8 de março de 2012

Críticos do mundo gospel atacam tudo, menos a heresia progressista

Críticos do mundo gospel atacam tudo, menos a heresia progressista

Julio Severo
Jean Wyllys disse que os calvinistas são aliados do movimento homossexual. Olhando para o Genizah, um tabloide sensacionalista assumidamente calvinista, as palavras de Wyllys se confirmam. Posições conservadoras são rotineiramente debochadas ali. Um dos alvos, é claro, sou eu. Do jeito que sou atacado pelo movimento gay, sou atacado pelo Genizah.
Provavelmente, quando mencionou aliança entre calvinistas e movimento gay, Jean Wyllys estava se referindo ao Genizah. Ele deve achar que essa autodenominada quadrilha deve representar todos os calvinistas do Brasil, pois suas defesas progressistas nunca são nominalmente contestadas por calvinistas conservadores, comprovando que o silêncio é tão danoso quanto a defesa descarada.
O silêncio danoso da maioria diante das arruaças de uma minoria deixa um ativista socialista gay secularista como Wyllys a vontade para elogiar os “aliados” calvinistas, e deixa a vontade pastores gays, que me atacam, para fazer semelhantes elogios ao Genizah.
O ataque mais recente veio não desses pseudo-pastores, mas do tabloide que eles amam. O Genizah, com sua liberdade de expressão, publicou um artigo de Ariovaldo Ramos, um calvinista progressista, chamando Robinson Cavalcanti de “profeta”. Ariovaldo é um dos “profetas” da Teologia da Missão Integral, considerada por ele a versão protestante da Teologia da Libertação, que tanto estrago marxista trouxe à Igreja Católica.
A versão protestante não foi menos maléfica. Em 2002, o Comitê Nacional Evangélico Lula 2002, sob inspiração e em parceria com o Movimento Evangélico Progressista (MEP), fundado por Cavalcanti, declarou: “Apoiamos Lula para presidente porque reconhecemos que várias propostas de seu programa de governo se identificam com a vocação profética da Igreja de Jesus Cristo”.
Se trabalhar com o PT e para o PT é “vocação profética da Igreja de Jesus Cristo”, então o ministério de Jeremias, Isaías e outros profetas da Bíblia não faz sentido algum.
A igreja evangélica brasileira está hoje tão contaminada e adoecida pelo trabalho sujo dos defensores de teologias marxistas que quando um deles é apontado como “profeta”, muitos se prostram e dizem “amém”, prestando reverência, idolatria, etc. E ainda apontam seu marxismo disfarçado de evangelho como instrumento de “bem” para a sociedade — como se o governo do PT, que é resultado dos esforços deles, fosse uma grande bênção para o Brasil. O elogio fúnebre do Genizah e outros evangélicos progressistas a Cavalcanti destacou esse “bem”. Nesse clima de euforia progressista, os discordantes se tornam “heréticos”.
Meu blog cometeu tal “heresia” ao reproduzir matéria jornalística secular tratando do bispo assasasinado, apenas acrescentando que o marxismo do morto que Genizah e Ariovaldo interpretam como “bem”, eu interpreto como “estrago”.
Pronto! Bastou isso para que Danilo Fernandes partisse para o ataque, com seu habitual deboche. É moleza ele fazer isso, pois os “profetas” progressistas têm uma multidão de seguidores. Os falsos profetas andam em matilha. Alguma semelhança com o profeta Jeremias, que tinha todo o povo de Israel contra ele? Profetas verdadeiros de Deus como Jeremias andavam sozinhos ou em companhia muito pequena.
Os calvinistas Danilo Fernandes e Ariovaldo Ramos já decidiram que o bispo marxista assassinado, e eles mesmos, são “profetas”. Os discordantes são heréticos.
E outros calvinistas, querendo ou não, embarcaram no mesmo “espírito”. Renato Vargens, em dois artigos, tratou o assassinato do bispo marxista como “grande perda”.
Em que sentido exatamente ocorreu essa “perda”? Teria então sido uma “desgraça” se o MEP de Cavalcanti não tivesse existido e ludibriado uma geração de evangélicos? Teria sido uma “desgraça” se o MEP não tivesse doutrinado pastores e outros líderes nas maravilhas do socialismo e do PT?
Evidentemente, não podemos presumir que os grandes estragos que o PT e outros partidos socialistas estão causando no Brasil são obra exclusiva de revolucionários e radicais seculares. Há envolvimento de cristãos também. É óbvio que a CNBB tem a maior parcela de culpa. Mas igualmente culpados sãos os líderes evangélicos que absorveram a contaminação “teológica” da CNBB e a transformaram num novo evangelho, incitando uma participação e ativismo político evangélico de acordo com os ditames de um Karl Marx supostamente dessatanizado.
Por que então os maiores criticadores do mundo gospel preferem o silêncio diante da heresia progressista? Por que a Teologia da Missão Integral, descaradamente pró-socialismo, se tornou um tabu?
Caricatura de Renato Vargens em seus tempos “apologéticos” de Genizah
Renato Vargens sabe criticar pastores quando vê seus erros. Desde o seus tempos “apologéticos” no Genizah, ele faz críticas ácidas a Silas Malafaia, sem nunca ter escrito um artigo inteiro sobre o trabalho de Malafaia em defesa da família. Eu, por exemplo, tenho críticas a Malafaia no meu blog. Mas também tenho elogios, pois tenho de ser justo e equilibrado.
Vargens também ataca muitos outros líderes, quase que exclusivamente neopentecostais. Há inúmeros artigos dele contra eles. Contudo, não há artigos de Vargens fazendo críticas necessárias a colegas calvinistas que provocam estragos nas igrejas e passam, erroneamente, a imagem de que todos os calvinistas são como eles. O mesmo calvinista Vargens que cita nominalmente Malafaia e outros líderes neopentecostais silencia o nome e as más ações de calvinistas progressistas, dando a impressão, para ativistas gays como Jean Wyllys, de que todos os calvinistas são como Danilo Fernandes do Genizah, ou como a maior igreja presbiteriana americana, que já está ordenando pastores gays.
Talvez os calvinistas conservadores evitem mencionar o nome e más obras de seus colegas progressistas a fim de não manchar o nome do calvinismo. Mas em última análise, omitir o nome deles em denúncias necessárias não traz benefício algum ao calvinismo.
No caso de Vargens, há questões óbvias, pois seu histórico inclui participação na organização esquerdista Rio de Paz, onde ele confessa que conheceu Cavalcanti. Rio de Paz foi fundada pelo calvinista progressista Antonio Carlos Costa. E, é claro, o histórico de Vargens inclui participação passada no igualmente progressista Genizah. É um histórico ligado a adoradores da Teologia da Missão Integral.
Vargens tem alguma dúvida sobre a heresia deles? Há um consenso conservador de que o evangelho progressista é outro evangelho, que apresenta vários salvadores, entre os quais Jesus e o socialismo. O próprio Rev. Augustus Nicodemus, considerado um importante líder calvinista no Brasil, tem um entendimento que parece ir nessa direção. Ele disse: “Depois de tantos séculos, nossos teólogos progressistas têm algo de novo para nos dizer sobre esse ponto? Os que tentaram, caíram nas antigas heresias soteriológicas já discutidas e refutadas ad nauseam pelos Pais da Igreja e pelos Reformadores”.
