24 de março de 2013

A esquerda brasileira e o desprezo pela família


A esquerda brasileira e o desprezo pela família

João Cruzué
A família? Ora, a família... essa instituição atrasada e desnecessária. Antigamente, a sociedade aceitava a união de um homem com uma mulher com a base de um lar. Hoje, estamos na pós-modernidade e todas as instituições devem ser desconstruídas para dar lugar a novas formas de relacionamentos.
A mulher? A mulher deve ser dona do próprio corpo. Se ela decidir abortar outra mulher, é direito dela.
Os religiosos? No começo é um mal necessário para estabelecer a comunicação com o povo, depois não passam de reacionários.
Os pastores? São todos ladrões e exploradores da fé de “coitadinhos” que só procuram a porta da igreja porque estão em situação de fragilidade.
A virtude? Ora a virtude... É coisa de otários; deve ser a máscara dos lobos e dos espertos.
A corrupção? Viva a corrupção! Os outros também não roubam?
O poder? Para conquistar e manter o poder, toda forma de ação é aceita. Inaceitável é ser um perdedor. De nada vale um perdedor honesto.
Os pobres? Nunca deveriam sair da pobreza, porque no dia que saírem vão deixar de votar no partido do “puder” Quanto mais bolsas-misérias, melhor. Quanto mais dependentes, melhor. Quanto mais ignorantes, melhor!
Sou contra todas essas máximas da dominação.

O perigo do marxismo

É inegável os paradoxos do pensamento marxista-leninista: Que se dane a família. Se possível, desde o início da adolescência os filhos devem ficar sob a tutela do Estado, para crescerem vazios e sem alma e sem solidariedade. A semântica da palavra socialismo ou comunismo é como uma flor de uma planta carnívora cuja beleza externa foi feita para enganar e engodar.
De onde tem vindo todo tipo de ação e maquinação para desconstruir a família em nosso século? Se você analisar de onde elas partem, vai ver que têm apenas uma origem: os políticos dos partidos populares, que no caso do Brasil são PT e outros mais radicais.
Vejo com grande desaprovação o séquito de políticos cristãos misturados no meio dessa gente que não tem nenhum compromisso com a instituição familiar. O trigo nada tem a ver com o joio, ainda que cresçam juntos.  De onde vêm as pressões “modernas” para homens se casarem com homens e mulheres com mulheres? Quem corre apressuradamente para dar apoio a estas ideias? São os chamados governos populares. Essas ideias, por acaso, são de fato modernas? Nunca! É coisa tão velha, que já existia bem antes de Cristo. A Grécia antiga, um dos berços do homossexualismo, caiu em pouco tempo.

Orfanatos e conselhos tutelares

Estive visitando neste mês de março muitas instituições de caridade, por missão do meu trabalho. Estive em asilos, e fiquei sensibilizado. Estive em casas que cuidam de pessoas especiais, e fiquei muito sensibilizado. Mas quando estive nos orfanatos, eu fiquei chocado e emocionado com esses depósitos de crianças. De onde veio isso? De encontros sem amor. De famílias desconstruídas. Da miséria econômica.
Infelizmente o que a sociedade esconde, ou não quer ver, não dá ibope na TV. Mas as consequências de uma família frágil são uma triste realidade nas grandes cidades.
O funcionários públicos chegam, e pelo fato de que os pais não têm as  mínimas condições econômicas, perdem a guarda dos filhos. Os Conselhos Tutelares os entregam ao Estado, e o Estado, que não sabe lidar com isso, lava as mãos amontoando as crianças em orfanatos, que por melhor que sejam administrados, não conseguem dar o amor  necessário nem apagar a tristeza da face de uma criança. Eu ainda não tinha estado em um orfanato. Crianças de seis e sete anos, jururus, dormindo com a cabeça coberta por cobertores, como se quisessem ter uma vida só em sonhos, para não enxergar uma realidade dura. Vi, e não gostei do que vi: o lugar onde a sociedade da qual faço parte, e não nego, esconde seus piores  problemas debaixo do tapete. Gente sem família.
Será a Igreja, de fato, uma instituição, fundamentalista, que só atrapalha a modernização da sociedade? Eu penso que não. Em minhas visitas a trabalho eu a vejo religiosos cuidando da parte que a sociedade não quer ver e o Estado não tem vocação de lidar: orfanatos, asilos, casas de recuperação de dependentes químicos, etc. Se a Igreja diz que a parte mais importante da sociedade é a família e que a família deve ser preservada, fortalecida e respeitada, será mesmo que sua visão é retrógrada, anti-moderna e atrasada?  Não. A Igreja não é o corvo do atraso. Ela é o arauto da vida. Jesus foi o arquiteto da Igreja, e as forças do inferno não podem prevaler contra ela — a menos que se torne muda diante da oportunidade de falar.

