30 de junho de 2013

Marcha para Jesus: Gilberto Carvalho é vaiado


Marcha para Jesus: Gilberto Carvalho é vaiado

Casal Estevam e Sônia Hernandes precisam da “unção” de Clodovil Hernandes

Julio Severo
Em matéria sobre a Marcha para Jesus, a revista Veja disse: “O ministro Gilberto Carvalho, da Secretaria-Geral da Presidência, foi vaiado, neste sábado, na Marcha para Jesus 2013, em São Paulo. Carvalho pegou o microfone para dizer ao público evangélico que representava a presidente Dilma Rousseff na caminhada. A rejeição chegou em forma de vaia.”
Gilberto Carvalho
Foi uma manifestação mais do que merecida. Talvez, em meio à onda de protestos que varre o Brasil muitas vezes sob controle de agentes esquerdistas, Carvalho tenha achado que os evangélicos da Marcha para Jesus seriam tão trouxas quanto os evangélicos da Aliança Evangélica.
No inicio deste ano, Carvalho esteve numa grande igreja presbiteriana em Brasília numa reunião da Aliança Evangélica, com a presença de vários pastores. O escolhido para “representar” os evangélicos foi Ariovaldo Ramos, que nesta semana recebeu a “graça” vermelha de estar numa reunião com Dilma Rousseff com representantes dos movimentos sociais supostamente liderando as manifestações no Brasil.
O recado é bem simples: Os evangélicos precisam entender que Carvalho é a porta aberta para Dilma e para as profundezas do PT.

“Irmãos”

Na reunião com Ariovaldo e sua Aliança Evangélica, Carvalho, que é da Teologia da Libertação, pôde chamar os evangélicos reunidos de “irmão” — pois em suas veias corre o mesmo sangue ideológico de Karl Marx.
Esses “irmãos,” que são em grande parte, de uma linha protestante mais tradicional, não tinham com que se preocupar quando, no início do ano passado, Carvalho revelou que o único obstáculo que resta hoje para o avanço da agenda socialista no Brasil são os neopentecostais.

Oportunismos

Por quê? Porque há uma diferença enorme entre o oportunismo financeiro do líder neopentecostal e o oportunismo ideológico do líder protestante tradicional. O líder neopentecostal apoia o PT e outras esquerdas para proteger suas concessões de rádio, TV e outros espaços, mas prontamente “trai” os esquerdistas quando surge o assunto da agenda gay e abortista.
Silas Malafaia e Marco Feliciano na Marcha para Jesus
O exemplo está aí. Marco Feliciano e Magno Malta apoiaram, por puro oportunismo econômico, Dilma na eleição presidencial de 2010, mas nunca apoiaram as agendas imorais do PT. Pelo contrário, eles denunciam publicamente toda tentativa de legalizá-las.

Esquerda evangélica antineopentecostal

Em contraste, Ariovaldo Ramos e muitos pastores tradicionais apoiaram, por puro oportunismo ideológico, Dilma na eleição, mas têm uma dificuldade colossal de abrir a boca para denunciar o PT quando busca legalizar iniquidades. E ainda fazem um desserviço maior ao Evangelho ao abrirem facilmente a boca para condenar Marco Feliciano e outros líderes pentecostais e neopentecostais que denunciam quando o governo esquerdista promove iniquidades.
Veja o que a esquerda evangélica sabe fazer:
Essa diferença está bem apontada, inclusive a declaração de Carvalho, no meu mais novo livro “Teologia da Libertação X Teologia da Prosperidade.”

A esquerda evangélica inteira, que sempre apoiou o PT, entrou em choque violento quando Feliciano, que não abre mão de denunciar o aborto e a agenda gay, foi eleito presidente da Comissão de Direitos Humanos. Chegaram a assinar, juntamente com Ariovaldo Ramos, um manifesto contra Feliciano. Mostraram assim, na prática, que têm de fato o mesmo sangue ideológico de Gilberto Carvalho, que foi vaiado na Marcha para Jesus.
Os líderes que trouxeram Carvalho para a marcha deveriam também ser vaiados, pois perderam a vergonha na cara.
A presença de Carvalho contraria a natureza da marcha, que tem se destacado durante os anos por denunciar o “casamento” gay e o PLC 122.

Por que nenhum protesto contra os roubos estatais?

Os responsáveis pela Marcha para Jesus de São Paulo são o casal Estevam e Sônia Hernandes que, de acordo com a revista Veja, “foram condenados pela Justiça em 2009 por evasão de divisas,” chegando a ser presos nos Estados Unidos. 
Marcha para Jesus protestando contra Cristofobia
Alegadamente, o casal tinha vários esquemas para proteger seu patrimônio da voracidade das políticas de impostos. Essas políticas, sem a menor sombra de dúvida, violam um dos Dez Mandamentos que diz: “Não furtarás.” O governo brasileiro tem furtado em abundância do povo Brasil.
O caminho certo para o casal Hernandes seria fazer como já fazem muito bem na Marcha para Jesus nas questões do aborto e PLC 122: denunciar. Sim, por que não denunciar as políticas estatais de impostos que roubam?
Se até mesmo Tiradentes, que não era pentecostal nem neopentecostal, conseguiu protestar contra uma taxa abusiva de 20 de impostos 200 anos atrás, por que hoje os líderes evangélicos têm vergonha de condenar publicamente os enormes roubos estatais efetuados através de uma taxa mega-abusiva de quase 40 por cento de impostos?

