3 de outubro de 2012

Uma reflexão sobre o neopentecostalismo


Uma reflexão sobre o neopentecostalismo

Ulisses Davi Condutta do Nascimento
Atenção: O objetivo deste texto não é de nenhuma forma difamar ou prejudicar determinada denominação ou doutrina, nem defender nem atacar movimentos. Este texto tem como objetivo levar o leitor a uma reflexão e a uma saudável discussão acerca do assunto.
Já há um tempo, vejo e noto que existe por parte de alguns blogueiros e apologistas na blogosfera uma certa “caçada” aos neopentecostais. Sim, eu denomino isso como “caçada”, porque só este ano já se foram toneladas de posts e matérias contra este movimento.
Converti-me numa igreja neopentecostal.
Vejo essas toneladas de criticas ao movimento neopentecostal e tenho que concordar com algumas das críticas. Mas pergunto: esse movimento já existe há mais de 30 anos no Brasil e por que só agora decidiram criticá-lo duramente?
A maior parte dessa crítica vem de homens das igrejas tradicionais e históricas, homens que sempre põem o seu “Soli Deo Gloria” no final de seus argumentos.
Há mais ou menos 30 anos, na baixada fluminense (região do estado do Rio de Janeiro em que moro e conheço bastante), havia uma grande falta de conhecimento da Palavra de Deus. Daí vamos nos lembrar: quem foi que distribuiu Bíblias aos pobres e às comunidades carentes daqui? Resposta: Assembleias de Deus, outras pequenas congregações pentecostais e denominações neopentecostais.
Enquanto isso, nossos irmãos tradicionais raramente passavam por aqui (eu mesmo não conheço nenhuma grande obra dos tradicionais na história desta região do Rio de Janeiro, com exceção de algumas pequenas missões batistas, metodistas e presbiterianas, mas ainda assim, era muito pouco o esforço feito). Resumindo: Enquanto A Primeira Igreja Batista do Rio de Janeiro e outros gigantes tradicionais estavam confortáveis em seus lindos templos, os “apóstatas” neopentecostais ao lado dos pentecostais tiveram que meter a mão na massa, trazendo a esta região tão carente na época a Palavra de Deus.
Ora, a bíblia ensina que devemos ser sensatos. Então, que sejamos assim. Assim como não concordo com exageros neopentecostais, teologia da prosperidade e etc., também ao mesmo tempo não concordo com os tais críticos da blogosfera. Esses críticos deveriam reconhecer o trabalho feito que esse movimento fez.
Mas o que me incomoda é que os mesmos críticos não fazem menção a esta parte da história da Igreja no Rio de Janeiro e outros lugares carentes no Brasil. Ora, a Bíblia não nos ensina a ser sensatos? Onde está a sensatez? Onde estavam tantos teólogos tradicionais quando tantas pessoas tinham carência da Palavra?
Não tenho nada contra nossos irmãos tradicionais e muito menos quero difamá-los. Mas a verdade é que que dentre esses homens que criticam ferrenhamente o movimento neopentecostal sem lhes dar algum crédito, há uma tremenda falta de sensatez.
Não estou defendendo o movimento neopentecostal, pois também não concordo com muitas práticas. Mas esse movimento também merece crédito pelo bem que faz ao levar a Palavra a comunidades muito carentes, onde outros cristãos não ousam entrar.
Agora faço outra pergunta: onde estão os mesmos críticos dos neopentecostais criticando a Teologia da Libertação? Não vejo absolutamente nenhum desses críticos criticando a Teologia da Libertação. Ora, para eles isto não é uma heresia séria? Ou estariam muitos deles de “conchavo” com tal teologia? Há críticos dos neopentecostais que apoiam ou fazem “vista grossa” a essa teologia, como Renato Vargens e Ed René Kivitz, por exemplo.
“E por que reparas tu no argueiro que está no olho do teu irmão, e não vês a trave que está no teu olho? Ou como dirás a teu irmão: Deixa-me tirar o argueiro do teu olho, estando uma trave no teu? Hipócrita, tira primeiro a trave do teu olho, e então cuidarás em tirar o argueiro do olho do teu irmão.” (Mateus 7:3-5)
Para terminar, devemos na Igreja de Cristo eliminar totalmente a insensatez e colocar os fatos por igual, pois se omitimos fatos, omitimos a sensatez, isso é grave para a Igreja.
O que aconteceu na baixada fluminense acerca disto, também aconteceu em muitos outros lugares carentes por todo o Brasil.
Que se fale de todos os lados do movimento neopentecostal, não só das más práticas.

