13 de fevereiro de 2012

Ministra pró-aborto vai a ONU defender postura pró-aborto do governo de Dilma

Ministra pró-aborto vai a ONU defender postura pró-aborto do governo de Dilma

Reportagem do Estadão revela postura pró-aborto do governo de Dilma. Enquanto povo brasileiro está distraído com Carnaval, ministra de Dilma estará na ONU para tratar da preocupação do governo de Dilma com projetos que atrapalham o avanço da legalização do aborto no Brasil

Julio Severo
Enquanto a população do Brasil está distraída com o Carnaval, o jornal Estado de S. Paulo revela que “a nova ministra da Secretaria de Política para as Mulheres, Eleonora Menicucci, vai estrear a posição de governo sobre o aborto na Organização das Nações Unidas, em Genebra. Ela participa nesta semana de reunião do Comitê da ONU para a Eliminação da Discriminação contra as Mulheres. Em documento preparatório para o encontro, enviado semana passada pela antecessora, Iriny Lopes, o governo admite ser contra projetos como o Estatuto do Nascituro, que quer proibir o aborto inclusive nas situações atualmente permitidas pela lei”.
Eleonora Menicucci, a mulher ideal da ONU e do governo de Dilma: distante do conservadorismo, bissexual, terrorista comunista, pró-aborto
O Estadão diz: “Empossada na sexta-feira, Eleonora estará à frente de uma delegação formada por senadoras, deputadas e ativistas femininas que irá à Suíça passar por uma espécie de sabatina sobre a situação da mulher no Brasil e as políticas do governo para combater a discriminação de gênero. Na posse, a presidente Dilma Rousseff afirmou que a ministra seguirá as diretrizes de governo — Eleonora é defensora histórica do direito ao aborto”.
A reportagem do Estadão consegue desnudar a repulsa do governo de Dilma aos projetos que procuram defender os bebês em gestações contra ameaças de assassinato. O Estadão diz: “No documento já enviado à ONU, a Secretaria de Políticas para as Mulheres diz acompanhar com atenção propostas em debate no Congresso que querem restringir o direito ao aborto no País. Além do Estatuto do Nascituro, são citados outros três projetos de lei análogos”.
Além disso, o artigo do Estadão mostra a preocupação da ONU com o Estatuto do Nascituro, que visa proteger os bebês em gestação, e a resposta determinada do governo de Dilma de deter e obstruir todas as leis contrárias ao assassinato de bebês em gestação. O Estadão revela: “O governo diz à ONU, em resposta a um questionamento feito pelo comitê em setembro, que monitora o trâmite do Estatuto do Nascituro e trabalha para que o projeto não chegue ao plenário da Câmara. ‘É fundamental que o projeto seja rejeitado na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ)’, diz o documento. O projeto também quer barrar pesquisas com células-tronco”.
O Estadão diz que o maior obstáculo à luta do governo de Dilma para avançar o aborto é a reação conservadora nas eleições: “A secretaria afirma no documento que barrar a aprovação do Estatuto do Nascituro é um ‘desafio’, dada a tendência ‘mais conservadora’ da atual formação do Congresso. O texto cita que o tema do aborto teve ‘ampla repercussão’ nas eleições presidenciais de 2010”.
No final, a matéria do Estadão diz que a ONU está preocupada com o fato de que a sociedade brasileira não está abandonando com rapidez posturas conservadoras sobre o papel dos homens e das mulheres: “Os questionamentos da ONU não se limitam ao aborto e atingem áreas como educação, salário e discriminação de gênero. Ao relatar ações para garantir maior participação política das mulheres, o governo alerta: ‘O afastamento de posições conservadoras em relação ao papel de homens e mulheres em nossa sociedade está ocorrendo mais lentamente do que se desejaria’”.
Na visão da ONU, a sociedade ideal estaria espelhada na própria vida da nova ministra da Dilma, Eleonora Menicucci. Com passado de terrorista comunista, já fez matou dois de seus filhos em gestação e hoje é ardorosa defensora do aborto. Além disso, sua opção sexual é fazer sexo com homens e mulheres. É uma feminista que, para regozijo da ONU, se afastou muito rápido de posturas conservadoras, se é que ela já teve essas posturas algum dia.
A ONU e o governo de Dilma só descansarão quando tiverem conseguido modelar as mulheres do Brasil na imagem e semelhança de Eleonora: assassinas dos próprios filhos, bissexuais, apaixonadas pelo socialismo e defensoras do assassinato de bebês em gestação.
Mesmo longe do Brasil, apelo para a bancada evangélica para que abandone o feriado de Carnaval para tratar desses assuntos urgentes. Se a ministra de Dilma pode perder seu feriado para ir a ONU defender a posição pró-aborto do governo de Dilma, por que a bancada evangélica não pode perder o feriado para defender a vida?
Além disso, apelo para que a bancada evangélica adote três posturas importantes e urgentes:
1. Exigir a imediata exoneração da ministra abortista.
2. Estabelecer oposição sistemática ao governo pró-aborto de Dilma, que mente para a população do Brasil sobre suas intenções assassinas.
3. Trabalhar para revogar todos os tratados da ONU que colocam em risco a vida, a família e a soberania do Brasil.
Apelo também para a população do Brasil, para que pressione a bancada evangélica e outros congressistas a adotar as três recomendações que apresento.
Envie este email a todos os seus amigos e a líderes que podem agir nessas questões.
O único modo de enfrentar um governo mentiroso e radicalmente pró-aborto é adotar posturas radicais a favor da vida e da família.

