7 de fevereiro de 2012

Jean Wyllys diz que calvinistas são aliados do movimento homossexual

Jean Wyllys diz que calvinistas são aliados do movimento homossexual

Comentário de Julio Severo: A generalização de Wyllys é injusta, pois há muitos calvinistas conservadores que não concordam com a agenda gay. Mas, conforme já apontei num artigo, pelo fato de que os calvinistas liberais são estridentes e os calvinistas conservadores preferem geralmente o silêncio e evitam criticar abertamente os calvinistas liberais que estão fazendo estragos, fica a impressão de que os calvinistas liberais representam a opinião da maioria dos calvinistas. Quem acaba se beneficiando são os ativistas gays. A notícia a seguir é do site Holofote:
Jean Wylly: calvinistas são aliados do movimento gay
Jean Wyllys diz que calvinistas são aliados do movimento LGBT
O parlamentar acusou alguns pastores e padres de fazerem discurso ‘religioso-facista’ por dizerem que homossexualismo é abominação
O deputado federal pelo PSOL (RJ) e ativista gay Jean Wyllys, que ficou conhecido em todo o Brasil por ter sido o vencedor da 5ª edição do Big Brother, volta a atacar padres e pastores evangélicos, em uma entrevista concedida ao jornalista Eduardo Irineu do Jornal Extra de Pernambuco.
O político voltou a afirmar que alguns segmentos religiosos, sem citar quais são, continuam incentivando a disseminação da violência contra os homossexuais, aproveitando-se das concessões públicas de difusão dos canais de TV e de rádio.
Jean Wyllys destaca que sua rota de colisão com padres e pastores é, justamente, pelo fato deles usarem concessões públicas de difusão dos canais de TV e rádio para pregar contra a homossexualidade. Para o parlamentar, este tipo de mensagem só incentiva o ódio aos homossexuais.
O parlamentar fez questão de reafirmar que “esses padres e pastores vem a público, através do rádio, da TV e em jornais impressos, alegando que o homossexual é abominável”. Para Wyllys, aqueles que pregam que a prática homossexual é abominável [diante de Deus], acabam sendo cúmplices dos crimes praticados contra gays.
Dando a entender que os alguns segmentos evangélicos são contrários à dignidade do ser humano que está homossexual, o deputado ressaltou que “é importante dizer que não são todos os padres e pastores que promovem esse tipo de incentivo. O movimento LGBT tem muitos aliados na Igreja Católica e, também, entre os evangélicos. Inclusive, existem Igrejas Inclusivas, Calvinistas, com o protestantismo histórico, que não são contrários à dignidade dos homossexuais”.
Segundo o deputado, o pai do ministro Alexandre Padilha (Saúde) lidera, em São Paulo, um movimento integrado por protestantes históricos (batistas, anglicanos e luteranos), que luta contra a homofobia. Enfatiza-se que em nome do combate à homofobia, o movimento LGBT vem tentando emplacar  o kit gay nas escolas públicas e o PLC 122 que põe em risco as liberdades de culto e de expressão.
Jean Wyllys fez questão de ressaltar também que as instituições religiosas se beneficiam da isenção fiscal – prevista na Constituição Federal – deixando de pagar impostos e arrecadando muito dinheiro; e que usam esse dinheiro “para promover campanhas difamatórias contra mim, colocando-me a imagem de ‘inimigo do cristianismo’.”
Fonte: Holofote
Divulgação: www.juliosevero.com
Pastor assembleiano mantém seu nome em tabloide calvinista liberal custe o que custar

16 comentários :

Anônimo disse...