10 comentários :

PRESBÍTERO VALDOMIRO disse...

Amado irmão Ulisses,

Sei que eu vou ser criticado, porque eu vou colocar aqui um comentário que eu já postei em artigos anteriores. Mas, devido ao teor deste seu artigo, sou obrigado a repetir o mesmo comentário (até porque tem tudo a ver com o que o seu artigo diz).

Eu diria que houve uma falta de vigilância do povo em geral contra a infiltração e a proliferação de idéias esquerdistas, marxistas, comunistas e socialistas na nossa política e no nosso sistema educacional. E, infelizmente, essas mesmas idéias também contaminaram as nossas igrejas (por negligência dos servos de Deus).

Em virtude disso, o verdadeiro evangelho de Jesus vem sendo deturpado e distorcido por muitos pastores. Como prova disso, temos várias "teologias": Prosperidade, Missão Integral, Libertação (e outras semelhantes). Em outras palavras: são criados outros evangelhos (que são, na verdade, falsificações do verdadeiro evangelho de Jesus).

Só que o apóstolo Paulo, a respeito disso (dos falsos evangelhos e das falsas teologias), disse em alto e bom som:

"Mas ainda que nós mesmos ou até um anjo do Céu vos apresente um outro evangelho diferente daquele que eu vos tenho pregado, seja anátema. Assim como já vos disse antes, agora novamente vos digo: se alguém vos anunciar um outro evangelho além do que já recebestes, seja anátema. Porque, procuro eu o favor dos homens ou o favor de Deus? Ou procuro agradar a homens? Se estivesse ainda agradando aos homens, não seria servo de Cristo" (Gálatas 1:8–10)

Há muitos anos atrás (mais precisamente na década de 1970), quando eu era um jovem recém–convertido (fui consagrado a obreiro alguns meses depois), eu lembro que, durante uma pregação na igreja onde eu congregava, o pastor disse (num tom profético): "Irmãos, vai chegar um tempo em que o evangelho do Senhor Jesus Cristo será desprezado. Muitos vão se deixar seduzir por idéias demoníacas, e vão inventar outras crenças (e outras teologias fora da Palavra de Deus). E, infelizmente, muitos dos servos de Deus serão influenciados por essas mesmas idéias (que também vão contaminar a igreja do Senhor). Não deixemos que nada isso venha a nos afastar da pureza da Palavra de Deus, e não abandonemos a verdade".

Num primeiro momento, achei que o pastor estava sendo pessimista demais. Ao final do culto, eu perguntei a ele: "Pastor, o senhor não está exagerando? Quem pode ir contra a verdade da Palavra de Deus?" E ele me respondeu: "Meu filho, a Palavra do Senhor tem que se cumprir. Vai acontecer muita coisa antes da volta de Jesus. E isso que eu falei é apenas uma de muitas delas. Tenha certeza disso, porque a Palavra do Senhor é verdadeira. Estive orando em casa e o próprio Senhor me revelou tudo isso".

Hoje, passados 40 anos após eu ter ouvido a pregação desse mesmo pastor (que hoje descansa no Senhor), vejo tudo se cumprindo: escolas, pessoas e igrejas corrompidas por filosofias marxistas, socialistas, comunistas, esquerdistas, e outras filosofias anti–cristãs (sem contar outras teologias e outros evangelhos). E a tendência é tudo piorar cada vez mais!

O que o pastor falou naquela época (e que está acontecendo hoje) só faz confirmar as palavras do apóstolo Paulo:

"Mas o Espírito expressamente adverte que em tempos posteriores muitos apostatarão da fé, e darão ouvidos aos espíritos enganadores e às doutrinas de demônios" (1 Timóteo 4:1)

Alguém ainda duvida da veracidade da Palavra de Deus?

Ulisses Nascimento disse...

