14 de novembro de 2012

Caos moral na elite militar americana


Caos moral na elite militar americana

Julio Severo
Segurem-se nas poltronas, pois nem em programas de comédia picante nunca se viu tanta sacanagem. A notícia quente nos EUA esta semana é a queda do general aposentado David Petraeus, que até a semana passada era diretor da CIA, a maior agência de inteligência do governo dos EUA.
O escândalo que derrubou o importante militar foi uma amante, sua biógrafa Paula Broadwell, mulher casada e com filhos. O general também é casado e com filhos, mas a tentação foi mais forte.
O jornal inglês DailyMail noticiou esta semana que Paula pode ser uma das muitas conquistas do general. Pelo visto, ele pode ter sido escolhido para a CIA justamente por sua magnifica capacidade de ocultação.
David Petraeus com sua amante Paula Broadwell
O escândalo veio à tona depois que uma assessora, Jill Kelley, depois de ser ameaçada por Paula que não queria que nenhuma mulher se aproximasse do general dela, pediu meses atrás socorro ao FBI. O escândalo foi abafado até a eleição americana, para não atrapalhar a intenção de Obama reeleger-se.
Em todo o tempo de adultério, porém, o general prosseguiu, antes e durante a investigação, tomando decisões de vida ou morte com a cabeça cheia de depravação e traições.
Mas o escândalo não para aí.

Mais escândalos sexuais

O agente do FBI encarregado do caso acabou descobrindo que Jill Kelley estava flertando com vários militares de alta patente, e se sentiu na liberdade de enviar fotos sem camisa para ela, resultando na perda de suas funções por conduta sexual imprópria.
Mas o escândalo não para aí.
O general John Allen, comandante supremo das forças armadas dos EUA no Afeganistão (mesma função que Petraeus ocupava anteriormente) acabou entrando nas investigações. Allen era um dos que tinham flertes por email com Jill Kelley, que é casada e tem filhos pequenos. Aliás, o próprio general também é casado e tem filhos.
Mas o escândalo não para aí.
Em 4 de novembro, o DailyMail noticiou o escândalo do comandante Joseph R. Darlak que, numa parada de sua fragata em Vladivostok, Russia, aproveitou, juntamente com seus oficiais, para cair na farra com bebidas e mulheres.

Escândalos isolados?

Meses atrás, houve o famoso escândalo de agentes secretos de Obama envolvidos em prostituição, mas o governo americano havia garantido que “era um caso isolado”.
Entretanto, a realidade não é bem assim, e não culpem Barack Obama pela onda de adultérios e traições na elite militar americana. Esse caos moral é reflexo da extrema libertinagem da cultura americana há varias décadas. O próprio governo de Obama é, em grande parte, reflexo da deterioração cultural americana.
John Adams (1735-1826), segundo presidente dos Estados Unidos, disse sabiamente: “Nossa Constituição foi feita para um povo cristão e com valores morais. Ela é totalmente inútil para o governo de um povo sem esses princípios”.
Os EUA da época de Adams tinham uma população de maioria esmagadoramente protestante e com princípios morais. Hoje, os EUA são exatamente o oposto.
Com o caos moral reinando na sociedade americana, como é que generais e diretores da CIA podem tomar decisões que salvam vidas? Não podem.
Esse caos não começou com Obama.

Escândalos sexuais na elite americana são antigos

Durante a 2ª Guerra Mundial, o presidente Franklin Delano Roosevelt tomava diretamente a decisão de bombardear centenas de milhares de civis em cidades alemãs. Era totalmente correto bombardear nazistas e suas instalações militares. Mas era igualmente correto determinar a morte de milhares de mulheres e crianças alemãs?
Franklin Delano Roosevelt: o adúltero discreto
Sabe-se que Roosevelt estava traindo a esposa durante a guerra. E o adultério sempre adoece a capacidade de um homem decidir com prudência e justiça.
John F. Kennedy: o adúltero indiscreto com duas de suas amantes
John F. Kennedy era tão adúltero e depravado que há a desconfiança de que o serviço secreto dos EUA o tenha assassinado para que ele e suas traições não colocassem em risco a segurança nacional dos EUA. Parece que os serviços de inteligência dos EUA entendiam que um homem viciado em trair a esposa é um potencial traidor em todas as outras causas. A cabeça de um adúltero é um perigo para uma nação.
Bill Clinton, o presidente notoriamente indiscreto e adúltero
Durante seu governo, o presidente Bill Clinton bombardeou e massacrou milhares de sérvios, da Igreja Ortodoxa, para “proteger” os muçulmanos da região, e hoje se sabe que esses muçulmanos foram fundamentais no fortalecimento da al-Qaida. Clinton tomava essas decisões muitas vezes no calor de seus escândalos de adultério.
Que o adultério comprometeu a integridade, o juízo e o bom senso — se é que algum deles realmente teve algum dia essas qualidades — de Roosevelt, Clinton e Kennedy resta pouca dúvida.
Com a queda do general David Petraeus da direção da CIA, o FBI está agora revirando toda a residência de sua amante Paula Broadwell à procura de documentos secretos, pois ela já estava vazando segredos militares por aí.
Toda amante, que tem acesso privilegiado aos segredos dos homens adúlteros em postos elevados, se torna um risco para a segurança nacional.

