17 de fevereiro de 2012

Ministério Público Federal aumenta pressão em Malafaia por “homofobia”

Ministério Público Federal aumenta pressão em Malafaia por “homofobia”

Procurador federal diz que Malafaia fez discurso de “ódio” e “incitação de violência em relação aos homossexuais” e quer adotar medidas para que “Malafaia não faça mais discursos que poderiam ser considerados homofóbicos”. Procurador também quer penalizar rede de televisão que transmitir qualquer crítica bíblica de Malafaia ao homossexualismo

Julio Severo
As declarações de Silas Malafaia sobre aborto e homossexualismo estão incomodando. E cada vez que um telepastor prega contra o aborto e o homossexualismo, o PT espuma.
Declaração do homem sinistro do PT, Gilberto Carvalho, apontou que o PT está se preparando para um confronto com telepastores pentecostais e neopentecostais, pelo simples motivo de que o PT não conseguiu fechar a boca desses homens com relação a dois importantes elementos de sua agenda: a sacralização do assassinato de bebês em gestação e a sacralização da atividade sexual homossexual.
Carvalho reconheceu que toda a oposição política ao PT e ao socialismo está liquidada no Brasil. Mesmo tendo apoio eleitoral da população, inclusive de pastores (tradicionais, pentecostais e neopentecostais), o PT está preocupado com telepastores pentecostais e neopentecostais que, como Malafaia, não abrem mão das duas questões tão queridas para o PT e para os socialistas.
Silas Malafaia, um dos maiores telepastores do Brasil, não abre mão de posturas bíblicas públicas contra o aborto e o homossexualismo
Malafaia já votou no PT, mas não abre mão de posturas bíblicas públicas nessas questões.
R.R. Soares e outros telepastores igualmente votaram no PT, mas quando indagados sobre aborto e homossexualismo, não têm medo de dar respostas públicas embasadas na ética bíblica.
Essa ousadia bíblica está incomodando o PT, que quer ser senhor da verdade em tudo, até nessas questões. Para o PT, é insuportável que os telepastores consigam direcionar a população a defender a ética moral em conflito com a ética imoral do socialismo.
Mesmo sem ter intenção, Carvalho foi profético ao dizer que haverá um confronto entre telepastores e o PT. Enquanto isso, esse confronto vai sendo feito com o uso e abuso do Ministério Público Federal e outros órgãos federais já amplamente à disposição dos interesses de militantes esquerdistas e homossexualistas.
A matéria abaixo, com sua habitual tendenciosidade esquerdista, é do jornal Falha de S. Paulo:
Malafaia chama de 'absurda' a ação que o acusa de homofobia
O pastor Silas Malafaia, da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, classificou de "absurda" a ação na qual o Ministério Público Federal em São Paulo que pede sua retratação por um discurso considerado homofóbico.
"Em hipótese alguma vou pedir retratação, pois isso é um absurdo. Os gays manipularam a minha fala para me incriminar, e sou eu que tenho de pedir retratação? Isto deve ser uma brincadeira", afirma o pastor, em nota.
Segundo o pastor, querem "rasgar" a Constituição para beneficiar os homossexuais. "Vou às últimas consequências na Justiça."
Os comentários de Malafaia foram feitos em julho de 2011 no programa "Vitória em Cristo", que é exibido na TV Bandeirantes em horário comprado por ele.
Em meio ao debate sobre a proposta de lei para criminalizar a homofobia, o pastor falava sobre a Marcha para Jesus e a Parada Gay, eventos que aconteceram em junho em São Paulo.
"Os caras na Parada Gay ridicularizaram símbolos da Igreja Católica e ninguém fala nada. É para a Igreja Católica 'entrar de pau' em cima desses caras, sabe? 'Baixar o porrete' em cima pra esses caras aprender. É uma vergonha", afirma o pastor no programa.
Para o procurador Jefferson Aparecido Dias, mais do que expressar sua opinião, o pastor fez um discurso de ódio.
A ação também foi movida contra a TV Bandeirantes. De acordo com o procurador, a emissora deve impedir que mensagens homofóbicas sejam exibidas em sua programação.
A Band afirma que vai se pronunciar "oportunamente através do seu departamento jurídico".
"As gírias 'entrar de pau' e 'baixar o porrete' têm claro conteúdo homofóbico, por incitar a violência em relação aos homossexuais", afirma o procurador na ação.
Aparecido Dias pede a retratação do pastor na TV, que deve ter, no mínimo, o dobro do tempo usado para fazer os comentários.
Ele ainda quer que Malafaia não faça mais discursos que poderiam ser considerados homofóbicos.
Durante o inquérito, o pastor afirmou que fez uma "crítica severa a determinadas atitudes de determinadas pessoas desse segmento social, acrescida também de reflexão e crítica sobre a ausência de posicionamento adequado por parte das pessoas atingidas".
Ele ainda disse que as expressões "baixar o porrete" ou "entrar de pau" significam "formular críticas, tomar providências legais".
Segundo o procurador, durante o inquérito o pastor pediu que os fiéis da sua igreja enviassem e-mails ao responsável pelo caso. Aparecido Dias relata ter recebido centenas de mensagens.
"Da mesma forma que seus seguidores atenderam prontamente o seu apelo para o envio de tais e-mails, o que poderá acontecer se eles decidirem, literalmente, "entrar de pau" ou "baixar o porrete" em homossexuais?", questiona o procurador.

