30 de junho de 2012

Marina Silva na Rio +20: símbolo de uma tragédia de natureza cristã


Marina Silva na Rio +20: símbolo de uma tragédia de natureza cristã

Edson Camargo
Começo este artigo citando o escritor e acadêmico português Mendo Castro Henriques:
“Revolução não é apenas a conquista violenta do poder. Revolução é toda a aceleração política que arrasta um povo para um processo que não domina nem compreende. E a força das revoluções provém menos da violência, que do caos e da opacidade que as acompanham, e que faz perder o sentido dos valores e das proporções, instaurando a desorientação e dispondo a população a aceitar, em nome da segurança, quaisquer exigências dos novos poderes.” (Em ‘Revolução’, Euronotícias, 27/04/2001. Reproduzido no site de Olavo de Carvalho).
Quando Marta Suplicy criticou a atuação da Igreja Católica, que, apoiada por delegações de diversos outros países, obteve êxito ao excluir termos como “direitos reprodutivos” e “saúde reprodutiva” (leia-se aborto, na novilíngua do globalismo ocidental) do texto final da Rio +20, a última pessoa que imaginei que poderia abrir a boca para se opor à posição sempre abortista, sempre gayzista, sempre feminista e sempre errada da senadora petista foi Marina Silva. Acertei. Nada! Como diz minha amiga jornalista Graça Salgueiro, “de onde menos se espera, é que não sai nada mesmo”.
Ainda assim, o fato diz muito, pois Marina Silva criticou tudo o que pode na Rio +20, com muito apoio, prestígio e visibilidade midiática. Sua trajetória política quando analisada com mais atenção, revela muito sobre a revolução pela qual passa o Brasil. Ela é evangélica. Da Assembléia de Deus. Denominação conhecida pelo fervor pentecostal, já folclórico, pela afirmação constante da inerrância das Escrituras Sagradas, e pelo zelo em buscar testemunhar, até mesmo na forma como se vestem, a obra que Cristo fez em suas vidas. Ainda assim, quase tudo na atuação política de Marina Silva é contrário às prescrições da cosmovisão cristã, e está sempre alinhado – e daí o prestígio da ex-ministra do Meio Ambiente no governo dos mensaleiros – à mundana ideologia socialista, numa de suas vertentes mais traiçoeiras: a do ecofascismo globalista. E só o total sucesso de uma revolução cultural prescrita pelos teóricos revolucionários da Escola de Frankfurt, por Antônio Gramsci e pelo homicida Louis Althusser, programada e empreendida por mais de quatro décadas no Brasil, pode explicar o carinho e os quase 20 milhões de votos que esta senhora obteve no primeiro turno das últimas eleições presidenciais.
No grande festerê do liberalismo teológico e do ecumenismo religioso pró-governo mundial, a “Cúpula dos Povos”, ali, próximo à “Casa de Gaia”, Marina Silva foi ovacionada. Entre os manipulados do movimento das “Igrejas Eco-cidadãs”, lá esteve ela, bem como Walter Altman, um dos líderes do Conselho Mundial de Igrejas, instituição comunista e teologicamente liberal desde os primórdios, e com um histórico de apoio ao terrorismo. Sobre isso, vale a leitura do opúsculo The World Council of Churches: A Fraudulent Gospel, de Bernard Smith.
Marina Silva também reclamou do documento final da Rio +20, considerando-o uma “pá de cal” nos esforços dos ecofascistas, no que foi apoiada por todos os líderes da imensa rede de ONG’s e movimentos financiados pela cúpula globalista anticristã. (Para se perceber melhor como é que circula esta grana toda, vale a pena checar os sites www.discoverthenetworks.org e o www.activistcash.com.) Mas sobre o ímpeto abortista da ONU, nada disse. Nem sobre a sistemática promoção, por parte das Nações Unidas, em de uma nova religiosidade artificial, por meio de sua agência United Religions Initiative, a URI, cuja história, doutrina e atividades estão bem documentadas na obra de Lee Penn, False Dawn.

