22 de março de 2013

“Para quê existe a ANAJURE?” O caso Marco Feliciano


“Para quê existe a ANAJURE?” O caso Marco Feliciano

A defesa das liberdades civis está ou não acima de diferenças doutrinárias?

Julio Severo
O Dep. Marco Feliciano está sob fogo pesado dos supremacistas gays, pois ele foi nomeado em 5 de março para presidir a Comissão de Direitos Humanos (CDH) da Câmara dos Deputados.
Marco Feliciano
Eles estão furiosos não só com as posturas dele sobre homossexualismo e aborto, mas também porque a CDH havia sempre sido presidida pelo PT e outros socialistas, que operavam a comissão para aprovar o alocamento de milhões do dinheiro do povo para projetos gayzistas.
Sob essa liderança socialista, a CDH também discutia meios de criminalizar a crítica à homossexualidade. O aborto e o sexo homossexual eram preocupações prioritárias deles.
Os supremacistas gays estavam satisfeitos de verem suas exigências sendo atendidas por socialistas de linha dura.
Então veio Marco Feliciano, um pastor da Assembleia de Deus. Feliciano não tem treinamento teológico e tem dificuldade de expressar suas opiniões em termos filosóficos. Apesar disso, ele tem sido claro sobre valores. Seu histórico pentecostal simples o tem levado a assumir uma posição firme contra o aborto e o homossexualismo.
Por isso, ele tem sofrido pressão de todos os lados: supremacistas gays, políticos esquerdistas, grupos pró-aborto, mídia esquerdista e… protestantes esquerdistas.
Um imenso grupo desses protestantes, composto também por militantes gays protestantes, está solicitando que o governo e o Congresso removam Feliciano da presidência da CDH. O presidente da Câmara dos Deputados, um protestante, quer oficialmente que Feliciano deixe o cargo. O presidente de seu partido, sob tal pressão, quer também que ele renuncie.

Silas Malafaia, renomado televangelista pentecostal, apoia Feliciano

Muitos cristãos pró-família, inclusive católicos, estão apoiando Marco Feliciano.
O Christian Post noticiou ontem Silas Malafaia e Julio Severo como as principais vozes evangélicas no Brasil pedindo que Feliciano não renuncie. Malafaia é também pastor da Assembleia de Deus e tem uma audiência enorme por meio de seus programas semanais.
Silas Malafaia
No artigo do Christian Post, Malafaia disse que os ataques contra Feliciano estão vindo dos esquerdistas.
Ele tem falado sem rodeios sobre aborto e homossexualidade. Como Feliciano, ele não tem medo de chamar o aborto de assassinato e a homossexualidade de pecado. Mas diferente de Feliciano, ele é muito mais articulado.
Contudo, tanto Malafaia quanto eu compreendemos que este não é o tempo certo para julgarmos Feliciano por sua falta de treinamento teológico e dons filosóficos. Portanto, por causa de sua postura de falar sem rodeios em defesa de valores da família, Feliciano precisa de apoio, não de críticas ou condenação.

ANAJURE

Por isso, é de surpreender que a ANAJURE tenha emitido uma nota pública, em 20 de março, dizendo que a presença de Feliciano na CDH vai “dividir, ainda mais, a própria igreja evangélica” no Brasil.
A ANAJURE é um grupo de juristas evangélicos que nasceu recentemente. Sua alegada missão é defender as liberdades civis fundamentais, principalmente dos cristãos.
Mas sua nota pública, assinada por seu presidente, Uziel Santana, não tem nenhuma defesa tal das liberdades civis fundamentais de Feliciano. Pelo contrário, a nota acusa o pastor da Assembleia de Deus de “fomentar e participar de uma tresloucada ‘guerra santa’ por estar agindo com intolerância para com os intolerantes”.
A nota também questiona as motivações pessoais do pastor pentecostal, dizendo: “Tudo isso porque os projetos pessoais estão acima dos valores da Verdade do Evangelho de Cristo”.
Conforme informação que obtive, a ANAJURE teve sua primeira renúncia ontem, pois um de seus diretores discordou fortemente da nota contra Feliciano.
De uma organização que se autonomeou para defender as liberdades civis fundamentais, nós brasileiros deveríamos esperar tal defesa, independente das diferenças doutrinárias da vítima cristã. Mas esse é um duro teste para a ANAJURE, cujo Conselho Consultivo é presidido pelo Rev. Augustus Nicodemus Lopes.

