26 de julho de 2012

Billy Graham: Estados Unidos estão piores do que Sodoma


Billy Graham: Estados Unidos estão piores do que Sodoma

Billy Graham
Anos atrás, minha esposa Ruth estava lendo a versão preliminar de um livro que eu estava escrevendo. Quando terminou uma seção que descrevia a terrível espiral de decadência dos padrões morais dos EUA e a idolatria de adorar falsos deuses como a tecnologia e o sexo, ela chocou-me com a exclamação: “Se Deus não castigar os Estados Unidos, Ele terá de pedir perdão para Sodoma e Gomorra”.
Billy Graham
Ela estava provavelmente pensando numa passagem de Ezequiel onde Deus diz que destruiu essas cidades. “E esta foi a malignidade de… Sodoma: ela e suas filhas eram arrogantes; tiveram fartura de alimento e viviam sem a menor preocupação; não ajudavam os pobres e os necessitados. Eram altivas e cometeram práticas abomináveis e nojentas diante de mim. Por este motivo Eu as exterminei, como sabes muito bem” (Ezequiel 16:49–50 KJA).
Fico tentando imaginar o que Ruth pensaria dos Estados Unidos se ela estivesse viva hoje. Nos anos desde que ela fez aquele comentário, milhões de bebês foram legalmente abortados e os EUA, em grande parte, não parecem estar nem aí. Os americanos só pensam nos seus próprios prazeres, são arrogantes e não sentem nenhuma vergonha do pecado. Esses pecados são agora emblemas do estilo de vida americano.
Semanas atrás, numa importante cidade do Sul dos EUA, capelães cristãos que atuam em delegacias de polícia receberam ordens de não mais mencionar o nome de Jesus em oração. Reportagens mostraram que durante um recente evento patrocinado pela polícia, a única pessoa que recebeu permissão de orar foi alguém que dirigiu sua oração para “o ser na sala”. Cenas semelhantes são agora comuns em cidades em todas as partes dos EUA.
A sociedade americana está se esforçando para evitar qualquer possibilidade de ofender alguém. Só não se importa de ofender a Deus.
Traduzido por Julio Severo do artigo da revista Charisma: Billy Graham Opens His Heart to the Nation

5 comentários :

PRESBÍTERO VALDOMIRO disse...

Vamos analisar detalhadamente esta frase:

"Se Deus não castigar os Estados Unidos, Ele terá de pedir perdão para Sodoma e Gomorra".

Não sei se seria exagero da minha parte, mas eu diria que Sodoma e Gomorra seriam santas diante de tanta sujeira que há no mundo nos dias de hoje.

Por que eu digo isso? Por uma razão muito simples: do jeito que a imoralidade já dominou praticamente todo o mundo, eu diria que não é só os Estados Unidos que merece ser castigado. Esse mesmo castigo tem que ser aplicado a todos os países que desprezaram (e continuam a desprezar) a obediência à Palavra de Deus (e, infelizmente, o Brasil também está incluído nesse meio).

Torno a repetir o que eu já disse em um comentário anterior: a partir do momento em que uma nação deixa de obedecer à Palavra de Deus, essa mesma nação fica espiritualmente desprotegida. E aí ela se torna uma presa fácil para os ataques do diabo e dos demônios.

Estamos vivendo uma época de crise moral generalizada. A respeito disso, Jesus dá o diagnóstico preciso do momento atual:

"Este povo vem a Mim com a sua boca e Me honra com os lábios, mas o seu coração está distante de Mim; e em vão Me adoram, porque ensinam doutrinas que são preceitos de homens" (Mateus 15:8–9).

Ao invés da igreja mudar o mundo, está acontecendo o inverso: é o mundo quem está influenciando (de forma negativa) a igreja. Em virtude isso, os valores bíblicos estão sendo cada vez mais relativizados. O pior disso tudo é que muitas igrejas (inclusive as que se dizem cristãs) estão passando a aceitar os valores impostos por uma sociedade corrompida. Os padrões morais já se tornaram meras convenções humanas variáveis no tempo e no espaço (ao invés de serem a expressão de uma ordem moral eterna e imutável).

Infelizmente, a maioria das igrejas que se dizem cristãs estão cheias de gente morna. Morno, de acordo com a Bíblia, é aquele que se diz cristão, mas não combate com firmeza o pecado.

Foi justamente isso que Jesus mandou o apóstolo João escrever na carta para a igreja de Laodicéia:

"Eu conheço as tuas obras: não és frio e nem quente; quem Me dera se fosses frio ou quente! Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, estou para te vomitar da Minha boca" (Apocalipse 3:15–16)

Quem é morno é, às vezes, pior do que o ímpio. O ímpio, pelo menos, já sabe que direção seguir. É um caminho que é errado, mas que já foi escolhido (pelo menos uma decisão já foi tomada).

