25 de maio de 2012

União gay é aprovada no Senado debaixo do nariz da bancada evangélica

União gay é aprovada no Senado debaixo do nariz da bancada evangélica

Julio Severo
A Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) do Senado aprovou nesta quinta-feira (24) um projeto de lei que modifica o Código Civil para mudar a entidade familiar para união de “duas pessoas”, desfazendo a união entre “homem e mulher”.
No ano passado, o Supremo Tribunal Federal, numa atitude ousada, violou a Constituição ao igualmente desfazer o conceito consagrado de união entre “homem e mulher” e ao estabelecer, em nome de distorcidos direitos humanos e uma distorcida dignidade humana, a união entre indivíduos de mesmo sexo.
A Constituição teve de se prostrar à vontade ideológica dos ministros do STF em prol de supremacistas gays.
O projeto de Marta Suplicy veio como um reforço para garantir a vitória dos supremacistas gays no STF. “Além de trazer segurança jurídica à decisão do STF, o projeto dá um passo adiante permitindo a conversão da união homoafetiva em casamento”, comemorou a senadora do PT. “Muito me emociona ver o Senado, pela primeira vez em 186 anos de história, aprovar um projeto dessa natureza. Sem dúvida é um dia histórico para a luta pelos direitos de LGBTs”, afirmou.
Marta Suplicy: mais um golpe contra a família natural
O maior estímulo para Suplicy foi a declaração recente do presidente americano Barack Obama apoiando o “casamento” gay. Não é a primeira vez que ela recebe estímulo da nação americana. Seu treinamento em universidades americanas, nas décadas de 1960 e 1970, foi um importante alicerce para seu radical ativismo sexual nas décadas seguintes. Portanto, sua conduta de incansável promotora de anormalidades sexuais não é surpresa.
O que é surpresa é que dois membros evangélicos da Comissão do Senado que aprovou a mutilação do Código Civil em favor da ideologia gay não estavam presentes nem para votar nem para fazer frente à mutilação.
Os senadores Magno Malta e Eduardo Lopes, que fazem parte da chamada Bancada da Família no Congresso Nacional, estavam ausentes da votação.
O Partido Social Cristão, que usa os horários eleitorais para defender os valores cristãos, tem um membro na Comissão, o senador Eduardo Amorim. Mas o senador social cristão votou a favor do projeto de Suplicy.
Magno Malta tem anos de experiência com o PLC 122 e as jogadas do PT para puxar o tapete da oposição. Do PT ele sabe que só pode esperar golpes baixos e enganações. Portanto, onde estava a assessoria dele para avisá-lo do que Suplicy faria na quinta-feira?
Se a desculpa de Malta é que sua assessoria é incompetente, então demita-a, e contrate outra com melhor qualificação.
E as desculpas dos outros senadores?
Suplicy está comemorando sua vitória e animadíssima em sua causa homossexualista, graças ao mau exemplo de Obama.
Contudo, onde está o ânimo dos parlamentares cristãos? Onde estão eles enquanto Suplicy está comemorando?
Resta saber o que está acontecendo com os senadores cristãos que passam suas campanhas eleitorais apregoando defesa à família e se ausentam de uma votação importante onde a rainha dos supremacistas gays desfere mais um golpe mortal na sagrada instituição do casamento.
Com informações do Holofote.

9 comentários :

Edigar Caires disse...

Pior que a Marta, que é demoníaca, são os tais políticos evangélicos

Os evangélicos da politica só pensam na mesma coisas que os que não são... dinheiro, fama, poder, status.... Esta bancada evangélica poderia ser chamada de CAMBADA DE EVANJEGEUS. Não querendo ofender os jumentos, claro.

Fico triste , pois estes porcos que se dizem cristãos e vivem da politica tentam levar o nome de DEUS junto a lama que eles convivem.

Parabéns Júlio por pesquisar e nos manter informados.

Que DEUS nos dê força e ânimo para lutar contra estas coisas malditas ate a volta d'Ele para trazer o juízo sobre a humanidade.

PRESBÍTERO VALDOMIRO disse...

Devido a tanta sujeira na nossa política e nas nossas instituições, essa decisão do Senado nem me espantou.

Torno a repetir o que eu já disse em comentários anteriores: não há, atualmente, nenhuma instituição considerada imparcial, idônea ou confiável para defender nossos direitos. Não temos a quem apelar quando formos prejudicados de alguma forma. A maior vergonha que tivemos foi ver o STF aprovar o casamento homossexual, uma atitude de total desrespeito à nossa Constituição (e que merece todo o nosso total repúdio).

Mas o que poderíamos esperar do STF e do Senado, se a maioria dos seus membros faz parte deste governo corrupto? Em todas as instituições, prevalece o corporativismo (defesa dos interesses de quem os empregou). É óbvio: por que os dirigentes dessas mesmas instituições votariam contra os seus "chefes" (Lula e Dilma)?

Honestamente falando, o futuro do nosso país é sombrio. Eu já me preocupo com o que poderá acontecer com os meus filhos e também com as gerações posteriores. Diante disso, eu pergunto:

- Que exemplo o nosso país será daqui pra frente?