Um ativista gay numa universidade presbiteriana

Lopes é o chanceler da Universidade Presbiteriana Mackenzie em São Paulo. Ele tem vários textos teológicos contra os movimentos pentecostais e neopentecostais. Alguns de seus artigos estão disponíveis no site de sua universidade.
Em 28 de fevereiro, sua universidade realizou um debate com o deputado federal Jean Wyllys. Wyllys é um militante gay radical, que trabalha muito na CDH para avançar a agenda gay.
Para debater o ativista gay, Lopes convidou um de seus amigos na ANAJURE. Mas os estudantes na universidade presbiteriana vaiaram o representante da ANAJURE, e elogiaram Wyllys.
No fim, Lopes negou que tivesse patrocinado o evento, mas o documento oficial da universidade confirma que o debate foi realizado em parceira com a chancelaria da universidade.
Esse não é o único caso estranho envolvendo seu chanceler. Em 2010 ele havia removido do site da universidade um manifesto presbiteriano contra a agenda gay, pois os ativistas gays exigiram isso. Ele cedeu. Mas ele nunca removeu seus vários artigos contra os pentecostais e neopentecostais.
Minha exposição da parceria incoerente, e o fato vergonhoso de que um ativista gay recebeu oportunidade de defender suas perversões numa universidade protestante, reverberaram em todo o Brasil. Grandes sites noticiosos evangélicos publicaram ou mencionaram meu artigo.

Censura

GospelPrime, GospelMais, Portal Fé em Jesus e outros sites foram contatados pela ANAJURE, que lhes pediu que removessem meu artigo e, em seu lugar, publicassem artigos da ANAJURE.
Um dos editores, que estava sob pressão da ANAJURE, me disse: “Sinceramente, eu ainda não sei pra que existe a tal da ANAJURE”.
GospelPrime, GospelMais e outros cederam. Mas o Portal Fé em Jesus repreendeu a ANAJURE por sua agressão contra a liberdade de expressão — nesse caso, minha liberdade de expressão.
O fato é, se a ANAJURE tivesse repreendido Lopes por permitir um ativista gay em sua universidade, não precisaria pedir que grandes sites evangélicos censurassem minhas liberdades civis fundamentais de denunciar a conduta de Lopes.
Entretanto, mesmo sob pressões, meu artigo teve uma repercussão significativa no Brasil. A página de Facebook de Silas Malafaia o divulgou para seus 168.000 seguidores.
E quanto a ANAJURE e sua missão alegada de defender as liberdades civis fundamentais? Está enfrentando um tempo difícil de colocar em prática no caso de Marco Feliciano, pois seu presidente acha que é necessário julgar o caráter e motivações de Feliciano, mas é incapaz de fazer isso no caso de um de seus próprios diretores.
E se você expô-lo por permitir um ativista gay em sua universidade protestante ou por ele ceder a militantes gays que exigiram a remoção de sua universidade de um manifesto cristão contra a agenda gay, a ANAJURE mostra seus músculos para defender a covardia e censurar uma mensagem cristã contra ela.
A ANAJURE tem a liberdade de defender e atacar quem quiser.
Mesmo discordando dele, apoiarei Marco Feliciano por sua coragem, e oro para que ele não ceda aos covardes que exigem que ele imite a covardia deles.
Leitura recomendada:

22 comentários :

apenas servo disse...

excelente artigo parabéns Julio Severo pela incansável luta em defesa da família.

Antônio Jorge disse...

Este artigo desmascara a ANAJURE, a qual vem demonstrando na prática que é mais uma entidade criada para atender vaidade de pessoas e não defender as liberdades civis fundamentais.

Anônimo disse...

Quantos MAÇONS de conter o quadro dessa vergonha partidaria, vergonhosa e politica esquerdista da ANAJURE ??

