17 de julho de 2013

O cachê é mais importante do que a vida de um bebê?


O cachê é mais importante do que a vida de um bebê?

Cantoras gospel, “machismo”, dinheiro e omissão

Julio Severo
Cantoras gospel, que estiveram com a prezidenta Dilma Rousseff nesta semana, foram muito cobradas. Não, não foi cobrança de cachê. Foi cobrança de posturas morais diante da prezidenta, que está para sancionar, a qualquer momento, lei que praticamente torna o aborto legal no Brasil.
Apoio e solidariedade ao quê? Aos bebês em gestação? Às famílias ameaçadas pelas políticas de iniquidade do governo e partido da prezidenta?
Talvez elas quisessem ser usadas por Deus. Mas é certo que Dilma também as usou.
O Brasil está há anos sob a opressão e pressões petistas para legalizar o aborto, a agenda gay e outras iniquidades. Querendo ou não, uma demonstração de apoio e solidariedade a quem luta nessas causas acaba apoiando essas próprias causas — a não ser que elas tivessem aberto a boca para falar o ponto-de-vista de Deus sobre essas questões.
Contudo, não falaram. A explicação que ouvi, de fonte ligada diretamente a elas, é que elas precisavam desse encontro como primeiro passo para outros encontros com Dilma. Posteriormente (e suspostamente, se Dilma de fato continuar abrindo suas portas), as cantoras começariam a conversar com Dilma sobre aborto.
Mas será que temos tanto tempo assim para esperar para falar o que é urgente? Será que as crianças ameaçadas pela lei do Holocausto do Aborto podem aguardar?
Ou será que as cantoras estão tão desligadas dos problemas e realidade do Brasil que não podem tratar deles diante da prezidenta?
Garanto que se o governo do PT estivesse a ponto de sancionar uma lei contra cachês pesados, todas as cantoras gospel fariam questão de abrir a boca para pedir a Dilma que revogasse imediatamente tal lei.
Uma cantora gospel desabafou pelo Twitter que as críticas às suas amigas cantoras deve-se ao “machismo” — termo fartamente empregado pelas feministas, que estão na linha de frente na luta a favor do aborto. Isto é, além de nada falarem de aborto para dona Dilma, ainda acusam quem expõe sua omissão de “machistas.” Preferem um alinhamento feminista a um alinhamento pró-família.
A Dra. Marisa Lobo, que é mulher e não pode ser acusada de “machista,” acabou de me contar sobre um comício contra o aborto a ser realizado no Rio de Janeiro. Cantores seculares e católicos prontamente aceitaram sem nada cobrar. Até o momento, não há nomes evangélicos para o evento. As cantoras gospel conseguiriam participar sem cobrar seus habituais cachês pesados? Os evangélicos, que deveriam se diferenciar na sociedade pelo caráter de santidade, estão se destacando pelos interesses financeiros.
Será que seria preciso cachê até para defender a vida de um bebê em gestação? E Jesus, também precisaria pagar cachê para ter um encontro agendado com as senhoras cantoras que têm boca aberta para acusar de “machismo,” mas não têm boca aberta para falar para Dilma sobre vidas em perigo ou coração aberto e boa vontade para cantar a favor da vida?
Será que é só o bolso delas que está mais aberto do que suas bocas?
Diante de uma eventual indisponibilidade das cantoras gospel por falta de cachê, talvez a Dra. Marisa devesse se dispor a cantar, representando os evangélicos no evento. Ela não é cantora profissional, mas pelo menos tem boa vontade e está mais do que disposta a falar em defesa dos bebês em gestação.
A luta em defesa da vida é feita por boa vontade, não por um bolso cheio de cachê.
Anos atrás, participei de um evento em Rondônia em defesa da família. Nada cobrei. Fui com os bolsos vazios e sai com os bolsos vazios. Mas o famoso cantor gospel que fez a parte inicial do evento cobrou na época 20 mil reais. Ele saiu com os bolsos cheios, mesmo tendo abandonado sua esposa e filhos pequenos para viver com a amante. Mas eu não havia sido avisado da participação dele. Tudo o que pude fazer, em protesto, foi dizer aos organizadores que eu não poderia participar do evento, pois não fazia sentido algum defender a família ao lado de um cantor adúltero.
Eu poderia citar para as cantoras gospel o exemplo do profeta Elias, que orava, agia e falava o que Acabe e Jezabel precisavam ouvir. Mas temo que esse exemplo será tachado de “machista,” pelo fato de que Elias era homem.
Tudo bem. Temos o exemplo da rainha Ester. Quando eu estava orando de madrugada sobre as cantoras gospel, me veio esta palavra:
Quando Mardoqueu recebeu essa resposta de Ester, imediatamente mandou adverti-la: “Não imagines que, somente por estares vivendo no palácio do rei, serás a única a escapar da matança dos judeus, porquanto se calares neste momento crucial, certamente socorro e salvação surgirão de outra parte para os judeus, mas tu e a casa de teu pai, os teus familiares, todos sereis aniquilados. Quem sabe se não foi para este dia que foste nomeada rainha da Pérsia?”Então Ester mandou a seguinte resposta a Mardoqueu: “Vai, ajunta a todos os judeus que se acharem na capital, Susã, e jejuai por mim, e não comais, nem bebais por três dias, nem de noite nem de dia; eu e as minhas servas também jejuaremos. Depois, irei ter com o rei, ainda que esse seja um gesto considerado rebelde e contra a lei; se perecer por isso, pereci!” Então, partiu Mardoqueu e agiu exatamente como Ester lhe havia pedido. (Ester 4:12-17 KJA)
Ester teve de orar e falar coisas importantes ao rei, que havia sancionado assassinatos de inocentes. As cantoras gospel só ficaram com a primeira parte: oraram. Mas não falaram com Dilma sobre aborto e sua decisão de sancioná-lo.