25 comentários :

Anônimo disse...

Essas expressões "descer o porrete e o pau" são utilizadas regularmente pelo Silas Malafaia. Sugiro que para auxiliar em sua defesa o pessoal coletasse dos seus discursos antigos momentos que o Malafaia fez uso dessas expressões em outros contextos para provar que elas nada tem a ver com incitação literal de violencia. Vamos lá pessoal, que cada um dê uma sondada em algumas de suas pregações ou comentários e e então separem ou marquem mais ou menos em que minutos e segundos ele se vale de tais expresões. Depois poderiamos enviar ao Malafaia ou aqui mesmo ao Julio Severo para repassa-las dando uma prova cpncreta de que Silas Malafaia jamais esteve a incitar ódio.
Juliano

AnaMaria disse...

Malafaia não está pregando ódio algum! Aliás, nós cristãos aprendemos que devemos amar os pecadores - jamais o pecado -, não odiá-los.

Talvez os encaPeTados não tenham argumentos para bater de frente no momento, mas ainda esbraveja e faz milhares de júrias vingativas, de reviravoltas, etc.

Realmente, acho que está na hora de "cairmos no pau", mesmo - de expandirmo-nos como uma cura dentre esses pecadores, irmos enfrentá-los e não ficarmos "na nossa".

Tão pouco posso fazer por enquanto, mas começo influênciando aos meus próximos. E mesmo que o mal pareça mais forte, nós pertencemos á Verdade - o que sempre prevalece.

Anônimo disse...

Parece que órgãos públicos, como Ministerio publico federal, estão tomados amplamente por radicais militantes esquerdistas, que juraram calar qualquer um que fale uma palavra que seja contra seus dogmas socialistas, entre estes o homossexualismo e o aborto.

Qualquer palavra ou expressão é manipulada por esses caras para incriminar, injuriar, perseguir e punir pessoas que discordam por motivos ético-morais da conduta imoral gay.

Está claro que há algo de podre na postura de um procurador federal que fica bisbilhotando programas religiosos de televisão em busca do que ele chama de "conteúdo homofóbico".

Abriram as portas da casa verde.

MARIA disse...