Pastor Caleb ?

Nil disse...

STF abre ação contra Eduardo Cunha por suposto uso de documento falso
Tribunal decidirá ainda se deputado do PMDB deve ou não ser condenado.
Em nota, deputado do PMDB disse que foi vítima de um estelionatário.

http://g1.globo.com/politica/noticia/2013/03/stf-abre-acao-penal-contra-eduardo-cunha-por-uso-de-documento-falso.html

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

Muito boa essa condenação por corrupção de um deputado do PMDB, este partido esquerdista tem se colocado frontalmente contra o pastor Marco Feliciano.

Veja a noticia:http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/politica/noticia/2013/03/decisao-sobre-permanencia-de-marco-feliciano-na-presidencia-da-cdhm-sai-ate-terca-feira-diz-henrique-alves-4081741.html


Este partido corrupto mantém um dos seus chefões no Congresso, o Senador Renan Calheiros, super envolvido em corrupção e famoso por um caso de adultério.

A condenação do peemedebista neste momento é muito bom para vermos o "tipo de gente" quer legitimar o homossexualismo e aborto.

Netto disse...

Eu gostaria de ser otimista, mas acho que a situação está insustentável, acho que o Pr. Marcos Feliciano não vai aguentar a pressão porque, como o autor sugere no artigo, não tem o preparo teológico e o traquejo filosófico que o cargo exige... isso é muito ruim porque agora os cristãos tinham chances de defender seus valores e se defender das acusações de serem desumanos... oremos para que ele adquira essa experiência à tempo, enquanto ainda estiver no cargo.

Robson disse...

O pastor Marcos Feliciano, seguindo a mesma linha dos que o atacam pela grande rede, rapidamente já angariou mais de 260 Mil assinaturas apoiando a manutenção de seu posto de presidente da Comissão de Direitos Humanos no Congresso... e Até a “enciclopédia” virtual Wikipédia assume uma linha oposicionista em relação ao deputado, a pubicação escrita por colaboradores de todo o mundo diz que Feliciano é homofóbico e racista. Na Wikipédia consta que: “Em março de 2011, Feliciano postou em sua conta no Twitter frases de cunho racista...”, mas o pastor nega que haja racismo nessa questão... Dados de site: http://sociedademilitar.com.br/index.php/textos-de-colaboradores/255-caso-feliciano-se-agrava-estao-vasculhando-seu-passado-ate-o-berco-.html

Anônimo disse...

Raras são as entidades jurídicas, profissionais do direito ou afins, que não comungam com a idéia do politicamente correto. Juízes, promotores e principalmente a OABesta, são verdadeiros bjuladores do esquerdismo e dos governos situacionistas. Adoram mesmo é o seu status e o fio-metal.
A democracia para eles é relativa, enquanto a corrupção no país é absoluta.

Sérgio Coscarelli disse...

Enquanto a turma do Partido das Trevas e os gaysistas e abortistas pintavam e bordavam na CDH, poucos cristãos (um deles foi você, caro irmão Júlio)se levantaram para denúncia a pouca vergonha que estavam fazendo. Agora que assumiu o Pr. Marco Feliciano, estou espantado vendo um bando de “crentes” escrevendo, falando e se levantando contra a vida de Feliciano, pessoas que nem se quer acompanharam alguma das verdadeiras reuniões de horror que aconteceram na CDH quando o PT estava á frente. Fico pensando, pensando e pensando... Então antes do Pastor assumir, os trabalhos CDH vinham agradando muito bem a ANAJURE e aquele grupo de pastores que escreveram aquela escabrosa carta aberta contra a posse de Marco Feliciano???? Como é fácil ser mais um que atira pedra em quem já tomou cem pedradas, como é fácil julgar e tirar mais uma casquinha, mas como é difícil dobrar os joelhos e pedir para que Deus use e abençoe o Pr. Marco Feliciano para proteger os fetos e as crianças desses nojentos imorais. Deus está vendo tudo isso, e sua maneira de julgar é reta, seus olhos esquadrinham mentes e corações. Deus tenha misericórdia da Igreja de Cristo no Brasil e de seu povo.

Leonardo disse...

