18 de dezembro de 2012

Sacrilégio gay: Maior Bíblia protestante do mundo é gayzificada


Sacrilégio gay: Maior Bíblia protestante do mundo é gayzificada

Julio Severo
Ativistas gays acabam de lançar a Bíblia “Rainha James”, criada especialmente, conforme divulgaram seus autores, para “impedir interpretações homofóbicas da Palavra de Deus”.
A Bíblia “Rainha James” é uma distorção da famosa Bíblia do Rei James, que tem sido, durante mais de 400 anos, o mais importante documento de língua inglesa. Mas não está resistindo aos sacrilégios do século 21.
De acordo com seus autores homossexuais, Deus nunca teve a intenção de condenar ou chamar de pecado as relações sexuais entre homens. Para eles, tal condenação veio da mente de homens que “corromperam” o significado real da Bíblia.
Quando apresenta versículos sobre o pecado homossexual, a Bíblia “Rainha James” modifica o sentido de modo que os leitores tenham uma compreensão alinhada com a chamada teologia gay. Essas modificações são claramente condenadas por Deus.
Quando Deus entregou a Moisés a Lei, a ordem foi clara, de acordo com a versão do Rei James em português:
“Portanto, aplica-te a pôr em prática tudo o que eu te ordeno. Nada acrescentarás e nada tirarás da Lei”. (Deuteronômio 12:32 KJA)
A mesma versão do Rei James diz:
“Nada acrescentareis ao que eu passo a vos ordenar, e nada tirareis também”. (Deuteronômio 4:2 KJA)
O que a Bíblia King James (Rei James) diz em português que a Bíblia Rainha James precisou amputar e mutilar?
“O homem que se deitar com outro homem como se fosse uma mulher, ambos cometeram uma abominação, deverão morrer, e seu sangue cairá sobre eles.” (Levítico 20:13 KJA)
A versão Rainha James considera como “antiquada” essa passagem, traduzindo-a como:
“Se um homem se deitar com outro homem no templo de Moloque como se deita com uma mulher, ambos cometeram uma abominação, deverão morrer, e seu sangue cairá sobre eles.” (Levítico 20:13 Bíblia Rainha James)
A Bíblia gay ensina que o ato homossexual só é pecado se for praticado dentro do templo de Moloque, um deus pagão que, a semelhança dos abortistas de hoje, exigia o sacrifício de bebês. Presumivelmente, se o ato gay for praticado dentro de uma igreja cristã, não é pecado, para eles.
A Bíblia do Rei James também condena o homossexualismo no Novo Testamento:
“Não sabeis que os injustos não herdarão o Reino de Deus? Não vos deixem enganar: nem imorais, nem idólatras, nem adúlteros, nem os que se entregam a práticas homossexuais de qualquer espécie, nem ladrões, nem avarentos, nem viciados em álcool ou outras drogas, nem caluniadores, nem estelionatários herdarão o Reino de Deus.” (1 Coríntios 6:9-10 KJA)
Contudo, os autores da Bíblia Rainha James refutam isso dizendo: “Interpretadores antigay da Bíblia acreditam que ‘práticas homossexuais de qualquer espécie’ em 1 Coríntios 6:9 se referem aos homossexuais, e portanto que os homossexuais estão no mesmo nível de todas as outras pessoas más do versículo que não herdarão o reino de Deus.”
Assim, a Bíblia gay diz:
“Não sabeis que os injustos não herdarão o Reino de Deus? Não vos deixem enganar: nem fornicadores, nem idólatras, nem adúlteros, nem indivíduos moralmente fracos, nem promíscuos, nem ladrões, nem avarentos, nem beberrões, nem caluniadores, nem estelionatários herdarão o reino de Deus.” (1 Coríntios 6:9-10 Bíblia Rainha James)
A desculpa dos ativistas gays para corromper a maior Bíblia protestante do mundo é que o Rei James, que patrocinou a tradução original monumental 400 anos atrás, era gay — embora, é claro, o Rei James da Inglaterra não seja a única vítima dos ativistas gays. O Apóstolo João, o Rei Davi e o próprio Jesus Cristo são às vezes retratados como homossexuais por teólogos gays.
