6 de fevereiro de 2012

Silas Malafaia e seu apoio a FHC, Lula e Serra

Silas Malafaia e seu apoio a FHC, Lula e Serra

Na ausência de um profeta Elias ou de um João Batista no Brasil, façamos o que Jesus nos ensinou: “Por isso vocês devem obedecer e seguir tudo o que eles dizem. Mas não imitem as suas ações, pois eles não fazem o que ensinam.”

Julio Severo
“Acabe para rei de Israel. Apoio: Profeta Elias”. Tal mensagem jamais poderia aparecer num cartaz político do Israel antigo, não só porque não havia cartazes naquele tempo, mas também porque o profeta Elias nunca apoiou politicamente o rei Acabe.
A missão de Elias era chegar ao rei e dizer: “Assim diz o Senhor…” E ele cumpria fielmente seu chamado, entregando recados divinos, que eram geralmente repreensões.
Os profetas de Deus davam a vida por seus ministérios. Eles falavam aos reis o que deveria ser falado, doesse a quem doesse. E doía mesmo. E eles pagavam caro.
Consigo imaginar Elias nos nossos dias, chegando a FHC e Lula, e dizendo com autoridade: “Você está em pecado contra Deus e contra o povo do Brasil. Seu governo está promovendo o aborto e o homossexualismo, que são abominações diante de Deus. Arrependa-se e cesse suas políticas de iniquidades!”
Posso ver esses homens vermelhos ficando mais vermelhos, de fúria, e dizendo: “Insolente! Como ousa, como se atreve a me repreender? Só por isso, mandarei cancelar sua concessão de rádio e TV. Seu programa de TV já era!”
Assim, Elias quebraria completamente a tradição no Brasil de líderes evangélicos que apoiam políticos a fim de receber favores. As repreensões proféticas de Elias aos governantes o fariam perder tudo!
Contudo, o Brasil não tem nenhum líder cristão com essa ousadia diante dos “reis”. Todos os pastores, bispos e outros líderes só se aproximam dos “reis” do Brasil para ganhar favores, de uma forma ou e outra, não para entregar recados divinos, muito menos repreensões divinas!
Por que entregar recados e perder tudo?
Temos uma missão a cumprir, até mesmo no meio político, mas muitas vezes nos esquecemos, e Deus pode usar as pessoas mais inesperadas para nos lembrar de nosso chamado.
Reinaldo Azevedo se tornou uma dessas pessoas. Ele é um católico que trabalha como colunista da revista Veja. Ele apoia a adoção de crianças por duplas gays. Ele não é profeta, mas ele fez algumas “revelações” que são importantes para os cristãos do Brasil. Ele declarou que um dos homens mais sinistros do PT:
1. Revelou que não existe mais oposição nenhuma para o avanço das metas do PT no Brasil. A oposição ao PT está liquidada.
2. Deixou claro que hoje a única oposição são as igrejas midiáticas — que pertencem, majoritariamente, aos pastores neopentecostais.
3. Declarou que o PT está se preparando para um confronto com essas igrejas midiáticas.
Eu gostaria que houvesse no Brasil alguns Elias para esse confronto, homens com a integridade de João Batista, que não teve medo nenhum de dizer a um rei: “Você está pecando contra a Lei de Deus ao cometer adultério!”
O PT, com sua obsessão de institucionalizar o aborto e o homossexualismo, está se preparando para um futuro confronto com as igrejas, porém não temos nenhum Elias nem João Batista.
Tudo o que temos, em linhas gerais, são dois tipos de evangélicos:
1. Igrejas e líderes que seguem o PT por oportunismo, para não perderem suas rádios e TVs. A maioria deles são neopentecostais.
2. Igrejas e líderes que seguem o PT porque, descaradamente ou não, são petistas por entendimento ideológico. A maioria deles não são neopentecostais.
É dentro dessa realidade de liderança espiritualmente enferma que os evangélicos do Brasil têm de atuar.
Em resposta às declarações do homem sinistro do PT, Silas Malafaia se pronunciou dizendo: “Não demonizo partido político nenhum. Como todos sabem, já votei em Fernando Henrique, Lula e Serra.”
Malafaia: Mais do que só votos para conhecidos políticos anti-família
Pode uma declaração assim refletir o espírito de um profeta? Elias nunca teve seu nome registrado num cartaz de apoio político ao rei Acabe. Em contraste, Malafaia não apenas votou em políticos pró-aborto e pró-homossexualismo. Só isso já seria um erro suficientemente preocupante para um líder cristão. Ele fez muito mais do que isso: ele deu seu nome para panfletos de apoio a esses políticos. Ele levou, por seu mau exemplo, multidões de pessoas a votar nos políticos mais pró-aborto e pró-homossexualismo do Brasil e do Rio de Janeiro. Foi, por exemplo, o que ocorreu em 2002, onde ele, junto com muitos outros líderes evangélicos, assinou documento público de apoio a Lula, com todas as consequências que hoje conhecemos muito bem e que um profeta genuíno teria visto de longe.
Naquela época, denunciei a aliança evangélica pró-Lula que envolvia a união de igrejas tradicionais (Nilson Fanini, Guilhermino Cunha, Robinson Cavalcante, etc.), pentecostais (Jabes Alencar, Silas Malafaia, etc.) e neopentecostais (Marcelo Crivella, Estevam Hernandes, Robson Rodovalho, etc.).
Enquanto os líderes evangélicos mais poderosos do Brasil estavam apoiando Lula e o futuro governo petista, eu estava clamando no deserto. (Em 2002, o presidente de uma denominação evangélica chegou a exigir que eu não mais lhe enviasse e-mails “criticando” Lula e seu histórico ideológico, deixando claro que ele, como membro de carteirinha do PT, estava muito ofendido com meus alertas.)
Mesmo depois de ver todos os ataques à família brasileira no primeiro mandato de Lula, Malafaia apoiou sua reeleição, mostrando um lado obstinado e cego de seu caráter evangélico. Nessa altura, em 2006, a obsessão pró-homossexualismo de Lula estava bem patente, nacional e internacionalmente. Se ele estava tentando ser um moderno rei Acabe, ele conseguiu. Ainda assim, em vez de levar um recado de repreensão para Lula, Malafaia preferiu, conscientemente e bem informado, levar apoio político. Se ele estava tentando ser um profeta, não conseguiu.
Manifesto evangélico publicado, em 2002, no site do PT, com lista parcial dos pastores que assinaram. Nome de Malafaia consta como um dos primeiros. O manifesto foi transformado em panfleto e distribuído às igrejas.
Por isso, o certo não era Malafaia dizer limitadamente em sua declaração pública: “Votei em Fernando Henrique, Lula e Serra” — esquecendo-se de mencionar Sérgio Cabral, o governador mais pró-aborto e pró-homossexualismo da história do Rio de Janeiro.
A declaração de Malafaia deveria incluir o que ele realmente fez: “Votei, apoiei e promovi, com meu nome assinado, todas essas criaturas, inclusive Lula, o presidente mais pró-aborto e pró-homossexualismo da história do Brasil”. Ele também deveria ter dito: “Incentivei multidões de pessoas a votar nos políticos mais pró-aborto e pró-homossexualismo da história do Brasil e do Rio de Janeiro”. Seria duro confirmar essa verdade, assim como seria desagradável Elias dizer: “Eu, como profeta do Senhor, votei, apoiei e promovi, com meu nome assinado, Acabe, o rei mais pró-aborto e pró-homossexualismo da história de Israel, e incentivei todo o povo de Israel e votar nele”.
Malafaia também disse: “Voto em pessoas e não em partidos”. Isso justifica votar, apoiar e promover sistematicamente pessoas que têm histórico ideológico contra a família e contra o Cristianismo? Isso justifica incentivar multidões de evangélicos a votar em pessoas que têm histórico ideológico contra a família e contra o Cristianismo?