Eu nem esperaria nada diferente de quem, em plena campanha, na busca do voto cristão, fincou o pé nas teses ambientalistas e, quando perguntada sobre “casamento” gay e aborto, deslizou: “Deixa para um plebiscito”. Pelo que se vê, o versículo “não seguirás a multidão para fazeres o mal” (Ex. 23: 2) não significa muito para Marina Silva, que teve entre seus mentores Leonardo Boff, arquiduque da “teologia” da “libertação” marxista (em seus tempos de católica), e Caio Fábio, um dos barões da “teologia” da “Missão Integral”, a versão “de crente” da “teologia” da “libertação”. O curioso é que Boff, atualmente, dá declarações mais caras ao panteísmo do que a qualquer outra religião. E Caio Fábio também já deslizou no panteísmo, em pleno Congresso Nacional, em 2004:
“Para mim, esse universo é sagrado.
A atuação política, o prestígio entre as elites globais, as afinidades para lá de suspeitas e a omissão constante em defender sua fé tornam Marina Silva um símbolo do que tem se tornado a igreja brasileira em tempos de revolução cultural comunista concluída, com a conseqüente modelagem das instituições e nos meios de obtenção de prestígio e ascensão social.
Deixa-se o Evangelho em casa, na gaveta, e vai-se às ruas gritar “por um mundo melhor”. Perdeu-se o interesse pelo reino que não é deste mundo, pela Nova Jerusalém que descerá dos céus, e pelo alinhamento de todas as áreas da vida aos princípios que Deus estabeleceu para sua igreja, para que ela pudesse influenciar a sociedade e a cultura de forma justa, amorosa, mas apresentando a verdade, o sagrado contraponto ao que os “réprobos quanto à fé” querem impor à força e por meio do engodo a toda população mundial. Perdeu-se de vista o que tanto se falava antigamente, ainda que com outras palavras, mas que ficou bem sintetizado numa frase de Russel Kirk: “Problemas políticos, no fundo, são problemas religiosos e morais”.
Repleta de admiradores de Boff, “Frei” Betto, Caio Fábio, Robinson Cavalcanti, e até mesmo de notórios meliantes como Lula e José Dirceu, não é de se admirar que a igreja brasileira cresce em tamanho, mas não em influência, incha, mas nada retém, pois parece mais fascinada pela ampla rede de desinformação revolucionária e modelagem comportamental das grandes redes de comunicação de massa, do que pelas profundas, abrangentes e eternas verdades do Evangelho.
Fonte: Gospel+
Divulgação: www.juliosevero.com

13 comentários :

MARIA disse...

Eu não imaginava que Marina Silva tão inteligente e tão aparentemente idônea continuasse a ser um eterna IDIOTA ÚTIL!

PRESBÍTERO VALDOMIRO disse...

Não sei se a minha opinião vai ser muito pertinente (ou muito apropriada) para o assunto deste artigo, mas eu vou dizer exatamente o que eu penso (vocês podem até me corrigir se, por acaso, eu estiver errado).

Eu diria que houve uma falta de vigilância do povo em geral contra a infiltração e a proliferação de idéias esquerdistas, marxistas, comunistas e socialistas na nossa política e no nosso sistema educacional. E, infelizmente, essas mesmas idéias contaminaram muitas pessoas e também as nossas igrejas (por negligência dos servos de Deus).

Em virtude disso, o verdadeiro evangelho de Jesus vem sendo deturpado e distorcido por muitos pastores. Como prova disso, temos várias "teologias": Prosperidade, Missão Integral, Libertação (e outras semelhantes). Em outras palavras: são criados outros evangelhos (que são, na verdade, falsificações do verdadeiro evangelho de Jesus).

