19 de outubro de 2012

Um herói no Titanic


Um herói no Titanic

Paul Wilkinson
John Harper [um pastor batista de Glasgow, na Escócia] havia passado três meses ministrando na Igreja Moody, em Chicago, e durante esse tempo a igreja havia experimentado “um dos reavivamentos mais fantásticos de sua história”. Entretanto, não fazia muito tempo que ele estava de volta à Grã-Bretanha quando lhe pediram para voltar e continuar seu ministério. Harper tomou rapidamente as providências para ele mesmo e sua filhinha de seis anos, Nana, viajarem de volta à América, a bordo do Lusitânia, mas decidiram atrasar sua partida por uma semana para que pudessem viajar em um novo navio que estava para fazer sua viagem de estréia: o Titanic.
O Titanic bateu em um iceberg às 23h40m do dia 11 de abril de 1912. Quando foi dado o comando para os passageiros desocuparem suas cabines, Harper enrolou sua filha em um cobertor, disse-lhe que ela o veria novamente um dia, e a entregou a um dos homens da tripulação. Depois de observar que ela estava a salvo em um dos barcos salva-vidas, ele tirou seu colete salva-vidas e o deu a um dos outros passageiros. Um sobrevivente se lembrou distintamente de ouvi-lo gritar: “Mulheres, crianças e os que não são salvos, entrem nos barcos salva-vidas!” Depois, Harper correu pelo convés implorando às pessoas que se entregassem a Cristo, e, com o navio afundando, ele solicitou à orquestra do Titanic para tocar “Mais perto quero estar”. Ajuntando as pessoas a seu redor, ele então se ajoelhou e, “com alegria santa em seu rosto”, ergueu os braços em oração. À medida que o navio começou a adernar, ele pulou para dentro das águas geladas e nadou freneticamente para perto de todos a quem conseguiu alcançar, suplicando-lhes que se voltassem para o Senhor Jesus e fossem salvos. Finalmente, quando a hipotermia o imobilizou, John Harper afundou nas águas e passou para a presença do Senhor Jesus. Ele tinha 39 anos.
Quatro anos mais tarde, um jovem escocês chamado Aguilla Webb levantou-se em uma reunião em Hamilton, no Canadá, e deu o seguinte testemunho:
Sou um sobrevivente do Titanic. Quando eu estava boiando sozinho, segurando-me em um pedaço do mastro do navio naquela noite horrível, as ondas trouxeram para perto de mim o senhor John Harper, de Glasgow, que também estava se segurando em um pedaço dos destroços. “Amigo”, disse ele, “você é salvo?” “Não”, eu respondi, “não sou”. E ele continuou: “Creia no Senhor Jesus Cristo e você será salvo”. As ondas o carregaram para longe; mas, por mais estranho que possa parecer, as ondas o trouxeram de volta um pouco mais tarde, e ele disse: “E agora, você está salvo?” “Não”, eu disse, “não posso dizer honestamente que esteja”. Ele disse novamente: “Creia no Senhor Jesus Cristo e você será salvo”. Alguns segundos depois ele afundou; e ali, sozinho naquela noite, e com duas milhas de água abaixo de mim, eu cri. Eu sou o último convertido de John Harper.[1]
Em um tributo a Harper, que foi publicado em 1912 sob o título “Os Três Temas de um Herói”, William Andrew, de Glasgow, apontou que os três temas da pregação de Harper haviam sido “A Cruz de Cristo, a Maravilhosa Graça de Deus Para o Homem, e a Vinda Iminente de Nosso Senhor Jesus Cristo”. (Paul Wilkinson - The Berean Call - http://www.chamada.com.br)

Nota:

1. George Harper, “My Brother As I Knew Him”, [Meu Irmão Como o Conheci] em Moody Adams, The Titanic’s Last Hero (O Último Herói do Titanic) (Belfast: Ambassador, 1998), 55, citado em Wilkinson, “You Shall Be My Witnesses” [E Sereis Minhas Testemunhas].
Divulgação: www.juliosevero.com
Leitura recomendada:

4 comentários :

Jessica disse...

Adorei saber disso, desconhecia essa historia.
O Titanic afundou dia 14 de abril, mesmo dia que bateu no iceberg, e não dia 11 :)
Beijo!

Esther Kochav disse...

O amor às almas! Exemplar!

ÉLQUISSON disse...

Amada irmã Esther Kochav,

Lendo o maravilhoso episódio narrado neste artigo, é impossível não citar as palavras de Jesus:

"Eu sou o Bom Pastor; o Bom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas" (João 10:11)

"Eu sou o Bom Pastor, e conheço as Minhas ovelhas, e das Minhas Eu sou conhecido" (João 10:14)

Quantos pastores, nos dias de hoje, têm essa paixão pelas almas que precisam conhecer a Jesus?

Não sei se eu estou certo, mas eu creio que talvez tenha sido por isso que Jesus falou para a igreja de Éfeso:

"Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor" (Apocalipse 2:4)

Será que não é este mesmo amor que está faltando em muitas igrejas (e em muitos pastores)?

Se alguém puder me esclarecer essa questão, agradeço desde já.

Anônimo disse...

Saber a real história do TITANIC, mil vezes melhor que vê propriamente o filme que eu tenho em dvd agora quando assisti-lo novamente vou vê com outros olhos. Você pode me perguntar porque?
Um dos passageiros que faleceu era um pastor e realmente um verdadeiro Homem de Deus que nos últimos minutos de vida ele preocupado com as "almas perdidas" no meio do desespero das pessoas ele dava ali poucas palavras o plano da salvação para elas se aceitar a Jesus ou não que lição de Fé esse tá no céu concerteza.

John Harper [um pastor batista de Glasgow, na Escócia] havia passado três meses ministrando na Igreja Moody.

Ester!!!!