4 de junho de 2012

Aluna expulsa por praticar lesbianismo acusa colégio de “homofobia”


Aluna expulsa por praticar lesbianismo acusa colégio de “homofobia”

Jovem exige R$ 50 mil de indenização de escola adventista

Julio Severo
A estudante Arianne Pacheco Rodrigues, 19 anos, entrou com uma ação judicial contra o Instituto Adventista Brasil Central (IABC), um colégio interno em Planalmira, distrito de Abadiânia, no interior de Goiás. Expulsa da escola por prática de lesbianismo, a ex-aluna alega ter sido vítima de “homofobia”.
O fato aconteceu em novembro de 2010. A diretoria da escola havia descoberto um envolvimento sexual entre duas alunas, que já estavam cientes das normas religiosas da instituição particular. Após reunião com a comissão disciplinar, os pastores e professores que analisaram cartas de amor trocadas entre as alunas decidiram que elas deveriam ser expulsas imediatamente.
A ex-aluna, que se diz “traumatizada”, entrou com um processo contra a escola logo em seguida, exigindo R$ 50 mil de indenização por “danos morais”. O caso está em andamento na Justiça.
Ariane, que hoje vive confortavelmente com a mãe em Orlando, nos Estados Unidos, não abre mão da ação judicial.
A reportagem do Fantástico foi até Orlando para conversar com as duas e divulgar a “tortura psicológica” supostamente sofrida por Arianne, que se diz vítima de “homofobia”.
“Homofobia”: com essa acusação, não deixarei nem as escolas cristãs escaparem!
O Fantástico é o mesmo programa que veiculou a confissão recente de Xuxa se dizendo vítima de abuso sexual e que, constatando a elevada audiência com a confissão, entrou na luta contra a pedofilia. O Fantástico só parece não ter se dado conta de que a Globo, sua produtora, tem um histórico de décadas sexualizando e erotizando as crianças do Brasil. Xuxa, a coelhinha global dos baixinhos, teve papel de destaque nessa sexualização e erotização.
O Fantástico quis conhecer a posição da escola, com motivação supostamente imparcial, mas o colégio negou as acusações de “homofobia” lançadas pela ex-aluna e divulgada pela Globo. Wesley Zukowski, diretor da escola adventista, respondeu: “A verdade é que ela infringiu uma regra clara da escola e, por isso, recebeu a sanção do afastamento, a questão da intimidade sexual. O afastamento do aluno independente se é um relacionamento homossexual ou heterossexual. Ele recebe a mesma conseqüência”.
O colégio considera como faltas graves o uso de droga, armas e o ato sexual, aplicando, como punição, o desligamento imediato do aluno.
Por que os colégios religiosos não deveriam ter liberdade de aplicar normas de boa conduta moral?
A aluna que foi expulsa já conhecia as regras. Mesmo assim, de modo deliberado e persistente, as infringiu.
A oposição aos atos homossexuais não é uma atitude restrita aos adventistas, aos evangélicos ou aos católicos. Pesquisa de instituto ligado ao PT apontou, em 2009, que 99 por cento da população do Brasil se opõe, em menor ou maior grau, ao homossexualismo.
Em vez de respeitar os sentimentos da vasta maioria da população, o governo petista prefere impor sua própria opinião ideológica pró-homossexualismo. Nesse aspecto, a Globo e outros grandes veículos de comunicação andam de braços dados com o governo, igualmente impondo sobre a população uma visão homossexualista elitista, frontalmente contrária aos sentimentos do Brasil.
E agora deixam claro que, usando e abusando de casos isolados, aplicarão o mesmo bullying ideológico em instituições religiosas particulares.
Com informações do G1 da Globo.

15 comentários :

Fabiano disse...

Se um pastor entrar no meio do inferno chamado "parada gay", com uma Bíblia na mão e pregando Levíticos, o que vai acontecer com ele? Linxamento na certa. A maldita rede de televisão cristofóbica ( Globo ) vai defender o pastor? Posso até jurar que não. Vai dizer que ele provocou a morte. Eu não assisto esse lixo, mas, pelo que sou obrigado a ouvir de certos fanáticos globais, a porcaria do big brother tem regras, e quem não as cumpri é penalizado severamente com "expulsão". A igreja Adventista existe centenas de anos antes da demoníaca Globo, e também tem regras.

Idevam disse...