18 comentários :

swedenborg disse...

Caro Júlio, sempre que posso lhe envio algumas reportagens européias e americanas relacionadas ao processo da Nova Ordem Mundial que visa a destruição de tudo aquilo que foi mais sagrado para o Ocidente e sua substituição pelo Império Satânico.Desta feita é a usurpação da autoridade familiar pelo Estado-monstruosidade: meninas britãnicas de 13 anos chegando da escola com anticoncepcionais implantados sob a pele, sem o menor conhecimento dos pais. Por favor divulgue, pois eu sou apenas um zé-ninguém internético e você é uma voz, que apesar de perseguida, ainda se faz ouvir por muitos.
Grande abraço.
Aldo

http://www.telegraph.co.uk/health/healthnews/9065998/Girls-13-given-contraceptive-implants-at-school.html

Wellington disse...

De um governo pró-aborto, pró-homossexualismo, anti-vida, anti-família, e, principalmente, anti-cristão, ninguém jamais vai poder esperar que venha algo de bom.

Eu nem me espantei quando eu vi quem Dilma escolheu. Considerando que essa "ministra" já foi "companheira" de Dilma na época do governo militar, nada mais justo do que uma terrorista ajudar outra, ou seja, está tudo em casa (ou, como eles dizem, "entre amigos").

Não tenho nenhum medo de dizer: o nosso país é governado por terroristas. Dilma e seus comparsas do PT (e também os de outros partidos que pensam e agem igual) são verdadeiros terroristas (talvez iguais ou piores que os da Al Qaeda)!

Roberto Avelar, pastor disse...

Em nome de Jesus Cristo, O Ressuscitado, nossa oração é que os projetos e planos desta senhora ministra, bem como deste governo, tanto sobre essa questão do ATO CRIMINOSO DE ABORTAR sejam todos frustrados.

Conclamamos ao povo verdadeiramente comprometido com Deus que levante um clamor e se mobilizem de alguma forma contra todas essas ideologias e atos políticos que visam única e exclusivamente a execução dos propósitos de satanás para destruir a humanidade.

Oremos ainda para que todas as organizações de Direitos Humanos, e políticos DO BEM do mundo todo e em defesa da vida, que se posicionem contrários a essas práticas anti-humanas e/ou anti-humanitárias.

Anônimo disse...

