3 de dezembro de 2012

Imperialismo cultural: a agenda de direitos sexuais


Imperialismo cultural: a agenda de direitos sexuais

Julio Severo
É com grande alegria que disponibilizo para o público de língua portuguesa o vídeo “Imperialismo cultural: a agenda de direitos sexuais.” A versão em português deste importante documentário foi feita possível graças a Family Watch International, e mais especificamente à sua diretora, Sharon Slater, por terem graciosamente concedido a mim permissão para a tradução, legendação e divulgação do vídeo.

Para assistir à versão completa do documentário, siga este link: http://youtu.be/HbjAFUGQ3Xg

Para assistir à versão trailer, siga este link: http://youtu.be/lHTVITx5k9k
“Imperialismo cultural: a agenda de direitos sexuais” é um documentário muito forte que desmascara como as nações ocidentais que fazem doações estão agora usando sua assistência financeira como arma para forçar nações menores a sujeitar-se à radical agenda de direitos sexuais.
O filme “Imperialismo cultural: a agenda de direitos sexuais” foi criado em resposta a muitas queixas de representantes de países do terceiro mundo na ONU. Eles pediram que a organização Family Watch International (Observatório Internacional da Família) desmascarasse para o mundo o que o governo de Obama, junto com várias agências da ONU, está fazendo para seus países. A esperança desses representantes é que, ao se conscientizarem do problema, pessoas do mundo inteiro se levantarão e deterão o imperialismo cultural de Obama. Eles também querem exibir esse filme em seus próprios países para ajudar o povo a se conscientizar acerca desses abusos.
No filme, representantes africanos e caribenhos na ONU expressam suas opiniões de como eles estão sofrendo bullying do Ocidente para aceitar a prostituição legalizada e direitos homossexuais especiais em seus países, apesar da oposição da maioria esmagadora de seus povos. O filme mostra como a imposição de direitos sexuais está provocando erosão nos valores religiosos e culturais desses países e está destruindo suas famílias.
Durante o filme, você também acompanhará o relato de três irmãos que ficaram órfãos: Eles perderam seu irmão, pai e mãe por causa da AIDS. Essas crianças falaram na ONU contra a educação sexual imposta pelo Ocidente e denunciam que essa educação está sexualizando as crianças do mundo inteiro.
O filme também revela:
* Como os países ricos e a ONU, com o pretexto de impedir a AIDS, estão realmente propagando a AIDS por meio de sua abordagem de direitos sexuais.
* Como a propaganda de camisinhas tem sido um fracasso em sua alegada intenção de deter a propagação da AIDS.
* Como os Estados Unidos sob o governo de Obama estão exigindo que os países pobres implementem leis e políticas para avançar direitos lésbicos, gays, bissexuais e transgêneros, sob ameaça de lhes negar assistência.
* Como as crianças estão sendo sexualizadas por meio de abrangentes programas de educação sexual sustentados pelo governo de Obama e várias agências da ONU em cooperação com vários outros países ricos e a Federação Internacional de Planejamento Familiar.
O filme foi produzido pela organização americana Stand for Families Worldwide (Defesa Mundial à Família), que é uma coalizão de organizações no mundo inteiro que estão na linha de frente na guerra contra o imperialismo cultural e contra a agenda de direitos sexuais. A missão da coalizão é desmascarar o imperialismo cultural imposto pela ONU e pelos países ocidentais — principalmente pelos Estados Unidos — e impedi-los de impor sua destrutiva agenda de direitos sexuais nas famílias e crianças do mundo inteiro.
Stand for Families Worldwide foi lançada pela organização Family Watch International (Observatório Internacional da Família) em parceria com a Fundação da Herança Cultural Africana e com organizações pró-família nos Estados Unidos, Austrália, Espanha, América Latina e Caribe.
Stand for Families Worldwide trabalha para proteger as famílias em todos os lugares se opondo às influências, políticas e leis feitas contra elas.
A união faz a força. Por isso, desafio organizações pró-família do Brasil, Portugal e outros países de língua portuguesa para se unirem a essa importante coalizão para proteger as crianças e famílias do mundo inteiro.
Se sua organização gostaria de se unir a eles e ser colocada como parceira da coalizão Stand for Families Worldwide, por favor, envie um email em inglês para eles em standforfamilies@gmail.com
Leitura recomendada:

6 comentários :

Anônimo disse...