“A quem muito é dado, muito será cobrado”

Eu não duvido que outras nações tenham problemas semelhantes, mas Jesus disse que “a quem muito foi dado, muito será cobrado”.
Diferente de muitas outras nações, os EUA foram fundados por evangélicos perseguidos como um porto seguro para cristãos perseguidos. Eles consagraram a jovem nação americana para Jesus Cristo.
Contudo, nos EUA de hoje, com militares ocupados com pensamentos de adultérios e traições, os cristãos perseguidos estão no último lugar da fila de suas preocupações.
Quando os EUA invadiram o Iraque, os cristãos iraquianos passaram a ser mais perseguidos do que antes, e a situação deles hoje é muito pior do que na época de Saddam Hussein. Os militares americanos não podiam ajudar os cristãos, por risco de serem vistos pelos islâmicos como aliados dos cristãos.
Quando os EUA invadiram o Afeganistão, as igrejas cristãs afegãs, que existiam em número pequeno, se extinguiram, e os cristãos passaram da condição de perseguidos para candidatos diretos ao martírio.
Para amenizar a fúria islâmica por tais invasões e não sofrerem o que os próprios cristãos estavam sofrendo por causa das invasões, os EUA passaram a dar entrada privilegiada para imigrantes islâmicos, que são os principais culpados da perseguição, tortura e assassinato de cristãos no mundo inteiro.
A nação que foi fundada por cristãos perseguidos fechou os olhos para cristãos perseguidos que sofrem MAIS depois das invasões americanas. Pior, em vez de serem fieis ao seu chamado de porto seguro para cristãos perseguidos, passaram a ser porto seguro para os algozes dos cristãos.
Não é difícil então imaginar que enquanto as igrejas cristãs afegãs estavam sendo dizimadas bem debaixo do nariz — e muitas vezes por causa — das poderosas tropas americanas, o general David Petraeus tinha preocupações mais elevadas. Qual suíte escolher para levar sua amante?
A história não muda. Adúlteros que decidem bombardear populações inocentes e condenar, por sua imbecil omissão, os cristãos ao trucidamento islâmico espelham a decadência moral de uma civilização — uma civilização que tem desprezado e traído sistematicamente a Deus.

Boa notícia?

Contudo, parece haver uma pequena chama de esperança. Recentes notícias nos EUA mostraram que há uma revolta crescente depois que se descobriu que houve fraudes na eleição presidencial dos EUA na semana passada. Em algumas cidades, 99% dos votos foram computados para Obama, proeza que nem mesmo Lula, com todos os seus mensalões e compras de votos, nunca alcançou no Brasil. O partido de Obama efetivamente passou a perna no partido de Lula.
Populações insatisfeitas de dez estados americanos fizeram uma petição para separar-se dos EUA e formar uma entidade nacional separada.
Se houver realmente uma separação e a formação de um novo país, é um bom sinal. Mas eles precisam dar atenção às palavras de John Adams: “Nossa Constituição foi feita para um povo cristão e com valores morais”.
Para que os EUA ou qualquer outra nação seja grande, não tem escolha: tem de ter um povo cristão e que tenha valores morais. Os EUA de hoje são prova mais que suficiente de que o contrário disso não funciona.
Com informações de vários artigos do DailyMail.
Leitura recomendada:

6 comentários :

Anônimo disse...

Os escândalos sexuais envolvendo representantes de alta patente política nos EUA, tem histórico de esmagadora maioria de democratas (socialistas). Justamente a ala que mais defende a depravação moral e com rancor e ódio, ataca os valores cristãos do país. Quanto ao fato de 10 Estados tentarem a secessão de forma pacífica ou não, é impossível lograrem êxito nos dias de globalização e governo mundial.