A Globo e 100% Gaysista eu Não dou um ponto de aldiencia nem pra ela nem pras outras e não sou fã de ficar horas na frente da tv sendo envenenado por as porcarias que não param de ser veiculadas em todos os canais de tv asisto jornais e sempre de forma crítica pois sei que são parciais e tendenciosos asisto os canais evangelicos e digo que ate estes tem se desviado do foco cristão e melhr lê a bíblia e orar e buscar informações em sites e blogs cristãos como esse do Irmão Júlio Severo Deus abençoe

Newton Carpintero, pr. e servo. disse...

Caro Julio Severo,

A paz amado!

É de total satanismo esta atitude da globo em declarar, se declarou, que a Escola em evidência está em apuros com esta causa de extrema moral e falta de respeito pelos do governo e pela ministra da imoralidade chamada de TV GLOBO.

Ha falta de estímulo a moral é de encontro aos crentes que fornecem índice de audiência, a quem comprovadamente provoca os da igreja evangélica de qualquer denominação.

Sigamos em frente que o pior está por chegar. Sigamos em frente vigiando e orando pelas vidas que se perdem a cada dia ao irem de encontro a um evangelho fajuto de mentiras e heresias.

Estão tentando contaminar os jovens e as crianças com o nojo das heresias observadas por tantos e quantos que se calam diante da TV Globo.. Triste!

O SEnhor seja contigo,

O menor.

Casal 20 disse...

Ah! Mas é óbvio que o caminho seja esse mesmo: vão beijar e se agarrar dentro das igrejas, vão fornicar nas piscinas dos clubes, farão sexo nos cinemas, etc. E ai de quem reclamar!!! Cadeia em nós!

É o rolo compressor do gayzismo.

Abraços sempre afetuosos.

Fábio.

Anônimo disse...

Eu particularmente ontem eu vê "fantástico" achei um absurdo a forma eles colocaram taxando-os dizer que a escola fez "homofobia"?? AHHH
Toda escola tem suas regras e sua filosofia tem seu regimento escolar tem regras como qualquer outra parece essa adolescente frigiu as "NORMAS E REGRAS" dentro da escola com uma "garota" tava tendo um namoro lésbico e tava praticando "sexo dentro da escola" que proibido tá no regimento da instituição o diretor falou claramente essa REGRA
até para um "casalzinhos de heteros" PROIBIDO FAZER ISSO DENTRO DA ESCOLA ACABOU TEM QUE RESPEITAR AS REGRAS DA ESCOLA QUE VC ESTUDA E REGRA E REGRA PONTO.
Escola não é lugar para namorados ficar agarrados e se beijando ou fazé-los como MOTEL.
ESCOLA É LUGAR DE ESTUDAR, ORDEM, DISCIPLINA, RESPEITO NÃO É BALADA, ENCONTROS AMOROSOS VC NÃO TÁ NA SUA CASA.
Essa adolescente tá pensando o que ela acha tivesse por exemplo numa por exemplo escola militar queria vê ela reclamando num:
COLÉGIO MILITAR, PEDRO II DA VIDA LÁ NEM CASALZINHO DE NAMORADOS "HETERO" É PROIBIDO NAMORO PORQUE CONHECIDOS QUE ESTUDOU LÁ ME DIZIA SE VC FOR PEGO MAIS DE 2 VEZES VC É EXPULSO AUTOMATICAMENTE SÃO REGRAS DE ESCOLA MILITARES.
Ester!!!!!!

Anônimo disse...

Bom dia irmão Júlio,

Li este texto como faço sempre em seu blog, mas isso não me surpreeende mais. Estamos vivendo no Brasil do "errado que está certo", onde os valor morais e de dignidade foram esquecidos, e a família é algo a ser extinto. E de quem á culpa de tudo isso? NOSSA! Quem colocou o PT no poder...? E depois ainda reelegeu? PT no poder é esperar tudo de ruim. E sinceramente, não tenho nenhuma esperaça de que o PT vá sair do poder tão cedo!
Tanto que nosso "ditador Lula" já disse que volta a se candidatar em 2014 - caso Dilma não queira se reeleger - só para não deixar outro candidato ou outro partido assumir o poder.
A ditadora Dilma, encontrou uma forma de calar dois dos pastores conhecidos e que lutam contra a "ditadura gay": R.R. Soares e Silas, sem se comprometer e nem deixar que os evangélicos pensam que ela não compriu o prometido. Vai proibir as TVs de "venderem horário" as igrejas evangélicas. Uma forma de CALAR OS EVANGÉLICOS. Tomem aí! Quem manada confiar no Partido das Trevas!
E assim caminha a sociedade brasileira a "passaos largos" a caminho do abismo.

AnaMaria disse...