Já disse e reitero:

Mulheres que fazem aborto, excetuando casos de estupro comprovado ou onde há risco de vida da mãe, exceções estas já contempladas por lei, são assassinas, (isso mesmo, ASSASSINAS: nome que se dá a quem deliberadamente mata pessoas) e devem ser tratadas como tal, juntamente com os seus cúmplices, como médicos e ideólogos também abortistas. E não venham com essa história de estatísticas que fazem menção de números de abortos clandestinos onde tais praticantes correm riscos de vida ou sequelas graves. Ora, estatisticamente homicídios e roubos também são atividades clandestinas em que o praticante corre sempre um grande risco de ser preso ou morto, contudo seria um absurdo achar que essas atividades criminosas deveriam ser descriminalizadas para aliviar o sofrimento ou salvar a vida dos criminosos. A expressão “questão de saúde pública” usada pelos defensores do aborto, que é um eufemismo usado com o objetivo de suavizar a ideia da perversidade do ato, valorizando mais o interesse do executor do aborto do que na proteção da verdadeira vítima, ou seja, do bebê em gestação, serve a interesses ideológicos de grupos feministas e eugenistas, que partem do princípio segundo o qual a mulher teria o direito de matar seu filho dentro do ventre uma vez que o mesmo se encontra dentro de seu corpo, portanto pensam os grupos feministas: “no que se refere ao meu corpo, eu faço o que quero”, pois bem, mas então um criminoso praticante de estupro poderia violentar sua vítima, partindo do mesmo princípio, desde que o fizesse dentro de sua própria residência, com o mesmo pretexto dizendo: “dentro de minha casa, faço o que bem quero, inclusive matar ou estuprar”, e isso, é lógico, é o cúmulo do absurdo, porém este é o mesmo princípio de raciocínio de grupos feministas, quando defendem o seu “soberano” direito de matar o feto (criança em gestação) sob o pretexto de que o mesmo encontra-se em “seus domínios”. E de braços dados com as feministas, somam-se os eugenistas, que veem o aborto como um eficaz método de controle populacional. Enquanto isso, o governo e os meios de comunicação, seguidos obedientemente pela turba manipulada, fazem cada vez mais apologia ao sexo livre, descompromissado, irresponsável, puramente hedonista, e quando o produto das consequências (os bebês) aparecem, tais agentes de satã apresentam a solução: “livre-se dele, elimine esta “coisa” de teu ventre, simples assim.” É a barbárie elevada ao nível da virtude. Simplesmente o inferno transportado para a terra! Imagino que Adolf Hitler, lá das profundezas do hades deva estar morrendo de inveja desses monstros abortistas travestidos de gente.

Ronaldo

Anônimo disse...

A ONU não engana: idéias macabras aparecem por lá a todo instante.

Nas próximas eleições o brasileiro deve votar contra o PT, Dilma ou qualquer outro candidato ou partido que está a serviço das trevas.

O povo de Deus não pode mais acreditar nas mentiras da Dilma ou de seu partido cheio de idéias destrutivas.

Anônimo disse...

Mas essa ministra é tão feia, que é produto e resultado de aborto.

Nielson disse...

Sou professor de Escola Bíblica Dominical e me lembro muito bem que no ano passado falei à minha classe que não concordava com o acordo feito entre a "liderança evangélica e a então candidata Dilma, e frizei que nem mesmo um documento assinado por ela seria suficiente para que sua política satânica fosse implantada no Brasil. Fui contra também ao acordo que a bancada evangélica fez com a dita cuja ao não assinarem o pedido de CPI para investigar o "cumpanheiro" Paloci em compensação pela não distribuição do kit gay nas escolas públicas. Fui muito veemente ao afirmar que em hipótese nenhuma podemos pactuar com satanás. Portanto, a quem tem bom senso não causa nenhuma surpresa esta indicação, o que causa a surpresa é sim o fato de somente agora "líderes evangélicos" estarem desnudando as verdadeiras intenções de Dilmandona. O povo brasileiro sabe que não pode confiar nem no judiciário (aprovação do casamento gay contra a vontade da maioria da população), nem no legislativo (totalmente conivente com o poder dominante em troca de benesses pessoais) e muito menos no executivo (que só executa o que apraz a satanás). Portanto, temos que em primeiro lugar, orarmos e pedirmos a Deus força e sabedoria e agir, começando nas próximas eleições a retirar este câncer maligno que está tomando conta do Brasil, defendo que nenhum candidato destes partidos políticos (PT e todos os seus aliados)sejam eleitos pra nada. Eu já comecei esta campanha e digo em alto e bom som que se minha mãe sair candidata em um destes partidos, pode esquecewr meu voto, jamais votarei em quem se associa a satanás.

