11 de setembro de 2012

Quem foi o primeiro esquerdista?


Quem foi o primeiro esquerdista?

Exclusivo: Joseph Farah viaja na história para explicar a origem da ideologia

Joseph Farah
Rush Limbaugh fez uma pergunta na semana passada — e me fez ficar pensando.
“Quem foi o primeiro esquerdista?” (Assista aqui ao vídeo legendado em português sobre o mesmo assunto: http://youtu.be/11UfHDwHSHI)

Rush sugeriu que temos de encontrá-lo e enforcá-lo, mas que é provavelmente tarde demais para isso. Será mesmo?
Então, quem foi o primeiro esquerdista?
Podemos examinar a pergunta de um ângulo estritamente histórico e propor respostas: Quando o termo “esquerdista” como posição política foi inventado?
Se partirmos daí, começamos em 1789, na época da Revolução Francesa. Membros da Assembleia Nacional se dividiram, de acordo com suas lealdades à esquerda e à direita do presidente.
Certo deputado, o Barão de Gauville, explicou como aconteceu: “Começamos a reconhecer uns aos outros: aqueles que eram leais ao Cristianismo e ao rei assumiam posições à direita da cadeira, a fim de evitar os gritos, os palavrões e as indecências que reinavam livres na facção à esquerda”.
Mas isso é semântica simples.
Talvez essa fosse a primeira vez que os rótulos ideológicos reais tivessem sido usados, mas a cosmovisão por trás deles começou muito tempo antes.
Pode ter começado na Torre de Babel, quando Nimrod, cujo nome era muito apropriado para ele, decidiu que era mais sábio do que Deus e empreendeu juntar o mundo inteiro num só lugar em desafio aos desejos do Deus todo-poderoso. No fundo, essa não é a essência da filosofia “esquerdista”? Essa não era a essência do espírito da Revolução Francesa e daqueles que seguiram seus passos em todas as épocas e lugares?
Contudo, quanto mais penso nisso, mas me sinto persuadido de que o primeiro esquerdista veio bem antes da história de Gênesis 10.
Penso que antecede um evento descrito em Isaías 14. Havia um anjo chamado Lúcifer. Ele era a criação mais bela e gloriosa de Deus. Mas ele era orgulhoso. E não estava satisfeito com sua posição na vida.
Por isso, ele declarou em seu coração, não muito diferente de Nimrod e seus seguidores: “Eu subirei ao céu, acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono, e no monte da congregação me assentarei, aos lados do norte. Subirei sobre as alturas das nuvens, e serei semelhante ao Altíssimo” (ACF).
Se há uma coisa que os esquerdistas têm em comum é acreditarem que não precisam de Deus. Eles não acreditam em Seus mandamentos. Eles têm um desejo em comum de derrubar o reino dEle.
Aliás, acho que não sou a primeira pessoa a sugerir que Lúcifer, ou Satanás (como ele se tornou conhecido depois de ser expulso do céu e ser atirado à Terra), foi o primeiro esquerdista.
De fato, um dos esquerdistas mais famosos do século 20, cujas ideias podem estar alcançando o apogeu de sua eficácia hoje, disse praticamente isso em 1972.
Esse foi o infame Saul Alinsky. Na edição de capa mole do livro “Rules for Radicals” (Normas para os Radicais), publicado em 1972 por Vintage Books e que serviu de inspiração para Barack Obama e Hillary Clinton e muitos outros que governam hoje os EUA, Alinsky escreveu o seguinte: “Para que não nos esqueçamos de pelo menos um reconhecimento irônico da primeira e mais radical de nossas lendas, mitologias e história (e quem é que sabe onde a mitologia termina e começa a história — ou qual é qual), o primeiro radical da história humana, o qual se rebelou contra a classe dominante e fez uma rebelião tão eficaz que pelo menos ganhou seu próprio reino — Lúcifer”.
Isso é o que, aliás, a maioria dos esquerdistas quer — afinal de contas. Eles querem seu próprio reino. Eles não querem parte alguma com o Reino de Deus. Eles buscam maquinar seu próprio reino e governá-lo. Essa é a essência dos esquerdistas — quer eles admitam ou não.
Alinsky pelo menos admitiu.
Não concordo com Alinsky em muitas coisas, mas nesse ponto ele está certo.
Lúcifer foi o primeiro radical, o primeiro rebelde, o primeiro inimigo da ordem de Deus. E até mesmo um esquerdista de pedigree como Alinsky concordou que eles são da mesma espécie.
Qual é a definição do termo “sinistro”? O dicionário nos diz que significa “ameaçador ou pressagiando o mal, danos ou problemas — algo ruim, maligno, vil ou pervertido”. No entanto, uma definição alternativa em todo dicionário de inglês que você checar define deste jeito: “de ou no lado esquerdo”.
Pode ser tarde demais para enforcar Alinsky. Pode ser tarde demais para enforcar os agitadores da Revolução Francesa. Pode ser tarde demais para enforcar Karl Marx ou Josef Stalin ou Adolf Hitler (outro esquerdista, a propósito) ou V.I. Lenin ou Mao.
Mas Satanás foi derrotado. Seus dias estão contados. Seu destino está selado.
Portanto, lembre-se disso quando você ficar deprimido com a loucura política e cultural que você vê ao redor de você.
Traduzido por Julio Severo do artigo de WND: Who was the first leftist?

