8 de abril de 2012

Para os cristãos que rejeitam Israel…

Para os cristãos que rejeitam Israel…

Exclusivo: Joseph Farah desmascara “doutrina maligna” se enraizando na igreja

Compreendo por que Israel é cada vez mais odiado pelo resto do mundo.
Compreendo mesmo.
Compreendo o crescente antissemitismo nos EUA e no mundo inteiro.
Se você é um cristão ou judeu que crê na Bíblia, isso não é mistério.
Aliás, isso foi predito.
O que não entendo é por que alguns cristãos professantes rejeitam Israel. Pois rejeitar os judeus e sua nação é rejeitar o próprio alicerce do Cristianismo. Até mesmo ser morno no que se refere aos judeus e Israel é fundamentalmente rejeitar a oliveira na qual fomos enxertados como um galho de oliveira brava, conforme explica Romanos 11:24.
O que muitos cristãos de hoje testemunharam como o renascimento de Israel em sua vida é descrito na Bíblia como um milagre maior do que a divisão do mar Vermelho, o maná do céu, a entrega da lei no monte Horebe e todas as outras obras de Deus associadas com o Êxodo e a entrada dos filhos de Israel na Terra Prometida. É isso o que aprendemos em Jeremias 23:7-8.
Contudo, uma doutrina maligna conhecida como Teologia da Substituição, em todo aspecto tão repugnante quanto a Teologia da Libertação, se enraizou na igreja. Lamento dizer, mas você tem de descartar ou alegorizar boa parte da Bíblia para adotar uma dessas opiniões e ainda se chamar de cristão.
Enquanto isso, crianças judias estão sendo executadas a sangue frio e sendo filmadas na França. Alguns dos “cristãos” mais conhecidos nos EUA estão tentando encontrar pontos em comum com os muçulmanos, que afirmam que adoram o mesmo deus. Boicotes a Israel estão sendo organizados por pessoas que afirmam ser cristãs. A ONU continua a aprovar mais resoluções contra Israel do que contra todo o resto das nações do mundo juntas. O mundo assiste de braços cruzados enquanto um país que jurou aniquilar Israel e os judeus do mundo prepara armas nucleares e sistemas de lançamento de mísseis. E você sabe que o mundo condenará Israel se Israel levantar um dedo para se proteger.
Tenho um problema com isso.
Tenho um problema porque vejo cristãos demais do lado errado ou em cima do muro.
O antissemitismo é extremamente venenoso em nosso mundo hoje. Está alcançando proporções nunca vistas desde o Terceiro Reich.
Onde está a igreja?
Obviamente, não está lendo a Bíblia.
A Palavra de Deus não só predisse o retorno dos judeus a Israel, mas também prediz que o caminho para Jerusalém se tornaria uma pedra incômoda para o mundo inteiro (Zacarias 12:3).
Mas também prediz que Israel triunfará sobre toda a adversidade e que as pessoas e as nações serão julgadas sobre como trataram Israel (Miquéias 4) — a menina dos olhos de Deus (Zacarias 2:8).
O mundo odeia Israel porque seu príncipe odeia Israel (João 16:11).
Mas e quanto aos cristãos?
Será que eles têm lido a Bíblia?
Em parte alguma de suas páginas, a Bíblia indica que a “igreja” substituiu as promessas de Israel. Aliás, a Bíblia declara categoricamente o oposto. Deus não muda de ideia. Ele é o mesmo ontem, hoje e amanhã. Os cristãos têm suas promessas apenas porque foram adotados como filhos adotivos de Abraão, Isaque e Jacó por meio da fé no Messias judeu.
Esse é um estudo da Bíblia que pode com facilidade ser longo. Mas permita-me concluir com Isaías 62:
Por meu amor misericordioso para com Sião, não deixarei de agir, por compaixão a Jerusalém não descansarei enquanto a sua justiça não resplandecer como o romper da aurora, e a sua salvação como as chamas de uma grande tocha.
(Isso significa que Deus nunca vai desistir de Israel.)
Eis que as nações contemplarão a sua justiça, e todos os reis e governantes da terra, a sua glória; tu, ó Israel, serás chamada por um novo nome que a própria boca de Yahweh te conferirá!
Serás um maravilhoso diadema nas mãos do Eterno, uma coroa real na mão do seu Deus.
Ó Israel, tua terra não mais será chamada “Desprezada” nem “Abandonada”. Tu serás honrada e chamada Hefzibá, O Meu Prazer Nela Está; e sua terra: Beulá, Casada, porquanto o SENHOR terá grande prazer em ti, e a tua terra estará desposada!
Do mesmo modo como um jovem se casa com sua noiva, assim teus filhos se casarão contigo; e, da mesma maneira como o noivo se alegra da noiva, assim também o teu Deus se alegrará de ti.
Ó Jerusalém, coloquei sentinelas sobre os teus muros, que jamais deixarão de estar atentos, dia e noite, sem descansar. Para vós, vigias, que clamais incessantemente a Yahweh, não há trégua!
Também não deixes que o Eterno descanse, até que tenha reconstruído Jerusalém, fazendo dela uma cidade elogiada no mundo todo.
Yahweh jurou pela sua destra e pelo seu braço forte: “Não tornarei a dar o teu trigo como alimento aos teus inimigos, nem os estrangeiros tornarão a beber do teu vinho, aquele com que tu te afadigaste produzindo.
Entretanto, aqueles que ceifaram o trigo o comerão, louvando a Yahweh, aqueles que juntaram as uvas delas beberão alegremente nos pátios do meu Templo, os meus átrios sagrados!”
Passai, passai pelos portões! Preparai um caminho para o meu povo. Construí, construí a estrada, removei as pedras. Erguei uma bandeira para as nações!
Em verdade, Yahweh faz ouvir a sua voz até os confins da terra: “Dizei à Filha, cidade de Sião: Eis que o teu Salvador está chegando, eis com ele a sua recompensa e o seu galardão está seguro em sua mão.
Eles serão chamados “Povo Santo”, “Redimidos de Yahweh”; e tu serás chamada “Querida”, “Cidade Não Desprezada”! (Isaías 62:1-12 KJA)
(A propósito, cristãos, isso ainda não aconteceu. E Deus não trai suas promessas.)
Traduzido por Julio Severo do artigo de WND: To those Israel-rejecting Christians…