Só que o apóstolo Paulo, a respeito disso (dos falsos evangelhos e das falsas teologias), disse em alto e bom som:

"Mas ainda que nós mesmos ou até um anjo do Céu vos apresente um outro evangelho diferente daquele que eu vos tenho pregado, seja anátema. Assim como já vos disse antes, agora novamente vos digo: se alguém vos anunciar um outro evangelho além do que já recebestes, seja anátema. Porque, procuro eu o favor dos homens ou o favor de Deus? Ou procuro agradar a homens? Se estivesse ainda agradando aos homens, não seria servo de Cristo" (Gálatas 1:8–10)

Há muitos anos atrás (mais precisamente na década de 70), quando eu era um jovem recém–convertido (fui consagrado a obreiro alguns meses depois), eu lembro que, durante uma pregação na igreja onde eu congregava, o pastor disse (num tom profético): "Irmãos, vai chegar um tempo em que o evangelho do Senhor Jesus Cristo será desprezado. Muitos vão se deixar seduzir por idéias demoníacas, e vão inventar outras crenças. E, infelizmente, muitos dos servos de Deus serão influenciados por essas mesmas idéias (que também vão contaminar a igreja do Senhor). Não deixemos que nada disso venha a nos afastar da pureza da Palavra de Deus, e não abandonemos a verdade".

Num primeiro momento, achei que o pastor estava sendo pessimista demais. Ao final do culto, eu perguntei a ele: "Pastor, o senhor não está exagerando? Quem pode ir contra a verdade da Palavra de Deus?" E ele me respondeu: "Meu filho, a Palavra do Senhor tem que se cumprir. Vai acontecer muita coisa antes da volta de Jesus. E isso que eu falei é apenas uma de muitas delas. Tenha certeza disso, porque a Palavra do Senhor é verdadeira. Estive orando em casa e o próprio Senhor me revelou tudo isso".

Hoje, passados 40 anos após eu ter ouvido a pregação desse mesmo pastor (que hoje descansa no Senhor), vejo tudo se cumprindo: escolas, pessoas e igrejas corrompidas por filosofias marxistas, socialistas, comunistas, esquerdistas, e outras filosofias anti–cristãs (sem contar outras teologias e outros evangelhos). E a tendência é tudo piorar cada vez mais!

O que o pastor falou naquela época (e que está acontecendo hoje) só faz confirmar as palavras do apóstolo Paulo:

"Mas o Espírito expressamente adverte que em tempos posteriores muitos apostatarão da fé, e darão ouvidos aos espíritos enganadores e às doutrinas de demônios" (1 Timóteo 4:1)

Alguém ainda duvida da veracidade da Palavra de Deus?

Se alguém quiser se manifestar, esteja à vontade.

Anônimo disse...

No fim das contas chega-se à verdade, outrora camuflada por uma aparência de piedade farisáica. Finalmente a sra Marina mostrou a que veio, revolucionária esquerdista infiltrada em uma igreja política e desviada, e que veio apresentar um evangelho falsificado contrário ao evangelho de Cristo que diz "meu reino não é desse mundo". E para quem quiser gritar comigo por causa dessa igreja, lembrem-se do escandalo de uma de suas alas ao unir-se ao reverendo moon.

Julio Cesar disse...

Caro Presbítero Valdomiro,será que o amigo não tem nada de novo para falar,a não ser repetir sempre a mesmíssima postagem?

Sem ofensa e nada pessoal,meu irmão,mas ler a mesma postagem é chato à beça,além de todos já sabermos que o irmão tem intelecto para contribuir muito mais.

Já estava me contendo até agora,mas depois de umas dez vezes ver as mesmas palavras comentadas em diferentes textos,já estava na hora de alguém lhe dar um toque.

Abraços!!!

ELISEU disse...

O comentário do presbítero Valdomiro até pode ser repetido, mas eu diria que, em grande parte, ele tem razão. Realmente, foi isso mesmo que aconteceu: pessoas, escolas e igrejas corrompidas, deturpadas e contaminadas por ideias, pensamentos e filosofias marxistas, socialistas, comunistas e esquerdistas.

Marina Silva é um bom exemplo disso. Ela é como a melancia: é verde por fora, mas é vermelha por dentro. Para que ninguém daqui tenha nenhuma dúvida sobre o "esquerdismo" de Marina Silva, vejam o que ela própria disse sobre certos temas em algumas entrevistas:

- "Sou contra o casamento homossexual, mas não me oponho à união civil entre pessoas do mesmo sexo"

- "Não tenho opinião formada sobre isso (adoção de crianças por casais gays)"

- "Sempre que me perguntam sobre o que penso a respeito do movimento LGBTs (lésbicas, gays, bissexuais, transexuais, travestis e transgêneros), seus direitos e sua luta por leis que os protejam de discriminação, digo que reconheço a legitimidade do movimento e de suas reivindicações"

Como pode uma pessoa se dizer cristã, e, ao mesmo tempo, concordar com coisas que são totalmente contra a Palavra de Deus?