O cerco está cada vez mais se estreitando. É bom que todos os evangélicos estejam bem esclarecidos. Espero que o Pr. Silas Malafaia se mantenha firme em sua postura e jamais se intimide. Vamos vê até onde a coisa vai. Acredito que tende a piorar contra o pastor. É uma pena a posição de covardia e medo da maioria dos líderes do Brasil. Se todos se unissem em torno da questão seria mais fácil oferecer resistência a essa gente louca!

Anônimo disse...

Em todos os tempos (há milhares de anos) é vergonhoso para um homem ser preso por qualquer tipo de crime.

Vamos supor que eu seja preso por roubar galinhas,porcos,cavalos. Por envenenar cachorros na rua,bater em meninos. Ser um ladrão costumaz de lavouras de milho,verduras,frutas. Também sou um tarado,que olha e meche com as todas mulheres na rua.

Todas as situações acima são descridas são vergonhosas e humilhantes para mim. Eu mesmo apôs ser pego ,me sinto muito constrangido na cadeia e entre as pessoas.

Agora imagine nos nossos modernos tempos. Vejo nos jornais,ouço das poucas das pessoas:_ Fulano foi preso por homofobia. O homem diz que sodomia é pecado. Mostrou tudo na biblía. OH ! Tirou na marra um traveco que entrou no banheiro das mulheres. E ninguém cala a boca dele, não.
___ O promotor mandou prender,a policia pegou ele e deu uma "prensa". Um povo aí ficou furioso com ele. (Sabe aquele pessoal !!! sabe ? ).
_____ Está todo mundo dizendo que o "fulano " não escapa de pegar uns bons anos de cadeia, não.

___ Oh ! Coitado ! Responde um outro homem cabisbaixo e confuso.

A Historinha acima demonstra uma situação vergonhosa não para o indíviduo,mas para sociedade e principalmente á Justiça.

Malafaia poderia ser preso por coisas como :michar em local publico,não pagar a conta num restaurante. Até cotar piadas sujas.
Mas ! Ser preso por homofobia ! Aí ! Não tem nada que se envergonhar ou se arrepender.
Pois é só uma pobre vitima de um Sistema injusto e imoral. Este ! Sim muitissímo vergonhoso.
Neste caso há vergonha é de todo povo deste país por permitir que tal Sistema exista.

Durval Almeida

MARIA disse...

A propósito, eu acredito que o Pr. Silas é muito ingênuo quando diz que vivemos em uma democracia, como já disse tantas vezes em seu programa. Ele, como milhares de evangélicos, não conhecimento dos bastires satânicos por trás dos movimentos de esquerda. É bom que ninguém confie que está vivendo em uma democracia.

Peruibense rebelde disse...

Malafaia terá que finalmente aceitar o fato de que terá de se tornar um opositor declarado do PT. ELE NÃO TEM OUTRA ESCOLHA.

Idevam disse...

Se os Militantes Homossexual podesem eles Matarião todos os Cristãos não tenho duvida

Frosty (Carlos) disse...

Pois é, como diz o Malafaia, "eu voto em pessoas, não em partidos"... taí o resultado. Espero q agora ele mude radicalmente o modo de ver os candidatos que ele apóia.

Claudia Amorim disse...

Amigos,

acendam uma Vela pela Vida dos bebês brasileiros que se encontram ameaçados pelos psicopatas-aborteiros do PT.

Assistam o video e depois assinem.

http://www.abortonunca.com.br/

Massagistabr disse...

Saudações a todos

A liberdade de expressão indo para o brejo, porque não beneficia poderosos, no momento é somente um pedaço de papel utilizado para enfeitar as frases petistas, mas não há real democracia com os ímpios no poder.

A Igreja brasileira está passando por uma grande provação, para que os fiés apareçam e resplandeçam a Luz do Evangelho legítimo do nosso Senhor Jesus Cristo.

Paz e Graça do Senhor Jesus Cristo a todos.

PRESBÍTERO VALDOMIRO disse...