Fora Calheiros e fora Genuino...

Por que nao vemos essas campanhas?

Anônimo disse...

Discordo de alguns ensinamento e atitude do Feliciano, mas o apoio pelo fato dele ser contra a agenda gay e contra o aborto.

Dom Rafael disse...

Irmão Júlio-san, por quê você ainda mantém (se já retirou, me perdoe) seu noe vinculado a esse antro de demînios, chamdo gospelmais?
Se puder, saia disso aí irmão! deixe eles sentirem na pele isso!
E isso, irmãos, por um lado é bom, pois assim vemos quem são os verdadeiros cristãos!
E que Deus nos ajude a perseverarmos!
Shalom

Samuel Rezende disse...

Sou um cristão protestante sem placa denominacional. Fui criado na Presbiteriana do Brasil e minhas filhas, hoje jovens, ali permanecem.

Me perdoem, não vou perguntar o que Cristo diria... todos sabemos.

A minha pergunta é: Hoje, o que Calvino faria? Ele estaria ao lado da ANAJURE ou combatendo severamente a intolerância do movimento gay?

Na Genebra do século XV, mergulhada até o pescoço em vícios e libertinagem, que recusou a ouvir o severo discurso de Calvino e preferiu expulsá-lo da cidade, você imagina que Calvino seria domesticado hoje em dia? Ironicamente, a bagunça generalizada obrigou aqueles que o expulsaram a pedirem a sua volta “Chamemos de novo o homem que queria reformar a nossa fé, a nossa moral e as nossas liberdades”.

O legado de Calvino, Knox, Zuínglio, Hus, Lutero e outros defensores da Palavra de Deus vai se dissolvendo.

Anônimo disse...

Evangélicos progressistas estiveram presentas nas audiências:

http://www.facebook.com/photo.php?fbid=482795565101195&set=oa.150037398496627&type=1&relevant_count=1&ref=nf

Neokoros disse...

ANA o quê?!? Aff!..
Por isto venho sempre aqui, pra aprender coisas novas...

Mas pelo que vejo, nem preciso decorar o nome porque a tal AN... (AN o quê?) - ah, lembrei - a tal ANAJURE não serve pra nada quando se precisa dela.

E francamente: se é pra lutar contra evangélicos, cerceando ainda mais a nossa fragilizada liberdade de expressão - pra que criaram isto?
Os inimigos que tínhamos já eram mais do que suficientes.

Com que então agora temos isto, pra nos passar ainda mais vergonha..
Aff...

Trindade disse...

Olá Júlio;
Mais um brilhante artigo, o que não surpreende mais.
Com relação a essa associação, eu disse quando ela foi criada que poderia ser mais uma entidade esquerdista criada para controlar os evangélicos, a exemplo do que a esquerda faz com os tais “movimentos sociais e sindicatos”, onde eles falam em nome dos representados sem que os representados sejam ouvidos; Mas no inicio eu deixei claro que seria injusto antecipar juízo de valores, pois ela estava só no inicio, mas a coisa é séria mesmo, pois o presidente da tal ANAJURE já está em Istambul participando de um congresso de juristas cristãos? Não é assim que funciona a esquerda? Não é assim que funcionam as associações e sindicatos esquerdistas? Ou seja, os cristãos brasileiros estão em polvorosa, acossados por meia dúzia de esquerdistas e a imprensa barulhenta e o presidente da entidade jurídica que poderia defender os valores cristãos esta na Turquia e pior de lá se manifesta contra os cristãos.
É assim que funciona, daqui uns dias você verá algum cristão progressista falar em nome dos cristãos brasileiros contra o Pr Feliciano; É triste mas é verdade.
Agora o que me deixa triste é ver as Assembléias de Deus brasileira mais uma vez enfiando a cabeça entre as pernas e abandonando mais um dos seus à própria sorte é triste ver isso porque confirma um ditado antigo entre cristãos que já foram abandonados: “Os cristãos é o único exército que abandona seus soldados feridos para serem pisoteados pelo inimigo”; Com a palavra as lideranças das Assembléias de Deus no Brasil, uma sugestão que tal 50 mil pessoas na próxima reunião da CDHM enchendo a Câmara, corredores, páteos, e mostrar em Brasília que o Pr Feliciano não está sozinho. Só escrevi isso porque acredito em milagres, pois só um milagre tira esses acomodados de seus confortáveis gabinetes.

