22 de junho de 2012

Por que a Rússia nunca invadirá Israel


Por que a Rússia nunca invadirá Israel

Escritor de livro sobre Anticristo islâmico diz que há outro perigo maior

Durante gerações, os cristãos que pesquisam as profecias bíblicas sobre os tempos finais têm olhado a Rússia com desconfiança, tentando imaginar exatamente como e quando aquele ataque esperado vindo do norte seria lançado contra Israel, o ataque que marca o começo do fim.
Mas o autor do recente livro, “Mideast Beast: The Scriptural Case of an Islamic Antichrist” (Besta do Oriente Médio: O Argumento Bíblico em favor de um Anticristo Islâmico), diz que os crentes deveriam esquecer a Rússia, e em vez disso se preocupar com a Turquia.
A região da Turquia, afinal, era onde a estrutura islâmica de poder governava até um século atrás, e embora o Irã, o Egito e a Síria estejam ocupando as manchetes nestes dias por suas atividades muçulmanas, a influência islâmica na Turquia não para de crescer.
Aliás, apenas dias atrás, Recep Tayyip Erdogan, o primeiro-ministro da Turquia, convidou Fethullah Gulen, o imam eremita do movimento islâmico possivelmente mais poderoso do mundo, para voltar para a Turquia.
“Queremos que este anseio seja cumprido”, disse Erodgan. “Queremos ver entre nós aqueles que estão no exterior e ansiando a pátria… Estamos dizendo que essa ausência do lar [de Gulen] tem de acabar”.
Joel Richardson, autor do recente livro “Mideast Beast,” diz que a suposição sobre a Batalha de Magogue e Gogue, revelada na profecia bíblica de Ezequiel 38 e 39, precisa ser corrigida para que as pessoas entendam.
Num comentário em WND hoje, Richardson explica que a suposição de que a referência bíblica a Magogue indicaria a Rússia foi desenvolvida uns 100 anos atrás, e vem sendo ensinada e debatida desde então dessa forma.
Contudo, a realidade é que o mais provável é que seja a Turquia, disse ele.
“Para as pessoas que se preocupam com a verdade, estudos teológicos modernos afirmam unanimemente que está mais que na hora de descartar a noção de que o profeta Ezequiel predisse que a Rússia invadiria Israel”, escreve ele. “O que então ele predisse? Para qual país em ascensão no Oriente Médio Ezequiel está apontando para nós que será o líder de uma coalizão dos últimos dias que atacará Israel?
“Em meu livro, ‘Mideast Beast: The Scriptural Case for an Islamic Antichrist’, forneço ao estudante comum da Bíblia todas as ferramentas necessárias para compreender muitas das mais importantes profecias dos tempos finais da Bíblia. À medida que as dificuldades do fim desta era agora estão cada vez mais perto, é absolutamente fundamental que os estudantes da Bíblia diligentemente estudem o significado desses textos de modo cuidadoso e responsável. A urgência do momento exige nada menos”, disse ele.
Ele disse que a promoção da suposição de que o exército que marcharia para atacar Israel seria o russo surgiu em torno da época do lançamento da Bíblia de Referência Scofield, no início do século XX, e essa interpretação influenciou muitas outras obras de referência.
Vários materiais de estudo bíblico incluem os seguintes mapas, que mostra que Magogue é a Rússia.
Ele diz que em 1971, o então governador Ronald Reagan continuou esse foco, dizendo: “Ezequiel nos diz que Gogue, a nação que liderará todas as outras potências contra Israel, virá do norte. Os teólogos há décadas dizem que Gogue só pode ser a Rússia. Qual outra nação poderosa há no norte de Israel? Nenhuma”.
Mas uma pesquisa que Richardson consideraria mais exata retrata Magogue como sendo a nação da Turquia:
Richardson explica que um modo diferente de interpretar a Bíblia resulta em conclusões diferentes.
Mas ele disse: “No final do sétimo século e começo do sexto século a.C. quando Ezequiel profetizou, Magogue, Meseque e Tubal eram conhecidos como tendo habitado na Ásia Menor, ou a Turquia moderna”.
O livro de Richardson vem depois de seu sucesso anterior, “The Islamic Antichrist” (O Anticristo Islâmico), um livro que mudou as opiniões escatológicas de muitos evangélicos desde seu lançamento dois anos atrás.
O novo livro é uma continuação do outro — com evidências ainda mais bíblicas de que o Anticristo, um personagem há muito tempo antecipado, será um muçulmano do Oriente Médio.
Ao passo que a maioria dos estudantes da Bíblia há muito tempo sustenta que alguma forma de humanismo ou religião universalista catapultaria o Anticristo para o poder mundial, “Mideast Beast” defende sistematicamente o argumento de que o Anticristo está agora mesmo diante de nós batendo na porta.
Traduzido por Julio Severo do artigo de WND: Why Russia will never invade Israel