Os governantes dos EUA e da Inglaterra jamais permitiriam tal profanação 400, 300, 200 ou 100 anos atrás. Mas a decadência nesses países protestantes é inegável.
Semana passada, um torcedor foi expulso de uma partida de futebol na Inglaterra. O motivo da expulsão foi que sua barba o tornava parecido com Jesus Cristo. O homem, que não era cristão, foi escoltado até um bar próximo, para ficar longe do estádio.
A Inglaterra, que no passado era uma potência protestante, hoje é uma potência anticristã impondo em seu país e nos outros países o imperialismo cultural gay.
Eu estava viajando, anos atrás, de ônibus com um cidadão inglês e, todo animado, perguntei-lhe o que ele achava do aniversário de 400 anos da Bíblia do Rei James, especialmente considerando o fato de que essa Bíblia se originou na Inglaterra. Mesmo que ele não fosse cristão, qualquer cidadão inglês deveria estar ciente do fato de que a Bíblia do Rei James é, de longe, o mais importante documento de língua inglesa. Mas a reação dele à minha pergunta foi como se ele tivesse ouvido um horrível palavrão.
A Inglaterra não está somente expulsando aparências cristãs de estádios. Está expulsando de sua própria cultura e vida nacional, provocando verdadeiro ódio a tudo o que se pareça com Jesus Cristo.
Enquanto isso, as portas, na Inglaterra e nos EUA, estão abertas para gays imorais imitarem debochadamente de Jesus Cristo, até mesmo com versões da Bíblia santificando práticas nojentas e imundas.
Em contraste, Maomé é a figura religiosa mais sagrada da sociedade inglesa, e nenhum ativista gay se atreveria a criar uma versão gay do Corão. Eles nem sonham em cometer sacrilégios contra os muçulmanos e suas tradições e livros sagrados.
O caso dos cristãos é totalmente diferente. Se os cristãos da Inglaterra tentarem insinuar que a Bíblia do Rei James sofreu sacrilégio, os ativistas gays os acusarão de “homofobia”.
Peter Tatchell, um dos mais proeminentes promotores do homossexualismo na Inglaterra, advertiu contra a criminalização das opiniões cristãs. Tatchell, politicamente um libertário, escrevendo numa coluna no noticiário Pink News, a principal fonte homossexual de notícias da Inglaterra, se referiu ao caso em que Dale Mcalpine, um pregador cristão que prega nas ruas, foi preso por expressar sua opinião religiosa de que os atos homossexuais são pecado.
Tatchell comparou a prisão de Mcalpine com os discursos de extremistas islâmicos na Inglaterra que “defendem o assassinato de indivíduos gays e mulheres ‘não castas’” e estão “mais e mais jogando ódio e insultos nos judeus”. Tatchell relata que quando ele organizou um contraprotesto num comício de aproximadamente 6 mil extremistas islâmicos, a reação foi imediata: os muçulmanos ameaçaram de morte o grupo homossexual.
Em seguida, a polícia veio e prendeu — não os que ameaçaram os homossexuais. A polícia prendeu somente os homossexuais que perturbaram o comício islâmico!
Isto é, quando os cristãos pregam a Bíblia ou reclamam dos sacrilégios gays à Bíblia, a polícia prende os cristãos para atender aos ativistas gays. Mas quando os ativistas gays, num país com tradição cristã como a Inglaterra, protestam contra um comício de milhares de islâmicos que pedem a morte de homossexuais, quem vai preso são os homossexuais!
O que os cristãos deveriam fazer para ganhar da mídia ocidental o mesmo respeito que ganham os ativistas gays e os militantes islâmicos?
Leitura recomendada:

13 comentários :

PRESBÍTERO VALDOMIRO disse...

Um certo pregador, uma vez, disse uma coisa muito certa:

"Ou a Bíblia me afasta do pecado, ou o pecado me afastará da Bíblia"

Em outras palavras: ou o pessoa se arrepende de seus pecados (e passa a obedecer à Palavra de Deus), ou essa mesma pessoa dará ouvidos ao diabo e viverá somente no pecado (desprezando a obediência à Palavra de Deus).

No caso, os homossexuais querem, a todo e qualquer custo, justificar um pecado condenado pela Bíblia. É querer "adaptar" a Palavra de Deus para as suas próprias conveniências, ou melhor, é querer transformar o errado em certo. É como bem disse o profeta Isaías:

"Ai daqueles que ao mal chamam bem, e ao bem mal; que fazem da luz trevas, e das trevas luz; que fazem do amargo doce, e do doce amargo" (Isaías 5:20)

Os homossexuais, para acharem uma justificativa para o seu comportamento, agem basicamente de 2 modos:

– Utilizam argumentos que favoreçam a interpretação bíblica de acordo com suas próprias conveniências. Eis aqui um argumento falacioso muito utilizado por eles:

"O protestantismo tem como um de seus princípios fundamentais a liberdade religiosa para interpretar a Bíblia. Lutero, que foi um dos grandes nomes da Reforma Protestante, disse, ao escrever ao Papa, que 'não se submeteria a nenhum homem para entender as verdades da Palavra de Deus'. Graças a essa liberdade, ficamos livres do jugo do catolicismo (o qual dizia que só o Papa tinha o poder de interpretar corretamente a Palavra de Deus). Isso fez com que a democracia criada pelo protestantismo permitisse a qualquer pessoa ter plena liberdade para interpretar as Sagradas Escrituras por si só (sem depender de ninguém)"

É justamente aqui o ponto chave deste argumento (e que os homossexuais querem que aceitemos): que cada interpretação é de um jeito. Só que liberdade de interpretação da Palavra de Deus não significa multiplicidade de significados, ou melhor, não quer dizer que todo e qualquer entendimento seja totalmente verdadeiro (ou aceitável). O verdadeiro e único entendimento da Palavra de Deus é dado somente pelo Espírito Santo. Tanto que Jesus disse:

"Mas o Consolador, o Espírito Santo, que é Aquele a quem o Pai enviará em Meu nome, Ele vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo o que Eu vos tenho dito (na Palavra de Deus)" (João 14:26, o parêntese é meu)

– Utilizam textos bíblicos isolados (ou tirados do verdadeiro contexto) para justificar o seu pecado. Um dos textos preferidos dos homossexuais é este:

"Angustiado estou por ti, meu irmão Jônatas; quão amabilíssimo me eras! Teu amor me era mais precioso do que o amor de todas as mulheres" (2 Samuel 1:26)

Com base neste texto, eles insinuam que Davi e Jônatas tinham um caso homossexual! A mesma coisa é com outros textos (como Rute e Noemi, e o capítulo 4 de Eclesiastes). E chegam ao absurdo de dizer que Jesus e o apóstolo João tinham um caso entre si (só porque João se recostou no peito de Jesus)!

Os homossexuais enxergam perversão onde só existe amizade sincera! Confundem amizade com homossexualismo. Deturpam o verdadeiro significado de amor. Enxergam somente o erotismo em certos relacionamentos.

A verdade é que os homossexuais querem que a Palavra de Deus seja favorável aos seus pecados. Preferem interpretar a Palavra de Deus ao seu bel–prazer ao invés de se converterem. Só que isso, ao invés de livrá-los do castigo eterno, produz o efeito contrário: gera mais e mais culpa diante de Deus!

Uma coisa é certa: um dia, todos os homossexuais estarão diante de Jesus para serem julgados! Será que eles estarão pronto para este mesmo dia?

Encerro minha mensagem com 2 versículos para a reflexão de todos (inclusive os homossexuais):

"Cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus" (Romanos 14:12)

"Não erreis: Deus não Se deixa escarnecer; porque tudo que o homem semear, isso ele também ceifará" (Gálatas 6:7)

Anônimo disse...

Para os homossexuais que querem modificar a Palavra de Deus para as suas próprias conveniências, aqui vai uma advertência muito séria de Jesus:

"E a todo aquele que ouve as palavras da profecia deste livro, Eu testifico: se alguém lhes acrescentar alguma coisa, Deus fará vir sobre ele as pragas que estão escritas neste livro; E se alguém tirar qualquer palavra do livro desta profecia, Deus tirará a sua parte do livro da vida, da cidade santa, e das coisas que estão escritas neste livro" (Apocalipse 22:18–19)

Anônimo disse...

