5 de agosto de 2013

Grave denúncia contra o movimento homossexual brasileiro


Grave denúncia contra o movimento homossexual brasileiro

Julio Severo
Pela primeira vez, disponibiliza-se ao público brasileiro a mais séria denúncia documentada dos desvios de recursos públicos cometidos por militantes do movimento homossexual brasileiro. A denúncia, em documento PDF intitulado “Denúncia Contra Abusos e Ilícitos do Movimento Homossexual Brasileiro,” encontra-se neste link: http://bit.ly/14c1Wbu
Em junho, fiz um apelo nacional em busca de informações de leitores sobre a ABGLT. A resposta foi monumental. Muitos leitores enviaram dados de muita importância sobre a ABGLT e seus líderes — o que muito ajudou na elaboração do documento “Denúncia Contra Abusos e Ilícitos do Movimento Homossexual Brasileiro” que está sendo agora dado ao público.
Esse documento é o resultado do sacrifício de várias pessoas preocupadas, inclusive leitores, com os ataques que a família brasileira vem sofrendo da ideologia homossexual. Nossa profunda gratidão a todos os que colaboraram neste projeto de denúncia.
Com este documento em mãos, as autoridades, a quem cabe investigar a gravidade da denúncia, terão a ponta do iceberg de onde poderão, se tiverem boa vontade, partir para investigações mais profundas.
É fato que o movimento supremacista homossexual não se sustenta com recursos próprios. Denunciei, dois anos atrás, como o movimento gay conseguiu que seus aliados petistas investissem quase dois milhões de reais no infame kit gay.
Como então conseguiremos proteger nossas famílias de um movimento gordo de dinheiro de impostos? Esse dinheiro, é claro, nunca saiu do bolso de Lula, Dilma e outros petistas. Saiu do nosso bolso. Os esquerdistas, se fazendo de Robin Hoods pervertidos, roubam da sofrida população do Brasil para enfiar bem naquele lugarzinho imundo dos supremacistas gays.
Portanto, qualquer primeiro passo para reverter esse quadro e retornar ao povo o dinheiro que está sendo jogado fora nas farras gays é denunciar esses ilícitos e imorais investimentos ideológicos.
Se quisermos impedir o movimento supremacista de continuar usando seus aliados esquerdistas no governo para tirar dinheiro do trabalhador brasileiro, precisamos divulgar o documento “Denúncia Contra Abusos e Ilícitos do Movimento Homossexual Brasileiro.” O povo está revoltado por estar sendo massacrado por impostos. É inadmissível que, num momento em que o Brasil está sendo jogado para o buraco da recessão econômica, milhões sejam jogados para aquele buraco negro imundo dos supremacistas gays.
Leitura recomendada:

37 comentários :

Descrente da justiça terrena disse...

Júlio,

Me perdoe se eu for muito direto (ou muito sincero), mas eu não creio que essa sua atitude (de denunciar a podridão do ativismo gay) vá ter algum resultado.

Não que eu esteja sendo contra você fazer esta denúncia. Muito pelo contrário: você tem todo meu apoio, até porque você é o único que não se deixa intimidar pelas ameaças do movimento homossexual.

Mas o que eu quis dizer é que, mesmo você fazendo esta denúncia, eu, sinceramente, não creio que a justiça daqui do Brasil vá tomar alguma providência contra os ativistas gays. Do jeito que o governo do nosso país está totalmente podre, acho muito difícil esses mesmos ativistas serem punidos.

A justiça do nosso país, infelizmente, não merece nenhuma credibilidade. Quase todos os seus representantes (advogados, juízes, promotores, desembargadores, ministros, entre outros) foram escolhidos por Dilma. Por que eles agiriam contra a "chefe"?

O nosso governo é totalmente a favor do ativismo gay. Por que o governo aplicaria o rigor da lei contra si mesmo (e contra os seus protegidos)? É mais fácil usarem este mesmo rigor contra nós (eu, você e os demais cristãos que são contra o homossexualismo).

Desculpe se eu fui muito direto (ou, como se diz no popular, "curto e grosso"), mas eu só confio na justiça de Deus. Da justiça dos homens daqui da Terra, eu não espero mais nada.

Roger disse...

MAIS UMA VEZ, COMO SEMPRE: OBRIGADO, ELEITORES DO PT!
Vocês são a razão absoluta do sucesso da agenda gay: os evagélicos iam aos cultos dos pastores, muitos deles "progressistas" e os católicos às missas de padres da TL/PT, mas no fundo preferiam mesmo eram os gayzistas e sua agenda de "libertação" dos jugos de leis discriminadoras da bíblia, não é?
Pois é, chorar agora é tarde; tentar consertar em 2014, o mal está muito arraigado nas mentes juvenis bombardeadas por mil ideias do MARXISMO CULTURAL, folguedos, dispersões tecnológicas e não sei quantas sexo-novelas e BBBs da vida...
Falta agora só uma: advinhem quem são os artistas, melhor, arteiros por trás dos bastidores dessa situação?

ÉLQUISSON disse...

Respondendo ao Roger,

No episódio da tentação no deserto, o diabo, ousadamente, ofereceu todos os reinos do mundo (e suas riquezas) a Jesus, dizendo: "Tudo isto eu Te darei, se, prostrado, me adorares" (Mateus 4:9). Mas Jesus rebateu com firmeza a todas as investidas do diabo ao dizer: "Vai-te, Satanás, porque está escrito: Ao Senhor teu Deus adorarás, e somente a Ele servirás" (Mateus 4:10)

O que esse episódio bíblico tem a ver com o fato de muitos que se dizem cristãos estarem votando no PT (e também em outros partidos com a mesma agenda política)?

Tudo a ver!

Vejamos:

O Estado marxista–comunista–esquerdista–socialista (aqui representado pelo governo corrupto de Dilma) age exatamente igual ao diabo quando propõe ao povo: "Tudo isto (saúde, moradia, educação, empregos, segurança, e outros benefícios) eu te darei se você eleger os meus representantes (do PT e de outros partidos com a mesma agenda política), e deixar que, através deles, somente eu (e não Deus) atenda a todas as suas necessidades"

Considerando que o povo que não tem conscientização política vota mais com a barriga do que com a cabeça, a maioria não resiste a essa tentação (principalmente quando o Bolsa–Família ou outro assistencialismo eleitoreiro é oferecido)!

A mesma coisa acontece quando esse mesmo Estado diz aos políticos da bancada evangélica: "Tudo isto (cargos com altos salários, concessões de emissoras de rádio e canais de televisão, e mil e uma mordomias) eu te darei se você permitir que eu aprove as minhas políticas (a favor do aborto, do homossexualismo, da perseguição aos cristãos, da destruição das famílias, e de todos os bons princípios) e não faça (e nem diga) nada contra o meu governo"

Considerando que muitos desses mesmos políticos estão se vendendo (ou sendo facilmente influenciados) por qualquer coisa, a maioria aceita sem questionar (ainda mais quando vê muito dinheiro à sua frente)!

Infelizmente, esta é a verdade nua e crua que acontece nos bastidores (e que a mídia corrupta nunca mostra)!