É paranoico lutar contra o aborto e o homossexualismo e votar, apoiar e promover políticos que promovem esses males. É igualmente paranoico lutar contra o aborto e o homossexualismo e incentivar igrejas a votar nesses políticos. É como alguém que luta contra um grande incêndio, mas de vez em quando joga gasolina na fogueira. É como ver um cão correndo tentando agarrar o próprio rabo.
Elias era um homem que lutava contra os incêndios da iniquidade social sem jogar gasolina na fogueira. Mas o Brasil não tem esse tipo de homem.
O que o Brasil tem, majoritariamente, são 1) cristãos que votam e promovem o PT ou outros partidos socialistas (PSDB, PSOL, etc.) e se calam, e 2) cristãos que votam e promovem o PT ou outros partidos socialistas (PSDB, PSOL, etc.) e não se calam.
Ficar em silêncio diante da institucionalização do pecado é pecado! Abrir a boca contra a institucionalização do pecado e promover quem a faz é melhor do que o silêncio, mas é também pecado.
Entretanto, como o Brasil não tem um Elias ou João Batista, ficamos com a opção imperfeita de apoiar líderes cristãos que pelo menos abrem a boca. Esse é o caso de Malafaia. Embora ele tenha jogado muita gasolina na fogueira que está combatendo, pelo menos ele não está como muitos outros, que igualmente jogaram muita gasolina na fogueira e hoje silenciam ou amenizam os perigos da fogueira.
Claro que o Brasil precisa de um homem que abra a boca sem jogar gasolina na fogueira. Esse seria o ideal de Deus. Um homem que denuncia o pecado e diz aos “reis” do Brasil: “Assim diz o Senhor”. Um homem que, mesmo perdendo suas concessões de rádio e TV, proclamaria suas mensagens nas esquinas das ruas ou nas esquinas da internet.
Na ausência de um profeta Elias ou de um João Batista no Brasil, façamos o que Jesus nos ensinou:
“Por isso vocês devem obedecer e seguir tudo o que eles dizem. Porém não imitem as suas ações, pois eles não fazem o que ensinam.” (Mateus 23:3 BLH)
Essas palavras de Jesus podem também ser parafraseadas assim:
“Por isso vocês devem obedecer e seguir tudo o que eles dizem em defesa da família. Mas não imitem as suas ações de votar, apoiar e promover políticos anti-família, pois eles não fazem o que ensinam.”
Uns consentem só com ações; outros com palavras e ações. Portanto, saibamos discernir o que fazer diante das omissões totais ou parciais.
Quando eles nos ensinarem contra o aborto e o homossexualismo, ouçamos e pratiquemos.
Mas não imitemos as ações deles. Quando eles votarem em políticos anti-família, não os imitemos.
Quando eles apoiarem e promoverem políticos anti-família, não os imitemos.
Lembremo-nos de suas palavras e mensagens em defesa da família, mas não imitemos o que fazem em épocas de eleição, jogando gasolina na fogueira. Ignoremos completamente suas irresponsáveis indicações políticas quando não praticam o que pregam. Afinal, essa foi a ordem de Jesus: seguir o que eles ensinam de bom e não imitar o que fazem de hipócrita.
Por isso, em obediência às palavras de Jesus, sigamos tudo o que Malafaia e outros ensinam sobre aborto e homossexualismo, mas não imitemos suas ações. Defendamos tudo o que Malafaia ensina em defesa da família, mas não o imitemos quando ele joga gasolina na fogueira. Pelo contrário, vamos jogar água na fogueira, repudiando indicações políticas irresponsáveis.
Este artigo não é uma crítica, mas um esclarecimento necessário após várias defesas que fiz da postura antiaborto e anti-homossexualismo de Malafaia.
Ele está indo muito bem na defesa da família. Só suas fraquezas políticas é que têm sido uma grande armadilha para ele e para os evangélicos do Brasil.
Em matéria de valores morais, Malafaia tem sido um excelente conservador: ele tem conservado muito bem os padrões bíblicos. Mas em matéria de política, ele tem sido tudo, menos bíblico e conservador. Como ministro do Evangelho, seu único papel na política é levar os políticos ímpios a Deus e ao arrependimento, não levar multidões de evangélicos aos políticos ímpios, como ele tem feito sistematicamente.
Apesar de tudo, ajude Malafaia a defender a família, e o Brasil será grandemente abençoado. Mas se você seguir as indicações políticas dele, você poderá acabar jogando gasolina na fogueira, e o Brasil poderá ter outros Lulas e Cabrals, loucamente obcecados pela destruição da família.
Com as palavras de Jesus em mente, publico a postura oficial de Malafaia sobre o confronto que o PT espera com as igrejas evangélicas:
1. Não demonizo partido político nenhum. Como todos sabem, já votei em Fernando Henrique, Lula e Serra. Voto em pessoas e não em partidos, porque todos eles possuem ideologias que ao serem confrontadas com a nossa fé, ficam devendo.
2. Não tenho autoridade para falar em nome dos evangélicos, mas creio que posso interpretar a opinião da maioria. Nós evangélicos não estamos em guerra com nenhum partido político, somos a favor do Estado Laico, das garantias individuais e de ampla liberdade de imprensa.
3.  A questão do PT é que eles defendem a legalização do aborto, das drogas, a união civil homossexual, com destaque para aprovação do PL122, que além de ser uma afronta a Constituição, privilegia os homossexuais. Fora tentar de todas as formas ensinar o homossexualismo nas escolas através do Kit Gay. Isto é o que o PT tem lutado para aprovar no Congresso Nacional, bem como defendido em documentos divulgados pelo partido.
4. Os ideólogos desse partido entre os quais se inclui o senhor Gilberto de Carvalho, não engolem a postura firme dos evangélicos em combater o lixo moral que o PT defende, e para ser justo e honesto, outros partidos políticos defendem a mesma coisa.
5. Se o PT quer confronto com os evangélicos vão perder tempo porque nós não lutamos no dizer do Apóstolo Paulo, contra a carne e o sangue, mas sim contra principados, potestades, príncipe das trevas, hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais. Não estamos disputando ideologicamente nada com ninguém. O que fazemos é pregar o Evangelho que transforma o homem na sua totalidade: biologicamente, psicologicamente, socialmente e espiritualmente. Se isto incomoda o PT, “azar o deles”. Não vamos abrir mão de nossas convicções seja por pressão ou por coptação. A Igreja de Jesus é invencível, quem se levantar contra Ela vai cair.
6. Quero deixar um alerta ao povo evangélico, chamando a atenção da liderança. Os métodos que eles utilizam são dois. Primeiro: ou conquista você com as benécies do poder. Segundo: ou montam dossiês e fabricam calúnias e difamações para desqualificar as pessoas. Não se espantem se amanhã tiver notícias em jornais para incriminar líderes evangélicos, e sem nenhuma presunção, ou orgulho, sei que eu sou um dos principais. Só que ao utilizarem o segundo método vão verificar que o povo de Deus segue a Jesus e não a homens. Isto vai fortalecer a fé do povo e fazer com que a Igreja cresça ainda mais. A história confirma o que acabo de dizer.
7. Quero ser repetitivo para marcar muito bem a minha posição. Não demonizo partido político e se tiver que votar em alguém do PT farei isto sem nenhum problema. Como disse anteriormente, eu voto em pessoas e não em partido político. Por favor, peço ao povo evangélico que divulgue o máximo que puderem toda esta matéria. A Bíblia diz que a única coisa que pode destruir o povo de Deus é a falta de conhecimento (Oseias 4:6). O povo evangélico precisa conhecer o que está acontecendo.

