1 de outubro de 2012

Milhares de pessoas oram pelos EUA em comício “EUA para Jesus”


Milhares de pessoas oram pelos EUA em comício “EUA para Jesus”

MARYCLAIRE DALE Associated Press
Milhares de cristãos conservadores se reuniram no sábado no Independence Mall na Filadélfia para orar pelo futuro dos Estados Unidos nas semanas antes da eleição presidencial.
Comício de oração EUA para Jesus
O empresário de televisão Pat Robertson e Tony Perkins, presidente do Conselho de Pesquisa da Família, foram os palestrantes principais do comício de oração “EUA para Jesus 2012”, que durou o dia inteiro.
Robertson, um ex-candidato à presidência pelo Partido Republicano, disse que esta eleição é importante, mas não mencionou nenhum grande partido político ou candidato por nome.
“Não me importo com o que a ACLU [entidade esquerdista anticristã de direitos civis] diga ou com o que qualquer ateu diga. Esta nação pertence a Jesus, e estamos aqui hoje para reafirmar a soberania dele”, disse Robertson, que está com 82 anos. Ele fundou a Coalizão Cristã e a Rede de Televisão Cristã (Christian Broadcasting Network) e foi candidato a presidente dos EUA em 1988.
Os organizadores planejam outro comício de oração em 20 de outubro em Washington, D.C., duas semanas antes do presidente Barack Obama enfrentar o republicano Mitt Romney na eleição presidencial.
Perkins pediu à multidão que orasse pelas autoridades eleitas, inclusive Obama.
“Oramos para que os olhos dele sejam abertos para a verdade”, disse Perkins.
Muitos dos organizadores do evento, porém, são críticos explícitos do presidente que pertence ao Partido Democrático.
Comício de oração EUA para Jesus
Steve Strang, o influente empresário pentecostal que publica a revista Charisma, que foi distribuída no comício, recentemente escreveu numa postagem de blog que os EUA estão sob a ameaça da “radical agenda homossexual”. Ele também disse que Obama “parece estar avançando algum tipo de socialismo europeu”.
Os palestrantes durante o sábado inteiro condenaram o aborto, o “casamento” gay e o controle populacional conforme são promovidos pela Federação Internacional de Planejamento Familiar. Músicas de rock cristão encheram o mall histórico enquanto os palestrantes desafiavam a multidão a vencer os sete pecados mortais: orgulho, ganância, lascívia, inveja, glutonaria, ira e preguiça.
O comício foi realizado fora do Independence Hall, onde a Declaração de Independência foi assinada. A Pensilvânia é também onde o evangelista George Whitefield pregou durante o primeira Grande Despertamento, o reavivamento cristão do século XVIII que se espalhou em todas as colônias americanas.
Traduzido e editado por Julio Severo do artigo da ABCNews: Thousands Pray for US at 'America for Jesus' Rally

4 comentários :

PRESBÍTERO VALDOMIRO disse...

Não sei se muitos vão concordar com o meu ponto de vista, mas eu vou dizer exatamente o que eu penso (vocês podem me corrigir se, por acaso, eu estiver errado).

Eu diria que o que está acontecendo nos Estados Unidos (e também no mundo em geral) é um abandono total da verdadeira fé cristã. Estamos vivendo uma crise moral generalizada. A respeito disso, Jesus dá o diagnóstico preciso do momento atual que estamos vivendo:

"Este povo vem a Mim com a sua boca e Me honra com os lábios, mas o seu coração está distante de Mim; e em vão Me adoram, porque ensinam doutrinas que são preceitos de homens" (Mateus 15:8–9).

A corrupção humana já atingiu um nível tão crítico, que nem mesmo a igreja não está mais tendo forças para esboçar qualquer tipo de reação. A igreja cristã, atualmente, parece estar impotente e anestesiada diante do domínio praticamente total e absoluto do pecado em todo o mundo. Mas o pior disso tudo é que, ao invés da igreja mudar o mundo, é o mundo quem está mudando a igreja. Em outras palavras: muitas igrejas (inclusive as que se dizem cristãs) estão tolerando a sujeira do mundo no seu interior (ao invés de permanecerem firmes no combate ao pecado).

Estamos vivendo uma verdadeira inversão de valores: o errado é o certo, o certo é o errado; o mal é o bem, o bem é o mal; a luz são trevas, e as trevas são luz. Em outras palavras: vivemos dentro de um relativismo moral, que faz com que os padrões de conduta sejam meras convenções humanas variáveis no tempo e no espaço (ao invés de serem a expressão de uma ordem moral divina e eterna). Esse mesmo relativismo moral que já contaminou o mundo e as igrejas faz com que as pessoas procurem uma religião ou uma igreja que satisfaça somente as suas próprias conveniências pessoais (ou que não diga nada contra o pecado). As pessoas só querem acreditar no que elas desejam (e não no que elas realmente precisam). Por isso é que a imoralidade está dominando o mundo todo. E é exatamente por isso que a Bíblia, com muita razão, diz que "o mundo jaz no maligno" (1 João 5:19).