Para tentarmos mudar este quadro em 2014, temos que saber usar a arma de que dispomos: o voto. Por que eu digo isso? Porque existem coisas que somos nós que resolvemos (não é Deus). No caso, trata-se de saber votar. Não podemos pedir a Deus para resolver um problema (como este do voto) que nós mesmos podemos resolver.

Por que a questão do voto não pode ser resolvida por Deus? Por uma razão muito simples: um anjo não possui título eleitoral. Um anjo não vai descer do Céu para escolher o nosso candidato. Somos nós mesmos que vamos fazer isso.

Uma coisa, porém, é certa (e inevitável): temos que assumir as conseqüências das escolhas que fizermos. Se votarmos errado, nós mesmos seremos culpados! Depois, ninguém venha querer fazer campanha de oração para que Deus tire do poder um político corrupto que nós mesmos elegemos!

Aproveito para dar mais algumas sugestões:

– O povo tem que ser suficientemente esclarecido através dos verdadeiros servos de Deus para não se deixar manipular por nenhum órgão informativo "oficial" (leia-se Rede Globo);

– Orar a Deus, pedindo discernimento na hora de votar (para não ser enganado pelos muitos lobos em pele de cordeiro que sempre aparecem em todas as campanhas eleitorais);

– Cobrar de quem for eleito que cumpra as promessas feitas durante a campanha;

– Mobilizar o povo para protestar todas as vezes que for necessário.

Não estou dizendo que isso vai acabar de uma vez com a sujeira da nossa política, mas já é o primeiro passo para uma conscientização política das igrejas (e também do povo em geral). Isso para que o governo saiba que nem todo mundo pode ser facilmente manipulado.

Espero que estas sugestões sejam analisadas e divulgadas a todos, para termos pessoas esclarecidas o suficiente em termos de conscientização política.

P.S: Se você (ou alguém daqui) quiser se manifestar, esteja à vontade

anônimo preocupado disse...

Júlio, cuida-te! Não posso me identificar, mas alerto-te: o Anonymous do Brasil está atrás de ti por causa disso. Eles não vão deixar barato o que tu está fazendo com o movimento gay.

Eduardo Werley disse...

Querido amigo e irmão amado Júlio, estarei também divulgando seu relatório.
A proteção do Rei está sobre você e os seus, não tenham medo.
Deus abençoe seu chamado.

Cris Corrêa disse...

Julio,
preciso te perguntar algo. Sou cristã, busco a Deus e desejo que nada nesse mundo contamine a minha mente, meu coração, meu espírito.
É que há pouco eu conheci o P90X, um programa para exercícios físicos americano, que tem como fundador Tony Horton. Eu comecei as aulas aqui em casa semana passada, e percebi que com um dos alunos ele agia estranho, como que flertando com o rapaz. Achei estranho, fiquei com a pulga atrás da orelha, e percebi que comecei a ficar meio obsecada com os exercícios, e então percebi que havia algo estranho. Mas, hoje creio que por Deus, achei um link falando que esse programa está na agenda gay, e que tem transformado homens heteros em gays, já que ela faz uma lavagem cerebral durante 90 dias, tem uma moça mesmo, que eu acompanho o blog, que mudou muito depois que fez o programa e ficou meio estranha. Vou te mandar um link, preciso de uma resposta mas, já senti no meu coração de parar. um abraço, Deus continue te abençoando.
http://tysonbowersiii.com/is-p90x-and-tony-horton-turning-america-gay/

Anônimo disse...

Julio,
Sou admiradora de vossa pessoa e do trabalho que faz para nos manter informados sobre esse ativismo satânico que vem desinformando e ludibriando a mente das pessoas.
Eu não vejo outro caminho para desmantelar essa legião de demônios que querem destruir, roubar e matar as pessoas que os contrariam, a não ser desmascarando-os de forma massiva-progressiva.
São através de denúncias que tomaremos conhecimento e consciência de como não apoiarmos movimentos comunistas disfarçados como esse e outros tantos.
As pessoas estão caindo na real gradualmente, por mais mastigado que seja, de boca em boca vão se informando, entendendo o mal que tem por trás.
Se essa corja de bandidos estão ameaçando quem os denuncia é porque a zona de conforto deles que é enganar à todos com sofismas e falácias, está caindo por terra. Com o tempo vão perder espaço, credibilidade e pior, vão morrer cedo ou tarde por conta dessa podre conduta. Aliás são mortos-vivos. São desesperados para fazer o que fazem.
Cenas criminosas como aquelas que aconteceram na JMJ com vadias introduzindo o crucifixo em seus ânus servem para que pessoas normais, decentes, vivas, saibam quem representa esse movimento nojento, asqueroso, criminoso, o próprio governo que escolheram, e que votem direito na próxima eleição, pesquisem sobre a vida dos candidatos.
O pior mal dessa sociedade é a ignorância, portanto vamos fazer com que as pessoas deixem de ignorar o que se passa as informando.
Fique na paz e proteção do nosso Fiel e Amado Jesus Cristo!
“Aquele que crer em mim e me seguir, ainda que morra, viverá.”
Amém!
Abraço,
Valéria

Diácono Elias (Igreja Batista Nova Jerusalém) disse...

Respondendo ao Roger, ao Élquisson, e à Valéria,

Não só eu assino embaixo de tudo o que vocês colocaram nos seus comentários, como eu ainda acrescentaria o seguinte: se todos os eleitores do Brasil (inclusive os cristãos) tivessem orado e pedido discernimento a Deus antes de votar, não teríamos no poder um governo pró–homossexualismo, pró–aborto, anti–família e anti–cristão. E nem elegeríamos uma bancada que se diz evangélica, mas que não tem tido nenhum compromisso verdadeiro com a obediência à Palavra de Deus (além de ser omissa no combate ao pecado e conivente com o mesmo governo)!

Creio que o problema está não somente em muitos dos políticos que se dizem cristãos (como os da bancada evangélica), mas também de alguns cristãos eleitores que os colocam lá. Alguns desses mesmos eleitores votam somente por votar, influenciados por alguém (tipo: "Vou votar no irmão da minha igreja, pois foi o pastor quem pediu"), ou sem saber quem realmente é o candidato, que ideais defende, quais compromissos tem, quais interesses visa, enfim, o que realmente fará ao ser eleito.

Daí, surgem certos "políticos cristãos" que estão mais preocupados em cuidar de seus negócios particulares (ou dos negócios de suas igrejas) do que em ter um compromisso sério com a obediência à Palavra de Deus e com questões que afetam a sociedade como um todo (especialmente a maioria cristã).

Portanto, é necessário que todos (não só o povo, mas também as igrejas) sejam politicamente conscientizados sobre a responsabilidade do voto. Se em toda eleição colocarmos ímpios no poder, estaremos dando carta branca para que o diabo e os demônios ataquem a tudo e a todos (além de promoverem a destruição dos valores morais, familiares, e dos princípios cristãos). Em suma: o que não podemos fazer é perpetuar este ciclo vicioso, ou melhor, não podemos continuar alimentando essa política imoral e anti–cristã que já tomou conta do Brasil. Aliás, não só o cenário político, mas, infelizmente, até algumas igrejas evangélicas estão infestadas de falsos cristãos gananciosos e vaidosos que só usam o nome de Deus para seus próprios interesses (ou para suas próprias conveniências).