PRESBÍTERO VALDOMIRO disse...

A verdade é que os Estados Unidos era, até alguns anos atrás, considerado o país mais protestante do mundo. E muita gente dizia que era o país mais cristão do mundo. Só que, atualmente, não aparenta ser nada disso (pelo menos é assim que eu vejo).

Estive conversando com uma professora americana que esteve há pouco mais de 2 anos aqui em Recife (onde eu moro). Quando eu perguntei a ela como ela via os Estados Unidos no sentido moral e espiritual, ela me disse exatamente isto:

"O nosso país (Estados Unidos) tinha tudo para ser um país abençoado (e até para servir de referência cristã para o mundo). No começo, éramos muito tementes a Deus. O problema é que, com o passar do anos, o desenvolvimento científico e o progresso material e financeiro subiu à cabeça de alguns dos nossos governantes, e, com isso, eles já passaram a não se importar mais com a obediência à Palavra de Deus. Em outras palavras: a obediência a Deus e à Sua Palavra foi relegada a segundo plano".

E ela ainda acrescentou mais algumas coisas assustadoras:

"Em muitas cidades, há locais onde se pratica a bruxaria, existem pessoas que fazem parte de certos movimentos (como a Nova Era), há as que estão metidas em seitas satânicas (sem contar que a Igreja de Satã está situada na Califórnia), o homossexualismo está aumentando a cada dia, temos casos de pregadores evangélicos, políticos e agentes do governo (e até mesmo presidentes) envolvidos em diversos escândalos (inclusive escândalos sexuais), e, também, há a tolerância ao islamismo. Enfim, o nosso país está se destruindo em todos os sentidos (inclusive moralmente). Que esperança podemos ter, ou melhor, qual será o futuro da nação americana se tal estado de coisas continuar?"

Eu respondi a ela precisamente o seguinte:

"Quando uma nação despreza a obediência à Palavra de Deus e passa a confiar somente na sua própria sabedoria, essa mesma nação fica, após um certo tempo, entregue à sua própria sorte (como um barco à deriva num mar revolto, prestes a afundar). Os verdadeiros cristãos precisam voltar à obediência à Palavra de Deus para recolocar a nação no caminho certo".

Não sei se esta minha resposta foi 100% satisfatória, mas ela, de qualquer forma, aprovou. E eu até citei o Salmo 33:

"Feliz é a nação cujo Deus é o Senhor, e o povo ao qual Ele escolheu para a Sua herança" (Salmo 33:12)

Ela agradeceu a minha atenção e disse que iria divulgar o nosso diálogo num encontro evangélico.

Tem horas que eu fico pensando aqui comigo: será que aqui no Brasil não estaria acontecendo a mesma coisa? Se alguém daqui estivesse dialogando com essa americana, quem poderia dar uma avaliação exata dos Estados Unidos, ou melhor, qual seria o diagnóstico dos americanos no sentido moral e espiritual?

E mais: o que o Brasil precisa fazer para se tornar uma nação espiritualmente abençoada (como os Estados Unidos foi no princípio)?

Espero uma resposta sensata de alguém daqui na primeira oportunidade.

Roerto disse...

Saudações caro Júlio.
Gostaria de destacar este trecho de seu artigo:

"John Adams (1735-1826), segundo presidente dos Estados Unidos, disse sabiamente: “Nossa Constituição foi feita para um povo cristão e com valores morais. Ela é totalmente inútil para o governo de um povo sem esses princípios”."

Acho que diz muita coisa.

Anônimo disse...

