentar, para dirimir qualquer duvida de muitos, eh bom que ela de as caras, em publico, e anuncie em alto e bom som: ESKERDISMO/SOCIALISMO/KOMUNISMO/MARXISMO constituem varias facetas da religiao de satanas. Eh isso.

Antonio

ÉLQUISSON disse...

Respondendo ao Antônio,

Na minha época de estudante de faculdade (sou formado em Administração de Empresas), lembro que teve um semestre que estudamos Sociologia. E a nossa professora, além de Marx e Engels, "endeusava" muitos marxistas–comunistas–socialistas–esquerdistas: Lênin, Stálin, Che Guevara, Fidel Castro (e outros). Para ela, "somente o socialismo é capaz de criar uma sociedade justa, sem oprimidos e nem opressores" (este é o jargão preferido dos esquerdistas). Sem contar que a maior parte do pessoal do DA (Diretório Acadêmico) era tudo simpatizante da UJS (União da Juventude Socialista).

Infelizmente, a verdade é que toda a educação brasileira está totalmente contaminada pelo esquerdismo. Da escola primária à universidade, todos já saem educados com a mentalidade socialista de que é o governo que tem que atender às necessidades de todos (ou melhor, que o governo deve substituir Deus em todas as áreas da vida humana).

Eu, graças a Deus, nunca me deixei influenciar por nenhuma destas ideologias diabólicas (tive mais inimigos do que amigos por sempre estar combatendo os argumentos dos esquerdistas). E eu digo sem medo: tudo o que eu aprendi na faculdade não é absolutamente nada diante das verdades eternas da Palavra de Deus!

Se fosse possível reformular a educação no Brasil de modo geral (e também as grades curriculares de todos os níveis de ensino), o conhecimento da Palavra de Deus deveria ser incluído como matéria obrigatória. Deveria também recolocar o ensino de Educação Moral e Cívica, Etiqueta, Boas Maneiras, Civilidade e Patriotismo. E só poderia ser professor quem fosse um verdadeiro cristão temente e obediente a Deus (e à Sua Palavra).

Será que, algum dia, este sonho vai se tornar realidade?

Se você (ou alguém daqui) quiser se manifestar, esteja à vontade.

Lino disse...

Respondendo ao Antônio,

Em 1913, Lênin (ditador marxista–comunista–socialista–esquerdista) escreveu o "Decálogo". Trata-se de um documento contendo 10 ações táticas da esquerda para a tomada do poder (qualquer semelhança com o governo do PT e outros partidos esquerdistas nos dias de hoje não é mera coincidência! É pura realidade)!

Vejamos o que diz, na íntegra, o tal "Decálogo":

1 – Corrompa a juventude, e dê a ela total liberdade sexual;

2 – Procure se infiltrar nos meios de comunicação de massa, e depois controle todos eles;

3 – Divida a população em grupos antagônicos, incitando-os a promover discussões sobre assuntos sociais e de interesse comum;

4 – Destrua a confiança do povo em seus líderes. Faça com que eles fiquem com a imagem denegrida perante a opinião pública;

5 – Fale sempre sobre democracia e em Estado de Direito; mas assim que puder (e tão logo haja a primeira oportunidade), assuma o poder sem nenhum escrúpulo;

6 – Colabore para o esbanjamento do dinheiro público; coloque em descrédito a imagem do País (principalmente no exterior), e provoque o pânico e o caos na população por meio da inflação;

7 – Promova greves, mesmo ilegais, nas indústrias vitais do País;

8 – Provoque distúrbios sociais, e contribua para que as autoridades constituídas não os proíbam;

9 – Contribua para a destruição dos valores morais, da honestidade e da crença nas promessas dos governantes. Nossos parlamentares infiltrados nos partidos democráticos devem acusar os não–comunistas, obrigando-os, sem pena de expô-los ao ridículo, a votar somente no que for de interesse da causa socialista;

10 – Procure catalogar todos aqueles que possuem armas de fogo, para que elas sejam confiscadas no momento oportuno, tornando, deste modo, que seja impossível oferecer qualquer resistência à nossa causa.

Anexo ao mesmo "Decálogo", tem mais um outro documento intitulado "Os 10 princípios da esquerda". Vejamos quais são estes princípios:

1 – Os esquerdistas crêem que não existe moral. Na verdade, os esquerdistas crêem apenas na moral que for favorável a eles mesmos, isto é, "não roubar" vale somente para os outros (mas os esquerdistas podem roubar à vontade para si próprios, e também para aqueles que os ajudam);

2 – Os esquerdistas promovem o anti–convencional, violentam os costumes e preferem a descontinuidade. Não gostam de seguir regras diferentes das que eles mesmos criam;

3 – Os esquerdistas derrubam tudo que seja pré–estabelecido. São, por natureza, contra todo e qualquer sistema padronizado (que contém princípios já determinados há muito tempo);

4 – Os esquerdistas agem com imprudência e irresponsabilidade, não importando quais prejuízos venham a causar aos que estão sob seu comando;