Que este alerta seja amplamente divulgado a todos, para que todos saibam o quanto o voto é importante para decidir o futuro de um país.

Um grande abraço a todos,

Diácono Elias (Igreja Batista Nova Jerusalém)

Francisco Mendes disse...

Amigo Élquisson, concordo com você, porém não creio que votar em outros candidatos vá mudar nossa situação, pois esse mal penetrou na política brasileira de tal maneira que não dá para confiar em mais ninguém!

ELISEU disse...

Amigo Francisco Mendes,

Pegando carona no que você colocou aqui (e considerando também os comentários do Roger, do Élquisson, da Valéria, e do diácono Elias), eu penso o seguinte: se quisermos realmente mudar o Brasil em 2014, a conscientização tem que começar a partir de agora! Não podemos mais fugir dessa obrigação que nós temos o dever de assumir!

Todos os eleitores (principalmente os cristãos) deveriam investigar a vida pregressa dos candidatos (seja de que partido eles forem), procurar saber o que dizem os estatutos dos partidos aos quais esses mesmos candidatos estão filiados, como eles votam, como atuam no Congresso Nacional, quais ideais defendem, enfim, procurar se informar (e também esclarecer a todos), para que ninguém se deixe enganar pelos muitos lobos em pele de cordeiro que sempre aparecem em todas as eleições.

Lembro que tinha um vizinho meu que matava e morria pelo PT e pela esquerda. E era também um defensor ferrenho dos socialistas: Marx, Lênin, Stálin, Fidel Castro, Che Guevara (e outros). E não admitia que ninguém falasse mal deles!

Mas bastou eu mostrar alguns vídeos da TV Câmara e da TV Senado (e também alguns artigos e algumas reportagens) mostrando o verdadeiro caráter dos esquerdistas para que esse mesmo vizinho "acordasse". Quando ele finalmente viu a verdade sem nenhum disfarce, ele ficou tão horrorizado que confessou: "Eu não sabia que esse pessoal esquerdista agia assim nos bastidores!".

Num primeiro momento, ele custou a acreditar no que estava vendo. Mas, como se diz popularmente, "contra fatos, não há argumentos". Ele, finalmente, teve que admitir que tinha sido enganado durante todo esse tempo. Aí eu aproveitei a deixa e disse a ele: "Jesus disse claramente que o diabo é o pai da mentira (João 8:44). Os esquerdistas agem da mesma forma (exatamente igual ao diabo): fazem mil e uma promessas mentirosas para se elegerem. É somente através da mentira que a esquerda consegue estar no poder (para depois mostrar a sua verdadeira face). Se não fosse pela mentira, os políticos do PT (e de outros partidos com a mesma agenda) jamais seriam eleitos".

Diz um ditado popular que "quem vê cara, não vê coração", não é verdade? Quantas promessas mentirosas de muitos esquerdistas são feitas na nossa frente com um sorriso (mas com as intenções mais perversas escondidas por trás desse mesmo sorriso)?

Por isso é que o governo não tem nenhum interesse que o povo tenha conscientização política. É lógico: quanto mais ignorante for o povo, mais esse mesmo povo é facilmente manipulado (até porque a maioria vota mais com a barriga do que com a cabeça em toda eleição). Em outras palavras: o povo politicamente ignorante se torna uma massa de manobra facilmente manipulável nas mãos de quem está no poder. Em virtude disso, não é nenhuma surpresa estarmos sendo governado por uma corja de corruptos.

Tendo um governo totalmente pró–homossexualismo, pró–aborto, anti–família e anti–cristão comandando os rumos do nosso país, que futuro teremos (ou melhor, qual será o futuro das próximas gerações)?

Deixo esta pergunta no ar para você (ou alguém daqui) responder na primeira oportunidade!

Anônimo disse...

Felizmente o vírus do comunismo-socialismo não é mortal!
Tem cura.
Temos esperanças sim,
pois até um maldito comunista pode vir a se converter,que todos os comunistas se dobrem à Cruz de Cristo, que assim seja!
Que coisa boa!
Vamos espalhar a Verdade!
Fiquem com Deus!
Abraços,
Valéria

Arthur Mc disse...

Sem dúvida, um grande trabalho, Julio. Pena que não temos quem nos represente politicamente para levar essa briga adiante. Como se deve.

Teríamos alguma chance de botar a boca no trombone contra essa indecência se tivéssemos, ao menos, um partido conservador, pois é do conservadorismo bandeiras como a proteção da família, a oposição a medidas como a legalização de drogas, do aborto, etc. Mas infelizmente não temos nenhum partido de direita entre os 30 existentes – são todos de esquerda - .e todos adotam o mesmo lema: “justiça social”, “distribuição de riqueza”, “igualdade”, e blábláblá. Petistas e tucanos, por exemplo, têm mais similaridades que diferenças; os mesmos objetivos, a mesma ideologia. E dá-lhe, socialismo!

No quesito ‘agenda gay’, por exemplo, basta lembrar do chuchu, ao lado do haddad, desfilando triunfante na avenida, na última passeata gay. Quem é o maior defensor da legalização das drogas no país? Pois é!

Portanto, termos como “responsabilidade do voto; saber votar; votar direito” não faz o menor sentido, já que não temos prá onde correr. E pouco importa o político, se é cristão ou não, no nosso sistema caquético o que conta é a legenda; e todas elas são adesistas, corruptas e clientelistas.

A única mudança que pode vir em 2014 é que tudo fique ainda pior; caso resolvam mais outra volta no torniquete. Sem contar que esse povinho realmente não ajuda!

Nil disse...

Julio ! Vou denunciar a você um caso de agressão a uma igreja evangélica que tem sido tratado de maneira muito suave,calma e frouxamente.
A noticia é do Gospelmais. http://noticias.gospelmais.com.br/tempo-igreja-evangelica-apedrejada-durante-culto-minas-gerais-59116.html

Acho que estamos sendo brandos demais com essa questão. Pois a verdade dura é que a Intolerância religiosa cada vez mais mostra a cara neste país.

Observe que nesta matéria do Gospelmais aparece leitores na sessão de comentários criticando,debochando,insultando as igrejas evangélicas e até concordando e aplaudindo a agressão a igreja de Barbacena.

A petulância,arrogância,intolerância de grupos anti-cristãos atinge alturas impressionantes.
Desculpe mais uma vez sair do assunto tratado,mais é preciso.

Everaldo disse...

Respondendo à Valéria e ao Arthur Mc,

Não sei se vocês vão concordar comigo, mas se o Brasil, desde o seu descobrimento, tivesse optado pela obediência ao Senhor Jesus Cristo e à Sua Palavra, com certeza seria uma nação grandiosa, e até poderia servir de referência mundial (espiritualmente falando). Quando uma nação vive dentro da obediência à Palavra de Deus, há saúde, equilíbrio, alegria, e verdadeira paz.

Mas, infelizmente, o nosso país preferiu trocar Jesus por Satanás. E quais são as conseqüências disso? Corrupção, violência, impunidade, desrespeito aos bons princípios, homossexualismo, enfim, uma nação que escolhe seguir o caminho do mal fica desprotegida contra os ataques do diabo e dos demônios (e também de seus escravos). E os resultados estão aí bem visíveis diante de todos. Só não enxerga, não entende e não aceita isso quem não quer!