O escândalo que derrubou o importante militar foi uma amante, sua biógrafa Paula Broadwell, mulher casada e com filhos. O general também é casado e com filhos, mas a tentação foi mais forte.
-----------------------------------
Acredito que ambos já deviam ter essa fraqueza moral de já trair sutilmente flertar, paquerar,gracinha, com outras pessoas mesmos sendo já casados continuando a viver como fossem solteiros, livres desempendidos a gente sabe e conhece e vê todos os dias por aí, casos e mais casos tem uns que Deus até mostra pra você essa falha da pessoal do nível moral e dessa questão de fidelidade.
Quero dizer antes deles dois se envolverem consumarem o pecado de adultério sendo infiel aos seus respectivos cônjugues agora a casa caiu porque eles foram pegos na boca na botija.
As pessoas casadas que não tem real convicção e consciência que quando eles casam outros sexos opostos tem que morrer pra vc já que se vc tem certeza que encontrou o seu PAR a sua ALMA GÊMEA casou com mesmo(a) há uma beleza e da profundeza do casamento é sagrado tem importância enorme diante de Deus.
Sabe porque continuará acontecendo esse demônio chamado adultério que destrói casamentos e famílias enquanto as pessoas não conhecerem de fato a Deus e OBEDECER integralmente a sua palavra a cerca do que Deus planejou para união de um homem & mulher dentro da aliança de casamento.
Irmão Severo como você deu dois exemplos existe o adultero discreto e o indiscreto não adianta Deus tá vê tudo e o diabo também pergunto pra vc uma pessoa que infiel seu par vendo.
Como essa pessoa será FIEL a Deus vivo e ao Filho Senhor Jesus Cristo que nós não o vemos mais cremos ele existe por isso que entregamos a nossa vida a ELES.
Casamento é a UNIÃO da Almas, Espíritos, Corpos quando se unem e decidem se casar com todo o ser ser e por isso que diabo faz de tudo para as pessoas escolherem errado seu pares pela "carne" e muitos cai fácil na fornicação(Sexo antes do casamento) maioria não tem esse entendimento tá nem aí para verificar se essa pessoa combina com você mesmo alma(afinidades,objetivos, caráter, comportamento etc..) Espírito(Mesma fé se a pessoa é de Deus mesmo) a união de corpo tem que ser o último estágio que casamento depois da troca de aliança mais vc já verificou que a sua alma e espírito combina e que encaixa com essa pessoa só posso dizer que só o Espírito Santo de Deus pode trazer a pessoa certa pra você tem que confiar e ter fé nele 100% estar na DEPEDÊNCIA TOTAL NA VIDA SENTIMENTAL.
Tudo na verdade como Deus diz o que a gente planta colhe bem ou mal nossas escolhas implicará no nosso futuro lá na frente ou será felicidade ou infelicidade.
É por isso que Deus vivo é de ordem e precisamos ser fiel a ele para que ele seje fiel a nós jamais valerá a pena pular etapas e desobedecê-lo porque quem vai se dar mal só será a gente mesmo.
Por isso existe o tempo de namoro/noivado é o momento para você verificar se "alma e espírito" (CONVERSANDO) se essa pessoa encaixa com você se não nada feito tem que verificar o caráter, comportamento, fé, tudo tem que ser analisado e verificado cuidadosamente não é hora de você se entregar o seu corpo fora do casamento e acabar desobedecer a Deus e pior de tudo as pessoas DEUFRADANDO umas e outras isso que a gente vê na nossa sociedade profanando as suas personalidades.

cont....

Ester!!!!

Anônimo disse...

Cont...
Sabe irmão Julio Deus nesse tempo tem sido bom para comigo tá me dando o entendimento e discernimento de sua palavra me mostrando exemplos certos e os errados também por exemplo em cerca da questão sentimental que tanta gente por aí sofre e padece nessa área da vida por falta de obedecer a Deus ou porque puro desconhecimento.

Posso te fazer uma confissão eu antes de começar a te mandar e-mails para você eu primeiro prestei atenção no seu "caráter" para vê se você erra uma pessoa fiel já que és um homem casado eu comecei a prestar atenção nos seus artigos e poucos vídeos que vê você falando a cerca do casamento/família.
E vê que a sua esposa pode ficar tranquila você é fiel mesmo a ela pelo seu comportamento e procedimento na primeira vez que você me respondeu o meu e-mail tive a confirmação você tocou o nome da sua esposa e pediu para orar por ela estava grávida e fora você se dirigiu a mim de uma forma respeitosa não fez nenhuma gracinha nas palavras.
Dá pra você saber é só prestar atenção quando a pessoa fiel e infiel ninguém consegue mascarar a sua índole e seu real caráter seu real comportamento e procedimento.
Pra mim batata quando a mulher/homem que são casados é são fiéis eles podem tá conversando com várias pessoas do "sexo oposto" mais se os seus pares estão longe de alguma forma ele ou ela vai introduzir no assunto o nome do esposo ou da esposa é isso sinal claro que a pessoa é FIEL mesmo porque vamos combinar é fácil ser fiel perto do seu par quero vê longe dos respectivos né não Deus me confirmou irmão Júlio que vc é de fato um homem de Deus é um homem casado fiel e que ama mesmo a sua família e respeita a sua esposa e por isso que você está onde está porque Deus só é FIEL pra quem FIEL 100% em tudo a ele é o casamento a maior prova de fogo de um cristão a sua fidelidade ao seu parceiro(a) ou NÃO.
Continue assim que Deus vai te abençoar mais e mais irmão vc o seu casamento, filhos e toda sua família.