As bandeiras da esquerda

Qual é a bandeira da esquerda brasileira? Respostas: 
Aborto
Casamento gay
Apologia da rapinagem
Defesa da impunidade
Calar a imprensa livre
Amordaçar o Ministério Público
Tributar a Igreja Evangélica.
Será incentivando uma mulher a abortar ou criando leis para homens se casarem com homens que o Estado vai resolver os problemas sociais pós-modernos?
Por acaso os mentores dessas mudanças estão mesmo interessados nos problemas existenciais dos homossexuais?
Estariam eles preocupados com a liberdade da mulher quando ela é incentivada a abortar? De jeito nenhum!
Quando o Estado governado por socialistas apoia a causa homossexual, na verdade está mais interessado em impostos. Hoje, se dois homossexuais se separam o  Estado não vê nem a cor do imposto. Com o “casamento” gay a coisa muda.
Quando as senhoras na política defendem o direito da mulher pobre abortar, na verdade não estão interessadas na pessoa da mulher coisa nenhuma, mas na redução de crianças pobres na sociedade e na redução da dívida social sem desembolsar um tostão. A ideia é diminuir o número de delinquentes? Elas associam, sim, pobreza com delinquência.
A maioria dos fetos abortados são do sexo feminino. Conversa de que a mulher é quem deve decidir sobre o aborto, uma ova. Se um feto do sexo feminino tivesse a capacidade de se comunicar ele diria para todo hipócrita ouvir que uma mulher matando outra mulher não é liberdade feminina nenhuma.
Podemos ser até enganados por sofismas, mas somente se não aprendermos a ter um pensamento crítico. E um cristão tem o dever de conhecer as verdades bíblicas. E uma delas é que não devemos nos associar com os ímpios nem comer na cartilha deles. É por isso que Deus cuidou para os homens escolhessem este assunto para registrá-lo como o primeiro Salmo.
Há uma voz soturna vindo da penumbra do poder dizendo que os pastores são ladrões, charlatães e exploradores de coitadinhos. Sendo dúvida, há mesmo uma minoria que se presta a este desserviço. Até Jesus Cristo não ficou livre de corruptos.
Mas não é esta a verdadeira preocupação da esquerda no Brasil. Quando ela repete com insistência uma mentira, ela sabe que a opinião do povo muda. Muda e começa a para de crer em tudo e todos que apregoam o nome de Deus.
O que a esquerda mais teme na Igreja é a sua capacidade de desmascarar os sofismas. A esquerda difama os pastores de ladrões e rotula os padres de pedófilos. O povo ouve, e pensa que os pastores são ruins, os padres não prestam e a esquerda deve ser uma coisa boa. Essa é a velha tática comunista. Criticar, tendo o cuidado de não mostrar a que veio — a dominação do destino de um povo.