Sônia Hernandes chefiou reunião das cantoras gospel com Dilma

O encontro com Dilma foi organizado por Marcelo Crivella e ajudado especialmente por Sônia Hernandes, dois nomes ligados ao PT. Crivella fez a ponte para que as cantoras gospel, sob a liderança de Sônia, tivessem o encontro oficial com Dilma. A imprensa nacional destacou não só o papel de Sônia, mas também seus vários escândalos financeiros e judiciais.
Crivella, um dos principais líderes da Igreja Universal do Reino de Deus, já disse, blasfemamente, que “o Evangelho é a cartilha mais comunista que existe,” como se Jesus Cristo fosse algum profeta de Karl Marx.
Eu não sei como Sônia leva o sobrenome Hernandes, mas conheci um Hernandes que teria tido boca para falar o que Dilma precisa ouvir. Clodovil Hernandes, o homossexual mais famoso do Brasil, era também o maior inimigo de Marta Suplicy, considerada a rainha do movimento supremacista gay do Brasil.
Se até Clodovil conseguia falar o que os grandes precisavam ouvir, por que Sônia Hernandes não pode? Por que suas amigas cantoras também não podem? Será para não magoar o PT, que também financia a Marcha para Jesus?
O povo vai à Marcha apenas pelo nome de Jesus. Se o evento se chamasse Marcha do Casal Hernandes, o grande público evangélico pensaria duas vezes antes de ser usado.
Na última Marcha para Jesus, um famoso pastor levou uma equipe com vários cartazes contra o aborto, o PLC 122 e outras políticas do PT. Mas o casal Hernandes havia dado ordens aos seus seguranças para removerem e proibirem tal manifestação contra seus patrocinadores petistas.
Não se pode, então, levar cartazes contra as políticas do PT na Marcha para Jesus, porque o casal Hernandes não gosta. Afinal, não se pode prejudicar o lucrativo relacionamento entre eles e o PT.
Não se pode ter famosas cantoras gospel para representar os evangélicos numa manifestação contra o aborto, pois, parafraseando um versículo da Bíblia, “sem cachê é impossível agradar aos deuses e deusas do estrelato gospel.”
Na reunião com Dilma, as cantoras gospel não puderam falar sobre aborto e a Lei da Palmada, pois o grupo estava encabeçado por Sônia Hernandes, que tem fortes interesses com o governo do PT.
E, ainda por cima, não se pode expor essas falhas das cantoras gospel sob risco, no meu caso, de ser chamado de “machista.”
Eu acho, Sônia Hernandes, que Clodovil Hernandes saberia muito mais como agir em cada uma dessas situações. Talvez ele nem soubesse orar. Mas o que importa? É melhor saber agir do que orar sem saber o que fazer.
Poderiam, pelo menos, pensar tanto na defesa da vida humana quanto pensam em seus cachês.
Leitura recomendada:

24 comentários :

Eduardo Arruda disse...

Presidenta, se escreve com "S".

Julio Severo disse...

Eu prefiro sempre escrever com Z. É um direito que tenho no meu blog.

Anônimo disse...

O Marco Feliciano fez duras críticas ao encontro das cantoras com Dilma Roussef:
http://noticias.gospelmais.com.br/feliciano-critica-encontro-dilma-ana-paula-valadao-engodo-58255.html

Adriana disse...

O BONDE DAS DESLUMBRADAS... #vergonha

Anônimo disse...

Esperar um discurso profetico das PATY gospel é esperar muito de quem nao tem verve de profeta. Elas confudem melodias com profecia social.

A.C disse...

Prezado irmão, sempre continue alertando contra o comércio da fé e pessoas que se prendem EM JUGO COM AS TREVAS DO COMUNISMO.

Anônimo disse...

Presidenta não se escreve nem com S nem com Z simplesmente por que não existe. Assim como não existe estudanta, militanta, docenta, gerenta, atendenta...

A presidenta ex-militanta se houvesse sido estudanta saberia disso.

Nil disse...

Encontrei na internet o seguinte comentário sobre Dilma: "dilma já deixou bem claro que acredita na “deusa mãe” inclusive tem um vídeo com ela declarando isso no youtube. essa história de “deusa mãe” é coisa das wiccas, uma seita feminista que é totalmente contra a palavra de Deus. essa seita venera o feminino, e as mulheres assumem a liderança e o sacerdócio. o fato da presidenta dilma acreditar nessa tal “deusa mãe” que provém da wicca, e promover essa reunião exclusiva formada apenas por mulheres que exercem certa liderança e influência no meio evangélico se torna um pouco suspeita, afinal a bíblia diz que não existe comunhão entre luz e trevas, então vamos abrir o olho. se dilma acredita na “deusa mãe” então qual será a verdadeira intenção dela em fazer essa reunião? logo agora que a popularidade dela está caindo, será que ela está tentando ganhar votos com os evangélicos? pra quem não lembra, dilma já enganou muitos evangélicos que votaram nela, prometendo entre outras coisas que no governo dela as igrejas teriam mais liberdade, mas foi o momento que igreja mais sofreu perseguição, e está sofrendo até agora. a palavra de Deus diz que nós devemos eleger líderes que sejam do nosso próprio povo, então não se deixem levar nem por pastores, cantores ou seja lá quem for, que esteja a favor do governo dos ímpios, nós devemos orar, falar de Deus, respeitar, mas não ter comunhão ou apoiar, inclusive agora que estão querendo criar algumas leis anti-constitucionais que estão contra a bíblia e que podem resultar em perseguição contra a igreja, então não sejam enganados novamente, não existe comunhão entre luz e trevas como diz a palavra de Deus."""

È preciso por a limpo está história de que Dilma acredita na "deusa-mãe" uma divindade feminina da religião Wicca.

Agora as cantoras gospel não podem se solidarizar com Dilma,só porque ela é MULHER. Abaixo esse corporativismo feminino.

Essas mulheres dizem que foram orar pela prezidenta,mas devido a elevadíssima carga de pecado,falsidade,maldade. Tudo que Deus vê é uma abominação.

Oração não combina com pecados pesadíssimos.

Anônimo disse...

