20 de novembro de 2012

Ator de Vila Sésamo envolvido em escândalo sexual


Ator de Vila Sésamo envolvido em escândalo sexual

Julio Severo
Kevin Clash, ator que dá a voz ao personagem Elmo na versão americana da série Vila Sésamo, anunciou nesta terça-feira sua saída do programa após ser acusado pela segunda vez de manter relações sexuais com menores de idade. Clash, de 52 anos, trabalhava há 28 no programa.
O ator Kevin Clash dubla o personagem Elmo em Vila Sésamo
A decisão foi tomada depois que a polícia anunciou ter recebido denúncia de um homem de 23 anos que acusa Clash de abuso sexual. A vítima diz que tinha 15 anos quando manteve relações sexuais com o ator. 
Segundo este homem, o ator se dedicava “a caçar jovens adolescentes para satisfazer seus depravados interesses sexuais”, informou o site TMZ.
Na semana passada, Clash assumiu ser homossexual ao explicar em outro comunicado que “nunca se envergonhou de sua sexualidade”.
Este não é o primeiro escândalo sexual envolvendo a empresa Jim Henson, dona dos fantoches internacionalmente conhecidos do Muppet Show e Vila Sésamo. Fernando Rivas, de 59 anos, um compositor premiado de Vila Sésamo, teve seu nome colocado numa lista de criminosos sexuais em Hollywood, depois que adultos que haviam sido atores-mirins denunciaram que haviam sofrido abusos sexuais na indústria cinematográfica de Hollywood.
Corey Feldman, que foi ator infantil na década de 1980, disse num programa “Nightline” da ABC que os pedófilos faziam cerco às crianças atores em Hollywood “como abutres”.
“Posso lhe dizer que o problema número 1 de Hollywood era, e é, e sempre será a pedofilia”, disse Feldman. “Havia um círculo de homens mais velhos que ficava ao redor desse grupo de crianças, e eles tinham seu próprio poder ou conexões de grande poder na indústria do entretenimento”.
Mas os predadores de crianças não estão restritos a Hollywood. Eles se infiltram em todos os ambientes e lugares onde há acesso a crianças.
Robert Mikelsons, um homossexual de 29 anos casado com outro homem, foi condenado neste ano na Holanda a 18 anos de prisão e internação forçada numa instituição psiquiátrica depois que confessou ter abusado sexualmente de 83 crianças, algumas das quais tinham apenas alguns meses de vida.
Contudo, a empresa de Muppet Show e Vila Sésamo não está preocupada com homossexuais em seu meio. Conforme um comunicado anterior: “A empresa Jim Henson vem celebrando e adotando a diversidade e a inclusividade por mais de 50 anos… Lisa Henson, a diretora de nossa empresa, é pessoalmente uma forte apoiadora do casamento gay”.
A empresa também faz doações a grupos de militância homossexual.
Com informações da Revista Veja.
Leitura recomendada:

2 comentários :

Anônimo disse...

"Kevin Clash, ator que dá a voz ao personagem Elmo na versão americana da série Vila Sésamo, anunciou nesta terça-feira sua saída do programa após ser acusado pela segunda vez de manter relações sexuais com menores de idade.
Na semana passada, Clash assumiu ser homossexual ao explicar em outro comunicado que “nunca se envergonhou de sua sexualidade”.(julio severo)
-----------------------------------
Cada dia mostra claramente o que os praticantes do homossexualismo são capazes de fazer e pior a forte ligação deles tbm de praticar a "pedofilia" abusando de menores de idade do mesmo sexo isso muito sério e tem cada vez mais ser denunciado seja lá quem for famoso ou simples anônimo que horror aff.

Ester!!!!!

Trindade disse...

Olá Júlio;
Alguém duvida da ponte entre o homossexualismo e pedofilia? Os hoje chamados homossexuais sempre foram chamados desde a antiguidade de PEDERASTA, ou seja, praticante de PEDERASTIA, mas na origem a palavra os desqualificava, pois na íntegra significava: “PAEDERASTIA” do Grego antigo, literalmente significava RELACIONAMENTO ERÓTICO ENTRE UM HOMEM E UM MENINO, portanto fazendo uso da neolinguística mudaram várias palavras, entre elas de PEDERASTA para HOMOSSEXUAL, ou seja, mudaram a palavra para serem mais bem aceitos, mas não a prática, um exemplo clássico da neolinguística aplicada hoje em dia é a palavra CASAL e seu derivado CASAMENTO, antigamente ao citar tal palavra significava um MACHO e uma FÊMEA, hoje com a aplicação planejada e insistente da neolinguística é comum citar que dois machos ou duas fêmeas humanos formam um casal, mas sempre com relação a serem humanos, nunca você verá tal citação ao reino animal, por exemplo, dois patos continuam sendo um par, mas dois homens/mulheres que mantém relações sexuais entre si, dizem formar um casal e não um par como é o correto, ou seja, mudaram o termo para se adequar à suas concupiscências da carne, isso nos traz um alerta, em alguns casos não podemos usar esses termos como eles querem, por exemplo um verdadeiro e esclarecido cristão quando for escrever ou falar sobre um texto onde uma dessas palavras é citada, por obrigação de fé e em comunhão com a verdade, tal cristão tem por obrigação escreve ou dizer “um pederasta’ ou um “par de homens/mulheres” que tem um relacionamento sexual ou que convivem COMO SE fosse um casal, enfim as escrituras nos esclarece que esse tempo chegaria, pois mudariam os tempos e as estações, imaginem as palavras.
São vários outros termos modificados pela neolinguística e outros tantos serão modificados, mas a pratica é a mesma, mais uns exemplos: quando um esquerdista se referir implantar politicas para a saúde da mulher, leia-se ABORTO, controle social da mídia, leia-se CENSURA, desconstrução da heteronormatividade, leia-se IMPOSIÇÃO DA PEDERASTIA POR FORÇA DE LEI, enfim, é o fim dos tempos, mas tenho uma antiga frase que a neolinguística não mudou e nunca mudará: MARANATA, ORA VEM SENHOR JESUS.