31 comentários:

Paulo disse...

O pastor Silas Malafaia comete seus embaraços políticos e envergonha os evangélicos.

Tanto o PSB quanto o PT tem princípios semelhantes em relação às suas ideologias.

-Em São Paulo (governado faz tempo pelo PSDB), há leis estaduais que nos apavoram. Recentemente um homossexual acionou a Secretaria de Justiça do Governo paulista, pois queria permaneceer em um banheiro feminino, mas foi impedido de continuar lá, por ter o dono da pizzartia tê-lo pedido para sair. Uma lei de 2001, assinada na ocasião pelo então governador Geraldo Alkcmin (PSDB) prevê punição aos estabelecimentos comerciais que tomarem atitudes como o dono da pizzaria tomou em relação ao homossexual.

-O temido Programa Nacional de Direitos Humanos, nas versões 1 e 2, o PNDH/1 e PNDH/2 foram feitos na gestão FHC (PSDB). Já na gestão do PT de Lula, fez-se o aprimoramento dos dois surgindo o PNDH/3.

PRESBÍTERO VALDOMIRO disse...

Sinceramente, não dá para entender a posição do pastor Silas Malafaia. Ele diz que vota em pessoas (e não em partidos). Quem me garante que a pessoa (o político) pertencente a um determinado partido vai pensar diferente do que esse mesmo partido estabelece em suas diretrizes, estatutos ou resoluções? Só aí já vemos a primeira incoerência.

Silas Malafaia pode até ser um excelente defensor dos valores da família; mas, politicamente falando, é mais ignorante do que o pior analfabeto: se deixa enganar pelas aparências, ou melhor, é facilmente influenciado (como muitos outros). Infelizmente, muitos que se dizem servos de Deus estão agindo da mesma forma.

O que realmente está faltando no meio do povo evangélico é pessoas que tenham um verdadeiro compromisso com a Palavra de Deus, e que tenham a mesma coragem de um Elias ou um João Batista para falar, em alto e bom som, as verdades que o povo (e também muitos políticos) estão precisando ouvir!

O verdadeiro servo de Deus sempre defende a verdade, mesmo que isso lhe custe a própria vida. O verdadeiro servo de Deus segue a mesma regra dos antigos mártires da fé cristã: "Antes morrer do que pecar". Em suma, o verdadeiro servo de Deus é corajoso o suficiente para dizer com autoridade: "Importa antes obedecer a Deus do que aos homens" (Atos 5:29)

Se Silas Malafaia seguisse à risca o que ele mesmo diz (que vota em pessoas e não em partidos), ele teria que ter uma postura bem firme para dizer: "Não vou apoiar pessoas que defendem o aborto. Não vou fazer campanha para pessoas que agem contra a Palavra de Deus. Não vou votar em pessoas que são a favor do homossexualismo. Não vou ser cúmplice do pecado. Não me importo de perder o meu programa de televisão. É melhor eu ficar em paz com a minha consciência do que pecar contra Deus". Eu pergunto: quantos, que se dizem servos de Deus, teriam coragem para agir assim?