Anônimo disse...
Para os homossexuais que querem modificar a Palavra de Deus para as suas próprias conveniências, aqui vai uma advertência muito séria de Jesus:

"E a todo aquele que ouve as palavras da profecia deste livro, Eu testifico: se alguém lhes acrescentar alguma coisa, Deus fará vir sobre ele as pragas que estão escritas neste livro; E se alguém tirar qualquer palavra do livro desta profecia, Deus tirará a sua parte do livro da vida, da cidade santa, e das coisas que estão escritas neste livro" (Apocalipse 22:18–19) (2)
----------------------------------
Essa turma quer continuar na REBELDIA CONTRA DEUS e agora ficam tirando e reescrevendo que não se pode fazer nenhum ser humano na face da terra pode fazer isso o QUE DEUS ESCREVEU NO LIVRO DA VIDA NÃO MUDARÁ AS PALAVRAS DE JESUS CRISTO ENFÁTICO PASSAM CÉUS E TERRA MAIS A MINHAS PALAVRAS NÃO HÃO DE PASSAR DIZ O SENHOR DEUS A BÍBLIA SAGRADA NÃO PODE SER MEXIDA DE FORMA ALGUMA.
Eles querem continuar no pecado e não se arrepender Deus é cavalheiro por isso dá lívre arbítrio ao ser humano não força ngm a mudar, converter e segui-lo.
Agora não vêm mexer na palavra de Deus para justificar a sua vida de pecado não mesmo porque Deus repito não muda o que ele diz na palavra DELE que é pecado é pecado ponto final a parte do ser humano ou ele CRÊ e passa OBEDECER o que Deus ou não a decisão está nas mãos do ser humano escolha da vida ou da morte espiritual amém.

Ester!!!!!

Dom Rafael disse...

Irmãos, não dá: isso tudo está escrito! contuemos a lutar, sim, pois é nosso dever e é o que o Espírito do Senhor dentro de nós nos faz fazer, mas não esperemos que o mundo munde, não.
Não nos esqueçamos que essa pode ser A Apostasia, que está escrito em 2 Tessalonicenses. E que "Quando, poderém, vier o Filho do Homem, por acaso achará fé na terra?".
Irmãos, isso tudo está escrito!
Vamos orar, ler a Bíblia, jejuar (eu preciso jejuar! rs) para que possamos ficar de pé no Dia do Senhor Jesus, como está escrito nos Evangelhos. Que possamos estar sempre atentos (vigilantes), pois, ao que se parece, o fim está próximo, "as portas".
Shalom ve Chachmah e que O nosso Pai nos fortaleça para que possamos persevar com paciência, termos sempre humildade para que possamos, sempre, reconhecer quando pecarmos, para não cairmos em apostasia!

"Tenham cuidado, para que os seus corações não fiquem carregados de libertinagem, bebedeira e ansiedades da vida, e aquele dia venha sobre vocês inesperadamente.
Lucas 21:34.

Jorge Bay disse...

Vejam só que absurda mais esta abominação dos militantes gays. Estão brincando com fogo. Se não se arrependerem o juízo sobre eles será pesado. A Bíblia é clara quando afirma que Deus não se deixa escarnecer e que tudo que o homem semear isso ele colherá.

Obs. Tentei postar esta matéria na minha página do Facebook com o comentário acima mas não me foi permitido fazê-lo. Apareceu o seguinte: "Não foi possível publicar no mural"
Não vejo outro motivo para isso acontecer, a não ser uma censura do próprio Facebook quando se trata de denúncias das abominaçãoes da militância gay. Tentei postar a matéria mesmo sem comentário e mesmo assim não consegui. Enfim, já sabemos que isso anda acontecendo. Um abraço aos irmãos!

Ana Maria R. Silva disse...


Como eu disse antes há algum tempo: Como que os homossexuais vão respeitar as coisas e as outras pessoas se não respeitam nem a própria alma e o próprio corpo? E vale de tudo pra expor suas finalidades, até mesmo destruir a credibilidade e a moral de um cara que tá morto há mais de uns 400 anos!

É lamentável que mentes tão criativas trabalhem para o mal. É lamentável ver pessoas fazendo o trabalho do próprio coisa ruim.