Mesmo assim, ele, que já condenou nominalmente a Marcha para Jesus (cuja direção é neopentecostal), nunca condenou nominalmente o progressista Genizah ou o grupo desarmamentista Rio de Paz (cuja direção é calvinista), suscitando a intrigante questão: “Se a Marcha para Jesus fosse de direção calvinista, continuaria sendo alvo de condenação? Se o Genizah e o Rio de Paz fossem de direção neopentecostal, o silêncio continuaria imperando ou se levantariam os brados de condenação?” É um tratamento cosmicamente desigual: Para os calvinistas, por mais liberais e progressistas que sejam, nada de brados de condenação, porém apenas “graça”, abundante omissão e “críticas” silenciosas — se é que isso existe. Contudo, para os neopentecostais, todo o peso da Lei e da língua: oposição e críticas ruidosas e rotineiras e até mesmo a arena dos leões dos autodenominados “apologetas” raivosos.
No entanto, seria fácil Vargens lidar com seu passado comprometedor. No genuíno espírito de Cristo, ele poderia ser publicamente honesto sobre seu passado público, dizendo que errou, mas que Deus operou na sua vida, dando-lhe uma nova mentalidade. Cristo é sempre o Deus de transformações sobrenaturais e novas oportunidades. Ele transforma pecadores (até mesmo pecadores religiosos e apologetas) em novas criaturas.
Mas, em vez de ser claro sobre seu passado progressista, Vargens é claro apenas nas críticas aos desafetos do Genizah e outros progressistas.
Ao contrário de Malafaia e outros neopentecostais, cujos nomes Vargens (e também o Genizah) cita com muito barulho e estardalhaço, as matérias estridentes de Vargens não mencionam Cavalcanti, Rio de Paz, Antonio Carlos Costa, Genizah e Danilo Fernandes. Nenhuma denúncia. Nenhuma menção negativa desses nomes. Só silêncio.
Pelo contrário, Vargens parece ter reclamado dos que reclamaram das inúmeras profetadas encapetadas do morto, dizendo:
“O frio assassinato de Robinson Cavalcanti e sua esposa pelo filho adotivo aponta nitidamente para o esfriamento do amor. Senão bastasse a tragédia de um filho matar os pais, encontramos inúmeras pessoas lidando com a situação com extrema frieza, tratando da morte do bispo anglicano com desdém e desprezo. Confesso que fico chocado com a forma que muitos lidam com o sofrimento humano!”
Vargens garantiu que o texto não era uma indireta a mim. Mesmo assim, Danilo Fernandes disse “amém” para Vargens, citando nominalmente meu nome.
Mas o que pareceu indireta mesmo foi um texto de Vargens desta semana onde ele disse:
“Caro leitor, por acaso você já reparou o fato de que existem inúmeras casas que vivem um verdadeiro inferno? Pois é, lamentavelmente em boa parte dos lares evangélicos encontramos inúmeras pessoas que brigam e discutem por coisas desnecessárias. Que tal contrapor-se aos valores deste mundo transformando o seu inferno familiar num pedacinho do céu?”
Claro que se um evangélico conservador tivesse feito tal comentário, a patrulha progressista o condenaria sumariamente como um comentário cruel, insensível, anticristão e muitos outros adjetivos. O passado progressista de Vargens tem pelo menos uma vantagem: garante-lhe salvo-conduto no território dos chamados “apologetas” e criticadores do mundo gospel.
Pena que o comentário veio tarde demais para um bispo assassinado por um filho que há anos guardava rancor do pai, que estava preocupado demais tentando transformar o Brasil num pedacinho de “céu” socialista.
Talvez Vargens tenha criticado Cavalcanti sem querer nesse caso. Mas em todos os outros casos, suas críticas são perfeitamente conscientes.
Ele criticou a Marcha para Jesus do ano passado, onde Silas Malafaia denunciou publicamente o PLC 122 e o STF por ter criado do nada uma permissão constitucional à união civil homossexual. Até mesmo Olavo de Carvalho e Nivaldo Cordeiro, que não são evangélicos, elogiaram a Marcha para Jesus que, quer aceitemos ou não, foi a maior manifestação pública contra os desmandos imorais do governo petista.
Mas do Genizah só vieram críticas. E Vargens se prestou a imitar sua antiga “quadrilha” — como o próprio Genizah gosta muito acertadamente de se definir.
Os telepastores responsáveis pela Marcha para Jesus são imperfeitos, mas, quer gostemos ou não, o próprio PT já reconheceu que hoje a única oposição ao socialismo no Brasil são as posições conservadoras de telepastores como Silas Malafaia e R.R. Soares que, ao serem confrontados com questões de aborto e homossexualismo, falam publicamente o que o PT não quer ouvir, falam o que está na Bíblia e educam suas imensas audiências na defesa da família, atrapalhando assim a hegemonia imoral da revolução marxista no Brasil.
A preocupação e alvo do PT e outros radicais socialistas não é o Genizah, Ariovaldo Ramos e outros evangélicos progressistas. Esses são colaboradores. O alvo são os telepastores neopentecostais, que também são alvo constante do Genizah, Renato Vargens & Cia.
Não dá para esperar nenhuma mudança positiva no Genizah. Mas como é que um pastor como Vargens, que anda com o pessoal do Mackenzie, considerado elite calvinista conservadora no Brasil, não consegue assumir uma postura genuinamente conservadora? Como é que ele, que já leu muitos dos escritos de Cavalcanti, nunca encontrou nada para criticar na vastidão progressista do morto? No imenso espírito crítico de Vargens não há espaço para lidar com o marxismo evangélico e suas camuflagens teológicas?
Vargens podia ter ficado calado, mas preferiu abrir a boca e dizer que o assassinato de um bispo marxista foi uma “grande perda”, essencialmente dizendo “amém” às bajulações do Genizah ao morto. Essencialmente desmentindo todos os evangélicos que acertadamente denunciaram as más ideias e obras do morto.
O fato é que as declarações de Vargens disseminaram confusão, fazendo o Christian Post apresentar Cavalcanti ao público americano como um conservador que ele nunca foi, com a autenticação de Vargens. E dando farta munição ao Genizah para, sem base nenhuma, atacar os que sempre denunciaram o marxismo do bispo morto.
O dono do Genizah, em seu ataque a mim, recomendou dois artigos: Um artigo totalmente debochado dele (mas sem assinatura), no seu blog laranja Observador Cristão, que se autointitula de “reformado conservador”. O outro, um texto de Renato Vargens que contém um lamento pela “grande perda” do bispo marxista.
Um profeta verdadeiro vai contra a multidão. Um profeta falso prioriza sua própria ideologia e os sentimentos adoecidos da multidão. Se Vargens quer ser uma voz profética, tem de renunciar aos seus tempos “apologéticos” no Genizah e embarcar no caminho estreito, onde o verdadeiro profeta é criticado e atacado pela maioria. Esse é o preço de ser uma voz profética que critica sob a direção de Deus.
Vargens fez uma boa coisa se desvinculando do Genizah, o blog oficial da apologética progressista. Essa é uma decisão difícil até mesmo para um conhecido pastor assembleiano. Mas é preciso muito mais. É preciso abandonar o espírito de Genizah, o espírito de lixo, que critica e debocha dos que estão pelo menos fazendo alguma coisa pelo Brasil, e poupa, defende e adula os que usam sua teologia marxista para jogar o Brasil no abismo.
Do contrário, querendo ou não, Vargens engrossará as fileiras dos cristãos progressistas (ou esquerdistas, ou comunistas, ou socialistas) que cooperam com a revolução socialista. De aliados calvinistas (conscientes ou não) de Jean Wyllys e seus socialismo gayzista, já basta o Genizah.