Precisa dizer mais alguma coisa?

Anônimo disse...

Interessante que as organizacoes globo, nao divulgam absolutamente nada dessa preciosa informacao.

Pastor Caleb.

Marco Teles disse...

Olá Júlio,

Primeiramente peço desculpas por ter me disposto a pesquisar mas não tê-lo feito por motivos diversos.

Em segundo lugar dou-lhe os parabéns pelo excelente trabalho que mostra pelo menos a ponta do iceberg desse movimento.

Estou divulgando imediatamente este trabalho onde me é acessível.

Deus o abençoe.

Arthur Mc disse...

Concordo, Everaldo, mas com algumas ressalvas:

Nossa crise é MORAL. E quando falo em moral, não há como não apontar as influências da Igreja pós-conciliar.

O Brasil de antes (de 50 anos atrás) tinha esperança e seus cidadãos eram de bem. Mas depois que a esquerda contaminou cada fresta, cada vão, com sua idealização socialista ( infiltrada nas academias e nas Igrejas sob disfarces com apelidos de “progresso), perdemos nossas âncoras morais: valores como patriotismo, moralidade, espiritualidade e cultura.

O resultado é que hoje o Brasil é marxista. Somos comandados por uma máquina bem-azeitada e nutrida nos fundos públicos, atuando sistemática e proficuamente dentro do aparelho do Estado, nas cátedras, parlamentos, púlpitos, quartéis, tribunais, mídias, associações civis e militares, sindicatos, prisões, ONGs, palcos, com o objetivo único e irreversível de “comunizar” a nação. Já dizia Nelson Rodrigues: “No Brasil, o marxismo adquiriu uma forma difusa, volatizada, atmosférica. É-se marxista sem estudar, sem pensar, sem ler, sem escrever, apenas respirando”...

Mas eu não creio que tenha sido uma “escolha” deliberada do povo. O Brasil foi sistematicamente conduzido ao precipício, justamente pelas mãos daqueles que deveriam educá-lo e orientá-lo, para reconhecer e se livrar do mal. A Igreja que deveria ser nosso maior bastião da luta contra a Revolução, foi tomada de assalto pela infiltração progressista-modernista, e acabou concedendo apoio incondicional à ditadura comunista da ONU. Basta dizer que essa entidade pernóstica participou da JMJ no Rio.

O Ocidente, como um todo, abriu as portas para a sua própria destruição. Não foi só o Brasil



PRESBÍTERO VALDOMIRO disse...

Amigo Arthur MC,

Eu diria que houve uma falta de vigilância do povo em geral contra a infiltração e a proliferação de idéias esquerdistas, marxistas, comunistas e socialistas na nossa política e no nosso sistema educacional. E, infelizmente, essas mesmas idéias também contaminaram as nossas igrejas e nossos seminários (por negligência dos servos de Deus).

Em virtude disso, o verdadeiro evangelho de Jesus vem sendo deturpado e distorcido por alguns líderes de igrejas. Como prova disso, temos várias "teologias": Prosperidade, Missão Integral, Libertação (e outras semelhantes). Em outras palavras: são criados outros evangelhos (que são, na verdade, falsificações do verdadeiro evangelho de Jesus).

Só que o apóstolo Paulo, a respeito disso (dos falsos evangelhos e das falsas teologias), disse em alto e bom som:

"Mas ainda que nós mesmos ou até um anjo do Céu vos apresente um outro evangelho diferente daquele que eu vos tenho pregado, seja anátema. Assim como já vos disse antes, agora novamente vos digo: se alguém vos anunciar um outro evangelho além do que já recebestes, seja anátema. Porque, procuro eu o favor dos homens ou o favor de Deus? Ou procuro agradar a homens? Se estivesse ainda agradando aos homens, não seria servo de Cristo" (Gálatas 1:8–10)

Há muitos anos atrás (mais precisamente na década de 70), quando eu era um jovem recém–convertido (fui consagrado a obreiro alguns meses depois), eu lembro que, durante uma pregação na igreja onde eu congregava, o pastor disse (num tom profético): "Irmãos, vai chegar um tempo em que o evangelho do Senhor Jesus Cristo será desprezado. Muitos vão se deixar seduzir por idéias demoníacas, e vão inventar outras crenças (e outras teologias fora da Palavra de Deus). E, infelizmente, muitos dos servos de Deus serão influenciados por essas mesmas idéias (que também vão contaminar a igreja do Senhor). Não deixemos que nada isso venha a nos afastar da pureza da Palavra de Deus, e não abandonemos a verdade".

Num primeiro momento, achei que o pastor estava sendo pessimista demais. Ao final do culto, eu perguntei a ele em particular: "Pastor, o senhor não está exagerando? Quem pode ir contra a verdade da Palavra de Deus?" E ele me respondeu: "Meu filho, a Palavra do Senhor tem que se cumprir. Vai acontecer muita coisa antes da volta de Jesus. E isso que eu falei é apenas uma de muitas delas. Tenha certeza disso, porque a Palavra do Senhor é verdadeira. Estive orando em casa e o próprio Senhor me revelou tudo isso".

Hoje, passados pouco mais de 40 anos após eu ter ouvido a pregação desse mesmo pastor (que hoje descansa no Senhor), vejo tudo se cumprindo: pessoas, escolas, universidades, seminários e igrejas totalmente contaminadas por idéias marxistas, socialistas, comunistas, esquerdistas, e outras filosofias anti–cristãs (sem contar outras teologias e outros evangelhos). E a tendência é tudo piorar cada vez mais!

O que o pastor falou naquela época (e que está acontecendo hoje) só faz confirmar as palavras do apóstolo Paulo:

"Mas o Espírito expressamente adverte que em tempos posteriores muitos apostatarão da fé, e darão ouvidos aos espíritos enganadores e às doutrinas de demônios" (1 Timóteo 4:1)

Eu pegunto: não é exatamente isto o que está acontecendo nestes últimos tempos?

Se você (ou alguém daqui) quiser dizer alguma coisa, ficarei agradecido.

George disse...

Amigo Arthur MC,

Se o diabo se mostrasse como ele realmente é, ninguém jamais iria querer aproximação com ele. Mas ele sempre se apresenta como anjo de luz, para enganar os que não estão firmes na Palavra de Deus. É como bem disse o apóstolo Paulo:

"E não vos admireis disto, já que o próprio Satanás insiste em se transformar em anjo de luz. Não é muito, portanto, que os seus ministros apareçam como ministros da justiça; e o fim deles será segundo as suas obras" (2 Coríntios 11:14–15)

Marxismo, esquerdismo, comunismo, e socialismo (e outras variações) são invenções do diabo. E todas essas mesmas ideologias têm diversos objetivos em comum:

– Destruir a família;

– Eliminar todos os valores morais e os bons princípios;

– Legalizar o aborto;

– Destruir a fé cristã;

– Corromper (ou destruir) as igrejas;

– Promover (e legalizar) o homossexualismo;

– Aprovar a eutanásia;

– Usar a tirania (ou a ditadura) para permanecer no poder, sempre com o argumento mentiroso de ajudar os pobres e necessitados;

– Eliminar todos os opositores do socialismo;

– Impor a idéia de que todos devem ser submissos somente ao Estado (ou melhor, que o Estado deve substituir Deus em todas as áreas da vida humana).

