6 de maio de 2013

A CIA e os terroristas de Boston


A CIA e os terroristas de Boston

Comentário de Julio Severo: Estou acompanhando o caso dos dois terroristas islâmicos de Boston. No início, parecia apenas um ataque terrorista conforme o fanatismo islâmico. Mas comecei a ter suspeitas depois que o DailyMail noticiou que o tio dos terroristas havia sido casado com a filha de um importante oficial da CIA. Essas suspeitas foram recentemente confirmadas por Pamela Geller, colunista do WND.
As confirmações se tornaram mais fortes quando Don Hank me enviou a notícia abaixo, traduzida por Luis Gustavo Gentil, tradutor colaborador do Blog Julio Severo.
Ao que tudo indica, os terroristas muçulmanos chechenos, que são tratados a tiro de bala pela Rússia, estão sendo usados pela CIA, que em vários sentidos parece não estar se esforçando para ser diferente da KGB.
Essa loucura se tornou possível não só porque há um homem na presidência dos EUA com um nome totalmente islâmico: Barack Hussein Obama. Logo depois do ataque terrorista islâmico contra os EUA em 11 de setembro de 2001, uma das primeiras atitudes de Bush, um presidente conservador em muitas aspectos, foi proclamar ao mundo que o “islamismo é uma religião de paz” — uma mentira sem tamanho dita por alguém que deveria saber muito mais do que nós. Depois dessa loucura, tudo se tornou possível — inclusive um muçulmano enrustido na Casa Branca.
O então presidente Bush num centro islâmico proclamando o “islamismo como religião de paz”
Verdadeira é a Palavra de Deus: “Não vos enganeis: Deus não se permite zombar. Portanto, tudo o que o ser humano semear, isso também colherá!” (Gálatas 6:7 KJA)
Abaixo, artigo do site americano Infowars, por recomendação de Don Hank:

Tamerlan Tsarnaev participou de um workshop patrocinado pela CIA

Kurt Nimmo
Tamerlan Tsarnaev esteve em um workshop patrocinado pela Jamestown Foundation, ligada à CIA, segundo reportagem da agência Izvestia (veja aqui a tradução da reportagem em inglês). O jornal russo cita documentos produzidos pelo Departamento de Contra-Inteligência do Ministério de Assuntos Internos da Geórgia, confirmando que a ONG “Fundo Cáucaso" promoveu workshops no verão de 2012 e que Tsarnaev participou.
Tamerlan Tsarnaev foi radicalizado pela CIA
Em 2012, Tsarnaev passou seis meses no Daguestão, região russa vizinha à Chechênia. O FBI o entrevistou no ano anterior, mas disse não ter encontrado evidências de que ele era um ameaça. Em 23 de abril, a chefe da segurança interna americana, Janet Napolitano, disse que sua agência estava ciente da viagem, e no dia 24, o Secretário de Estado John Kerry declarou que Tsarnaev voltou da viagem à Rússia “disposto a matar pessoas”.
O Fundo Cáucaso foi criado em novembro de 2008, após o conflito entre Geórgia e Ossétia do Sul. O principal objetivo da organização, de acordo com a Izvestia, é “recrutar jovens e intelectuais da Caucásia do Norte para intensificar a instabilidade e o extremismo nas regiões ao sul da Rússia".
Moscou criticou explicitamente a Fundação Jamestown por se envolver em uma campanha de propaganda anti-russa. “Os organizadores recorreram deliberadamente e repetidamente a difamações sobre a situação na Chechênia e em outras repúblicas da Caucásia do Norte russa, utilizando serviços de apoiadores de terroristas e pseudo-especialistas. Os porta-vozes receberam carta branca para espalhar propaganda extremista e incitar discórdias étnicas e inter-religiosas”, declarou o Ministro das Relações Exteriores da Russia em dezembro de 2007.
A Fundação Jamestown é conhecida por ser um grupo político da CIA. Ela “é apenas um elemento de uma enorme máquina, que é controlada pela Freedom House e ligada à CIA”, escreveu a Voltaire Network. “Na prática ela se tornou uma agência de notícias especializada em assuntos como os estados comunistas, pós-comunistas e o terrorismo". Ela “publica boletins especializados sobre o mundo pós-comunista e o terrorismo, que servem de referência para os think tanks de Washington. Acadêmicos e jornalistas se dedicam a retratar um mundo cheio de fantasmas, cuja própria hostilidade justifica o imperialismo americano”.
O diretor da CIA William Casey e o dissidente russo Arkady Shevchenko tiveram papel importante na criação da organização. O conselho de administração da Fundação Jamestown inclui Zbigniew Brzezinski, ex-conselheiro de segurança nacional de Jimmy Carter. Brzezinsky, agente globalista do alto escalão, iniciou o recrutamento dos mujahidin no Afeganistão promovido pela CIA, que acabou por levar à criação da al-Qaeda e o Talibã.
Brzezinski, um notório russófobo, lidera o Commitê Americano pela Paz na Chechênia da fundação, uma ONG estabelecida na Freedom House, esta fundada pela Fundação Nacional pela Democracia (National Endowment for Democracy), grupo político da CIA criado para fomentar revoluções coloridas e derrubar governos. Ela também recebe financiamento das Fundações Soros, da Fundação Ford da CIA e da Agência de Desenvolvimento Internacional (U.S. Agency for International Development), agência de nome eufemístico utilizada pelo governo americano para administrar ONGs “humanitárias” responsáveis por executar revoluções coloridas nos antigos estados russos.
A revelação sobre o paradeiro de Tsarnaev em 2012 e suas conexões com uma ONG anti-russa patrocinada pela CIA deveria ser considerada o elo perdido na história sobre sua suposta radicalização nas mãos de militantes salafistas. No entanto, uma vez que o establishment está fornecendo o roteiro e a narrativa da estória oficial, acreditamos que a mídia corporativa não dará crédito a essa.
Traduzido por Luis Gustavo Gentil do original do Infowars: Tamerlan Tsarnaev Attended CIA-sponsored Workshop
Leitura recomendada:

4 comentários :

Anônimo disse...

Por favor, leia e divulgue:
.
A Verdade sobre Boston: A "Conexão Chechena", Al Qaeda e os Atentados na Maratona de Boston.
.
http://legio-victrix.blogspot.com.br/2013/04/a-verdade-sobre-boston-conexao-chechena.html

alien13 disse...

Ora, não há dúvidas que OBAMA é ligado ao Terrorismo internacional !!! E somente observar como tentou inocentar os irmãos chechenos , para que não houvesse ISLAMOFOBIA, pelo mundo, mais do que já está!!!
Ainda, enquanto o governo da Síria luta para democratizar o país, o senhor BARACK HUSSEIN OBAMA, usa o dinheiro dos americanos para fornecer provisões e armamentos para os Terroristas que querem derrubar o governo Sírio, para transformarem a Síria num Estado Islâicos, e bem radical.
O que se podia esperar de um muçulmano, disfarçado de simples mulato, qie com sua cor de pele enganou todos os americanos?
OBAMA o maldito islamita , não perde por esperar!!!

alien13 disse...

Ora, o que se pode esperar de OBAMA, um islamita infiltrado na Casa Branca, que se fez passar por um simples mulato, para ganhar as eleições presidenciais, com apoio dos Terroristas islâmicos?
Tentou de todas as maneiras declassificar os irmãos chechenos, como enviados por Terroristas muçulmanos, embora tivesse sido avisado pela Rússia, que eram perigosos.
Ora, basta ver o que faz na Síria, onde envia suprimentos e armamentos para os Terroristas, que tentam derrubar o governo sírio, que seseja democratizar o país, ao contrário dos Terroristas, que desejam transormar a Siria num Estado Islâmita.
BARACK HUSSEIN OBAMA, o maldito muçulmno infiltrado na Casa Branca, não perde por esperar. A hora de todos esses assassinos islamitas está chegando, e com mais de mil anos de atrazo!!!

Anônimo disse...

Não duvido mais de nada do jeito que o mundo tá é principalmente quem tá na liderança nos EUA aff.

Ester