Irmão Valdomiro

Sim,já havia visto o seu comentário e a apostasia é realmente algo que está se cumprindo. Eu não defendo nenhum tipo de deturpação da Palavra de Deus, seja ela Prosperidade ou Missão Integral.O que me incomoda é o fato de que muitos daqueles que criticam a TP, também adotam outro evangelho, e querem lavar suas mãos! Minha crítica são aos hipócritas, e não ao homem que não se deixa ser enganado pelos sistemas.

Um abraço.

Eliseu F A Jr disse...

A verdade é que o pentecostalismo tem realmente muitos erros teológicos, mas lá cabe todos e evangelizam mais do que muitas outras denominações que se dizem teologicamente corretas.

Lino disse...

Não só eu concordo com o que o presbítero Valdomiro e o Ulisses disseram, como eu ainda acrescentaria o seguinte: somente na obediência à Palavra de Deus é que temos a verdadeira segurança espiritual (e a garantia da salvação).

A respeito dos falsos profetas, Jesus já havia alertado:

"Acautelai-vos dos falsos profetas que vêm até vós disfarçados de ovelhas, mas por dentro são lobos devoradores" (Mateus 7:15)

"Porque muitos virão em Meu nome, e dirão: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos" (Mateus 24:5)

"Porque surgirão falsos cristos e falsos profetas; e farão tão grandes sinais e prodígios que, se lhes fosse possível, enganariam até mesmo os escolhidos" (Mateus 24:24)

O mesmo alerta foi dado pelo apóstolo Paulo:

"E não vos admireis disto, já que o próprio Satanás insiste em se transformar em anjo de luz. Não é muito, portanto, que os seus ministros apareçam como ministros da justiça; e o fim deles será segundo as suas obras" (2 Coríntios 11:14–15)

A Palavra de Deus diz como devemos proceder para não sermos enganados pelos falsos profetas. Leiamos:

"Porém o profeta que entender de falar alguma coisa em Meu nome, que Eu não tenha mandado falar, ou falar em nome de outros deuses, esse profeta morrerá. E se disseres no teu coração: como conheceremos a palavra que o Senhor não falou? Quando o profeta falar em nome do Senhor e a mesma palavra não se cumprir, e nem assim se suceder, esta é a palavra que o Senhor não falou; com soberba a falou o tal profeta, e não tenhas temor dele" (Deuteronômio 18:20–22)

"Porque nada podemos contra a verdade, senão pela verdade" (2 Coríntios 13:8)

"Amados, não acrediteis em todo espírito; mas antes provai se tais espíritos são de Deus, porque muitos falsos profetas têm surgido em todo o mundo" (1 João 4:1)

"Mas ainda que nós mesmos ou até um anjo do Céu vos apresente um outro evangelho diferente daquele que eu vos tenho pregado, seja anátema. Assim como já vos disse antes, agora novamente vos digo: se alguém vos anunciar um outro evangelho diferente do que já recebestes, seja anátema. Porque procuro eu o favor dos homens, ou o favor de Deus? Ou procuro agradar a homens? Se ainda estivesse agradando aos homens, não seria servo de Cristo" (Gálatas 1:8–10)

"Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para vos manterdes firmes contra as astutas ciladas do diabo. Porque temos uma luta que não é contra a carne e o sangue, mas contra os principados, as potestades, os príncipes das trevas deste século, e as hostes espirituais da maldade nos lugares celestiais" (Efésios 6:11–12)

Alguém concorda comigo?

ÉLQUISSON disse...

Hoje existem muitas edificações (a maioria delas) que possuem fachada de igreja, nome de igreja, quase tudo parecido com uma igreja, mas não são igreja. São meros templos da Babilônia comandados por mercenários, embusteiros, enganadores, ilusionistas, milagreiros, mercadejadores da Palavra de Deus, enfim, falsos profetas que sempre se apresentam em público de terno e gravata (ou batina).

