13 de agosto de 2012

O polêmico antipentecostalismo de Renato Vargens


O polêmico antipentecostalismo de Renato Vargens

Rev. Dr. Alberto Thieme, pastor presbiteriano há mais de 40 anos
Por que Renato Vargens, um pastor tradicional que nada entende de dons espirituais, está atacando os pentecostais por adotarem, conforme 1 Coríntios 14: 26-33, 39-40, revelações em seus cultos?
Renato Vargens: “Fiz um pacto de não ter revelações, visões e dons sobrenaturais”.
Já escrevi pelo menos duas vezes ao Gospel+. Na primeira vez, pedi que pensassem um pouco mais antes de publicar certos artigos de escritores controversos, como é o caso de Renato Vargens. Esse pastor biblicamente despreparado tenta provar o impossível e fala do que não conhece.
Ele deveria gastar seu tempo com coisas mais úteis como estudar melhor a Bíblia e buscar uma experiência mais profunda com o Espírito Santo. Paulo fala sobre irmãos ficarem combatendo irmãos. E eu pergunto: será que o Pr. Renato tem orado pelos pentecostais do Brasil? Se não, deveria estar orando há muito tempo, pois enquanto as igrejas tradicionais minguam as pentecostais crescem.
Existem exageros, sim. Mas há também exageros nas tradicionais, por omissão e desconhecimento do que evitam praticar. Será que foi porque Lutero e Calvino se omitiram sobre o assunto e sobre as obras sociais? Porque Lutero chegou a chamar a epístola de Tiago de “EPISTOLA DE PALHA”. Acho uma aberração esse endeusamento de Lutero e Calvino. Não temos dúvida que eles foram usados por Deus, mas que também cometeram muitos erros e nisso os católicos têm razão.
Penso que Lutero deveria ter incluído pelo menos umas três teses a mais que ele postou na porta do templo em que pregava. Se tivesse feito isso, hoje provavelmente não teríamos um Renato Vargens falando besteiras contra os pentecostais. Põe a mão na consciência, pastor, e passe a usar seu tempo para EDIFICAR A IGREJA. Sejam pentecostais ou não, todas as igrejas evangélicas pregam as mesmas bases. PERFUMARIA, meu amado, não influencia na salvação. Atenha-se ao principal, ao que interessa a todos, ao que edifica.
Na linha de pensamento de Renato Vargens, ele invalida um grande numero de textos bíblicos do Novo e Velho Testamento em que Deus usou seus servos para transmitir o que Ele desejava.
Eu gostaria que Vargens me mostrasse onde na Bíblia ele encontrou que a revelação de Deus (exceto a escatológica que terminou com João) terminou. Ele deveria dar mais atenção ao que Paulo fala aos crentes de Corinto, em sua primeira carta, capitulo 2, versos 14 e 15: “Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente. Mas o que é espiritual discerne bem tudo, e ele de ninguém é discernido”.
Ao que tudo indica, Renato é mais um que não conhece o Poder do Espírito Santo nem os dons espirituais que são obtidos por quem busca. Lucas 11:13-14 : “Pois se vós, sendo maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais dará o Pai celestial o Espírito Santo àqueles que lho pedirem? E estava ele expulsando um demônio, o qual era mudo. E aconteceu que, saindo o demônio, o mudo falou; e maravilhou-se a multidão”.
O texto diz claramente: “Deus dará do seu Espírito a todos que lho pediram”. Por acaso, alguma vez em sua vida, Renato, você pediu a Deus que o visitasse com Seu Espírito? Não venha me falar do dia de sua conversão, pois o assunto é outro. Nós não recebemos do Espírito Santo somente em nossa conversão. É Ele quem nos guiará a toda verdade, diariamente. Por isso, é preciso pedir, segundo a Bíblia.
Milagres, maravilhas, expulsão de demônios, curas, profecias e outras manifestações do Espírito somente irão ocorrer em ambientes em que o Espírito Santo tem liberdade para agir. Jamais no seio de um povo que rejeita tais ações sobrenaturais do Espírito. São igrejas que não permitem a ação livre do Espírito Santo, porque muitos tradicionais dizem que os dons ficaram limitados ao passado. Mostre-me um só texto que prove que os dons ficaram no passado e que só existiram para alavancar a Igreja iniciante.
Hoje, mais do que nunca, a Igreja precisa avançar.
E só avançam as igrejas que creem e dão liberdade para que o Espírito Santo atue. O que existe é uma falha em “julgar” as profecias que todos tèm direito de fazer segundo os ensinos de Paulo, não aceitando uma palavra profética sem antes analisá-la e estar certo de que veio de Deus mesmo. Pode alguém falar algo que normalmente é bom para uma pessoa como se fosse Deus falando? É lógico, Deus usa aqueles que são sinceros para abençoar outros com encorajamento espiritual. O que não dá amados, é ficar sentado por quase duas horas, ouvir um louvor sem inspiração espiritual e depois ainda tolerar um pastor como esse falando besteiras contra a Palavra de Deus.
Renato, procure conhecer melhor sobre os dons espirituais. Eles não cessaram e eu desafio você a mostrar que eles cessaram e eu aceito o desafio de mostrar que eles continuam e continuarão. Só posso falar assim, porque meus olhos viram, meus ouvidos ouviram, falei do que não sabia, e tudo que falei aconteceu: “E o Espirito Santo confirma em nosso Espírito que somos filhos de Deus” (cf. Romanos 8:14-16).
Um dos motivos de muitas igrejas tradicionais estarem fechando as portas não é porque falta dinheiro, mas sim porque falta o Poder de Deus. E as pessoas que procuram uma igreja, buscam algo que realmente venha transformar suas vidas.
Renato, você precisa buscar de Deus sabedoria e parar de criticar quem busca a Deus. Você precisar dar liberdade ao Espírito Santo para fazer grandes coisas na sua vida.
Do contrário, vai minguar em sua vida cristã frágil, sem o Poder de Deus que DEVE acompanhar os que creem, conforme Marcos 16:15. Não venha me dizer que esse texto não existe no original, pois se não existisse em vários dos pergaminhos achados nas cavernas de Qumram já teriam saído do Evangelho de Marcos.
Corrija, por favor, sua teologia. Se serviu a exortação, que Deus abençoe você. Se não der ouvido, será uma pena, pois perderá seu tempo quando deveria ser muito melhor aproveitado no Reino de Deus.
Demorei também para entender esses importantes detalhes, mas pela graça de Deus meus olhos foram abertos. Espero e oro para que os seus também sejam abertos.
Fale pra Deus dos defeitos dos pentecostais. Para os outros conte e espalhe as bênçãos e as boas ações deles. Quando algum deles pecar, faça conforme Jesus orienta em Mateus 18:15-18. Não aja segundo o que diz em Provérbios 6:16-19.
Conheço muitos pastores que não estão conseguindo ler mais seus artigos. Abra sua boca para abençoar e não para amaldiçoar o que você desconhece e não entende ainda.
Pare de lutar contra os irmãos pentecostais. Lute contra o pecado e contra o diabo.

55 comentários :

Jorge Bay disse...

Gostei de uma coisa ou outra que o Renato Vargens publicou denunciando os neo-liberais que questionam a inerrância das Escrituras, mas quanto a essa posição dele contra os Pentecostais sou totalmente contra, pois ela é anti-bíblica. Na verdade, o cessacionismo é anti-bíblico. Uma coisa é ser um cristão bíblico, outra coisa é ser cético. Tem muito cristão que se diz bíblico, quando na verdade é um tremendo de um cético e limitador do poder Deus.

Anônimo disse...

Coitado do Brasil se nao fosse os nossos irmaos pentecostais agindo pelo poder do Espirito Santo.

Pastor Caleb

Idevam disse...

Eu pessoalmente não leio o Pr. Renato Varges pois ele perece ter um rancor muito grande em relação a os Pentecostais e triste

PRESBÍTERO VALDOMIRO disse...

Como alguém que se diz cristão "pediu" pra não ter revelações, visões e dons sobrenaturais?

Um verdadeiro profeta de Deus jamais rejeitaria a atuação do Espírito Santo. Este mesmo espírito tem todo poder para atuar como quiser na vida do cristão, desde que o cristão dê espaço. O apóstolo Paulo explica isso de forma mais detalhada:

"Porém, nós não recebemos o espírito do mundo, mas sim o Espírito que vem de Deus, para que pudéssemos conhecer aquilo que nos é dado gratuitamente por Deus; as quais também falamos, não com palavras da sabedoria humana, mas com as que são ensinadas pelo Espírito Santo, comparando as coisas espirituais com as espirituais" (1 Coríntios 2:12–13)

"Ora, há diversidade de dons, mas o Espírito é o mesmo. E há diversidade de ministérios, mas o Senhor é o mesmo. E há diversidade de operações, mas o Deus que opera em tudo e em todos é o mesmo. Porém, a manifestação do Espírito é concedida a cada um para aquilo que for útil. Pois a um é dada, pelo Espírito, a palavra da sabedoria; e a outro, pelo mesmo Espírito, a palavra da ciência; e a outro, pelo mesmo Espírito, a fé; a outro, pelo mesmo Espírito, o dom da cura; e a outro, a operação de maravilhas; e a outro, a profecia; e a outro, o dom de distinguir os espíritos; e a outro, a diversidade de línguas; e a outro, a interpretação de línguas. Porém o mesmo e único Espírito faz todas estas coisas, dividindo particularmente a cada um como quer" (1 Coríntios 12:4–11)

Quem tem comunhão com o Espírito Santo crê em todas as visões, dons e revelações dadas por Deus. Infelizmente, é esta mesma comunhão que está faltando em muitas igrejas atuais! Em virtude disso, muitas pessoas se deixam enganar por falsas revelações (e falsos profetas).

Foi justamente para alertar contra esses e outros enganos que o apóstolo João advertiu:

"Amados, não acrediteis em todo espírito; mas antes provai se tais espíritos são de Deus, porque muitos falsos profetas têm surgido em todo o mundo" (1 João 4:1)

Não é exatamente isto o que está acontecendo nos dias de hoje?

Se alguém quiser se manifestar, esteja à vontade.

Anônimo disse...

Eu penso que o problema não é ele criticar práticas pentecostais anti-bíblicas presentes em várias congregações, mas sim negar o poder do Espírito Santo para atuar por meio de sonhos, visões e revelações. Nós podemos e devemos falar de todas as práticas que estão fora das Escrituras. Se a prática equivocada está em uma igreja pentecostal ou tradicional não importa. Tem que ser trazida à luz e combatida com a Palavra.

Gabriella.

Trindade disse...

Ola Júlio;
Esse foi um sábio conselho e todos os cristãos sabem que só tolos não aceitam sãbios conselhos.

"LABAREDAS DE FOGO" disse...

Esses tipos, são muitos, chegam a nutrir certo ódio contra o Pentecostal; tem um blog, com muitos seguidores, se não me engano um tal de “bereano”, que tem em sua logomarca um extintor rotulado de Bíblia, virado para uma língua de fogo, com os dizeres: Combata o Pentecostalismo. Precisam urgentemente abrir seus olhos; estão à beira do abismo do pecado imperdoável. Chega a ser engaçado como coam mosquitos pentecostais, mas engolem camelos teológicos de alguns falsos pastores dos EUA. Esse evangelho social de onde vem?

Essa generalização é maligna, como bem foi dito, analfabetos bíblicos, nunca buscaram com zelo os dons espirituais. Porque? A resposta é simples; não possuem o Espírito Santo! Assim, não são espirituais; como iram discernir coisas espirituais?