Enquanto isso a farra Globalista continua com o dinheiro dos escravos do sistema.
Ministério Público quer impedir novos gastos do governo na Jornada Mundial da Juventude; Despesas totais podem ser de R$ 350 milhões.

http://apocalink.com.br/2013/07/vexame-do-papa-chiquinho-ministerio-publico-quer-impedir-novos-gastos-do-governo-na-jornada-mundial-da-juventude-despesas-totais-podem-ser-de-r-350-milhoes.html


Roger disse...

OS COMUNISTAS POSSUEM O INFERNAL DOM DE DISSIMULAR "SEM DAR NA CARA"!
ADERIR A QUALQUER RELIGIÃO FAZ PARTE; A ÉTICA DELES É O OPORTUNISMO!
Será que as cantoras supostas evangélicas nem desconfiaram que se apresentarem e aplaudirem autoridades ou governantes é apoiar ostensivamente? Foi também para ajudar o suposto evangélico Crivella meio na corda bamba para cair e que apoia aborto por ser do PRB aliado do PT?
Foi para mostrar que o PT aprecia os evangélicos e os acalmar para não se manifestarem?
SERIAM AS CANTORAS TÃO INGENUAZINHAS DE NADA DISSO DESCONFIAREM OU HAVIAM ALGUMAS CONVENIENCIAS POR DETRÁS NÃO DEMONSTRAVEIS?
NÃO PONHO A MÃO NO FOGO POR VOCÊS!
Procure na net: "CARTA QUE FIDEL CASTRO ENVIOU AO PRESIDENTE CHÁVEZ DE COMO IMPLANTAR O COMUNISMO NA VENEZUELA" e depois repassada a Lula; vejam de como agem por detrás e conhecerão nessa carta quem são os IDIOTAS-úTEIS - vocês que a aplaudiram!

Joege Bay disse...

Se resistir e combater o avanço comunista de fato é a prioridade e se de fato Pentecostais e Neo-pentecostais são ou estão se tornando a principal resistência ao comunismo e suas aberrações, tanto no Brasil como no mundo, devemos entender que temos um problema pela frente a ser resolvido: estamos doentes, tanto Pentecostais como Neo-pentecostais. O problema já não é algo externo que tenta nos destruir, mas sim, algo que já está no nosso meio, nos enfraquecendo como um câncer. Não estou com isto engrossando o coro daquele grupo de cristãos esquerdistas que atacam os Pentecostais e Neo-pentecostais apontando seus erros, mas que por outro lado cometem erro pior apoiando os inimigos da Igreja, e mesmo sendo advertidos, não se arrependem. O que quero dizer, é que nós Pentecostais(e digo nós, porque eu também sou Pentecostal) e Neo-Pentecostais nos encontramos como aquele homem que reluta em ir ao médico mesmo sentindo sinais de dores em seu corpo. Chega um momento que a pessoa fica de cama e se torna inútil para o trabalho. O que quero dizer é que as dores, que são sinais de nossas enfermidades já estão sendo sentidas a um bom tempo no nosso meio(Pentecostal e Neo-pentecostal) e que, embora estamos resistindo ao avanço comunista, chegará um momento que "ficaremos de cama" e nossa resistência se tornará nula, como vimos acontecer neste caso das cantoras evangélicas. A doença da idolatria aceita e permitida pelos cantores e cantoras, o comércio da fé etc. roubaram por completo a visão e discernimento espiritual dessas cantoras e a resistência delas ao mal se tornou nula. Pior ainda, elas defendem com unhas e dentes as suas atitudes omissas, assim como defenderam terem aceitado cantar na Globo, fazer contratos com a Som Livre etc. Isso não quer dizer que temos de diminuir a resistência. Pelo contrário, devemos intensificá-la. Mas também é de suma importância que vanhamos a tratar com seriedade nossos problemas internos e não ser como aquele homem doente que citei. Se não erradicarmos a doença espiritual do nosso meio, poderá chegar um momento em que a resistência se acabará. Um sinal que isso poderá acontecer é o fato de muitos cristãos que conheço e outros que tenho observado na Net, estarem cegos quanto a isto, apoiando completamente as cantoras, suas omissões e posicionamentos equivocados. O pecado gera cegueira, por isso é ótimo que muitos tem tido essa atuação de resistência ao esquerdismo, mas devemos também nos preocupar na mesma medida, em sanar nossos problemas internos. Por isso Julio, achei ótima essa tua iniciativa de chamar atenção das cantoras e cantores evangélicos, como também de todo o povo de Deus, de que precisamos erradicar do nosso meio esses costumes, que são na verdade mundanos e que gradualmente corrompem a Igreja tornando-a ineficaz. Um abraço Julio e a todos os irmãos!