Talvez a nobre senadora esteja esquecida do que a Bíblia diz sobre a postura de um verdadeiro cristão:

"Não vos coloqueis num jugo desigual com os incrédulos. Pois, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que união pode haver da luz com as trevas? E que aliança há entre Cristo e o maligno? E que parte tem o fiel com o infiel? E que concordância existe entre o templo de Deus e os ídolos?" (2 Coríntios 6:14–16)

Será que a senadora Marina Silva ainda está lembrada disso?

Se Marina Silva fosse uma verdadeira cristã (como alega ser), ela teria que dizer com todas as letras: "O aborto é um crime contra a vida. Num dos 10 mandamentos, Deus disse: 'Não matarás' (Êxodo 20:13). Quem faz aborto mata uma vida inocente! Por isso, sou totalmente contra o aborto (e não vou apoiar pessoas que defendem o aborto)! Quanto ao homossexualismo, é uma coisa demoníaca. Como cristã, não posso ser a favor de uma blasfêmia contra o Deus que eu sirvo. Não vou ser cúmplice do pecado. É melhor eu ficar em paz com a minha consciência do que pecar contra Deus".

Marina Silva é uma pessoa morna. Ser morno, de acordo com a Bíblia, é aquele que se diz cristão, mas não combate com firmeza o pecado.

Foi justamente isso que Jesus mandou o apóstolo João escrever na carta para a igreja de Laodicéia:

"Eu conheço as tuas obras: não és frio e nem quente; quem Me dera se fosses frio ou quente! Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, estou para te vomitar da Minha boca" (Apocalipse 3:15–16)

Quem é morno é, às vezes, pior do que o ímpio. O ímpio, pelo menos, já sabe que direção seguir. É um caminho que é errado, mas que já foi escolhido (pelo menos uma decisão já foi tomada).

Já o morno é aquele que, como se diz no popular, fica "em cima do muro": não sabe para onde vai. Em outras palavras: não abandona a Jesus, mas também não resiste a certas tentações do diabo.

Foi por isso que o apóstolo Tiago disse:

"Aquele, pois, que sabe fazer o bem e não o faz, comete pecado" (Tiago 4:17)

Em outras palavras: aquele que sabe que deve combater o pecado e não toma uma atitude (ou seja, não diz nem faz nada contra o pecado) é cúmplice do pecado (e é tão ou mais culpado quanto o próprio pecador)!

O verdadeiro cristão não pode (e nem deve) ser morno. O verdadeiro cristão tem uma só palavra, uma só escolha, segue somente uma única direção, e é firme em suas convicções. Em suma, o verdadeiro cristão obedece ao que Jesus diz:

"Seja, porém, a vossa palavra: Sim, sim; Não, não; porque o que passar disso é de procedência maligna" (Mateus 5:37)

"Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou amará a um e odiará o outro, ou há de se dedicar a um e desprezar o outro" (Mateus 6:24)

Alguém concorda comigo?

El Misionero Matsuura Junichiro disse...

Melancia, verde por fora, vermelha por dentro.

Marina Silva não teve uma atitude cristã. Ela agiu como uma uma endemoninhada-filha-do-capeta, pessimamente mal disfarçada de crente de m****a.

VAI SE CONVERTER, MARINA SILVA!!!!

Milton disse...

A opinião do Eliseu sobre a senadora Marina Silva foi mais do que perfeita. Eu digo mais: de cristã ela não tem rigorosamente nada!

Pra quem teve "professores" como Leonardo Boff, Frei Betto, Caio Fábio (e outros esquerdistas), não é de se espantar que Marina Silva pense e aja da mesma forma que eles. Ou seja, ela é uma discípula fiel do deus Marx.

Onde estão os verdadeiros servos de Deus com coragem o suficiente para enfrentar este governo corrupto?