A regeneração da nossa conversão é como aconteceu com os onze discípulos em Jo 20.22 não é suficiente, ainda não estaremos prontos. É necessário receber revestimento conforme disse Jesus, relatado em At 1.4,5, se cumprindo em At 2.1-4.

Música, Ciência e Teologia disse...

Julio, eu não sei o quanto você conhece do atual pentecostalismo brasileiro. Na verdade nem sei se você vive no Brasil. Mas isso não me interessa.

Renato Vargens escreve no seu blog contra o neopentecostalismo que, esse sim, tem provocado um estrago na igreja brasileira.

A propósito, seria interessante você mais posts do Renato Vargens. Se você fizer isso, verás que um de seus leitores é o Pr Ciro Zibordi, um eminente pastor da Assembleia de Deus.

Você sabe que a Assembleia de Deus é uma igreja pentecostal, não sabe?

Marcos D. Muhlpointner

Julio Severo disse...

Marcos

O problema do Vargens não é que ele é contra exageros de pentecostais e neopentecostais. Ele acredita que os dons dos Espírito Santo cessaram há dois mil anos. Isto é, quando os apóstolos de Jesus morreram, morreu tudo! Ele é cessacionista.

E ele tem suas poderosas conexões ideológicas que não são um pecado pequeno. Veja: http://juliosevero.blogspot.com/2012/04/robinson-cavalcanti-o-pecado-veio.html

O artigo do Dr. Thieme repreende Vargens por ter atacado a prática de revelações e profecias em cultos. Essa não é uma prática comum em igrejas neopentecostais. Veja o caso da Igreja Internacional do Reino de Deus, que proíbe revelações nos cultos. Mas muitas Assembleias de Deus têm tal prática. Portanto, o ataque do Vargens foi contra as igrejas pentecostais, inclusive a Assembleia de Deus, pelo único motivo de que Vargens é contra a existência desses dons hoje.

Sobre o Pr. Ciro, leia este artigo: http://juliosevero.blogspot.com/2012/02/um-pastor-assembleiano-que-nao-gosta-de.html

Ricardo Gondim é também da Assembleia de Deus, e é um grande defensor da Teologia da Libertação. Ciro está ligado a tabloides sensacionalistas que igualmente promovem a Teologia da Libertação. Tenho certeza de que a Assembleia de Deus tem gente mais séria.

Eu diria, Marcos, que quem está provocando um estrago tremendo na igreja brasileira é a Teologia da Libertação, abraçada por muitas igrejas. E neste ano José Dirceu e outro proeminente líder do PT, Gilberto Carvalho, disseram que hoje o único impedimento para o avanço do socialismo no Brasil são as igrejas neopentecostais. O próprio Gondim, que é um assembleiano liberal, já disse que o maior impedimento para a Teologia da Libertação são as igrejas neopentecostais.

Então, do ponto de vista deles, as igrejas neopentecostais realmente estão fazendo um grande estrago. Torço para que elas continuem fazendo isso.

arnaldo estevão disse...

Daqui uns dias ele vai estar falando que não crê mais em Deus


E dizia: O que sai do homem isso contamina o homem.

Porque do interior do coração dos homens saem os maus pensamentos, os adultérios, as prostituições, os homicídios,

Os furtos, a avareza, as maldades, o engano, a dissolução, a inveja, a blasfêmia, a soberba, a loucura.

Todos estes males procedem de dentro e contaminam o homem.
Marcos 7:20-23

Anônimo disse...

Não leio artigos de Renato ou de qualquer outra pessoa que persegue cristãos que verdadeiramente realizam a obra de Deus.

O Gospel+ parece site comprado ao permitir textos com conteúdo estranho e sem base bíblica; Renato é um dos colunistas que chamam ministérios de seitas! quando é para falar de pentecostais, é só para jogar pedra, nunca para elogiar! e ainda leva cristãos tradicionais a fazerem o mesmo, e ele não é a única figura pública do segmento tradicional evangélico a fazer isso.

Todos somos cristãos, a Igreja é uma só, com variedades de ministérios. Larguem as fábulas e o pensamento de menino e cresçam povo do Senhor!

Julio Severo disse...


Ops, cometi um engano no comentário. Não é Igreja Internacional do Reino de Deus, mas Igreja Internacional da Graça de Deus. Seu fundador é R.R. Soares. Ele é dono de uma das maiores igrejas neopentecostais do Brasil, mas talvez por suas origens presbiterianas, ele JAMAIS aceite profecias e revelações em cultos, prática comum em igrejas da Assembleia de Deus. Contudo, muito diferente de Vargens, Soares não ganha a vida criticando despudoradamente as igrejas pentecostais e neopentecostais. Se ele fosse como Vargens, ele criticaria as igrejas reformadas o tempo inteiro. Se Vargens que viver de críticas, ele deveria criticar INCESSANTEMENTE a maior denominação reformada dos EUA, a Igreja Presbiteriana, que está ordenando pastores gays.

Magno Paganelli disse...

Esse é um daqueles textos que lemos e pensamos: "gostaria de ter escrito isso". Parabéns Rev. Dr. Alberto Thieme pela propriedade, pela coragem sem sensacionalismo - que é o que o Renato procura. Há muito também deixei de ler os textos dele e seguir seus tuítes, logo quando percebi que a sua proposta era chamar a atenção por meio do mero polemismo. Eu deu uma dica a ele, e tive minha resposta. Então deixei de lado. Louvo a Deus porque outros pastores também têm percebido que o marketing da degola não pode subsistir. Promover-se às custas da imagem de outros não é tão cristão quanto promover a edificação. Então fiquemos com a última alternativa. Um forte abraço.

"LABAREDAS DE FOGO" disse...

Perdoem-me o erro em meu comentário, onde está “iram” leia-se “irão”. Sempre que ficarmos irados estaremos pretensos a erros. Temos que vigiar!

Ashbel Simonton Vasconcelos disse...

Caro Julio,
Creio que todos nós temos nossas flhas no que diz respeito a um correto entendimento bíblico. Note p.ex que seu argumento "Se não, deveria estar orando há muito tempo, pois enquanto as igrejas tradicionais minguam as pentecostais crescem", mas de onde se tira esta ideia de que crescimento ou decrescimento de uma igreja é parâmetro para avaliar se a igreja está mais certa ou errada diante de Deus? Por este prisma eu teria que dizer que o Edir Macedo e o Valdemiro estão corretíssimos, pois crescem a olhos vistos, enquanto vendem seus amuletos ungidos, comercializando a fé, e arrastando milhões de pessoas atrás de si.
A Bíblia revela que o crescimento vem de Deus, é da economia de Deus, e ainda faz uma pergunta retórica significativa "achará porventura o Filho do homem fé na terra quando voltar?" indicando um esvaziamento da igreja verdadeira na medida que aproximamos do fim. Certamente isto não inclui as igreja onde um falso evangelho é pregado, que só tendem a fazer cada vez mais muito sucesso.
Note ainda que 2Tm3.17 afirma que a Escritura por si já é plenamente suficiente para "fazer todo homem perfeito e perfeitamente habilitado para as boas obras", isto é, para qualquer que seja a obra a instrução já está dada, e uma vez por toda como afirmou Judas, o irmão do Senhor (Jd 3). De forma que se Deus precisasse fazer qualquer complemento extra -bíblico, estaria fatalmente invalidando, tornando em inverdade, aquilo que está escrito em 2Tm3.17.
Ademais Hb 1.1-2 deixa claro que as formas anteriores de Deus falar estão encerradas. E confirmado por Gl 1.8-9, além do já citado Jd 3.
Todo pensamento em contrário tem a implicação de reputar a Escritura como insuficiente ou imperfeita. Mas como algo imperfeito poderia ser capaz de fazer o homem perfeito e perfeitamente habilitado?
Os "revelados" eram os apóstolos e os profetas (Ef 2.20) os quais não tem substitutos.
Não sou inimigo dos pentecostais, tenho bons amigos entre eles, mas sou absolutamente contrário a qualquer revelação extra-bíblica e invoco Gl 1.8-9 sobre todas elas.
Digo o mesmo com respeito a qualquer dom espiritual miraculoso contemporâneo (veja que não posso negar os muitos milagres que Deus tem feito em nossos dias, e por eles oro constantemente. Mas não creio em operadores de milagres, isto é, detentores de poderes especiais miraculosos. Oro por milagres que seja da absoluta vontade de Deus e não da nossa. A base é a mesma Hb 1.1-2).
Compreendo que Lutero e Calvino eram homens sujeitos a erros como nós, mas vejam que já há (nos comentários acima) quem duvide até que eles eram irmãos. Certamente alguém que não teve que enfrentar o poder e a tirania da religião única, pois outros assim já o fizeram.
Será que aqueles homens enfrentaram o que enfrentaram sem que Deus estivesse com eles? (não que isso signifique que não tiveram muitos erros).

Fraternalmente,
Simonton

Julio Severo disse...

Prezado Ashbel

Pelo seu nome, sei que você é presbiteriano, ou calvinista.

Entendo as pessoas que estão limitadas pela teologia. Você disse: “não creio em operadores de milagres”. Entendo que você quer dizer que não acredita que hoje haja operadores de milagres, pelo simples fato de que você cre na sua teologia. Pessoas que conheço que vivem apegados apenas à teologia não permitem que a Palavra de Deus ou o Espírito Santo opere. Mas a Palavra de Deus não está limitada nem limita ninguém. Veja o que Deus deixou na igreja:

“E a uns pós Deus na igreja, primeiramente apóstolos, em segundo lugar profetas, em terceiro doutores, depois milagres, depois dons de curar, socorros, governos, variedades de línguas. Porventura são todos apóstolos? são todos profetas? são todos doutores? são todos operadores de milagres? Têm todos o dom de curar? falam todos diversas línguas? interpretam todos? Portanto, procurai com zelo os melhores dons; e eu vos mostrarei um caminho mais excelente.” (1 Coríntios 12:28-31 ACF)

Viu? Aí Deus deixa claro que Ele mesmo envia operadores de milagres e outros. Se você quer ou não crer no que Deus tem liberdade de fazer, isso em nada afeta a Deus. Só afeta e limita sua vida.

Sei também que sua teologia diz que os operadores de milagres não podem existir hoje. E é por seguir essa teologia limitadora e castradora que as igrejas reformadas na Europa estão à beira do túmulo. É por seguir essa teologia limitadora e castradora de Deus que a maior denominação presbiteriana dos EUA está ordenando pastores gays, apoiando o aborto e pedindo boicotes contra o Estado de Israel.

Agora veja o que Deus, contrariando sua teologia, deixou para a igreja nos últimos dias:

“E nos últimos dias acontecerá, diz Deus, Que do meu Espírito derramarei sobre toda a carne; E os vossos filhos e as vossas filhas profetizarão, Os vossos jovens terão visões, E os vossos velhos terão sonhos; E também do meu Espírito derramarei sobre os meus servos e as minhas servas naqueles dias, e profetizarão;” (Atos 2:17-18 ACF)

A chave para experimentar a Deus é dar a Ele mais liberdade do que damos a uma teologia seca.

Anônimo disse...