Se Elias e João Batista estivessem vivos, com certeza eles estariam com vergonha da atuação dos servos de Deus nos dias de hoje! E nem quero imaginar o que o apóstolo Paulo (e principalmente Jesus) diriam diante disso tudo!

Muitos que estão sendo cúmplices do pecado precisam se lembrar deste aviso:

"Cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus" (Romanos 14:12)

Será que muitos que se dizem servos de Deus estão cientes disso?

Deixo esta pergunta no ar para alguém responder na primeira oportunidade!

Fernanda Medeiros disse...

Que coisa ridicula, esses comentarios são insolentes e sem nenhum cabimento, todos os politicos ate mesmo os evangelicos precisam se filiar a partidos e todos são corruptos e sem compromisso diante de Deus e ainda assim a igreja se envolve e prestigia esse tipo de coisa, independentemente de ser PT, a politica corrompe e tenho certeza que Deus não precisa de homens seus, pastores escolhidos para cuidar das ovelhas pra serem politicos e divagarem em camaras e senados, o agir de Deus é sobrenatural, e não depende do nosso agir e não esta aliado ao nosso agir, é soberano. Isso tudo é hipocrisia. A muito tempo atras as igrejas não se envolviam na política e fui ensinada assim durante toda minha vida cristã, ai do nada o PR. Ailton coloca no púpito da igreja em pleno congresso o Governador do Estado de Pernambuco para falar no Santo dos Santos, e todos os babas e hipocritas consideram isso um feito e concordam que foi maravilhoso aos nossos olhos, o que antes era considerado absurdo, ai cortar ou pintar o cabelo é pecado...ah ta!! Irmãos estamos vivendo os últimos tempos e tudo qe há de vir esta bem claro nas escrituras, Deus só vai separar o joio do trigo no juizo final!

Cristiano disse...

Oi Julio,

Quem se eleva demais, leva tombo da mesma proporção. Olha o PayPal envolvido numa fraude internacional. Isso foi publicado hoje no WND.
http://www.wnd.com/2012/02/paypal-american-express-implicated-in-bank-fraud/

Fernando disse...

Essas políticas dos chamados direitos humanos já vem prontas da ONU e servem propósitos globalistas (a tal nova ordem mundial). O buraco é muito mais embaixo.

Sobre pastores midiáticos, eu acho que o espaço na mídia requer muito dinheiro e, para consegui-lo, se fazem alianças escusas. É muito dinheiro para pouco resultado. Muita igreja e pouca conversão. Muito cristianismo e pouco Cristo. Há pastores 24 horas no ar, na televisão e no rádio, mas o Brasil continua o mesmo. Se realmente acreditamos que o evangelho transforma, temos que admitir que o que está sendo pregado não é evangelho.

PROFETA disse...

Veja os frutos do adultero depravado Caio Fabio e seus irmãos namorados como Guilhermino Cunha e outros.

Esse cara é tão desprezivel que mesmo quando em esquecimento total, é relembrado em alguma podridão com ligação ao seu nome.

Caio Fabio, ¿Por qué no te callas?

Frosty (Carlos) disse...

"ficamos com a opção imperfeita" vc disse tudo nessa frase irmão Julio, fazer o q né. realmente não dá pra entender mesmo esse paradoxo do malafaia. "voto em pessoas", não sei o que ele vê de diferença sendo q essas pessoas é q estão trazendo todo esse mal sobre nossa nação. Enquanto isso o jeito é ficar mesmo com a opção imperfeita. Abraço

Loureiro disse...

Prezado Júlio,

Aprecio vários artigos seus e suas colocações. Mas não entendi porque na data de hoje há uma forte crítica ao Pr Silas Malafaia e há cinco dias outro artigo defendendo-o.

Uma das coisas que mais falta à Igreja de Jesus hoje é a unidade. Leio vários blogues cristãos, tanto de brasileiros quanto de estrangeiros. Não concordo com muito do que é escrito, principalmente quando é algo claramente contrário às escrituras. Tenho minhas convicções de fé desde minha infância. Retenho o que é bom e descarto o restante.

Também não concordo com a posição ideológica e política de alguns, mas não me vejo no direito de criticá-los. O melhor que posso fazer (e faço) é pregar a Palavra e ensiná-la onde quer que tenha a oportunidade. Mesmo na igreja da qual faço parte, não concordo com a posição da liderança em vários aspectos, mas não comento isso com ninguém, quando muito com minha esposa, de forma particular.

Bom seria se o povo cristão abençoasse cada um o seu irmão e irmã. Bom seria se nos regozijássemos com o fato do Evangelho ser pregado das mais variadas formas e para todo tipo de gente.

Há poucos dias vi no Facebook a foto de um homem com o rosto totalmente tatuado (e ainda colorido) com a seguinte legenda: Sua igreja me aceita?

Fiquei pensativo. Enquanto lá fora milhões estão desesperados, sem Deus, nós, "filhos de Deus", estamos nos pegando, brigando, amaldiçoando uns aos outros.

Lembro-me da música do Keith Green que ouvi muito na adolescência/juventude: ... the world is sleeping in the dark and the church just can't fight because it's sleeping in the light.

Graça e Paz!

Frosty (Carlos) disse...

Loureiro, eu gosto muito do pastor Silas Malafaia e também defendo-o sempre que posso. Quem dera a maioria dos líderes cristãos tivessem a coragem q ele tem pra se posicionar contra tudo o que está acontecendo de ruim em nosso país. Mas na questão de votar (ou apoiar) o pt também acho q ele está errado porque ele luta contra o que o pt apoia e isso se torna algo realmente difícil de se entender. Um partido é feito de pessoas e se vota em pessoas de um partido ele está votando consciente de que as pessoas seguem a ideologia do partido. Acho que isso tem que ser falado sim, mas nem por isso deixamos de ver o que o Malafaia faz de bom, o que ele tem feito poucos tem tido coragem de fazer =)

MARIA disse...