O Brasil está à beira de se tornar como uma Venezuela

Durante os anos de chumbo, o único país da América do Sul que nadava na democracia era a Venezuela de Carlos Andrés Perez e outros presidentes. Mas, a roubalheira e corrupção cresceram tanto que chegou um dia que o povo não aguentou mais. A primeira coisa que apareceu criticando os corruptos ganhou a sua simpatia. Pior do que estava, ficou. E quando isso acontece o povo perde a noção dos paradigmas, o mau se metamorfoseia em bom e os conceitos de bondade, honestidade e moralidade se tornam relativos.
Relativizar a família;
relativizar a moral;
relativizar a virtude;
relativizar a Igreja;
relativizar a mulher;
relativizar o casamento;
e relativizar a liberdade.
Essa tem sido a missão da esquerda brasileira: desconstruir os marcos referenciais. Se tudo for relativizado, os conceitos do bem e do mal, do honesto e do desonesto, do corrupto e do não corruptível, do certo e do errado vão embotar a mente das pessoas e elas vão se tornar confusas e depois fáceis de tanger.
Não existe liberdade em meio à pobreza, mas existe um maquiavelismo de perpetuá-la. Não existe liberdade em meio à ignorância, pois quem não tem capacidade acadêmica para buscar uma boa fonte de renda sempre vai estar cativo de medos e fantasmas.
A melhor estratégia para sair da miséria e fugir da ignorância é aceitar Jesus como Salvador e Senhor.
Ainda que existam espertalhões e ladrões, o Temor do Senhor Deus ainda é o primeiro passo no caminho da sabedoria, da prosperidade e da liberdade. A única pessoa que pode fazer o milagre dessa transformação é o Senhor Jesus Cristo. Não é o comunismo, nem o homossexualismo, nem o socialismo nem outra pessoa a não ser o SENHOR JESUS CRISTO. Quem apregoa essa mensagem é a Igreja Evangélica.

A Igreja é uma instituição divina

Sei que os homens que a governam podem cair da graça de Deus, Sei que quando a Igreja deixa de cumprir sua função social ela passa a a tirar do povo sem dar nada em troca. Todavia, Deus tanto é o Criador da Igreja quanto seu corregedor. Ele mesmo disse que as Portas do inferno não prevaleceriam contra ela.
Diante do inenarrável e do imponderável só a fé pode vencer. A fé que cura, transforma e liberta não pode ser encontrada no comunismo, nem no homossexualismo, nem nos militantes do PT, nem  nas greves, muito menos nos sindicatos. Querendo ou não, quando tudo o mais falha, é na porta de uma Igreja que a esperança pode ser achada, um pecador pode ser perdoado, e um miserável pode encontrar o caminho da prosperidade.
A Igreja é uma instituição que sempre sustentou os pilares da família tal como foi concebida na Bíblia Sagrada: “E deixará o moço a casa de seu pai e de sua mãe e unir-se-á a sua mulher”. A família é a única sociedade do mundo onde pode o amor ser compartilhado e perpetuado pelo abraço de uma mãe e a segurança dos braços de um pai. O milagre da concepção só pode acontecer pela existência de homem e mulher. O resto é estéril.
A esquerda em todo mundo luta tenazmente para desestruturar a família. Por que será? Sem o berço familiar homens e mulheres perdem as referências e se tornam como animais sem rumo. Animais podem ser domesticados, homens lives não. Animais podem ser tangidos, maltratados e feridos; homens lutam para conservar a liberdade. Com o tempo os animais se afeiçoam a seus algozes e passam a crer que eles são seus donos. Homens com noção de liberdade nunca vão aceitar o mal. Mas quando um ser nasce e cresce em ambiente familiar cristão, ele será um homem ou uma mulher livre que anda com a cabeça erguida.

A Família e a Igreja são instituições de Deus

Que ninguém se engane. Há muitos ímpios por aí convidando pastores e deputados crentes para se reunir na rodas dos escarnecedores.  Enturmar-se com essa gente pode trazer um perigo mortal. São eles que buscam a desestruturação familiar, fazendo publicidade de que isso é a modernidade. Diante da plateia procuram distância dos evangélicos, mas procuram sua companhia quando ninguém está vendo.
A Bíblia não deixa isso por menos no Salmo 1:
1 BEM-AVENTURADO o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.
2 Antes tem o seu prazer na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite.
3 Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto no seu tempo; as suas folhas não cairão, e tudo quanto fizer prosperará.
4 Não são assim os ímpios; mas são como a moinha que o vento espalha.
5 Por isso os ímpios não subsistirão no juízo, nem os pecadores na congregação dos justos.
6 Porque o SENHOR conhece o caminho dos justos; porém o caminho dos ímpios perecerá.
Divulgação: www.juliosevero.com
Leitura recomendada:

7 comentários :

Trindade disse...