25 comentários :

Leonardo disse...

Júlio, não sou do genizah e sua corja, nem do herms, fabio, silas, ciro, etc...

Genizah é um sensacionalista comunista travestido de cristao, (algo totalmente incompativel, cristianismo/ socialismo, comunismo), agora, de calvinista o genizah so tem o nome, mas nao passa disso...

nao conhece o calvinismo, nem pratica a biblia. um site de autopormocao, liberal fingindo de conservador ortodoxo.

Sou calvinista, sou apologeta, nao faco disso minha desculpa, nem minha bandeira. minha bandeira é Jesus Cristo. o genizah nao representa os calvinistas

nao compactuo com a mensagem aguada do ariovaldo, ele faz coisa boas, sim, mas essa teologia dele é puro leonardo boff, alias idolatrado por esta ala... nao temos bons teologos? porque ficar babando tanto para teologos catolicos? porque amam o ecumenismo? o socialismo?

marx e Jesus sao totalmente opostos (olavo de carvalho tem bons posts sobre isso)

"Apoiamos Lula ... porque reconhecemos que várias propostas ... identificam com a vocação profética da Igreja"

eu diria vocação patética! com indgnacao, como Jeremias, que nao se calava diante de falso profeta e era detestado pelos poderosos... nao estamos aqui para agradar homens.

sao os mesmos que se aliam com rick warren, bill hibels e outras palhacadas...

alias, eu recebi a unção do riso, depois de ouvir tanta palhacada...

considero como perda a morte de um homem de maneira tao tragica, afinal é certo, e agradavel ver um filho matar um pai?

nao estou considerando os motivos, ou a situacao, veja bem, um filho nao muito ajustado, viver fora, longe dos pais por tanto tempo, coisa boa nao sai dai, sendo adotivo ou nao... somos homens, temos medos, aflicoes, angustias, pecados...

o que entristece é a insenssibilidade diante da morte que quem quer que seja.
os tabloides brasileiros tem em suas capas: futebol, crimes violentos e mulher pelada, a banalização da vida, banalizaçã do ser humano, sim, esfriamento do amor, concordo com o vargens, mas uma grande perda no meio evangelico?

o danilo fala do terra velha mas ele mesmo se intitula profeta?

o progressismo, o nada a ver, o desconhecimento tem destruido o cristianismo no brasil. os flertes com o liberalismo teologico, denunciados por Spurgeon a algumas "decadas" continua hoje, degradando e destruindo a fe crista...

nao compactuo com os direcionamentos teolgicos do malafaia, gostava quando ele usava bigode, agora so anda com escoria do Miles munroe, mike murdock, mas nao posso discordar que ele é uma voz corajosa que se levanta contra ainjustiça, a ditadura gay, o aborto, e apoio ele nisso, temos discordancias teologicas mas concordamos no que é fundamental na fé cristã, ao contrario de outros, com os quais nao pode haver comunhao.


Ja estamos vivendo uma ditadura no brasil, nao ve quem nao quer.

temos de ser tolerantes com homosexuais, aborto, budista, muculmanos, mas ninguem é tolerante com o cristianismo, vivemos uma cristaofobia mundial, e a perseguicao chegara ao brasil...

a teologia e a apologetica tem que ter paixao por Jesus e nao por uma causa.

PRESBÍTERO VALDOMIRO disse...

Não sei se eu vou estar certo na minha opinião, mas eu diria que houve uma falta de vigilância do povo em geral contra a infiltração e a proliferação de idéias esquerdistas, marxistas, comunistas e socialistas no nosso sistema educacional (e também nas igrejas).

Em virtude disso, o verdadeiro evangelho de Jesus vem sendo deturpado e distorcido por muitos pastores, que se deixaram enganar por aquelas essas idéias. Lembro que, durante uma pregação na igreja onde eu congregava pouco tempo depois de ter me convertido (na época, eu era apenas um jovem obreiro), o pastor disse (num tom profético): "Irmãos, vai chegar um tempo em que o evangelho do Senhor Jesus Cristo será denegrido por idéias diabólicas. E, infelizmente, muitos dos servos de Deus serão influenciados por essas mesmas idéias e irão perverter a Palavra do Senhor. Não deixemos que isso venha a nos afastar da pureza da Palavra do Senhor, e não abandonemos a verdade".

Num primeiro momento, achei que o pastor estava sendo pessimista demais. Ao final do culto, eu perguntei a ele: "Pastor, o senhor não está exagerando? Quem pode corromper a Palavra de Deus?" E ele me respondeu: "Meu filho, a Palavra do Senhor tem que se cumprir. Vai acontecer muita coisa antes da volta de Jesus. E isso que eu falei é apenas uma de muitas delas. Tenha certeza disso, porque a Palavra do Senhor é verdadeira. Estive orando em casa e o próprio Senhor me revelou tudo isso".

