30 de agosto de 2013

Abraçados com o diabo


Abraçados com o diabo

“Como podem Cristo e o Diabo estar de acordo? O que é que um cristão e um descrente têm em comum?” (2 Coríntios 6:15 BLH)

Dr. Fábio Blanco
Grande ilusão esta de acreditar que é possível alguma aliança com os grupos deste mundo. Há cristãos que, penso eu, sinceramente creem que podem influenciar positivamente as pessoas dos altos postos do governo e da grande mídia do país.
O que tem acontecido, invariavelmente, porém, é se encontrarem em situações de constrangimento público e embaraço, por conta de perguntas tendenciosas feitas por jornalistas encomendados e junções forçadas com políticos de reputação comprometedora.
Quando ouço essas celebridades gospel falando cheias de esperança, acreditando que vão ser instrumentos de Deus para mudar a realidade do país, me compadeço da ingenuidade desses crentes. Eles, por ignorância política e cultural, veem os homens e mulheres do governo e da mídia apenas como pessoas espiritualmente ignorantes, mas que podem ser convencidas a qualquer momento pelo bom testemunho e pela demonstração de amor que eles, cristãos, eventualmente demonstrem.
O que esquecem é que esses mesmos homens e mulheres não são apenas ignorantes, mas intestinalmente comprometidos com tudo aquilo que milita contra os valores cristãos, contra a verdade de Deus. Assim, não há nenhum tipo de aliança possível. Os interesses que conduzem essas pessoas são inspirados diretamente das trevas. São objetivos guiados por principados e potestades demoníacas. E se nossa luta não é contra carne ou sangue, isso não nos obriga a nos unirmos aos que são movidos pelo capeta. Se um cristão deve estar atento para os poderes malignos que atuam por trás das pessoas, isso não significa que devem agir em parceria com essas mesmas pessoas.
Fazer aliança com homens movidos por demônios não converte esses homens, jamais. Pelo contrário, como toda aliança pressupõe um acordo, e todo acordo é uma cessão mútua, no fim das contas quem se une a pessoas guiadas pelo mal terá que ceder algo para o diabo. E nisso, certamente, o único ganhador será o Inferno.
Divulgação: www.juliosevero.com
Leitura recomendada:

10 comentários :

Claudir disse...

Essas verdades fizeram doer meu estômago.
É uma trágica verdade, essas "celebridades Gospel" associando sua imagem aos filhos do diabo.
Não convertem ninguém, e ao invés disso dão álibi aos perdidos pois ao inves de serem confrontados seus pecados recebem "palavras proféticas" e "atos proféticos" retirados do suvaco.

Anônimo disse...

Puxa!!! Ateh que enfim vejo que ha, ao menos mais um, com discernimento esppiritual. Essa reflexao deveria constar nas revistas ditas evangelicas, nos boletins das igrejas, nas mentes dos lideres que, nao sendo lobos, mas, como escreveu o articulista, apenas ignorantes, aih sim, haveria uma, ao menos uma, chance de haver um retorno do caminho das trevas em que entramos, desde a presidencia daquele rapaz satanista lah das Alagoas.
Deus continue aa abencoa-lo, Fabio Blanco, pois escreveu, em poucas palavras, tudo que o cristao biblico brasileiro precisa saber.

Herberti disse...

O maior erro que as "personalidades gospel" comentem é o de acreditarem que o simples acesso delas aos "figurões" da sociedade, o simples fato de lhes serem permitido fazer orações em favor delas já é algo que vai, de alguma maneira, comover os corações. Porém, nestes encontros nunca se vê os "figurões" serem confrontados ou exortados por cristãos humildes, verdadeiramente revestidos de autoridade profética, encorajando as autoridades a adotarem um comportamento mais comprometido com as questões sociais que afligem o país. Tudo o que se vê são fotos muito bem posadas, cheias de rostos sorridentes e satisfeitos: uns por terem a oportunidade de aparecer ao lado de alguma grande figura, outros por saber que tem os profetas de Deus bem controlados no cabresto. Os profetas da Bíblia não eram assim.

ÉLQUISSON disse...

Respondendo ao Claudir, ao anônimo, e ao Herberti,

Eu não sei se o que eu vou dizer aqui vai ser muito pertinente (ou muito apropriado) para o teor deste artigo, mas eu vou dizer exatamente o que eu penso (vocês me corrijam se eu estiver errado).

Uma certa vez, me perguntaram, durante uma pregação na igreja onde eu congrego, se o nosso Brasil seria grandioso (espiritualmente falando) se fosse um país evangélico. Eu, prontamente, respondi que não.