15 comentários :

Idevam disse...

Gênesis 12:1 Ora, o Senhor disse a Abrão: Sai-te da tua terra, da tua parentela, e da casa de teu pai, para a terra que eu te mostrarei. 12:2 Eu farei de ti uma grande nação; abençoar-te-ei, e engrandecerei o teu nome; e tu, sê uma bênção. 12:3 Abençoarei aos que te abençoarem, e amaldiçoarei àquele que te amaldiçoar; e em ti serão benditas todas as famílias da terra.

Como Será Que os crentes Antissemitas Interpletam está parte das Sagadas Escrituras

Eu Interpleto asim Deus Abençoe Israel !!!

Para os Cristãos que tem um pé atrás com Israel recomendo além da leitura da Bíblia Sagrada que assistam ao documentário. Israel o Islã e Armagedom A Batalha Final por Jerusalém de Dave Hunt e Excelente dvd disponível para compra na internet

Fabiano disse...

Assim como o Brasil foi uma terra de respeito, e hoje vive sobre leis estranhas, Israél é uma terra prometida.. Os Israelenses é que deixaram o inimigo tomar conta da situação. Israél é A TERRA PROMETIDA... Não os que lá habitam. A bomba atômica que Israél produz, é financiada por quem?
Dou um pirulito a quem adivinhar!!!
DEUS SEJA LOUVADO... É SOMENTE DELE O MEU CORAÇÃO!

carloshenrique disse...

Respondendo ao Fabiano;
Sim, Israel é uma terra prometida. Mas a quem Deus prometeu em perpetuidade a Terra Prometida de Israel? Não foi aos judeus?
Claro que foi aos judeus.
E ainda que hoje os judeus estejam renegando ao Senhor Jesus Cristo, Deus têm promessas para eles, e uma das promessas é que os próprios Judeus olharão para Jesus a quem traspassaram e se converterão ao Senhor Jesus, pois está escrito em Zacarias 12 verso 10: "Derramarei sobre a casa de Davi, e sobre os habitantes de Jerusalém o espírito de graça e de súplica. Olharão para mim, a quem traspassaram: e farão pranto sobre mim, como quem pranteia seu filho único; serão amargurados por causa de mim como quem o está por causa do seu primogênito.".Portanto, Deus têm promessas para os Judeus, e hão de serem cumpridas. E essa Teologia da Substituição além de maligna, é uma grande heresia de perdição, a qual levará muitos para o inferno.