Hoje, quase 40 anos após eu ter ouvido a pregação daquele pastor (que hoje está na glória do Céu), vejo tudo se cumprindo: igrejas com pensamentos socialistas, progressistas e outras filosofias anti–cristãs. E a tendência é tudo piorar cada vez mais!

Alguém ainda duvida da veracidade da Palavra de Deus?

jlcarvalho disse...

Sempre mostro a minha opinião às pessoas sobre a separação das igrejas protestantes, sempre digo, e ninguém pode negar, que a católica é milhões de vezes mais organizada que a evangélica, sei que o termo evangélico é muito subjetivo, já que nós temos uma ideia e a mídia tem outra dele, mas lendo essa matéria vi que, na verdade tem sim, que haver essa separação, não dá para haver união, porque se os "evangélicos" e os evangélicos se unirem, vai ter MORTE.
Por isso irmão, leia a Bíblia e saiba que para ser salvo você não precisa saber tudo que tem lá, simplesmente não dá, se você quer ser um estudante apologeta, ok, se você, como esse povo do Genizah, descontextualiza tudo ou cria outras novas teologias, que servem só para massagear o ego próprio, tudo bem (ou mal) pra você, mas saiba, que de toda cultura religiosa existente hoje, em livros, em vídeos, em qualquer tipo de mídia, basta você ler as palavras de Jesus, que estão nos evangelhos, que deve ser uns 30% da Bíblia e ponha em prática, siga a resolução simples do problema e seja salvo.

Quanto ao povo do Genizah, eles querem é dinheiro, e tanto criticam os “pastores” que ganham mais que eles, para poder pegar um pouquinho de$$e. O site é cheio de patrocínio e propaganda. O Danilo, o Thiago são uns idólatras do Eremita, falso asceta, do Caio Fábio, ri demais do imbecil do Genizah falar que “ficou com os olhos cheios de lágrima” quando viu o herói dele na coluna policial. Se o Caio – Eremita - Fábio, nessa entrevista, fala que Severo deveria procurar um psiquiatra por defender a bandeira da família contra os homossexuais militantes, fica muito mais ridículo pra ele, sempre ir pedir desculpas pelo que já fez, ele deveria, não procurar um psiquiatra, mas fazer como se diz aqui na minha terra – diz que vai cagar e sai... se para Caio Tudo é a Graça, me parece que a graça não fez com que ele esquecesse o sentimento de culpa, porque até hoje ele se justifica, vai ver que quando ele estiver no leito de morte o Genizah vai fazer um especial com ele dizendo – eu fiz, já me desculpei, sou perdoado, não roubei, não fiz dossiê nenhum, etc...
O Genizah publica matérias sempre chocantes para o povo evangélico, para que comentem e eles lucrem com isso, então, você mesmo indignado, faça como eu, não faça nenhum comentário de qualquer texto publicado por eles, “FAÇAM UM BLOGUEIRO INFELIZ”.

Euder Faber disse...

Conheço Julio Severo e Renato Vargens a algum tempo, ambos já participaram e tem participado da "Consciência Cristã", considero todos dois meus amigos. Vejo o trabalho de ambos como importante, Renato trabalha num flanco mais interno da Igreja e Julio num flanco mais externo. Não considero Renato Vargens um esquerdista, ou progressistas, como queiram, mesmo não sendo o seu foco, já li diversos textos falando contra o comunismo e mais especificamente contra o PT nas últimas eleições. Evidentemente que não é perfeito, assim como eu não sou, nem tão pouco Júlio, mas tem dado um excelente contribuição a Igreja Evangélica Brasileira.
Que Júlio e Renato sigam seus trabalhos, com seus respectivos focos, e assim contribuam para a defesa da fé, da família, da vida, da edificação da Igreja e acima de tudo para a Glória de Deus!
Deus abençoe a todos!
Paz de Cristo.
Euder Faber
Presidente da Vinacc

Paulo Teixeira disse...

JÁ POSTEI ESTE MESMO COMENTÁRIO EM OUTRO ARTIGO AQUI MESMO NO BLOG JULIO SEVERO SOBRE DANILO FERNANDES DO GENIZAH, MAS É SEMPRE BOM RECORDAR E NÃO DEIXAR CAIR NO ESQUECIMENTO.

Está em 5 partes (a leitura completa é importante. Máscaras tem que cair).

(PARTE 1)

O "respeitado" blog Genizah - do "apologeta" Danilo Fernandes, ataca ou faz chacotas justamente com denominações pentecostais e neopentecostais, deixando PROPOSITADAMENTE de lado aberrações difundidas por grupos progressistas-liberais e "esquerdistas evangélicos".

O dono do blog é um empresário que converteu-se, há não muitos anos, e supostamente motivado por uma defesa do evangelho, ataca tudo e todos, mas procura de maneira bem sutil, deixar sua nociva mensagem.

Tempos atrás o Genizah publicou uma matéria repudiando a atitude de uma igreja pentecostal, pois esta tinha deixado distribuir aos irmãos uma revista, onde constava que Jônatas era AMANTE de Davi. Um desavisado qualquer que lesse o artigo, de primeira iria imaginar que o blog sensacionalista realmente propõe-se a defender um evangelho puro e genuíno, todavia, já conhecendo a figura e a filosofia danosa do blog, entrei lá e deixei um comentário repudiando a abordagem, não por corroborar com o erro cometido pela denominação, mas mostrando ao Danilo (dono do Genizah) que ele só estava publicando aquela matéria, pois era para 'esculachar' uma denominação pentecostal, tendo em vista que se fosse uma denominação da vertente progressista-liberal, certamente teria passado ao largo. No final do comentário identifiquei-me, com meu nome e endereço do blog, como sempre faço.

Continua na Parte 2

Paulo Teixeira disse...

(PARTE 2)

Em resposta, aquele empresário, "defensor" de um evangelho puro e genuíno, mandou-me uma resposta grosseira, dizendo que eu já tinha me vendido a Satanás, por, segundo ele, ser defensor de uma denominação neopentecostal e um político ligado a ela (mal sabe ele que volta e meia sofro ataques via internet de pessoas ligadas a essa denominação, devido minhas matérias que desmascaram as práticas nefastas ao evangelho).

Entrei novamente no blog e retruquei o comentário dele, novamente identificando-me.

Em nova resposta o empresário disse-me as seguintes palavras:

"Paulo, se você pensa que vou te responder aqui para dar audiência ao seu BLOGUINHO, perde o seu tempo. Como diria Voltaire: O mais competente não discute, domina a sua ciência e cala-se.
Escreva os artigos que quiser, meu olhar não alcança mediocridade. Verdade não se inventa. Abandone a sua inveja. Mire no Alvo mais alto".

