5 de abril de 2012

Manifestação pró-vida em frente do STF em decisão sobre abortos eugênicos

Manifestação pró-vida em frente do STF em decisão sobre abortos eugênicos

4 de abril de 2012 (LifeSiteNews.com) — Manifestações da organização pró-vida Brasil Sem Aborto começaram fora do Supremo Tribunal Federal do Brasil enquanto se aproxima a data para uma decisão que permitirá abortos para bebês anencefálicos.
Os defensores dos bebês em gestação estão profundamente preocupados com o caso, que será decidido por ministros em grande parte nomeados por líderes do PT, que é pró-aborto. A votação final está marcada para 11 de abril.
“Não vejo possibilidade de vitória para a vida na próxima votação”, o ativista pró-vida brasileiro Julio Severo disse para LifeSitenews.com, “não porque eu seja pessimista, mas porque um dos ministros já declarou que os que defendem o aborto de bebês deficientes de anencefalia terão uma grande vitória”.
Severo também comentou que todos os 11 ministros do STF foram nomeados por presidentes pró-aborto, e observou que “há amplas forças governamentais pressionando o avanço do aborto legal”.
O caso, que estava parado desde 2008, estará sob a relatoria de um ministro abertamente pró-aborto que declarou publicamente que ele considera o caso como um “gancho” para entrar num debate mais amplo sobre o aborto e a eutanásia como um “direito”.
Numa entrevista à revista Veja naquele ano, num gabinete cercado por imagens católicas sagradas, o ministro do STF Marco Aurélio Mello disse: “O tema anencefalia é um gancho para discutir situações mais abrangentes e fronteiriças”.
“Em minha opinião, os casos de interrupção de gestação de anencéfalo e os de aborto de forma mais abrangente, quando a gravidez não é desejada, possuem um ponto importante em comum: o direito de a mulher decidir sobre a própria vida”, disse Mello, que acrescentou que “o princípio que está em jogo nessas situações é o do direito à liberdade”.
Bebês com anencefalia têm falta parcial ou completa da matéria cerebral superior, e nascem com uma grande abertura na parte de cima do crânio. Eles raramente sobrevivem mais do que uma semana após o nascimento, embora alguns tenham vivido por vários meses nessa situação.
Embora eles sejam muitas vezes considerados como tendo falta de atividade mental, o testemunho de pais de bebês anencefálicos muitas vezes contradiz essa percepção.
Marcela Ferreira viveu 20 meses fora do útero com anencefalia, de 2007 a 2008. Apesar da ausência da maior parte de sua matéria cerebral superior, ela chupava o polegar, chorava para sua mãe e reagia a outros membros da família. A conduta dela era tão contrária ao pensamento convencional sobre anencefalia que levou pelo menos um médico a negar que ela tivesse o problema, apesar de um diagnóstico de vários médicos.
Várias organizações pró-vida planejam iniciar uma vigília de oração às 18h de 10 de abril na Praça dos Três Poderes na frente do Supremo Tribunal Federal, que durará até que todos os ministros tenham votado no dia seguinte, de acordo com o serviço noticioso católico ACI Digital.
ACI Digital também informa que no mesmo dia, uma campanha pró-vida de Twitter será direcionada ao STF, cujo endereço é @STF_oficial, com as hashtags #anencefalo e #avidaporumfio.

9 comentários :

Juan disse...

Fico angustiado quando vejo esse tipo de discussão, principalmente vindo de um jurista com tanto poder. O aborto não é a libertação da mulher, tampouco ele representa o atestado de posse sobre o corpo feminino. Aborto é um assassinato cruel contra quem não pode defender-se.

Idevam disse...

Participárei no Twitter por não oporde está presente em razão da distância inter istadual

A maioria das Crianças que são Assassinadas "abortadas" são do sexo Feminino são Mulheres que não tiveram o direito mas básico e porque não Sagrado o direito a Vida

Betopernambuco disse...

Como disse no video do youtube, " Brasileiro enojado " Eles nao vao parar. Agora sao bebês anencefálicos.Ai passa, se normaliza e o povo esquece.depois serao bebes cegos,deficientes,pretos,,,eles so' querem o primeiro passo. Gente o STF,STJ e outros federais da vida sao todos PTistas.A carta ja' vem mandada la' de cima. Muitos sabem disso.Como disse no vi'deo a defeza e' o pior ataque.Se as religioes fossem unidas, derrubariam esse governo logologo.Se nao derrubar-mos esse governo,,, vamos ver coisas ainda mais nefastas.Mas ao contra'rio vemos muitos li'deres religiosos fazendo o jogo criminoso desses comunistas. Isso e' o que me estarrece mais.Pressionar o Exercito, como tento fazer e' outro ataque eficaz.Pois isso e' obrigacao das forcas armadas, protejer-nos de ameacas int/ext. E o eixo PT,Venezuela,Cuba Iran coloca nosso pai's em seri'ssimo risco. Ir a' Brasi'lia com milhoes de pessoas (uma so' Igreja tem condicoes pra isso). E ficar la', enfraquece qualquer governo, pois logo caira' na mi'dia internacional. Betopernambuco

MARIA disse...

É claro que nós sabemos que esse tipo de situação é extremamente raro acontecer. Quantos fetos tem esse problema? Um quantidade mínima! O que se vê é que eles usam essa situação abrir à força as portas para o aborto legal. O pensamento satânico é o seguinte: "Se um anencéfalo puder ser abortado, então o feto não é pessoa, e se não é pessoa qualquer feto poderá ser abortado." Deus nos ajude! O Senhor tenha misericórdia de nós!

MARIA disse...

Realmente, Juan! Eu também tenho estado constantemente angustiada com essas coisas!

Abraão disse...

Que DEUS tenha misericórdia de todos nós, estão brincando com a vida humana.

Rafael Dantas disse...

É lamentável como a vida e a ética tem sido tratada em nosso país... certamente, colheremos os frutos destas atitudes num futuro bem próximo...

http://apologeticaejuventude.blogspot.com.br/

PRESBÍTERO VALDOMIRO disse...

Devido a tanta sujeira na nossa política e nas nossas instituições, essa atitude do STF nem me espantou.

Torno a repetir o que eu já disse em comentários anteriores: não há, atualmente, nenhuma instituição considerada imparcial, idônea ou confiável para defender nossos direitos. Não temos a quem apelar quando formos prejudicados de alguma forma. A maior vergonha que tivemos foi ver o STF aprovar o casamento homossexual, uma atitude de total desrespeito à nossa Constituição (e que merece todo o nosso total repúdio). E além do STF entender que sexo com crianças menores de 14 anos já não é mais crime (como foi publicado num artigo anterior), agora querem legalizar o aborto!

O que poderíamos esperar de diferente do STF, se os seus ministros foram indicados por Lula e Dilma? E não só o STF, como também o STJ, Ministério Público Federal, Polícia Federal e outras instituições. Em todas elas, prevalece o corporativismo (defesa dos interesses de quem os empregou). É óbvio: por que os dirigentes dessas mesmas instituições votariam contra os seus "chefes" (Lula e Dilma)?

Honestamente falando, o futuro do nosso país é sombrio. Eu já me preocupo com o que poderá acontecer com os meus filhos e também com as gerações posteriores. Diante disso, eu pergunto:

- Que exemplo o nosso país será daqui pra frente?

- Que esperança esta geração e também as próximas terão se tal estado de coisas continuar como está (e se não houver nenhuma mudança para melhor)?

Deixo estas perguntas no ar para alguém responder na primeira oportunidade!

Bruno Willian disse...

PT - partido da morte e da mentira

2014 - sua derrota virá.