Já o morno é aquele que, como se diz no popular, fica "em cima do muro": não sabe para onde vai. Em outras palavras: não abandona a Jesus, mas também não resiste a certas tentações do diabo.

Foi por isso que o apóstolo Tiago disse:

"Aquele, pois, que sabe fazer o bem e não o faz, comete pecado" (Tiago 4:17)

Em outras palavras: aquele que sabe que deve combater o pecado e não toma uma atitude (ou seja, não diz nem faz nada contra o pecado) é cúmplice do pecado (e é tão ou mais culpado quanto o próprio pecador)!

O verdadeiro cristão não pode (e nem deve) ser morno. O verdadeiro cristão deve sempre dizer "NÃO" ao pecado. Falando num tom bem direto: o verdadeiro cristão tem que fazer a diferença onde estiver. Novamente o apóstolo Paulo se manifesta:

"E não vos conformeis com este mundo; mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, perfeita e agradável vontade de Deus" (Romanos 12:2)

A mesma coisa é dita pelo apóstolo Tiago:

"Adúlteros e adúlteras, não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, toda aquele que se faz amigo do mundo se torna inimigo de Deus" (Tiago 4:4)

Será que esta minha análise está certa?

Anônimo disse...

TODAS AS VEZES QUE ISSO É DITO SEMPRE SOBRA PARA A SOCIEDADE AMERICANA. ORA, TUDO FICA NO ANONIMATO. ELES RECEBERAM ORDEM DE QUEM PRÁ NÃO MAIS MENCIONAR O NOME DE JESUS. É PRECISO MOSTRAR, COLOCAR EM EVIDÊNCIA ESSAS PESSOAS QUE DÃO ESSAS ORDENS. É NECESSÁRIO MOSTRAR QUEM ESTÁ POR TRÁS DISSO E NÃO USAR O NOME DE INSTITUIÇÕES PARA ESCONDÊ-LAS.

Élio Roldan Anderson disse...

Deus não vai pedir perdão, ou se arrepender, afinal, Ele é Deus, Ele é o Senhor.
Quem se afasta de Sua autoridade e Vontade, vai responder diante dEle pelo que fez, porém, sabemos que estamos no período de dominação do anti-cristo, do homem do pecado, do período apocalíptico onde o diabo dominará integralmente.
Estamos na véspera do arrebatamento da Igreja santa e sem mácula, e precisamos nos cuidar para não ficarmos para trás.
Busquemos a Santificação, e preguemos o Evangelho enquanto é tempo.
Quando orarmos, façamo-lo em O Nome de Jesus, quer gostem ou não, pois não vivemos para agradar a homens, ou obedecer ao diabo, mas ao Senhor Jesus Cristo, e Ele está às portas.

Edigar Caires disse...

Irmão Júlio, as coisas estão ficando cada vez melhor, digo isto baseado no fato de que nossa redenção se aproxima, estamos prestes a partir para a eternidade, assim como nos prometeu Jesus. Ele conhece os que diante desta geração estão clamando por santidade e justiça.

Parabéns pela coragem e disposição em continuar seu trabalho, desejo que Deus o fortaleça cada vez mais em sua missão de pregar o santo evangelho.

Já citei em comentários anteriores a semelhança entre SODOMA e os dias de hoje, principalmente aqui no Brasil. Já lhe pedi que mantivesse um trecho e o link de um artigo que reforça esta afirmação, peço-lhe isto novamente. Eis o trecho e o link:

O próprio Jesus Cristo quando esteve entre nós a uns dois mil anos atrás olhou para aquela geração e pronunciou uma sentença sobre algumas cidades da época.

Ai de ti, Corazin! ai de ti, Betsaida! Porque, se em Tiro e em Sidom, se tivessem operado os milagres que em vós se operaram, há muito elas se teriam se arrependido em cilício e em cinza. Contudo, eu vos digo que para Tiro e Sidom haverá menos rigor, no dia do juízo, do que para vós. E tu, Cafarnaum, porventura serás elevada até o céu? até o hades descerás; porque, se em Sodoma se tivessem operado os milagres que em ti se operaram, teria ela permanecido até hoje. Contudo, eu vos digo que no dia do juízo haverá menos rigor para a terra de Sodoma do que para ti. Porque se em Tiro e em Sidom tivesse operado os milagres que em vós se operaram há muito elas teriam se arrependido em cilício e em cinzas.
Mateus 11: 21 a 24

Não sei bem qual era a condição moral e espiritual daquelas cidades, mas imagino que a nossa nação se encontra em muito maior decadência moral e espiritual que as cidades citadas por Jesus.

Continua no site ......... link........

http://www.edigarcaires.com.br/carta_aos_brasileiros.php

Fiquem na paz
Edigar Caires

Helio bandeira disse...

Quando acontecer "outro" 11 de setembro por lá, fiquem todos com peninha