6 comentários :

Guilherme Ferreira disse...

"E te farei voltar, mas deixarei uma sexta parte de ti, e far-te-ei subir do EXTREMO norte, e te trarei aos montes de Israel." (Ezequiel 39:2)

Penso o seguinte:

- A Rússia está se encaminhando para ser a maior potência militar dos próximos anos.

Qualquer pessoa que tenha acesso ao Google pode pesquisar sobre a tecnologia empregada nos aviões, mísseis e sistemas anti-mísseis da Rússia - isso sem falar nos investimentos que Putin declarou que irá fazer nos próximos anos na área militar.

E já faz tempo que a Rússia vende armamentos para todos os inimigos de Israel, e os defende sempre que pode.

Quando a economia dos EUA ruir - e eles deixarem de apoiar Israel (e isso nunca esteve tão próximo de acontecer, já que agora eles estão numa crise financeira e moral nunca antes vista, e o próprio presidente Obama declarou que os EUA já não são um país cristão...) -, a maioria dos países do Oriente Médio já terão se tornado Repúblicas Islâmicas, e o caminho para o Irã (antigamente conhecido por Pérsia) e seus aliados marcharem contra Israel (apoiados pela Rússia) estará livre.

Ps: Quem poderá imaginar o que irá acontecer com a Rússia quando a dupla Putin/Medvedev sair de cena?

Robson Lelles disse...

Ok, ok, ok... Se está escrito que vai acontecer - e eu particularmente creio que vai acontecer - de que importa saber se a invasão virá da Rússia ou da Turquia?

Todo e qualquer país ao norte de Israel pode encarnar Gogue e Magogue ao longo dos tempos e é bom que assim seja, para que se confirme o fato de que somente o Pai conhece o dia e a hora desses eventos.

Ontem era a Rússia que assustava, hoje a Turquia se levanta, recheada de confirmações históricas (e a Rússia, também não as tinha? O que houve desde então?). amanhã, quem sabe? DEUS sabe - e só ele.

Anônimo disse...

http://www.c-fam.org/fridayfax/portuguese/volume-15/promotores-do-aborto-admitem-derrota-na-confer%C3%AAncia-do-rio.html

Olha aí nesse link Julio. Graças ao VAticano e alguns países - dentre os quais a RUSSIA - a Rio mais 20 retirou aborto do documento final.E o jornal NAcional de Hoje preferiu enfatizar os aplausos À Hilary Clinton em favor dos direitos reprodutivos, enfatizando em tom de desaprovação que infelizamente graças ao VAticano o tema ficou excluido no final.
Juliano

Idevam disse...

o cumprimento da profecia e ainda a melhor interpretação de uma profecia bíblica não sei com certeza quem vai participar dessa guerra mas com certeza ela acontecerá

Irmão Júlio Severo Deus abençoe

Anônimo disse...

Concordo com Robson ^^

Anônimo disse...

Como eu queria estes livros em português !!! ao menos as traduções !!!