6 de novembro de 2012

ONU quer criminalizar “homofobia”


ONU quer criminalizar “homofobia”

Aumenta a pressão para aprovar lei que criminalizará “preconceitos”

Reportagem da redação do WND
Uma coalizão de organizações da ONU se uniu aos ativistas homossexuais do Brasil numa campanha para pressionar o Brasil a criminalizar a “homofobia” com o pretexto de que tais “preconceitos” são um impedimento para os programas de prevenção à AIDS.
De acordo com uma reportagem de Julio Severo, dono do blog de língua inglesa Last Days Watchman, uma recente carta dirigida à presidente Dilma Rousseff e outras autoridades explica que a comunidade homossexual do Brasil tem sido infestada por índices de AIDS de “mais que 10 por cento”.
Embora a “epidemia” de AIDS esteja varrendo o Brasil, apenas 0,6 da população geral foi afetada. A carta afirma que o “principal culpado da elevada prevalência do HIV entre homossexuais é a elevada violência contra eles”.
A carta também diz que preconceitos contra a homossexualidade são um forte impedimento para os programas de prevenção à AIDS.
A carta recente veio do Grupo Temático Expandido em HIV/AIDS no Brasil, em parceria conjunta com USAID, ACNUR, ONU Mulheres, UNAIDS, UNESCO, FNUAP, UNICEF e várias outras organizações.
Os signatários incluem o Ministério da Saúde do Brasil e a Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência do Brasil e a ABGLT, a maior organização homossexual do Brasil, relatou Severo.
A iniciativa ocorre num momento em que as organizações socialmente progressistas estão aumentando sua pressão para que o Brasil promova e proteja a homossexualidade, ao ponto de sujeitar os que têm opiniões discordantes a ações criminais.
Um recente estudo testou a população brasileira para apurar o nível de “homofobia” perguntando às pessoas para que comentassem acerca de tais declarações como “Deus fez o homem e a mulher com sexos diferentes para que cumpram seu papel e tenham filhos”, relatou Severo.
Ele disse que os 92% de brasileiros que concordaram parcial ou completamente com essa declaração foram rotulados de “homofóbicos”.
“Com base nos resultados totais do estudo, o governo brasileiro determinou que 99% de seus cidadãos eram ‘homofóbicos’ e portanto precisavam ser reeducados”, explicou ele.
“Ao que tudo indica falhando em sua missão de realizar uma reeducação em massa de seu povo, o governo de Dilma agora recebe apoio internacional para avançar seus empacados projetos e medidas anti-‘homofobia’”.
Severo disse que a carta explica que a criminalização da “homofobia” é “fundamental para o sucesso dos programas de AIDS”.
Em sua reportagem, ele disse: “A carta dá um exemplo da elevada violência contra os gays, citando uma estatística de 278 homossexuais assassinados em 2011 no Brasil. A estatística, produzida pelo Grupo Gay da Bahia, é um contraste total com os cerca de 50.000 brasileiros assassinados a cada ano. As políticas socialistas de desarmamento têm deixado a população brasileira à mercê de criminosos e assassinos. Os homossexuais, que muitas vezes vivem em áreas infestadas de prostituição e drogas, não são mais vulneráveis do que a população geral”.
Severo também comentou que essa informação é suspeita, pois sua fonte é o Grupo Gay da Bahia. Ele disse que esse grupo foi fundado por Luiz Mott, cuja defesa da pedofilia é pública.
Severo disse que a carta frisa que o Estado brasileiro não deve ter conexão religiosa.
“O governo brasileiro não tem religiões oficiais e não-oficiais, mas as agências da ONU por trás da carta estavam obviamente de olho nos sentimentos cristãos da maioria dos brasileiros”, disse ele. “Por causa desses sentimentos e herança, os brasileiros rejeitam qualquer tipo de doutrinação homossexual nas escolas e a imposição da ideologia gay em sua sociedade”.
Ele disse que a carta pressiona em favor da adoção de medidas para combater a “homofobia”, inclusive planos como o PLC 122, uma lei que tornará crime as opiniões “homofóbicas”.
Os críticos argumentam que a aprovação do projeto censuraria os líderes e membros de grupos religiosos que mencionam versículos anti-sodomia da Bíblia — até mesmo dentro dos templos.
Severo disse: “Certamente, o governo de Dilma recebe de braços abertos a pressão para fazer exatamente o que já vem querendo fazer há um longo tempo: impor a agenda gay na maioria dos brasileiros que insiste em ver a homossexualidade como uma anormalidade”.
O trabalho de Severo de defender a família no Brasil tem atraído grande oposição. Numa reportagem, o WND noticiou quando o PayPal atendeu a um campanha online realizada por ativistas homossexuais. A campanha exigia que o PayPal lançasse uma investigação contra Severo e lhe negasse o uso de seu sistema.
Os executivos do PayPal despacharam um email explicando que por causa de “restrições legais e regulatórias”, a empresa PayPal Private Limited “não pode processar pagamentos de doações para entidades de caridades e organizações sem fins lucrativos que não foram registradas; organizações/partidos políticos; instituições religiosas; levantadores de fundos para pessoas ou organizações, etc.”
A medida do PayPal cortou importantes níveis de apoio financeiro para Severo, que depende de amigos e outros para continuar o trabalho de seu ministério.
“O PayPal diz que não permite o uso de seu serviço para atividades que promovem ódio, violência ou intolerância racial, mas sua ação contra minha conta foi incitada por uma campanha de ódio por parte de ativistas gays que queriam fechar minha conta”, Severo disse para WND na época. “Estou muito preocupado, pois o PayPal se prostrou diante dos militantes gays e sua campanha de ódio para que eu fosse excluído do PayPal”.
O PayPal não quis fazer comentário, mas outros não hesitaram em expressar suas opiniões. Don Hank, que é o dono do site Laigle’s Forum, disse: “Isso é guerra… o PayPal é agora o inimigo oficial do Cristianismo tradicional”.
Traduzido por Julio Severo do artigo de WND: U.N. wants ‘homophobia’ criminalized
Leitura recomendada:

8 comentários :

Edigar Caires disse...

Eles criaram e espalharam a AIDS e agora querem usar o que criaram como pretexto para perseguir as pessoas de bem, além de que a proliferação do homossexualismo só vai cada vez mais criar e espalhar ' novas aids ' ou coisas piores.... um circulo vicioso e diabólico que só terá fim com a destruição de tudo que se chama pecado e afronta Deus.

O homossexualismo como movimento e os militantes que defendem esta causa maldita nada mais é do que uma aberração. Excetuo das aberrações os homossexuais que vivem suas vidas tranquilo sem querer impor goela abaixo conceitos de família ou estilo de vida que não sejam os deles.

ÉLQUISSON disse...

Não tenho nenhum medo de dizer: a ONU nada mais é do que uma entidade a serviço do diabo. Tudo o que ela propõe é contra a Palavra de Deus. Aliás, da ONU se pode esperar tudo (menos qualquer coisa que preste)!

Está na hora dos representantes das famílias, dos grupos pró–vida, e de todos os cristãos se unirem para protestar contra toda e qualquer aberração que a ONU deseja impor a tudo e a todos. Temos que ter uma postura bem firme pela preservação da família, da vida, da moral, dos bons costumes, e da obediência às verdades eternas da Palavra de Deus.

Vamos todos dizer juntos (em alto e bom som):

– NÃO ÀS IMPOSIÇÕES DA ONU!
– NÃO AO HOMOSSEXUALISMO!
– NÃO AO ABORTO!
– NÃO A TUDO QUE FOR CONTRA A PALAVRA DE DEUS!

O BRASIL NUNCA FOI, NÃO É, E JAMAIS SERÁ ESCRAVO DA ONU (E DO DIABO)!

O BRASIL PERTENCE AO SENHOR JESUS CRISTO, REI DOS REIS E SENHOR DOS SENHORES PARA TODO O SEMPRE!

HENRIQUESPACESUB1 disse...

Criam leis injustas...Distorcendo a verdade...Dizem que os culpados pela infestação viral de seu pecado somos nós... Mas querem saber o verdadeiro significado da sigla AIDS? A-larmante I-nfecção D-evido a sua S-afadeza , AIDS! E a CULPA É NOSSA... fala sério...

Robério disse...

Vejamos o que a Palavra de Deus diz sobre o homossexualismo:

Romanos 1:24–32

24 Por isso também Deus os entregou às concupiscências de seus corações, à imundícia, para desonrarem seus corpos entre si;
25 Pois mudaram a verdade de Deus em mentira e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, o qual é bendito eternamente. Amém.
26 Pelo que Deus os entregou às suas paixões infames. Pois até as mulheres mudaram o seu uso natural, no contrário à natureza.
27 E, semelhantemente, também os varões, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, varão com varão, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a punição que convém ao seu erro.
28 E como eles não se importaram de ter conhecimento de Deus, assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convém;
29 Estando cheios de toda a iniqüidade, prostituição, malícia, avareza, maldade; cheios de inveja, homicídio, contenda, engano, malignidade;
30 Sendo murmuradores, detratores, aborrecedores de Deus, injuriadores, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes a pais e mães;
31 Néscios, infiéis nos contratos, sem afeição natural, irreconciliáveis, sem misericórdia;
32 Os quais, conhecendo a justiça de Deus (que são dignos de morte os que tais coisas praticam), não somente as fazem, mas também consentem aos que as fazem.