Me parece esse Senhor não só ataca e persegue o segmento cristão petencostal ele também desce a lenha no segmento cristão "neopetencostais" e diga se de passagem eu faço parte de uma "igreja neopetencostal" graças a Deus no momento de aflição e problemas minha mãe entrou foi bem recebida a igreja de portas abertas diariamente dia de semana e final de semana domingo a domingo qualquer horário foi por ela minha mãe se converteu e se libertou de espíritos malignos ex- umbandista tinhas vício de bebidas alcoolicas eu fui curada quando bebê pela 1 vez entrou na igreja eu não podia andar história longa não chega o caso de contar aqui agora e meu irmão também se converteu estou trazendo toda minha família para casa de Deus outra benção tenho contar irmão Severo meu pai foi na igreja domingo que alegria tive satisfação tava avesso a não querer saber de Deus.
Sabe que me revolta você vê que diabo engana "cristãos" coloca dentro deles o sentimento de inveja e de ódio isso não é normal isso não vem de Deus quem adora perseguir e falar mal de outros cristãos não é de Deus desculpa tenho que te falar a verdade.
Mais eu oro por eles para que seu olhos espirituais sejam abertos eles caiam em si se arrependerem e que de fato eles tenham um encontro real com Deus.
Porque estudar teologia não faz você ter encontrado Deus até um "incrédulo" pode fazer faculdade de teologia para ter conhecimento teórico sobre o cristianismo.
Infelizmente tem muita gente está numa "igreja evangélica" mais a pessoa não teve uma transformação e experiência real do seu ser modificado que eu quero dizer provar do NOVO NASCIMENTO do seu interior isso de dentro para fora só o Senhor Jesus Cristo e o Espírito Santo de Deus tem poder fazer isso para quem "crê" que usa a FÉ racional isso de forma prática não teórica.
Irmão Julio severo no mundo que vivemos hoje com tantas coisas ruins cada dia piora o cristão precisa buscar ter o batismo com Espírito Santo ser selado por ele para guiar em toda verdade ele o consolador.
Se isso não ocorre a pessoa pode tá na igreja mais fica como religioso(a) ela vazia e oca não tem a vida de Deus dentro dela não tem entendimento da palavra de Deus.
Queria deixar passagem bíblica "cristãos" que fala mal e persegue outros irmãos você está pecando em nome do Senhor Jesus Cristo pare já com isso peça perdão a Deus e se arrependa imediatamente não deixa mais o diabo te usar seja o segmento qual for a igreja não propriedade de homens a IGREJA DO SENHOR JESUS CRISTO TODOS OS LÍDERES SEJA QUAL FOR O SEGEMENTO DARÁ CONTA A DEUS NO JUÍZO FINAL.

Tiago cap 4: 11, 12

11)Irmãos, não faleis mal uns dos outros. Quem fala mal de um irmão, e julga a seu irmão, fala mal da lei, e julga a lei. Ora, se julgas a lei, não és observador da lei, mas juíz.

12)Há só um legislador e juiz, aquele que pode salvar e destruir. Tu, porém, quem és, que julgas a seu próximo?

Ester!!!!!



Ashbel Simonton Vasconcelos disse...

Caro Júlio,
Suas palavras são boas, falam de profecias bíblicas, mas note que Deus fez cumprir cabalmente cada uma delas. Cremos firmemente que Deus é o mesmo ontem, hoje e o será para sempre, mas o modo de Deus trabalhar em cada época foi diferente, pois
mudando a longo da história até chegar em Jesus e depois os seus apóstolos. Se alguém hoje disser que Deus lhe ordenou sacrificar o próprio filho no alto de um monte, certamente chamaríamos a polícia, no que faríamos bem, pois sabemos que esta fase passou.

Ninguém tem a teologia limitada /castrada por ter somente a Escritura como única Palavra de Deus, pois esta mesma dá o devido testemunho do que é verdadeira
liberdade "E conhecereis a verdade e esta vos libertará" de forma que quanto mais a estudamos, mais
nos aproximamos da estatura de um varão perfeito e perfeitamente habilitado, perfeitamente livre.

É certo que as igreja européias se desviaram após mais de 300 anos andando bem, mas isto não muda as coisas pois não nos guiamos pelo experiencialismo, mas pela Escritura.
Se formos pelo experiancialismo veja também os frutos do pentecostalismo surgido perto do ano 1900. Foi algo como uma virada saindo do zêlo escriturístico para as experiências pessoais, subjetivas e trancendentais, alguns até tem afirmado (mostrando que não entederam o que leram) que "a letra mata", enquanto Crito afirma "Errais não conhecendo as Escrituras nem o poder de Deus". Veja quantos escravisam outros com o fim de tomar-lhes o dinheiro e afirmando que tiveram
revelações e que portanto ninguém pode ir contra algo que vem do próprio Deus! Quem pode ir
contra um desses "revelados" se eles de fato receberam instruções diretas de Deus? Que insegurança! Que liberdade seria esta?
Quanto estrago! Quanta teologia sem Bíblia! (p.ex prosperidade comprada com ofertas como se Deus fosse
um mascate; quantas muletas falsas atiradas ao ar; quantas folhas de oliveiras ungidas são vendidas; até o suor do Valdemiro rende-lhe um bom quinhão).
Mas volto a dizer que não são os resultados de um e outro lado que vão dizer o que está certo ou errado, mas somente a Escritura. Por isso digo
mais uma vez que ela deve ser a nossa * * * única * * * regra de fé e de prática.
Você tem visão (em cumprimento a profecia) e por isso segue
um excelente ministério que é denunciar as tramas do movimento
gay. Outros têm outras visões e vão trabalhar em outras áreas do mesmo Reino. Assim se cumpre a cada dia a
profecia.
Mas se gostamos de nos valer da prática veja os operadores de milagres da Escritura, quando isto era possivel, e note que era uma atividade ligada aos apóstolos (p.ex At 2.43, 5.12-16 com raras exceções) ao ponto de Paulo usar este fato para provar que ele era verdadeiramente apóstolo(2Co12.12). Mas chamo a
atenção para o fato de que, quando o dom era colocado em prática, todos ficavam curados, mas será que alguém
já viu algum grande hospital ser completamente esvaziado por ação de um operador de milagres? (alguns alegarão que hoje tal não acontece
porque falta fé nos que seriam favorecidos. Uma falácia, pois veja o caso de 9 dos 10 leprosos curados por Jesus).
Mas note que a Escritura rejeita um evangelismo com demonstração de poderes que não seja aquele expresso em Rm 1.16 (evangelho pregado tem o poder de salvar). Veja em 1Co1.21-22 que Paulo rejeita a ideia de um evangelho de sinais, mas chama atenção para um evangelho de pregação.
Note que o próprio apóstolo não curou o estômago do seu discípulo Timóteo em 1Tm5.23, e deixou Trófimo doente em Mileto (2Tm4.20).
Tudo isto para deixar claro que o tempo de demonstrar que Jesus era o Messias prometido (pois conforme as profecias quando ele viesse cegos e coxos seriam curados) já estava cumprido. Em nossos dias um profeta de Deus deve abrir a Escritura e
ao ler afirmar "assim diz o Senhor". E o que passar disto não provém de Deus.
Cristo é o evangelho e é o nosso único Mediador.

No amor e no temor de Cristo.

Simonton

Julio cesar disse...

Eu gostaria de ter dito cada palavra desse texto brilhante!
Se esse indivíduo chamado Renato vargens fosse um pouquinho sério,não seria colaborador daquela latrina chamada GENIZAH...
Muito obrigado,irmão Júlio,por criar esse espaço e conceder voz a artigos esclarecedores como esse daqui;Infelizmente,as igrejas Tradicionais estão definhando e graças a sujeitos como o Renato Vargens,a verdade é maquiada!
No último Domingo,a IPB comemorou aniversário aqui no Brasil com uma passeata na zona Sul do Rio de Janeiro,com matéria exibida na Globo,com um discurso alinhado com a esquerda e com os desafios da ONU...Tudo isso com uma entrevista prá lá de hipócrita do ´´reverendo``Marcos Amaral,aquele que foi citado num texto aqui mesmo no seu Blog!
Abraços!!!

Anônimo disse...

Ja percebi que fora o diabo os cristãos que creem nos dons do Esp Santo, tem mais um que não gosta deles, quem?? É ele mesmo o Renato Vargens que não tem perfil de pastor nem aqui e nem na China, e não tem nada a ver com os mestres sérios da igreja presbiteriana. Eu posso como cristão discordar de algum entendimento sobre algum assunto de uma determinada igreja, mas devo tratá-los com respeito o que não é o caso deste neurótico Renato Vargens, que pensa que é o único detentor da verdade. Adalberto

Julio Severo disse...

Vamos por partes, Simonton. Você disse: “Veja em 1 Co 1.21-22 que Paulo rejeita a ideia de um evangelho de sinais, mas chama atenção para um evangelho de pregação.”

É exatamente o contrário de sua interpretação. O próprio Apóstolo Paulo diz: “A minha palavra, e a minha pregação, não consistiram em palavras persuasivas de sabedoria humana, mas em demonstração de Espírito e de poder.” (1 Coríntios 2:4 ACF)

Você diz sobre os neopentecostais: “Quanto estrago! Quanta teologia sem Bíblia!” Por quantos anos oficialmente a IPB não acolheu pastores e outros líderes maçons? O que a maçonaria tem a ver com Cristianismo? Por quantos anos pastores da IPB não promoveram o esquerdismo? Caio Fábio nunca foi confrontado na IPB pelo seu evidente esquerdismo. De fato, ele era um ícone presbiteriano. Se não fosse por sua estrondosa queda, o ídolo estaria ainda provocando estragos.

Você pergunta: “Mas chamo a atenção para o fato de que, quando o dom era colocado em prática, todos ficavam curados, mas será que alguém já viu algum grande hospital ser completamente esvaziado por ação de um operador de milagres? (alguns alegarão que hoje tal não acontece porque falta fé nos que seriam favorecidos. Uma falácia, pois veja o caso de 9 dos 10 leprosos curados por Jesus).”

“Todos eram curados” não faz sentido e contraria o que você também disse sobre Paulo: “Note que o próprio apóstolo não curou o estômago do seu discípulo Timóteo em 1Tm5.23, e deixou Trófimo doente em Mileto (2Tm4.20).”

Se usarmos seu raciocínio, Jesus não tinha nenhum poder, pois se Ele tivesse, todos os doentes do mundo inteiro teriam sido curados durante seu ministério.

Se o dom dos apóstolos pudesse curar TODOS, todos seriam curados.

Se Paulo fosse agir na base da experiência, ele faria como muitos teólogos fazem: pregaria o cessacionismo, a doutrina espúria e herética que Deus operava na época dos apóstolos e depois ficou velho e se aposentou.

Contudo, seguindo a Palavra de Deus, não sua experiência pessoal, Paulo pregava o Evangelho não com palavras persuasivas de sabedoria humana (filosofia, teologia, psicologia, etc.), mas em demonstração de Espírito e de poder. Não era a experiência pessoal dele que governava a pregação, mas sim o que está na Palavra de Deus, que deixa claro que a verdadeira pregação do Evangelho tem demonstração:

“E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado. E estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão os demónios; falarão novas línguas; Pegarão nas serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos, e os curarão.” (Marcos 16:15-18 ACF)

Julio Severo disse...

Sim, muitos teólogos protestantes negam que hoje Deus opere milagres. A própria vida deles é testemunho e prova irrefutável disso. Eles simplesmente pregam conforme a experiência deles. Se nada acontece na vida deles, eles pregam que nada acontece e pode acontecer na vida de ninguém. A pregação deles não mostra “Sola Scriptura”. É Escritura + teologia + experiência pessoal, etc.