- Que esperança esta geração e também as próximas terão se tal estado de coisas continuar como está (e se não houver nenhuma mudança para melhor)?

Deixo estas perguntas no ar para alguém responder na primeira oportunidade!

ÉLQUISSON disse...

Diz um ditado popular que "quando o gato não está em casa, o rato cria asa". Enquanto os que se dizem servos de Deus estão dormindo (e estão sendo negligentes no combate ao pecado), o diabo e os demônios (bem como os seus escravos) estão muito bem acordados (e estão atacando impiedosamente a tudo e a todos)!

O que o Edigar Caires disse resume tudo isso:

"Pior que a Marta, que é demoníaca, são os tais políticos evangélicos..."

Realmente, Edigar, você está certíssimo. Esses políticos que se dizem evangélicos estão sendo piores que os ímpios mais pervertidos! Estão sendo cúmplices do pecado (e são culpados diante de Deus)!

Se Jesus aparecesse repentinamente em muitas dessas instituições (Senado, Câmara dos Deputados, e outras), com toda certeza Ele iria expulsar de lá os políticos que se dizem cristãos (e que têm tolerado o pecado). E com certeza Ele iria dizer as mesmas palavras que disse quando expulsou os vendilhões do templo:

"Está escrito: A Minha casa é casa de oração; mas vós a transformastes em um covil de ladrões" (Mateus 21:13)

Não é exatamente isto o que tem acontecido na nossa política (e nas nossas instituições de modo geral)?

É justamente por isso que eu não confio em nenhum políticos (nem mesmo nos da bancada evangélica). É como disse, com muita sabedoria, o apóstolo Paulo:

"Seja Deus verdadeiro e todo homem (principalmente político) mentiroso" (Romanos 3:4, o parêntese é meu)

Alguém concorda comigo?

Anônimo disse...

eu tenho curiosidade em saber se os senadores "direitistas" aético neves, katia abreu, aloisio nunes, alvaro dias votaram contra ou a favor...

Anônimo disse...

Que absurdo só quero vê a cara desse "bancadinha evangélica" e suas enfadonhas desculpas será que agora vai colar?.
Cadê eles?
Foram eleitos para defender e proteger os cristãos BR que confiaram neles e colocaram lá no congresso.
Será o que estou pensando pode ser algo terrível eles já se "VENDERAM" para PT E CIA LIMITADA E SUAS IDEOLOGIAS DIABÓLICAS ELES QUEREM CRIMINALIZAR E A LEI SE APROVADA NO BRASIL COMO EM JÁ OUTROS PAÍSES "A LEGALIZAÇÃO DE CASAMENTO GAY" NESSA ALTURA DOS ACONTECIMENTOS.
Não dá para não esquecer da PALAVRA DE DEUS.
É a história o que Esaú fez trocou a sua benção de primogênitura por um "prato de lentilhas" ele vendeu o seu lugar para seu irmão JACÓ e a benção foi para ele exato Esáú como muita "fome" o que ele só queria saber naquele meomento era saciar a sua "carne" isso só mostrou ele não valorizava o que ele tinha a benção de ser o primogênito isso dádiva de Deus aff misericórdia!!!!

Ester

AnaMaria disse...

pfff... Como que a bancada evangélica ia fazer alguma coisa se "eles já estavam entre nós"?

Em outras palavras, os mundanos já contaminaram a bancada há muito tempo e sinceramente, além disso, não sei qual é o problema da bancada -- preguiça? Desilusão? ou o que?

MARIA disse...

Marta Suplicy, bandida desonesta!
O Código Civil não esta acima da constituição!

Kaio Siqueira disse...

Estou buscando a presença de Cristo, cada dia que passa, pois a esperança na vinda do Senhor, é a única coisa que me conforta e me reanima, diante desse país, e esse mundo tão perdido.
Tenho certeza, que se tivessemos uma Igreja de Cristo aqui no Brasil, que fosse contra o pecado, lesse a Bíblia Sagrada e buscasse a face de Deus verdadeiramente, nada disso aconteceria e nem mesmo haveria a necessidade dessa bancada evangélica hipócrita. A presença de Deus no Brasil, impediria tais decisões por si só.

Fabiano disse...

O senador Eduardo Suplicy -que também é outro que o trem não pega - se livrou em tempo dessa cobra peçonhenta.
Já que é um assunto polêmico, por que não fizeram um plebiscito, para saber a opinião pública? Hunf, lógico que eles tem noção que o povo, assim como foi no desarmamento, diria um NÃO bem grande nas urnas. Aí aparece um abobado dizendo que o brasileiro não está "preparado" para tamanha decisão ( Jean Wyllys ).
Quem está preparado então, ele?
Eu, particularmente, confio mais no Malafaia e Bolsonaro, para peitar esses depravados, do que nesta tal bancada evangélica.
Como esta senhora vulgar disse: É uma data histórica. Realmente é... Pois daqui pra frente, esta data vai ficar marcada como o inicio da degradação brasileira!!!