5 – Os esquerdistas desejam a uniformidade universal: todo mundo igual (exceto eles, quando estão no poder usufruindo de tudo que é privilégio);

6 – Os esquerdistas não se impõem limites e acreditam que podem melhorar, aperfeiçoar e acabar com as imperfeições de tudo, inclusive do próprio ser humano. Para fazer uma omelete, é preciso quebrar os ovos (mas eles partem para quebrar todos os ovos, mesmo que não consigam fazer omelete alguma);

7 – Os esquerdistas são contra a liberdade e a propriedade privada. Preferem a escravidão, embora a chamem, de maneira sutil, por outros nomes: igualdade, responsabilidade social, justiça social, senso de coletividade, etc;

8 – Os esquerdistas impõem coletivismo forçado. Tudo deve ser de todos (mas desde que seja sob controle total do Estado);

9 – Os esquerdistas desejam o poder desmedido e a liberação de todas as paixões humanas (marxismo clássico e marxismo cultural);

10 – Os esquerdistas não querem estabilidade: pregam a revolução perpétua. Dizem promover a paz, mas são os maiores incentivadores de todas as arruaças, protestos, badernas, guerras, e lutas armadas.

Diante de tudo que foi mostrado aqui, eu pergunto a todos: alguém ainda tem mais alguma dúvida das reais intenções do governo do PT (e de outros partidos esquerdistas)?

George disse...

Respondendo ao Antônio,

Se o diabo se mostrasse como ele realmente é, ninguém jamais iria querer aproximação com ele. Mas ele sempre se apresenta como anjo de luz, para enganar os que não estão firmes na Palavra de Deus. É como bem disse o apóstolo Paulo:

"E não vos admireis disto, já que o próprio Satanás insiste em se transformar em anjo de luz. Não é muito, portanto, que os seus ministros apareçam como ministros da justiça; e o fim deles será segundo as suas obras" (2 Coríntios 11:14–15)

Marxismo, esquerdismo, comunismo, e socialismo (e outras variações) são invenções do diabo. E essas mesmas ideologias têm diversos objetivos em comum:

– Destruir a família;

– Abolir a propriedade privada;

– Eliminar todos os valores morais e os bons princípios;

– Legalizar o aborto;

– Destruir a fé cristã;

– Corromper (ou destruir) as igrejas;

– Promover o homossexualismo e a pedofilia (e tudo que é imoralidade);

– Aprovar a eutanásia;

– Liberar o uso das drogas;

– Usar a tirania (ou a ditadura) para permanecer no poder, sempre com o argumento mentiroso de ajudar os pobres e necessitados;

– Eliminar todos os opositores do socialismo;

– Impor a idéia de que todos devem ser submissos somente ao Estado (ou melhor, que o Estado deve substituir Deus em todas as áreas da vida humana).

Estas ideologias usam um jogo de palavras tão sutil (compaixão, ajuda aos necessitados, justiça social, e outros termos semelhantes) que conseguem enganar facilmente muitas pessoas (principalmente aquelas que não têm conscientização política)! Daí a razão de muitos partidos esquerdistas (PT, PC do B, PV, PSOL e outros semelhantes) estarem no poder em quase toda eleição!

Se essas ideologias diabólicas (e também as teologias corrompidas como Missão Integral, Prosperidade e Libertação) contaminaram o nosso sistema educacional (e também as nossas igrejas e nossos seminários), foi devido à negligência dos servos de Deus (que se deixaram seduzir pelos enganos do diabo). Toda e qualquer filosofia, ideologia ou teologia tem que ser obrigatoriamente testada e aprovada pela Palavra de Deus (para saber se é verdadeira ou não). Foi como disse o apóstolo Paulo:

"Porque nada podemos contra a verdade, senão pela verdade" (2 Coríntios 13:8)

Sinônimo desta recomendação do apóstolo Paulo é a advertência do apóstolo João:

"Amados, não acrediteis em todo espírito; mas antes provai se tais espíritos são de Deus, porque muitos falsos profetas têm surgido em todo o mundo" (1 João 4:1)

Eu prefiro ficar com a Palavra de Deus, porque somente ela tem todas as respostas que eu preciso! Não confio em nada que venha do homem. Novamente o apóstolo Paulo se manifesta:

"Seja Deus verdadeiro e todo homem mentiroso" (Romanos 3:4)

Será que eu estou certo neste meu ponto de vista? Gostaria de saber as opiniões de todos.

Everaldo disse...

Respondendo ao Antônio,

Marxismo, comunismo, esquerdismo, socialismo (e suas variações) são ideologias que têm como objetivos destruir a família, a nação, a fé cristã, a obediência à Palavra de Deus, a moral e os bons costumes. São ideologias criadas pelo diabo.

De todas essas ideologias, a principal (e a mais perigosa) é o socialismo (que é o que o governo corrupto de Dilma e os demais partidos esquerdistas querem implantar no Brasil). Como cristãos, nossa obrigação é combater toda e qualquer ideologia que seja contra a Palavra de Deus.