Isso faz um mal tremendo! Conheci igrejas luteranas e presbiterianas que pregavam tanto contra igrejas pentecostais e neopentecostais que quando os membros passavam por uma crise como câncer procuravam o espiritismo. Não procuravam igrejas pentecostais e neopentecostais porque já haviam sido “prevenidos”.

Mas é muito provável que se essas igrejas deixassem Deus agir, os membros não precisariam recorrer ao espiritismo, e as igrejas pentecostais e neopentecostais nem existiriam.

Sou um cristão que crê no “Sola Scriptura”. Se os teólogos invalidam a Palavra de Deus com suas teorias teológicas, fico com meus Deus e sua Palavra. Se minha experiência pessoal diz que se não vejo grandes milagres, tenho de pregar um evangelho sem abertura para milagres e dons espirituais?

Repito o que você disse: “Paulo rejeita a ideia de um evangelho de sinais, mas chama atenção para um evangelho de pregação”. Reveja sua teologia. Ou melhor, abandone sua teologia e fique somente com “Sola Scriptura”.

marco disse...

Vargens quer se aparecer, um fariseu moderno, Ele sabe mais de Deus do que o prório Deus. Gostei da observaçao de endeusametneo de Calvino e Lutero, certos circulos tradiconais não temn aimagem de Maria mas idolatram esses homens, que foram uma benção mas não são maomé, o último profeta.

Ashbel Simonton Vasconcelos disse...

Caro Júlio,
releia por favor o que eu escrevi, pois o dia que eu não puder mais crer em milagres deixarei de orar, pois não mais teria sentido. O que afirmei é que não creio em operadores contemporaneos de milagres.
A canversão de alguém é também um milagre, talvez o maior deles. Não há maior demonstração de poder do que ver pessoas transformadas pelo poder da Palavra (pregação).
Veja que nós estamos dizendo que cremos no "Sola Scriptura" mas estamos argumentando pelas experiências (Maçonaria, Caio Fábio, etc) que nada provam. Fiquemos com a Escritura onde nada pode ser acrescentado em tempo algum. "Ainda que nós ou mesmo um anjo vindo do céu vos pregue evangelho que vá além do que vos temos pregado, seja anátema."
conforme afirma o apóstolo Paulo (Gl 1.8), portanto nada de revelações ou visões (ver Col 2.18 e Jr 23.28).
ab
Simonton

Julio Severo disse...

Caro Simonton

Você disse: “Ainda que nós ou mesmo um anjo vindo do céu vos pregue evangelho que vá além do que vos temos pregado, seja anátema.”

Não estamos aqui tratando da pregação de outro evangelho, mas você está usando essa passagem legítima para desqualificar hoje a intervenção de anjos.

Meu caro, quando o assunto é outro evangelho, devemos rejeitar anjos, pastores, teólogos, etc. Ninguém que pregue outro evangelho deve ser aceito.

Os próprios apóstolos aceitavam a visitação de anjos. No capítulo 12 de Atos, Pedro recebeu a ajuda sobrenatural de um anjo. Se o anjo tivesse ido para pregar outro evangelho, Pedro o rejeitaria. Eu tenho a mesma atitude de Pedro: sou aberto para os anjos de Deus me ajudarem e ministrarem, mas fechado para anjos que venham com outro evangelho.

Aqueles que rejeitam dons e manifestações sobrenaturais para hoje muitas vezes aceitam outro evangelho vindo de seres humanos. Refiro-me ao evangelho da teologia da libertação, que para alguns é teologia da missão integral. O diabo nem precisa mandar um anjo para os iludidos por essa teologia. Meros seres humanos, cheios de erros teológicos, conseguem enganar mais do que dez anjos com outro evangelho.

Você disse: “portanto nada de revelações ou visões”.

De nada adianta debatermos. Você tem sua teologia, que diz que TODOS os dons do Espírito Santo morreram com os apóstolos.

Contudo, Deus deu essa Palavra para nós nos últimos dias:

“E nos últimos dias acontecerá, diz Deus, Que do meu Espírito derramarei sobre toda a carne; E os vossos filhos e as vossas filhas profetizarão, Os vossos jovens terão visões, E os vossos velhos terão sonhos; E também do meu Espírito derramarei sobre os meus servos e as minhas servas naqueles dias, e profetizarão;” (Atos 2:17-18 ACF)

Eu, que tenho “Sola Scriptura”, diria: “Bem-vindo Espírito Santo!” Eu creio em toda a Palavra de Deus.

Em contraste, gente ligada à teologia, que é sua única “Sola Scriptura”, diria: “Nada de revelações ou visões!”

Esse é o Evangelho verdadeiro, o Evangelho dos apóstolos?

Rev. Dr. Alberto Thieme disse...

Caro Presbítero Simonton, aqui lhe escreve o autor do artigo, Rev. Alberto Thieme. Gostaria de saber se o senhor me permite entrar nos comentários que o irmão Júlio Severo tem feito contigo. Penso que tem havido alguns erros teológicos sérios de sua parte e estou a disposição para ajudá-lo a entender melhor estas questões que estão sendo comentadas. O irmão me permite?

Julio Severo disse...

Um comentarista anônimo acabou de enviar a este blog um comentário dizendo que todos os dons cessaram no primeiro século: curas, visões, línguas, sonhos, etc.

Só vou postar o texto dele completo quando ele tiver a coragem de postar com uma identidade de Facebook ou outro meio válido.

A questão do Vargens e outros não é que eles são contra pentecostais e neopentecostais. Qualquer cristão que diga que dons de curas, visões, línguas, sonhos e outros são para hoje vai fatalmente ganhar a ira do Vargens e outros que acreditam que a teologia está acima da Bíblia. E se a teologia deles diz que os dons cessaram há dois mil anos, eles dizem “Amém” e condenam todos os que não se alinham à teologia deles.

O “Sola Scriptura” deles, que deveria ser “Só a Escritura”, é na verdade “Só Teologia”. Nada mais. A Bíblia pouco importa para eles. Se a Bíblia ensina algo que não se alinha à teologia deles, sem cerimonia nenhuma eles jogam ao lixo o que está na Bíblia.

A Bìblia ensina que os dons estão disponíveis hoje. A teologia deles ensina que não.

É um conflito entre Bíblia e teologia.

Se a teologia está certa, os pentecostais, neopentecostais e milhares de presbiterianos renovados estão com o capeta, que é exatamente no que os cessacionaistas creem.

Se a Bíblia está certa sobre dons, então os que condenam os que aceitam dons hoje estão, como se diz em Brasília, no sal.

Wilton disse...

Antes de voltar para o Pai, Jesus prometeu enviar o Consolador aos Seus discípulos. Ele mesmo garantiu:

"E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre; O Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não O vê e nem O conhece; mas vós O conheceis, porque Ele habita convosco e estará em vós" (João 14:16–17)

"Mas o Consolador, o Espírito Santo, que é Aquele a quem o Pai enviará em Meu nome, Ele vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo o que Eu vos tenho dito" (João 14:26).

Logo, Jesus disse que o Pai enviaria o Seu Santo Espírito para ensinar e orientar todos os homens (não só os Seus apóstolos, como também todos os cristãos hoje).

Mais adiante, Jesus explica melhor o papel do Espírito Santo:

"Todavia, Eu vos digo a verdade: convém que Eu vá, porque se Eu não for, o Consolador (o Espírito Santo) não virá a vós; mas Eu, quando for, Eu O enviarei. E Ele, quando vier, convencerá o mundo do pecado, da justiça, e do juízo: do pecado, porque não crêem em Mim; da justiça, porque volto para Meu Pai, e não Me vereis mais; e do juízo, porque o príncipe deste mundo já está julgado. Muito ainda terei para vos dizer, mas vós não o podeis suportar agora. Quando, porém, Ele, o Espírito da verdade, vier, Ele vos guiará em toda a verdade; pois não falará por Si próprio, mas vos dirá tudo o que tiver ouvido, e vos anunciará as coisas que hão de vir” (João 16:7–13, o parêntese é meu)

O Espírito Santo continua ativo ainda hoje (em que pese toda a teoria contrária dos "cessacionistas"). O que todo verdadeiro cristão precisa fazer é ter comunhão com Ele, e buscar os dons espirituais. O apóstolo Paulo disse com autoridade:

"Segui o amor, e procurai com zelo os dons espirituais, mas principalmente o de profetizar" (1 Coríntios 14:1)

Precisa dizer mais alguma coisa?

Fabio Blanco disse...

Se o problema do Vargens, e tantos outros, fosse apenas acreditar no cessacionalismo, isso seria apenas um equívoco teológico. Um erro absurdo, porém não pior que outros, inclusive os de muitos pentecostais. O grande problema do pastor Renato e de muitos de seus amigos é que eles acreditam ter o monopólio da crítica. Quando falam mal de outros cristãos, acreditam estar servindo a Deus. Quando, porém, são criticados, esperneiam, sentem-se injustiçados e acham um absurdo serem alvos de opiniões contrárias.

Ocorre que os erros que andam cometendo, como o apoio a teólogos defensores de ideologias genocidas e promotoras de tudo o que é anticristão, além da aliança com pessoas que se dizem cristãs, mas apenas são embusteiros, disseminadores de confusão e apoiadores de líderes decadentes, têm demonstrado que Vargens e outros podem ser tudo, menos pensadores cristãos profícuos e minimamente coerentes.

Portanto, o que se tem escrito sobre eles é justo.

Sérgio disse...

Fábio,

Para o Renato Vargens (e para outros iguais a ele, que se acham os donos da verdade), Jesus ensina:

"Não julgueis segundo a aparência, mas julgai conforme a reta justiça" (João 7:24)

A reta justiça, neste caso, é a Palavra de Deus. Somente ela é quem pode nos dar autoridade para fazer qualquer julgamento (já que ela é a verdade eterna). É como disse o apóstolo Paulo:

"Porque nada podemos contra a verdade, senão pela verdade" (2 Coríntios 13:8)

Julio Severo disse...

Prezado Presbítero Ashbel Simonton Vasconcelos Soares:

O Rev. Alberto Thieme preparou uma longa resposta para dar a você. A resposta dele, por ser longa, não cabe nesta seção. Por isso, peço-lhe colocar neste espaço o seu email ou escrever a ele: thiemeus@yahoo.com

Se tiver alguma dificuldade, me informe.

Rev. Dr. Alberto Thieme disse...

SIMONTON: Creio que todos nós temos nossas flhas no que diz respeito a um correto entendimento bíblico. Note p.ex que seu argumento "Se não, deveria estar orando há muito tempo, pois enquanto as igrejas tradicionais minguam as pentecostais crescem", mas de onde se tira esta ideia de que crescimento ou decrescimento de uma igreja é parâmetro para avaliar se a igreja está mais certa ou errada diante de Deus? Por este prisma eu teria que dizer que o Edir Macedo e o Valdemiro estão corretíssimos, pois crescem a olhos vistos, enquanto vendem seus amuletos ungidos, comercializando a fé, e arrastando milhões de pessoas atrás de si.