Lastimavelmente a liderança evangélica no Brasil é politicamente IGNORANTE! Eles realmente não tem a menor ideia dos atores que se movem e do cenário político no Brasil e no mundo. Não fico muito surpresa, quase todos nós fomos vítimas da macabra engenharia social que vem se delineando nas últimas décadas, que faz com que todos fiquem perdidos em meio a discursos e processos hipnóticos que capturam quase todas as mentes. É preciso está muito atento e para se livrar da hipnose promovida por essa gente maligna de esquerda. Eu mesma, às vezes, me pego assombrada com o que tem me chegado a percepção. É uma coisa diabólica! Só acredito porque tenho comprovado. E a maioria das pessoas com quem falo sobre os planos satânicos da esquerda no mundo, incluindo o PT e outros partidos brasileiros, quase ninguém acredita. Acham que estou doida ou exagerando. É algo do inferno mesmo. Mas lastimavelmente, os líderes cristão no Brasil são politicamente ignorantes na mais ampla expressão do termo.

Nil disse...

Hoje ! Nas igrejas um dos versiculos biblicos que encontra mais resistencia e desagrada as pessoas. È tido como versicúlo biblico que não vale para nossa epôca ---- Secúlo XXX__Provérbios 29:2 Quando os justos governam, alegra-se o povo; mas quando o ímpio domina, o povo geme.

A primeira parte do versiculo, as igrejas evangélicas admitem e louvão. Mas ! A segunda parte que diz :""MAS QUANDO O ÍMPIO DOMINA, O POVO GEME.
Isto aí ! As igrejas não gostão. Como na nossa atual epôca__2012__ Os politicos corruptos,comunistas,humanistas,governantes ímpios que promove aborto,homossexualísmo,bruxaria,desprestigião o Cristianismo, MAS APOÃO TODA FORMA DE PAGANISMO E ATÉISMO.

È inconcebível que esses governantes ímpios levarão o povo a gemer. Por causa da opressão e de muitos males que trarão ao povo e a nação.

A segunda parte de Provérbios 29-2 na opinião de muitos está no contexto do Velho Testamento. È valido para o Antigo Israel, assim como as lições dos Bons Reis ou Maus Reis.

O fato da nação brasileira ser governada hoje por ímpios governantes, não trará para o povo, grandes problemas. Pois as coisas são assim mesmo, todo politico é corrupto,sem=vergonha.

Mas ! A verdade é que no decorrer dos anos os problemas tem-se agravado e podem ir para um lado,que ninguém quer.
XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX
Um Ditado muito pouco apreciado nos nossos dias é aquele que diz: """""CADA POVO TEM O GOVERNO QUE MERECE""""". Como cada povo tem o governo que merece ! ? O povo brasileiro não merece o governo que tem. È um povo honesto,trabalhador,alegre,festeiro,criativo. Assim com Bairrismo só tem olhos para supostas virtudes do povo.

Nas Igrejas não se mistura politica com religião. O Ditado também não é bem aceito. Pois as pessoas não aceitão que por culpa delas temos um mal governo.

Sentir-se culpado e confessar a culpa por votar em maus canditados,é uma posiçao muita estranha para pessoas que julgão ter cristo e Deus ao seu lado ,os apoiando. DIGO AO SEU LADO,NÃO COMO SÓ COMO SALVADOR E PROTETOR,MAS OS APOIANDO EM SUAS ATITUDES,OPINIÕES,INTERESSE E CONTRA CRITICAS DE OUTROS.

Mas ! Do Ditado: "'CADA POVO TEM O GOVERNO QUE MERECE''' Gosto muito tem dele por ser de uma franquesa desconcertante e nos dizer exatamente o que está acontecendo na nossa cidade,Estado,Pais.

bjaraujo disse...

Infelizmente essa postura de rendição levará à derrota. Dá para notar o terror nessas palavras polidas.
É melhor que Silas se prepare para a batalha política expondo a verdade sobre o que está acontecendo e com quem estamos lidando (PT e afins).
Infelizmente o Brasil já está rendido, basta ver o que houve em Raposa Terra do Sol com os fazendeiros e como esse governo **** na constituição.
Caros, arrisco dizer que esse governo é satanista: enquanto lhe sorri já te vê completamente destruído; são pessoas simuladas que odeiam a verdade e se misturam para destruir; estão cegos estão, íntimos do mal.
Além da luta política, que apesar de expor a verdade será perdida, é preciso orar e jejuar para que Deus ponha um justo no poder.

bjaraujo disse...

O problema, caro Nil, é que povo está sendo enganado; muitos acreditam estar votando num representante quanto na verdade estão fortalecendo um inimigo mortal.
"todo politico é corrupto,sem=vergonha" isso está longe da realidade mas não vejo como um justo chegaria ao poder no Brasil, por isso: orar e jejuar.

Anônimo disse...

Isso que fez irmão muitos vão criticar mais é um "alerta", para todas as denominações evangélicas no brasil sobre esse ponto se ajuntar na política e não confrontar o "mundo" para ter uma posição em destaque sei lá cada um vai dar conta Deus todas as LIDERANÇAS e como conduziu aqui na terra no juízo final diante de Deus
É muito claro esse pastor da AD esse Senhor Silas ele acaba sendo "contraditório" ele quer agradar a gregos e troianos mesmo tempo combatendo as coisas erradas como ele tem tantos por aí abre a olho a todos e que não levem para o lado sentimental "emocional" da coisa quem vir dá opinião olhe racionalmente o que Júlio Severo quis mostrar vc colocou uma situação séria e importante só Senhor Jesus Cristo na nossa causa viu irmão pergunto?
Será mesmo que já não tem um novo joão batista ou Elias por ai mesmo nos dias atuais? rsrsrsrs
Eu entendo perfeitamente vc não pode se auto intitular pra não cair na vaidade ou na soberba eu acho que vc tem essa unção igual desses profetas.
Tbm de um Antony era político cristão evangélico com mão de ferro atuando no combate da pornografia, contraceptivos etc... atuava mesmo tirando todas essas coisas do seu país barrando mesmo e destruindo esses matérias que a gente vê hoje no brasil livres e soltos não tem uma fiscalização de vc vê trabalhando cadê um novo Antony na política da bancada evangélica brasileira??
Cadê os resultados dos políticos evangélicos que estão na bancada porque não se espelham em Antony cara fazia isso tudo sozinho e aí???? Hoje outro problema que um novo Antony tinha que fazer tbm recolher e destruir cds de funk acham mesmo isso é música concerteza deve embalar as profundezas do inferno e dos demônios só se for.
Tão repugnante me causa nauséas e ascos de ser obrigado a ouvir passar na rua as pessoas tá com som no último volume com aberração dessa ou do seu vizinho aqui no brasil tá assim e imoral,indecente letras da obra prima deles irmão não dá para se expor isso nem escrevendo dá vergonha a mais suja prostituta da face da terra não fazer nem a terça metade a gente ouve.
Eu acho que esgoto acaba se tornando o mais limpinho das barbariddaes que vc é obrigado a ouvir simplismente patético nesse brasil. cont...
Ester!!!!!