PRESBÍTERO VALDOMIRO disse...

Irmão Nielson,

Você está certíssimo no seu ponto de vista. Nenhum político da bancada evangélica jamais deveria fazer acordos ou alianças com este governo corrupto de Dilma e seus comparsas.

Infelizmente, muitos políticos (inclusive os da bancada evangélica) fazem jogo duplo: criticam o governo, e, ao mesmo tempo, dão apoio ao mesmo governo.

O senador Magno Malta é um bom exemplo disso. Ele se diz cristão e defensor da família (e contra o aborto), mas foi um dos que fez campanha para Lula (e também ajudou a eleger Dilma). Eu pergunto: como pode alguém que se diz cristão apoiar corruptos a serviço do diabo?

Eu ainda perguntaria ao senador Magno Malta: será que ele já viu, em alguma página da Bíblia, Jesus e Satanás sendo amigos (ou Jesus fazendo acordo com Satanás)?

Talvez o nobre senador esteja esquecido de qual deve ser a postura de um verdadeiro cristão:

"Não vos coloqueis num jugo desigual com os incrédulos. Pois, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que união pode haver da luz com as trevas? E que aliança há entre Cristo e o Maligno? E que parte tem o fiel com o infiel? E que concordância existe do templo de Deus com os ídolos?" (2 Coríntios 6:14-16)

"Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou amará a um e odiará o outro, ou há de se dedicar a um e desprezar o outro" (Mateus 6:24)

Diante disso que a Palavra de Deus ensina, não há o que discutir: ou você serve a Deus, ou você serve ao diabo (não existe meio-termo)!

O senador Magno Malta pode até ser um excelente defensor dos valores da família; mas, politicamente falando, é mais ignorante do que o pior analfabeto: se deixa enganar pelas aparências, ou melhor, é facilmente influenciado (como muitos outros). Infelizmente, muitos que se dizem servos de Deus estão agindo da mesma forma.

O que realmente está faltando no meio do povo evangélico é pessoas que tenham um verdadeiro compromisso com a Palavra de Deus, e que tenham a mesma coragem de um Elias ou um João Batista para falar, em alto e bom som, as verdades que o povo (e também muitos políticos) estão precisando ouvir!

Se Magno Malta fosse realmente um autêntico cristão (no verdadeiro sentido da palavra), ele teria que ter uma postura bem firme para dizer: "Não vou apoiar os que defendem o aborto. Não vou fazer campanha para políticos ou partidos que agem contra a Palavra de Deus. Não vou ajudar a eleger pessoas que são a favor do homossexualismo. Não vou ser cúmplice do pecado. Não me importo em perder o meu mandato. É melhor eu ficar em paz com a minha consciência (e cumprir o meu dever de cristão) do que pecar contra Deus". Eu pergunto: quantos, que se dizem servos de Deus, teriam esta mesma coragem?

Se Elias e João Batista estivessem vivos, com certeza eles estariam tristes e com muita vergonha da atuação dos servos de Deus nos dias de hoje! E eu não quero nem imaginar o que o apóstolo Paulo (e, principalmente, Jesus) estão sentindo diante disso tudo!

Muitos que estão sendo cúmplices do pecado precisam se lembrar deste aviso:

"Cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus" (Romanos 14:12)

Será que muitos que se dizem servos de Deus (como Magno Malta e os demais políticos da bancada evangélica) estão cientes disso?