Por enquanto, a única voz presente no Congresso Nacional a favor da família e dos bons costumes é a do deputado Jair Bolsonaro. Ele pode até nem ser cristão, mas está agindo muito melhor do que os políticos da bancada evangélica!

Será que isto não é o bastante para fazer com que estes mesmos políticos tomem vergonha na cara e mudem de atitude?

Anônimo disse...

Vergonha alheia total!!!
Viva a "Heloísa helena" inclusive eu votei nela só meu pai que não vota mais na eleição presidência retrasada ela detonou com bases sólidas enfática contra a legalização do aborto ela uma cristã católica mais ela defendeu com todo autoridade e argumentação uma inteligência e lucidez absurda não me conformo até hoje porque ela NÃO ganhou para ser nossa presidenta nos debates ela dominava nunca precisou ficar a sombra de ngm e ser coadjovante de presidente algum para chegar ao poder.

Ela foi uma das grandes decepções dá ultima eleição para "candidata" a "presidência" quando na hora de mostrar nos debates e nas entrevistas a sua posição de fé verdadeiramente uma Cristã evangélica a cerca a ser totalmente CONTRA O ABORTO E TBM CONTRA AS DROGAS ELA VEM E COM PALAVRAS DÚBIAS EM CIMA DE MURO QUERENDO AGRADAR MAIS AOS HOMENS QUE NÃO TEMEM A DEUS TEM PENSAMENTOS AOS CONTRÁRIO DO CRIADOR DO QUE AO DEUS QUE ELA DIZ QUE SERVE PRA MIM A MÁSCARA DELA CAIU A MUITO TEMPO ISSO FOI 2010 NAQUELES MOMENTOS ERA OPORTUNIDADE DELA DE UMA PESSOA PÚBLICA VISIBILIDADE É CRISTÃ SE POSICIONAR AOS ERROS QUE MUNDO QUER LEGALIZAR PARA DESTRUIR A SOCIEDADE E A FAMÍLIA FOI AO CONTRÁRIO ELA JOGOU TUDO NA LATA DO LIXO.
MAIS ISSO ERA ALGO A SER ESPERADO ESSE TIPO DE REAÇÃO DELA ERA DO "PARTIDO VERDE" DO GABEIRA EM TÃO TBM CANDIDATO PARA GOVERNADOR DO RJ ELE UM ATIVISTA A FAVOR DA LEGALIZAÇÃO DAS DROGAS DA ELITE CORRUPTA QUE ACHA BONITO ALGUÉM POR AÍ CRIANÇAS, ADOLESCENTES, JOVENS, ADULTOS PLANTAR A MACONHA EM CASA E DÁ UMAS BAFURADAS NA SUA CARA EM PLENO LUZ DO DIA NA RUA ELES JÁ SÃO OUSADOS JÁ PENSOU SE LEGARIZAREM A DROGAS AÍ QUE A GENTE VAI VÊR O QUE PALINHA DO INFERNO AQUI NA TERRA.
É por isso que a gente vê uma juventude perdida de todos valores e noção de cidadania e sem pingo de limites porque ter papais como gaberinha principalmente essa classe média alta do RJ na zona sul achando maneiro e bonitinho dar um trago para relaxar a gente vê as desgraças que acontecem esses jovens sem limites e sem noção nem preciso falar as desgraças que traz sobre essa sociedade.
Outra coisa tbm é bebidas álcoolicas que lícita que tem propaganda mostruosa por aí vende em qualquer esquina e lugar cadê controle dele a gente vê menores de idade comprando e enchendo o copo de cerveja e de todo tipo um representante comercial conversando comigo semana passada ele faz bico de segurança nesses eventos tem na zona sul ele falou tem uma nova droga? pior que ectasy jovens assim da classe média e alta meninas e meninos viu no evento alucinados e desmaiando por lado e para outro ele falou tudo patricinhas e bad boys mais menores de idade eu falei deviam tudo maconhado não sim jogando essa nova droga na bebida é uma espécie de pílula.
Sabe qual é porta de entrada para drogas hoje e consumo absurdo muito cedo de bebida alcoolica é aí Marininha me explica essa tbm? "Abismo chama outra abismo" bem palavra de Deus cada dia a gente vê a verdade quando ela fala ao ser humano.