Num primeiro momento, essa minha resposta causou um certo espanto a todos os que estavam presentes ao culto. Aí eu tive que explicar tudo detalhadamente para não deixar ficar em pé nenhum mal–entendido. Eu disse precisamente isto:

"Amados irmãos e irmãs, de que adianta uma nação se dizer evangélica e não obedecer plenamente à Palavra de Deus? É verdade que, nestas últimas décadas, a população evangélica tem crescido muito no nosso país. Mas de que adianta sermos evangélicos somente em número e continuarmos negligentes na obediência à Palavra de Deus? Olhem o que está acontecendo com os Estados Unidos: foi um país que, no início, começou sendo obediente a Deus (e à Sua Palavra). Só que, com o passar do tempo, os seus governantes, devido ao progresso científico–material–financeiro e devido também à influência de ideologias diabólicas (marxismo, comunismo, esquerdismo, socialismo e suas variações) e doutrinas anti–cristãs (como a Maçonaria), desprezaram a Palavra de Deus (ou melhor, relegaram a obediência à Palavra de Deus a segundo plano). Hoje, os Estados Unidos estão totalmente corrompidos (e destruídos) moralmente. O que temos lá são somente evangélicos nominais (ou seja, evangélicos somente de boca). Aqui no Brasil, está acontecendo a mesma coisa: estamos crescendo somente em quantidade (e não em qualidade)"

Alguém dizer que é cristão da boca pra fora é muito fácil (qualquer um pode dizer isso, independente de estar obedecendo ou não à Palavra de Deus). Dizer que crê em Deus qualquer um diz (até mesmo o diabo). É como bem disse o apóstolo Tiago:

"Tu crês que só existe Um Único Deus? Fazes bem; porque até os demônios também crêem e tremem" (Tiago 2:19)

Adianta alguém dizer que crê em Deus, mas não obedece à Sua Palavra? Adianta alguém se dizer cristão, mas não ter uma vida santificada? Obediência à Palavra de Deus também significa ter uma postura firme contra o pecado: tem que denunciar o que estiver errado, não tolerar nada fora da Palavra de Deus, não ser condescendente com o erro (seja de quem for), não fazer nenhum tipo de acordo de caráter duvidoso, resistir às tentações, enfim, é servir integralmente a Deus (mesmo com todas as adversidades). É como diz o apóstolo Tiago:

"E sede cumpridores da Palavra, e não somente ouvintes, enganando-vos com falsos discursos" (Tiago 1:22)

O que está realmente faltando para muitas pessoas que se dizem cristãs é um compromisso sério e irrestrito com a obediência total à Palavra de Deus. Falando num tom bem direto: o verdadeiro cristão tem que fazer a diferença onde estiver. É como disse o apóstolo Paulo:

"Fazei todas as coisas sem murmurações nem contendas; Para que sejais sinceros e irrepreensíveis, filhos de Deus inculpáveis, no meio de uma geração corrompida e perversa, entre a qual resplandeceis como astros no mundo" (Filipenses 2:14–15)

Uma certeza eu tenho (e creio que todos daqui também têm): enquanto a liderança cristã do Brasil não for radicalmente transformada ou substituída em todos os níveis (inclusive na liderança de muitas igrejas), não haverá esperança do Brasil mudar (eu também penso assim).

P.S: Se alguém daqui quiser se manifestar, esteja à vontade.

Aprendiz disse...

Júlio

Encontrei um artigo extremante pertinente. Não deixe de ler:

http://www.monergismo.com/stephen-perks/a-igreja-efeminada/

Trindade disse...

Olá Júlio;
Belo artigo do Drº Fábio Blanco e aproveitando a deixa, escreverei sobre o Pr. Silas Malafaia que é um grande homem de Deus e sobre homens de Deus eu não faço crítica, mas como ser humano eu posso criticá-lo, pois ele é um analfabeto político e esse analfabetismo tem prejudicado muito o povo de Deus e a liberdade cristã no Brasil, pois o Pr Silas tem se posicionado de maneira correta em suas falas, escritos e manifestos, só que na hora de apoiar um politico ele apoia errado, pois os candidatos que ele apoia sempre são de esquerda, agora por exemplo ele vai apoiar o Petista senador Lindberg Farias para o governo do Rio em 2014: (http://veja.abril.com.br/blog/radar-on-line/eleicoes-2014/lindbergh-e-malafaia-mais-conversas/), ou seja o Pr Silas deveria ter coerência politica e nunca apoiar esquerdistas? Pois NUNCA a igreja cristã teve liberdade nos governos implantados pela esquerda no mundo, pois esse regime é ORIGINALMENTE ANTICRISTÃO, basta ver que nos países de governo socialista a igreja é sempre atacada e a liberdade cristã é sempre diminuída, quando não suprimida.
Diante disso eu gostaria de dizer que os que amam o evangelho e ora para a liberdade cristã continuar, devem orar para que Deus ilumine e converta o analfabetismo politico do Pr Silas Malafaia em benção, porque do jeito que vai a coisa sempre será ruim para a liberdade cristã, pois ele acredita que tem verdade na ideologia de esquerda, mas esse regime é criado na mentira e no engano, e eu provo isso escrevendo uma frase do maior teórico do socialismo, Lênin disse: “A MENTIRA É SAGRADA E O ENGANO A NOSSA PRINCIPAL ARMA.” E os socialistas se orgulham dessa frase.
Algum cristão esclarecido e honesto pode se aliar a discípulos de um mestre desse?