Robson Lelles disse...

Alguém vai sair muito envergonhado nessa história.

Se essa lei for realmente promulgada, já posso imaginar a expressão dessas senhoras - coincidentemente também são mães e portanto... - que estiveram frente a frente com a presidenta inteligenta, formulando justificativas, arranjos e profetadas para encobrir o mal estar. Quem cala, consente.

Eliel disse...

Respondendo ao Robson Lelles,

Tem um frase que diz: "Pecar por omissão, quando se deveria protestar, transforma homens (e mulheres) de bem em covardes"

Ana Paula Valadão e as demais cantoras gospel tiveram uma oportunidade de ouro (esperamos que não tenha sido a única ou última) para falar diretamente para a presidente Dilma o que realmente pensam sobre o aborto. E, logicamente, ver o que ela (Dilma) pensa sobre isso.

O verdadeiro cristão tem que sempre falar das verdades da Palavra de Deus em todo e qualquer lugar (e para toda e qualquer pessoa). É como disse o apóstolo Paulo:

"Que pregues a Palavra, que instes a tempo e fora de tempo, que redarguas, que repreendas e exortes, com toda a longanimidade e doutrina" (2 Timóteo 4:2)

Será que haverá outra oportunidade dessas?

Para que O Senhor Jesus Cresça e nós diminua disse...

Parabéns irmão pelo seu excelente trabalho em defesa da religião cristã, que esta sendo vitima de uma conspiração globalista, de querer destruir a nossa cultura ocidental. É uma luta desigual se olharmos somente para o natural, mas como nosso Deus existe e eu creio que O Senhor Jesus se levantará poderosamente nestes últimos dias em favor da sua Igreja como corpo de Cristo. Fiquemos firmes e perseverantes por que o nosso redentor vive. Tenho acompanhado os estudos do irmão e vejo que o irmão tem sido um profeta para igreja nestes últimos dias. DEixo meu blog para o irmão caso queira fazer uma visita. http://paraqueelecrescajesuseeudiminua.blogspot.com.br/ Deus te abençoe!

Trindade disse...

Olá Júlio;
Concordo plenamente, principalmente quando da revelação sobre Ester feita por Mardoqueu, pois hoje temos no Novo Testamento uma advertência direta aos cristãos, pois em 1ª Timóteo 2:1 e 2 diz: “Admoesto-te, pois, antes de tudo, que se façam deprecações, orações, intercessões, e ações de graças, por todos os homens;
Pelos reis, e por todos os que estão em eminência, para que tenhamos uma vida quieta e sossegada, em toda a piedade e honestidade;”: O texto diz para orarmos pelos que estão no poder, mas qualquer leitor da Bíblia sabe que para uma correta interpretação, precisamos levar em conta alguns fatores e um deles é em que contexto o Escritor escreveu o texto, ao analisar o contexto fica claro que hoje a advertência seria outra, pois no tempo dos Apóstolos eles não tinham a opção de escolha, mas hoje SOMOS NÓS QUE ESTAMOS TRAZENDO TRIBULAÇÕES PARA NOSSAS VIDAS, ou Deus pode mudar o nosso livre arbítrio?
Num país onde mais de 93% da população se diz cristãos ter um governo com valores anticristão só pode se dar pela vontade dos .... Cristãos.
Em 2014 talvez seja a última chance aos cristãos brasileiros de perder a liberdade, pois estão brincando com o fogo e o fogo do inferno, pois as instituições do pais já estão todas contaminadas pela ideologia esquerdista, mas se mudarmos em 2015 quem sabe em 2035 conseguiremos limpá-las.