Estas ideologias usam um jogo de palavras tão sutil (compaixão, ajuda aos necessitados, justiça social, e outros termos semelhantes) que conseguem enganar facilmente muitas pessoas (principalmente aquelas que não têm conscientização política)! Daí a razão de muitos partidos esquerdistas (PT, PC do B, PV, PSOL, e outros semelhantes) estarem no poder em quase toda eleição!

Se essas ideologias diabólicas (e também as teologias corrompidas como Missão Integral, Prosperidade e Libertação) contaminaram as nossas igrejas e nossos seminários (e também o nosso sistema educacional), foi devido à negligência dos servos de Deus (que se deixaram seduzir pelos enganos do diabo). Toda e qualquer filosofia, ideologia ou teologia tem que ser obrigatoriamente testada e aprovada pela Palavra de Deus (para saber se é verdadeira ou não). Foi como disse o apóstolo Paulo:

"Porque nada podemos contra a verdade, senão pela verdade" (2 Coríntios 13:8)

Sinônimo desta recomendação do apóstolo Paulo é a advertência do apóstolo João:

"Amados, não acrediteis em todo espírito; mas antes provai se tais espíritos são de Deus, porque muitos falsos profetas têm surgido em todo o mundo" (1 João 4:1)

Eu prefiro ficar com a Palavra de Deus, porque somente ela tem todas as respostas que eu preciso! Não confio em nada que venha do homem. Novamente o apóstolo Paulo se manifesta:

"Seja Deus verdadeiro e todo homem mentiroso" (Romanos 3:4)

Será que eu estou certo neste meu ponto de vista? Gostaria de saber as opiniões de todos.

Julio Severo disse...

Miguel, pode suas informações para juliosevero@hotmail.com

Prsj disse...

Respondendo ao Arthur MC:

Amigo Arthur MC,

Se formos criar um partido político verdadeiramente cristão, eu até sugiro um nome: PVC (Partido da Verdade Cristã).

Este mesmo partido terá como diretrizes os seguintes pontos:

– Só poderão ser membros do partido os verdadeiros cristãos comprometidos com a obediência total à Palavra de Deus. Todos os membros deverão obrigatoriamente apresentar uma vida pregressa exemplar e impoluta. Não serão aceitos ímpios, ex–políticos do governo, e nem ex–integrantes de partidos esquerdistas, comunistas, marxistas e socialistas;

– Todas as decisões terão que ser tomadas sempre em comum acordo com o povo cristão (e sempre em obediência à Palavra de Deus). Não serão permitidas as decisões sem consulta popular;

– A manutenção do partido será de responsabilidade única, somente e exclusivamente de cristãos verdadeiramente comprometidos com a Palavra de Deus. Não será aceita ajuda financeira vinda de nenhuma pessoa de comportamento duvidoso (ou com um passado sujo), nem de nenhum partido político (principalmente se for de linha esquerdista), nem de nenhuma entidade governamental (seja qual for);

– Toda e qualquer proposta que for contra a Palavra de Deus deve ser firmemente rejeitada. A pureza da Palavra de Deus (bem como a obediência total e irrestrita a ela) deverá ser obrigatoriamente preservada a todo e qualquer preço;

– O membro do partido que for visto em associação com ímpios ou que aceitar qualquer proposta fora dos princípios cristãos será excluído de forma preventiva. Só será readmitido mediante genuíno arrependimento em público diante de Deus (e diante de todos os cristãos). Em caso de reincidência no mesmo erro, sofrerá a exclusão definitiva (sem possibilidade de readmissão);

– Será excluído definitivamente do partido (e sem possibilidade de readmissão) o membro que se filiar somente com o intuito de praticar espionagem a favor do governo;

– O membro do partido deverá sempre votar de acordo com a sua consciência (e sempre de acordo com a obediência à Palavra de Deus). O voto contra os princípios cristãos será considerado falta gravíssima, passível de punição (desde uma simples advertência até a exclusão definitiva);

– O membro do partido deverá permanecer sempre fiel à sua consciência (e à obediência à Palavra de Deus em toda e qualquer circunstância). Não mudará de opinião, nem mesmo sob ameaça externa de qualquer natureza (vinda de quem for);

– Nenhum membro do partido jamais aceitará suborno, chantagem, propina, associação com ímpios, ajuda financeira de origem ilícita, negócios de caráter suspeito ou duvidoso, qualquer tipo de vantagem ou favorecimento, nem propostas de voto a favor de causas diabólicas (homossexualismo, aborto, eutanásia, legalização de drogas, feminismo, marxismo, comunismo, socialismo, e outras coisas contra a Palavra de Deus);

– O partido terá como prioridade zelar sempre pela família, pela moral, pelos bons costumes, e pela obediência à Palavra de Deus.

Que tal termos um partido assim na nossa política? Gostaria de saber as opiniões de todos!

Eliel disse...

Respondendo ao Arthur MC,

Do jeito que o pecado já dominou o mundo, as pessoas procuram uma religião que satisfaça somente as suas próprias conveniências pessoais (ou que não diga nada contra o pecado). Em outras palavras: as pessoas só querem acreditar no que elas desejam (e não no que elas realmente precisam). Não é de se espantar que, em virtude disso, há uma total inversão de valores: o errado é certo, o certo é errado, o mal virou bem, o bem virou mal, enfim, os preceitos morais da nossa sociedade estão completamente ao contrário. É como bem disse o profeta Isaías:

"Ai daqueles que ao mal chamam bem, e ao bem mal; que fazem da luz trevas, e das trevas luz; que fazem do amargo doce, e do doce amargo" (Isaías 5:20)

Não será surpresa se, qualquer hora dessas, criarem uma lei nos impedindo de crer em Deus. Aliás, do jeito que existe tanta podridão e tanta imoralidade na nossa política, eu nem me espantaria se uma lei dessas fosse aprovada. Em virtude disso, não é sem razão que a Bíblia diz, com muita precisão, que "o mundo jaz no maligno" (1 João 5:19)

Quem quiser ser um verdadeiro cristão tem que estar pronto para ser odiado pelos homens. Mas quantos, hoje, teriam essa mesma disposição?

Jesus, na Sua primeira vinda à Terra, não veio para agradar aos homens. E por agir assim, Ele foi odiado por muitos (principalmente pelos poderosos da época). Por que Jesus foi odiado? Porque Ele sempre falava a verdade. Ele desmascarava os hipócritas (e Ele também revelava os pecados ocultos de muitos). Quem fala a verdade sempre é odiado. Se com Jesus foi assim, quanto mais com os Seus servos!

O nosso amado irmão Júlio Severo é um bom exemplo isso. Por ter falado a verdade sobre o movimento homossexual, ele passou a ser odiado (e também perseguido) pelos homossexuais e pelo governo (já quiseram até saber o endereço dele, se é que já não o ameaçaram de morte). Por causa disso, ele teve que ir, com a família, para um exílio forçado no exterior.