RE:O Apostolo Valdomiro e o Bispo Edir Macedo podem não estar corretos, mas ninguém pode dizer que não existem muitos salvos lá nas igrejas deles. Eu não concordo com muitas práticas deles, mas Jesus mostrou-nos a prudencia que devemos ter quando os discipulos vieram até Ele e lhe disse que haviam outros discipulos pregando o evangelho e qual foi a resposta de Cristo: “Importa que o evangelho seja pregado. Se não são contra nós, são por nós”. Quem está sendo contra aqui: São os citados acima ou o irmão Presbítero que está falando deles? Reparou que falhastes bíblicamente em vários pontos? Veja Mateus 18:15-18 onde Jesus ensina que se tivermos algo contra algum irmão vá ter com ele só…depois chame dois presbiteros…por fim leve-o á igreja….Cumpristes pelo menos a primeira parte destes versos? Infelizmente não, seja sincero. Mas ainda tem outro texto que além da Epístola de Tiago, lá no VT, vamos encontrar Deus orientando como devemos agir. Veja Provérbios 6, versos 16 a 19. Depois de anos, fui entender que Deus julga ser pior para Ele, um crente que fala da vida alheia, espalha contendas, do que um ímpio que derrama sangue inocente porque o ímpio não conhece a Palavra de Deus, porém o crente tem o dever de conhecer.

Rev. Dr. Alberto Thieme disse...

RECEBER O ESPIRITO SANTO VERSUS ESTAR CHEIO DO ESPÍRITO SANTO
São situações bem distintas, vejamos:
RECEBER O DOM DO ESPÍRITO SANTO :
Atos 2:38-47 : Vejamos: “E disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo; Porque a promessa vos diz respeito a vós, a vossos filhos, e a todos os que estão longe, a tantos quantos Deus nosso Senhor chamar”.
Uma coisa é “receber o dom do Espírito Santo” depois de ser salvo, ou seja, o templo(corpo) é limpo interiormente pelo lavar regenerador da água que é a Palavra de Deus (João 3:5 e Efésios 5 e I João 5:6 e 8 e Hebreus 10:22.

SER CHEIO DO ESPÍRITO SANTO: Eu vos batizei em água; ele, porém, vos batizará no Espírito Santo. Marcos 1:8. Duas experiências que podem ocorrer ao mesmo tempo ou em tempos diferentes. A Bíblia não especifica, porém, podemos perceber pela vida do crente, seus frutos.
“Porque, na verdade, João batizou em água, mas vós sereis batizados no Espírito Santo, dentro de poucos dias”. Atos 1:5
Vemos claramente a diferença entre o exposto e o que diz a profecia de Joel 2:28-30a: mencionada tambem por Paulo em Atos: ” E há de ser que, depois derramarei o meu Espírito sobre toda a carne, e vossos filhos e vossas filhas profetizarão, os vossos velhos terão sonhos, os vossos jovens terão visões.E também sobre os servos e sobre as servas naqueles dias derramarei o meu Espírito.E mostrarei prodígios no céu, e na terra…”. Aqui já não está tratando apenas do “receber o dom do Espírito Santo” como selo da Salvação, Isto é a dádiva imerecida da presença dele em nosso ser, Só que a Bíblia fala em “derramarei do meu Espírito sobre toda a carne..E mostrar prodígios no céu e na terra”.

Rev. Dr. Alberto Thieme disse...

Como participar disto se repelimos a ação do Espírito Santo relegando-a apenas ao tempo iniciante da Igreja? Não existe isto na Bíblia. ‘E óbvio que Joel NÃO está falando de pessoas ímpias que se salvarão mas dos salvos que serão “cheios do Espírito Santo”. .
Esta é uma desculpa antiga. Eu a conheço bem, sou pastor Presbiteriano, mas pela graça de Deus pude entender que a PLENITUDE do Espírto Santo em nossas vida é algo que devemos buscar como diz em Lucas 11, verso 13 : “…E Deus dará do seu Espírito a todos que lho pedirem”. Aqui não está falando de salvação tambem. Está falando a quem serve a Deus e deve buscar encher-se cada vez mais do Espírito Santo, dando-Lhe espaço para que isto aconteça, ou seja, não sendo incrédulo, mas crente mesmo.

Lembra-se como Jesus advertiu aos seus discipulos em Atos 1:8 antes de ascender aos céus? “E recebereis poder ao descer sobre vós o Espírito Santo e ser-me-eis testemunhas TANTO em Jerusalém como em Samaria e até aos confins da terra”. Para quem Jesus está falando aqui, meu caro irmão? É óbvio, a crentes salvos, seus discipulos (não somente os apóstolos). Havia aí mais de 500 pessoas, correto? Veja o verso 11.

Rev. Dr. Alberto Thieme disse...

INFLUENCIA NOS RESULTADOS:

Vejamos novamente em Atos 2: 38-47: “…De sorte que foram batizados os que de bom grado receberam a sua palavra; e naquele dia agregaram-se quase três mil almas”, Com certeza quando há liberdade do Espírito Santo atuar vai influenciar na quantidade de pessoas que serão alcançadas. Em Apocalipse 3:16, Deus dá um alerta sério: “Assim, porque és morno, e não és quente nem frio, vomitar-te-ei da minha boca”.
SINAIS E MARAVILHAS:
E a mensagem de Atos continua falando sobre “SINAIS E MARAVILHAS”: “E perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações. E em toda a alma havia temor, e muitas maravilhas e sinais se faziam pelos apóstolos….. E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar”. A igreja que tolhe a ação do Espírito Santo não consegue conhecer a plenitude da ação do Espírito Santo. Ele é muito gentil e não invade o interior do cristão, ele se apresenta quando é convidado.

SIMONTON: A Bíblia revela que o crescimento vem de Deus, é da economia de Deus,
RE: Desculpe discordar, mas entendo bem diferente, baseado no texto de Atos 2, versos 39-47 acima.
Os resultados estão diretamente ligados ao Poder do Espírito Santo que experimentamos. Lembra-se do missionário Inglês Hudson Taylor que foi missionário na China? Ele conta sua experiencia de que já estava em viagem no navio quando ao começar a ler as cartas de encorajemtno que recebera dos irmãos de sua igreja antes de viajar, enquanto as lia na viagem, encontrou uma que dizia: “VOCÊ ESTÁ CHEIO DO ESPÍRITO SANTO?”. Ele conta em um de seus livros que ficou chateado quando leu aquele bilhete e o amassou e jogou no chão e disse consigo mesmo: Ora o que sera que esta irmã está pensando sobre mim? Será que ela está pensando que estou saindo para ser missionário sem estar preparado? Ele conta que enquanto lia as proximas cartas ele começou a ficar incomodado com aquele bilhete e pegou novamente o papel amassado, o desamassou e voltou a lê-lo. E novamente lhe veio o mesmo pensamento de que aquela pessoa que lhe escrevera estava errada. Continuou lendo as demais cartas e sentiu-se incomodado novamente, e pegou o papel e o leu novamente. No instante que lia, ele recebeu uma visitação poderosa do Espírito Santo e conseguiu entender o que aquela senhora de sua igreja queria lhe transmitir. E chorou muito diante de Deus enquanto recebia uma visitação tão grandiosa do Espírito Santo que sucumbiu-se diante da gloriosa presença dEle enquanto viajava. O Espírito Santo conhecia o coração de Hudson Taylor e todos nós sabemos o resultado do ministério daquele homem de Deus entre os chineses. Foi algo inexplicável porque sómente quem passa pela experiencia do batismo com o Espírito Santo é que sabe a diferença que faz no ministério de quem abre seu íntimo, deseja e pede que o Espírito Santo o visite poderosamente. “Sinais e prodígios acompanharão aos que creêm, mas que o ministério de alguém cheio do Espírito Santo é algo fenomenal, espiritualmente falando.Veja a biografia dele no link: http://pt.wikipedia.org/wiki/Hudson_Taylor

Rev. Dr. Alberto Thieme disse...

SIMONTON: e ainda faz uma pergunta retórica significativa "achará porventura o Filho do homem fé na terra quando voltar?" indicando um esvaziamento da igreja verdadeira na medida que aproximamos do fim.
RE: Este texto não fala nada sobre o esvaziamento da igreja, não podemos emprestar ao texto o que ele não diz. O assunto é se achará fé na terra no sentido do corrompimento dos verdadeiros crentes. As igrejas poderão estar cheias. Desculpe, mas o irmão contradiz o que disse inicialmente sobre as igrejas do Edir Macedo e Valdomiro, lembra? .
SIMONTON: Certamente isto não inclui as igreja onde um falso evangelho é pregado, que só tendem a fazer cada vez mais muito sucesso.
RE: Por que não? Eu creio que existem muitos salvos na igreja dos dois citados, porque a despeito dos pastores, o Espírito Santo vela por suas ovelhas.
SIMONTON: Note ainda que 2Tm3.17 afirma que a Escritura por si já é plenamente suficiente para "fazer todo homem perfeito e perfeitamente habilitado para as boas obras", isto é, para qualquer que seja a obra a instrução já está dada, e uma vez por toda como afirmou Judas, o irmão do Senhor (Jd 3). De forma que se Deus precisasse fazer qualquer complemento extra -bíblico, estaria fatalmente invalidando, tornando em inverdade, aquilo que está escrito em 2Tm3.17.
RE: Este texto diz: “Para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa
obra”.Nada tem a ver com o assunto sobre Espírito Santo.

Rev. Dr. Alberto Thieme disse...

SIMONTON: Ademais Hb 1.1-2 deixa claro que as formas anteriores de Deus falar estão encerradas. E confirmado por Gl 1.8-9, além do já citado Jd 3.
RE: Vejamos: Hebresu 1:1-2 : “Havendo Deus antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos nestes últimos dias pelo Filho, A quem constituiu herdeiro de tudo, por quem fez também o mundo” Nada tem a ver com a questão da continuidade dos dons espirituais e nem com profecias não-escatológicas. Se fôssemos querer fazer uma exegese dizendo que Deus depois de Jesus Cristo só fala pela palavra, como ficaria os CINCO dons ministeriais citado por Paulo, inspirado pelo Espírito Santo, cerca de VINTE ANOS depois da ascenção de Cristo aos céus? Paulo nem conheceu Cristo na carne. E entre os cinco dons ministeriais Paulo fala sobre alguém com um dom ministerial de PROFETA. E como ficaria I Cor 12 e 14? E os textos dos Atos dos Apóstolos?

VEJAMOS Galatas 1:8-9 : “Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema. Assim, como já vo-lo dissemos, agora de novo também vo-lo digo. Se alguém vos anunciar outro evangelho além do que já recebestes, seja anátema.
Mas ninguém está pregando outro evangelho. Estamos lhe mostrando que existe um erro de exegese que o irmão está cometendo. Este texto, novamente, nada tem a ver sobre o assunto que é ESPIRITO SANTO, DONS ESPIRITUAIS.
JUDAS V3 : “Amados, procurando eu escrever-vos com toda a diligência acerca da salvação comum, tive por necessidade escrever-vos, e exortar-vos a batalhar pela fé que uma vez foi dada aos Santos”. IDEM ACIMA…nada a ver com o assunto.

Rev. Dr. Alberto Thieme disse...

SIMONTON: Todo pensamento em contrário tem a implicação de reputar a Escritura como insuficiente ou imperfeita. Mas como algo imperfeito poderia ser capaz de fazer o homem perfeito e perfeitamente habilitado?
RE:Pelo contrário, Segundo o que Paulo diz, a perfeita habilitação do servo de Deus vem depois que ele recebe o batismo com o Espírito Santo. Veja Marcos 16:16,17 : “E estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão os demônios; falarão novas línguas; Pegarão nas serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos, e os curarão”. Quem o irmão crê que dará este poder ao verdadeiro crente em Jesus Cristo? Ele terá de ter o poder do Espírito Santo, porque quem tentou expusar dêmonios sem ter o poder do Espírito Santo, levou uma surra, está escrito nos evangelhos.Lembra-se?