O Senhor, Jean Wyllys sim, vc quer queira ou não te chamarei de Senhor vc é "HOMEM" porque foi ele que te criou o DEUS VIVO problema, que vc tá sendo enganado pelo "demônio" pra vc achar que vc nasceu gay e acabou mais isso mentira dele na sua vida.
Não adianta vc querer distorcer e se fazer de vítima a tem igreja tal que nós apoia entenda a nossa luta não e contra a carne e nem sangue e nem a ser humano algum oro por vc é todos estão nessa vida que vai mais rápido possível correndo para igreja cristã de enfasê trabalho de libertação isso vcs precisam se LIBERTAREM.
Só, sei de uma coisa que as "denominação neopetencostais" não apoiamos o movimento homossexual ao contrário nós oramos para combater e expulsar o espírito engandor do homossexualismo que tá na vida dos "homossexuais" que vai a igreja ou que o familiar ora pelos mesmos olha tem tanto testemunhos sim de ex gays, ex lésbicas, ex travestis, ex bis sendo LIBERTADOS é hoje são casados e pais de família recuperaram a dignidade e auto estima e hoje tem a felicidade plena na luz de Jesus Cristo mais é claro que eles tomaram um passo de FÉ em suas vidas coração aberto e sincero.
"Eu quero me libertar" "eu quero mudar" e nosso Deus vivo ele não é mal para atender essas almas não faz "ACEPÇÃO DE PESSOAS" mandar vir todas a ele sem excessão
"Os oprimidos e sobrecarregados de satanás".
Sim, todos os dias acontece milagres de libertações estavam na prática homossexual ou qualquer outro "pecado" nas igrejas "neopetencostais" que é tão criticadas disso e pessoa voltada a si e a realidade assumindo a sua identidade hetero que Deus deu porque quando o "mal" sai da pessoa tudo é diferente transformação chegou a SALVAÇÃO DO NOSSO SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO. Ester!!!!!

carloshenrique disse...

Esse Senhor Jean Wyllis não sabe o que diz. Calunia, difama e injúria o povo de Deus. Ataca a religião.
Esse senhor já disse uma vez que queria eleiminar a influência do Cristianismo na sociedade brasileira. Esse mesmo senhor, como bem foi aí postado, vive a acusar a todos os cristãos, a todos os Pastores e Igrejas que pregam que homossexualismo é abominação e é pecado de estarem promovendo ódio e violência contra homossexuais e de serem cúmplices de mortes de homossexuais. E esse mesmo senhor é o que acusa a qualquer um que se oponha a agenda gay de estar com às mãos manchadas de sangue.
E, agora vêm a querer dar a entender que não é o inimigo número 1 do Cristianismo? Pelos seus atos e por tudo o que ele tẽm feito, por todas às suas declarações que tem feito, têm se portado e demonstrado claramente ser o inimigo número 1 do Cristianismo, e têm demonstrado verdadeiro ódio a cristãos e incitado um ódio gigantesco contra o Cristianismo e contra os Cristãos.

carloshenrique disse...

Igrejas Inclusivas? Essas ditas igreja não são cristãs nem nada, são nada mais do que Sinagogas de Satanás, aonde o engano e a mentira é pregado e aonde muitas vidas têm se perdido e têm sido levadas para o inferno, por esses lobos devoradores que se travestem de c ordeiro, que percebendo que alguém está saindo do erro, ludibriam a este, e prometendo-lhe liberdade, sendo eles mesmos servos da corrupção, levam o que estava se afastando do erro a se enlamear novamente no erro, o tornando duas vezes mais digno do inferno do que eles próprios.
Esses católicos e calvinistas que estão de acordo com o gayzismo, são os liberais, que nada têm a ver com o calvinismo sério e cristão e muito menos com o Catolicismo romano genuíno. Mas, os tais, são como o próprio Senhor Jesus já antes tinha dito: o joio no meio do trigo, e não representam nem a calvinistas e nem aos católicos romanos E se esses tais não se arrependerem irão juntamente com os gayzistas para o inferno aonde serão atormentados pela eternidade.

carloshenrique disse...

Fique o Sr. sabendo, Sr. Jean Wyllis, que não és tu que vais dizer o que é certo e o que não é. Homossexualismo é, sempre foi e sempre será pecado e abominação. E qualquer que praticar esse pecado não vai herdar o reino dos céus. E se o Sr. , se o Sr., Sr. Jean Wyllis, não se arrepender dos seus pecados e de todas essas iniqüidades que andas a praticar, e não se humilhar diante de Deus clamando por perdão enquanto ainda é tempo, e o tempo está ficando bem curto para o Senhor, Sr. Jean Wyllis, pois muito em breve Jesus virá te buscar para te julgar com justiça, o seu lugar será no lago de fogo. Lá tu sofrerás eternamente, e pedirá perdão e não haverá perdão pois já será tarde demais. Tu esperas ver para crer?
E só para terminar esse meu comentário., se houvesse verdadeira incitação de ódio e violência nesse Brasil por parte dos cristãos, esse Jean Wyllis nem estaria ali em Brasília e nem haveria o movimento homossexual no Brasil, pois sem a menor sombra de dúvida, não haveria nesse país nenhum, repito: nenhum homossexual. E o fato de aqui nesse país haver homossexuais, e desse Jean Wyllis está ali em Brasília, é a prova incontestável de que esse negócio de incitação de ódio e violência contra homossexuais, de homofobia, não passar de apenas mais um mito para querer impor a todo o povo brasileiro a sacralização do homossexualismo sem nenhuma oposição, numa verdadeira ditadura gay.
O texto foi longo, mas já era mais do que necessário, e já estava precisando de escrever tudo isso.