Wesley Moreira disse...

A Teologia da subistituição é uma velha falácia.
Rom 11:1 Pergunto, pois: Acaso rejeitou Deus ao seu povo? De modo nenhum; por que eu também sou israelita, da descendência de Abraão, da tribo de Benjamim.
Rom 11:2 Deus não rejeitou ao seu povo que antes conheceu. Ou não sabeis o que a Escritura diz de Elias, como ele fala a Deus contra Israel, dizendo:
Rom 11:17 E se alguns dos ramos foram quebrados, e tu, sendo zambujeiro, foste enxertado no lugar deles e feito participante da raiz e da seiva da oliveira,
Rom 11:18 não te glories contra os ramos; e, se contra eles te gloriares, não és tu que sustentas a raiz, mas a raiz a ti.
Rom 11:19 Dirás então: Os ramos foram quebrados, para que eu fosse enxertado.
Rom 11:20 Está bem; pela sua incredulidade foram quebrados, e tu pela tua fé estás firme. Não te ensoberbeças, mas teme;
Rom 11:21 porque, se Deus não poupou os ramos naturais, não te poupará a ti.
Rom 11:22 Considera pois a bondade e a severidade de Deus: para com os que caíram, severidade; para contigo, a bondade de Deus, se permaneceres nessa bondade; do contrário também tu serás cortado.
Rom 11:23 E ainda eles, se não permanecerem na incredulidade, serão enxertados; porque poderoso é Deus para os enxertar novamente.
Rom 11:24 Pois se tu foste cortado do natural zambujeiro, e contra a natureza enxertado em oliveira legítima, quanto mais não serão enxertados na sua própria oliveira esses que são ramos naturais!
Rom 11:25 Porque não quero, irmãos, que ignoreis este mistério (para que não presumais de vós mesmos): que o endurecimento veio em parte sobre Israel, até que a plenitude dos gentios haja entrado;
Rom 11:26 e assim todo o Israel será salvo, como está escrito: Virá de Sião o Libertador, e desviará de Jacó as impiedades;

Gyordano Montenegro Brasilino disse...

Não sou contra Israel, mas a série de textos bíblicos acima precisa ser mais cuidadosamente interpretada.

28 Porque NÃO É judeu o que o é exteriormente, NEM É circuncisão a que o é exteriormente na carne.
29 Mas É judeu o que o é no interior, e circuncisão a que é do coração, no espírito, não na letra; cujo louvor não provém dos homens, mas de Deus.
(Romanos 2:28,29)

carloshenrique disse...

O Leitor Gyordano Montenegro Brasilino citou Romanos 2 versos 28 ao 29. O texto em questãoi não está a se referir que Deus agora não atue entre os Judeus ou que os Judeus não tenham na atualidade uma missão profética. O que o texto em questão está a se referir ao olhar todo o contexto aonde se encontra o tal texto é que não é de Deus aquele que o é exteriormente, através de júbilos e de apresentações exteriores, mas aquele que o é no interior, ou seja, aquele que vive interiromente para Deus, quer sejam judeus quer sejam gentios.
Agora, muito diferente do tal texto, e já estando em outro contexto, o texto de Zacarias 12 verso 10 está a se falar de judeus segundo a carne, que foram os que crucificaram a Jesus. Vede que em Zacarias fala: “Olharão para mim, a quem traspassaram: e farão pranto sobre mim, como quem pranteia seu filho único; serão amargurados por causa de mim como quem o está por causa do seu primogênito”.
Quem foram os que traspassaram a Jesus? Ou será que foram os cristãos? E como se poderia ser os cristãos ser os Cristãos se os Cristãos o seguem? Ou será que os Cristãos não o seguem e só nesse último tempo é que chorarão amargamente por Cristo Jesus e se converterão a Cristo Jesus?
Se for olhado bem o contexto do texto está a se falar claramente dos judeus que nos últimos dias se converterão a Cristo Jesus.
E quanto a Romanos 11 fala claramente que embora agora Deus tenha endurecido aos judeus, eles ainda hão de no fim dos tempos se voltarem para Cristo Jesus, pois é poderoso Deus para os enxertá-lo na sua própria Oliveira.
Agora a que textos ele está a se referir?
Se for a Isaías 62 citado no artigo acima, no próprio texto diz que não será mais chamada de desprezada, de abandonada? Por acaso a Igreja é que não será mais chamada de desolada, de abandonada, de desprezada? Por acaso a Igreja foi abandonada e desprezada por Jesus Cristo durante um tempo e desde então não o será mais? Por acaso a Igreja foi desposada por Cristo Jesus? E então futuramente a Igreja estará casada? E como fica às Palavras de Jesus que disse que estaria com sua Igreja até o fim dos tempos?
Portanto, a Interpretação correta e acertada para o tal texto bíblico é que o tal texto se refere a Israel, que é uma nação desprezada e abandonada entre às Nações, e que nos tempos finais será redimido pelo Senhor Jesus Cristo.

