30 de outubro de 2012

A Tempestade Frankenstein poderia ser um sinal de Deus?


A Tempestade Frankenstein poderia ser um sinal de Deus?

“Quando pressionam Israel para dividir sua terra, os EUA sofrem catástrofes que batem recorde”

Drew Zahn
Será que a “Tempestade Frankenstein” — as temidas forças combinadas de uma tempestade chuvosa com o Furacão Sandy — poderia realmente ser uma mensagem do Todo-poderoso?
William Koenig, jornalista e correspondente na Casa Branca, explicou para WND que algumas das tempestades e eventos mais catastróficos dos Estados Unidos ocorreram numa relação muito próxima com as tentativas dos EUA desafiarem a Deus dividindo a terra de Israel.
“Quando pressionam Israel para dividir sua terra, os EUA sofrem catástrofes enormes que batem recorde, muitas vezes dentro de 24 horas”, Koenig disse para WND. “O Furacão Katrina, o ataque terrorista de 11 de setembro de 2001 — os EUA já sofreram mais de 90 catástrofes que bateram recorde depois de agirem contra Israel. E quanto maior a pressão colocada sobre Israel para ‘cooperar’, maior é a catástrofe”.
Alguns dos exemplos dados por Koenig são espantosos.
O Furacão Katrina, o furacão que mais matou e custou despesas na história dos EUA, atingiu em 29 de agosto de 2005. Esse furacão começou no dia em que o presidente George W. Bush congratulou Israel por evacuar Gaza e exortou os israelenses e os palestinos a avançarem em seu plano de dois estados.
Koenig também apontou para o “Expresso de Long Island”, de 1938, o furacão mais poderoso, mortal e dispendioso na recente história da região da Nova Inglaterra nos EUA, um furacão que matou mais de 600 pessoas e causou um prejuízo de propriedades que no valor de dólares de hoje se aproxima de 5 bilhões.
“Antes da catástrofe de 1938, estava havendo uma grande perseguição aos judeus, uma preparação para o Holocausto”, relatou Koenig. “De acordo com o escritor John McTernan, o olho do furacão foi diretamente em cima do Acampamento Siegried e da rua Adolf Hitler em Long Island. A tempestade violenta ocorreu 38 dias depois que o Acampamento Siegfried foi o centro do maior comício nazista fora da Alemanha”.
Em seu livro “Eye to Eye: Facing the Consequences of Dividing Israel” (Olho a Olho: Enfrentando as Consequências de Dividir Israel), Koenig aponta para o fato de que das 10 catástrofes que mais causaram prejuízos na história dos EUA, nove ocorreram depois que autoridades americanas pressionaram Israel a fazer concessões de terra em troca de paz com seus vizinhos. Ele mostra com detalhes fascinantes como, entre sete furacões que mais provocaram danos na história dos EUA, seis ocorreram depois de tais pressões.
Agora o furacão Sandy ameaça se tornar uma das piores tempestades em décadas. O furacão foi apelidado de “Tempestade Frankenstein” por alguns meios de comunicação porque a data de sua chegada coincide com o Halloween.
Mas de que modo a “Tempestade Frankenstein” tem ligação com a postura dos EUA para com Israel?
“Os dois partidos [Partido Republicano e Partido Democrático] já aceitam, de forma específica, uma solução de dois estados para se chegar à paz no Oriente Médio, dividindo a terra de Israel entre Israel e um estado palestino”, Koenig disse para WND.
“De uma perspectiva bíblica, essa terra não pode ser dividida nem negociada… ponto final”, disse Koenig. “Essa é a terra que Deus deu a Israel. As pessoas dizem que querem paz”, ele continuou, “mas tudo se resume nisto: Nenhum líder terreno tem o direito de dividir a terra de Israel, pois essa terra foi presente de Deus para Abraão e seus descendentes”.
Traduzido e editado por Julio Severo do artigo de WND: Could 'Frankenstorm' be a sign from God?
Leitura recomendada:

6 comentários :

chamelly disse...

Tem muito sentido. Acredito que Deus envia sim Seus sinais. Quem não vai pelo amor, vai pela dor. Ou nem vai.

Que Deus tenha misericórdia das nações, inclusive o Brasil, por tanta rebeldia e perversidade, por se afastar dos Seus caminhos.

O que acontece pelo mundo está escrito na Bíblia. Acreditem ou não. Deus não é homem para mentir, se Ele escreveu, vai acontecer.

Uma pena Israel também não crer no Filho, em Jesus, porque na Bíblia diz que quem não crer, está condenado. Que os corações se voltem a Jesus, antes de Sua gloriosa vinda.

Anônimo disse...

Muito boa a colocação desse repórter William Koenig.
Da palavra de Deus ninguém pode acrescentar til ou virgula, a terra de Israel foi herança dada pelo próprio Senhor à Abraão, ninguém dividirá-na.

Richard Porto disse...

Orai pela paz de Israel; prosperarão aqueles que te amam”
Sl 122:6

Anônimo disse...

Os EUA é o país com o maior número de seitas da face da terra. Todo e qualquer abalo que essa nação sofre, seja da ação de seus próprios governos seja da natureza, passa a ser vista como um sinal de Deus relacionado a isso ou aquilo. Será que alguém naquele país sabe o que é ser um aviso de Deus? Entre tantas desventuras pelo qual essa nação tem vivido, não se pode analiza-las no âmbito de suas próprias ações? O diabo tem sempre que levar a culpa de tudo? Deus?
Ora, Israel tem quem cuide: O próprio Deus, que o estabeleceu novamente naquela região, ainda que Deus tenha usado homens para isso, ele o teria feito por outros modos. Os judeus ortodoxos mesmo sabem, que até das pedras, Deus pode levantar filhos de Abraão. Agoureiros lêem o 2 capítulo de Gênesi e saibam que o pecado do homem transtornou a própria natureza terrena. Lá senhores é onde reside fatos como os ocorridos através tal furacão "Sandy". Quanta firula!

Anônimo disse...

Se e aviso de Deus a gente não tem certeza que a gente sabe que essa catástofre climática está assolou uma parte nos EUA de uma forma assustadora.

Ester!!!!

Anônimo disse...

Israel, eterna e indivisível.

Caleb.