Anônimo disse...

Evangélicos lançam campanha de oração pelo deputado Jean Wyllys.

Legal a iniciativa, concordo com isso, é Bíblico, mas me pergunto se os mesmos se lembraram de realizar uma campanha igual pelo deputado Marco Feliciano, que tem sofrido muito com essas perseguições.

Ou farei campanhas do tipo " ame e ore pelo pecador, mas abandone os irmãos membros do Corpo de Cristo?" fica a dica.

Link: http://noticias.gospelprime.com.br/campanha-oracao-jean-wyllys/

Anônimo disse...

olá Julio, olha que texto bacana bem fundamentado que explica o que faz tal comissão dos direitos hunanos. Resolvi partilhar com vc e seus leitores, já que passo por aqui diariamente e fecho na defesa dos valores e a etica com alguns evangelicos.

abs Ana Lucia

http://chakubuku-aryasattva.blogspot.com.br/2013/03/comis
sao-de-direitos-humanos-e-minorias.html

Anônimo disse...

Júlio, quando comecei a ler o artigo da ANAJURE pensei: muito bom, agora sim, vão se colocar à disposição do Dep.Marcos Feliciano; enquadrarão "nos rigores da lei" esses abusados,que não respeitam o estado dito laico, indo contra a democracia, quando negam a liberdade de expressão e culto; aos cristãos, obviamente e somente. Sinceramente, ao continuar a leitura, o meu queijo caiu...,pois não é que "nossos heróis" fizeram exatamente o contrário!!! Leio todos os dias seus artigos e o divulgo aos meus amigos. Fique com Daniel 10,12.Paz.

PR. RICARDO PIRES disse...

Ainda existem pessoas crentes e decentes neste país, com certeza você Júlio é um destes. Infelizmente com esta falsa expansão do evangelho, temos muitos que não entendem o porque de sua fé. Sou cristão a 31 anos e tenho visto que o cristianismo tá muito pior em relação ao meu tempo de conversão.

ÉLQUISSON disse...

Concordo plenamente com o que o pastor Ricardo Pires colocou. Realmente, o cristianismo hoje está muito diferente em relação a quem já é convertido há mais tempo.

Infelizmente, algumas igrejas que se dizem cristãs têm sido permissivas em relação ao pecado, têm aceitado a sujeira do mundo (ao invés de combater com firmeza todo e qualquer erro). Em outras palavras: muitas igrejas que se dizem cristãs estão causando escândalo ao genuíno evangelho. Foi justamente por isso que Jesus disse:

"É impossível o escândalo não vir ao homem, mas ai do homem por quem o escândalo vem" (Lucas 17:1)

Quem dera se as igrejas atuais voltassem aos tempos antigos, onde havia a pureza do verdadeiro evangelho!

Simone Izidra disse...

A ANAJURE deve analisar que o pastor é a nossa voz, se ele renunciar estará calando a boca de milhões de brasileiros tanto cristãos como não cristãos.

Téo disse...

Concordo com tudo o que o Élquisson colocou aqui. Infelizmente, muitas igrejas e pessoas que se dizem cristãs têm sido tolerantes com o pecado (ao invés de combater o pecado com firmeza).

E como bem disse o pastor Ricardo Pires, o cristianismo hoje está muito pior em relação aos tempos antigos. Achar, nos dias de hoje, uma igreja que seja 100% pura está sendo humanamente impossível.

Não sei se muitos vão concordar comigo, mas eu diria que isso que está acontecendo é algo que já havia sido alertado pelo apóstolo Paulo:

"Mas o Espírito expressamente adverte que em tempos posteriores muitos apostatarão da fé, e darão ouvidos aos espíritos enganadores e às doutrinas de demônios" (1 Timóteo 4:1)

Não é exatamente isto o que acontece hoje (com muitas igrejas e pessoas que se dizem cristãs)?