28 de setembro de 2012

Secretário-Geral da ONU Desafia Países-Membros da ONU na Questão de Direitos LGBT e Direitos Reprodutivos


Secretário-Geral da ONU Desafia Países-Membros da ONU na Questão de Direitos LGBT e Direitos Reprodutivos

Dr. Stefano Gennarini
GENEBRA, Suíça, 21 de setembro (C-FAM) Ban Ki-moon, secretário-geral da ONU, provocou polêmica na semana passada quando disse às nações no Conselho de Direitos Humanos que colocassem os direitos lésbicos, gays, bissexuais e transexuais e os direitos reprodutivos no plano de frente da agenda de direitos humanos da Organização das Nações Unidas.
Ban Ki-moon se dirigiu às delegações da ONU na abertura da 21ª sessão regular do Conselho de Direitos Humanos, aplaudiu o trabalho do Conselho em 2012, e disse que “de modo particular, recebo de braços abertos a discussão intergovernamental pioneira e histórica, em março deste ano, sobre discriminação e violência com base na orientação sexual e identidade de gênero”.
O secretário-geral estava se referindo a uma discussão de painel muito polêmica sobre direitos LGBT que ocorreu durante a última sessão regular do Conselho de Direitos Humanos. Dezessete dos 47 estados que são membros do Conselho de Direitos Humanos saíram de repente do painel de especialistas.
Naquela ocasião, Saeed Sarwar, um delegado que falava no nome da Organização de Cooperação Islâmica que representa 57 países na África, Ásia e Oriente Médio, pediu que o Conselho de Direitos Humanos parasse totalmente de cogitar a questão.
Mas na semana passada Ban Ki-moon disse no Conselho de Direitos Humanos que a discussão do painel em março “deveria ser um evento para ocorrer mais vezes”. Ele também disse: “Exorto vocês a aprofundarem seu engajamento nessa questão de modo que a proteção e a dignidade realmente alcancem todos os membros da família humana”.
Os promotores de direitos LGBT têm tentado, até agora sem êxito, tornar a orientação sexual e a identidade de gênero categorias de não discriminação nas leis internacionais desde a década de 1990, afirmando que as proteções existentes de direitos humanos que se aplicam igualmente a todos os indivíduos são insuficientes.
Está havendo um aumento nas pressões sobre os países que veem a conduta homossexual e outras práticas sexuais como desvios. A atitude do secretário-geral de promover direitos LGBT tem sido frequente e insistente desde que seu segundo mandato começou há exatamente um ano. Além da burocracia da ONU, as pressões estão vindo do Departamento de Estado dos EUA, do Ministério das Relações Exteriores da Inglaterra e de vários países europeus que estão promovendo direitos LGBT na comunidade internacional.
A insistência de Ban Ki-moon de que “Precisamos lutar pelos direitos das mulheres, inclusive seus direitos reprodutivos”, também pareceu ser um golpe direto nas nações com sociedades tradicionais que estão resistindo às pressões de governos ocidentais e funcionários da ONU para liberalizar as políticas públicas das sociedades.
O termo “direitos reprodutivos” foi rejeitado de cara pelos países-membros da ONU durante as negociações do mais recente e importante documento político da ONU, na Conferência da ONU sobre Desenvolvimento Sustentável, precisamente porque o termo se tornou muito associado com o aborto.
A Assembleia Geral da ONU formou o Conselho de Direitos Humanos em 2006 para substituir a Comissão de Direitos Humanos. A comissão, funcionando sob o Conselho Econômico e Social da ONU, foi desacreditada por negligências em sua missão de destacar os abusos generalizados de direitos humanos, e por buscar a atenção e aplausos de nações consideradas violadoras de direitos humanos.
Tradução: www.juliosevero.com
Fonte: Friday Fax

9 comentários :

Anônimo disse...

URGENTE caro blogueiro e irmão em Cristo,

Você poderia traduzir e publicar o discurso de Benjamim Netanyahu na ONU ontem?

Lei no WND as verdades que o mundo tem ignorado sobre o Irã nuclear. Estamos às portas do fim!

O endereço é:

http://www.wnd.com/2012/09/read-netanyahus-warning-about-iran/?cat_orig=world

Deus o abçoe!

Anônimo disse...

Direitos lésbicos, gays, bissexuais e transexuais e os direitos reprodutivos ?