Olá Júlio;
Concordo com quase todo o texto, só não concordo que as bandeiras da esquerda sejam todas as elencadas pelo escriba, pois NÃO SÃO BANDEIRA DA ESQUERDA O CASAMENTO GAY E O ABORTO, porque digo isso? Digo baseado em fatos, basta observar nos países dominados pela esquerda que essas nunca foram “bandeiras” dos tais governos, pois eles usam o aborto seletivamente como ocorre na China, mas os gays lá são duramente controlados e não são autorizados a se manifestar.
Porque levanto esse tema? Levanto porque se a esquerda brasileira ver que as defesas do “casamento” gay e a descriminalização do aborto estiverem atrapalhando seus planos de poder eles abandonam tais bandeiras, como ocorreu nas eleições de 2010 e agora na CDHM da Câmara Federal; Por isso meus caros, não se assustem se amanhã essa esquerda que vemos ai passarem a defender valores cristãos, pois para eles o que interessa é o poder, e em seus governos os valores que nós prezamos não tem valor nenhum, mas para chegarem ao poder eles usam as ferramentas que melhor lhe convier.
A melhor arma para combater o sindicalismo gay e as feministas é esta: Pergunte porque em países democráticos as esquerdas defendem tanto o “casamento” gay e a descriminalização do aborto e nos países governados pela esquerda esses temas são até punidos? Essa pergunta certamente os calaria, pois só tem uma resposta: Esse é o Marxismo Cultural em ação, ou seja, a destruição dos valores cristãos e depois o caos, após o caos resta ao governo esquerdista substituir os valores anteriores existes pelos valores do Estado que ocuparia toda individualidade, inclusive a espiritual, portanto cuidado cristãos com o verdadeiro “ovo da serpente”.

Marcio disse...

E muita gente ainda não enxergou isso(ou não quer enxergar)e destila todo o seu ódio antiscristão.

Tempos difíceis esses...

George disse...

Amigo Trindade,

Se o diabo se mostrasse como ele realmente é, ninguém jamais iria querer aproximação com ele. Mas ele sempre se apresenta como anjo de luz, para enganar os que não estão firmes na Palavra de Deus. É como bem disse o apóstolo Paulo:

"E não vos admireis disto, já que o próprio Satanás insiste em se transformar em anjo de luz. Não é muito, portanto, que os seus ministros apareçam como ministros da justiça; e o fim deles será segundo as suas obras" (2 Coríntios 11:14–15)

Marxismo, esquerdismo, comunismo e socialismo (e outras variações) são invenções do diabo. E essas mesmas ideologias têm diversos objetivos em comum:

– Destruir a família;

– Eliminar todos os valores morais e os bons princípios;

– Legalizar o aborto;

– Destruir a fé cristã;

– Corromper (ou destruir) as igrejas;

– Promover o homossexualismo, a pedofilia e outras aberrações;

– Aprovar a eutanásia;

– Usar a tirania (ou a ditadura) para permanecer no poder, sempre com o argumento mentiroso de ajudar os pobres e necessitados;

– Eliminar todos os opositores do socialismo;

– Impor a idéia de que todos devem ser submissos somente ao Estado (ou melhor, que o Estado deve substituir Deus em todas as áreas da vida humana).

Estas ideologias usam um jogo de palavras tão sutil (compaixão, ajuda aos necessitados, e outros termos semelhantes) que conseguem enganar facilmente muitas pessoas (principalmente aquelas que não têm conscientização política)! Daí a razão de muitos partidos esquerdistas (PT, PC do B, PV, PSOL e outros semelhantes) estarem no poder em quase toda eleição!

Se essas ideologias diabólicas (e também as teologias corrompidas como Missão Integral, Prosperidade e Libertação) contaminaram o nosso sistema educacional (e também as nossas igrejas e nossos seminários), foi devido à negligência dos servos de Deus (que se deixaram seduzir pelos enganos do diabo). Toda e qualquer filosofia, ideologia ou teologia tem que ser obrigatoriamente testada e aprovada pela Palavra de Deus (para saber se é verdadeira ou não). Foi como disse o apóstolo Paulo:

"Porque nada podemos contra a verdade, senão pela verdade" (2 Coríntios 13:8)

Eu prefiro ficar com a Palavra de Deus, porque somente ela tem todas as respostas que eu preciso! Não confio em nada que venha do homem. Novamente o apóstolo Paulo se manifesta:

"Seja Deus verdadeiro e todo homem mentiroso" (Romanos 3:4)

Será que eu estou certo neste meu ponto de vista? Gostaria de saber as opiniões de todos.

Trindade disse...