SIMONTON: Os "revelados" eram os apóstolos e os profetas (Ef 2.20) os quais não tem substitutos.
RE: Vejamos: “Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que Jesus Cristo é a principal pedra da esquina”. E Paulo que foi o DECIMO TERCEIRO apóstolo? Leia I Cor 9:1. E o dom ministerial de APÓSTOLO que Paulo disse em Efésios 4:11-12, cerca de VINTE ANOS depois da ressurreição de Cristo? Este verso não tem contexto para negar os dons espirituais, não trata deste assunto. Só para seu conhecimento para-bíblico, houve vários escritores dos séculos seguintes e um deles foi Eusébio de Cesaréia. Veja o que ele diz nos 10 livros que foram compilados num só pela CPAD. Ele cita quem foram os sucessores dos apóstolos em cada igreja fundada nos tempos dos apostolos e mais tarde, ainda no primeiro século, outros discipulos se tornaram APOSTOLOS. E aí?
Veja mais informações sobre ele no link: http://pt.wikipedia.org/wiki/Eus%C3%A9bio_de_Cesareia

SIMONTON:Não sou inimigo dos pentecostais, tenho bons amigos entre eles, mas sou absolutamente contrário a qualquer revelação extra-bíblica e invoco Gl 1.8-9 sobre todas elas.
RE: O senhor já citou o texto acima e está errado em sua exegese. Galatas 1:8-9 não trata dos dons espirituais mas sim sobre se pregar “outro evangelho”. Jamais podes fazer uma abordagem desta porque a qualquer momento poderás incorrer no “pecado contra o Espírito Santo”.

SIMONTON:Digo o mesmo com respeito a qualquer dom espiritual miraculoso contemporâneo (veja que não posso negar os muitos milagres que Deus tem feito em nossos dias, e por eles oro constantemente. Mas não creio em operadores de milagres, isto é, detentores de poderes especiais miraculosos.
RE:Desculpe-me irmão, mas me parece que o senhor se contradiz neste texto. Primeiro o senhor declara que não pode negar muitos milagres que Deus tem feito em nossos dias, e em seguida diz que não crê em “operadores de milagres”? Penso que o senhor deveria ter em mente as duas pessoas acima citadas que eu também não concord com e como eles agem. Mas não é por isto que tenhamos o dirieto de invalidar a existencia dos dons espirituais. Entre eles estão o de “curas”(plural), de profetizar e mais outros SETE, Negar esta verdade bíblica é negar que a Bíblia é a Palavra de Deus. Isto é sério, amado!

SIMONTON: Oro por milagres que seja da absoluta vontade de Deus e não da nossa. A base é a mesma Hb 1.1-2).
RE: Corrija sua forma de orar. Ela está errada. É a chamada oração sem fé em que a pessoa cita “Senhor cura fulano, mas Segundo a tua vontade”. Oras sera isto que nos ensina Tiago? Leia o Capítulo 5 e veja que não é. O irmão deve orar com fé. Compete a Deus curar ou não, mas nós devemos sempre orar crendo que recebestes…e assim sera convosco.

Rev. Dr. Alberto Thieme disse...

SIMONTON: Compreendo que Lutero e Calvino eram homens sujeitos a erros como nós, mas vejam que já há (nos comentários acima) quem duvide até que eles eram irmãos. Certamente alguém que não teve que enfrentar o poder e a tirania da religião única, pois outros assim já o fizeram.
Será que aqueles homens enfrentaram o que enfrentaram sem que Deus estivesse com eles? (não que isso signifique que não tiveram muitos erros).
RE: Admiro Lutero e Calvino, porém, tenho absoluta certeza de que eles não tiveram uma visão complete de todo o Reino de Deus. Lutero deveria ter incluído no mínimo umas três defesas a mais na relação que ele afixou a porta do temple em que ele pastoreava. Além dos dons espirituais, do Batismo no Espírito Santo, ele teve a insensatez de dizer que a carta de Tiago era uma “EPISTOLA DE PALHA” porque entendeu mal os ensinos contidos nesta carta e o pior é que ele trouxe para as igrejas tradicionais muitos costumes doutrinarios catolicos por causa da influencia que ele teve em grande parte de sua vida por ter seguido as doutrinas catolicas. Além dele não ter uma visão social da Igreja, ele impediu com a ideia de que o que interessa é a salvação e se esqueceu que para mostrarmos nossa fé só existe uma maneira: PELAS OBRAS. Não somos salvos por elas, mas elas demonstram que somos salvos.

Filipe Rosa disse...

Julio... Eu fico triste com esses pastores que não vivem o evangelho de maneira completa... Enquanto alguns pentecostais acham que a Bíblia só fala de fogo e batismo no Espírito Santo, outros tradicionais acham que só teologia é importante. Sobre o cessionista do texto, eu nem quero comentar, pois tenho dó de pessoas assim... A verdade é que esses cristãos nunca vão acreditar mesmo em nada, a não ser quando nascerem de novo (não na mente, mas no coração) e receberem o Espírito Santo. Eu fui presbiteriano por 18 anos, depois plantei uma igreja não-denominacional. Eu acho que os pentecostais estão certos nas doutrinas práticas do Espírito Santo, mas acho que falta falar sobre caráter, integridade, prosperidade, cura, moralidade etc. O evangelho é completo e deve atingir todas as áreas da sociedade. ENTRETANTO, ISSO NÃO TEM NADA HAVER COM COMUNISMO OU IDEOLOGIAS COMO A TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO. Como teólogo e pastor digo sem medo que esses pensamentos liberais ou legalistas são extremos e do diabo! Esse Renato Vargas nunca deve ter sentido a presença de Deus, pois ele é um cético. Eu digo sem medo, contra fatos não há argumentos: JESUS CRISTO É O MESMO ONTEM, HOJE E PARA SEMPRE! Ele faz as mesmas coisas e nada acabou, muito pelo contrário, ele mesmo disse que obras maiores nós faríamos! Como um ex-tradicional, digo: Quem não acredita na contemporaniedade dos dons SÓ ESTÁ PERDENDO. Agora, não perco tempo discutindo com esses pastores com MINI-STÉRIOS que não exalam nem cruz, nem presença de Deus, mas está sempre buscando a glória dos homens através de poder ou de "sucesso teológico". Eu tenho nojo desses fariseus! Só oro para que eles, assim como eu fui, sejam batizados no Espírito Santo e possam ouvir a voz de Deus, e parem de serem fariseus de corações duros! E sobre esses que você comentou da teologia da libertação...Só digo uma coisa: Eles apóiam os maiores perseguidores da igreja, são Saulos... precisam se converterem e largarem o pensamento comunista e anti-cristão.

Ashbel Simonton Vasconcelos disse...

Caro Pr Dr Alberto,
Você afirma ser um presbiteriano, mas prega uma doutrina arminiana/pelagiana, por isso

creio que o senhor não entendeu a doutrina com a qual fez diante de Deus e da igreja seus

votos de fidelidade. Isto fica claro nesta afirmativa "Ele é muito gentil e não invade o

interior do cristão, ele se apresenta quando é convidado". Frase simpática, mas não está de

acordo com o ensino de Ef 2.1-8 onde Ele entra no coração de alguém que estava morto, um

defunto espiritualmente falando (os mortos não tem gentilezas para com Deus - Sl 115.17).

Ezequiel 37 mostra como é o trabalho do evangelista: ele fala para ossos secos (os mortos

espirituais, ou seja, os não convertidos por obra do Espírito). Veja que os ossos secos não

podiam ser gentis e nem podiam deixar que Deus lhes desse vida. Eles estavam mortos. Nada

fizerem para receber vida (nem podiam, estavam mortos). Nada veio deles (apenas receberam

vida) para que nenhum dele se gloriassem (conf Ef 2.8-9). Zaqueu não foi gentil com Jesus

para ser salvo, mas foi Jesus quem lhe disse "hoje me convém entrar...", ou seja, Ele não

esperou convites. Sei que alguns invocarão Ap 3.20 (“eis que estou a porta e bato, quem

abrir...”) sem perceber que ali Ele fala para a igreja, e não para mortos espirituais (cf

vs 3.19 e 22).

Quanto ao enchimento do Espírito, quase subscrevo suas palavras, pois creio também que um

crente salvo precisa encher-se do Espírito conforme Ef 5.18. Pode estar cheio hoje e amanhã

não, mas o Espírito sempre estará nele, e ele jamais enfrentará a morte eterna (1 Co 11.32,

Jo 6.47, 11.26, etc). Mas não creio em "lavar regenerador da Palavra" sem que isto

signifique que: por meio da pregação da Palavra o Espírito veio habitar na pessoa,

concedendo assim que este crêsse para a vida (veja Rm 8.9 "quem não tem o Espírito não é

dEle").

Quanto à "Oração com fé", não é outra coisa senão aquela que reconhece a soberania de Deus

conforme as Escrituras O apresentam. Note o texto que você citou (Tg 5), você afirma que

devemos orar "crendo que recebestes" como se isto fosse oração da fé (parece mais com

determinismo invertendo a soberania), mas como seria então orar por um paciente terminal,

talvez com muita idade (p.ex)? Meu desejo sincero é sempre que ele fique bom. Mas se Deus

deseja chamá-lo, quem O pode impedir? Pelo seu ponto de vista ou ele nunca morre (não vou

perguntar se morre alguém na igreja que você frequenta), ou se chegará em um ponto onde

terei que pedir para que ele morra? Ou será que depois de um certo ponto devemos então orar

"faça-se a tua vontade"? (aquela oração sem fé, senão a pessoa nunca vai – por favor, não

façam isso por mim).
Bom, é assim, sim, que eu oro sempre (faça-se a Tua vontade). Não é sem fé não. É assim que

está na "oração do Senhor" (ou "Pai Nosso", onde Ele ensina dizer "seja feita a tua

vontade..."). Também Jesus orou: "Se possivel passa de mim este cálice; mas faça-se a Tua

vontade". Foi uma oração sem fé? (graças a Deus que o Seu próprio Filho não foi atendido

nesta oração. E isto nada teve a ver com a sua fé).
-- a continuar --

Ashbel Simonton Vasconcelos disse...


---continuação---
O "Sola Scriptura" nos revela que as demonstrações miraculosas não tem poder de salvar

ninguém. Por isso, quando Paulo afirma que "sua pregação... era em demonstração de Espírito

e de poder" não tem outro significado senão o poder de transformação de vidas (dando vida a

ossos secos do presente século. Compare Rm 1.16 e Ez 37). Isto fica claro quando Jesus cura

10 leprosos. Os 10 viram de perto esta "demonstração de poder sobrenatural" mas para 9

deles nada adiantou. Na mesma linha Jesus condena os habitantes de Cafarnaum, Corazim e

Betsaida (Mt 11.21-24), pois apesar dos muitos sinais e milagres eles não sairam da

incredulidade. Assim a Biblia mostra que nunca houve tanta incredulidade quanto nos dias de

Cristo (apesar dos muitos milagres).
Mas graças a Deus que a Bíblia afirma "a fé (a salvação) vem pelo ouvir da Palavra" (Rm

10). Veja em Jo 6 (estupenda multiplicação dos pães e peixes). O capítulo termina com uma

incredulidade tal que o povo sai escandalizado com Jesus e Ele ainda diz para seus próprios

discípulos "e vós não quereis ir também?". Jesus mostrou que após uma grande demonstração

de poder o povo volta, mas não são estes que ele procura (veja vs 27, 27, atenção especial

para os versos 37 e 44, além do 60, 66 e 67). De forma que o poder é todo de Deus e se

manifesta salvadoramente por meio da pregação quando Deus encontra (e Ele sempre encontra)

seus escolhidos (conforme ele mesmo afirma em Jo 15.16, Rm 9.11-16, etc etc).