Sinceramente, não dá para entender a posição do pastor Silas Malafaia. Ele diz que vota em pessoas (e não em partidos). Quem me garante que a pessoa (o político) pertencente a um determinado partido vai pensar diferente do que esse mesmo partido estabelece em suas diretrizes, estatutos ou resoluções? Só aí já vemos a primeira incoerência.

Silas Malafaia pode até ser um excelente defensor dos valores da família; mas, politicamente falando, é mais ignorante do que o pior analfabeto: se deixa enganar pelas aparências, ou melhor, é facilmente influenciado (como muitos outros). Infelizmente, muitos que se dizem servos de Deus estão agindo da mesma forma.

O que realmente está faltando no meio do povo evangélico é pessoas que tenham um verdadeiro compromisso com a Palavra de Deus, e que tenham a mesma coragem de um Elias ou um João Batista para falar, em alto e bom som, as verdades que o povo (e também muitos políticos) estão precisando ouvir!

O verdadeiro servo de Deus sempre defende a verdade, mesmo que isso lhe custe a própria vida. O verdadeiro servo de Deus segue a mesma regra dos antigos mártires da fé cristã: "Antes morrer do que pecar". Em suma, o verdadeiro servo de Deus é corajoso o suficiente para dizer com autoridade: "Importa antes obedecer a Deus do que aos homens" (Atos 5:29)

Se Silas Malafaia seguisse à risca o que ele mesmo diz (que vota em pessoas e não em partidos), ele teria que ter uma postura bem firme para dizer: "Não vou apoiar pessoas que defendem o aborto. Não vou fazer campanha para pessoas que agem contra a Palavra de Deus. Não vou votar em pessoas que são a favor do homossexualismo. Não vou ser cúmplice do pecado. Não me importo de perder o meu programa de televisão. É melhor eu ficar em paz com a minha consciência (e cumprir o meu dever de cristão) do que pecar contra Deus". Eu pergunto: quantos, que se dizem servos de Deus, teriam coragem para agir assim?

Se Elias e João Batista estivessem vivos, com certeza eles estariam com vergonha da atuação dos servos de Deus nos dias de hoje! E eu não quero nem imaginar o que o apóstolo Paulo (e, principalmente, Jesus) estão sentindo diante disso tudo!

Muitos que estão sendo cúmplices do pecado precisam se lembrar deste aviso:

"Cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus" (Romanos 14:12)

Será que muitos que se dizem servos de Deus estão cientes disso?

Deixo esta pergunta no ar para alguém responder na primeira oportunidade!

Pr. Marcio Gil disse...

EU FICO INDIGNADO COM ESTE PAÍS AONDE O SUPREMA QUANDO JULGOU A QUESTÃO DE UNIÃO ESTÁVEL DE PESSOAS DO MESMO SEXO E DEU CAUSA GANHA, NÃO USOU A CONSTITUIÇÃO QUE DEFINI CLARAMENTE QUE É HOMEM E MULHER. UM DOS JUÍZES DO SUPREMO DISSE QUE ERA UMA FORMA DE PRESSIONAR O CONGRESSO E NÃO TER MEDO DE APROVAR LEIS NA MESMA DIREÇÃO IDEOLÓGICA. ORA, OS DEPUTADOS SÃO COVARDES POR NÃO TER A MESMA POSIÇÃO DE SUPREMO. O SUPREMO ESTÁ TOMANDO DECISÕES BASEADO EM IDEOLOGIA E NÃO NA CONSTITUIÇÃO. DA MESMA FORMA ESTE PROCURADOR PARECE QUE NÃO CONHECE A CONSTITUIÇÃO. ENTENDO ISTO COMO FORMA DE PERSEGUIÇÃO A LIBERDADE DE EXPRESSÃO, AO DIREITO DE OPINIÃO E A LIBERDADE RELIGIOSA PARA COM TODOS OS CRISTÃOS CATÓLICOS E EVANGÉLICOS. NÃO SOU DISCÍPULO DE SILAS MALAFAIA E NEM SEU SEGUIDOR. SOU CRISTÃO, TENHO CONSCIÊNCIA DO CERTO E DO ERRADO, É LAMENTÁVEL QUE TENHAMOS NESTE PAÍS UMA LIDERANÇA QUE NÃO SABE RESPEITAR O DIREITO DO CIDADÃO. ESTE PROCURADOR PRECISA REVER O SEU POSICIONAMENTO, POIS ACREDITAMOS QUE NÃO PASSA DE IDEOLOGIA PARTIDÁRIA E NÃO LEGAL.É UMA PERSEGUIÇÃO CLARA A NÓS E NÃO SOMENTE A SILA MALAFAIA. E AQUI FICA MEU APELO PARA QUE TODOS PROTESTE E QUE OS POLITICOS EVANGÉLICO SE PRONUNCIE E TOME PROVIDÊNCIAS.