Anônimo disse...

Cont...
É triste vê como a humanidade está se perdendo com o pecado de todas as ordens desprezaram totalmente a ter pouquinho valor cristão e aos valores morais, respeito ao próximo e as famílias degradação humana e o diabo usa e abusa do sexo que foi criado por Deus dentro de um casamento algo bonito fruto de um amor,amizade, pureza, santidade, respeito, afeição, admiração de um casal e união aliança de uma casamento de HOMEM & MULHER aí que começa a construção de uma família depois a vinda de filhos.
Satanás, usa o "sexo" hoje de forma deturpar e depravada com slongan do "ficar" promover o sexo livre.
Vejo nesse mundo as pessoas estão como animais e não estão sendo mais seres humanos abraços. Ester!!!!!

Frosty (Carlos) disse...

MARIA, sobre seu comentário eu gostaria de dizer que sempre passo pela mesma coisa quando falo sobre o assunto com as pessoas, sou desacreditado na maioria das vezes. Pior que os líderes da igreja em que congrego são PT de carteirinha e ainda por cima muito desinformados. Mas infelizmente o povo sempre vai dar mais ouvidos ao que os líderes falam e esse é o nosso grande probelma hoje.

bjaraujo disse...

Caro, Loureiro

Denunciar o pecado público (veja bem pecado público, alguém pode confirmar mas se não for, é próximo de heresia) de que se declara cristão é de grande importância pois expõe a verdade ao ignorantes.
Temos que expor a verdade, exortá-los e mostrar aos ignorantes quem eles realmente são (se forem lobos travestidos de cordeiro) sem poupar palavras.
A unidade só é possível quanto todos tem o mesmo objetivo: a Verdade; sem separar o joio do trigo (quanto ambos se distinguem) não há unidade, há auto-engano, é se juntar com pessoas que destruirá quaisquer oportunidade de pregar o verdadeiro evangelho. É um corpo dividido com forçada aparência de unidade.
O cristão que busca e expõe a Verdade está unido a outro com o mesmo propósito(a Verdade), mesmo que nunca tenham se conhecido.

Loureiro disse...

Caro bjaraujo,

Gostaria que você me mostrasse na Bíblia o que é o pecado público.

Saudações.

Anônimo disse...

Prezado Julio Severo, concordo plenamente com o que você coloca neste artigo:

Silas Malafaia, "homofobia" e apoio cristão

http://juliosevero.blogspot.com/2011/03/silas-malafaia-homofobia-e-apoio.html

Trechos:

"Mas reconheço que mesmo com suas imperfeições, Malafaia está fazendo muito mais pela defesa da família do que seus piores críticos."

" Quando ele [Silas Malafaia] apoiou Lula e Serra nas eleições passadas, eu não o segui. Não concordo com suas ligações políticas. Mas, pelo menos na questão da família, ele tem acertado, e por isso eu o apoio.

Que todos aqueles que criticam Malafaia busquem a hombridade de fazer muito mais do que ele tem feito. Que eles façam defesas da família. Que eles façam oposição forte à agenda do aborto e do homossexualismo. Que eles façam tudo o que ele já fez em programas tais como o do Ratinho. "

bjaraujo disse...

Caro, Loureiro
Não lembro de ler na Bíblia a frase 'pecado público' entretanto conhecendo a língua portuguesa e a definição de cada uma dessas palavras é simples concluir que seja o pecado cometido em público, ou seja, já é conhecido, não é ato semi-oculto de que a pessoa tenha se arrependido; geralmente á algo notório de a pessoa ou não se arrepende ou tem orgulho.
Jesus exortou publicamente os fariseus e os que comercializavam no templo.
É importante expor a verdade a quem pecou e aos que observam para que outros não tropecem no engano.

bjaraujo disse...

"Que todos aqueles que criticam Malafaia busquem a hombridade de fazer muito mais do que ele tem feito. Que eles façam defesas da família."
Aqui você se refere à exposição da agenda no governo.

"Que eles façam oposição forte à agenda do aborto e do homossexualismo."
Eis o seguinte:
- O ímpio quer estar no poder;
- Fulano expõe que o partido ao qual o ímpio participa é anti-cristão;
- Fulano apóia o ímpio nas eleições com declarações: "estou com ele", "ele é o cara".
De que adiantou todo espetáculo anterior? O partido conseguiu eleger o ímpio com o apóio de Fulano apesar de suas críticas ao partido.

O resumo da coisa toda é o seguinte: para os perversos(PT e afins) o que importa é chegar ao poder, não importa como, se com boa ou má fama, estando lá muda-se as leis, estraga ainda mais o país e se perpetua no poder.
A defesa de Silas à família é ótima assim com a de Jair Bolsonaro e Demostenes Torres.
Devemos dos juntar a essas pessoas na defesa e exposição da verdade mas quando seu líder (pastor, bispo etc) fizer algum elogio discreto ou largo a algum candidato: ponha um pé atrás, abra um olho e arregale o outro. Tape os ouvidos ao discurso e olhe o fruto eu disse fruto e não ações.

Loureiro disse...

Caro bjaraujo,

Um dos grandes problemas da igreja hoje é a falta de conhecimento da Palavra (Oséias 4.6). Por esta razão, muitos cristãos preferem viver de "achismos". Cada um cria seu próprio "Evangelho", sua própria "Bíblia", que nada tem a ver com a verdadeira e inspirada Escritura, nada tem a ver com os ensinos de Jesus dos profetas ou dos apóstolos. Não podemos inventar coisas.

