12 de março de 2012

Pravda pergunta: O que aconteceu com a mídia americana?

Pravda pergunta: O que aconteceu com a mídia americana?

Agência russa acusa imprensa americana de “esconder deliberadamente as provas” da “fraude” de Obama

Chelsea Schilling
É uma reviravolta irônica: O Pravda, site de notícias russo, publicou uma acusação de que a mídia americana é “mansa”, receosa em publicar notícias e que está “deliberadamente escondendo provas publicadas na internet a respeito da fraude [do presidente Obama] contra o público americano e da “estripação” da Constituição americana”.
Em um editorial publicado pelo site no dia 7 de março, “Xerife do Arizona descobre que as qualificações de Obama para a presidência são forjadas”, Dianna Cotter, titular sênior da Universidade Militar Americana, ataca a grande mídia pelo seu virtual silêncio a respeito da investigação de seis meses do xerife Joe Arapaio, do condado de Maricopa, Arizona, a respeito da certidão de nascimento de Obama e sua elegibilidade constitucional para o mandato presidencial.
“Um fato único e extraordinário aconteceu nos Estados Unidos da América”, escreve Cotter. “Esse evento ocorreu no Arizona em 1º de março, e foi uma revelação catastrófica... No entanto, nos cinco dias após as revelações [de Arpaio], houve muito pouco no sentido de uma reportagem séria sobre as descobertas apresentadas na publicação. Com 6 curtos vídeos, o xerife e sua equipe apresentaram um caso devastador, que a imprensa amansada dos EUA aparentemente não é capaz de noticiar”.
Cotter relembra a conferência de imprensa de 27 de abril de 2011, em que Obama “entrou na sala de imprensa da Casa Branca com um sorriso de orelha a orelha e uma ‘certidão completa de nascimento’ do estado do Havaí em mãos”.
Falando do palanque, Obama declarou: “Não teremos condições de resolver nossos problemas se ficarmos nos distraindo com espetáculos e pregoeiros".
“Bastante ácido para um homem que portava um documento forjado”, declara Cotter. “Isso mesmo, forjado”.
Ela destaca que a investigação também descobriu uma suposta certidão de alistamento militar falsa de Obama.
“Documentos forjados estão sendo usados para qualificar um presidente dos Estados Unidos para o mandato que ocupa”, sustenta ela. “Ou seria ‘usurpado’ o termo mais apropriado?”
“O silêncio da grande mídia nos EUA é ensurdecedor. É quase como se ela tivesse pavor de sequer pensar no assunto, quanto menos perguntar: Seria o presidente um criminoso? A imprensa presente na audiência de Arpaio estava obviamente pedindo para que ele declarasse exatamente isso, e, no entanto, órgão nenhum de imprensa fez essa pergunta à Casa Branca. Em vez disso, protegeram energeticamente o presumido presidente dos Estados Unidos, forçando a fraude em cima do país e do resto do mundo, apoiando um homem que pode muito bem ter usurpado seu mandato”.
Ela pergunta: “Qual foi a resposta da imprensa na era Obama? Silêncio. Um silêncio tão escandaloso que pode ser sentido”.
Cotter expõe provas detalhadas de um encobrimento em massa, e conclui:
A imprensa americana está deliberadamente escondendo provas publicadas na internet a respeito da fraude contra o povo americano e da deliberada estripação da Constituição dos Estados Unidos. Ela está escondendo a fraude de Obama que foi revelada pelo xerife do Arizona. O silêncio da imprensa americana seria inacreditável, se não fosse tão patente. É quase tão chocante quanto a audácia do próprio Obama com a fraude.
Traduzido por Luis Gustavo Gentil do artigo do WND: “Pravda asks: What happened to American media

3 comentários :

Anônimo disse...

Fazendo ouvido de "mercador" devem tá aprendendo a malangradem dos meios de comuniacação nosso país aff. Ester!!!!!!!

Idevam disse...

2 Coríntios 11:14 E não é de admirar, porquanto o próprio Satanás se disfarça em anjo de luz.

Os Iluminati em ação Mídia + Obama = A Operação do Erro

Anônimo disse...

Meu amigo, quando toda a classe jornalística cala sobre um assunto incômodo, tratando-o como inexistente ou irrelevante, levando o assunto com cinismo, há algo de totalmente escabroso por trás disso.

Temos há respeito vários assuntos que são tabu para a mídia esquerdista do mundo inteiro, incluindo a do Brasil: aborto e homossexualismo são dois dos maiores. Ou seja, se você é declaradamente contrário a esses temas, você é moralmente linchado pela mídia corrupta e mentirosa que serve a interesses de pequenos grupelhos, a começar pelos seus próprios.