Os homossexuais não respeitam o próprio corpo e a própria alma, por acaso lá iriam respeitar outrem?

Pfff... Mais fácil pato criar dente do que homossexuais aprenderem a ter respeito pelos outros E ENTENDEREM de que NEM TODO MUNDO aprecia sodomia, quer presenciá-la ou sequer vê-la.

Saem assédiando quem bem quiserem, distorcem o que bem querem, da forma que querem á teu prol e ainda clamam por "direitos", "liberdade", como se não bastassem todas as regalias que lhes são cedidas por governo/tirania, mídia e massa ignorânte.

Muito pelo contrário, isso não é mais do que "obrigação" deles fazê-lo.

Já causam um imenso estrago na sociedade, mas eles não vão parar enquanto não devorar e sodomizar a sociedade INTEIRA.

Anônimo disse...

Pois é, se até o Big Brother que já está com mais de 10 edições tem suas regras e punições para faltas graves, quem disse que uma escola religiosa não pode ter também suas regras?
Devemos nos unir e levantar a bandeira das boas regras de conduta.

Débora Carvalho de Oliveira disse...

Eu estudei em colégio adventista e no regulamento que agente assina não é permitido contato físico entre namorados. Eu namorava e já tomei advertência por aparecer de mãos dadas. Não fui interna, mas a regra se estende também aos alunos externos. Já fui hospedada no dormitório feminino (em tempos de trabalho em grupo), e o clima sempre foi como se fosse um quarto de quatro irmãs que recebem uma prima... não combina namoro - já que irmãs não namoram. Sexo então, não tem nada a ver com a política do colégio, menos ainda com o padrão de comportamento. Seja hetero seja homo... o colégio ensina a castidade até o casamento. Logo, qualquer um que quebra a regra de convivência é expulso. Já vi namorados heteros também serem expulsos por terem fornicado. Em um colégio que prega que todos devem preservar a virgindade e o namoro casto até o casamento não pode compactuar com relações sexuais homossexuais dentro da escola. O ruim é que o ambiente favorece o homossexualismo pelo contexto de dormitório masculino e feminino... banheiros compartilhados, quartos compartilhados... Se beijo na boca não é tolerado nem entre homem e mulher, entre mulher e mulher ou homem e homem também não pode. A família está agindo de má fé... querendo levantar uma bandeira de maneira ilegítima. Imagina... se for liberar geral do jeito que ela está querendo... não dá... não se pode dar tanta liberdade para adolescentes. Sexualidade é algo privado que deve ser praticado em local apropriado. Escola não é lugar de namorar. Qual é? Nada a ver denegrir a rede adventista por ter coragem de fazer valer as leis internas. Imagina... lá não é a FEBEM que promove visitas íntimas a menores de 14 anos... Eu não concordo com muitas, mas seguia enquanto estudava lá. É o mínimo. E eu até achava o cúmulo não poder andar de mãos dadas com meu namorado... sendo que muitas amiguinhas andavam de mãos dadas... e eu já pensava: "e se eu tivesse uma namorada, ninguém ia falar nada..." - mas eu queria estudar lá pela qualidade do ensino, pelos professores... muitos deles são grandes amigos até hoje, aprendi ali muita coisa que me tornou uma boa profissional hoje - não só em termos de conteúdo pedagógico, mas em comportamento e trabalhabilidade. A escola promove o empreendedorismo, a sustentabilidade, e muitas outras coisas que só quem estudou lá por um longo tempo sabe. Ou... eu dei muita sorte e os melhores professores e diretores estiveram sempre comigo. Hehehe

ELISEU disse...

Amiga Ana Maria,

Você está certíssima na sua observação, principalmente quando você diz:

"Os homossexuais não respeitam o próprio corpo e a própria alma, por acaso lá iriam respeitar outrem?..."

A verdade dolorosa é esta: os homossexuais não respeitam ninguém (nem mesmo uma família).

Vou contar um episódio que aconteceu comigo (e que serve para confirmar o que eu disse). Eu estava com minha esposa e minha filha pequena almoçando numa praça de alimentação de um shopping center. Na mesa ao lado, um homossexual começou a me olhar fixamente. Quando minha esposa precisou levar minha filha ao banheiro, ele simplesmente se aproximou e disse que queria me conhecer (ou seja, começou a me assediar sem a mínima cerimônia). Eu, prontamente, disse a ele num tom bem firme: "Você me desculpe, mas eu sou um homem casado. Eu amo muito a minha esposa, e eu nunca iria trocar ela por um homem! Além disso, eu sou um cristão! Você está ofendendo e desrespeitando um pai de família! Eu lhe repreendo em nome de Jesus!" Ele se assustou com o que eu disse e saiu com raiva.

