2 de abril de 2012

Mídia russa expõe “falsificação” sobre nascimento de Obama

Mídia russa expõe “falsificação” sobre nascimento de Obama

Mas agências americanas ainda se abstêm do escândalo presidencial

Enquanto os principais jornais americanos fogem de notícias sobre a investigação da elegibilidade de Obama, a rádio estatal da Rússia mantém o mundo a par do escândalo que gerou “a maior censura e acobertamento da história do jornalismo”.
A Voz da Rússia, sucessora da Rádio Moscou, rádio oficial da União Soviética, publicou uma entrevista exclusiva com o xerife Joe Arpaio em 26 de março intitulada “Certidão de nascimento de Obama pode ser uma falsificação”. Conforme noticiado pelo WND, Arpaio e seu Grupo do Caso Arquivado (Cold Case Posse) anunciou que há uma suspeita indicando que os documentos divulgados pela Casa Branca em abril passado como sendo a certidão de nascimento completa e a carteira de reservista originais de Obama são na verdade falsificações.
“Onde quer que eu vá, as pessoas me elogiam pelo que fiz”, disse Arpaio à Voz da Rússia. “Então é claro que esse é provavelmente o maior caso de censura e acobertamento na história do jornalismo, pois ninguém em nível nacional está noticiando o caso”.
Ele continua, “Quando eu faço algo, seja [inaudível], as cuecas rosa dos presidiários, os grupos de trabalho voluntários, a comida que eles comem, tudo isso tem repercussão nacional. Estive em cerca de 4000 projeções internacionais, internacionais e nacionais, e mesmo assim isso tem sido acobertado quando comecei a investigar o caso”.
A investigação de Arpaio sobre a elegibilidade constitucional de Obama foi classificada na semana passada pelo ranking de sites da Alexa.com como uma das notícias mais lidas do mundo, quase inteiramente graças à cobertura do WND e do Drudge Report; não apenas a imprensa alinhada com o governo, mas a mídia “conservadora” também fez vista grossa para o caso.
O WND noticiou recentemente que o Pravda, site de notícias russo, publicou uma acusação de que a mídia americana é “mansa”, receosa em publicar notícias e que está “deliberadamente escondendo provas publicadas na internet a respeito da fraude [do presidente Obama] contra o público americano e da “estripação” da constituição americana”.
No entanto, na recente entrevista da Voz da Rússia, o entrevistador argumentou que o caso da elegibilidade de Obama tem sido noticiado por “centenas” de agências americanas por anos, depois que Donald Trump e Arpaio levantaram a questão.
“Bem, gostaria que me dissesse quais são elas. Tenho certeza que não são nacionais. CBS, ABC, TV a cabo?” Pergunta Arpaio. “Mostre-me quem esteve cobrindo o caso. Isso não está sendo noticiado. Não vou passar por agências que dizem que não querem cobrir o caso. Esse é outro problema quando se trata da mídia. Mas onde estão as notícias? Vocês estão me chamando, vocês estão lidando com a Rússia, e é com a Rússia que preciso falar para soltar essa história”.
Arpaio explicou que ele é convidado a vários noticiários da TV a cabo regularmente para tratar de outros assuntos, mas os produtores não o estão chamando para falar das investigações do Bando do Caso Arquivado.
“Você poderia pensar que isso seria algo de interesse, principalmente a última investigação sobre a carteira de reservista que eu acabei de liberar para o público... não vejo nenhuma das principais fontes de notícias falando sobre isso”.
Arpaio observou que as principais agências de notícia apareceram na sua última comitiva de imprensa em 1º de março apenas para ridicularizar seus esforços em responsabilizar Obama.
“Eles apareceram para me insultar, e não para ver os fatos e provas que colocamos na tela”, afirma. “Eles não questionaram as provas, o que é interessante. Eles queriam perguntar das minhas motivações”.
Arpaio refutou as alegações de que a investigações do grupo tivesse algo a ver com seus esforços de se reeleger.
“Já fui eleito e reeleito cinco vezes”, afirma. “Certamente não preciso disso para me eleger este ano, acredite. Posso ser eleito pela cueca rosa que faço os prisioneiros vestirem. É claro que não preciso desse caso. Estou fazendo algo que sei que pode ser um tanto controverso. Mas quando algumas pessoas me procuraram e pediram que eu investigasse, por que não passar o caso ao meu grupo voluntário? Então eu o fiz. E eu disse a eles que livrassem o presidente do caso da certidão de nascimento, mas as provas que eles estão descobrindo não estão livrando o presidente. É assim que as coisas acontecem no o cumprimento da lei”.
Arpaio explicou que qualquer leigo poderia concluir que a certidão de nascimento de Obama apresentada online é uma falsificação.
“Bem, fizemos nossa pesquisa”, afirma. “Acredito que qualquer amador poderia olhar para o que apresentamos e chegar à teoria de que essa não é a verdadeira certidão de nascimento”.
Arpaio acrescenta: “Eu não administro o Havaí, então acredito que iremos escrever para lá. E, sabe, desde o primeiro dia, tudo o que eu disse, para esclarecer tudo, foi: ‘vamos ver a microfilmagem no Havaí, se o presidente nasceu naquele hospital, vamos ver a microfilmagem para provar’, só isso. Houve dois outros gêmeos que nasceram um dia antes e um dia depois. A microfilmagem mostra que eles nasceram lá, então vamos vê-la; esqueça a certidão de nascimento, se essa for a causa do desentendimento. Mostrem o microfilme, e isso esclarece tudo. Onde ele está?”
Traduzido por Luis Gustavo Gentil do artigo do WND: “Russian media expose Obama birth ‘forgery’

3 comentários :

Idevam disse...

Sabe eu acho que quando tentarem e se tentarem casar a legilibilidade de Obama nessa hora ele usará a lei marcial que ele assinol e ai teria uma guerra civil no EUA eu tenho a impressão que e iso que os que apoiao Obama estão esperando que aconteça ou e oque vão fazer acontecer mas cedo ou mas tarde espero está erado

Anônimo disse...

To gostando de vêr a "Rússia" não tá se intimidando com o governo dos EUA e atual presidente obama tá mandando chumbo grosso e contra atacando. Ester!!!!!!

Fabiano disse...

O povo yankee parece de um certo país que conhecemos muito bem... A turma sabe que está lidando com terroristas, mas, mesmo assim, faz vista grossa.
A mídia, por sua vez, mostra as "atrocidades" dos´militares de 64, mas abafa os bancos bombardeados... O Celso Daniel caiu em esquecimento.