Quando ligamos a TV nas madrugadas, vemos, nesses mesmos templos, a mesma idolatria que era praticada antigamente (só mudou a forma). Ao invés dos antigos ídolos feitos por mãos humanas, temos outros objetos que são utilizados para o mesmo propósito: água orada, rosa ungida, toalha consagrada, e outras coisas (verdadeiros absurdos que não têm nenhum respaldo bíblico). Como o povo em geral não é esclarecido, acaba sendo facilmente manipulado. É como diz a Palavra de Deus:

"O Meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento" (Oséias 4:6)

"O deus deste século cegou o entendimento dos incrédulos para que não lhes resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus" (2 Coríntios 4:4)

Devido à falta de esclarecimento, o povo cai na lábia desses mesmos falsos profetas. Só que tanto eles como o povo que os assiste estão cegos. Jesus disse que se um cego guiar outro cego, ambos irão cair na cova (Mateus 15:14)

A tática do engano é muito simples: os dirigentes desses templos colocam atrás dos púlpitos alguns palhaços doutrinados para dar ao povo o pão e o circo que desejam (o pão normalmente é a ilusão da prosperidade). Eles até abrem a Bíblia e chegam até a citar alguns versículos (para dar uma aparência de cristão). Mas se analisarmos atentamente o conteúdo das pregações, veremos que são meras filosofias baratas. São discursos meia–sola, semelhantes às receitas médicas, psicológicas ou de algum cartomante. Coisa barata e fútil mesmo. Depois disso, é só acrescentar um pouco de louvor, encontros sociais, rituais, e aí a fórmula estará completa.

Comumente, esses templos babilônicos têm suas crenças baseadas nas suas tradições religiosas. Tais tradições, por eles equiparadas às regras bíblicas e que outrora derrubaram o povo de Israel lá no período do Antigo Testamento, são o motivo da queda de muitos hoje em dia. Não é à toa que os antigos doutores das lei haviam criado centenas de regras (as coisas mais loucas e absurdas do mundo!), além daquelas dadas por Moisés séculos antes no monte Sinai (tudo em nome da exaltada tradição religiosa resumida pela frase: "Temos por pai Abraão!").

Com o passar dos séculos, novos doutores da lei foram surgindo. Eles, para fazer valer o espírito de seus pais, também adicionaram outras regras, e hoje vemos no que a igreja se transformou: um verdadeiro ponto de encontro de diferentes crenças, teologias, filosofias, ensinamentos e religiosidades! Foi justamente por isso que Jesus disse:

"Este povo vem a Mim com a sua boca e Me honra com os lábios, mas o seu coração está distante de Mim; e em vão Me adoram, porque ensinam doutrinas que são preceitos de homens" (Mateus 15:8–9)

Mas, felizmente, haverá um fim para tudo isso. Jesus vai dar um basta a todos os que enganam o Seu povo. A Palavra de Deus garante que a igreja–mãe (Babilônia) e as suas filhas (que são os atuais templos luxuosos, cujos dirigentes não têm tido nenhum compromisso verdadeiro com a obediência à Palavra de Deus) já estão com os dias contados. Leiamos:

"Caiu, caiu a grande Babilônia, a qual se tornou abrigo de demônios, e morada de todo espírito imundo, e refúgio de toda ave nojenta e detestável. Pois todas as nações beberam do vinho da ira da sua prostituição, e os reis da terra se prostituíram com ela; e os mercadores da terra se enriqueceram com a abundância de suas delícias. E ouvi outra voz do Céu, que dizia: Sai dela, povo meu, para que não sejas cúmplice dos seus pecados, e para que não recebas as suas pragas" (Apocalipse 18:2–4)

P.S: Se alguém quiser se manifestar, esteja à vontade

Ulisses Nascimento disse...

Sim, existem coisas repugnantes nas madrugadas da TV e no meio milagreiro neopentecostal, mas ainda assim,acho que não pode se generalizar todo o movimento, por exemplo, eu nunca vi (ao menos nunca vi) RR Soares vender bugigangas ungidas,se alguém já viu me corrija por favor.Nem toda denominação neopentecostal é como a IURD ou IMPD.

Henrique disse...

Diante do que estamos vivenciando hoje em muitas igrejas, eu diria que achar uma igreja 100% perfeita é uma verdadeira "Missão impossível".

Ao lermos o livro de Apocalipse, vemos que Jesus, nos capítulos 2 e 3, manda o apóstolo João escrever 7 cartas para 7 igrejas diferentes: Éfeso, Esmirna, Pérgamo, Tiatira, Sardes, Filadélfia e Laodicéia. Ao serem avaliadas por Jesus, elas podem ser classificadas da seguinte forma:

– 1 igreja quase perfeita (somente 1 única crítica): Éfeso;

– 2 igrejas 100% perfeitas (somente elogios e nenhuma crítica): Esmirna e Filadélfia;

– 3 igrejas imperfeitas (mais críticas do que elogios): Pérgamo, Tiatira e Sardes;

– 1 igreja totalmente corrompida (somente críticas e nenhum elogio): Laodicéia.