Lino disse...

Amigo Trindade,

Já que mencionou Lênin (ditador socialista), me permita que eu transcreva aqui o "Decálogo" (escrito em 1913 pelo próprio Lênin). Trata-se de um documento contendo 10 ações táticas para a tomada do poder (qualquer semelhança com o governo do PT e outros partidos esquerdistas nos dias de hoje não é mera coincidência! É pura realidade)!

Vejamos o que diz, na íntegra, o tal "Decálogo":

1 – Corrompa a juventude, e dê a ela total liberdade sexual;

2 – Procure se infiltrar nos meios de comunicação de massa, e depois controle todos eles;

3 – Divida a população em grupos antagônicos, incitando-os a promover discussões sobre assuntos sociais e de interesse comum;

4 – Destrua a confiança do povo em seus líderes. Faça com que eles fiquem com a imagem denegrida perante a opinião pública;

5 – Fale sempre sobre democracia e em Estado de Direito; mas assim que puder (e tão logo haja a primeira oportunidade), assuma o poder sem nenhum escrúpulo;

6 – Colabore para o esbanjamento do dinheiro público; coloque em descrédito a imagem do País (principalmente no exterior), e provoque o pânico e o caos na população por meio da inflação;

7 – Promova greves, mesmo ilegais, nas indústrias vitais do País;

8 – Provoque distúrbios sociais, e contribua para que as autoridades constituídas não os proíbam;

9 – Contribua para a destruição dos valores morais, da honestidade e da crença nas promessas dos governantes. Nossos parlamentares infiltrados nos partidos democráticos devem acusar os não–comunistas, obrigando-os, sem pena de expô-los ao ridículo, a votar somente no que for de interesse da causa socialista;

10 – Procure catalogar todos aqueles que possuem armas de fogo, para que elas sejam confiscadas no momento oportuno, tornando, deste modo, que seja impossível oferecer qualquer resistência à nossa causa.

Anexo ao mesmo "Decálogo", tem mais um outro documento intitulado "Os 10 princípios da esquerda". Vejamos quais são estes princípios:

1 – Os esquerdistas crêem que não existe moral. Na verdade, os esquerdistas crêem apenas na moral que for favorável a eles mesmos, isto é, "não roubar" vale somente para os outros (mas os esquerdistas podem roubar à vontade para si próprios, e também para aqueles que os ajudam);

2 – Os esquerdistas promovem o anti–convencional, violentam os costumes e preferem a descontinuidade. Não gostam de seguir regras diferentes das que eles mesmos criam;

3 – Os esquerdistas derrubam tudo que seja pré–estabelecido. São, por natureza, contra todo e qualquer sistema padronizado (que contém princípios já determinados há muito tempo);

4 – Os esquerdistas agem com imprudência e irresponsabilidade, não importando quais prejuízos venham a causar aos que estão sob seu comando;

5 – Os esquerdistas desejam a uniformidade universal: todo mundo igual (exceto eles, quando estão no poder usufruindo de tudo que é privilégio);

6 – Os esquerdistas não se impõem limites e acreditam que podem melhorar, aperfeiçoar e acabar com as imperfeições de tudo, inclusive do próprio ser humano. Para fazer uma omelete, é preciso quebrar os ovos (mas eles partem para quebrar todos os ovos, mesmo que não consigam fazer omelete alguma);

7 – Os esquerdistas são contra a liberdade e a propriedade privada. Preferem a escravidão, embora a chamem, de maneira sutil, por outros nomes: igualdade, responsabilidade social, justiça social, senso de coletividade, etc;

8 – Os esquerdistas impõem coletivismo forçado. Tudo deve ser de todos (mas desde que seja sob controle total do Estado);

9 – Os esquerdistas desejam o poder desmedido e a liberação de todas as paixões humanas (marxismo clássico e marxismo cultural);

10 – Os esquerdistas não querem estabilidade: pregam a revolução perpétua. Dizem promover a paz, mas são os maiores incentivadores de todas as arruaças, protestos, badernas, guerras, e lutas armadas.