Mocidade Vitória de Cristo disse...

Olha, esse individuo ai( gayzista chamado Jean Wylly) está mentindo..

A teologia reformada( calvinismo) é muito pautada na Bíblia, e tem a Bíblia na mais alta estima; a Bíblia é a fonte de todo pensamento no calvinismo...Nós repudiamos a abominável prática do homossexualismo...

ELISEU disse...

Apesar de não atacarmos física ou verbalmente os homossexuais, somos constantemente atacados por eles simplesmente por não aceitarmos o que eles fazem. Para que todos daqui tenham uma idéia do ódio que os homossexuais têm dos cristãos, este mesmo deputado (Jean Wyllys) censurou um cidadão (Carlos Vendramini) pelo Twitter simplesmente porque o mesmo se manifestou contra o PLC 122, o "kit gay" e o homossexualismo. E o próprio Jean Wyllys ainda teve o despeito de dizer que os cristãos são homofóbicos, preconceituosos, e que iria tomar providências contra os seus "inimigos" (não só os cristãos como também todos os que são contra o homossexualismo).

Eu pergunto: a liberdade de expressão é permitida somente aos homossexuais? E para os cristãos e para as pessoas que são contra o homossexualismo, não pode haver liberdade de expressão? Que justiça é essa de 2 pesos e 2 medidas (tudo para os homossexuais, e nada para os cristãos e para os que são contra o homossexualismo)? Por acaso os homossexuais são tão especiais (ou tão privilegiados) para só eles terem todo e qualquer tipo de direito?

Caso o deputado Jean Wyllys e os homossexuais estejam esquecidos, faço questão de relembrar a eles o que a nossa Constituição Federal diz sobre a liberdade de expressão:

- Artigo 5º, inciso IV: "É livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato"

Eu sou livre para dizer o que eu quero. E eu aproveito a minha liberdade para dizer ao deputado Jean Wyllys e aos homossexuais com todas as letras: SOU CONTRA O HOMOSSEXUALISMO E CONTRA O PLC 122 OU QUALQUER OUTRA LEI A FAVOR DELES! Sinto muito se ele e os homossexuais se sentiram ofendidos, mas eu penso assim (eles aceitem se quiserem)! Eles podem até me chamar de homofóbico, mas eu não estou nem aí para o ódio que eles vão sentir da minha pessoa! Minha opinião é esta: sou contra o homossexualismo (e ponto final)!

- Artigo 5º, inciso VI: "É inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e suas liturgias"

Ninguém pode me obrigar a deixar de crer em Deus e na Sua Palavra. Eu creio e obedeço ao que Ele me ordena. Se os homossexuais não quiserem aceitar a minha opinião (ou não quiserem se arrepender, e nem aceitar o que a Bíblia diz sobre o homossexualismo), é um direito que eles têm. Porém, me obrigar a mudar de opinião só porque eles querem que eu ache certo uma coisa que é biblicamente errada, isso eu NUNCA vou fazer. Não vou mudar meu ponto de vista para agradar a ninguém (principalmente os homossexuais). Eu obedeço ao que a Bíblia diz: "Importa antes obedecer a Deus do que aos homens" (Atos 5:29)

Se eu tiver que ser preso ou morrer pela verdade da Palavra de Deus, eu aceito com muito prazer a prisão ou a morte (até porque eu confio no Deus em quem eu creio). E digo mais: não tenho nenhum medo de ser preso ou de morrer, porque o Senhor Jesus, na Sua Palavra, garantiu aos Seus servos: "Sê fiel até a morte e dar-te-ei a coroa da vida" (Apocalipse 2:10)

Já preguei o evangelho para muitos homossexuais. Mas, como quase sempre acontece na maioria das vezes, eles não me deram ouvidos. Muitos chegaram a rir da minha cara, me chamaram de homofóbico (e de outros nomes feios que eu nem vou citar aqui, por questão de educação), enfim, me insultaram de tudo quanto é jeito.