Considerando que quase todas as igrejas hoje estão mais cheias de erros do que de virtudes, vejamos o que Jesus mostra de errado em 5 das 7 igrejas de Apocalipse (e como estes mesmos erros estão em evidência nas igrejas de hoje):

– Éfeso: "Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor" (Apocalipse 2:4)

– Pérgamo: "Tenho algumas coisas contra ti: tens aí os que seguem a doutrina de Balaão, o qual ensinava Balaque a lançar tropeços diante dos filhos de Israel, para que comessem dos sacrifícios da idolatria e se prostituíssem. Assim, tens também aqueles que seguem a doutrina dos nicolaítas, o que Eu odeio" (Apocalipse 2:14–15)

– Tiatira: "Tenho contra ti que toleras que Jezabel, mulher que se diz profetisa, ensine e engane os Meus servos, para que se prostituam e comam dos sacrifícios da idolatria. E Eu dei a ela bastante tempo para que se arrependesse da sua prostituição; mas ela não quis se arrepender" (Apocalipse 2:20–21)

– Sardes: "Tens nome de que vives e estás morto... não tenho achado as tuas obras perfeitas diante de Deus" (Apocalipse 3:1;2)

– Laodicéia: "Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, estou a te vomitar da Minha boca. Porque dizes: Sou rico e não tenho falta de nada; mas não sabes que és um desgraçado, miserável, pobre, cego, e nu" (Apocalipse 3:16–17)

Agora, façamos a comparação entre estas igrejas de Apocalipse e as igrejas de hoje:

– Éfeso (e hoje): Quantas igrejas hoje já não têm (ou não vivenciam) mais o primeiro amor (como nos tempos de novo convertido)?

– Pérgamo (e hoje): Quantas igrejas hoje estão permitindo a infiltração de heresias e falsas doutrinas (e deturpando a Palavra de Deus)?

– Tiatira (e hoje): Quantas igrejas hoje dão ouvidos aos falsos profetas, às doutrinas de demônios, e toleram os "modernismos mundanos" no seu interior?

– Sardes (e hoje): Quantas igrejas novas surgem a cada dia em cada esquina, sem a unção do Espírito Santo (e com pastores sem uma vida consagrada no altar)?

– Laodicéia (e hoje): Quantas igrejas pregam as bênçãos material e financeira (e esquecem de anunciar que o Reino de Deus deve ser a prioridade das nossas vidas)?

A resposta comum para todas estas perguntas acima é uma só: quase todas as igrejas (inclusive muitas que se dizem cristãs)

Será que esta minha análise está certa? Quem quiser se manifestar, esteja à vontade.

Anônimo disse...

Na verdade há muitos apologistas e teólogos de gabinetes,cuja "tara" é criticar tudo e todos que não são seus iguais nos costumes,liturgias e na exposição bíblica homileticamente correta.
Ora, o neopentecostalismo estar aí e veio para ficar, e está fazendo um grande trabalho em várias frentes sociais e evangelísticas,mormente nas regiões mais carentes e incultas.
Até me arrisco a dizer que os neopentencostais fazem o "evangelismo trator",são como os soldados na guerra cuja função era catar os corpos dos colegas mortos em combate,função esta árdua e repugnante,por se depararem com corpos mutilados,deformados e incompletos,irreconhecíveis e putrefatos sendo devorados pelos vermes.E tinham que tocá-los.
Com todo o respeito aos apologistas e teólogos(graças por Deus tê-los levantado no arraial evangélico),mas os neopentencostais hoje "apanham" diariamente da imprensa secular,sendo considerados analfabetos,fanáticos e bobos de carteirinha explorados pelos pastores simonitas.Ora para que unir-se aos que os depreciam?
Os neopentecostais não são nossos inimigos(mesmo com algumas diferenças teológicas),são nossos irmãos em Cristo.
Meus irmãos,sou apenas um dos menores servos de Cristo servindo-O em uma das muitas denominações existentes na Seara Evangélica: Assembléia de Deus.