Anônimo disse...

Como eu fiquei feliz!
Irmão com esse seu artigo vc citou especificamente o líder neopetencostal que minha igreja congrego ele viemente contra mesmo ao ABORTO em toda sua esfera.
Ele até uma vez muito tempos atrás ele brincando disse que a esposa tiveram 4 filhos ela foi preguiçosa ele queria ter tido mais filhos rsrsrsrsrsr.
E quanto essa pressão o porque demônio homossexualismo não vai gostar de ser contrariados porque a "PALAVRA DEUS VERDADE LIBERTA QUEM PRESTA ATENÇÃO É OUVE" para ser expulso nessas almas oprimidas e sobrecarregadas.
Ester!!!!

ELISEU disse...

Apesar de não atacarmos física ou verbalmente os homossexuais, somos constantemente atacados por eles simplesmente por não aceitarmos o que eles fazem. Para que todos daqui tenham uma idéia do ódio que os homossexuais têm dos cristãos, o deputado homossexual Jean Wyllys censurou um cidadão (Carlos Vendramini) pelo Twitter simplesmente porque o mesmo se manifestou contra o PLC 122, o "kit gay" e o homossexualismo. E o próprio Jean Wyllys ainda teve o despeito de dizer que os cristãos são homofóbicos, preconceituosos, e que iria tomar providências contra os seus "inimigos" (não só os cristãos como também todos os que são contra o homossexualismo).

Eu pergunto: a liberdade de expressão é permitida somente aos homossexuais? E para os cristãos e para as pessoas que são contra o homossexualismo, não pode haver liberdade de expressão? Que justiça é essa de 2 pesos e 2 medidas (tudo para os homossexuais, e nada para os cristãos e para os que são contra o homossexualismo)? Por acaso os homossexuais são tão especiais (ou tão privilegiados) para só eles terem todo e qualquer tipo de direito?

Caso os homossexuais estejam esquecidos, faço questão de relembrar a eles o que a nossa Constituição Federal diz sobre a liberdade de expressão:

- Artigo 5º, inciso IV: "É livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato"

Eu sou livre para dizer o que eu quero. E eu aproveito a minha liberdade para dizer aos homossexuais com todas as letras: SOU CONTRA O HOMOSSEXUALISMO E CONTRA O PLC 122 OU QUALQUER OUTRA LEI A FAVOR DELES! Sinto muito se os homossexuais se sentiram ofendidos, mas eu penso assim (eles aceitem se quiserem)! Eles podem até me chamar de homofóbico, mas eu não estou nem aí para o ódio que eles vão sentir da minha pessoa! Minha opinião é esta: sou contra o homossexualismo (e ponto final)!