AGORA EU ENTENDO O PORQUE QUE AS PRAGAS, TROMBETAS E AIS DO APOCALIPSE
VAI CAIR SOBRE A TERRA , ELES ESTÃO CLAMANDO POR ISSO COM ESSAS BLASFÊMIA DE CHAMAR PRATICAS "lésbicas, gays, bissexuais e transexuais " DE DIREITOS HUMANOS. !DIREITOS HUMANOS UMA OVÁ ! SÃO CRIMES , CONTRA AS LEIS DIVINAS DO CRIADOR SANTO ! ISSO É DIREITOS DO INFERNOOOOOOOO.
"Com homem não te deitarás, como se fosse mulher; abominação é;" (Levítico 18:22)~

TEMOS QUE COMEÇAR A ENTREGAR A CARNE DESSES LIDERES DA AGENDA GAY MUNDIAL PARA SATANÁS DESTRUIR COM ENFERMIDADES , AIDS, CÂNCERES HEMORROIDAS E TODO TIPO DE DOENÇA PRA VER SE PELO MENOS A ALMA SE SALVA COMO PAULO FEZ COM HOMENS QUE ESTAVAM SE DEITANDO COM A MÃE ,LEIAM :

1 CORINTIOS- CAPÍTULO 5
A impureza da igreja de Corinto. Repreensões e exortações
1 GERALMENTE se ouve que há entre vós fornicação, e fornicação tal, que nem ainda entre os gentios se nomeia, como é haver quem abuse da mulher de seu pai.
2 Estais ensoberbecidos, e nem ao menos vos entristecestes por não ter sido dentre vós tirado quem cometeu tal ação.
3 Eu, na verdade, ainda que ausente no corpo, mas presente no espírito, já determinei, como se estivesse presente, que o que tal ato praticou,
4 Em nome de nosso SENHOR Jesus Cristo, juntos vós e o meu espírito, pelo poder de nosso Senhor Jesus Cristo,
5 Seja entregue a Satanás para destruição da carne, para que o espírito seja salvo no dia do SENHOR Jesus.

E AE QUEM ESTA COMIGO NESSA ?

PRESBÍTERO VALDOMIRO disse...

Não tenho nenhum medo de dizer: a ONU nada mais é do que uma entidade a serviço do diabo. Tudo o que ela propõe é contra a Palavra de Deus.

Só para relembrar: na conferência "Rio+20" (promovida pela ONU), os promotores do aborto e seus comparsas (principalmente a Federação Internacional de Planejamento Familiar) tiveram seus planos frustrados pelo Vaticano (que se manifestou contra os "direitos reprodutivos" da mulheres). Esses "direitos reprodutivos" nada mais são do que políticas que favoreçam a legalização do aborto a nível mundial. Mas o Vaticano foi decisivo na defesa da vida (e contra o aborto).

Agora, a mesma ONU, através do seu Conselho de Direitos Humanos, quer que o homossexualismo seja reconhecido como "direito humano", ou melhor, que legalizar o homossexualismo a nível mundial. Aliás, da ONU se pode esperar tudo (menos qualquer coisa que preste)!

Está na hora dos representantes das famílias, dos grupos pró–vida, e de todos os cristãos se unirem para protestar contra essa aberração que a ONU deseja impor a tudo e a todos. Temos que lutar (com a mesma postura firme do Vaticano) pela preservação da família, da vida, da moral, dos bons costumes, e da obediência às verdades eternas da Palavra de Deus.

Vamos todos dizer juntos (em alto e bom som):

– NÃO ÀS IMPOSIÇÕES DA ONU!
– NÃO AO HOMOSSEXUALISMO!
– NÃO AO ABORTO!
– NÃO A TUDO QUE FOR CONTRA A PALAVRA DE DEUS!

O BRASIL NUNCA SERÁ ESCRAVO DA ONU, E NEM DO DIABO!

O BRASIL PERTENCE AO SENHOR JESUS CRISTO, REI DOS REIS E SENHOR DOS SENHORES PARA TODO O SEMPRE!

Robério disse...

Vejamos o que a Palavra de Deus diz sobre o homossexualismo:

Romanos 1:24–32

24 Por isso também Deus os entregou às concupiscências de seus corações, à imundícia, para desonrarem seus corpos entre si;
25 Pois mudaram a verdade de Deus em mentira e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, o qual é bendito eternamente. Amém.
26 Pelo que Deus os entregou às suas paixões infames. Pois até as mulheres mudaram o seu uso natural, no contrário à natureza.
27 E, semelhantemente, também os varões, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, varão com varão, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a punição que convém ao seu erro.
28 E como eles não se importaram de ter conhecimento de Deus, assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convém;
29 Estando cheios de toda a iniqüidade, prostituição, malícia, avareza, maldade; cheios de inveja, homicídio, contenda, engano, malignidade;
30 Sendo murmuradores, detratores, aborrecedores de Deus, injuriadores, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes a pais e mães;
31 Néscios, infiéis nos contratos, sem afeição natural, irreconciliáveis, sem misericórdia;
32 Os quais, conhecendo a justiça de Deus (que são dignos de morte os que tais coisas praticam), não somente as fazem, mas também consentem aos que as fazem.