Saudações.

ÉLQUISSON disse...

O Nil falou uma coisa que me chamou a atenção:

"...cada povo tem o governo que merece..."

Certa vez, eu assisti a um filme onde um homem, em troca de fama e riqueza, vendia a própria alma ao diabo.

E o que o comentário do Nil tem a ver com isso? Tudo a ver!

Vamos aos fatos:

Os políticos corruptos (tanto os do PT, como também os de outros partidos) oferecem o Bolsa–Família para o povo pobre durante as campanhas eleitorais. Como esse mesmo povo não tem conscientização política, todos aceitam isso com a maior naturalidade (como se isso fosse uma coisa correta). Ninguém suspeita que, agindo assim, está vendendo a própria alma. Isso cria um ciclo vicioso: o povo se torna escravo daquele que lhe oferece tal benefício, e, por falta de opções, não vê outra saída senão votar nos mesmos políticos que lhe oferecem a mesma "ajuda". Em suma: aceitar esse Bolsa–Família é como vender a alma ao diabo. Enquanto o povo não acordar e não quebrar esse pacto que fez com o diabo (que é o Bolsa-Família), nunca vamos tirar os políticos corruptos do poder.

Sabem qual é a verdade? O povo brasileiro é masoquista. O que significa isso? Masoquista é aquele que gosta de sofrer. O povo sabe que vai eleger um político corrupto, mas, mesmo assim, elege. Por quê? Porque não quer perder o Bolsa–Família (ou outro benefício que é oferecido).

Torno a repetir o que eu disse anteriormente: enquanto o povo não acordar e não quebrar esse pacto que fez com o diabo (que é o Bolsa-Família), nunca vamos tirar os políticos corruptos do poder.

E digo mais: temos que saber usar a arma de que dispomos (que é o voto). Por que eu digo isso? Porque existem coisas que somos nós que resolvemos (não é Deus). No caso, trata-se de saber votar. Não podemos pedir a Deus para resolver um problema (como este do voto) que nós mesmos podemos resolver.

Por que a questão do voto não pode ser resolvida por Deus? Por uma razão muito simples: um anjo não possui título eleitoral. Um anjo não vai descer do Céu para escolher o nosso candidato. Somos nós mesmos que vamos fazer isso.

Uma coisa é certa: temos que assumir as conseqüências das escolhas que fizermos. Se votarmos errado, nós mesmos seremos culpados. Depois, ninguém venha querer fazer campanha de oração para que Deus tire do poder um político corrupto que nós mesmos elegemos!

Aproveito para dar mais algumas sugestões:

- O povo tem que ser suficientemente esclarecido através dos verdadeiros servos de Deus para não se deixar manipular por nenhum órgão informativo "oficial" (leia-se Rede Globo);

- Orar a Deus, pedindo discernimento na hora de votar (para não ser enganado por lobos em pele de cordeiro que sempre aparecem em todas as campanhas eleitorais);

- Cobrar de quem for eleito que cumpra as promessas feitas durante a campanha;

- Mobilizar o povo para protestar todas as vezes que for necessário.

Não estou dizendo que isso vai acabar de uma vez com a sujeira da nossa política, mas já é o primeiro passo para uma conscientização política do povo em geral. Isso para que o governo saiba que nem todo mundo pode ser facilmente manipulado.

Espero que estas sugestões sejam analisadas por pessoas de bom senso, para termos um povo esclarecido o suficiente em termos de conscientização política.

bjaraujo disse...

Oi, Loureiro
Aja como homem!
Ora você diz não devemos ora você ataca de forma impessoal (a forma mais covarde), exponha seu ponto, monte na Bíblia se for o caso.

De fato a falta de conhecimento da palavra é um problema, o sinismo é pior ainda, pois conhece a palavra e não a pratica ou interpreta-a numa "abordagem" socialista e/ou politicamente correta.
Devemos fugir da tentação, não do mal, esse temos que enfrentar.
É uma questão de caráter. Dê uma foleada nas cartas do apostolo Paulo às igrejas.

Eduardo disse...

O Élquisson disse uma coisa muito séria (faço questão de transcrever aqui):

"...Enquanto o povo não acordar e não quebrar esse pacto que fez com o diabo (que é o Bolsa-Família), nunca vamos tirar os políticos corruptos do poder..."

Realmente, Élquisson, você disse tudo. O povo precisa parar de ser totalmente dependente de um assistencialismo governamental. E digo mais: esse mesmo assistencialismo é dado pura e simplesmente com finalidades eleitoreiras. Como se diz no popular, "ninguém dá prego sem estopa", ou seja, ninguém faz nada que não seja sem interesse. Ou será que o povo ainda não se conscientizou disso? Ninguém dá nada de graça a ninguém!

Assim como o povo vende o seu voto em troca de qualquer assistencialismo barato (como o Bolsa-Família), muitos dos políticos do Congresso Nacional também se vendem por cargos, vantagens e outras mordomias oferecidas pelo governo.

O mais vergonhoso disso tudo é que até os políticos da bancada evangélica, que deveriam dar o bom exemplo, têm agido da mesma forma, ou seja, têm aceitado as mesmas vantagens e mordomias que lhe são oferecidas. Eu pergunto: como confiar em pessoas que fazem jogo duplo?

Eu diria mais: não foi só a bancada evangélica quem se vendeu. Os evangélicos em si, na hora em que caíram na lábia da "terrorista" (que negou o aborto com a maior cara de pau), já mostraram a sua fraqueza em se deixar levar pelas promessas mentirosas de candidatos corruptos.

Silas Malafaia, que deveria ser uma exceção, infelizmente também está nesse meio. Realmente, fica muito difícil confiar nos que se dizem servos de Deus em termos de conscientização política. É como bem disse o apóstolo Paulo:

"Seja Deus verdadeiro e todo homem (principalmente político) mentiroso" (Romanos 3:4, o parêntese é meu)

bjaraujo disse...

Oi, Élquisson

O problema é que para melhorar o Brasil inevitalmentel teremos que passar por grande piora.