Ester!!!!!!

Thales disse...

Diz um ditado popular que "quando o gato não está em casa, o rato cria asa". Enquanto os que se dizem servos de Deus estão dormindo (e estão sendo negligentes no combate ao pecado), o diabo e os demônios (bem como os seus escravos) estão muito bem acordados (e estão atacando impiedosamente a tudo e a todos)!

Essa nossa atual bancada evangélica e nada é a mesma coisa. De que adianta ter uma bancada que se diz evangélica, mas que não age com firmeza contra o pecado (e ainda aceita "negociar" com um governo corrupto)?

Marina Silva, Magno Malta e outros que pensam e agem igual só fazem envergonhar a imagem dos cristãos perante a opinião pública. Eles são, na verdade, uns oportunistas: só querem saber de poder, dinheiro e outras mordomias. E onde fica o compromisso com o Reino de Deus no final das contas?

A Bíblia diz como distinguir o verdadeiro cristão do falso cristão:

"E vereis a diferença entre o justo e o ímpio, entre aquele que serve a Deus e aquele que não O serve" (Malaquias 3:8)

"Nem todo aquele que diz: Senhor! Senhor! entrará no Reino dos Céus, mas somente aquele que faz a vontade do Meu Pai que está nos Ceús. Muitos, naquele dia, hão de Me dizer: Senhor, não profetizamos em Teu nome? E não expulsamos demônios em Teu nome? E não fizemos obras grandiosas em Teu nome? Contudo, Eu vos direi: Nunca vos conheci; apartai-vos de Mim, vós que praticais a iniqüidade" (Mateus 7:21–23)

Esses políticos que se dizem evangélicos estão sendo piores que os ímpios mais pervertidos! Estão sendo cúmplices do pecado (e são culpados diante de Deus)!

Se Jesus aparecesse repentinamente em muitas dessas instituições (Senado, Câmara dos Deputados, e outras), com toda certeza Ele iria expulsar de lá os políticos que se dizem cristãos (e que têm tolerado o pecado). E com certeza Ele iria dizer as mesmas palavras que disse quando expulsou os vendilhões do templo:

"Está escrito: A Minha casa é casa de oração; mas vós a transformastes em um covil de ladrões" (Mateus 21:13)

Não é exatamente isto o que tem acontecido na nossa política (e nas nossas instituições de modo geral)?

Murilo disse...

O Senhor Jesus, na Sua Palavra, disse a todos:

"Pelos seus frutos os conhecereis" (Mateus 7:20)

Uma possível "tradução" deste versículo seria a seguinte: pelas atitudes e pelas idéias que uma pessoa crê e defende, você saberá se esta mesma pessoa é cristã ou não.

Da mesma forma que o Eliseu, eu também torno a colocar aqui as declarações de Marina Silva para fazermos uma análise mais aprofundada (e vermos se ela pode ser considerada uma pessoa cristã):

– "Sou contra o casamento homossexual, mas não me oponho à união civil entre pessoas do mesmo sexo"

Vejam que contradição: ela se diz contra o casamento homossexual, mas não se opõe à união civil entre pessoas do mesmo sexo. Essa mesma união é o primeiro passo para legalizar o casamento homossexual. Dá para entender essa incoerência?

– "Não tenho opinião formada sobre isso (adoção de crianças por casais gays)"

Marina Silva passou muitos anos na igreja, mas, pelo jeito, parece que não aprendeu nada (ou talvez ela tenha se esquecido de que um casal é formado somente por um homem e uma mulher). Será que ela aceitaria que algum(a) filho(a) dela fosse adotado(a) por um casal homossexual?

– "Sempre que me perguntam sobre o que penso a respeito do movimento LGBTs (lésbicas, gays, bissexuais, transexuais, travestis e transgêneros), seus direitos e sua luta por leis que os protejam de discriminação, digo que reconheço a legitimidade do movimento e de suas reivindicações"

Desde quando o homossexualismo é algo legítimo? Os homossexuais querem que sejam criadas leis para não criticarmos a prática homossexual. E como pode alguém que se diz cristão dar apoio aos homossexuais e seus cúmplices?