Ben Adonay disse...

Julio Severo.

Gostaria de fazer uma obs aqui. Na Escritura não tem saída por mais que mexam pra lá e pra cá mesmo que não existisse nem uma única passagem em toda Bíblia que condenasse ao homossexualismo, mesmo assim ele ainda não seria bíblicamente aceitável.


O motivo disso é que a Escritura Sacra só considera o casamento entre homem e mulher e também só considera legitimas as relações sexuais no matrimônio!

Deus uniu o homem e uma mulher. Mas nunca mulher com mulher nem homem com homem.

Então basta o relato do Gênesis sobre a instituição do Matrimônio, as palavras do Senhor Jesus sobre o divórcio e o conselho de Paulo de que por causa da fornicação cada mulher deve ter seu próprio marido e cada homem a sua própria esposa!

Game over!

A Bíblia também não cita diretamente o cigarro, a heroína ou o crack. Quer dizer que são aceitáveis aos cristãos? Claro que não, pois a Bíblia nos ensina a viver por princípios, não precisamos de leis detalhadas para cada caso, o príncipio para o sexo e o casamento em si já renega todo homossexualismo, bestialidade e todo mais que fuja do matrimônio conforme está exposto na Criação da Família em GE^n Cap 2.

Anônimo disse...

Gostaria de ver a " Turma do Arco-Iris " criar um Alcorão " gay " ! Rsrs

Anônimo disse...

tudo bem, isso me da mais forcas para lutar contra os ativistas homosexuais, podem manipularem a biblia, e etc, essa biblia sera IGNORADA por todas as pessoas serias, eles so fizeram isos mas nos ofender, eles sao cristofobicos.

mas guanto a mim, minha posicao referente a esses atvistas gays ganha mais impeto, pois eles realmente estao resolvidos a nos insultar, nos menosprezar.

Se um cristao faz coisa parecida aos gays, lixam eles, mas ativistas gays nos insultam e anda acontece, isso porque eles estao se sentindo confiantes, pois tem apoio da midia e na populacao cabeca fraca.

Precisamos dar uma resposta firme, eficaz, forte contra essa corja, doentes mentais.

Vou aprender fazer videos, vou postar diversos em sites como youtube, ridiculaizando essa corja.

ÉLQUISSON disse...

Amada irmã Ester,

Você está certíssima no seu comentário (concordo com você em gênero, número e grau).

Não só eu assino embaixo de tudo o que você disse, como eu ainda acrescentaria o seguinte: a lei de Deus é soberana, eterna e imutável (nunca poderá ser mudada por nada, e nem por ninguém). Para Deus, pecado (seja qual for, inclusive o homossexualismo) é pecado sempre (e ponto final).

A lei de Deus nunca irá se sujeitar (ou "se adaptar") aos tempos modernos ou ao "politicamente correto" do governo, dos homossexuais, dos abortistas, dos falsos profetas, dos pastores progressistas, dos esquerdistas, comunistas, marxistas, socialistas, e dos falsos evangelhos. A lei de Deus não foi feita para agradar aos homens (e nunca irá se sujeitar a homem nenhum). A respeito da lei de Deus, Jesus foi taxativo:

"Não penseis que vim revogar a lei ou os profetas; não vim para revogar, mas para cumprir. Pois em verdade Eu vos digo que, até que passem os Céus e a Terra, nenhum i ou til jamais passará da lei, sem que tudo se cumpra" (Mateus 5:17–18)

De uma coisa eu tenho plena e absoluta certeza: Jesus voltará um dia para julgar a todos (inclusive os homossexuais e seus cúmplices). O próprio Jesus garantiu:

"Não seles as palavras da profecia deste livro, pois o tempo está próximo. Quem é injusto, faça injustiça ainda; e quem está sujo, que se suje ainda mais; e quem for justo, procure se manter justo; e quem é santo, continue a se santificar. Eis que Eu venho sem demora, e tenho Comigo o Meu galardão, para dar a cada um segundo a sua obra. Eu sou o Alfa e o Ômega, o Princípio e o Fim, o Primeiro e o Derradeiro. Bem–aventurados aqueles que lavam as suas vestes no sangue do Cordeiro, para que possam ter direito à árvore da vida e para que entrem na cidade pelas portas. Ficarão de fora os cães, os feiticeiros, os idólatras, os homicidas, os que se prostituem, e todo aquele que ama e pratica a mentira. Eu, Jesus, enviei o Meu anjo para vos testificar estas coisas nas igrejas; Eu sou a raiz e a geração de Davi, a resplandecente estrela da manhã" (Apocalipse 22:10–16)