Este é o doloroso preço que o verdadeiro cristão tem que pagar pela sua fidelidade a Jesus (e pela sua luta contra o pecado). Quantos, hoje, fariam como os fiéis da igreja de Esmirna (que, por amor a Jesus e à verdade da Sua Palavra, aceitaram a morte sem nenhum medo)? Quem, nos dias de hoje, teria a mesma postura firme de um Elias ou de um João Batista para combater o pecado (e também para falar certas verdades que muitos estão precisando ouvir)?

Os mártires da fé cristã não hesitaram quando foram obrigados a escolher entre o pecado e a morte. O lema deles era: "Antes morrer do que pecar". Eles permaneceram firmes nas suas convicções, e acreditavam que esta corajosa decisão que tomavam agora certamente será lembrada no tribunal divino.

Se estivermos realmente decididos a ser verdadeiros cristãos (ainda que tenhamos que ser odiados pelo mundo), temos que obedecer ao que Jesus diz em Sua Palavra:

"Se alguém quiser vir após Mim, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz e Me siga. Pois quem desejar salvar sua vida vai perdê-la, mas aquele que perder a sua vida por amor a Mim vai achá-la. Porque de que adiantará ao homem conquistar o mundo inteiro e perder a sua alma? Que dará o homem em troca de sua alma?" (Mateus 16:24–26).

"Entrai pela porta estreita; porque grande é a entrada e largo e espaçoso é o atalho que leva à perdição, e muitos são os que vão por ele; ao passo que estreita é a porta e apertado é o caminho que conduz à vida, e poucos são os que encontram" (Mateus 7:13–14)

Quem teria coragem para agir assim nos dias de hoje?

Arthur Mc disse...

Meu caro, Presbítero Valdomiro

Não vou diminuir a culpa do povo por sua falta de vigilância, por sua fraqueza moral. Mas sem duvida que o peso da negligência do sacerdócio é bem outro. A proliferação da mentalidade socialista se deu não só no seio universitário, mas também no ambiente católico; a infiltração comunista aconteceu já nos colégios católicos e, consequentemente, nas universidades católicas. Líderes católicos até então debruçados nos sacramentos se submeteram às causas socializantes e usaram as vias religiosas para difundi-las.

Creio que a última grande demonstração de VIGILÂNCIA dada pelo povo contra o esquerdismo, foi a Marcha da Família com Deus pela Liberdade. E a Igreja, como não poderia deixar de ser, estava ao seu lado.

Quanto aos falsos evangelhos e as falsas teologias... nada tenho a acrescentar, meu amigo. Foi perfeita sua abordagem.

Arthur Mc disse...

Concordo plenamente, George

... "Marxismo, esquerdismo, comunismo, e socialismo (e outras variações) são invenções do diabo”...

-----------

Lembrei desse texto de Huáscar Terra do Valle: “ As Origens Satânicas do Comunismo”

“ Segundo o pastor romeno Richard Wurmbrand, prisioneiro dos comunistas por quatorze anos, autor de vários livros, Moses Hess, antes de proclamar-se comunista, praticava ritos satânicos, particularmente a Missa Negra. Pouquíssimas pessoas conhecem a importantíssima influência satânica de Moses Hess sobre Marx e Engels (seus discípulos).

Satanismo e comunismo comungam com a mesma idéia, pois ambos rejeitam os valores morais da civilização ocidental. A palavra de ordem, de Lênin é conhecida: "quanto pior, melhor". Uma confissão descarada de satanismo.

Conforme bem definiu o Pastor Wurmbrand, "O COMUNISMO NÃO PASSA DE UMA FACHADA PARA O SATANISMO", tornada palatável com uma série de baboseiras criadas por Marx, como "luta de classes", "mais valia", "materialismo histórico", "ditadura do proletariado", "justiça social", "estado final de perfeito comunismo" e outra idiotices. Na prática, como autêntico regime satânico, que adora o mal e não o bem, o comunismo representou o regime mais cruel e retrógrado de toda a história da humanidade, responsável pela tortura e morte de quase duzentos milhões de pessoas no século passado, além de retumbante fracasso financeiro e destruição do ambiente em dezenas de nações. O comunismo-satânico foi a maior desgraça que jamais atingiu a humanidade, embora, para enganar os trouxas, só fala em "paz", "justiça social" e outras mentiras”

Arthur Mc disse...

Prsj

Seria um belo de um partido, meu caro. Só que não consigo imaginá-lo, nascendo neste país.


Joaquim disse...

Amigo Arthur MC,

Já que você falou sobre a "Marcha da família com Deus pela liberdade", me permita que eu diga algo sobre ela.

Em 1964, no auge dos meus 22 anos (completei 71 no dia 20 de janeiro), eu pude ver pessoalmente a "Marcha da família com Deus pela liberdade" em São Paulo. Eu lembro que a multidão saiu da Praça da República, seguindo pela Rua Barão de Itapetininga, atravessando o Viaduto do Chá, para, ao chegar à Praça da Sé, ser rezada uma missa pela democracia, pelo padre irlandês Patrick Peyton (que estava no Brasil a convite da Igreja, e, em especial, do Cardeal Dom Jaime de Barros Câmara, da Arquidiocese do Rio de Janeiro).

Segundo dizem, foram cerca de 500 mil pessoas que participaram da mesma marcha. Foi uma resposta ao comício realizado no Rio de Janeiro em 13 de março de 1964, durante o qual o presidente João Goulart anunciou seu programa de reformas de base. As pessoas, nesta mesma marcha, manifestaram seu repúdio ao regime comunista vigente em outros países (que era o que João Goulart queria implantar no Brasil). E era divulgado a todos (através de panfletos) o perigo do comunismo para todos os brasileiros.

Como testemunha viva de quem presenciou o início do governo militar em 1964 e o seu fim em 1985, eu posso falar com autoridade: graças a Deus que os militares vieram no momento certo para afastar essa praga do comunismo que seria nociva para o nosso país!

Tem horas que eu sinto saudades daquela época. Quem dera se fossem feitas mais manifestações do mesmo tipo, para escorraçarmos do governo o PT e os demais partidos esquerdistas!

Lino disse...

Amigo Arthur MC,

Já que você citou Lênin (um ditador socialista), eu aproveito a oportunidade para transcrever aqui o "Decálogo". Trata-se de um documento de autoria do próprio Lênin em 1913, o qual contém 10 ações táticas para a tomada do poder (qualquer semelhança com o governo do PT e outros partidos esquerdistas nos dias de hoje não é mera coincidência! É pura realidade)!

Eis o que diz o tal "Decálogo":

1 – Corrompa a juventude e dê a ela total liberdade sexual;

2 – Procure se infiltrar nos meios de comunicação de massa, e depois controle todos eles;

3 – Divida a população em grupos antagônicos, incitando-os a promover discussões sobre assuntos sociais;

4 – Destrua a confiança do povo em seus líderes. Faça com que eles fiquem com a imagem denegrida perante a opinião pública;

5 – Fale sempre sobre democracia e em Estado de Direito; mas assim que puder (e tão logo haja a primeira oportunidade), assuma o poder sem nenhum escrúpulo;

6 – Colabore para o esbanjamento do dinheiro público; coloque em descrédito a imagem do País (principalmente no exterior), e provoque o pânico e o caos na população por meio da inflação;

7 – Promova greves, mesmo ilegais, nas indústrias vitais do País;

8 – Provoque distúrbios sociais e contribua para que as autoridades constituídas não os proíbam;

9 – Contribua para a destruição dos valores morais, da honestidade e da crença nas promessas dos governantes. Nossos parlamentares infiltrados nos partidos democráticos devem acusar os não–comunistas, obrigando-os, sem pena de expô-los ao ridículo, a votar somente no que for de interesse da causa socialista;

10 – Procure catalogar todos aqueles que possuem armas de fogo, para que elas sejam confiscadas no momento oportuno, tornando, deste modo, que seja impossível oferecer qualquer resistência à nossa causa.