Ela, certa vez, ainda teve a cara de pau de dizer que apoiou Fernando Gabeira (que é a favor da legalização da maconha, e da discriminalização do aborto) e Marta Suplicy (a fiel escudeira dos homossexuais). Tendo "frutos" como esses, precisa dizer mais alguma coisa?

Infelizmente, a verdade nua e crua é que muitos dos políticos que se dizem evangélicos (como Marina Silva), que deveriam dar o bom exemplo, estão apenas defendendo seus interesses particulares (e não os interesses do Reino de Deus e de Sua Palavra). Desculpem se eu usar um tom carregado, mas eu diria o seguinte: do jeito que a nossa política está tão suja e tão corrompida, não seria nenhum exagero se alguém dissesse que o Congresso Nacional é um verdadeiro balcão de negócios, um covil de oportunistas (e por que não dizer de demônios?), um "prostíbulo político" onde só se vota em troca de dinheiro, favores (tipo "toma lá, dá cá"), privilégios. Perto de toda essa podridão da nossa política, Judas seria santo…

Tendo uma bancada evangélica composta por pessoas como Marina Silva, Magno Malta, Marcelo Crivella (e outros que pensam e agem igual), o que se pode esperar de bom desse pessoal a favor da família, da moral, dos bons costumes, e da obediência a Palavra de Deus (e a favor do Reino de Deus)?

Anônimo disse...

"Tendo uma bancada evangélica composta por pessoas como Marina Silva, Magno Malta, Marcelo Crivella (e outros que pensam e agem igual), o que se pode esperar de bom desse pessoal a favor da família, da moral, dos bons costumes, e da obediência a Palavra de Deus (e a favor do Reino de Deus)?"

Muito interessante essa pergunta do Murilo. Tendo "cristãos" desse tipo na nossa política, pra que se preocupar com os ataques do diabo?

Seria bom se alguém da bancada evangélica tivesse coragem o suficiente para aparecer aqui e responder a esta pergunta (se é que alguém vai dar alguma resposta convincente)!

Anônimo disse...

É mais fácil uma bicha louca virar um cabra macho de verdade do que achar um político honesto (inclusive dentro da bancada evangélica)!

Joaquim disse...

Da mesma forma que o presbítero Valdomiro, eu também já ouvi algumas pregações alertando sobre o perigo das idéias marxistas, comunistas, esquerdistas e socialistas na nossa educação (e também nas nossas igrejas). E eu também pude testemunhar, pessoalmente, muitas manifestações contra essas mesmas idéias.

Em 1964, no auge dos meus 22 anos (hoje estou com 70), eu pude ver pessoalmente a "Marcha da família com Deus pela liberdade" em São Paulo. Eu lembro que a multidão saiu da Praça da República, seguindo pela Rua Barão de Itapetininga, atravessando o Viaduto do Chá, para, ao chegar à Praça da Sé, ser rezada uma missa pela democracia, pelo padre irlandês Patrick Peyton (que estava no Brasil a convite da Igreja, e, em especial, do Cardeal Dom Jaime de Barros Câmara, da Arquidiocese do Rio de Janeiro).

Segundo me disseram na época, foram cerca de 500 mil pessoas que participaram da mesma marcha. Foi uma resposta resposta ao comício realizado no Rio de Janeiro em 13 de março de 1964, durante o qual o presidente João Goulart anunciou seu programa de reformas de base. As pessoas, nesta mesma marcha, manifestaram seu repúdio ao regime comunista vigente em outros países (que era o que João Goulart queria implantar no Brasil). E era divulgado a todos (através de panfletos) o perigo do comunismo para todos os brasileiros.

Graças a Deus que os militares vieram no momento certo para afastarem essa ameaça que seria nociva para o nosso país!

Tem horas que eu sinto saudades daquela época. Quem dera se fossem feitas mais manifestações do mesmo tipo, para escorraçarmos do governo o PT e os demais partidos esquerdistas!