Olá Júlio;
Amigo George você esta certissimo em seu comentário; Mas os esclarecidos como a maioria dos leitores do JS deve alertar aos familiares, amigos e conhecidos, porque a verdade é o próprio Jesus e por isso já venceu a mentira.

Splanchnizomai abraçando o amanhã. disse...

Amado irmão George! Você não só está certo como está também cheio do Espírito Santo! Aleluia!
Rosângela

Lino disse...

Respondendo ao George, ao Trindade e à Rosângela,

Em 1913, Lênin (ditador socialista) escreveu o "Decálogo". Trata-se de um documento contendo 10 itens que apresentam ações táticas para a tomada do poder. Este mesmo documento é a cartilha de como o PT (e outros partidos esquerdistas) realmente agem nos bastidores (qualquer semelhança com os dias de hoje não é mera coincidência! É pura realidade)!

Vejamos o que diz o tal "Decálogo":

1 – Corrompa a juventude e dê a ela total liberdade sexual;

2 – Procure se infiltrar nos meios de comunicação de massa, e depois controle todos eles;

3 – Divida a população em grupos antagônicos, incitando-os a promover discussões sobre assuntos sociais;

4 – Destrua a confiança do povo em seus líderes. Faça com que eles fiquem com a imagem denegrida perante a opinião pública;

5 – Fale sempre sobre democracia e em Estado de Direito; mas assim que puder (e tão logo haja a primeira oportunidade), assuma o poder sem nenhum escrúpulo;

6 – Colabore para o esbanjamento do dinheiro público; coloque em descrédito a imagem do País (principalmente no exterior), e provoque o pânico e o caos na população por meio da inflação;

7 – Promova greves, mesmo ilegais, nas indústrias vitais do País;

8 – Provoque distúrbios sociais e contribua para que as autoridades constituídas não as proíbam;

9 – Contribua para a destruição dos valores morais, da honestidade e da crença nas promessas dos governantes. Nossos parlamentares infiltrados nos partidos democráticos devem acusar os não–comunistas, obrigando-os, sem pena de expô-los ao ridículo, a votar somente no que for de interesse da causa socialista;

10 – Procure catalogar todos aqueles que possuem armas de fogo, para que elas sejam confiscadas no momento oportuno, tornando, deste modo, que seja impossível oferecer qualquer resistência à nossa causa.

Anexo ao mesmo "Decálogo", tem mais um outro documento intitulado "Os 10 princípios da esquerda". Vejamos quais são estes princípios:

1 – Os esquerdistas crêem que não existe moral. Na verdade, os esquerdistas crêem apenas na moral que for favorável a eles mesmos, isto é, "não roubar" vale somente para os outros (mas os esquerdistas podem roubar à vontade para si próprios e para aqueles que os ajudam);

2 – Os esquerdistas promovem o anti–convencional, violentam os costumes e preferem a descontinuidade. Não gostam de seguir certas regras diferentes das que eles mesmos criam;

3 – Os esquerdistas derrubam tudo que seja pré–estabelecido. São, por natureza, contra todo e qualquer sistema padronizado (que contém princípios já determinados há muito tempo);

4 – Os esquerdistas agem com imprudência e irresponsabilidade, não importando quais prejuízos venham a causar aos que estão sob seu comando;

5 – Os esquerdistas desejam a uniformidade universal: todo mundo igual (exceto eles, quando estão no poder usufruindo dos privilégios);

6 – Os esquerdistas não se impõem limites e acreditam que podem melhorar, aperfeiçoar e acabar com as imperfeições de tudo, inclusive do próprio ser humano. Para fazer uma omelete, é preciso quebrar os ovos (mas eles partem para quebrar todos os ovos, mesmo que não consigam fazer omelete alguma);

7 – Os esquerdistas são contra a liberdade e a propriedade privada. Preferem a escravidão, embora a chamem, de maneira sutil, por outros nomes: igualdade, responsabilidade social, justiça social, senso de coletividade, etc;

8 – Os esquerdistas impõem coletivismo forçado. Tudo deve ser de todos (mas desde que seja sob controle total do Estado);

9 – Os esquerdistas desejam o poder desmedido e a liberação de todas as paixões humanas (marxismo clássico e marxismo cultural);

10 – Os esquerdistas não querem estabilidade: pregam a revolução perpétua. Dizem promover a paz, mas são os maiores incentivadores de todas as guerras e lutas armadas.