Gyordano Montenegro Brasilino disse...

Não, não é isso que o texto bíblico por mim citado diz. O que o texto diz, muito claramente, é que o "judeu segundo a carne" (suas palavras) definitivamente NÃO É judeu. Diz simplesmente isso. Ou seja: aquilo que carnalmente delimita um judeu de um gentio (circuncisão, inicialmente, mas muito mais coisa) NÃO SERVE como identificação real do verdadeiro judeu.

O reino lhes foi tirado e dado a outra nação (Mateus 21:43). Ou, na linguagem de Romanos 11, texto já citado, os ramos do Zambujeiro foram enxertados NO LUGAR dos ramos naturais da Oliveira.

Quanto aos "judeus segundo a carne" dos últimos tempos, é inegável que se converterão (e não apenas eles, mas todas as nações, conforme Sl 22:27). O problema não é esse. O problema é a relação ATUAL da Igreja com os judeus. Os judeus não gozam, atualmente, de NENHUMA diferença em relação aos demais povos. Se não se convertem ao Evangelho, estão tão afastados de Deus quanto um pagão.

Dito isso, reitero que não sou contra o estado de Israel.

Aprendiz disse...

Gyordano

Mas você não compreende que Romanos ensina que os ramos quebrados da oliveira serão reenchertados?

Pelo contexto se entende claramente quando a palavra “judeu” tem significado étnico e quando tem o significado daqueles que tem comunhão com Deus, quer judeus, quer “gregos”. Leia então este texto: "Porque convosco falo, gentios, que, enquanto for apóstolo dos gentios, exalto o meu ministério; para ver se de alguma maneira posso incitar à emulação os da minha carne e salvar alguns deles. Porque, se a sua rejeição é a reconciliação do mundo, qual será a sua admissão, senão a vida dentre os mortos? “ Romanos 11:13-15
Note que Paulo aqui profetiza que a admissão do povo judeu precederá a ressurreição dos mortos. Isso concorda com o ensino de Jesus. Note também que Paulo opõe uma situação atual de descrença dos judeus a uma situação futura totalmente oposta. Mas na época de Paulo uma porcentagem considerável dos judeus reconheciam o Messias (estima-se entre 10% e 30%). Ora, mesmo essa situação era muito mais favorável do que a maioria dos países chamados “cristãos”. Que será então sua futura adimissão, senão um avivamento fabuloso, com milhões de judeus voltando para o Senhor?

Agora leis este texto, ainda mais impressionante:
“Porque não quero, irmãos, que ignoreis este segredo (para que não presumais de vós mesmos): que o endurecimento veio em parte sobre Israel, até que a plenitude dos gentios haja entrado. E assim todo o Israel será salvo, como está escrito: De Sião virá o Libertador, E desviará de Jacó as impiedades. E esta será a minha aliança com eles, Quando eu tirar os seus pecados. Assim que, quanto ao evangelho, são inimigos por causa de vós; mas, quanto à eleição, amados por causa dos pais. Porque os dons e a vocação de Deus são sem arrependimento. Porque assim como vós também antigamente fostes desobedientes a Deus, mas agora alcançastes misericórdia pela desobediência deles, assim também estes agora foram desobedientes, para também alcançarem misericórdia pela misericórdia a vós demonstrada. Porque Deus encerrou a todos debaixo da desobediência, para com todos usar de misericórdia.” Romanos 11:25-32