Gostaria que algum deles respondesse a esta pergunta de forma sincera na primeira oportunidade!

ÉLQUISSON disse...

Aproveito para fazer alguns comentários sobre algumas opiniões que foram dadas aqui.

Um dos que me chamou a atenção foi o Wellington. E ele disse exatamente isto:

"...Dilma e seus comparsas do PT (e também os de outros partidos que pensam e agem igual) são verdadeiros terroristas (talvez iguais ou piores que os da Al Qaeda)!"

Wellington, você está certíssimo. Realmente, estamos sendo governados por terroristas. Só o passado de Dilma e dessa "ministra" já diz tudo.

E a comparação que você faz do PT com a Al Qaeda não é nenhum exagero. Talvez a única diferença entre ambos seria a seguinte: a Al Qaeda não tinha o poder político nas mãos, mas, apesar disso, o pessoal dela fazia (e ainda faz) atentados terroristas em vários lugares do mundo (como foi o caso do 11 de setembro). Já o PT chega a ser igual ou pior do que a Al Qaeda (porque está no poder e está promovendo políticas anti-vida). Aliás, diga-se de passagem, o PT é a versão brasileira da Al Qaeda. Só essa postura pró-aborto já diz tudo.

O pastor Roberto Avelar também disse o que pensa:

"...Conclamamos ao povo verdadeiramente comprometido com Deus que levante um clamor e se mobilizem de alguma forma contra todas essas ideologias e atos políticos que visam única e exclusivamente a execução dos propósitos de Satanás para destruir a humanidade..."

Pastor Roberto, eu concordo com você em gênero, número e grau. Está faltando pessoas que tenham um verdadeiro compromisso com a Palavra de Deus, e que tenham uma postura firme para enfrentar os ataques do diabo. Temos que agir como disse o apóstolo Paulo:

"Revesti-vos da armadura de Deus, para vos manterdes firmes contra as astutas ciladas do diabo; porque temos uma luta que não é contra a carne e o sangue, mas contra os principados, as potestades, os príncipes das trevas deste século, e as hostes espirituais da maldade nos lugares celestiais" (Efésios 6:11–12)

O irmão Nielson também deu a sua opinião:

"... Portanto, temos que em primeiro lugar, orarmos e pedirmos a Deus força e sabedoria e agir, começando nas próximas eleições a retirar este câncer maligno que está tomando conta do Brasil, defendo que nenhum candidato destes partidos políticos (PT e todos os seus aliados) sejam eleitos pra nada..."

Nielson, você disse tudo. Da mesma forma que você e os demais cristãos, eu também não vejo a hora de extirparmos esse câncer maligno chamado PT do nosso governo. Aliás, a própria sigla (PT) já diz o que ele realmente é:

PT = Partido Terrorista

Alguém concorda comigo? Ou eu estou exagerando?

O presbítero Valdomiro disse uma coisa interessante:

"... Se Elias e João Batista estivessem vivos, com certeza eles estariam tristes e com muita vergonha da atuação dos servos de Deus nos dias de hoje! E eu não quero nem imaginar o que o apóstolo Paulo (e, principalmente, Jesus) estão sentindo diante disso tudo!..."

Valdomiro, com certeza todos estão tristes lá no Céu vendo o pecado destruir a nossa nação (e Satanás e os demônios devem estar fazendo a maior festa no inferno). Quando você falou isso, me vieram à mente as palavras de Jesus:

"Quando, porém, vier o Filho do homem, porventura achará fé na Terra?" (Lucas 18:8)

Esta é uma pergunta crucial que todo cristão deveria fazer a si mesmo: quando Jesus voltar, quem estará pronto?

E mais: o que os verdadeiros servos de Deus têm feito a favor do Reino de Deus? Como os que se dizem cristãos têm agido contra o pecado?

Está na hora de assumirmos um compromisso sério com a Palavra de Deus, para tentarmos salvar o nosso país das trevas que nos cercam!