De imediato, para dar um basta naquele 'pingue-pongue' escrevi-lhe a mensagem abaixo, e após a mesma, calou-se (faço algumas adaptações aqui para ficar mais fácil o leitor entender).

Ao Danilo dono do Genizah: ....

CONTINUA NA (PARTE 3)

Paulo Teixeira disse...

(PARTE 3) Sobre Danilo Fernandes ...

Escrevi ao Danilo a mensagem abaixo, após sua grosseria a mim:

"Camarada, tenho minha profissão. Meu BLOGUINHO é por hobby. É desejo de informar, algo que sempre tive vontade. Não dependo disso para sobreviver, graças a Deus. Aliás, não dependo de outras coisas. Você porventura já procurou SEU nome completo na internet, no Google (Jose Danilo Silvestre Fernandes Filho)? Pois é, o que tens a dizer (acréscimo para o leitor do Julio entender). Todavia, meu nome sempre foi ligado às coisas de Deus. A coisas santas.

Nem precisava publicar seus comentários direcionados a mim, podia ter mandado um e-mail. Não precisa citar nem meu nome. Isto pouco importa a mim.

Quanto a tal suposta inveja que disse que tenho, parece realmente uma piada. Acho que você se olha no espelho e enxerga nos outros a sua deficiência. Acho também que sua ânsia em atacar o Malafaia, os Valadão, Macedo e Cia Ltda, é mais motivada por inveja, por querer o espaço deles, do que a tão propalada 'defesa do evangelho'.

Lembra que tempos atrás você postou no seu twitter que estaria na Globo falando sobre a funesta pesquisa 'O Sexo e o Crente'? Pois é, não só não se concretizou, como os seus desafetos Malafaia e Ana Valadão por lá chegaram primeiro. Tudo indica que essa sua inveja besta é travestida de 'apologética'.

CONTINUA NA (PARTE 4)

Paulo Teixeira disse...

(PARTE 4) Ao Danilo Fernandes

Essa turma preferida por ti, como os Hernandes, Macedo, Valdomiro, Malafaia, Valadão e outros mais estão todos na mídia e tem acesso às massas, e certamente isto deve te deixar muuuuuuito chateado. Deve até perder o sono ou quem sabe beber um "veuve clicquot milesimè", de U$ 400 (algo bem "nobre" para um defensor do evangelho puro e genuíno). (Se procurar no Google por "veuve clicquot milesimè Genizah", algo poderá ser encontrado).

Tem um desses pregadores neopentecostais que você não ataca nem faz chacota, por questão pessoal sua, devido o tal líder ter sido amigo ou até ter sido consagrado ao ministério pelo pai de um de seus colaboradores. Ou seja, pacto de amigos (Referi-me a neopentecostal RR Soares. Este foi consagrado ao ministério pelo pai de um dos colaboradores do blog Genizah).

Sou eu porventura um pastor presbiteriano fundamentalista? (fiz alusão ao um blog 'fake', onde o autor se passa por 'pastor presbiteriano fundamentalista', mas que através de pesquisa nos registros de domínio descobriu-se que o 'fake' na verdade estava registrado em nome de Danilo Fernandes). Lembra?

Cara, eu não preciso dessas sujeiras. Não vivo em torno dessas palhaçadas.

CONTINUA NA (PARTE 5)

Paulo Teixeira disse...

(PARTE 5) Ao Danilo Fernandes


Não preciso ter ao meu lado gente que se diz apologeta, mas só escreve aquilo que lhe interessa (referi-me aos apologetas relativos, aos parciais, aos politicamente corretos, que são colaboradores deles e que conseguem enganar muita gente que não tem discernimento espiritual).

Por que você ou seus colaboradores não escrevem, por exemplo, em defesa do evangelho e até estimulem um debate público sobre "MAÇONARIA VERSUS EVANGÉLICOS" ou mesmo sobre "PASTORES ADÚLTEROS" (aqueles que trocam de esposa, vão para a secretária, depois abandonam-na e partem para outra e por aí vai ...). Porventura há rabo preso em relação aos temas? Tem coragem?

E mais, seja competente. Não discuta comigo, como orientou o filósofo francês. Não responda a essa mensagem, apenas leia.

Envio-lhe uma mensagem bumerangue: "Mire no Alvo mais alto. Oro por tua alma, para que encontres motivação de crescer somente Naquele que é o Justo".

Ressalto: não responda a essa mensagem, apenas leia. (até coloquei como anônimo)".

Paulo (www.holofote.net). """

Após isto o cara 'apologeta' se calou.

Fato é que quando percebem que verdades virão à tona, alguns preferem recuar.


Muita gente precisa saber realmente qual é a fisolofia do blog Genizah.

Danilo "bateu" na Assembleia de Deus que erroneamente deixou distribuir uma revista de palavras cruzadas onde diz que Jônatas era AMANTE de Davi, mas NUNCA, NUNCA, NUNCA mostrou as ligações de líderes 'protestantes' progressistas-liberais que defendem o "casamento gay", a exemplo do reverendo de São Paulo, da Igreja Anglicana, que está esperando a aprovação da lei do 'casamento gay' para fazê-lo em sua denominação.

Nunca o Danilo publicou sobre o Arcebispo Anglicano de Ribeiro Preto (SP) que disse que Davi era gay.

E o outro Anglicano brasileiro que disse que a orientação sexual de alguém não interfere em sua salvação, hein! Por que o "apologeta" omite-se. Fica pianinho.

Idevam disse...

E um outro "jesus" e um outro evangelho

e o evangelho da perdição

Pai da fé disse...

COLOQUEI ESTE COMENTÁRIO LA NO OBSERVADOR "CRISTÃO" VAMOS VER SE É PUBLICADO:

ABAIXO O COMENTÁRIO POSTADO LÁ:

"
Olha só mas que palhaçada, vocês são hipócritas, não?
Se um homem tem obras más, quando ele morre, vamos elogia-lo?

A palavra de um cristão é sim sim não não. Vocês estão apoiando um homem como Danilo? Um falso cristão? Um homem que vive de chocarrices?

Que é piegas? Danilo não é cristão, ele tem apenas aparência de piedade, mas nega a eficácia dela.

Não se trata de política, mas de uso da igreja para politicagem que era oq o tal do bispo fazia.

Não estou feliz com a morte dele, mas não posso ser hipócrita.

Caiam na real e perguntem a DEUS se oq vcs estão fazendo está correto.