Sobre quem o apóstolo diz “todo Israel será salvo?”. O contexto nos ensina que é sobre o povo de Israel. Veja que se diz deles “Assim que, quanto ao evangelho, são inimigos por causa de vós, mas, quanto à eleição, amados por causa dos pais”. Sobre quem se pode dizer isso, a não ser sobre o povo de Israel. De forma alguma pode ser a respeito dos cristãos (galhos de zambujeiro enxertados), porque deles não se pode dizer que “quanto ao evangelho, são inimigos por causa de vós” sendo que vós aqui significa justamente os cristãos gentios. Os verdadeiros cristãos quanto ao evangelho são reconciliados com Deus, não inimigos. Logo, este texto só pode se referir à nação de Israel, e a promessa é evidente: sua futura salvação. Hoje, grande parte dos judeus são ateus marxistas, socialistas, ateus, agnósticos, etc. E muitos outros são adeptos de todo tipo de doutrina espírita, pagã, etc. Mas nenhum milagre é grande demais para o Senhor dos Exércitos. Se ele disse que o povo se voltará para ele com choro e arrependimento e verão o seu Messias, então isso vai acontecer.

Gyordano Montenegro Brasilino disse...

Sr. Aprendiz sem nome,

Eu escrevi o seguinte:

"Quanto aos "judeus segundo a carne" dos últimos tempos, é inegável que se converterão (e não apenas eles, mas todas as nações, conforme Sl 22:27)."

O que o faz pensar que eu estou NEGANDO que os ramos originais serão reenxertados?

O Sr. LEU MESMO o que eu escrevi?

Aprendiz disse...

Gyordano

Não lembro de ter visto o seu comentário de segunda feira, antes de ter postado o meu, que foi uma resposta ao seu primeiro comentário. Suponho que o seu segundo comentário estivesse esperando moderação, e eu teria usado palavras diferentes se o tivesse lido.

Mas quero tornar ao seu primeiro comentário. Você disse:

"Não sou contra Israel, mas a série de textos bíblicos acima precisa ser mais cuidadosamente interpretada.

28 Porque NÃO É judeu o que o é exteriormente, NEM É circuncisão a que o é exteriormente na carne.
29 Mas É judeu o que o é no interior, e circuncisão a que é do coração, no espírito, não na letra; cujo louvor não provém dos homens, mas de Deus.
(Romanos 2:28,29)".

O texto acima não pode ser usado como desculpa para espiritualizar qualquer referência à palavra "judeu" na Bíblia. Creio que é fácil provar que, na imensa maioria das vezes, mesmo no NT, a palavra judeu tem acepção étnica ou nacional. Cada vez que você quiser considerar que essa palavra tem um sentido espiritual, tera de mostrar isso de acordo com o contexto. E mesmo quando tem sentido espiritual, pode ter sentido étnico também, pois há profecias com mais de um cumprimento. Assim, essa interpretação sua não é algo que se possa fazer por atacado, mas só no varejo. É bem mais trabalhoso, mas é o certo.

Assim, não posso concordar com aquilo que você disse no seu segundo comentário: "O que o texto diz, muito claramente, é que o "judeu segundo a carne" (suas palavras) definitivamente NÃO É judeu".

Na maioria das vezes em que a palavra judeu aparece na Bíblia ela significa "judeu segundo a carne". O fato de existir uma acepção espiritual da palavra judeu, não pode ser usado para negar o evidente uso da palavra no sentido natural. Ora os textos citados no artigo e nos comentários, na sua imensa maioria, pelo menos, tem necessariamente que corresponder a uma interpretação de judeu, ou israelita, no sentido "carnal". (mbora a maioria admita um sentido espiritual, pelo meonos como aplicação). É um assunto extremamente trabalhoso.

continua...

Aprendiz disse...

Gyordano

Você disse: "Os judeus não gozam, atualmente, de NENHUMA diferença em relação aos demais povos".

Bom, quanto à salvação é verdade, mas em resposta a isso terei de citar novamente este texto: "Assim que, quanto ao evangelho, são inimigos por causa de vós; mas, quanto à eleição, amados por causa dos pais. Porque os dons e a vocação de Deus são sem arrependimento".

Diga-me então, a respeito de que outro povo se pode dizer, mesmo daqueles que são descrentes "quanto ao evangelho são inimigos, mas quanto à eleição amados por causa dos pais"? Que eleição é essa que é válida independentemente desses eleitos serem inimigos? Que dom e vocação são esses que fazem essa estranha eleição ser válida? De que outro povo se diz isso?