Quanto aos Edir Macedo e Valdemiro, a probabilidade de haver um crente salvo lá é a mesma

de haver um no meio do sambódromo em dia de carnaval, e sei que isto é bem possível, mas

não é o normal. E aquele que é do Senhor, lá não fica. Veja que o próprio Jesus explica o

significado das Escrituras em Lc 24.44-47 concluindo com as palavras "que em seu nome se

pregasse o arrependimento". Ao contrário das igrejas pentecostais tradicionais e de outras

igrejas evangélicas genuínas, as igrejas neo-pentecostais jamais pregam o arrependimento

para a salvação. E não há salvação que não passe pelo arrependimento (embora isto também

seja obra exclusiva do Senhor, conf Fp 2.12-13, At 11.18 etc). A religião verdadeira (não

digo perfeita, pois na terra não há) sempre pregará o arrependimento para a salvação, o que

passar disto é discurso de seita (At 17.30-31). Os neo-pentecostais são vendedores de

indulgências como a Igreja Romana do século XVI. São seitas de heresias.

Então por que Jesus afirmou "importa que o evangelho esteja sendo pregado, quem não é

contra nó é por nós" (Mc 9.40), e Paulo segue na mesma linha em Fp 1.18? Note bem: Cristo

está sendo pregado, e não é afirmado que eles pregavam qualquer heresias. E o texto ordena

não proibí-los. Não ordena que nos irmanarmos com eles. Mt 18.15-18 é aplicável somente a

irmãos com os quais comungamos. Certamente não se aplica a não crente ou a “auto-

proclamados crente, ou auto-intitulados apóstolos, paipóstolos, patriarcas, etc”. Também

não se pode aplicar este texto quando não se tem qualquer jurisdição eclesiástica para com

os envolvidos (v.vs 17 e 18). Não me peça que eu considere aqueles falsos profetas como

irmãos, mas leia Ap 2.20 (tolerância condenada) e Tito 1.11.
Obs: não estou aqui defendendo o R Vargens, pois mal o conheço por alguns textos, dos quais

gostei de uns e detestei outros (veja lá meus coments no texto dele sobre UFC, p.ex).

No temor e no amor de Cristo.

Ashbel Simonton Vasconcelos disse...

Caro Júlio,
Permita-me esta última mensagem. Veja como este senhor Edir Macedo, que alguns insistem em chamar de irmão (apenas não concordando com tudo que ele faz), defende cruelmente o assassinato de crianças no ventre materno, sem qualquer escrúpulo, e ainda afirma "peco consciente", pois ele entende que é melhor assasinar as criancinhas antes que elas vejam a luz e venham morar nos lixões e fiquem revoltadas "trazendo problemas para nós todos!!" (veja que ele não visa a glória de Deus, bem ao contrário, prega esta negação absoluta da vontade de Deus).

Em oposição às Escrituras ele afirma: "mais filhos, mais problemas". Não há nenhum temor de Deus. Prova assim um desconhecimento total de Deus. Se ele conhecece minimamente as Ecrituras conheceria o Salmo 127.4-5. Se conhece isto, apostatou.
o link é youtu.be/7aL470RWdNU
veja especiamente após 3m55s.
Ele há de prestar contas diante de Deus de todas estas coisas. Seus (dele) seguidores também.

No temor de Cristo,
"Só a Deus toda Glória"

Rev. Alberto Thieme disse...

SIMONTON : Caro Pr Dr Alberto,
Você afirma ser um presbiteriano, mas prega uma doutrina arminiana/pelagiana, por isso
creio que o senhor não entendeu a doutrina com a qual fez diante de Deus e da igreja seus
votos de fidelidade.
RE: Bem, amado irmão Presb. Simonton, o assunto que estamos discutindo aqui não é este. É outro completamente diferente. Mas como o irmão citou, vou responder : Não fiz votos de defender a doutrina Presbiteriana, querido irmão. Fiz votos de defender o Evangelho, como Paulo disse ser também defensor. Onde o senhor viu nos textos que escrevi qualquer sinal de doutrina arminiana/pegiana? Aponte por favor, seja claro e específico. Acima dos compromissos com homens estão meus compromissos para com Deus. No catecismo Presbiteriano tambem não existe nada de aprovação e muito menos na Bíblia de pastor poder ser maçom e por que a IPI saiu da IPB em 1903? O senhor sabe? E todos os pastores presbiterianos do Brasil que também fizeram o mesmo voto de zelar pelo “EVANGELHO” e falharam se afiliando a Maçonaria? Isto sim que o senhor deveria estar escrevendo. Bem como contra o ABORTO, o Ativismo Homossexual, a corrupção na política e em nossos governos. Felizmente, sómente recentemente a IPB proibiu oficialmente seus membros de serem maçons, porém, sera que está sendo obedecido? Ser Presbiteriano não significa ser membro da IPB, IPU, ou da IPI. Existem muitos outros pastores presbiterianos (método de governo/doutrina) com igrejas independentes e mesmo a denominação IPR (Igreja Presbiteriana Renovada).
SIMONTON: Isto fica claro nesta afirmativa "Ele é muito gentil e não invade o interior do cristão, ele se apresenta quando é convidado". Frase simpática, mas não está de acordo com o ensino de Ef 2.1-8 …
RE: Nem vou me ater aos demais textos citados que podem ser lidos em seu comentário logo acima pois nenhum deles, nem o acima de Efésios invalida que a Salvação é pela graça e não por força. Nem Deus, nem O Espírito Santo e nem Jesus Cristo em vida forçou qualquer pessoa a se arrepender e converter-se de seus pecados. Devemos pregar por amor, nem deve ser por dever a ser cumprido, mas o pecador sempre teve a livre vontade dada por Deus para aceitar ou não. Por isto afirmei e continuo afirmando que o “Espírito Santo é gentil, ele toca em nosso coração, como Cristo bate a porta de nossa vida, cf. Apoc.3:20. Cabe a nós abrirmos a porta ou não. O Espírito Santo não invade o coração (interior) do homem, ele “convence o homem do pecado, da morte e do juizo”. Isto é mais do que claro em todas as escrituras.Tudo o que citas a seguir, está dentro do mesmo contexto. O texto de Ezequiel 33 é um texto figurativo em que mostra como nós éramos antes de aceitarmos o Senhorio de Cristo em nossas vidas (como esqueletos sem vida) ……

Rev. Alberto Thieme disse...

SIMONTON: Quanto ao enchimento do Espírito, quase subscrevo suas palavras, pois creio também que um crente salvo precisa encher-se do Espírito conforme Ef 5.18. Pode estar cheio hoje e amanhã não,
RE: Quer dizer que o senhor acha que aquele côro cantado muitas vezes nas igrejas Brasileiras é bíblico quando diz : “TROPEÇA AQUI, OI CAI ACOLÁ E DE NOVO LEVANTA E COMEÇA A CANTAR. É isto? Se for, estás enganado, amado. Quem fez este côro é um pastor presbiteriano e ele na época era seminarista. É amigo nosso. Ele próprio confessou diante de vários irmãos que este côro é anti-bíblico. Veja I João 2:1-2
SIMONTON: Quem está vivendo assim precisa urgentemente passar por uma experiencia mais profunda com Deus e buscar estar cheio do Espírito Santo, conforme citei Lucas 11:13: mas o Espírito sempre estará nele, e ele jamais enfrentará a morte eterna (1 Co 11.32, Jo 6.47, 11.26, etc).
RE: Desculpe, sua exegese não está correta. Na vida de um verdadeiro CRENTE, salvo por Jesus Cristo, lavado no seu sangue, e cheio do Espírito Santo a vida não é de hora está bem e ora está mal. Algo está errado na vida de um crente que vive assim. Veja o perigo que correm aqueles que vivem desta forma e ficam na porta da graça anos e anos a fio e nunca levam a sério uma vida de santidade e busca da presença constante do Consolador. Temos que ter metas espirituais de atingir maturide crista e não sermos meninos que precisa sempre de “leite”. Veja Hebreus 6:1-3.
Se a entrega não é total, sem reservas, ele permanence na porta da Graça e não entra por ela e pode acabar se perdendo para sempre. Veja Hebreus 6 dos versos 4 a 6: “Porque é impossível que os que já uma vez foram iluminados, e provaram o dom celestial, e se tornaram participantes do Espírito Santo.E provaram a boa palavra de Deus, e as virtudes do século futuro,E recaíram, sejam outra vez renovados para arrependimento; pois assim, quanto a eles, de novo crucificam o Filho de Deus, e o expõem ao vitupério”.
Vistes por que Jesus manda que estejamos CHEIOS DO ESPÍRITO SANTO ? Atos 1:8 fala claro: “E RECEBEREIS PODER AO DESCER SOBRE VÓS O ESPÍRITO SANTO…” Para que este poder? Não é só para ir pregar não. É para poder vencer o pecado e poder dar testemunho em casa primeiramente, servir de exemplo e acabar por levar todos os nossos a Cristo. E isto só vai ocorrer quando a pessoa realmente passar por experiências mais profundas espiritualmente.

Foi o Poder do Espírito Santo na vida dos apóstolos quando eles ficaram em Jerusalém, obedecendo ao Senhor para que lá permanecessem até que ? “FOSSEM CHEIOS DO ESPÍRITO SANTO”. Por que Jesus mandou que eles ficassem lá até que acontecesse esta segunda experiencia maior? E todos já eram convertidos e arrependidos estavam de seus pecados. Por que Jesus sabia que para eles suportarem até ao sangue….eles precisariam ter poder maior vindo da parte do ESPÍRITO SANTO.

Rev. Alberto Thieme disse...

SIMONTON: Mas não creio em "lavar regenerador da Palavra" sem que isto
signifique que: por meio da pregação da Palavra o Espírito veio habitar na pessoa, concedendo assim que este crêsse para a vida (veja Rm 8.9 "quem não tem o Espírito não é dEle")….
RE: Se o irmão não aceita o “lavar regenerador da água pela Palavra”, o senhor não está aceitando o que a próipria Bíblia diz. Leia os textos citados na resposta anterior.
Para completar, insisto em que nossa oração deve sempre ser uma oração de fé, pois é Bíblico termos que pedir com fé. Será que Jesus se enganou quando disse: “Em verdade vos digo que, se tiverdes fé e não duvidardes, não só fareis o que foi feito à figueira, mas até, se a este monte disserdes: Ergue-te e lança-te no mar, isso será feito;
Mateus 21:21”?
Quando Jesus ensinou os seus discipulos a orar ele o fez noutro contexto. No texto citado não existe qualquer inferência “de que seja feita a tua vontade” e que possa ser usado como pretexto para justificar nossas orações medrosas, com receio de não sermos atendidos. Com falta de fé mesmo.
Quando Jesus orou no Getsêmani e por tres vezes repetiu a mesma oração ele deixou claro a sua submissão ao Plano de Deus, quando disse “...que seja feita a tua vontade e não a minha”. Também não pode ser usado como pretexto para justificar fazermos orações com a frase “mas que seja feita a tua vontade” sugerindo falta de fé. Aqui o assunto é outro totalmente diferente. Ele não orou sem fé, ele sabia, como Deus que era, que ele iria para a Cruz. Mas na carne dele, clamou pelo impossível. Isto é uma lição para nós: devemos clamar até pelo impossivel aos olhos dos homens, mas crendo sempre que “tudo é possível para aquele que crê” mesmo que as circunstancias dizem o contrário. Lembra-se da oração do Rei Josias? Ele foi avisado pelo profeta Isaías que iria morrer, para que preparasse sua vida. E ele clamou com fé pelo impossivel e acabou por mover o coração do próprio Deus que lhe atendeu, dando-lhe mais QUINZE anos de vida. E aí? Vamos continuar fazendo uma oração de falta de fé, para não comprometer nossa palavra é? Será que o Deus que servimos não é capaz de fazer até além do que pedimos?
Isto não é determinismo não. Isto é orar com fé de que vai ser atendido. Se não for, aceitamos a SOBERANIA total de Deus. Porém não fomos hipócritas em nossas orações.

