19 de agosto de 2013

Direito de matar ou corrigir?


Direito de matar ou corrigir?

Mobilização urgente: Ligue agora mesmo, gratuitamente, para o telefone do Congresso: 0800-619619 para pedir a rejeição da Lei da Palmada. Para mais informações sobre o que fazer, clique aqui: http://bit.ly/14dSunX

Julio Severo
Socialistas como Maria do Rosário argumentam que leis são necessárias para castigar pais que disciplinam fisicamente os filhos. O pretexto? Uma suposta preocupação com o bem-estar das crianças.
Xuxa, que já fez propaganda explícita da pedofilia ao encenar sexo com um menino nas telas do cinema com o infame filme Amor Estranho Amor, concorda com Rosário. Aliás, ela está em campanha para ajudar Rosário a criminalizar os pais do Brasil. Na mentalidade delas, criminalizar os pais é vastamente mais importante do que condenar Xuxa por todas as suas propagandas explícitas de erotização infantil e pedofilia.
Esses mesmos socialistas, inclusive Maria do Rosário, defendem a legalização do aborto, que é, de longe, a pior violência física contra as crianças mais inocentes. Mas quando o assunto é matar crianças, os socialistas desconversam sua defesa do bem-estar das crianças, um argumento que é só usado contra as famílias.
No aborto, o que vale não é o bem-estar físico das crianças, mas exclusivamente a vontade da ideologia feminista.
Na lei de Deus, os pais e mães têm o direito de educar e disciplinar seus filhos, mas não têm nenhum direito de matá-los.
Na lei de Maria do Rosário e outros socialistas, as mães têm o direito de matar seus filhos por meio do aborto, mas não têm nenhum direito de educá-los e discipliná-los.
Esses socialistas querem que suas leis sejam mais importantes do que as leis de Deus.
A lei de Deus diz:
“Aquele que poupa sua vara [de disciplina] odeia seu filho, mas aquele que o ama o disciplina com diligência e o castiga desde cedo”. (Provérbios 13:24 Bíblia Ampliada)
“Os castigos curam a maldade da gente e melhoram o nosso caráter.” (Provérbios 20:30 NTLH)
“Não evite disciplinar a criança; se você bater nela e castigá-la com a vara [fina], ela não morrerá. Você a surrará com a vara e livrará a alma dela do Sheol (Hades, o lugar dos mortos)”. (Provérbios 23:13-14 Bíblia Ampliada)
“A vara e a disciplina dão sabedoria, mas a criança entregue a si mesma vem a envergonhar a sua mãe”. (Provérbios 29:15 RA)
De forma diferente, o socialismo impregnado no Estado brasileiro está avançando para tornar crime a resistência dos pais para entregar seus filhos à doutrinação homossexual nas escolas. Como primeiro passo da tirania da doutrinação, a Constituição brasileira agora obriga as famílias a entregar seus filhos de 4 anos para a escola. É a Constituição a serviço da tirania socialista.
A lei dos socialistas diz: Matar crianças por meio do aborto é direito reprodutivo da mulher, que está liberada pelo Estado socialista para cometer todo tipo de violência física, inclusive assassinato, contra seus filhos antes do nascimento. Em contraste, é crime disciplinar os filhos depois que nascem! De forma igual, os socialistas consideram crime os pais terem o direito natural de dar educação a seus filhos em casa.
Tempos atrás, um pastor foi preso injustamente por disciplinar as filhas, sofrendo todos os tipos de maus-tratos na prisão. O Estado não mostrou nenhum interesse em defender o pai de família, que foi preso por denúncia de uma agente de Conselho Tutelar parente de um agente de saúde que tentou estuprar uma das filhas do pastor.
Em contraste, uma dupla gay surrava e estuprava um menino adotado de 5 anos de idade, e recebeu total assistência e proteção do Estado.
Assim é no Estado socialista: você tem a proteção do Estado para cometer perversões, inclusive matar bebês em gestação. Mas quer sentir a fúria desse Estado louco? Faça o que Deus orienta.
Os socialistas lhe dão o direito de matar e lhe tiram o direito de educar e disciplinar.
Deus lhe garante o direito de educar e disciplinar, mas não lhe dá o direito de matar inocentes.
Qual lei você prefere?
Leitura recomendada:
Artigos sobre Xuxa:
Artigos sobre Maria do Rosário:

2 comentários :

marcelo v disse...

Caro,
Entendo que os Generais nacionalistas antes de entregarem o poder aos pobres e, comprovadamente incompetentes e corruptos, civis deveriam ter separado, do Poder Executivo, as FFAA e as Forças de Segurança Pública dos Estados Brasileiros, atrelando-as ao Judiciário ou criando um quarto poder, como, por exemplo, o Poder MODERADOR.
O maior crime da atualidade é manter as forças de segurança brasileiras debaixo dos corruptos POLÍTICOS civis desta nação, pois isso é a mesma coisa que deixar os ladrões decidirem como os cidadãos devem proteger seus bens e suas vidas (ou seja, juntar a fome com a vontade de comer).
Nossos Generais nacionalistas foram muito ingênuos ao acreditarem que os corruptos civis tinham aprendido a lição...ou será que naquela época já havia outros LAMARCAS escondidos no seio das gloriosas instituições militares desta nação, os quais propositadamente, atuando em silêncio, impuseram a estratégia de tomar o poder mediante a manipulação das leis, depois que os nacionalistas fossem para a reserva?
Um pássaro azul me disse que, ATUALMENTE, os corruptos governadores civis determinam, às escondidas, que a POLÍCIA não atue nos seus currais eleitorais para não prejudicar os votos dos mandatos sucessivos...enquanto isso os miseráveis cidadãos de bem acabam sendo vítimas do terror e da total desproteção de suas vidas e bens, conseguidos com muita luta, pagando ABUSIVA carga tributária por um direito constitucional feito somente para "inglês ver".
Infelizmente eu creio que o pior ainda está por vir, pois as forças de segurança, ao verem que estão à mercê dos bandidos e comandadas por eles, provavelmente acabarão montando suas próprias milícias para ganhar um troquinho por fora, uma vez que a sociedade (alienada da verdade) não os valoriza, nem os reconhece...de sorte que a sociedade, sem poder de reação, acaba indiretamente prestando total apoio e reverência ao governo do crime organizado, juntando-se aos verdadeiros traidores da pátria e infratores dos DIREITOS HUMANOS (dê um pulinho nos hospitais públicos e nas escolas do governo para ver quem é que desrespeita os direitos humanos da população brasileira...).
Se olharmos para os cabeças das FFAA, veremos três Generais que estão se perpetuando no poder como COMANDANTES supremos, destruindo as tradições militares de rotatividade no cargo e dando um claro recado de SILÊNCIO aos demais Generais nacionalistas. Salvo erro, isso, por si só, já representa um claro sinal de que algo MUITÍSSIMO errado está acontecendo nesta nação, não acha?

Anônimo disse...

Deus manda disciplinar as crianças com vara. Mad o que seria essa vara? Não seria disciplinar? Será que se trata de castigo físico?