A "tradução" que eu faço dos versículos do texto acima é esta (me corrijam se eu estiver errado):

24 – Deus, através dos Seus servos, chama os homossexuais ao arrependimento. Como eles não querem se arrepender, então Deus os deixa entregues à própria sorte;

25 – Deixaram de crer na Bíblia (mudando-a em mentira), e passaram a ouvir homens corruptos (outros homossexuais e demais escravos do diabo);

26 – As mulheres, ao invés de terem relações naturais com os homens, preferem se relacionar entre si;

27 – Idem para os homens (preferem se relacionar com outros homens ao invés das mulheres). Será que a AIDS não seria uma das conseqüências disso?

28 – Como não se importaram em conhecer e temer a Deus, então Deus os deixou livres para fazerem o que quiserem;

29 – Cheios de todo pecado, sem nenhum sentimento de culpa;

30 – Se pudessem, viveriam como ímpios num mundo totalmente sem Deus para pecarem à vontade (como em Sodoma e Gomorra);

31 – Querem sempre pecar e fazer de tudo (e usando de todos os meios) para viver eternamente no pecado, não se importando com o sofrimento alheio. Será que a pedofilia não estaria embutida aqui?

32 – Sabem que estão errados, mas, mesmo assim, não sentem nenhuma culpa ou remorso. E ainda são contra os que censuram o pecado (chamando-os de fundamentalistas, preconceituosos ou homofóbicos). Sem contar os que dão apoio às suas práticas (que o digam o STF, STJ, OAB, Marta Suplicy, Jean Wyllys, Toni Reis, Luiz Mott, Fátima Cleide, Iara Bernardi, Globo, Record, SBT, Band, partidos esquerdistas, pastores corruptos, evangélicos socialistas, demais ativistas e políticos pró–homossexualismo, além dos políticos da bancada evangélica que nada dizem ou fazem contra esta imoralidade)!

Será que a minha "tradução" está certa? Se alguém quiser dizer alguma coisa, o espaço está aberto para todos se manifestarem.

Gilson disse...

A verdade é a seguinte: Jesus veio ao mundo para salvar a todos os pecadores (e os homossexuais também estão incluídos entre eles).

Se esses homossexuais não quiserem se converter, a própria Palavra que foi pregada a eles é quem os condenará. A respeito disso, Jesus foi taxativo:

"Quem rejeitar a Mim e não receber as Minhas palavras, já tem quem o julgue: a Palavra que Eu tenho pregado, essa o julgará no último dia" (João 12:48)

A Palavra de Deus está aí (sendo abertamente pregada a todos). Crer ou não crer depende do livre arbítrio de cada um (e cada um, através da sua crença ou descrença, decide o seu próprio destino eterno após a morte).

Se os homossexuais não quiserem se converter enquanto ainda há tempo, é problema única e exclusivamente deles. No dia do juízo final, eles não vão poder dizer que não foram avisados (e aí já será tarde demais para o arrependimento)!

Será que os homossexuais querem ver para crer? Ou eles acham que Deus mudou os Seus princípios?

É por isso que a Palavra de Deus adverte:

"Cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus" (Romanos 14:12)

ÉLQUISSON disse...

Do jeito que a imoralidade e o pecado já contaminaram o mundo inteiro (e do jeito que o homossexualismo e outras aberrações satânicas estão sendo escancaradamente promovidas e divulgadas), estamos inevitavelmente caminhando a passos largos para o mesmo destino final de Sodoma e Gomorra.

De acordo com as profecias da Palavra de Deus (me corrijam se eu estiver errado), o cálice da iniqüidade humana está ficando mais cheio a cada dia que passa. E vai chegar um momento em que esse mesmo cálice fatalmente vai transbordar. E quando isso acontecer, aí não vai ter mais jeito: a paciência de Deus vai chegar ao fim e Ele, inevitavelmente, vai entrar em ação para dar um basta na maldade humana!

Neste mesmo dia, Jesus voltará. Só que desta vez será diferente: Ele virá não mais como o frágil Cordeiro a ser oferecido em sacrifício pelos nossos pecados, mas agora como o Soberano Juiz para julgar a tudo e a todos!