Aparentemente você não vê particularidade nenhuma num texto que explicita tão fortemente a particularidade.

Finalmente, quanto ao meu nome: Note que a palavra "Aprendiz" aparece em azul, o que significa que você pode entrar no meu blog simplesmente clicando nela.

Renato Ulisses de Souza

Gyordano Montenegro Brasilino disse...

Sim, Sr. Renato Ulisses, não vejo PARTICULARIDADE NENHUMA nesse texto. E já expliquei o motivo.

A eleição de Israel continua válida, mas o concerto por meio do qual essa eleição se realizou já teve um fim (Hebreus 8:13). Por isso não pode haver particularismo de qualquer natureza. Como escreve o apóstolo Paulo:

"Nisto não há judeu nem grego; não há servo nem livre; não há macho nem fêmea; porque todos vós sois um em Cristo Jesus." (Gálatas 3:28; cf. Amós 9:6)


Todas as promessas feitas ao povo de Israel permanecem válidas. Mas eles DEVEM entrar no Novo Concerto (isto é, devem se tornar cristãos), mostrando ser, pela graça de Deus, verdadeiros judeus (conforme Romanos 2:28,29; cf. Romanos 9:6).

Sua resposta "quanto à salvação é verdade" erra o alvo claramente. Toda a obra de Deus (seja no povo de Israel, seja na Igreja de Cristo) é obra de salvação, e nada mais.

Há particularidade bíblica com relação a Israel, mas essa particularidade é PASSADA, não presente ("por causa dos pais", não?). Atualmente, como já declarado, estão FORA da Oliveira. Um ramo não tem vida fora da árvore. De nenhum outro povo se pode dizer que foram arrancados, à força, da oliveira à qual pertenciam, caindo em tamanho vitupério, descumprindo seu sacerdócio e chamado ante aos olhos de todas as nações.

Oremos por Israel!

Gyordano Montenegro Brasilino disse...

Ah, e mais uma coisa:

Respondendo à pergunta: De que outro povo se diz isso?

A resposta é simples: o povo da Jerusalém celestial, porque está fundando em MELHORES promessas (Hebreus 8:6).

Veja que a fidelidade de Deus é imutável (2 Timóteo 2:13). Ademais, o referido texto deixa claro que "os dons e a vocação de Deus são sem arrependimento". Não diz "os dons e a vocação de Deus a Israel". Refere-se, em absoluto, a Deus, e, consequentemente, aplica-se igualmente aos dons e a vocação dos cristãos.

Gyordano Montenegro Brasilino disse...

Não havia observado que havia uma postagem anterior, então continuando:


O Sr. escreveu: "O texto acima não pode ser usado como desculpa para espiritualizar qualquer referência à palavra "judeu" na Bíblia."

Em resposta: E meu propósito não é esse. Não tem qualquer relação com "espiritualizar". Não existe tal coisa como "sentido espiritual". Existe SENTIDO LITERAL e SENTIDO METAFÓRICO. O sentido literal e o metafórico são igualmente espirituais.

O que eu quis dizer, isso sim, é que o verdadeiro judeu, ou verdadeiro israelita, é aquele que o é no interior. É a ESSE judeu que qualquer promessa testamentária se aplica. E, no presente momento, esse judeu é CRISTÃO.


O Sr. escreveu: "Na maioria das vezes em que a palavra judeu aparece na Bíblia ela significa "judeu segundo a carne".

Em resposta: Sim, isso é precisamente verdade. E eu não neguei isso em nenhum momento.

Elisângela disse...

Há uma particularidade em relação a Israel, sim. Podemos até não compreender completamente, mas que há, há. Pois é um povo que depois de quase 2000 anos voltou para sua terra, é um povo que todos desejam destruir e não conseguem, pois a mão de Deus claramente os protegem, mesmo que eles não mereçam, afinal nós cristãos também não merecemos a salvação, ela foi paga por alguém superior, Jesus, pois não temos nada em nós para pagá-la, ou seja, não merecemos essa salvação, ela nos foi dada de graça, bastando apenas exercemos fé no filho de Deus. E, voltando para Israel, e por fim, as promessas para Israel vão se cumprir todas, mas a principal promessa é que esta nação quando Jesus vier, irá olhar para ele arrependida, e como a um filho primogênito, aqueles a quem transpassaram e "todo o Israel será salvo", e enfim eles serão cristãos.