Rev. Alberto Thieme disse...

Quanto aos demais pontos, vejo que o irmão Presb. Simonton fugiu do assunto proposto, como fez acima também, mas mesmo assim ainda respondi alguns deles. Coloco-me a disposição de todos que desejarem me escrever, que o faça através do email thiemeus@yahoo.com. Não vamos encher o blog do irmão Julio Severo com tantos estudos bíblicos. Quem desejar conhecer mais a fundo este assunto e mesmo outros, podem me escrever. Estarei a disposição para abençoar a quantos puder.

Envie um email para o meu email acima e receberás cópia das respostas aos dois comentários do Presbítero, irmão Simonton. Peço ao Presb.Simonton que também me escreva para que tratemos disto sómente com os que tiverem interesse. Ninguém ficará sem resposta.
Um forte abraço e que a Paz preciosa de nosso Amado Salvador e Senhor seja com todos.
Fraternalmente,
Rev. Alberto Thieme

Julio Severo disse...

Caro Presbítero Simonton

Como você, também me recuso a chamar o senhor Edir Macedo de irmão. Ele é apenas mais um defensor de assassinato de bebês.

Meu blog há anos denuncia a postura pró-aborto dele. Nem sempre foi assim. Comecei a captar a mudança dele neste artigo, que foi publicado como livreto na Câmara dos Deputados: http://juliosevero.blogspot.com/2004/09/aborto-nos-casos-difceis-um-teste-para.html

Depois, a postura dele ficou crônica. Mas há muitas denúncias sobre isso no meu blog, onde sou intransigente contra o abortismo dele. Assim como sou intransigente com a postura pró-homossexualismo, pró-aborto e anti-Israel da maior denominação presbiteriana dos EUA.

Edir Macedo e seus pastores pregam, não muito diferente do Vargens, que profecias e revelações hoje não são de Deus. Para Macedo e para Vargens, as profecias e revelações só existiam a época dos apóstolos.

Vargens não é a favor do aborto, mas na questão de profecia e revelação, ele comunga com Macedo, embora Macedo seja menos estridente nessa questão.

A motivação básica do Vargens para atacar pentecostais e neopentecostais é apenas sua teologia que não aceita na nossa época os dons descritos em 1 Coríntios 12.

Penso que seria justo Vargens atacar a postura pró-aborto de Macedo. Mas mais justo seria ele denuncia a maior denominação presbiteriana dos EUA, que é muito mais maligna do que Macedo, ao apoiar também a ordenação de pastores gays. Macedo pelo menos não chegou a esse ponto.

Em vez de atacar pentecostais e neopentecostais por dons que Vargens não tem e não acredita, ele deveria, isso sim, apontar sua metralhadora de críticas à maior denominação presbiteriana dos EUA.

E deveria também criticar as más amizades dele, que em maior ou menor grau estão facilitando os males denunciados neste blog. Talvez você mesmo pudesse fazer isso, Presbíterno Simonton. Veja as más amizades e conexões de Vargens: http://juliosevero.blogspot.com/2012/04/robinson-cavalcanti-o-pecado-veio.html

Critique aqueles que facilitam a propagação da Teologia da Libertação, que é outro evangelho. Denuncie as conexões de Vargens que facilitam esse evangelho espúro. Se fizer isso, publico seu artigo no meu blog.

Julio Severo disse...

Caro Presbítero Simonton, se quiser continuar respondendo ao Rev. Thieme, por favor, escreva a ele diretamente, no email que ele forneceu mais acima.

Jean disse...

Ora… o que temos visto ultimamente sobre os desvios escandalosos de fé, corrupção da igreja e demais atividades ímpias estão, sem sombra de dúvidas, vindos das igrejas neopentecostais. querem tirar a dúvida? Procurem no youtube. há milhares de vídeos mostrando a real faceta deste movimento. Quanto aos dons, caro Julio, h;a crentes verdadeiros, santos e tão íntegros em ambos os lados, cessacionistas ou não. Creio que houve uma mudança de eixo nos comentários. Acusar igrejas tradicionais de “minguar”, é desconsiderar toda a história da igreja. É bom lembrar que antes dos pentecostais chegarem aqui no Brasil, por exemplo, os presbiterianos já estavam aqui, e muitos dos pastores singraram Brasil a dentro proclamando a mensagem de salvação e muitos, muitos mesmo, foram transformados.
No mais, caro Julio, continuamos a orar e interceder por vc e sua luta. Não desanime.
Grande abraço
Jean

Julio Severo disse...

Prezada Jean, a questão cessacionista é crucial, porque nega que o Espírito Santo seja o responsável pelos dons espirituais na igreja.

Mas o foco deste blog é lutar contra o aborto, a agenda gay e outros males. Veja que a única igreja neopentecostal que apoia o aborto no Brasil é a Igreja Universal, do Edir Macedo. Meu blog condena a postura dele em vários artigos. Mas o que ele faz não chega nem perto do que a maior igreja presbiteriana dos EUA faz, apoiando o aborto, ordenando pastores gays e promovendo boicotes contra Israel. Macedo, em toda a sua impiedade, ainda precisa andar muito para alcançar os presbiterianos dos EUA.

Essa maior denominação presbiteriana, hoje apóstata, é a mãe da maior denominação presbiteriana do Brasil que, embora ainda não esteja ordenando pastores gays e apoiando o aborto, sempre teve em seu meio pastores e teólogos promotores do “outro evangelho”: a teologia da libertação, ou sua camuflagem adocicada, teologia da missão integral.

Note que os maiores críticos das igrejas pentecostais e neopentecostais são os maiores adeptos ou promotores desse outro evangelho. Eles usam suas críticas antipentecostais apenas como cortina de fumaça para promover seu outro evangelho.

Ainda vou tratar mais desse assunto.

Embora a IURD seja abortista, acredito que haja algumas pessoas sinceras ali. Embora a maior denominação presbiteriana do mundo seja abortista, homossexualista e anti-Israel, há pessoas boas ali.

Obrigado pelas orações e apoio!

Diácono Elias (Igreja Batista Nova Jerusalém) disse...

Júlio,

Já sabemos de cor e salteado qual a postura da Igreja Universal em relação a certos temas. Apesar de Edir Macedo (pelo menos aparentemente) não apoiar a agenda gay, ele, por outro lado, é um defensor do aborto. É realmente uma incoerência para quem se diz cristão.

A verdadeira igreja cristã tem que combater TODO e qualquer pecado. Não pode ser rigoroso contra um e ser "flexível" com outro (ou seja, não pode ter dois pesos e duas medidas). O pecado é pecado sempre, independente de ser mais grave ou menos grave. Tudo que for contra a Palavra de Deus é pecado (independente do que outras pessoas pensem).

Júlio, você tem sido a única voz profética a protestar contra todas as coisas erradas que acontecem tanto aqui no Brasil como também em todo o mundo. A nossa bancada evangélica não tem tido nem 0,001% do seu empenho contra o pecado. Você está de parabéns, e, desde já, pode contar com as nossas orações (minha e dos demais irmãos da igreja onde eu congrego). Continue sendo esse destemido guerreiro do Senhor Jesus.

Um grande abraço,

Diácono Elias (Igreja Batista Nova Jerusalém)

ÉLQUISSON disse...

Júlio,

Venho acompanhando este seu blog já há algum tempo. Eu posso dizer que é um canal esclarecedor e abençoado, e que sempre mantém todos os cristãos informados de tudo o que acontece no Brasil e no mundo.

Não sei se você vai concordar com o meu ponto de vista, mas eu vou dizer o que eu penso (você pode até me corrigir se, por acaso, eu estiver errado).

O que eu gostaria de dizer é o seguinte: o assunto que você postou neste artigo é de crucial importância para as igrejas atuais. Infelizmente, pelo fato de muitas dessas mesmas igrejas não estarem seguindo somente os ensinamentos da Palavra de Deus, a maioria delas se deixa influenciar por qualquer doutrina (como Paulo nos adverte em Efésios 4:14). Em outras palavras: está faltando um compromisso sério de muitas igrejas que se dizem cristãs com a obediência à Palavra de Deus. Está havendo falta de vigilância contra as investidas do diabo.

Devido a essa "confusão teológica", muitas pessoas não estão sendo orientadas de forma correta, ou seja, estão pondo em dúvida a veracidade da Palavra de Deus.

Já que você pretende retomar este mesmo assunto das teologias das igrejas num próximo artigo a ser publicado posteriormente, eu gostaria (se você me permite) de dar uma sugestão: que você mostrasse, dentro da Bíblia, os erros de cada uma dessas teologias distorcidas (Libertação, Missão Integral e outras) e dissesse qual a verdadeira teologia que uma igreja que se diz cristã deve seguir para orientar os seus fiéis. O que você acha desta idéia?

Espero uma resposta da sua parte na primeira oportunidade (e fica a sugestão para a sua análise).

Marcia disse...

Licenca paara utilizar este espaco para concordar com o irmao Julio e registrar meu protesto, ja que o site do referido pastor Vargens nao aceitou um comentario curto que fiz a respeito de uma critica a uma revelecao que alguem recebera, onde o mesmo confessou que nao pedia a Deus por profecias, coisa que Deus em sua sabedoria, parece ter atendido com prontidao. Mencionei o medo de Isaias e sua tranformacao ao ser purificado pra falar. E acrescentei que o que outrora foi profecia, hj faz parte da Biblia e pode ser ensinado sem que nos sejamos levados para o mesmo poco que o profeta foi levado. Agradeco ao Senhor pelo seu amor restaurador. Vigiemos.

Deus è fièl disse...

respeito sua opinião mais a deliberação dos dons cessou mesmo!"
Quando um pastor passar na frente de um ministério de surdos e todos começarem a falar e a ouvir ai discutimos. A sombra da capa de pedro curava os enfermos, segundo a lógica Bíblica muitos que aceitavam a Jesus eram curados de doenças físicas, e outra os dom de linguás era para evangelizar então como fica explica? olha não vou adentrar nesse assunto para não pecar, crendo ou não em dons hoje somos irmãos em Cristo Jesus o problema é que segundo a Bíblia no fim dos tempos haveriam falsos espíritos enganado a muitos e muitos fariam coisas miraculosas que diriam ser de Deus mais não era. Se vc defende os dons que vem de um avivamento sinto em dizer mais não creio e não é Bíblico agora se você crêr em dons baseado em 1 Coríntios ai sim eu creio!