E o amor é este: que andemos segundo os seus mandamentos. Este é o mandamento, como já desde o princípio ouvistes, que andeis nele.
Porque já muitos enganadores entraram no mundo, os quais não confessam que Jesus Cristo veio em carne. Este tal é o enganador e o anticristo.
Olhai por vós mesmos, para que não percamos o que temos ganho, antes recebamos o inteiro galardão.
Todo aquele que prevarica, e não persevera na doutrina de Cristo, não tem a Deus. Quem persevera na doutrina de Cristo, esse tem tanto ao Pai como ao Filho.
Se alguém vem ter convosco, e não traz esta doutrina, não o recebais em casa, nem tampouco o saudeis.
Porque quem o saúda tem parte nas suas más obras.
(2 João 1:6-11)
"

ÉLQUISSON disse...

Achei interessante o episódio que o presbítero Valdomiro citou da sua época de jovem, quando o pastor da igreja dele disse que muitos iriam denegrir a Palavra do Senhor (e seriam influenciados por idéias diabólicas).

Se o presbítero Valdomiro me permite, eu diria (com todo respeito à atual idade dele) que, antes dele e do pastor nascerem, o apóstolo Paulo já havia alertado sobre isso há muito mais tempo:

"Ninguém, de forma nenhuma, vos engane; pois não será assim sem que antes venha a apostasia e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, o qual se opõe e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de modo que se assentará como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus" (2 Tessalonicenses 2:3–4)

"Mas o Espírito expressamente adverte que em tempos posteriores muitos apostatarão da fé, e darão ouvidos aos espíritos enganadores e às doutrinas de demônios" (1 Timóteo 4:1)

Eu pergunto: o que está acontecendo hoje com muitas pessoas (e igrejas) que se dizem cristãs não é a confirmação destas palavras do apóstolo Paulo?

E por que tudo isso está acontecendo? Por uma razão muito simples: enquanto os que se dizem servos de Deus estão dormindo (e estão tolerando o pecado, e outras idéias anti-cristãs), o diabo e os demônios estão muito bem acordados (e estão atacando impiedosamente a tudo e a todos)!

Uma coisa é certa: quando Jesus voltar, a Sua igreja terá que se apresentar a Ele com as vestes limpas (isto é, sem a mancha do pecado). É como bem disse o apóstolo Paulo:

"Para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela Palavra, para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível" (Efésios 5:26–27)

O que está realmente faltando para muitas pessoas e igrejas que se dizem cristãs é um compromisso sério com a obediência à Palavra de Deus. Falando num tom bem direto: o verdadeiro cristão tem que fazer a diferença onde estiver. Novamente o apóstolo Paulo se manifesta:

"Fazei todas as coisas sem murmurações nem contendas; Para que sejais irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis, no meio de uma geração corrompida e perversa, entre a qual resplandeceis como astros no mundo" (Filipenses 2:14–15)

"E não vos conformeis com este mundo; mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, perfeita e agradável vontade de Deus" (Romanos 12:2)

De uma coisa eu tenho certeza: a cada dia que passa, a volta de Jesus está ficando cada vez mais próxima. O cerco está se fechando, e fatalmente vai chegar o dia em que muitos que se dizem cristãos serão postos à prova para saber quem realmente é cristão de verdade (e não só de boca)! E quantos estarão preparados para este dia?

Para finalizar minha mensagem, cito as palavras que o apóstolo Paulo recomenda aos cristãos para terem segurança somente na Palavra de Deus:

"Revesti-vos da armadura de Deus, para vos manterdes firmes contra as astutas ciladas do diabo; porque temos uma luta que não é contra a carne e o sangue, mas contra os principados, as potestades, os príncipes das trevas deste século, e as hostes espirituais da maldade nos lugares celestiais" (Efésios 6:11–12)

Alguém concorda comigo?

Wesley Moreira disse...

A Missão Integral e a Teologia da Libertação é para essa turma de teólogos a via alternativa que eles mesmo criaram para si ao gnosticismo e ateísmo. Quando olham para as injustiças do mundo e por não entenderem o que acontece, criaram para si mesmos um evangelho alternativo para satisfazer sua incredulidade em relação ao evangelho de Jesus. Por que tanta injustiça no mundo? Mais ou menos o que fez João Batista quando preso e injustiçado mandou perguntar a Jesus És tu aquele que havia de vir, ou havemos de esperar outro? Mateus 11:3
Eles são pessoas sem fé. Por desconhecerem o poder de Deus através do evangelho da fé, buscaram para si um evangelho politico-doutirnario que tem suas bases não na fé mas no marxismo. Estes por desconhecerem os milagre eo poder atuante do Espírito Santo que transforma vidas acreditam que a solução para o mundo é a combinação de um supletivo educacional com um prato de arroz com feijão. Por ignorarem o poder transformador de Deus, por ignorarem a Vinda do Reino, buscam pela via política aquilo que sua pouca fé não alcança. São materialistas em relação a vida e místicos em relação ao evangelho da bíblia. São adeptos do Materialismo a saber creêm no darwinismo e a evolução das espécies, defendem o aborto, a liberação das drogas, casamentos gays, defendem o divórcio, e qualquer teoria humanista que ignore o homem como ser moral e espiritual criado a semelhança de Deus. Para eles somos apenas animais compartilhando o mundo com outros animais. A maioria deles são crêem nem em céu ou inferno, nem no Edem, nem em anjos e nem profecias e muito menos em milagres. Geralmente eles são professores e sacerdotes, sem experiência alguma em vencer pela fé. São eternos funcionários dependentes de instituições que os pagam para teorizar sem nunca experimentar. Ignoram como é mundo lá fora o que os leva a utopia teorização da criação de um mundo justo através do controle forçado da população por um governo central. Se tivessem fé, eles aguardariam a manifestaçãp dp Reino de Deus através do nosso Messias que está as portas. Se alguém não ama ao Senhor, seja anátema! Maranata!

Anônimo disse...

Genizah e viadagem tudo haver, o que esperar de um calvinista? Para eles a culpa de tudo é de Deus! O calvinismo aprova o homossexualismo, pois se todos nascem predestinados o gay não tem culpa de ser gay foi o Deus calvinista na sua soberana loucura quem fez isso, O GAY não teve livre arbítrio para escolher, não é assim que prega essa doutrina demoníaca. Por isso o Wyllys agora é calvinista desde de menininha, aos cristãos de verdade um convite, VAMOS FORMAR MILITÂNCIAS PRO FAMÍLIAS DE UMA PARTE A OUTRA DO BRASIL, e se é guerra que os boiolas querem é guerra que eles terão, e ô viado que estiver lendo esse comentário a guerra aqui é dentro dos parâmetros da legalidade civil, dos direitos dos cidadãos, esclareci para que não não torçam minhas palavras como torcem as do Malafaia, abaixo ao Gayzismo, abaixo ao Genilixo, viva a família, Deus te abençoe grande varão de Deus Julio Severo!