A "tradução" que eu faço dos versículos do texto acima é esta (me corrijam se eu estiver errado):

24 – Deus, através dos Seus servos, chama os homossexuais ao arrependimento. Como eles não querem se arrepender, então Deus os deixa entregues à própria sorte;

25 – Deixaram de crer na Bíblia (mudando-a em mentira), e passaram a ouvir homens corruptos (outros homossexuais e demais escravos do diabo);

26 – As mulheres, ao invés de terem relações naturais com os homens, preferem se relacionar entre si;

27 – Idem para os homens (preferem se relacionar com outros homens ao invés das mulheres). Será que a AIDS não seria uma das conseqüências disso?

28 – Como não se importaram em conhecer e temer a Deus, então Deus os deixou livres para fazerem o que quiserem;

29 – Cheios de todo pecado, sem nenhum sentimento de culpa;

30 – Se pudessem, viveriam num mundo totalmente sem Deus para pecarem à vontade (como em Sodoma e Gomorra);

31 – Querem sempre pecar e fazer de tudo (e usando de todos os meios) para viver eternamente no pecado, não se importando com o sofrimento alheio. Será que a pedofilia não estaria embutida aqui?

32 – Sabem que estão errados, mas, mesmo assim, não sentem nenhuma culpa ou remorso. E ainda são contra os que censuram o pecado (chamando-os de "homofóbicos"). Sem contar os que dão apoio às suas práticas (que o digam o STF, STJ, OAB, Marta Suplicy, Jean Wyllys, Toni Reis, Luiz Mott, Fátima Cleide, Iara Bernardi, Globo, Record, SBT, Band, partidos esquerdistas, pastores corruptos, evangélicos marxistas, comunistas, esquerdistas, socialistas, demais ativistas e políticos pró–homossexualismo, além dos políticos da bancada evangélica que nada dizem ou fazem contra esta imoralidade)!

Será que a minha "tradução" está certa? Se alguém quiser dizer alguma coisa, o espaço está aberto para todos se manifestarem.

Anônimo disse...

Ninguém acredita numa balela dessas, nem mesmo os ativistas gays. Os altos índices de HIV em homossexuais é obviamente devido a sua conduta sexual imprópria (pênis não combina com ânus) somada à promiscuidade sexual. Com apenas 278 homicídios de homossexuais por ano, e ainda mais levando em consideração os índices absurdos de violência no Brasil, podemos afirmar categoricamente que a violência contra esse grupo simplesmente inexiste. Se a ONU atribui a algo que não existe o alto índice de HIV entre homossexuais, isso mostra o nível de desonestidade, de podridão, dessa maldita entidade globalista.

Felipe.

Téo disse...

Felipe,

É como o Élquisson disse no comentário dele: a ONU nada mais é do que uma entidade a serviço do diabo. Eu diria que não só do diabo, como também dos homossexuais.

Eles, na verdade, querem calar a boca dos cristãos (e de todos que são contra o homossexualismo). Querem impor uma verdadeira ditadura. Querem mil e um direitos sem nenhum dever em troca. Enfim, querem viver eternamente na prática do pecado.

Só quero ver se eles serão tão ousados a ponto de dizer a Jesus: "Você é homofóbico, fundamentalista e preconceituoso!"

Se eles conseguirem vencer Jesus em todo e qualquer desafio, eu deixo de ser cristão e volto para a sujeira do mundo.

Será que eles têm coragem o suficiente para isso?

Anônimo disse...

Essa organização ONU que decepção vê o quanto ela maligna antes de vê paras eu blog eu achava essa ONU uma organização bem intencionada não sabia o que tava por detrás dela a favor do aborto e favor dos homossexuais e suas vertentes.

O pior que essa pressão não vai diminuir aumentará mais e mais tempos difíceis bem que a bíblia sagrada já nós deixa alerta.

Ester!!!!

Anônimo disse...

99% da população precisa ser "reeducada"? lembra bem os nazistas ao proporem reeducar os alemães alterando e distorcendo o conteúdo dos livros nas instituições de ensino.