Já preguei o evangelho para muitos homossexuais. Mas, como quase sempre acontece na maioria das vezes, eles não me deram ouvidos. Muitos me xingaram de fundamentalista, homofóbico, preconceituoso (e de outros nomes feios que eu nem vou publicar aqui, por uma questão de educação), enfim, me insultaram de tudo quanto é jeito.

Só sei de uma coisa: eu já fiz a minha parte (que é pregar contra o pecado). Estou com a minha consciência tranqüila (até porque eu já cumpri o meu dever de cristão). Se, mesmo assim, esses homossexuais não quiserem se converter, é problema única e exclusivamente deles. No dia do juízo final, será cada um por si diante de Deus na hora de prestar contas. É como alertou o apóstolo Paulo:

"Cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus" (Romanos 14:12)

Se os homossexuais e seus cúmplices quiserem ver para crer, depois não vai ter desculpa de falta de aviso!

Anderson Fortaleza disse...

É muito melhor assim! Quem quiser ser enganado compra lá a Bíblia Gay e vai ler, quem quiser seguir a verdade leia a Bíblia original escrita pelos profetas e apóstolos. Está ótima a separação.

.¸¸.♥ Biα ♥.¸¸. disse...

O homossexualismo nada mais é do que um "espírito" que está na pessoa, nunca foi e nem nunca será uma doença. E esse "espírito" vai multiplicando esse mal e cada dia se prolifera passando de um para o outro.

"Mas os homens maus e enganadores irão de mal para pior , enganando e sendo enganados.
Tu , porém , permanece naquilo que aprendeste , e de que foste inteirado , sabendo de quem o tens aprendido,
E que desde a tua meninice sabes as sagradas Escrituras , que podem fazer-te sábio para a salvação , pela fé que há em Cristo Jesus.
Toda a Escritura é divinamente inspirada , e proveitosa para ensinar , para redargüir , para corrigir , para instruir em justiça;
Para que o homem de Deus seja perfeito , e perfeitamente instruído para toda a boa obra."
2 Timóteo 3:13-17

George disse...

Do jeito que a imoralidade e o pecado já contaminaram o mundo inteiro (e do jeito que o homossexualismo e outras depravações estão sendo escancaradamente divulgadas e incentivadas), estamos inevitavelmente caminhando a passos largos para o mesmo destino final de Sodoma e Gomorra.

Pode ser que eu esteja enganado (me corrijam se eu estiver errado), mas, de acordo com as profecias da Palavra de Deus, o cálice da iniqüidade humana está ficando mais cheio a cada dia que passa. E vai chegar um momento em que esse mesmo cálice fatalmente vai transbordar. E quando isso acontecer, aí não vai ter mais jeito: a paciência de Deus vai chegar ao fim e Ele, inevitavelmente, vai entrar em ação para dar um basta na maldade humana!

Neste mesmo dia, Jesus voltará. E desta vez Ele virá não mais como o frágil Cordeiro a ser oferecido em sacrifício pelos nossos pecados, mas agora como o Soberano Juiz para julgar a tudo e a todos!

E uma coisa é certa: os homossexuais (e também os seus cúmplices) que não se arrependerem agora de suas nojeiras vão conhecer (e também sentir) todo o rigor da lei de Deus contra o pecado quando estiverem diante de Jesus!

Será que esses homossexuais (e seus comparsas) querem ver para crer? Ou eles estão duvidando da justiça de Deus?

Se, mesmo depois deste aviso, eles não quiserem se arrepender, então que eles mesmos encham o cálice da sua própria iniqüidade! Que bebam da ira do Senhor (e estejam prontos para sofrerem as conseqüências)!

"Não erreis: Deus não Se deixa escarnecer; porque tudo que o homem semear, isso ele também ceifará" (Gálatas 6:7)