8 de maio de 2013

Pentágono Poderá Submeter à Corte Marcial Militares Cristãos Que Revelarem Sua Fé


Pentágono Poderá Submeter à Corte Marcial Militares Cristãos Que Revelarem Sua Fé

Ken Klukowski
O Pentágono divulgou uma nota confirmando que soldados poderão ser submetidos à corte marcial por promover sua fé: “Proselitismo religioso não é permitido dentro do Departamento de Defesa… Cortes marciais e punições extrajudiciais serão decididas caso a caso...” 
A declaração, divulgada para a Fox News, surge logo após reportagem da Breitbart News sobre uma reunião de nomeados ao Pentágono com o extremista anticristão Mikey Weinstein para desenvolver procedimentos de corte marcial para punir cristãos nas forças armadas que expressarem ou partilharem sua fé. 
(De reportagem anterior: Weinstein é chefe da Fundação pela Liberdade Religiosa nas Forças Armadas, e afirma que cristãos, inclusive capelães, que divulgarem o evangelho de Jesus Cristo nas forças armadas são culpados de “traição” e de cometerem um ato de “estupro espiritual”, tão sério quanto o crime de "estupro sexual”. Ele também declarou que cristãos que partilharem sua fé nas forças armadas são “inimigos da Constituição”.)
Ser condenado em uma corte marcial significa que o soldado cometeu um crime com base na legislação militar federal. A punição para uma corte marcial pode incluir prisão e afastamento desonroso das forças armadas. 
Ou seja, os civis nomeados pelo presidente Barack Obama que chefiam o Pentágono estão confirmando que as forças armadas acusarão de crime (possivelmente sujeito à prisão) qualquer indivíduo de farda que expuser sua fé. Isso iria incluir capelães, oficiais militares ordenados sacerdotes de sua fé (em sua maioria cristãos pastores ou padres, ou judeus rabinos), cuja função desde a fundação das forças armadas americanas sob o comando de George Washington era ensinar sua fé e ministrar às necessidades espirituais de soldados que os procuravam para aconselhamento, instrução e conforto.
Esse regulamento iria limitar severamente expressões de fé nas forças armadas, mesmo no âmbito individual entre dois amigos. Isso também poderia efetivamente abolir a posição de capelão nas forças armadas, uma vez que não permitiria a eles (ou a qualquer membro do serviço militar) dizer o que quer que fosse sobre sua fé que alguém pudesse considerar um estímulo para tornar a fé parte de sua vida. É difícil imaginar como um membro do clero daria aconselhamento espiritual sem dizer nada que pudesse ser percebido dessa forma.
Em resposta aos planos do Pentágono, o general Jerry Boykin, que agora é vice-presidente executivo do Conselho de Pesquisas Familiares (Family Research Council, conhecido pela sigla FRC), disse à Fox & Friends na manhã da última quarta-feira:
“É uma questão do que eles querem dizer com ‘proselitismo’ ...Penso que as definições deles estão um pouco confusas. Falar de coerção é uma coisa, mas se você estiver falando do livre exercício da sua fé como soldados do exército, da marinha ou da aeronáutica, principalmente os capelães, então penso que a pior coisa que podemos fazer é suspender a capacidade de um soldado de exercer sua fé".
O FRC lançou uma petição aqui, que já coletou mais de 60.000 assinaturas, pedindo ao secretário Hagel que pare de trabalhar com Weinstein e sua organização anticristã para desenvolver políticas militares relativas a fé religiosa.
Traduzido por Luis Gustavo Gentil do original do Breitbart: Pentagon May Court Martial Soldiers Who Share Christian Faith
Leitura recomendada:

5 comentários :

Daniel "Odrysius" disse...

Começou com o simples fato de "discriminação contra gays" nas forças armadas, e inclusão de "mulheres" nos corpos militares masculino...
Olha ai o resultado...
Eis ai a falta de firmeza e afeminados no comando dos militares no que deu..
Os americanos estão preparando o massacre de seus infantes nas guerras que estão espalhados no mundo [e sobra para o brésil e o chamado mundo ocidental, que desde a segunda guerra mundial deixa os americanos morrer na luta que é de todos].
O Brasil já tem a porta a Cubanização com os 6000 agentes cubanos chegando a essas praias... Os aliados não virão pois solaparam ao gayzismo!
Quem acompanhou os debates na ONU viu o mundo contra a ultima força militar cristã, logo depois do 2001...
Vem ai a 'religião da paz', e quem vai combate-la?
Eis ai o outro fronte de batalha, a destruição e criminalização do cristianismo em todas as esferas da vida social e pública...
eles sabem que os cristão vão dar combate, e os não-mornos desmoralizam-os mesmo martirizados...

Diego disse...

Aos poucos estão sufocando a "liberdade" de expressão da América! Engraçado, os EUA não era o famoso País da "LIBERDADE"!!?

Anônimo disse...

A coisa tah "russa". Pelo que sei, essa legislacao eh russo-sovietica, desde 1917. Como o batraquio, digo, barack eh comunista, nada a estranhar.

Antonio.

Anônimo disse...

Será que tem cristão ainda dormindo é a perseguição contra o CRISTIANISMO aqui no brasil e no mundo JÁ ESTÁ ACONTECENDO.

Ester

Anônimo disse...

Mais do que nunca os Estados Unidos precisam de nossas orações e nossa ajuda para voltar a ser o que era, UM PAIS CRISTÃO , isso vem provar mais uma vez que satanás não brinca em serviço.

Orar, enviar missionários e ajudar a America é dever de todos, pois se a America cair, todo mundo ocidental cai também.

Pastor Caleb.