E uma coisa é certa: os homossexuais e os seus cúmplices que não se arrependerem agora de suas nojeiras vão conhecer (e também sentir) todo o rigor da lei de Deus contra o pecado quando estiverem diante de Jesus!

Se, mesmo depois deste aviso, eles não quiserem se arrepender, então que eles mesmos encham o cálice da sua própria iniqüidade! Que bebam da ira do Senhor (e estejam prontos para sofrerem as conseqüências)!

"Não erreis: Deus não Se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso ele também ceifará" (Gálatas 6:7)

Alguém concorda comigo?

Kiko disse...

Não só eu concordo com o que o Élquisson disse, como eu ainda citaria uma advertência de Jesus que se aplica de forma precisa em relação a tudo que está acontecendo em todo o mundo:

"Não seles as palavras da profecia deste livro, pois o tempo está próximo. Quem é injusto, faça injustiça ainda; e quem está sujo, que se suje ainda mais; e quem for justo, procure se manter justo; e quem é santo, continue a se santificar. Eis que Eu venho sem demora, e tenho Comigo o Meu galardão, para dar a cada um segundo a sua obra. Eu sou o Alfa e o Ômega, o Princípio e o Fim, o Primeiro e o Derradeiro. Bem–aventurados aqueles que lavam as suas vestes no sangue do Cordeiro, para que possam ter direito à árvore da vida e entrem na cidade pelas portas. Ficarão de fora os cães, os feiticeiros, os idólatras, os homicidas, os que se prostituem, e todo aquele que ama e pratica a mentira. Eu, Jesus, enviei o Meu anjo para vos testificar estas coisas nas igrejas; Eu sou a raiz e a geração de Davi, a resplandecente estrela da manhã" (Apocalipse 22:10–16)

É a Palavra de Deus se cumprindo fielmente a cada dia que passa!

Rodrigo disse...

Morrer sem salvação é a pior coisa que pode acontecer ao homem. No caso do homossexual que morre assim, é o resultado de uma escolha deliberada (ou seja, é uma escolha que foi feita por vontade própria)! Quando isso acontece, simplesmente é a confirmação de que o homem preferiu ser ímpio durante toda a sua vida aqui na Terra. O que significa ser ímpio? Ímpio é aquele que vive somente na prática do pecado e não quer se arrepender.

Não quero ser grosseiro, mas eu diria que muitos homossexuais (90% deles) são (ou querem ser) ímpios. Muitos não se importam em morrer de AIDS, contanto que façam o que querem enquanto ainda estão vivos (ou seja, querem viver eternamente na prática do pecado)! Infelizmente, eles não têm a mínima idéia do que os espera após a morte se não se arrependerem enquanto ainda há tempo! Eles ignoram esta seríssima advertência da Bíblia:

"Coisa horrível é cair nas mãos do Deus vivo" (Hebreus 10:31).

E o livro dos Salmos ainda diz:

"Os ímpios serão lançados no inferno, e todas as pessoas que se esquecem de Deus" (Salmo 9:17).

Não sei se seria exagero eu dizer isso, mas eu acho que muitos homossexuais só se converteriam se tivessem uma visão espiritual. Explicando: se eles pudessem ver agora o mundo espiritual com os olhos carnais, talvez eles ficassem horrorizados quando vissem milhões de homossexuais ímpios queimando no fogo do inferno, chorando e suplicando por misericórdia da parte de Deus! Só talvez assim eles se convertessem!

Só que muitos deles são como Tomé: só acreditam se verem com os próprios olhos. Enquanto isso não acontecer, ou melhor, enquanto eles não tiverem essa visão que eu citei anteriormente, eles nunca se converterão (esta é que é verdade)!

O que me corta o coração é pensar que, no juízo final, muitos homossexuais que morreram sem se arrepender irão ouvir Jesus dizer a todos eles:

"Apartai-vos de Mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos" (Mateus 25:41).

Se os homossexuais quiserem pagar pra ver, depois eles não vão poder dizer que não foram avisados!

Anônimo disse...

Agora é oficial: a ONU finalmente mostra suas garras! Antes o que ela falava era so uma "diretriz", uma "sugestao". Agora nao, agora parece que os paises devem alguma sujeicao a ONU! Fala serio! Eh bem o que o Olavo de Carvalho disse.. Cada vez mais aumenta o poder da ONU sobre os paises, cada vez mais diminui-se voluntariamebte a soberania dos paises em detrimento da ONU, e cada vez mais aumenta o domimio dos governos sobre seu povo!

Saulo