"O povo tem que ser suficientemente esclarecido através dos verdadeiros servos de Deus para não se deixar manipular por nenhum órgão informativo "oficial" (leia-se Rede Globo)"
Eis o problema: Não é só Rede Globo é:
- Record;
- Escolas públicas e privadas;
- Líderes religiosos evangélicos e católicos;
- Sindicatos;
- "pesquisas científicas";
- etc.

"Orar a Deus, pedindo discernimento na hora de votar (para não ser enganado por lobos em pele de cordeiro que sempre aparecem em todas as campanhas eleitorais)"
De extrema importância e essa oração deve acompanha um pesquisa, não podemos tomar partido durante essa pesquisa.

"Cobrar de quem for eleito que cumpra as promessas feitas durante a campanha"
Só querem chegar ao poder estado lá e sem nada à perder irão atacar você senão porão a culpa noutrem.

"Mobilizar o povo para protestar todas as vezes que for necessário."
O inimigo se infiltra em meios aos legítmos protestantes para bagundar e a imprensa chega na ora certa ou a próposito é distorcido e generalizado ou o povo é enganado mais uma vez e protesta em daquilo que está querendo combater.

Concordo que a questão política é nossa responsabilidade temos que fazer distinção entre homem justo e religioso (que se declara tal); o que está em meu alçance e discutir que algumas pessoas o assunto, expor os crimes dos crimosos a quem conheço, falar bem dos que defendem o a família e a moral judaico-cristã. Ocasionalmente envio textos e vídeos para meus contatos.
Nossa oração deve ser por discernimento pois o enganador está dominando o mundo.

Nil disse...

Nova ministra defende direito ao aborto
Nova ministra da secretaria das mulheres defende direito ao aborto

Amiga da presidente Dilma Rousseff desde a década de 1960 e sua colega de prisão na ditadura militar, a nova ministra Eleonora Menicucci (fot0), 67, promete defender a liberação do aborto à frente da Secretaria de Políticas para as Mulheres. Ela vai substituir Iriny Lopes, que vai disputar a Prefeitura de Vitória.

Em nota divulgada ontem, a Secretaria de Comunicação da Presidência afirma que Dilma deseja “sucesso” a Eleonora em suas novas funções na secretaria “que tem contribuído para melhorar a vida das brasileiras”.


http://www.robsonpiresxerife.com/blog/notas/nova-ministra-da-secretaria-das-mulheres-defende-direito-ao-aborto/

Nil disse...

DILMA MANDA UMA BANANA PARA OS CRISTÃOS QUE ACREDITARAM NELA E NOMEIA MINISTRA PARA LEVAR AVANTE O PROJETO DE LIBERAÇÃO DO ABORTO

http://pedrodaveiga.blogspot.com/2012/02/dilma-manda-uma-banana-para-os-cristaos.html

Casal 20 disse...

São Paulo! A hora é agora! Onde estão os cristãos de São Paulo? Onde, as Igrejas? O candidato Fernado Haddad apoiou a distribuição do kit-gay nas escolas e a máquina de camisinhas!

Então, vamos partir para o ataque! O voto é a melhor arma que o cidadão cristão tem nas mãos!

DIGA NÃO AO FERNANDO HADDAD!!!

Abraços sempre afetuosos.

Fábio.

Guilherme Polemarco disse...

Veja bem. Eu concordo que o Silas comete sérios erros com algumas declarações que faz de apoio a vagabundos da esquerda. O Reinaldo está muito mais nessa do que ele, por outro lado. Além do mais, eu penso ter notado que o Silas faz essas declarações para retardar retaliações e angariar apoio de alguns setores. Tá certo, não é bom fazer isso, já que tende à hipocrisia. Mas, Severo, estamos numa realidade muito, mas muito, complicada. Não estou justificando o voto em partido nenhum, já que são todos partidos de bandidos (e homens de bem não são representados por bandidos). Não há direita aqui no Brasil. Mas também, acho que muitos brasileiros assumem essa postura por puro MEDO de retaliações. E o Silas tem muito a perder com retaliações. Talvez ele use isso para justificar a sua posição. Tá certo, eu gostaria de ver um cidadão mais firme e obstinado... mas acredito que ele está melhorando aos poucos e que um dia vai abrir os olhos. Um abraço e continue no bom trabalho...

METALEIRO disse...

..Toda essa ´´baderna`` e´ por q os evangelicos se meteram na politica, a´troco do q ?...citem alguma lei criada pelos tais politicos evangelicos q de fato contribuiram para o engrandecimento do evangelho e da sociedade como um todo nesse pai´s...lembram de ´´Uza´`` ?,o home q estendeu a mao pra tentar segurar a ARCA quando os bois tropeçaram ?...que mensagem a gente aprendeu ali ?...simples,SE A OBRA E´ DO CRIADOR,ELE MESMO A´ DEFENDERA´,os ´´crentes`` se envolvendo em politica(me refiro a´ membros e lideres evangelicos com o intuito de militar nela), perda de tempo,defender o evangelho com a politica, e´ mesmo q defender o obra do Criador com a força do proprio braço...lemremos da ex-uniao sovietica e sua perseguiçao a´ quem pregava o evangelho,nao havia nenhum partido politico evangelico la,entretanto ´´a cortina de ferro comunista naquele pai´s caiu por terra,e como aconteceu isso ?,milhoes de pessoas oravam em todo mundo pedindo ao Criador e derrubasse o comunismo naquele pai´s e o resultado esta´ ai´,segundo se sabe ,a ex-uniao sovietica e´ hoje um pai´s livre pra pregaçao do evangelho!!!!...o q os politicos evangelicos queriam mesmo e´ ´´garantir a mamata`` do dinheiro fa´cil,pois temiam q se um governo esquerdista assumisse o poder as igrejas sofreriam ´´retaliaçoes```e nao pudessem avançar na evangelizaçao desse pai´s...fico imaginando se esse politicos vivessem no tempo dos imperadores de roma q lançavam os cristaos na cova dos leoes,claro,esses mesmo politicos nao seriam lançados la´,pois,fariam algum acordo com esses imperadores livrando-se de ser comido pelos leoes...ahhhhh,pra se livrar desse tipo de morte bastava ´´negar o Salvador`, alia´s,sera´ q esses crentes q seguem o evangelho da prosperidade estariam dispostos a´ virar comida dos leoes ?...