- Artigo 5º, inciso VI: "É inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e suas liturgias"

Ninguém pode me obrigar a deixar de crer em Deus e na Sua Palavra. Eu creio e obedeço ao que Ele me ordena. Se os homossexuais não quiserem aceitar a minha opinião (ou não quiserem se arrepender, e nem aceitar o que a Bíblia diz sobre o homossexualismo), é um direito que eles têm. Porém, me obrigar a mudar meus princípios só porque eles querem que eu ache certo uma coisa que é biblicamente errada, isso eu NUNCA vou fazer. Não vou mudar meu ponto de vista para agradar a ninguém (principalmente os homossexuais). Eu obedeço ao que a Bíblia diz: "Importa antes obedecer a Deus do que aos homens" (Atos 5:29)

Se eu tiver que ser preso ou morrer pela verdade da Palavra de Deus, eu aceito com muito prazer a prisão ou a morte (até porque eu confio no Deus em quem eu creio). E digo mais: não tenho nenhum medo de ser preso ou de morrer, porque o Senhor Jesus, na Sua Palavra, garantiu aos Seus servos: "Sê fiel até a morte e dar-te-ei a coroa da vida" (Apocalipse 2:10)

Já preguei o evangelho para muitos homossexuais. Mas, como quase sempre acontece na maioria das vezes, eles não me deram ouvidos. Muitos chegaram a rir da minha cara, me chamaram de homofóbico (e de outros nomes feios que eu nem vou citar aqui, por questão de educação), enfim, me insultaram de tudo quanto é jeito.

Só sei de uma coisa: estou com a minha consciência tranqüila. Cumpri a minha obrigação de cristão (que é pregar a Palavra de Deus). Se esses homossexuais não quiserem se arrepender, é problema única e exclusivamente deles. No dia do juízo final, eu quero ver se algum deles vai ter coragem de dizer a Jesus as mesmas coisas que me disseram! Aí vamos ver quem é realmente corajoso para encarar Jesus face a face!

Se os homossexuais (bem como seus comparsas) quiserem ver para crer, depois não vai ter desculpa de falta de aviso!

Bruno Willian disse...

Senhores, nós católicos precisamos abrir o coração e dizer não ao Aborto e a Lei da Mordaça Gay, bem como não votar em partidos abortistas e comunistas. Eles vão contra a igreja e a família. Não podemos ter medo, derrotamos o mal dizendo a verdade.

Permaneça em Deus.

ÉLQUISSON disse...

Amigo Bruno Willian,

Pegando carona no que você disse aqui, o que todos precisam fazer é romper definitivamente com este governo corrupto de Dilma e de seus comparsas.

Quando eu digo todos, eu me refiro tanto aos eleitores em geral como também a alguns poucos políticos da bancada evangélica que são verdadeiros servos de Deus.

E digo mais: esse rompimento não deve ser feito somente com o PT. Embora o PT seja o carro-chefe de toda essa sujeira, tem que romper também com o PSOL (do deputado homossexual Jean Wyllys), PV (do deputado pró-homossexualismo Fernando Gabeira), PC do B, e com todos os demais partidos que possuem a mesma agenda do PT.

Da mesma forma que Jesus expulsou os vendilhões do templo (João 2:14-16), está na hora de expulsarmos do Congresso Nacional esses falsos políticos evangélicos que estão preocupados em defender somente os seus próprios interesses, ou os interesses de certos grupos (ao invés de defenderem a família, os bons costumes, e a obediência à Palavra de Deus)!

maria ap rosa disse...

Gente só de ler eu fico revoltada, PRECISAMOS AGIR POVO DE DEUS!! A biblia ensina que todo aquele que ama conhece a Deus e a ele pertence então VAMOS NOS UNIR POVO BRASILEIROOOOOOO

Anônimo disse...