Veja: ele não me respeitou (e nem respeitou a minha família)! Os homossexuais querem até ter direito de assediar pessoas casadas em público! Se, mesmo sem o PLC 122 ou outra lei a favor deles, eles já acham no direito de fazerem o que quiserem, imagine se houvesse!

Tem um ditado que diz: "O excesso de liberdade é uma porta aberta para o mal". E é exatamente isso que os homossexuais querem: um mundo sem regras, sem limites, onde eles possam viver bem à vontade (como se estivessem em Sodoma e Gomorra)!

Mal sabem os homossexuais o que os espera após a morte (se não se converterem enquanto ainda há tempo)!

PRESBÍTERO VALDOMIRO disse...

De acordo com o pensamento politicamente correto do governo (e dos homossexuais), ser homofóbico é:

– ser contra o homossexualismo;

– obedecer somente à Palavra de Deus;

- pregar contra o homossexualismo;

– não aceitar a agenda gay (nem a doutrinação gay para as nossas crianças);

– não tolerar o pecado.

Se ser homofóbico significa ser tudo isto, então eu posso dizer com todas as letras (e com muito orgulho): eu sou homofóbico (com "H" maiúsculo).

Podem fazer qualquer lei ímpia que obrigue a todos (até mesmo com ameaças de morte) a aceitarem o homossexualismo, mas, ainda assim, eu nunca irei me curvar aos desejos do diabo e dos homossexuais. Eu, como cristão, sempre prego (e sempre continuarei a pregar) contra o pecado. Nunca vou deixar de dizer que o homossexualismo é pecado (não estou nem aí para o que os homossexuais vão pensar de mim). Eles podem me prender, me perseguir, e fazer o que quiserem (eu não me importo). Mas eu tenho meus princípios morais e cristãos com os quais eu fui criado, e desses mesmos princípios eu NUNCA vou abrir mão. Adoto comigo o mesmo lema dos antigos mártires da fé cristã: "Antes morrer do que pecar". Faço como disse o apóstolo Pedro:

"Importa antes obedecer a Deus do que aos homens" (Atos 5:29)

A lei de Deus é soberana, eterna e imutável. Para Deus, pecado (seja qual for, inclusive o homossexualismo) é pecado sempre (e ponto final). A lei de Deus nunca irá se sujeitar (ou "se adaptar") aos tempos modernos ou ao "politicamente correto" do governo, dos homossexuais, dos abortistas, dos falsos profetas, e dos falsos evangelhos. A lei de Deus não foi feita para agradar aos homens (e nunca irá se sujeitar a homem nenhum). A respeito da lei de Deus, Jesus foi taxativo:

"Não penseis que vim revogar a lei ou os profetas; não vim para revogar, mas para cumprir. Pois em verdade Eu vos digo que, até que passem os Céus e a Terra, nenhum i ou til jamais passará da lei, sem que tudo se cumpra" (Mateus 5:17–18)

De uma coisa eu tenho plena e absoluta certeza: Jesus voltará um dia para julgar a todos (inclusive os homossexuais e seus cúmplices). O próprio Jesus garantiu:

"Não seles as palavras da profecia deste livro, pois o tempo está próximo. Quem é injusto, faça injustiça ainda; e quem está sujo, que se suje ainda mais; e quem for justo, procure se manter justo; e quem é santo, continue a se santificar. Eis que Eu venho sem demora, e tenho Comigo o Meu galardão para dar a cada um segundo a sua obra. Eu sou o Alfa e o Ômega, o Princípio e o Fim, o Primeiro e o Derradeiro. Bem–aventurados aqueles que lavam as suas vestes no sangue do Cordeiro, para que possam ter direito à árvore da vida e entrem na cidade pelas portas. Ficarão de fora os cães, os feiticeiros, os idólatras, os homicidas, os que se prostituem, e todo aquele que ama e pratica a mentira. Eu, Jesus, enviei o Meu anjo para vos testificar estas coisas nas igrejas; Eu sou a raiz e a geração de Davi, a resplandecente estrela da manhã" (Apocalipse 22:10–16)

Já preguei o evangelho para muitos homossexuais. Mas, como quase sempre acontece na maioria das vezes, eles não me deram ouvidos. Muitos me xingaram de homofóbico (e de outros nomes feios que eu nem vou publicar aqui, por uma questão de educação), enfim, me insultaram de tudo quanto é jeito.