Anexo ao mesmo "Decálogo", tem mais um outro documento intitulado "Os 10 princípios da esquerda". Vejamos quais são estes princípios:

1 – Os esquerdistas crêem que não existe moral. Na verdade, os esquerdistas crêem apenas na moral que for favorável a eles mesmos, isto é, "não roubar" vale somente para os outros (mas os esquerdistas podem roubar à vontade para si próprios, e também para aqueles que os ajudam);

2 – Os esquerdistas promovem o anti–convencional, violentam os costumes e preferem a descontinuidade. Não gostam de seguir regras diferentes das que eles mesmos criam;

3 – Os esquerdistas derrubam tudo que seja pré–estabelecido. São, por natureza, contra todo e qualquer sistema padronizado (que contém princípios já determinados há muito tempo);

4 – Os esquerdistas agem com imprudência e irresponsabilidade, não importando quais prejuízos venham a causar aos que estão sob seu comando;

5 – Os esquerdistas desejam a uniformidade universal: todo mundo igual (exceto eles, quando estão no poder usufruindo de tudo que é privilégio);

6 – Os esquerdistas não se impõem limites e acreditam que podem melhorar, aperfeiçoar e acabar com as imperfeições de tudo, inclusive do próprio ser humano. Para fazer uma omelete, é preciso quebrar os ovos (mas eles partem para quebrar todos os ovos, mesmo que não consigam fazer omelete alguma);

7 – Os esquerdistas são contra a liberdade e a propriedade privada. Preferem a escravidão, embora a chamem, de maneira sutil, por outros nomes: igualdade, responsabilidade social, justiça social, senso de coletividade, etc;

8 – Os esquerdistas impõem coletivismo forçado. Tudo deve ser de todos (mas desde que seja sob controle total do Estado);

9 – Os esquerdistas desejam o poder desmedido e a liberação de todas as paixões humanas (marxismo clássico e marxismo cultural);

10 – Os esquerdistas não querem estabilidade: pregam a revolução perpétua. Dizem promover a paz, mas são os maiores incentivadores de todas as arruaças, protestos, badernas, guerras, e lutas armadas.

Eu pergunto: alguém ainda tem mais alguma dúvida das reais intenções do governo do PT (e de outros partidos esquerdistas)?

Colaborador disse...

Isso aí que você verificou é só na esfera federal, né? Pois se voce for verificar as contas do grupo gay dignidade de curitiba, do sr 171 Toni Reis, junto as contas do governo do Estado do Paraná, irá verificar que ele mamando nas tetas do dinheiro público é muito maior do que 25 mil reais de passagens e diárias. O mesmo vale para outro ativista carreirista gay do Rio de Janeiro chamado Claudio Nascimento que desde 2006 trabalha numa sub-secretaria de direitos humanos do governo do Estado do Rio de Janeiro do sr. governador Sérgio Cabral Filho, com status de secretario de estado e os milhões que esse ativista gay aproveitador já colocou nos bolsos de dinheiro público. Façam um dossie de Estado por Estado desta nação e ficarão abismados com os milhões de reais que o lobby gay já recebeu e foi desviado de dinheiro público!

ÉLQUISSON disse...

Respondendo ao Francisco Mendes e ao Arthur MC,

Por falta de opções boas em termos de voto, somos obrigados a escolher entre um mal maior e um mal menor. As últimas eleições presidenciais que tivemos são a prova evidente disso.

Só para relembrar:

2002 – Lula (PT) x Serra (PSDB)
2006 – Lula (PT) x Alckmin (PSDB)
2010 – Dilma (PT) x Serra (PSDB)

Na verdade, é a mesmíssima guerra diabólica de Satanás contra Belzebu (mudam somente os atores, mas o script é rigorosamente o mesmo)!

Em 2002, muitos que disseram não votar em Lula iriam apoiar Serra. Alegaram que Serra seria o "menos pior". Na época, muitos disseram que Serra seria contra o aborto. Mas só que muitos estão esquecidos de que foi o mesmo partido de Serra (o PSDB) que aprovou uma lei (Lei 10.948, de 5 de novembro de 2001) que permite que travestis usem banheiros femininos. Esta mesma lei foi sancionada, na época, por Geraldo Alckmin (então governador de São Paulo em 2001), contando com o auxílio da fiel escudeira dos homossexuais: Marta Suplicy (que era prefeita de São Paulo em 2001). De que adianta ser supostamente contra o aborto, mas ser favorável ao homossexualismo?

São situações como esta que deixam os eleitores totalmente sem opção de escolha. Em outras palavras: é querer combater um mal maior com um mal menor.

E por que tudo isso acontece? Por uma razão muito simples: devido a tanta podridão e tanta sujeira na nossa política, infelizmente não há nenhum candidato que preste (não dá pra confiar em ninguém).

O pior disso tudo é que nem mesmo os políticos da bancada evangélica não são dignos da nossa confiança (e, muito menos, merecedores do nosso voto). E a pergunta crucial é: em quem votar?

O ideal seria que o povo orasse a Deus e pedisse discernimento na hora de escolher algum candidato, para não se decepcionar depois. Só que nem sempre o povo age assim.

Eu penso o seguinte: ainda que um mal menor se apresente de forma aparentemente inocente ou "inofensiva", não poderá jamais ser tolerado com a desculpa de se evitar um mal maior. Em outras palavras: mesmo que um mal menor seja, momentaneamente, a única opção válida (ou disponível) para se evitar um mal maior, ainda assim é um mal. Como se diz no popular, é como "trocar seis por meia dúzia" (não vai fazer nenhuma diferença ao final).

P.S: Se você ou alguém daqui quiser dizer alguma coisa, o espaço está aberto para todas as opiniões

Arthur Mc disse...

ÉLQUISSON

..." Eu penso o seguinte: ainda que um mal menor se apresente de forma aparentemente inocente ou "inofensiva", não poderá jamais ser tolerado com a desculpa de se evitar um mal maior. Em outras palavras: mesmo que um mal menor seja, momentaneamente, a única opção válida (ou disponível) para se evitar um mal maior, ainda assim é um mal. Como se diz no popular, é como "trocar seis por meia dúzia" (não vai fazer nenhuma diferença ao final)"... [2]

ASSINO EMBAIXO!!!!

Sandro Mendonça disse...

Olá, Julio... penso que a melhor maneira de frearmos a ação destes ativistas é que os crentes parem de dar 'audiência' prá estes através da mídia, novelas, filmes, internet, quando se divertem com artistas, e
personagens gays caricatos, fomentando inda mais espaço pros ensinos distorcidos... abraço

Everaldo disse...

