27 de junho de 2012

Organização Mundial de Saúde publica manual sobre as melhores maneiras de matar bebês em gestação


Organização Mundial de Saúde publica manual sobre as melhores maneiras de matar bebês em gestação

John-Henry Westen
GENEBRA, Suíça, 22 de junho de 2012 (LifeSiteNews.com) — A Organização Mundial de Saúde (OMS) publicou um manual detalhando as maneiras mais eficazes de se matar bebês em gestação, com diferentes métodos em cada estágio do desenvolvimento do feto.
O documento é a segunda edição de “Aborto Seguro: orientação técnica e política para sistemas de saúde”, originalmente publicado em 2003.
“É uma leitura assustadora”, afirma Scott Fischbath, Diretor Executivo do Minnesota Citizens Concerned for Life (MCCL) [Cidadãos de Minnesota Preocupados com a Vida] em escala global.
“Seguir esses parâmetros irá certamente matar as mulheres e seus bebês, principalmente nos países em desenvolvimento", acrescenta. “Algumas das recomendações, admite a OMS, são baseadas em pouca evidência.  Elas são verdadeiramente irresponsáveis e mortais”.
Defensores internacionais do aborto celebraram o novo manual da OMS como “um grande avanço”. O IPAS, organização fundada com a criação de um dispositivo de sucção utilizado em abortos, elogiou “o respeito da OMS ao papel essencial do acesso ao aborto na saúde da mulher e na sua capacidade de exercer plenamente os seus direitos humanos” evidenciado em um novo documento.
Os parâmetros incluem quatro tópicos principais: estimativas sobre o aborto inseguro pelo mundo, as últimas recomendações clínicas para realizar abortos, recomendações para “ampliar” os serviços, e conselhos sobre formulação de políticas e legislação. A última das quatro áreas não costuma ser encontrada em documentos de recomendações médicas, mas a OMS destaca a aplicação da “base dos direitos humanos” para avançar na legislação e na formulação de políticas pró-aborto; principalmente para mulheres jovens.
Ao longo dos anos, a OMS tem feito um bom trabalho para que milhões de pessoas protegessem, avançassem e melhorassem suas vidas, mas Fischbach afirma que os parâmetros mortais para avançar e promover o aborto levam a organização em uma direção completamente diferente.
“A solução para os abortos ilegais e para as altas taxas de mortalidade infantil é simples: forneçam uma fonte limpa de água, uma fonte limpa de sangue e uma saúde pública adequada”, explica Fischbach.  “As estatísticas confirmam que isso salva as vidas das mulheres, não a legalização do aborto”.
Entre em contato com a Organização Mundial de Saúde:
Representante da Organização Pan-Americana de Saúde/Organização Mundial de Saúde no Brasil
Setor de Embaixadas Norte, Lote 19, 70800-400 Brasília, DF, Brasil
Caixa Postal 08-729, 70312-970 - Brasilia, DF, Brasil
Tel: +55 61 3251-9595
Traduzido por Luis Gustavo Gentil do artigo do LifeSiteNews: “World Health Organization publishes manual on best ways to kill unborn babies

4 comentários :

Projeto Missão no Vale disse...

Sou enfermeiro e pró vida...não dá para continuar tolerando essa campanha de morte dos abortistas...engraçado, os que defendem o aborto nasceram primeiro para depois ser contra a vida....ninguém pode escolher se uma pessoa pode vir ao mundo ou não...só Deus e a natureza, que está nas mãos do Todo Poderoso...quero trocar informações com pessoas que são ativistas pró vida...vamos nos unir!!! Sou do Brasil....telefone +55(24)81453587, e +55(24)92009348 .. em meu blog estarei fazendo artigos sobre defesa da vida e contra os métodos abortivos...como profissional de saúde,condeno a OMS e MS e políticos por suas camapnhas contra a vida...isso é infanticidio!

Anônimo disse...

Boa tarde, irmão Júlio,

Volto mais uma vez a bater na mesma tecla: "tudo de ruim que está acontecendo na sociedade brasileira, somos os únicos culpados ao colocar este Partido das Trevas no poder".
Colocamos Lula, e reelegemos Lula, achamos pouco colocamos Dilma... e agora? Esperar passar os 4 anos de Dilma?? E quem me garante que ela não será reeleita? Quem quer apostar comigo um refriugerante como ela vai...? O nosso Luís Hugo Inácio da Silva Chaves já disse que se ela não quiser se reeleger, que ele volta!! E assim caminhamos todos para o abismo.
Lá vem a reforma do Código Penal incluindo a "homofobia" - um direito de todo cidadã que se respeita tem de ser - como crime inafiançável e imprescritível, como o racismo. Não foi de uma forma - votado no Congresso, será de outra na tora, mas teremos que vivermos sob a "ditadura gay" de de qualquer maneira. O cara tem seu "comportamento anaormal" e eu tenho que respeita e aceitar isso... Claro que o Lula está por trás disso tudo de ruim, pois é só isso que podemos esperar do PT.
Mas será que o povo brasileiro é CEGO? Porque eu já fui fã de Lula, de defender ele com unhas e dentes, mas abri meus olhas bem antes de fazer da urna WC. O que estamos esperando para estirpar ESTE CANCER CHAMADO PT do poder?
Vou parar por aqui... Não consigo entender!!

Anônimo disse...

Organização Mundial dos Homicidas ficaria melhor colocado.

Uma organização a serviço das trevas não poderia gerar coisas boas, nunca.

Essas trevas são: militância gay, feminismo e militância de ateus.

O Senhor mostre Misericórdia de nossa crianças.

Anônimo disse...

Vale acrescentar algo que certamente essas autoridades precisam ouvir: "Médico, cura-te a ti mesmo!"

Esse provérbio do Senhor certamente é adequado para esta ocasião.