Infelizmente, o que está acontecendo com muitas pessoas e igrejas hoje é algo que já foi dito pelo apóstolo Paulo:

"Mas o Espírito expressamente adverte que em tempos posteriores muitos apostatarão da fé, e darão ouvidos aos espíritos enganadores e às doutrinas de demônios" (1 Timóteo 4:1)

Toda esta apostasia já foi prevista há muito tempo (inclusive antes da primeira vinda de Jesus à Terra). Essa mesma apostasia é que será o principal sinal do arrebatamento. No entanto, as transformações políticas e a plena corrupção em que o mundo todo está vivendo hoje confirmam que a Palavra de Deus é 100% verdadeira. Se, como diz a Bíblia, o mundo jaz no maligno, a tendência natural das coisas é que o mal reine de forma absoluta até a volta de Jesus. Enquanto ainda dispomos de uma relativa liberdade, podemos protestar contra as obras das trevas e suas leis. Porém, quando elas, através da NOM (Nova Ordem Mundial), assumirem o controle total do pouco que ainda resta, será suicídio tentar enfrentá-las de igual para igual.

Se quisermos conscientizar a todos de que a obediência à Palavra de Deus é a verdadeira e única segurança de que dispomos contra o mal, temos que agir como verdadeiros filhos de Deus neste mundo de trevas. Em outras palavras: o verdadeiro cristão tem que fazer a diferença onde estiver. É como a Palavra de Deus ensina:

"E não vos conformeis com este mundo; mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, perfeita e agradável vontade de Deus" (Romanos 12:2)

"Fazei todas as coisas sem murmurações nem contendas; Para que sejais sinceros e irrepreensíveis, filhos de Deus inculpáveis, no meio de uma geração corrompida e perversa, entre a qual resplandeceis como astros no mundo" (Filipenses 2:14–15)

P.S: Se alguém quiser se manifestar, esteja à vontade.

MARIA disse...

É uma reação significativa! Pena que só agora estão fazendo esses eventos! Esperamos que haja esperança para a nação americana. Deus sempre espera que nos arrependamos. Deus abençoe a América, incluindo a América Latina!

ÉLQUISSON disse...

Maria,

Eu não sei se você vai concordar comigo, mas eu creio que a esperança da nação americana (e também do Brasil e de todo o mundo) depende única e exclusivamente da atitude dos cristãos diante do pecado.

É justamente aí que se vê quem é cristão de verdade: se é aquele que protesta, que não aceita o conformismo com a sujeira do mundo, que defende com todas as forças as verdades bíblicas, que é capaz de dar a vida por amor a Jesus e à Sua Palavra, que é firme nos seus princípios; ou se é aquele que "adapta" a moral cristã aos "modernismos" mundanos, que aceita idéias marxistas, esquerdistas, comunistas e socialistas, que tolera o "politicamente correto" do governo e dos homossexuais, que se omite no combate ao pecado, enfim, que faz jogo duplo (querendo agradar a Deus e ao diabo).

Infelizmente, muitos que se dizem cristãos estão sendo mornos. Morno, de acordo com a Bíblia, é aquele que se diz cristão, mas não combate com firmeza o pecado. Foi justamente por isso que Jesus mandou o apóstolo João escrever o seguinte texto na carta para a igreja de Laodicéia:

"Eu conheço as tuas obras: não és frio e nem quente; quem Me dera se fosses frio ou quente! Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, estou para te vomitar da Minha boca" (Apocalipse 3:15–16)

Quem é morno é, às vezes, pior do que o ímpio. O ímpio, pelo menos, já sabe que direção seguir. É um caminho que é errado, mas que já foi escolhido (pelo menos uma decisão já foi tomada).

Já o morno é aquele que, como se diz no popular, fica "em cima do muro": não sabe para onde vai. Em outras palavras: não abandona a Jesus, mas também não resiste a certas tentações do diabo.

Foi por isso que o apóstolo Tiago disse:

"Aquele, pois, que sabe fazer o bem e não o faz, comete pecado" (Tiago 4:17)

Em outras palavras: aquele que sabe que deve combater o pecado e não toma uma atitude (ou seja, não diz nem faz nada contra o pecado) é cúmplice do pecado (e é tão ou mais culpado quanto o próprio pecador)!

O verdadeiro cristão não pode (e nem deve) ser morno. O verdadeiro cristão tem uma só palavra, uma só escolha, segue somente uma única direção, e é firme em suas convicções. Em suma, o verdadeiro cristão obedece ao que Jesus diz:

"Seja, porém, a vossa palavra: Sim, sim; Não, não; porque o que passar disso é de procedência maligna" (Mateus 5:37)

"Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou amará a um e odiará o outro, ou há de se dedicar a um e desprezar o outro" (Mateus 6:24)

É preciso que os cristãos saibam que a atitude deles pode decidir o futuro do país. Portanto, trata-se de uma responsabilidade individual que cada um terá diante de si mesmo e, principalmente, diante de Deus. Em outras palavras: se nos omitirmos em ter uma postura firme na defesa da moral e dos bons princípios, estaremos sendo cúmplices de todo o mal que nos rodeia (e seremos cobrados por Deus pela nossa omissão). É como alertou o apóstolo Paulo:

"Cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus" (Romanos 14:12)

Que estas palavras sirvam de alerta para muitos que se dizem cristãos (e que ainda continuam acomodados)!

"PARA QUE O MAL VENÇA, BASTA QUE OS HOMENS DE BEM NÃO FAÇAM NADA"

Anônimo disse...

Pelo menos os cristãos que ainda existe nos EUA está reagindo contra a situação caótica de esfriamente da fé cristã e as ideologias antiDeus se revigorando lá.

Ester!!!!