Diante do que foi mostrado aqui, eu pergunto: alguém ainda tem mais alguma dúvida das reais intenções do governo do PT (e de outros partidos esquerdistas)?

Trindade disse...

Olá Júlio;
Lino, você foi perfeito e traduziu o que é a esquerda, pois acredito que essa ideologia política é perfeita para a implantação do governo do anticristo, pois os muçulmanos não poderiam ser porque eles não toleram o ecumenismo, o cristianismo nunca será contra Israel, restando apenas as religiões sem muitas ortodoxia doutrinárias como o budismo, confucionismo e mesmo o induísmo que facilmente se adaptaria ao homem do engano.

Jairo disse...

Fábio Blanco acertou em cheio.

De minha parte, detesto celebridades, sejam elas 'gospel' ou da TV. Aliás, esse termo já soa para mim de uma arrogância estúpida fora do comum. Alguns leitores devem lembrar daquela reunião entre certas cantoras evangélicas com Dilma Rousseff. Afinal de contas, o que elas queriam indo ao palácio do planalto? Converter Dilma ao Cristianismo? Fazê-la abdicar de sua agenda abortista-gayzista-comunista?

Patético, faça-me o favor.

Eliel disse...

Respondendo ao Trindade e ao Jairo,

Amigo Trindade e amigo Jairo,

Considerando o que vocês disseram aqui, eu fazer somente 2 perguntas bem diretas. Pode ser que muitos não gostem do que eu vou dizer, mas eu não posso fugir ao que a minha consciência me manda dizer.

As perguntas são as seguintes:

– De que adianta termos a pretensão de combatermos as filosofias esquerdistas, comunistas, marxistas, e socialistas, bem como de que adianta termos a pretensão de ser um país evangélico, se boa parte da nossa bancada evangélica é formada por parlamentares envolvidos em diversos escândalos (roubo, corrupção, prostituição, adultério, favorecimento ao aborto, e outras coisas contra a Palavra de Deus)? Isso sem contar que boa parte desta mesma bancada ajudou a eleger este governo corrupto de Dilma e do PT (e de outros partidos com a mesma agenda política);

– Que moral as igrejas terão para pregar contra o aborto, o homossexualismo, a pedofilia, o casamento gay e outras aberrações, se muitos líderes (que deveriam servir de referência) são os primeiros a dar mau exemplo, e também estão mergulhados em vários pecados e vícios (como os mesmos pecados e vícios dos políticos da bancada evangélica)?

Enquanto muitos que se dizem cristãos não se arrependerem de todas as coisas erradas que fazem às escondidas, nunca terão nenhuma moral para pregar contra o pecado. Serão chamados, com muita razão, de hipócritas. E isso, fatal e inevitavelmente, sempre será um trunfo nas mãos do diabo e de seus escravos para ameaçar a igreja de Jesus (e também os cristãos).

Todas as ideologias satânicas (comunismo, marxismo, esquerdismo, socialismo, e suas variações), bem como toda e qualquer imoralidade (o ativismo homossexual, o feminismo, a legalização do aborto, da eutanásia, a aprovação da pedofilia, a liberação das drogas, e outras coisas erradas), e os seus patrocinadores (homossexuais, políticos e pastores esquerdistas, socialistas, progressistas, marxistas, e comunistas) serão julgados por Deus? Sim, tudo vai ser julgado no seu tempo oportuno (assim como também serão julgadas todas as pessoas que, direta ou indiretamente, estão envolvidas em tais coisas). Isso, porém, não acontecerá sem que antes as igrejas sejam devidamente julgadas (juntamente com os seus líderes). É como disse o apóstolo Pedro:

"Pois já é tempo de se começar o julgamento pela casa de Deus; e se começa primeiro por nós, qual será o fim daqueles que desobedecem ao evangelho de Deus? E se somente o justo se salva, onde aparecerá o ímpio e o pecador?" (1 Pedro 4:17–18)

Portanto, está mais do que na hora de chorarmos e orarmos pelas igrejas, pelos seus líderes, e por muitos que se dizem cristãos. É hora de, humildemente, nos humilharmos diante de Deus e, com autêntico arrependimento, pedir perdão e suplicar para que Ele possa transformar muitas pessoas, bem como muitas igrejas e seus líderes (antes que seja tarde demais).

P.S: Se vocês quiserem se manifestar, estejam à vontade