ÉLQUISSON disse...

Respondendo ao Trindade,

Na tentação no deserto, o diabo, ousadamente, ofereceu todos os reinos do mundo (e suas riquezas) a Jesus, dizendo: "Tudo isto eu Te darei, se, prostrado, me adorares" (Mateus 4:9). Mas Jesus rebateu com firmeza a todas as investidas do diabo ao dizer: "Vai-te, Satanás, porque está escrito: Ao Senhor teu Deus adorarás, e somente a Ele servirás" (Mateus 4:10)

O que esse episódio bíblico tem a ver com o fato de muitos que se dizem cristãos estarem votando no PT (e também em outros partidos com a mesma agenda política)?

Tudo a ver!

Vejamos:

O Estado marxista–comunista–esquerdista–socialista (aqui representado pelo governo corrupto de Dilma) age igual ao diabo quando propõe ao povo: "Tudo isto (saúde, moradia, educação, empregos, segurança, e outros benefícios) eu te darei se você eleger os meus representantes (do PT e de outros partidos com a mesma agenda política) e deixar que, através deles, somente eu (e não Deus) satisfaça todas as suas necessidades"

Considerando que o povo que não tem conscientização política vota mais com a barriga do que com a cabeça, a maioria não resiste a essa tentação (principalmente quando o Bolsa–Família ou outro assistencialismo eleitoreiro é oferecido)!

A mesma coisa acontece quando esse mesmo Estado diz aos políticos da bancada evangélica: "Tudo isto (cargos com altos salários, concessões de emissoras de rádio e canais de televisão, e mil e uma mordomias) eu te darei se você permitir que eu aprove as minhas políticas (a favor do aborto, do homossexualismo, da perseguição aos cristãos, da destruição das famílias e de todos os bons princípios) e não faça (e nem diga) nada contra o meu governo"

Considerando que muitos desses mesmos políticos estão se vendendo (ou sendo facilmente influenciados) por qualquer coisa, a maioria aceita sem questionar (ainda mais quando vê muito dinheiro à sua frente)!

Infelizmente, esta é a verdade nua e crua que acontece (e que a mídia corrupta nunca mostra)!

Para tentarmos mudar este quadro, temos que saber usar a arma de que dispomos: o voto. Por que eu digo isso? Porque existem coisas que somos nós que resolvemos (não é Deus). No caso, trata-se de saber votar. Não podemos pedir a Deus para resolver um problema (como este do voto) que nós mesmos podemos resolver.

Por que a questão do voto não pode ser resolvida por Deus? Por uma razão muito simples: um anjo não possui título eleitoral. Um anjo não vai descer do Céu para escolher o nosso candidato. Somos nós mesmos que vamos fazer isso.

Uma coisa, porém, é certa (e inevitável): temos que assumir as conseqüências das escolhas que fizermos. Se votarmos errado, nós mesmos seremos culpados! Depois, ninguém venha querer fazer campanha de oração para que Deus tire do poder um político corrupto que nós mesmos elegemos!

Aproveito para dar mais algumas sugestões:

– O povo tem que ser suficientemente esclarecido através dos verdadeiros servos de Deus para não se deixar manipular por nenhum órgão informativo "oficial" (leia-se Rede Globo);

– Orar a Deus, pedindo discernimento na hora de votar (para não ser enganado pelos lobos em pele de cordeiro que sempre aparecem em todas as campanhas eleitorais);

– Cobrar de quem for eleito que cumpra as promessas feitas durante a campanha;

– Mobilizar o povo para protestar todas as vezes que for necessário.

Não estou dizendo que isso vai acabar de uma vez com a sujeira da nossa política, mas já é o primeiro passo para uma conscientização política do povo em geral. Isso para que o governo saiba que nem todo mundo pode ser facilmente manipulado.

Espero que estas sugestões sejam analisadas por pessoas de bom senso, para termos um povo esclarecido o suficiente em termos de conscientização política.

P.S: Se alguém daqui quiser se manifestar, esteja à vontade

Anônimo disse...

