27 de março de 2012

Lipton tea, Gatorade, Dentyne e Trident usando células de bebês abortados

Lipton tea, Gatorade, Dentyne e Trident usando células de bebês abortados

Filhos de Deus pela Vida forneceu uma jeitosa lista de página inteira de produtos que usam células de bebês abortados. A organização pró-vida recentemente desmascarou a empresa Pepsi e outras empresas por terem feito contrato com Semonyx, que usa células de bebês abortados para testar seus realçadores de sabores de alimentos e bebidas.
Além dos refrigerantes da Pepsi, a empresa é responsável por tais produtos populares como Mountain Dew, Ocean Spray, Seattle’s Best coffee, Aquafina, Lipton tea, Gatorade e Tropicana
Os produtos Kraft e Cadbury também entram na mesma categoria. Chiclets, Clorets, Dentyne e Trident são alguns dos produtos na lista dada na página de Filhos de Deus pela Vida.

7 comentários :

MARIA disse...

Que coisa horrenda! Impensável! Jesus está voltando.

AnaMaria disse...

P**a que pariu! Devido á uma recente intoxicação alimentar, assim me dando desidratação também, acabei por consumir um gatorade.

Também tinha o hábito de consumir chicletes e balinhas, o que renuncio por completo agora! Já não são coisas boas de se consumir por destruir os dentes, agora ainda mais com essa!?

Eparece que não pára por aí, também usam fezes de bactérias (que produz o aspartame).

Já havia abrido mão de consumir qualquer refrigerante por esse motivo, mas pelo que parece teremos de abrir mão de qualquer produto industrializado! Melhor assim.

Mas terá manés por aí que não vai abrir mão dessas 'gostosuras', mesmo diante duma abominação dessas! E principalmente com a 'justificativa' de que as coisas naturais também não são totalmente saudáveis... Mesmo diante duma tragédia dessas! Doentio!

Que Deus me perdoe por ter consumido essas coisas. Me sinto como.. Sei lá, como uma canibal!

Idevam disse...

A Pervesidade do Homem sem Deus não tem limiteis

Anônimo disse...

DESRESPEITO A JESUS ?

Mais um sinal de que os cristãos estão mais ativos do que nunca no Brasil. Mais de 200 reclamações de consumidores levaram o Conar a determinar hoje a suspensão de uma propaganda de TV da Red Bull.

A campanha Red Bull – Nazaré mostra Jesus Cristo andando sobre as águas e um apóstolo afirmando que ele só consegue a façanha porque bebeu o energético.

O Conar decidiu que o anúncio não pode ficar no ar porque ele “fere a respeitabilidade religiosa”.


http://veja.abril.com.br/blog/radar-on-line/diversos/red-bull-e-obrigada-a-suspender-comercial-por-desrespeito-a-jesus-cristo-segundo-o-conar/

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXxx

Enfim o ataque ao Cristianismo tem resposta . Mas ! Para ver como anda nossa sociedade basta ver os comentários dos leitores ,onde muita gente não acha nada demais neste comercial da Red Bull. E ainda atacão os evangélicos.

NIL

Anônimo disse...

A unica forma de combater isso é encher de emails o SAC dessas empresas.

Wesley Moreira disse...

GENTE TEM PERGUNTADO: Como assim usam fetos para criar sabor? No site da Senomyx há a seguinte informação - "Usando receptores gustativos humanos isolados HEK 293 criamos um sistema receptor-base que modifica as propriedades do gosto fornecendo uma melhor leitura bioquímica ou eletrônica ao sabor de um ingrediente quando este interage com o receptores da lingua", diz o site da Senomyx.” O que eles não dizem ao público é que o HEK 293 são células embrionárias do rim retirados de um bebê abortado eletivamente para produzir esses receptores que são adicionados nos sabores artificiais" afirma Debi Vinnedge, Presidente da CGL, o grupo que tem acompanhado e denunciado o uso de material fetal abortado em produtos médicos e cosméticos por anos. - Em outras palavras o HEK 293 engana os respetores de sua língua com sabores que não estão no produto final, o poder da técnica vem do domínio ciêntifico industrial dos genomas humanos, trocando em miúdos as células de bebês mortos comunicam melhor com os receptores da língua humana. Videos:
http://youtu.be/HaHaiOArGYc - http://youtu.be/5C0HfqWWqLo

Gabriel Nunes disse...

É a industria da desgraça. Eu é que não consumo mais esses produtos oriundos de seres humanos assassinados. Fui enganado por esses malditos por anos. Aí eu me pergunto, cadê o Jornal Nacional que não fala nada de um escândalo desses?