4 comentários:

Trindade disse...

Ola Júlio;
Bela e esperaçosa mensagem, pois fica claro o fim de todo esquerdista e com quem e em quak reino ele vai passar a eternidade, e mais, às vezes nos sentimos sem esperança ao ver essa maldita ideologia reinando e até esquecemos que Deus nunca perdeu o controle de nada, pelo contrário a cada dia mais nos aproximamos do dia jubiloso onde o primeiro e eterno rebelde irá reinar na tirania do inferno juntamente com todos os revolucionários e mentirosos.

PRESBÍTERO VALDOMIRO disse...

Não só eu assino embaixo o que o Trindade disse, como eu ainda acrescentaria o seguinte: tanto o esquerdismo como suas variações são do diabo.

A própria Bíblia diz que os esquerdistas serão condenados:

"E porá as ovelhas (os Seus servos fiéis) à Sua direita, e os bodes (o diabo, os demônios e seus escravos) à esquerda. Então o Rei dirá aos que estiverem à Sua direita: Vinde, benditos de Meu Pai, e possuí por herança o reino que está preparado para vós desde a fundação do mundo" (Mateus 25:33–34, o parêntese é meu)

E eis o que acontecerá com os esquerdistas:

"Então dirá também aos que estiverem à Sua esquerda: Apartai-vos de Mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos" (Mateus 25:41)

Alguém ainda tem mais alguma dúvida de que o esquerdismo é diabólico?

Vicente Dias disse...

Boa dia administradores do Blog "Julio Severo", estou aqui para repassar um conteúdo que recebi por corrente de e-mail, é um documentário sobre Stalin, muito esclarecedor, se puder rapassem adiante, divulguem!

A imagem de capa do vídeo já diz tudo...
http://goo.gl/qfOCib

Segue abaixo o texto retirado do e-mail:
--

Stalin - O Assassino Comunista - Documentário
https://www.youtube.com/watch?v=ybBRrzdQF20

Você já viu este documentário no Youtube? Encontrei e achei muito pertinente divulgar, é chocante, pois mostra a verdadeira face do comunismo e das esquerdas do Brasil, o que eles querem para a América latina.

É preciso ver e se possível atender aos pedidos do dono deste canal, ajude a divulgar também.

Stalin - O Assassino Comunista - Documentário
https://www.youtube.com/watch?v=ybBRrzdQF20

Ajude a divulgar as atrocidades que o Comunismo já causou, compartilhe e faça sua parte, pois é preciso mostrar para as pessoas todo o mal que esta ideologia nefasta já causou e vem ainda causando na humanidade, por favor se possível baixe o vídeo e republique em seu canal, ajude a compartilhar informação o conhecimento, pois ainda são nossas melhores contra esta ideologia assassina!

Utilize os links abaixo para fazer o download:
Download aqui: http://goo.gl/bslocG

Você também pode assistir o vídeo no Vimeo:
https://vimeo.com/88541922

Imagem de Capa do Vídeo
http://goo.gl/qfOCib

Titulo Original: (Stalin, o tirano vermelho)
Documentário produzido pelo canal M6 francês com o auxílio do historiador especialista em comunismo,
Nicolas Werth. Foi lançado em 2007 na França (Staline: le tyran rouge) e na
Espanha (TVE2 - Stalin, el tirano rojo) em 2012. Colorizado - áudio em espanhol.

Marcelo disse...

Na verdade, Lúcifer é um nome muito bonitinho, mas ele nunca foi chamado assim. Seu nome era Heilel ben Shahar, traduzido para o latim para Lucifer. A KJV acabou trazendo para o inglês Lucifer. Heilel perdeu o nome. Agora é chamado de Satã, e tem outros apelidos nada graciosos.