Só sei de uma coisa: estou com a minha consciência tranqüila. Cumpri a minha obrigação de cristão (que é pregar a Palavra de Deus). Se esses homossexuais não quiserem se arrepender, é problema deles. No dia do juízo final, eu quero ver se algum deles vai ter coragem de dizer a Jesus as mesmas coisas que me disseram! Aí vamos ver quem é realmente corajoso para encarar Jesus face a face!

Se o deputado Jean Wyllys e os homossexuais (bem como seus comparsas) quiserem ver para crer, depois não vai ter desculpa de falta de aviso!

Juarez disse...

Se o deputado Jean Wyllys não quiser se arrepender enquanto ainda há tempo, o final dele após a morte certamente será este:

JEAN WYLLYS NO JUÍZO FINAL

O deputado Jean Wyllys morreu e foi direto para o inferno. Depois de ter passado muitos séculos sofrendo nas mãos do diabo e dos demônios, chega finalmente o dia do seu julgamento. E, então, o diálogo começa:

- Jean, - diz Jesus, com voz mansa - Eu morri na cruz pelos seus pecados! Por que você preferiu continuar fazendo uma coisa que a Minha Palavra condena?
- Senhor, - balbucia Jean, quase chorando - eu nunca imaginava que o meu final seria este. Muitos evangélicos (que eu chamava de homofóbicos) me falavam que eu precisava me arrepender antes da morte, mas eu não acreditei. Agora eu vejo que eles estavam falando a verdade. Por favor, Senhor, me dê outra chance!
- Jean, - Jesus fala usando agora um tom mais enérgico - Minha Palavra é bem clara: após a morte, vem o juízo (Hebreus 9:27). Você teve todas as chances para se arrepender. Muitos servos Meus te falaram que Eu perdôo (e também salvo) aqueles que se arrependem, que Me aceitam como Salvador, e que obedecem à Minha Palavra. Mas você preferiu continuar fazendo uma coisa que Eu condeno. Enfim, você não quis se arrepender. Por que Eu deveria lhe dar uma segunda chance?
- Senhor, - diz o deputado num tom de lamúria - Tu mesmo disseste que Tu és amor. E que Tu não fazes distinção de pessoas (inclusive os homossexuais).
- Jean, - respondeu Jesus - Eu sou amor, mas Eu também sou justiça. Eu amo o pecador, mas Eu condeno o pecado. Minha Palavra diz que cada um dos homens dará conta de si mesmo a Mim no juízo (Romanos 14:12). É verdade que Eu não faço distinção de pessoas. Mas o que Eu realmente quis dizer com isso é que todo e qualquer pecador (independente de qualquer diferença, incluindo o homossexual) que se arrepende, que Me aceita como Salvador e que obedece à Minha Palavra tem a salvação garantida. Se você pensou que Eu falei isso no sentido de aceitar qualquer um com seus pecados (e sem se arrepender), você cometeu um gravíssimo erro!
- Por que ninguém nunca me disse isso, Senhor?
- Jean, - diz Jesus - a Minha Palavra é eterna: não pode ser mudada por nada (e nem ninguém). Você só queria ouvir o que lhe agradava. Você nunca quis conhecer a verdade!
- Senhor, - suplica Jean - me perdoe por eu ter duvidado dos Teus servos. Por favor, Senhor, tenha misericórdia!
- Jean, - diz Jesus num tom firme - Eu mesmo disse que quem Me rejeitar será julgado pela Minha Palavra (João 12:48). Você foi um dos que Me rejeitou. E a Minha Palavra também diz que todo aquele que não tiver o nome escrito no livro da vida será lançado no lago de fogo (Apocalipse 20:15)!

Chega o momento fatal. Jesus ordena ao anjo: "Abra o livro da vida e veja se o nome do deputado Jean Wyllys está escrito nele!"

Após folhear o livro da vida por horas, dias, meses, anos e séculos procurando, o anjo responde: "Senhor, o nome dele, infelizmente, não consta aqui!"

Jesus, então, sentencia em voz alta: "DEPUTADO JEAN WYLLYS, VOCÊ ESTÁ CONDENADO AO LAGO DE FOGO POR TODA A ETERNIDADE!"

Ao ouvir isto, o deputado começa a gritar de desespero: "NÃO! POR FAVOR, NÃO! EU NÃO QUERO VOLTAR PARA AQUELE FOGO NOVAMENTE! SOCORRO! SENHOR, TENHA MISERICÓRDIA! TU ÉS O SENHOR! EU TE ADORO! EU TE ACEITO COMO MEU SALVADOR E VOU TE SEGUIR! ME PERDOE, SENHOR!"

