7 de junho de 2013

Casal de psicólogos, donos do programa Busca da Felicidade, comete suicídio


Casal de psicólogos, donos do programa Busca da Felicidade, comete suicídio

Programa de rádio do casal tinha enfoque em métodos de auto-ajuda

Um casal de psicólogos, autores de um programa de auto-ajuda numa rádio norte-americano, foi encontrado morto, na casa de ambos, em Brooklyn, nos EUA. Foram encontrados com um saco na cabeça.
Lynne Rosen e John Litting
Lynne Rosen, de 46 anos, e John Litting, de 48, davam voz ao programa Pursuit of Happiness (Busca da Felicidade), na rádio norte-americana WBAI-FM, que ensinava a viver de forma gratificante e feliz.
Foram encontrados os dois mortos em casa. Enfiaram um saco de plástico na cabeça e inalaram hélio, segundo confirmou a polícia, citada pelo The New York Daily News.
"Vamos fazer isto juntos", escreveram numa carta deixada à família.
Lynne e John tinham uma empresa de coaching, a "Why Not Now", que oferecia uma série de workshops de auto-ajuda.
O casal vivia há 20 anos no mesmo bairro e os vizinhos falam deles como pessoas "respeitáveis" que conheciam há muito tempo.
O alerta foi dado pelos vizinhos que começaram a sentir um cheiro estranho do apartamento de Lynne e John. A porta da casa foi arrombada quando começou a aparecer sangue.
Em junho de 2001, Lynne Rosen foi processado por uma seguradora, juntamente com outros terapeutas, por cobrar testes psicológicos desnecessários a pacientes que tinham estado envolvidos em acidentes de viação.
Em março deste ano, a seguradora retirou as queixas.
Divulgação: www.juliosevero.com
Leitura recomendada:

4 comentários :

bjaraujo disse...

Noto a cada dia que única forma de feliz é manter um relacionamento sincero com Deus, confessando todos os dias nossos pecados, pedindo perdão por cometer os mesmos; manter uma postura de gratidão a Deus é tremendo.

A psicologia (poucos métodos como a logoterapia) ajudam muito uma pessoa abatida mas só em Deus por meio de Cristo o ser humano terá alegria e uma alma tranqüila.

claudiopimenta disse...

terrivel e agora e os paceintes deles ? isso pode acarretar numa onda de suicidios

Anônimo disse...

Vocês já reparam que o demônio do suicídio tá atacando muitas as pessoas nos EUA?
Lembrou o caso recente do filho pastor americano polêmico Matthew que se suicidou e que vivia anos deprimido e com desejo de suicídio infelizmente o diabo o fez tirar a vida.

Ester

Kassio Cavalcante disse...

Isso mostra que a verdadeira felicidade está em servir a Deus.
A maioria das pessoas vivem uma hipocrisia, vivem de aparencias e isso á auto-destrutivo.
Suicídio é uma decisão extrema e no caso não foi apena uma pessoa. foram duas.
Falei no meu blog outro dia kassiocavalcante.blogspot.com
sobre o pesso que está sobre os líderes, o quanto eles devem ser criteriosos quanto a suas atitudes e isso também cabe nesse caso.
Falar sobre relacionamentos felizes exige que você tenha experiencia,
um pregador não pode pregaro que não vive, quando alguem faz isso
está entrando por um caminho errado.
por isso , que nos seja como exemplo,
se você que está lendo tem algum problema, alguma dificuldade, procure ajuda. você não é o Super Homem.
o problema é o ego de muitas pessoas que não querem mostrar que tem defeitos e por isso sofrem sosinhas.

um abraço!