Julio, veja a Lei nº 2.749, de 2 de Abril de 1956. sobre questão nome presidente ,presidenta etc.

Edmilson disse...

O apóstolo Paulo disse:

"Examinai tudo. Retende o bem" (1 Tessalonicenses 5:21)

Temos que examinar tudo que está ao nosso redor e extrair o que for bom, educativo ou construtivo. O que não prestar tem que ser imediatamente descartado.

Em relação à música, o critério é o mesmo. Temos que ver qual a mensagem que ela transmite. E isso vale para qualquer gênero (inclusive gospel).

Não sei se muitos se lembram, mas, há muitos anos atrás (mais precisamente na década de 70), Roberto Carlos gravou "Jesus Cristo". Dizem que é uma música que mostra que ele (Roberto Carlos) crê em Jesus, e que ele clama pela presença de Jesus. Confiram aqui o que diz a letra:

JESUS CRISTO (Roberto Carlos)

Refrão:

Jesus Cristo,
Jesus Cristo,
Jesus Cristo, eu estou aqui!

1. Olho pro Céu e vejo uma nuvem branca que vai passando,
Olho na Terra e vejo uma multidão que vai caminhando,
Como essa nuvem branca, essa gente não sabe aonde vai,
Quem poderá dizer o caminho certo é você, meu Pai

(repete refrão)

2. Toda essa multidão tem no peito amor e procura a paz,
E, apesar de tudo, a esperança não se desfaz,
Olhando a flor que nasce no chão daquele que tem amor,
Olho pro Céu e sinto crescer a fé no meu Salvador

(repete refrão)

3. Em cada esquina eu vejo o olhar perdido de um irmão,
Em busca do mesmo bem, nessa direção caminhando vem,
É meu desejo ver aumentando sempre essa procissão,
Para que todos cantem na mesma voz essa oração

(repete refrão até o fim)

Eis aqui o link desta música:

http://www.youtube.com/watch?v=_eHMoapw3zE

Após isso, tirem suas conclusões.

Anônimo disse...

Não dá para tampar o sol com a peneira e dizer que nenhuma dessas "cantoras gospel" e "bispa" foram inocentes elas sabiam muito bem o que iam fazer lá no encontro com a Dilma.
"Nada" um encontro de risos, cantoria, passeio no congresso e nada de falar e questionar questões sérias estão em pauta sobre as leis que o PT partido da Senhora Presidenta Dilma quer implantar no brasil:
Aborto, casamento gay, lei da palmada, legalização de drogas etc... tudo que é anti cristão.
Estou com muita vergonha alheia em saber desse detalhe BIZARRO que as "cantoras gospel" não lhe interessa em participar de eventos importantes que até cantoras seculares abriram mão de seus cachês aff que vergonha senhor.
Lutar contra o aborto o mais revoltante nessa história e saber que as "fofas" só querem ganhar dinheiro não lhe interessa o que está acontecendo no nosso país ameaça ao caos de tudo que anticristão só vê quem não quer vê elas estão indiferentes e não estão nem aí que papelão elas foram reprovadíssimas.
JÁ PENSOU SE A ESTER DA BÍBLIA PRESENCIA-SE ESSAS MULHERES SE DIZEM CRISTÃS?
O PIOR E A DECEPÇÃO DE DEUS VÊ ESSAS OMISSAS E PIOR INTERESSEIRAS QUE DIZEM SÃO CRISTÃS FAZENDO ISSO ELAS FIZERAM AFF.
NOTA ZERO ESSAS AÍ NÃO ME REPRESENTAM!!!!!!

Ester

Trindade disse...

Olá Júlio;
A Ester de Mardoqueu, vacilou, mas a ESTER do cometário sobre a falta de inocência das "cantoras e da bispa" É REAL E VERDADEIRO, pois Deus não se deixa escarnecer.

Gui disse...