Prezado Julio,
Seria interessante publicar o que existe de concreto do MPF contra Malafaia. Se for uma ação ou uma representação, queremos ver a petição do MPF.
Há na iniciativa do MPF indícios de uma aventura processual que busca promover uma ação de ódio e intolerância religiosa, uma aventura para provocar publicidade negativa contra Malafaia na mídia gay. É preciso ter cuidado porque o Judiciário está fora de controle no Brasil e decidindo todo tipo de absurdos, porque esse povo é ignorante não reage ao STF.
Se fizermos bastante barulho o STF acaba com essa história de família gay que não existe. O Supremo deve cumprir a constituição e direitos não caem do céu. Temos que exigí-los.
Se houver elementos, eu faria um abaixo assinado em todo o Brasil por uma Representação contra o Procurador Federal Jefferson Aparecido Dias, por atentar contra a Constituição e praticar intolerância e discriminação por motivos de crença religiosa.
Vamos divulgar amplamente essa chicana do MPF e reunir um milhão de assinaturas para calar esse Procurador metido a esperto.

Pai da fé disse...

É interessante ver como este procurador usa técnica de atribuir novos significados as falas de Malafaia. O procurador está batendo num espantalho. Malafaia não pode ser retratar ele tem que bater de frente. Tem que fazer uma comoção pública. É amigos, mas fiquemos felizes, pois somos perseguidos por amor a Cristo.

jesser disse...

"Essas expressões "descer o porrete e o pau" são utilizadas regularmente pelo Silas Malafaia. Sugiro que para auxiliar em sua defesa o pessoal coletasse dos seus discursos antigos momentos que o Malafaia fez uso dessas expressões em outros contextos para provar que elas nada tem a ver com incitação literal de violencia."
Esse imbecil desse procurador sabe muito bem o que significam esses termos. Ele está distorcendo o sentido para jusificar sua ação.
Por que ele não processa o governo por deixxar a população sem médicos e os hospitais sem verbas?
Eu gostaria de ve-lo manter esse discurso, se tivesse um filho menor de idade e o encontrasse transando com um travesti na condição passiva.

Marco Aurélio disse...

Interessante ler os comentários e perceber que muito se clama por uma união do "Povo de Deus" e de urgência para que os deputados evangélicos rompam com o atual governo. Eu também acho justo que evangélicos usem a sua fé para condenar essas práticas danosas, afinal eles pautam suas vidas por esta fé. Eu mesmo já li em minha própria Bíblia a condenação inequívoca a essas práticas degeneradas. No entanto, os meus motivos para ser contra a sacralização do homossexualismo ou mesmo sua legitimação como comportamento social aceitável não vem da Bíblia, posto que não sou evangélico nem católico, e nem sigo religião alguma, embora também não seja ateu. Minhas razões são de cunho intelectual, pois cheguei à conclusão através de uma análise sincera de que o homossexualismo não provê nenhum benefício a quem quer que seja e que o "ganho" que essas minorias teriam ao se legitimar socialmente a satisfação de seus desejos degenerados não compensa os danos que seriam causados em todas as instituições que a humanidade criou até hoje(TODAS!), principalmente a família. Faço esta exposição do meu pensamento livre de influências religiosas para chamar à atenção o fato de que existem muitos como eu que não são religiosos e no entanto tem outras razões mais, digamos, pragmáticas para ser contra a legitimação da pederastia. Com isso quero dizer que os evangélicos poderiam tentar também alcançar estes cidadãos, que não são religiosos, com argumentos práticos, não para os converter, mas para que se esvazie de vez esse estigma de que os evangélicos e os católicos são contra tais práticas por conta de um regressismo obscurantista e fanático. Realmente não é difícil de provar que a condenação bíblica do homossexualismo protege quem a observa de inúmeros males. Nesse sentido, eu acho que a Igreja católica faz um ótimo serviço na questão do aborto, pois embora sejam chamados de refratários por questão de fanatismo religioso em qualquer debate, eles levam a discussão sempre para uma luz racional ou filosófica, já que a posição bíblica deles já está clara para qualquer um. Os evangélicos deviam fazer o mesmo. Todos já sabem o porquê de os evangélicos serem contra o comportamento homossexual, não há necessidade de se insistir neste ponto que já está suficientemente esclarecido; tanto o é que tentam eliminar esta objeção através de adulterações nas edições de Bíblias, ou retirando o que incomoda ou parafraseando o que não se quer ouvir. Creio que o passo primordial neste momento seria os evangélicos provarem racionalmente que a Bíblia está certa neste sentido, ou seja, que além de uma questão religiosa é também uma causa social da qual todos os cidadãos tirariam benefícios se a ela aderissem, mesmo os não religiosos. Continua.