Ester!!!!!!

ÉLQUISSON disse...

Amado presbítero Valdomiro:

Você fez uma pergunta crucial para o momento em que estamos vivendo:

"... o que o Brasil precisa fazer para se tornar uma nação espiritualmente abençoada (como os Estados Unidos foi no princípio)?..."

Respondendo de forma honesta a esta sua pergunta, eu só posso dizer que, infelizmente, não há mais jeito a dar na maldade que acontece no Brasil e no mundo. Não quero te desanimar, amado irmão, mas eu, sinceramente, não creio que o Brasil se torne uma nação abençoada (e não vejo nenhuma esperança de melhora nesse sentido daqui pra frente).

Por que eu digo isso? Pelo seguinte motivo: o governo brasileiro é totalmente corrompido. Os governos de Lula (anterior) e de Dilma (atual) são exatamente iguais. Além de serem do mesmo partido (PT), ambos possuem a mesmíssima agenda: políticas pró–homossexualismo, pró–aborto, anti–família e anti–cristãs. O que podemos esperar de bom de governantes que agem totalmente a favor do diabo e de seus comparsas (e contra os mandamentos da Palavra de Deus)?

A atual bancada evangélica que temos e nada é a mesma coisa. De que adianta termos, na nossa política, pessoas que se dizem cristãs, mas que não têm tido nenhum compromisso com a obediência à Palavra de Deus (e têm sido omissas no combate ao pecado)? Isso sem contar que essa mesma bancada ainda aceita negociar com um governo totalmente podre, demoníaco e imoral!

A nossa obrigação, como cristãos, é resistir ao pecado e continuar a pregar as verdades da Palavra de Deus enquanto ainda podemos (ou enquanto ainda dispomos de uma relativa liberdade). Quando a NOM (Nova Ordem Mundial) for imposta, aquele que se manifestar contra ela será perseguido e morto!

E mais: dizer não ao governo mundial que será imposto num futuro não muito distante é assinar a própria sentença de morte. Sabemos que este mesmo governo perseguirá e matará todos os cristãos que encontrar pela frente. Por que isso? Porque a perseguição aos cristãos já está prevista na Palavra de Deus, e, portanto, será inevitável. A Palavra de Deus tem que se cumprir. Deus não é homem para que minta, e nem tampouco filho do homem para que Se arrependa. O que Deus determinou na Sua Palavra nunca volta atrás. O próprio Deus disse com todas as letras:

"Assim será a Minha palavra que sair da Minha boca: ela não voltará vazia para Mim; antes fará o que Me apraz, e prosperará naquilo para que a enviei" (Isaías 55:11)

Nas épocas da Inquisição e do Império Romano, milhões de cristãos foram perseguidos e mortos de todas as formas possíveis. E hoje não é diferente: a perseguição aos cristãos ainda continua (e de forma até mais cruel). Para que maior prova disso do que a perseguição aos cristãos que se recusam a obedecer ao "politicamente correto" do governo e dos homossexuais? Isso sem contar as perseguições e mortes de muitos cristãos em países islâmicos (e em outros onde a Bíblia é proibida)!

De uma coisa eu tenho certeza: o cerco está se fechando, e fatalmente vai chegar o dia em que muitos que se dizem cristãos serão postos à prova para saber quem realmente é cristão de verdade (e não só de boca)! E quantos estarão preparados para este mesmo dia?

Tratemos de nos chegar a Deus enquanto ainda podemos, pois sabemos que a volta de Jesus está próxima, e, portanto, precisamos estar preparados. É como diz a Palavra de Deus:

"Buscai ao Senhor enquanto se pode achar; invocai-O enquanto está perto. Deixe o ímpio o seu caminho, e o homem maligno os seus pensamentos, e se converta ao Senhor, que se compadecerá dele; torne para o nosso Deus, porque Ele é grandioso em perdoar. Porque os Meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos são os Meus caminhos, diz o Senhor" (Isaías 55:6–8)