Só sei de uma coisa: eu já fiz a minha parte (que é pregar contra o pecado). Estou com a minha consciência tranquila (até porque eu já cumpri com o meu dever de cristão). Se esses homossexuais não quiserem se converter, é problema única e exclusivamente deles. No dia do juízo final, será cada um por si diante de Deus na hora de prestar contas. É como alertou o apóstolo Paulo:

"Cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus" (Romanos 14:12)

Se os homossexuais e seus cúmplices quiserem ver para crer, depois não vai ter desculpa de falta de aviso!

Mateus disse...

Nos dias de hoje, o certo é errado, o errado é certo, ou seja, houve uma inversão total de valores. Não há quem siga um padrão moralmente estabelecido de verdade absoluta para se definir o que é certo e o que é errado. Em outras palavras: há um relativismo moral generalizado.

Posso estar errado, mas a impressão que se tem diante desse mesmo relativismo moral é que os padrões de conduta são convenções humanas variáveis no tempo e no espaço (e não a expressão de uma ordem moral divina e eterna).

Vejamos qual o diagnóstico que o apóstolo Paulo dá desse momento crítico que vivemos atualmente, para mostrar o que acontece quando uma nação passa a criar suas próprias definições de certo e errado (fora da obediência à Palavra de Deus):

Romanos 1:25–32

25 Pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, o qual que é bendito eternamente. Amém.
26 Pelo que Deus os entregou às paixões infames. Pois até as mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza.
27 E, semelhantemente, também os varões, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, varão com varão, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a punição que convém ao seu erro.
28 E como eles não se importaram de ter conhecimento de Deus, assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convêm;
29 Estando cheios de toda a iniqüidade, prostituição, malícia, avareza, maldade; cheios de inveja, homicídio, contenda, engano, malignidade;
30 Sendo murmuradores, detratores, aborrecedores de Deus, injuriadores, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes aos pais e às mães;
31 Néscios, infiéis nos contratos, sem afeição natural, irreconciliáveis, sem misericórdia;
32 Os quais, conhecendo a justiça de Deus (que são dignos de morte os que tais coisas praticam), não somente as fazem, mas também consentem aos que as fazem.

Não é exatamente isto o que está acontecendo nos dias de hoje?

Se alguém quiser se manifestar, esteja à vontade.

AnaMaria disse...

Ah sim, eles também não respeitariam pessoas casadas devido ao fato desses serem pecaminosos como também por vivermos numa atualidade em que uma hora casa-se e outra hora divorcia-se.

Eu mesma já fui assédiada (a ponto de ser agarrada num banheiro feminino) por uma lésbica certa vez.

Doentio.

Thais fiel disse...

A escola adventista deixou bem claro desde sempre q ñ é pertimido em hipótese alguma relação homoafetiva nas dependências da escola e nem muito menos dentro da igreja.
Isso é inaceitável
A igreja ainda vai sofrer muito com esse assunto
esse não será o ultimo caso, pode crer!
ainda vai acontecer coisas piores, pois o fim dos tempos está chegando ! preparem-se pois está mais próximo do que vcs possam imaginar!
bjos da fiel!

Luciane disse...

Cara Thais, essa matéria foi 100% tendenciosa, por acaso somente a igreja adventista não concorda com o homossexualismo? E outra, aquela aluna tinha que transar dentro do colégio? Pq? Em meio a tantos alunos e alunas que se controlam, e provam que não são animais no cio, porque ela tinha que infringir as regras? Você sabia que se ela transasse com um menino, os dois seriam expulsos? Sabe porque Thais, porque o colégio não é um bordel, ali é um local de trabalhos, estudos, aprendizado e crescimento pessoal. Você sabe quantos problemas essa aluna teve no decorrer dos anos nesse colégio, e a direção sempre dando chances? Sabe quantos problemas ela provocou envolvendo os bens que a sua família proporcionava a ela, problemas com notas, comportamento, e a falta de responsabilidades com o trabalho? Pois é, isso só demonstra a falta de caráter dessa pessoa e a nítida atitude oportunista de ter um dinheiro fácil.
Querida, tinha personalidade e não entre na onda do que muitos querem promover, que é a homossexualidade imposta aos héteros, para incriminá-los até mesmo por um olhar diferente. Tudo o que é imposto cai por terra. Meu filho estuda em colégio interno adventista e convive com alguns homossexuais, que aliás, gostam do colégio, e que são muito respeitados porque sabem respeitar os demais e a todas as regras.
FICA A DICA!!