Vaias para Carvalho e “unção” de Clodovil para o casal Hernandes

Dou meus parabéns aos participantes da Marcha para Jesus por terem vaiado Carvalho este ano. Em 2008, os participantes vaiaram Marta Suplicy, que estava no palco da Marcha para Jesus. Dei, na época, igualmente meus parabéns aos corajosos vaiadores.
Tenho certeza de que se Clodovil Hernandes, o homossexual mais famoso do Brasil, estivesse no palco, não só vaiaria Suplicy e Carvalho, mas também teria a mesma hombridade de defender a família, como já fez (conforme registrado neste vídeo: http://youtu.be/F9Gk51EvGko), para grande desagrado de Maria do Rosário e os supremacistas gays do Brasil.

Que Deus dê para o casal Hernandes a mesma hombridade e honestidade do falecido Clodovil Hernandes.
O tema da Marcha para Jesus em São Paulo neste ano foi Novo Tempo, e o Pr. Silas Malafaia, um dos líderes da marcha, disse que é o novo tempo para a família e para fazer do Brasil um país melhor.
Que seja um novo tempo para o casal Hernandes aprender com os corajosos vaiadores da marcha!
Presente também na marcha estava Marco Feliciano com uma camiseta com os dizeres: “Eu represento vocês.”
Daqui a pouco, a esquerda evangélica, que não abre a boca contra seus “irmãos” do PT e outras esquerdas, vai novamente abrir a boca contra Feliciano, inclusive com manifestos com o chavista Ariovaldo Ramos, dizendo que o deputado assembleiano não os representa.
Vão também atacar a Marcha para Jesus, não por ter trazido seu “irmão” Carvalho, mas por ter novamente condenado o aborto, o “casamento” gay e o PLC 122.
E outros evangélicos, que atacam a Marcha para Jesus por ciúmes, continuarão igualmente fechando os olhos para o grave oportunismo esquerdista em seu próprio meio, inclusive para uma famosa marcha presbiteriana no Rio liderada por um líder oportunista que já abriu a boca a favor do ditador Hugo Chavez e contra Marco Feliciano, mas nunca foi repreendido ou criticado pelos habituais criticadores da Marcha para Jesus.
Marcha para Jesus protestando contra o ativismo gay
Quanto à Marcha para Jesus, está indo muito bem, especialmente com as vaias contra Gilberto Carvalho e Marta Suplicy e vários protestos contra o supremacismo homossexual.
Só falta agora, para completar tudo, a coragem de Clodovil Hernandes, que dizia sobre Suplicy exatamente o que ela era: uma cobra oportunista, como todo político esquerdista.
Que o casal Hernandes receba, em nome de Jesus, a “unção” de Clodovil Hernandes!
Leitura recomendada:

6 comentários :

Henoq disse...

O troco dos evangélicos para o PT será em 2014 e antes disso em todos os empreendimentos que precisarem de votos dos evangélicos, até vindo oferecer presentinhos para fazer agrado, pensando que irão os comprar!
Aguardem, srs. defensores do satanismo!

Neokoros disse...

Sim: nem todos os evangélicos são "tão trouxas quanto os evangélicos da Aliança Evangélica" e outros - infiltrados em todas as igrejas evangélicas do país.

Sim: "Dou meus parabéns aos participantes da Marcha para Jesus por terem vaiado Carvalho este ano".

Meus mais sinceros aplausos e admiração profunda a todos os evangélicos que tem vergonha na cara e repudiaram o representante de Dilma na Marcha.

E que as vaias continuem até 2014 - nas urnas!

Alessandro disse...

O que faz esse senhor em meio aos líderes da passeata? Quem está dando voz a esse enviado petistas entre os organizadores do evento? Não é esse mesmo nobilíssimo senhor que disse textualmente que o último obstáculo a ser superado no país são os evangélicos!
Silas Malafaia e demais organizadores do evento ( Marcha para Jesus ) vocês devem esclarecimento ao povo evangélico quanto a participação desse indivíduo na passeata.

Anônimo disse...

“O troco dos evangélicos ... será em 2014...” Assim seja! – prezado internauta. Mas, não só dos evangélicos: de todos os brasileiros desapontados e insatisfeitos. Nessa ocasião não podemos esquecer aqueles que induziram o voto de muitos nessa PoTestade. Pelos frutos de sua ideologia (mundo a fora) isso deveria ter sido previsto. Não é possível permitir que as “pedras clamem por nós” sem que enfrentemos o juízo de divino, por tal omissão.

Anônimo disse...

A grande imprensa brasileira provou que gosta mesmo é da "marcha da maconha" ou da "marcha das vadias" ou ainda qualquer evento que de alguma forma promova o pensamento politicamente correto. Tanto é que não deu destaque a essa fabulosa marcha. A corriola comuno-fascista do passe livre com grupelhos de rosto coberto por toucas Ninja, ganharam as manchetes e seus líderes tiveram o direito de aparecer como celebridades no Jornal Nacional e Fantástico da Rede Globo. Aliás, o pensamento politicamente correto que estraçalha os valores da civilização ocidental tem sido o norte desta última década sob o desgoverno do Lula, da Dilma e seus sequazes.

Leandro Matias Deon disse...

Gilberto Carvalho foi representando a presidente, e por isso é natural a sua presença e recepção (amigável, claro) por parte dos organizadores.
Seria insensato um evento orar pelas autoridades e simplesmente negar acesso a elas!
Não sei se Carvalho foi vaiado por representar a Dilma (que, aliás, seria vaiada em qualquer lugar) ou se foi vaiado por causa dele mesmo.
No último Forum, Gilberto Carvalho declarou que os evangélicos são inimigos. Era para ser declaração sigilosa, mas vazou.
Então, com o perdão da palavra, Dilma foi muito estúpida em escolher justamente Gilberto Carvalho para representá-la depois da gafe que ele cometeu.
Só a absoluta falta de outra pessoa para representá-la justificaria tamanha tontice.
Estamos diante da presidente mais anta que esse país já teve.