José Nascimento Rodrigues

Anônimo disse...

Eu tbm faço parte de uma igreja neopentencostal esse texto é um alerta a cristãos de outro segmento que ataca de uma forma gratuita que nutre um certo ódio e inveja contra os irmãos em Cristo neopentencostais isso não é Deus.
Eles só esquecem não tão atacando homens e líderes e sim a ao DEUS VIVO estão pecando o principal de toda essa história que o DIABO deve adorar isso tudo bater palma e gargalhar vê cristãos atacando outros cristãos.
Só posso dizer Deus tenha misericórdia eles se arrependam e abram os olhos desses cristãos e líderes de outros segmentos que mais grave contamina seus "rebanhos" que tem mania de perseguição de julgar só porque tem métodos de trabalho diferentes deles peçam perdão a Deus mais rápido possível parem já com isso porque as suas almas estão a perigo isso sério podem perder a sua salvação vcs acham que irmão que ataca e fere outro irmão vai para DEUS vcs vão parar lá na casa do outro deus minúsculo que tem chifre tá abraço júlio e a sua família.

Ester!!!!

.¸¸.♥ Biα ♥.¸¸. disse...

Bem, se fosse somente o neo-pentecostalismo o único problema a ser analisado no meio que se diz evangélico...
Mas, há muito, muito mais para ser analisado, diante da Palavra de Deus, levando em conta que a maioria dos que se dizem evangélicos não enxergam nem aquilo que está em evidência quanto mais o que está oculto no meio dos que se dizem povo de Deus. Não frequento mais nenhuma denominação, cansei de tanta aberração doutrinária e enganação. me reúno com minha família e alguns irmãos que também se cansaram de ver tanta coisa ruim com aparência de "de Deus", e digo que Deus tem nos dado louvores maravilhosos que nunca serão comercializados, nunca serão usados para nos darem lucro mas sim somente para a glória de Deus. Tenho aprendido coisas espirituais que nunca aprendi em denominação nenhuma, aliás somente agora estou aprendendo o que é ser realmente uma filha de Deus, o que é andar na Palavra, e não amar as coisas desse mundo.
Quando Deus abriu meus olhos e me permitiu enxergar, pois eu não me conformava com tantas doutrinas diferentes, cada lugar tinha uma doutrina diferente da outra, uma não aceitava o batismo da outra, e eu perguntava ao Senhor o porquê de tudo ser assim, porque o corpo de Cristo é tão dividido, ele simplesmente começou a me dar as respostas, por isso caí fora desse sistema, que em sua maioria está com falsos fundamentos quando na verdade, o único fundamento deveria ser o Senhor Jesus Cristo.
Tendo em vista que as pessoas ficaram dominadas debaixo dos ensinos dos falsos fundamentos, foram aterrorizadas com frases de efeito para que não questionassem os espíritos enganadores. As conhecidas frases de efeito são: "Não toque no ungido", "Deixa que é com Deus que ele tem de prestar conta", "Não julgue o irmão", "Obedeça o seu pastor ou líder", "Não questione o ministério". Essas frases de efeito, diante da Palavra de Deus, com interpretação real, nada são, mas servem de escudo para sustentação de todo o engano que realizam.
Quando se diz, que "o único fundamento é Cristo", é comum as pessoas entenderem que basta falar o nome de Jesus e qualquer lugar serve para ser chamado de igreja evangélica com reunião dos santos ou dos filhos de Deus. Não é simplesmente usar o nome do Senhor Jesus Cristo, não, mas viver pela sua Palavra, pelo único fundamento. Só há um Cristo, só há uma Palavra de Deus e uma única interpretação dessa Palavra.

Seria o Espírito Santo confuso ou enganador ao ponto de levantar uma igreja com diversas interpretações da mesma Palavra de Deus? Pior, com extremas blasfêmias contra o Deus Altíssimo? A Palavra de Deus é Espírito e Vida. A falsa palavra de Deus é espírito e morte.

Por essas e outras caí fora. Deus se agrada quando questionamos os eros e o consultamos, ele abre nossos olhos porque nos interessamos pela verdade, e Ele é a verdade.