Diante disso que foi mostrado aqui, eu pergunto a todos: alguém ainda tem mais alguma dúvida das reais intenções do governo do PT (e de outros partidos com a mesma agenda política)?

ÉLQUISSON disse...

O comentário do Lino retrata fielmente o "modus operandi" do PT e dos demais partidos esquerdistas.

Eu diria mais: estes 2 documentos (o "Decálogo" e "Os 10 princípios da esquerda") poderiam ser resumidos num só:

"COMO ENGANAR O POVO EM TODA ELEIÇÃO PARA PERMANECER SEMPRE NO PODER"

Devido à podridão da nossa política, este título é mais do que apropriado!

Alguns dos possíveis pontos do mesmo documento seriam estes (vou citar somente 3 a título de ilustração):

1 – USE A MENTIRA DURANTE AS CAMPANHAS ELEITORAIS. FINJA SER A FAVOR DA VERDADE, MAS, QUANDO FOR ELEITO, MOSTRE SUAS VERDADEIRAS INTENÇÕES;

Um bom exemplo disso foi a eleição de Dilma. Na campanha presidencial, ela corria forte risco de não se eleger por ter se manifestado favorável ao aborto. Sabendo que a população brasileira (e o segmento evangélico) são contra o aborto, ela se comprometeu (inclusive assinando um documento em público) em não legalizar o aborto. Todos acreditaram nessa mentira dela.

E o que aconteceu depois? Quando ela foi eleita, o aborto anencefálico foi legalizado (contando também com uma "mãozinha" do STF para isso)! Não é esta uma prova mais do que evidente de que Dilma (que é do PT, um partido genuinamente esquerdista) mentiu somente com a intenção de ser eleita? Não só ela, mas também todo e qualquer político esquerdista faria a mesmíssima coisa nas campanhas eleitorais (disso eu tenho plena e absoluta certeza)!

2 – DEMONSTRE SEMPRE TER COMPAIXÃO PELOS POBRES E OPRIMIDOS. DÊ A ELES QUALQUER AJUDA (OU ASSISTENCIALISMO) PARA PASSAR A TODOS A IMAGEM DE HUMANISTA PERANTE O PÚBLICO. COM ISSO, AS VITÓRIAS NAS ELEIÇÕES ESTARÃO SEMPRE GARANTIDAS;

Para que melhor exemplo de assistencialismo eleitoreiro do que o Bolsa–Família? Tem gente que ainda tem a cara de pau de dizer: "Se o governo me ajuda com o Bolsa–Família (ou outro benefício), por que eu vou votar contra esse mesmo governo?" É como aquela máxima do antigo Império Romano: "Dai pão e circo ao povo, que o Império sobrevive".

Em outras palavras: a política assistencialista humanista é uma arma infalível dos esquerdistas para ganhar votos (só não entende, não enxerga, e não aceita isso quem não quer)!

3 – INVENTE NOVOS TERMOS, PARA PROTEGER OU FAVORECER DETERMINADOS GRUPOS SOCIAIS QUE SE SENTEM INJUSTIÇADOS. USE SEMPRE A MESMA LINGUAGEM PARA PERMANECER NO PODER.

Neste ponto, os homossexuais são os maiores privilegiados. Certos termos são utilizados por eles como forma de "defesa de direitos". Por exemplo: "fundamentalista" é todo aquele que obedece somente à Palavra de Deus (e não tolera o pecado); "homofóbico" é quem se manifesta contra o homossexualismo (ou quem agride ou mata homossexuais); "respeito à diversidade" significa aceitar o homossexualismo como algo normal.

No caso do governo, "democracia" significa somente o que for favorável ao partido que estiver no poder (no caso, o PT); "factóide" é qualquer notícia que não deve ser publicada, sob pena de arranhar a imagem do PT (ou de outros partidos esquerdistas); "intriga da oposição" é a explicação dada para todos os erros, desmandos, e mentiras ditas pelo PT durante a campanha eleitoral; "politicamente correto" é o mesmo que dizer que "o PT está sempre certo, e os opositores estão totalmente errados"

Eu pergunto a todos daqui: não é exatamente assim que o PT e os demais partidos esquerdistas realmente agem?