Norma Brecht

MARIA disse...

Esse pessoal do Genizah é detestável, todos eles. Eu tenho horror a tudo que eles fazem. Ainda que houvesse algum fato correto, partindo deles, qualquer coisa é totalmente rejeitável. É uma gente zombeteira, que nada tem com Deus e nunca tiveram o Espirito Santo, como se pode ver pelo que sai deles. Eles tem um conhecimento cristão apenas no "intelecto", e mesmo assim um pobre conhecimento. É uma gente sordida, de todo reprovaveis!

Pai da fé disse...

Norma Brecht,

Não é bem assim e cuidado com suas palavras, para não acabar blasfemando.

DEUS te abençoe.

Julio Severo disse...

A questão, "Pai da Fé", é que essa "Norma Brecht" é essencialmente uma anônima, e pode ser até alguém diferente tentando semear confusão. Então, precisamos pedir para que a senhora Norma, se for uma identidade real, poste com uma identide de real, tipo Facebook, etc.

Em todo caso, moderação na linguagem é sempre bom.

Anônimo disse...

concordo com a "Norma Brecht" o calvinismo é uma doutrina demoníaca, criada para manipular leigos, para que todos se conformem com tudo pois tudo foi predestinado, se vc discorda Julio pare seu protesto, pois não precisa vc protestar pois já está tudo predestinado, não perca tempo protestando, e esse tal de "pai da fé" deixe de ser petulante, acha que a "Norma" blasfemou por falar do calvinismo? blasfêmia é o calvinismo! E o Deus calvinista não tem nada de justo ou de bom, é um déspota manipulador filho de agostinho e criado por calvino, senhor de todas as desgraceiras, pois se tudo está predestinado e não há escolha, a culpa de todo mal é de quem predestinou, no caso o Deus calvinista. o gay, o estuprador, o pedófilo, os assassinos tem culpa de quê? se foram predestinado segundo essa doutrina infernal, eles não tem culpa nenhuma, apenas seguem as ordens do Deus que os predestinou pois não escolheram ser quem são, foram predestinados! se eu tivesse que crer no calvinismo preferiria seguir o diabo pois ele sim estaria certo em protestar contra esse Deus manipulador, escrevo essas palavras com paz em mim, pois sei em quem tenho crido, no cristo que não encenou um teatro na cruz, mais deu ao homem uma escolha de ser salvo através do amor dele e de seu sangue, um forte abraço Julio, não quero ofende-lo pois o amo em cristo e divulgo seu blog para pessoas de nosso país e fora dele, não me leve a mal.

Mauro Fonseca da Silva

obs: não conheço a "Norma" mais concordo com ela no que tange o calvinismo, quanto as expressões usadas se dirigindo aos gays entendo ate sua revolta com a perseguição anti-cristã, e por isso devemos tirar por menos, mas blasfêmia é piada, calvinista deslumbrado aff.

Julio Severo disse...

Transcrevo aqui resposta que dei a um amigo do Pr. Renato Vargens que me escreveu rejeitando meu artigo. Por questão de privacidade, omito o nome e outras informações pessoais que comprometam a identidade do destinatário:

Caro irmão

Acho que se você pudesse ter lido meu texto com olhos de objetividade, sem ter levado em consideração que um dos criticados foi Vargens, você poderia ter chegado a uma conclusão melhor. Provavelmente, aconteceu com você o que acontece quando alguém vê um amigo ou irmão sendo criticado pelo Vargens. Nessa base, vendo os textos pelos olhos da amizade, turva-se a capacidade de compreensão, colocando o emocionalismo no volante e o resto são interpretações pessoais.

O caso é simples: Os liberais teológicos usaram material do Vargens contra mim. Como é que então sou chamado a prestar contas quanto ao tom da minha resposta?

Não fica bem pois insinuar que eu agrido sem razão ou interpretar que tenho motivações ou alegria com a morte de um esquerdista. Escrevi meu texto com bases em deslizes evidentes do Genizah, Vargens e outros, não com base em subjetivismos.

A morte de Robinson é, sim, trágica e lamentável, mas como deixei muito claro, se Genizah e outros têm o direito de apontar que ele foi um profeta, eu tenho o direito de apontar o reverso, embora eu não tenha dito explicitamente que ele era um falso profeta — que de fato era. Mas a questão não é essa. O que está em questão é que Vargens deu um respaldo trágico, lamentável e inadmissível à obra de Robinson, e esse respaldo foi usado contra mim. Portanto, não fica bem desviar o assunto. Afinal, o atingido não foi você. E não é a primeira vez que refuto ataques do Genizah.

Seria pois insensibilidade você pensar que só porque o Vargens é amigo, toda crítica contra ele é inaceitável ou que ele é perfeito ou que trabalhei em cima de meras conjecturas...

Os deslizes do Vargens nas questões que apontei são recorrentes, e tudo o que fiz foi simplesmente apresentá-los, sendo que o próprio Vargens nunca pôde ou quis escondê-los.

O que é mais triste nessa situação é que o pessoal do Vargens se importa muito mais com o tom da minha crítica (como se eu tivesse de me expressar exatamente como você e outros gostariam), do que com as escorregadas recorrentes do Vargens, que, aparentemente, está acima de qualquer crítica (ao menos pelo que se vê no comportamento de certos líderes próximos a ele).

No mais, minhas críticas se referem estritamente ao trabalho do Vargens, suas ênfases e omissões, algo que, inclusive, pode ser medido e verificado, e qualquer analista de conteúdo minimamente objetivo sabe fazer isso.

Antes de se especular sobre as minhas motivações, num caso sério como esse onde um texto do Vargens foi usado para respaldar um ataque contra mim, você e outros, por amor a Cristo ou pelo menos por amor à honestidade, deveriam especular também sobre as motivações e convicções do pr. Vargens. Os frutos estão aí. E eu estou sentindo-os na própria pele.

Em nenhuma das vezes em que fui atacado pelo Genizah (e já são várias vezes), recebi um email seu dizendo: “Julio, quero encorajá-lo, pois sei que é difícil ser atacado por todos os lados”.

Afinal, o Genizah é um site de calúnia e desinformação sistemática, com uma ampla rede de colaboradores, que vão dos maquiavélicos aproveitadores e beneficiários aos idiotas úteis dos bloguezinhos com poucos acessos, mas muita verborragia e “estilo”...

Durante todos esses ataques, quantas vezes recebi um email seu dando apoio ou pelo menos encorajamento?

