18 de outubro de 2012

Igrejas protestantes exigem fim da ajuda do governo dos EUA a Israel


Igrejas protestantes exigem fim da ajuda do governo dos EUA a Israel

Comentário de Julio Severo: As grandes denominações protestantes dos EUA (presbiteriana, luterana, anglicana, etc.), que décadas atrás abraçaram o Evangelho Social (que ajudou a dar origem à Teologia da Missão Integral), hoje embarcam no liberalismo, ordenação de pastores gays e, é claro, boicotes a Israel. Mas os evangélicos, geralmente de linha não protestante, continuam firmes contra o liberalismo, a ordenação de pastores gays e, acima de tudo, apoiam Israel de coração, conforme esta notícia: Cristãos marcham em Jerusalém em apoio a Israel
A decadência das igrejas protestantes dos EUA vem de longe, conforme mostra esta notícia: Fantástico ataca televangelistas
A notícia abaixo revela mais um sinal de decadência dessas igrejas:

Igrejas protestantes pedem que EUA suspenda ajuda a Israel

Quinze importantes líderes de denominações evangélicas dos Estados Unidos enviaram uma carta aberta ao Congresso na semana passada. Eles pediam uma investigação e possível suspensão da ajuda do governo americano a Israel.
O documento foi enviado a todos os membros do Congresso e assinado por líderes da Igreja Presbiteriana, Igreja Evangélica Luterana da América, Igreja Metodista Unida, o Conselho Nacional de Igrejas dos EUA e a Igreja Unida de Cristo.
Dizendo que têm “testemunhado a dor e o sofrimento” de israelenses e palestinos, os signatários acreditam que “a assistência militar incondicional dos EUA a Israel tem contribuído para esta deterioração, sustentando o conflito e minando, a longo prazo, os interesses de segurança de israelenses e palestinos”.
A carta pede ainda “uma investigação imediata sobre possíveis violações por parte de Israel” de acordos com Washington para o uso ilegal alegado de armamento vendido pelos EUA contra os palestinos. Há um pedido pela divulgação de “informações regulares sobre o cumprimento do acordo e a fim da ajuda militar em caso de descumprimento”.
No passado, muitos destes líderes eclesiásticos enviaram cartas para o Congresso criticando alguns esforços israelenses, especialmente a construção de assentamentos. No entanto, este é o primeiro ataque aberto contra o pacote de ajuda de três bilhões de dólares anuais de ajuda dos EUA para Israel.
Fonte: GospelPrime
Divulgação: www.juliosevero.com
Leitura recomendada:   
Postar um comentário