Mas Jesus foi taxativo: "Enquanto você ainda estava na Terra, Eu poderia ser seu advogado. Como você Me rejeitou, agora Eu serei o seu juiz. E que se cumpra a sentença que Eu proferi!"

O anjo, então, segura o deputado e o lança no lago de fogo, onde já estão outros homossexuais (que morreram sem se arrependerem)!

Será que o deputado Jean Wyllys quer ver para crer se isto é verdade? Quero ver se ele é corajoso o suficiente para enfrentar Jesus no dia do juízo final!

Fernando disse...

Alguém me explica o que Calvino tem a ver com isso?

Anônimo disse...

Julio, a maioria dos calvinistas que eu conheço são liberais. Pode existir um pouco de exagero nas palavras do tal Jean, mas nenhum absurdo.

André

Anônimo disse...

Julio, é por essas e outras que esse jean Wyllys não está faland onenhum absurdo:

http://www.paulopes.com.br/2012/02/vereador-evangelico-propoe-criar.html

o sitio de onde tirei essa notícia, é de um sitio ateu. O que tem mais lá são apoiadores de gays. Parece que até lá os ateus estão ridicularizando o tal deputado protestante.

André

Idevam disse...

O DP.FD. JEAN WYLLYS ODEIA OS CRISTÃOS VERDADEIROS

Anônimo disse...

Mas parece que ele não odeia calvinistas...

Marco Teles disse...

O deputado Jean Wyllys reclama do uso da mídia concessionária por pregadores evangélicos, mas e quanto aos programas de apologia ao homossexualismo que proliferam na rádio e TV do Brasil?

Quanto a isenção de impostos, ela não existe só para igrejas mas para todos os templos de todas as religiões. E se há um financiamento com os cofres públicos contrário aos interesses dos contribuintes que tal falar do salário de parlamentares que se opõem aos princípios da sociedade em prol de grupo particular e minoritário?
O Sr. Jean Wyllys, antes de falar de impostos deveria abrir mão de seu próprio salário, afinal, ele mesmo foi alavancado ao cargo político pela mídia concessionária.

ÉLQUISSON disse...

Marco Teles,

Quem é Jean Wyllys para falar mal dos cristãos? Que moral esse sujeito tem para dizer alguma coisa contra os servos de Deus?

Ele quer dar uma de bom moço para criticar a isenção de impostos para as igrejas. Mas ele não explica outras coisas:

- O patrocínio das paradas gays em São Paulo e em outras cidades;

- O investimento na produção e distriuição do "kit gay" nas escolas;

- A produção de vídeos para combater a homofobia.

Estes são apenas 3 exemplos das muitas imoralidades que ele e os demais políticos pró-homossexualismo promovem às custas do dinheiro com que pagamos impostos exorbitantes!

Será que eu estou mentindo?

Eu vou dizer o que eu penso: para mim, Jean Wyllys não passa de um endemoniado, um pobre coitado que está a caminho do inferno se não se converter antes da morte (ou antes da volta de Jesus)!

Anônimo disse...

@Anônimo de Quarta-feira, 08 Fevereiro, 2012

Esses são um tipo especial de ateu, são os neo-ateístas. Eles se posicionam contra o cristianismo e faz proselitismo contra. O que torna a pessoa um ateu, é o "não acreditar em deuses". Esses "neo-ateus" gostam de tomar bandeira e partido de movimentos que batem de frente com a moral e as doutrinas cristãs.

Conheço um blog onde os ateus dele são amigos dos cristãos e se posicionam contra a agenda gayanista e abortiva. Esse blog é o Sociedade Planeta Ateu (http://planetaateu.blogspot.com). No banner principal do blog está o Júlio Severo está outros que lutam pela "família que é o fundamento da sociedade".

Não é certo generalizar, sejam cristãos ou não, capiche?

Bispo Josep Rossello disse...

Desejo esclarecer que quando este deputado fala de que tem anglicanos a favor da causa LGBT, ele está falando da IEAB (Igreja Episcopal Anglicana do Brasil) e a Igreja Anglicana do Brasil, CONTUDO nem todos os anglicanos tem tal posição. A Igreja Anglicana Reformada do Brasil permanece firme nos ensinos das Escrituras onde um matrimônio é só entre um homem e uma mulher, e entendemos que o sexo é um dom a ser vivido dentro do matrimônio.