Lembro que, há alguns anos atrás, o nosso amado irmão Júlio Severo, certa vez, publicou aqui neste espaço um excelente artigo denominado "Por que não sou socialista". Este mesmo artigo desmascara as mentiras do socialismo (conforme está registrado aqui):

http://juliosevero.blogspot.com/2010/01/por-que-nao-sou-socialista.html

Da mesma forma que o Júlio colocou no seu ótimo artigo (o qual eu já tive a felicidade de ler), eu também cito aqui alguns dos meus motivos pessoais por que não sou socialista (e por que o Brasil não pode e nem deve ser governado por um sistema socialista).

10 RAZÕES POR QUE NÃO SOU SOCIALISTA (E POR QUE NÃO ACEITO O SOCIALISMO COMO GOVERNO PARA O BRASIL):

1 – Não sou socialista porque o socialismo tem suas raízes originadas em sociedades secretas (como a Maçonaria). Muitas dessas mesmas sociedades são adeptas do ocultismo e do satanismo (ou seja, são anti–cristãs);

2 – Não sou socialista porque o socialismo corrompe e destrói todos os valores morais e cristãos da sociedade, além de promover e glorificar certas aberrações: homossexualismo, aborto, pedofilia, eutanásia, e outras imoralidades (além de tudo que é contra a Palavra de Deus);

3 – Não sou socialista porque o socialismo combate Deus, a pátria, e a família. Isso sem contar que Karl Marx era satanista;

4 – Não sou socialista porque o socialismo sempre usa o argumento mentiroso de que é um sistema criado para atender a vontade de todos (isso para que seja possível somente o proveito de alguns poucos);

5 – Não sou socialista porque o socialismo só aceita a cultura política socialista, a qual produz um único padrão de orientação de massas. Este mesmo padrão age não de acordo com o bem coletivo, mas sim com o interesse de quem está no poder. É o chamado pensamento politicamente correto;

6 – Não sou socialista porque o socialismo é um totalitarismo disfarçado que deseja moldar o mundo à sua imagem (e à sua ideologia). Diz ser democrático, mas, na verdade, é autoritário (ou seja, não tolera quem se manifeste contra). Todos são obrigados a aceitar as diretrizes socialistas sem questionar;

7 – Não sou socialista porque o socialismo produziu o feminismo, que é um movimento subversivo apoiado na luta de sexos para o domínio da classe feminina. A conseqüência é o desequilíbrio e a instabilidade familiar, obrigando homens e mulheres a competirem (ao invés de se complementarem);

8 – Não sou socialista porque não compactuo com a mentira. Todos os governos socialistas sempre usam a mentira de defender os interesses do povo somente com o intuito de se auto–promover (e estar sempre no poder). Sem contar que o socialismo procura eliminar impiedosamente todos os seus opositores;

9 – Não sou socialista porque não aceito o argumento de que Jesus foi socialista. Jesus nunca Se aproveitou de Seus milagres para fazer campanha política ou promoção pessoal. É uma verdadeira blasfêmia dizer que o nosso Salvador foi (ou ainda é) adepto de uma ideologia causadora de mais de 100 milhões de mortes;

10 – Enfim, não sou socialista porque não aceito que a Palavra de Deus seja substituída por filosofias ateístas, esquerdistas, subversivas, diabólicas, e anti–cristãs.

Que esta minha mensagem seja divulgada em todas as igrejas (e em todo o país), para que o nosso povo seja conscientizado (e para que muitos não se deixem enganar pelas mentiras do socialismo).

Wilton disse...

A professora do Élquisson disse textualmente isto:

"... somente o socialismo é capaz de criar uma sociedade justa, sem oprimidos e nem opressores..."

Élquisson, certamente essa sua professora de Sociologia (que, pelo visto, é uma esquerdista de carteirinha) nunca disse a verdade sobre o que realmente aconteceu com a população dos países governados por socialistas.

Caso ela não esteja lembrada, eis aqui alguns dos frutos produzidos pelo mesmo socialismo que ela faz tanta questão de defender:

– China (governada por Mao Tsé–Tung): 77 milhões de mortos;

– União Soviética (governada por Stálin): 43 milhões de mortos;

– Alemanha (governada por Hitler): 21 milhões de mortos;

– Camboja (governado por Pol Pot): 2 milhões de mortos;

– Cuba (governada por Fidel Castro): 100 mil mortos.

Isso é só o que se sabe oficialmente (fora outros casos que nunca foram divulgados)!

Eu pergunto: é assim que o socialismo (que já matou mais de 100 milhões de pessoas) quer criar uma sociedade justa?

Téo disse...

Socialismo é sinônimo de satanismo, que, por sua vez, é sinônimo de morte. Afinal, qual é mesmo a especialidade do diabo? Deixemos que a resposta para esta pergunta seja dada pelo Senhor Jesus:

"O ladrão (que é o diabo) não vem senão somente para roubar, matar, e destruir. Eu vim para que todos tenham vida, e a tenham em abundância" (João 10:10, o parêntese é meu)

Considerando os números que o Wilton apresentou no comentário dele, alguém ainda tem mais alguma dúvida disso?