Anna Mattos disse...

http://www.lifesitenews.com/news/conceived-in-incestuous-rape-but-not-defined-by-my-dna-kristi-hofferbers-in

Conheçam a vida de Kristi, que foi concebida por um incesto que não tornou-se um aborto como os seus outros cinco irmãos, sendo adotada, criada e amada por um casal e verão que NADA justifica um aborto. Não se comete um crime para concertar outro ou outros. Deus os abençoe!!!

Fernando disse...

Acho que não é necessário colocar a foto dessa ministra sinistra. Ela é tão desprovida de atrativos físicos que até doi na vista. Já basta conhecer as ideias dela...

Neokoros disse...

Estes temas viriam à baila mais cedo ou mais tarde. Toda a bancada evangélica sabia disto, ao ajudar a eleger PT.

Os parlamentares que ainda dão pitís, como se estivessem ultrajados em suas "crenças" quando ouvem falar de temas anticristãos estão apenas fazendo cena. Faz parte. Assim como faz parte ir pra tribuna fazer bonitos discursos pró-família, mas sem sair da base de apoio do governo.

Quer saber? Na altura dos acontecimentos, os petralhas têm mais vergonha na cara do que certos políticos que se vendem como cristãos.
Sabe por quê? Porque os petralhas sempre defenderam seus ideais, doa no bolso de quem doer. Lutam pelo que acreditam. Eles tem a fé de que vão destruir tudo que é correto, e fazer o povo acreditar que o ruim é que bom. E perseveram na fé!

Já os parlamentares cristãs são ideologicamene mais flexiveis: para usufruir das vantagens que podem obter caso troquem de crença, não se importam de mudar de sigla partidária. E correm para o partido de Judas Iscariotes. Que se dane as crenças cristãs!
Só vão se lembrar delas nas próximas eleições.

Frosty (Carlos) disse...

como eu já devo ter falado por aqui, o pastor da igreja em que congrego e o resto dos parentes q também tem cargos eclesiasticos na igreja são PT de carteirinha, mas eu tô em cima e ainda vou incomodar muita gente nessa igreja com esse assunto. Se não tiver jeito e quiserem continuar contribuindo com o caPeTa, mudo de igreja e ponto final.

Trindade disse...

Ola Julio;
Os únicos "surpreendidos" nessa história é a bancada traíra dos evangélicos e os cristãos que cairam no engodo deles, para os leitores desse blog era só questão de tempo para esse governo botar as garras abortistas de fora.
Preparem para mais uns discursos falsos dos "defensores" dos cristãos na camara e no senado, pois "eles" estão chafurdando de indignação e verbas públicas para nos defender.

Anônimo disse...

Falou tudo irmão a festa do diabo e seus demônios usar isso cortina de fumaça estão chegando.
Aí lógico que os filhos das trevas tá na bíblia são mais ÁGEIS que os filhos da LUZ sua sugestão para bancadinha evangélica acordar passar isso para eles serão ia acatar.
A pró abortista ministra Eleonora já vai viajar para ir conferências e reuniões com a ONU.
Diga-se de passagem uma decepção que eu tive sensação que tive recebido um balde água fria achava essa "organização" era o máximo séria e só soube aqui pelo seu blog irmão quem eles são?
E seus verdadeiros propósitos para causas anticristãs!!!
Como muita gente nesse Brasil ainda acha que a ONU é a organização top de linha.
Acho que tem surgir por aí uma nova organização a nível mundial OPOSTO A "ONU" para combatê-la de frente sinceramente vc irmão tinha ser um presidente dessa nova organização vc tem força de Antony para as causas certas e cristãs. Ester!!!!!!

Anônimo disse...

A mulher parece o satanás, vai ser feia assim nos quintos dos infernos.
Não se pode esperar de uma pessoa dessa alguma coisa de boa.
Espero que os deputados evangélicos tenham acordado com as declarações de Gilberto Carvalho.

Janaina disse...

Que essa doida vá e não volte mais.

Vagabunda!

Anônimo disse...

Incrivel a passividade e a inercia dos Cristaos frente a essa proposta assassina e maligna.