Marco Aurélio disse...

Com isso quero dizer que os evangélicos poderiam tentar também alcançar estes cidadãos, que não são religiosos, com argumentos práticos, não para os converter, mas para que se esvazie de vez esse estigma de que os evangélicos e os católicos são contra tais práticas por conta de um regressismo obscurantista e fanático. Realmente não é difícil de provar que a condenação bíblica do homossexualismo protege quem a observa de inúmeros males. Nesse sentido, eu acho que a Igreja católica faz um ótimo serviço na questão do aborto, pois embora sejam chamados de refratários por questão de fanatismo religioso em qualquer debate, eles levam a discussão sempre para uma luz racional ou filosófica, já que a posição bíblica deles já está clara para qualquer um. Os evangélicos deviam fazer o mesmo. Todos já sabem o porquê de os evangélicos serem contra o comportamento homossexual, não há necessidade de se insistir neste ponto que já está suficientemente esclarecido; tanto o é que tentam eliminar esta objeção através de adulterações nas edições de Bíblias, ou retirando o que incomoda ou parafraseando o que não se quer ouvir. Creio que o passo primordial neste momento seria os evangélicos provarem racionalmente que a Bíblia está certa neste sentido, ou seja, que além de uma questão religiosa é também uma causa social da qual todos os cidadãos tirariam benefícios se a ela aderissem, mesmo os não religiosos. Os religiosos são, até onde sei, o único grupo organizado lutando contra os abusos das organizações homossexuais, isso pelo fato de que já estavam organizados antes nos arranjos de seus cultos, excursões, etc... Portanto já têm essa relativa facilidade em agir em bloco. Mas existem milhões e milhões de cidadãos não religiosos ou não praticantes que são contra o movimento homossexual e sua tirania. Apenas que estão desorganizados e a espera de uma coordenação para agirem ou de serem convencidos a apoiar um grupo organizado que partilhe das mesmas preocupações deles. Eu sei que o objetivo principal dos cristãos é aquilo que eles entendem por salvar almas, mas os evangélicos já compraram uma briga (na verdade, já lhes foi declarado guerra) na qual devem usar todos os recursos disponíveis para vencer. Na minha opinião, se conseguirem o apoio destes cidadãos "desorganizados", ganharão um apoio imbatível. O governo já percebeu isso, ou os Senhores acham que a "disputa ideológica" que Gilberto Carvalho anunciou é para disputar o apoio dos cristão?! Não! É para impedir que cidadãos comuns, que na sua vasta maioria tem perfil essencialmente conservador, juntem-se em coro à oposição cristã, pois esta é a única válvula de escape para as inquietações de pessoas conservadoras não religiosas, visto que não há partidos políticos conservadores ou de oposição no Brasil de hoje. Se não me engano, o Antigo Testamento faz relatos em que o povo de Deus foi ajudado a obter promessas de Deus através de apoio ou ações de povos não fiéis a Deus, não é? Acho que é algo a se pensar...

João disse...

É simples entender o que se passa.

O ministério publico federal e outros orgãos públicos estão servindo aos interesses da canalha petista e do movimento gayzista.

Antonio Batalha disse...

Olá chamo-me Antonio Batalha. Vim conhecer seu blog, dar-lhe os parabéns. Pois é muito bom, e gostaria de lhe deixar um convite: Ficava muito grato se fizesse parte dos meus amigos virtuais na Verdade que Liberta, decerto de volta irei retribuir. Obrigado e uma boa semana.