21 de maio de 2012

Dupla lésbica é acusada de fingir-se de vítima de preconceito


Dupla lésbica é acusada de fingir-se de vítima de preconceito

Duas lésbicas que afirmaram estar sendo vítimas de preconceito e ódio no ano passado quando mensagens de ódio foram rabiscadas em seu lar no Colorado estão agora sendo acusadas de cometer embuste.
Apanhadas: Aimee Whitchurch, 37, à esquerda, e Christel Conklin, 29, à direita, acusadas de embuse, falso boletim de ocorrência e travessura criminosa
Aimee Whitchurch, 37, e Christel Conklin, 29, disseram às autoridades em outubro do ano passado que vândalos haviam pichado “Matem o Gay” no portão da garagem delas e deixado um laço de forca na entrada da casa.
A dupla, que vive numa casa alugada de condomínio em Parker, Colorado, disse que cria que os alegados incidentes eram em retaliação por disputas que elas estavam tendo com a Associação de Moradores por causa do cão delas.
“Kill the Gay” (Matem o Gay): Dupla lésbica, aproveitando o favoritismo absoluto da mídia nos casos de discriminação aos gays, picha ameaça contra si mesma. Foi preciso a intervenção do FBI, que achava estar lidando com lésbicas vítimas, para descobrir o engodo.
O FBI se envolveu na investigação. As duas mulheres foram examinadas por agentes federais para ver se havia resíduos de tinta spray na palma de suas mãos, noticiou KDVR, filial da Fox. O FBI também pediu que elas fizessem um teste no detector de mentiras, mas elas não quiseram, de acordo com o canal de TV.
Mais tarde, as autoridades concluíram que as mulheres eram responsáveis pelas palavras pichadas.
“Durante a investigação e a partir de declarações de testemunhas, concluiu-se que as alegações do incidente eram falsas”, disse Cocha Hedyen, porta-voz da delegacia de polícia do município de Douglas. “Os detetives conseguiram resolver com precisão que as duas mulheres envolvidas eram responsáveis pelas palavras que foram pichadas na garagem e a colocação do laço de forca na porta da frente da casa delas”.
Ambas as mulheres enfrentam duas acusações de travessura criminosa e duas acusações de falso boletim de ocorrência, de acordo com o canal de TV.
Traduzido por Julio Severo do artigo da Fox News: Lesbian couple accused of faking hate crime at Colorado home

2 comentários :

Anônimo disse...

Essa única arma principal que os praticantes do homossexualista e o movimento AGBLT mais utiliza a M.E.N.T.I.R.A.
Espero elas paguem por isso sejam presas de inventar mentiras de perseguição como diz um ditado aqui onde eu moro a "casa caiu" para eles.

Ester!!!!

Anônimo disse...

MENTIRA e TRAPAÇA são muito utilizadas pelos ativistas gays.

E é óbvio que pessoas que utilizam dos artifícios da MENTIRA e da TRAPAÇA..... NÃO MERECEM RESPEITO OU CONFIANÇA ALGUMA.