Respondendo ao Arthur MC,

Amigo Arthur MC,

Se você me permite, eu vou tentar esclarecer melhor o que eu dizer no meu comentário anterior (onde eu disse que o nosso país preferiu trocar Jesus por Satanás).

Veja bem: não é que isso tenha sido uma escolha deliberada (feita por vontade própria). Não foi isso que eu quis dizer.

O que eu quis dizer é que o povo brasileiro, ao invés de ser guiado pela palavra de Deus (e por verdadeiros cristãos obedientes à Palavra de Deus), preferiu dar ouvidos a ideologias e filosofias de origem duvidosa ou diabólica. Se eu não procuro saber se essas ideologias ou filosofias estão de acordo com a Palavra de Deus, eu, indiretamente, estou trocando Jesus por Satanás.

Foi o que aconteceu com o povo brasileiro em geral. Quando essas idéias e filosofias marxistas, comunistas, esquerdistas, e socialistas começaram a se infiltrar em nossas escolas e também em nossas igrejas, muitos se deixaram influenciar por elas sem saber a origem delas.

O diabo, sabendo que seria facilmente desmascarado se dissesse que é o autor dessas mesmas ideologias e filosofias, simplesmente pintou todas elas com uma imagem de compaixão assistencialista. E o povo, como não é totalmente conhecedor das verdades da Palavra de Deus, foi facilmente influenciado.

Faço das palavras do George as minhas: toda e qualquer filosofia, ideologia ou teologia tem que ser obrigatoriamente testada e aprovada pela Palavra de Deus (para saber se é verdadeira ou não). Foi como disse o apóstolo Paulo:

"Porque nada podemos contra a verdade, senão pela verdade" (2 Coríntios 13:8)

Sinônimo desta recomendação do apóstolo Paulo é a advertência do apóstolo João:

"Amados, não acrediteis em todo espírito; mas antes provai se tais espíritos são de Deus, porque muitos falsos profetas têm surgido em todo o mundo" (1 João 4:1)

Eu pergunto: acreditar em qualquer qualquer filosofia, ideologia ou teologia sem passar pelo teste da Palavra de Deus não é, de certa forma, trocar Jesus por Satanás?

Wellington disse...

Respondendo ao Arthur MC,

O comentário do Élquisson sobre a questão das eleições foi mais do que esclarecedor (e também foi muito oportuno). Infelizmente, é isso mesmo o que acontece: por falta de opções, somos obrigados a escolher entre um mal maior e um mal menor.

Eu digo sem medo: entre o PT e o PSDB não há, rigorosamente, nenhuma diferença. É um partido que diz ser oposição ao PT, mas age exatamente igual ao PT quando está no poder. As eventuais diferenças entre PT e PSDB (se é que existem) talvez sejam apenas do ponto de vista econômico. Mas em termos de agenda partidária (políticas pró–aborto, pró–homossexualismo, anti–família e anti–cristãs), ambos são rigorosamente iguais!

A cartilha homossexual do PSDB, embora não seja tão "direta" como a do PT, não deixa de ser perigosa. Isso porque o PSDB usa um jogo de palavras tão sutil (e alguns termos como "orientação sexual", "pluralidade de gêneros", "diversidade sexual", "respeito às diferenças", etc), que muitos não estão conseguindo ver a armadilha em que estão caindo!

Em termos de imoralidade, o PSDB é "menos explícito" do que o PT. Mas isso não faz com que o PSDB seja melhor do que o PT. Muito pelo contrário: o PSDB é tão (ou mais) sujo quanto o PT! Mas parece que muitos ainda não estão enxergando isso!

Eu vou mais além: TODO E QUALQUER POLÍTICO PODE ATÉ TROCAR DE PARTIDO, MAS NUNCA VAI TROCAR DE CARÁTER. Em outras palavras: MUDAM AS SIGLAS, MAS OS INTERESSES (OU MELHOR, AS AGENDAS POLÍTICAS) PERMANECEM RIGOROSAMENTE IGUAIS! O candidato pode ser do PSDB, do PT (ou de qualquer outro partido), enfim, todos esses políticos são tudo farinha do mesmo saco! Do jeito que só tem podridão na nossa política, não dá pra confiar em nenhum político (seja de que partido for). Em virtude disso, não foi sem razão que o apóstolo Paulo afirmou com autoridade:

"Seja Deus verdadeiro e todo homem (principalmente político) mentiroso" (Romanos 3:4, o parêntese é meu).

Alguém concorda comigo? Se alguém daqui quiser se manifestar, esteja à vontade.

Arthur Mc disse...

Concordo,Wellington

"O menor de dois males" é sempre um caminho fácil e cativante, mas o fato é que o mal não tem graus. Quando fazemos escolhas, ou fazemos uma boa escolha ou uma má escolha. Não há meio-termo ou área cinzenta quando se trata do bem contra o mal. Assim como não podemos decidir seguir Jesus pela metade, não podemos escolher uma opção que é inerentemente má e, em seguida, justificar nossa escolha dizendo que optamos pela alternativa menos má.

A verdadeira questão é como fazer o bem quando somos confrontados com escolhas erradas. Deus sempre nos dá a opção de fazer o bem. A cerne do problema é o quanto estamos dispostos a perder, a fim de fazer o bem?

Parece o jogo do diabo que lhe dá duas escolhas más e age como se ele fosse um cara bom, permitindo que você "escolha" uma. Quando Cristo foi perguntado por seus discípulos: "Mestre, quem pecou, este homem ou seus pais, para que nascesse cego? Ele respondeu: “Nem ele nem seus pais pecaram”... (João 9: 2-3 ). Ou seja: dadas duas escolhas erradas, Ele recusou ambas.

"De dois males, escolha nenhum” - Charles Spurgeon


Oswaldo Viana Jr disse...

Olá Julio, é possível fazer o download desse documento? Não estou familiarizado com essa plataforma Issu.
Obrigado

Vini Silva disse...

Julio, um pessoal Muçulmano na Nigéria descobriram minha localização e me fizeram ameaças graves, dos grupos gays só os xingamentos e a fúria normal e típica deles. Todos nós que defendemos o Evangelho sem medo de uma certa forma somos guardados por Deus, eu não tenho como sair de onde moro mas sei que Deus me protege pois só faço repetir versículos Bíblicos. Fique em paz, Deus guardará seus filhos

Welber disse...

Uma boa idéia seria enviar os líderes, ativistas e simpatizantes homossexuais para viver em países onde não haja influência cristã. Que tal Arábia, Iêmen, Irã, Paquistão, Afeganistão (e outros países muçulmanos ou islâmicos)? Já que os cristãos são o problema deles, aí está a solução!

Com um detalhe: todos eles receberão a passagem somente de ida para estes países! A passagem de volta será paga por eles próprios (se é que eles conseguirão sair vivos de lá)!

A propósito: Mahmoud Ahmadinejad (o presidente do Irã) é amigo pessoal do ex–presidente Lula. Segundo eu soube, lá no Irã os homossexuais são condenados à morte na forca! Por que os homossexuais não fizeram nenhum protesto quando Ahmadinejad esteve aqui no Brasil? Por que não o chamaram de homofóbico, fundamentalista e preconceituoso?

Gostaria que algum homossexual fosse corajoso o suficiente para responder a esta pergunta!