Respondendo a Nil:

Não sei sobre o vídeo ao qual você citou, mas pode ser que a "deusa mãe" seja Ísis, a deidade egípcia da fertilidade. No mundo existe uma soc-iedade secr-eta chamada illum-i-nat-i, que age pelos bastidores controlando os bancos e as grandes corporações. O objetivo deles é implantar uma Nov-a O-rdem M-undial, que resumidamente será um governo totalitário global onde qualquer um que for contrário será perseguido. E onde a "deusa mãe" entra nesta história? Os Illum-i-nati são ocultistas, adorando divindades pagãs como Ísis e Moloch, estando envolvidos em satanismo barra pesada.Também possuem um tremendo ódio contra os cristãos, sendo que uma de suas metas é destruir a influência da moral judaico-cristã no mundo, seja usando o Islã, a promoção da homossexualidade , entre outros métodos. A seguir deixarei um link sobre o assunto:
http://www.libertar.in/p/shekinah.html

E mais um outro link,no qual caso tenha interesse, encontrará informações e discussões sobre temas relacionados à Nov-a Or-de-m Mu-ndial:
http://forum.antinovaordemmundial.com/

Até mais.

Anônimo disse...

Se tivermos que mudar o Brasil em 2014, que a conscientização comece a partir de agora (antes das eleições)!

Leandro Matias Deon disse...

Deus me deu o dom de ler entrelinhas...

O Planato diz que foram dar apoio a Dilma. Já as cantoras disseram que foram apenas orar nesse momento difícil.

Conclusão: Dilma está só.

Desde que foi definido que a reação oficial ao ciclo de manifestações foi de "retomar" o diálogo com a sociedade, a presidente Dilma reuniu-se apenas com os apoiadores de sempre: a UNE, a ala petista do MPL, o MST chapa-branca, a CNBB, alguns pastores, etc., todos entrando com sorrisos e saindo com abraços.

Nada anormal.
O PT age assim. Busca trazer visibilidade a grupos que estão afinados com o partido, simplesmente porque vê esses encontros como uma tentativa de revitalização do seu capital político.

Esse não é um governo de diálogo. Ele não se reúne com vozes divergentes. Ele não se confronta com opiniões contrárias para se buscar um consenso dialético que possa resolver qualquer problema que prejudique o Brasil.
O governo foge do dissenso como o diabo foge da cruz.

Mas, focalizando especificamente esse evento, fica evidente que as celebridades evangélicas que viajaram a Brasília não foram com intenções políticas. Orar pelo governante é um dever cristão, mesmo que não se vote nesse governante.

Fato: com exceção do nordeste, o eleitorado evangélico está majoritariamente rompido com o governo do PT. É definitivo: Dilma não vai ter esses votos no ano que vem. Qualquer líder ou deputado evangélico que apoiar o PT vai ter que fazê-lo muito discretamente.

Dois fatos ilustrem esse rompimento:

1) quem respondeu à farsa do governo foi o próprio Feliciano, um elemento que há 3 meses estava acuado e sem voz. Hoje ele fala livremente, os críticos de rua se calam (porque também querem ver Dilma pelas costas) e, nesse caso, Feliciano representa até o eleitorado gay.
A bancada evangélica nunca foi realmente uma bancada, mas o mesmo oportunismo que a fez abrigar sob o manto de Lula (no tempo do mensaleiro bispo Rodrigues) agora o faz dizer não a qualquer pretensão do PT (sob a batuta indireta de Silas Malafaia).

2) o ministro Crivella pede férias de 15 dias e ele mesmo se encarrega de espalhar o rumor de que era para não ter constrangimento de receber a benção do papa.
Mentira! Desde quando que ministro é obrigado a receber benção do papa? E por acaso o argentino é um ser abjeto que nem possa ser cumprimentado?
E desde quando ministro tira férias no meio do ano?

Acho que logo ele vai sair.
O PT errou em apostar suas fichas na IURD. Ela é uma igreja "maldita", tanto para os demais evangélicos (que odeiam mais o monopólio da Record do que o da Globo) quanto para o eleitorado do PT.

Leandro Matias Deon disse...

Aliás, esqueci um registro!

Nessa reunião das cantoras com a Dilma, a presença das mulheres foi minoritária.

Não podemos esquecer que com ela vieram Mil Homens!