3 de outubro de 2012

Brian McLaren realiza cerimônia de casamento gay de seu filho


Brian McLaren realiza cerimônia de casamento gay de seu filho

Famoso pastor progressista avança em sua apostasia

Julio Severo
O pastor Brian McLaren admitiu ter mudado sua opinião a respeito do homossexualismo ao descobrir que um de seus filhos é gay.
Em sua reportagem, o GospelMais disse:
McLaren, de acordo com informações do site Christianity Today, não apenas passou a aceitar a união de duas pessoas do mesmo sexo, como realizou a cerimônia de casamento de seu filho, Trevor Douglas McLaren com seu parceiro, Owen Patrick Ryan.
Segundo o jornal The New York Times a cerimônia de casamento gay realizada pelo pastor contou com “elementos cristãos tradicionais”, e foi realizada na sede da Sociedade Naturalista Autobon, em Maryland.
Brian McLaren afirmou que sua reação de rejeição ao fato de seu filho ser homossexual foi desaparecendo com o passar do tempo, e que isso o fez mudar de ideia a respeito do homossexualismo ser pecado: “Jamais havia imaginado que um dos meus filhos pudesse ser gay”, declarou o pastor, que agora faz parte de um movimento nos Estados Unidos que prega que o cristianismo abandone o que classifica como “heterossexissmo” e busque uma reconciliação com os homossexuais, convivendo com suas práticas.
McLaren é conhecido no Brasil por seus diversos livros. Não é espanto sua postura a favor do homossexualismo, pois sua teologia já vinha sendo denunciada como liberal. Mesmo assim, influentes mídias evangélicas passaram anos recomendando seu veneno teológico. O próprio site GospelMais, que reportou a mais recente apostasia gay de McLaren, recomenda vários livros dele.
É fato inegável que as editoras evangélicas estão se apostatando. Outrora a maior editora evangélica do Brasil, a Editora Vida esteve anos atrás ligada à editora que publica a Bíblia Satânica nos EUA. Hoje, quem substitui a Vida nesse papel é a Editora Thomas Nelson, que também publica livros de McLaren.
Recomendar livros de apóstatas é comportamento rotineiro de evangélicos progressistas. Por isso, não me espanta ver o tabloide sensacionalista Genizah dando livros do McLaren para seus seguidores. Não me espanta também ver o Pavablog recomendando McLaren. Afinal, o Pavablog é, junto com o Genizah, grande recomendador de Philip Yancey, cujas posturas sobre homossexualismo são progressistas.
Mas muito me espanta que os donos do GospelMais, que são cristãos avivados, caiam no erro de recomendar o que há de pior no lixo progressista das igrejas históricas.
A casa teológica de McLaren já estava desabando, de modo muito óbvio. Mas por que a indisposição evangélica de ver o óbvio?
No ano passado, o jornalista Edson Camargo denunciou, em seu artigo Teologia “cristã” ou mera tática de corrosão cultural?, a patente apostasia de McLaren. Pouquíssimos deram atenção ao seu alerta.
Agora que a casa caiu de vez, pode ser tarde para algumas almas, que passaram anos bebendo das águas turvas dos livros de McLaren recomendados por tradicionalistas progressistas e por avivados descuidados.
O que me preocupa mais é: se a grande mídia evangélica não consegue detectar as óbvias águas turvas do liberalismo tradicionalista, como usará sua importante influência para alertar o público sobre as outras águas turvas vindas das correntes progressistas das igrejas históricas?
Postar um comentário