Irmão, obrigado por sua disposição em legendar e divulgar este vídeo.
Deus continue a te abençoar, e te dê sabedoria e discernimento, em nome de Jesus.

Petrônio,

Alfredo S disse...

Obrigado por seu trabalho, oque seria de nós sem seu trabalho e dedicação e também da criação de seu blog que permite a todos nos cristão participar das informação, troca de ideia e da liberdade de expressar no indignação a muitos fatos.

Obrigado Júlio, que Deus lhe em dobro tudo o que vem fazendo.

marcelo disse...

Quem poderia imaginar que um dia a África ensinaria MORAL às potências ocidentais e principalmente os protestantes norte-americanos?

Se alguém queria um motivo para continuar mantendo as nações africanas na mais completa miséria e exclusão arrumou um...ou melhor vários.

Anônimo disse...

Perfeito os vídeos e alerta do que tá por detrás do governo do Obama reeleito "infelizmente" e a famosa ONU que cada dia quer avançar a legalizar "casamento gay" etc... o homossexualismo e suas vertentes no mundo inteiro.
Não só isso é criminalizar quem for contra a prática seus modo de vida e vê que como que a ÁFRICA os seus dirigentes denunciando a chantagem deles de cortas as verbas para para o país é tenho continuar dando meus PARABÉNS PARA OS AFRICANOS E ÁFRICA NÃO SE CURVANDO A TODA ESSA DITADURA GAY E SEUS PROPÓSITOS.

OBS: Mudando de assusto irmão nesse sábado que passou foi dia 1 de dezembro é um dia mundial para campanha contra a AIDS/OUTRAS DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS. Esse ano ministério de saúde no brasil como outros países eles fazem uma pesquisa de campo antes um relatório da saúde da população pra vê se essa doença fatal está diminuindo ou aumentando ou está tudo igual etc...
Todo ano se faz campanha de conscientização dessa doença terrível que até hoje não fabricaram a cura não existe vacina pra ela ainda não anos e anos os pesquisadores não encontram a fórmula e a cura da AIDS no brasil e ao redor do mundo.
Pesquisa recente desse ano de 2012 é balanço eu ouvi no rádio sábado dando os dados e reais estatísticas da faixa e "opção sexual" que hoje estão os aidéticos/infectados por essa terrível maléfica doença.

Que entre os jovens de 15 a 24 anos está aumentando o quadro de infectados mais não é de casais heteros e sim de relações "homoafetivas" que eles gostam rotular por aí fosse algo inofensivo a doença AIDS/HIV nesse exato momento está assolando no nosso país BRASIL são jovens 15 a 24 anos contrariando essa maldita doença em relações homossexuais de rapazes com rapazes da mesma idade ou homens mais velhos que tem relações sexuais homossexuais você devia fazer um artigo e colher mais essas informações na internet é importante a população brasileira e essa mídia ser transparente sobre esse movimento mentiroso dos homossexuais.

Ester!!!!!!

Anônimo disse...

http://www.aids.gov.br/publicacao/2012/boletim-epidemiologico-aids-e-dst-2012

Irmão Severo consegui entra lá no site do MS esse endereço boa noite.

Ester!!!!

Ademir Goulart disse...

O Júlio Severo sempre muito coerente em seus textos, mais uma vez nos presenteia com essa legenda e com esse vídeo bem esclarecedor.
Deus o abençoe, e continue esse trabalho tão digno diante do Evangelho de Cristo em sua nobreza e direção. Os governos mundiais se unem para derrotar a cultura judaico-cristã, e infelizmente conta com o apoio de muitos ditos "cristãos", mas que não passam de lobos trasvestidos de ovelhas que andam disseminando um "evangelho" anticristo. Muitos anticristos estão aparecendo por todos os lados deste planeta, mas sempre existe um remanescente fiel ao Senhor. Continue sem temor, pois só o Deus eterno deve ser temido. Deus o abençoe.