Não estou lhe mandando esta resposta para julgá-lo, mas apenas para ajudá-lo a refletir que, se neste momento em que precisei criticar as posturas do Vargens, você viu acima de tudo o amigo Vargens, eu gostaria que em todas as lutas que tive e estou tendo com o Genizah e pessoas muito próximas do Vargens você também pudesse ver acima de tudo o amigo Julio.

Acima de amizades, comigo ou Vargens, coloque Jesus acima de tudo, e seus olhos verão o que é justo, correto e santo aos olhos de Deus.
Em Cristo,

Anônimo disse...

Irmão vou te relatar nunca tinha ouvido falar do ex pastor Caio Fábio e muito menos do blog Genizh até de você mesmo não sabia quem era o Julio Severo?
O ativista cristão evangélico falavam tanto na internet de ti depois aos poucos conhecia seu blog e vêm pra cá saber quem eras tú e seu trabalho.
Do Caio Fábio,quer dizer chamam na net por aí "caído fábio" por causa da queda do pecado adultério esse soube dele no site (notícias gospel+).
Semana passada foi primeira vez e última que entrei nesse tal blog Genizah curiosidade mesmo saber quem era eles eu achei um HORROR verdadeiro escarneio do evangelho de Cristo e do nosso SENHOR DEUS eles dizem "cristãos" tentei vêr SENHOR JESUS CRISTO lá nos textos e nuns vídeos da entrevista tive estômago para assistir vêr que eles pensam fizeram pouco tempo com ex pastor Caio que derrota cara parece um pai de santo "evangélico"cara de caído mesmo cara só fala do passado parece um museu que fez isso e aquilo vc vê que pecado não faz e pior de tudo nessa entrevista deixou claro ele NÃO SE ARREPENDE DE TER ADULTERADO E TER TRAÍDO A SUA EX ESPOSA COM LINGUAJAR TODO MODERNO NO MUNDO A SOU AMIGO DA MINHA EX ELA VIVE NA MINHA CASA ETC... ALI FOI ÁPICE ACHEI ABSURDO QUANDO ELE FOI PERGUNTADO POR UM GORDINHO DEBOCHADO E TAL FALAM TANTO TAL DANILO SOBRE ISSO DO PECADO QUE DERRUBOU NÃO SE ARREPENDEU E NÃO DÁ PRA SENTIR NO PAPO DELE O "GENUÍNO ARREPENDIMENTO" DE CONSERTO FALA ISSO COMO TIVESSE COMETIDO ALGO NADA DE ERRADO MAIS A PALAVRA DE DEUS É CLARA QUEM COMETE "ADULTÉRIO" NÃO SE ARREPENDE TÁ NA LISTA NÃO ENTRAM NO REINO DE DEUS FOI INFIEL A MULHER DA SUA MOCIDADE E SUA ALIANÇA.
O cara parou no tempo me mostra uma certa inveja e ressentido das outras denominações evangélicas principalmente o alvo deles de ataque são líderes NEOPETENCOSTAIS, achei essa turminha bem do lado do mal mesmo parecem ser mais soldados de SATÃ fazendo papel de ACUSADORES só, apontando erros dos outros caras de piedosos parecem cordeiros mais são verdadeiros LOBOS. Ester!!!!!

EZEQUIAS A. MARINS disse...

Conheço Renato Vargens há quase dez anos e não o vejo como um "esquerdista" ou como membro de alguma agremiação teológica que defenda valores que depõem contra a familia e ao Estado de Direito. Ele é centrado nas Escrituras, e se posiciona a favor dos fatos históricos com rigor cristocêntrico. A sua nota pelo falecimento de Robinson Cavalcanti, foi muito na direção do que eu escrevi em meu blog (www.ezequiaspastor.blogspot.com), pois tratou-se de uma séria (e triste) questão familiar!

Eliel Simão disse...

Temos que mudar a situação brasileira, saindo do silêncio, fazendo a nossa parte (somos a Igreja do Senhor Jesus Cristo e temos que agir - Foi isso que Deus nos mandou fazer). Somos nós, a Igreja, que fomos colocados na Terra para resistir as obras do diabo.

"Porque já o mistério da injustiça opera; somente há um que agora resiste até que do meio seja tirado;" (II Tessalonicenses 2 : 7)

A Igreja de Jesus Cristo ainda está na Terra e precisa resistir ao diabo e aos erros praticados e ensinados por seus maléficos seguidores. Resistamos agora (não amanhã), pregando, defendendo e anunciando A VERDADE de Cristo Jesus, O Evangelho (o único Evangelho).

" Filhinhos, é já a última hora; e, como ouvistes que vem o anticristo, também agora muitos se têm feito anticristos, por onde conhecemos que é já a última hora. Saíram de nós, mas não eram de nós; porque, se fossem de nós, ficariam conosco; mas isto é para que se manifestasse que não são todos de nós." (I João 2 : 18, 19 __ A Bíblia Sagrada)

CONCORDO PLENAMENTE COM AS SEGUINTES PALAVRAS DO ESCRITOR JÚLIO SEVERO: "Os telepastores responsáveis pela Marcha para Jesus são imperfeitos, mas, quer gostemos ou não, o próprio PT já reconheceu que hoje a única oposição ao socialismo no Brasil são as posições conservadoras de telepastores como Silas Malafaia e R.R. Soares que, ao serem confrontados com questões de aborto e homossexualismo, falam publicamente o que o PT não quer ouvir, falam o que está na Bíblia e educam suas imensas audiências na defesa da família, atrapalhando assim a hegemonia imoral da revolução marxista no Brasil."

Thiago Souza disse...

Ao Mauro Fonseca da Silva e à Norma Brecht: vocês não conhecem a doutrina bíblica para acusarem o calvinismo de demoníaco. Ou vocês chamariam de demoníaco o seguinte versículo: "Ou não tem o oleiro direito sobre a massa, para do mesmo barro fazer um vaso para honra e outro para desonra" (Rm 9.21)? Existe sim liberdade humana, mas ela foi manchada pelo pecado, o que não tira de homens a responsabilidade por seus pecados. Sejam mais moderados no falar, e estudem mais a Palavra. Não é contra o calvinismo que devemos lutar, mas contra as ideologias que de fato corrompem o cristianismo - o esquerdismo, o abortismo, o gayzismo, a Missão Integral etc.

Anônimo disse...

Julio, paz e graça. Será que Vargens rompeu com a TMI? http://renatovargens.blogspot.com.br/2014/03/uma-pequena-nota-sobre-missao-integral.html

Julio Severo disse...

Já tratei dessa nota do Vargens aqui. Veja:

Congresso Internacional da Teologia da Missão Integral e a IPB