31 de maio de 2013

Roberto de Lucena: Acertando nos alvos errados


Roberto de Lucena: Acertando nos alvos errados

Dois missionários presbiterianos presos e o massacre dos cristãos na Síria

Julio Severo
Dois missionários presbiterianos estavam presos no Senegal, por pressões alimentadas por acusações feitas por muçulmanos revoltados. A imprensa secular e evangélica brasileira noticiou e, de todos os políticos que souberam da tribulação dos missionários, somente o senador Magno Malta e mais dois parlamentares pentecostais, Paulo Freire e Ronaldo Fonseca, deixaram suas casas, trabalhos e famílias para fazer uma longa viagem ao Senegal para prestar solidariedade e apoio aos missionários.
Maria do Rosário merece louvor?
E quem merece louvor? De acordo com um requerimento do Dep. Roberto de Lucena, Maria do Rosário, ministra que tem adquirido má fama por suas pressões para impor a agenda gay no Brasil, inclusive louvando Cuba (a ilha que há décadas jogou no lixo os direitos humanos dos cristãos e outros cidadãos cubanos) e não medindo esforços para criminalizar o direito natural dos pais de disciplinar fisicamente os filhos.
Quem mereceria um elogio (não louvor, que pertence somente a Jesus Cristo) é o senador Malta e seus dois colegas da Frente Parlamentar Evangélica que arregaçaram as mangas e foram à África. Tal atitude realmente nos faz louvar a Deus!
Eu mesmo dei glória a Deus e escrevi um elogio público quando Lucena, membro da bancada evangélica, confrontou o Conselho Federal de Medicina sobre uma postura pró-aborto. Para um membro do radical Partido Verde, que é pró-aborto, isso deve ter sido um grande desafio.
Se, por algum motivo, Lucena não queria dar algum merecido elogio a Malta, pelo menos ficasse em silêncio, não se aventurando num requerimento estúpido de louvor a alguém que não merece elogio, muito menos louvor. (O vergonhoso requerimento está neste link: http://archive.is/0FTOJ) Ou, para Lucena, é louvável todo o trabalho que Maria do Rosário vem desenvolvendo há anos contra as famílias brasileiras e a Igreja de Jesus Cristo? Ou é louvável o apoio obsceno dela à ditadura de Cuba?

A Turquia e seu envolvimento no massacre de cristãos na Síria

A falha mais recente de Roberto de Lucena, ou de sua assessoria, foi se envolver num requerimento de apoio à “Declaração de Istambul.” Em discurso no Congresso Nacional em favor dessa declaração, Lucena exortou a comunidade internacional a “prover suficiente proteção para todas as comunidades étnicas e religiosas, bem como seus locais históricos, religiosos e culturais.” O texto todo está aqui: http://archive.is/diety
Não houve nenhuma solidariedade específica aos cristãos, nenhuma tentativa de imitar o senador Malta e visitar esses cristãos, oferecendo alguma ajuda mais concreta e real. Não houve, nas palavras de Lucena sobre a “Declaração de Istambul,” nenhuma identificação específica de quem são os opressores.
Não faltam, porém, fontes confiáveis, dos próprios meios cristãos, de que a principal identidade dos massacradores de cristãos na Síria são os rebeldes islâmicos, muitos dos quais têm ligações com a al-Qaida.
Há numerosos relatos oficiais sobre isso. No final deste artigo, apresento vários artigos com alguns desses relatos.
Cristãos sírios
Diferentemente do que disse Lucena, ou sua interpretação da “Declaração de Istambul,” a perseguição aos cristãos na Síria tem nome e face: são os rebeldes islâmicos.
O governo de Assad, embora seja uma ditadura (qual é o governo muçulmano que não é ditadura no Oriente Médio?), era o que mais dava proteção à minoria cristã. Só pelo fato de que a declaração foi feita em Istambul, na Turquia, já expõe perigosas questões políticas, pois a islâmica Turquia jamais aceitaria que os rebeldes sírios fossem condenados por suas atrocidades contra os cristãos. A própria Turquia ajuda esses rebeldes, de modo que tudo o que os assinantes da declaração puderam fazer foi falar quase que genericamente sobre perseguição aos cristãos sírios, sem poder ofender o país anfitrião assassino.
E agora Lucena, ou sua assessoria, quer colocar o Congresso Nacional para louvar oficialmente tal declaração feita em pleno território turco exclusivamente porque foi assinada também pela ANAJURE?
De acordo com o WND, um dos mais respeitados veículos noticiosos conservadores do mundo, o papel da Turquia na guerra síria é indiscutível. O WND disse:
“A infiltração de jihadistas na Síria através da Turquia alcançou um número crítico, ao ponto em que o equilíbrio de poderes pode mudar para uma direção preocupante. Chegou a um ponto em que a Turquia talvez seja a maior base da al-Qaeda no mundo.”
Uma declaração honesta e cristã, da parte de Lucena e de outros que querem se envolver no conflito sírio, deveria cobrar da Turquia o seu vergonhoso papel de apoio aos terroristas da al-Qaida, inclusive dos rebeldes islâmicos que estão massacrando cristãos sírios.
Presumo que, para os que assinaram a tal Declaração de Istambul em território turco, seria impossível fazer cobranças, pois o governo turco está em plena atividade islâmica para tentar reconstruir o Império Otomano. Os turcos jamais aceitariam tais cobranças ou, pelo menos, um pedido de misericórdia em favor dos cristãos sírios. A misericórdia turca foi demonstrada 100 anos atrás, com o genocídio de centenas de milhares de cristãos armênios.
Por motivos aparentemente óbvios, os assinantes da Declaração de Istambul não puderam incomodar os anfitriões carregados de sangue. Por que é tão difícil especificar os crimes e os criminosos quando os culpados são os islâmicos e as vítimas são cristãs?
O Dep. Roberto de Lucena tem uma imensa vantagem: ele não está em Istambul, com sua liberdade ameaçada de falar o que os turcos precisam ouvir e expressar ao mundo condenação aos terroristas islâmicos que estão dizimando a população cristã da Síria.
As palavras que estão no site de Lucena são lindas:
“Abre a tua boca a favor do mudo, pela causa de todos que são designados à destruição. Abre a tua boca; julga retamente; e faze justiça aos pobres e aos necessitados.” (Provérbios 31:8-9 ACF)
Mas palavras lindas não são nada, se não são colocadas em prática.
Ninguém do Brasil abriu a boca quando os turcos massacraram os cristãos armênios cem anos atrás. Que essa tragédia não se repita hoje no caso dos turcos que ajudam a al-Qaida e os rebeldes islâmicos que estão massacrando os cristãos na Síria.
Leitura recomendada:

3 comentários :

Roger disse...

AS SEMELHANÇAS ENTRE MUÇULMANOS E COMUNISTAS NÃO SÃO MERAS COINCIDENCIAS...
OUTRORA FORAM ALIADOS DE HITLER!
COMUNISMO, NAZISMO E FASCISMO SÃO IRMÃOS GÊMEOS, iguais no básico: totalitaristas, muito opressores, materialistas e ateus e diferenciam-se apenas em pontos secundários, como o PT do PC do B ou do PSTU etc., mas no fundo, farinha do mesmo saco.
Os comunistas simpatizam-se e muito com muçulmanos a ponto de os países árabes quase todos serem sempre aliados da Russia e China e suas religiões relativistas e humanos-fundamentadas facilitam-no demasiado.
O que afirmo é que odeiam os cristãos, a educação paterna deles é de explícito ódio aos mesmos, daí gerarem-se fanáticos das mais diversas espécies que, por sinal, dividem em muitas facções que guerreiam entre si por cada uma querer ser mais islamita que a outra, nos constantes conflitos, como sunitas x xiitas etc.
Nosso governo PT é esquerdista, eleito por milhões de cristãos seduzidos pelo messianismo marxista - o marxismo é uma religião ateísta, de um deus subjetivista e o deus-Estado, semelhante ao relativista deus G A D U dos maçônicos, e que no topo de tudo está governando mesmo é Satã que acaba sendo objeto de culto dessas religiões, muito bem dissimuladas de fazerem o bem aos humildes, como vemos nas propagandas falsas disso e daquilo nesse sentido.
Sabemos que a mente de um comunista é deformada, volátil, devido à inoculação de uma doutrina satanista, gerando: profundo ódio e rancor a Deus, odio a si mesmo e ao próximo mais ainda e promover tudo que seja contra Deus, ou seja todo comunista seria o diabo em pessoa a promover o reino do anti Cristo, seus governantes, todos idem.
Quem apoia ou vota neles compartilha do ódio a Deus e ao próximo e estaria perdido no Juízo Final: quer salvar-se em Cristo mas na terra preferiu conspirar contra Ele, e agora...
Parece que os eleitores, supostos cristãos, ainda não desconfiaram que estão postando no governo os gerentes de Satanás, fazendo onde moram como sucursal do inferno, como o PT, ex guerrilheiros marxistas materialistas e ateus para os governar, INVERTENDO TUDO AO CONTRARIO ÀS LEIS DE DEUS, daí conivência com o massacre de cristãos; aliás, para eles quanto menos, melhor.
E aqui no Brasil os obreiros de Satã estão lá há vários mandatos com ajuda de muitos supostos cristãos, não é?...
Que bando de fariseus são os que os prestigiam, hem?

Saga disse...

Severo,

As palavras para louvor, louvar, louvado, etc, são usadas também para seres humanos, só pra constar que a Bíblia não limita essa expressão ao Cristo. O sentido parece ser realmente o mesmo de elogio à alguém.

Anônimo disse...

Julio, queria fazer mais um comentario hoje, sobre o PeTe.

Neste final de semana estava assistindo NatGeo quando mostravam um programa sobre a Am Latina com comentarios de uma professora inglesa que dizia:
"é a história de um movimento que surgiu do povo para o povo, que queria chegar ao poder e dividir o poder com o povo"
Sabe, é isso que vai entrar para os livros de história. Depois de passar por 7 faculdades e 3 cursos de pós graduação, posso dizer que o nivel é baixo. Eu me lembro de ter largado o curso de Ciencias Sociais depois de tantas besteiras esquerdistas que ouvi. Em especial uma pessoa...o "historiador" comunista Eric Hobsbawn, que acredito eu, ter contado as coisas da maneira como lhe interessou. Por isso a importancia de ter pais presentes e que possam ensinar aos filhos...crianças merecem ser educadas e não transformadas em agentes de mudança e confusão.