15 de fevereiro de 2012

Evangélicos rompem com Carvalho e criticam ministra das mulheres

Evangélicos rompem com Carvalho e criticam ministra das mulheres

Simone Iglesias
Senadores, deputados e pastores evangélicos decidiram nesta terça-feira (14) não reconhecer mais o ministro Gilberto Carvalho (Secretaria Geral) como interlocutor do governo com o segmento. Uma das atribuições da pasta de Carvalho é conversar com movimentos sindicais e segmentos religiosos.
O grupo pediu uma audiência com a presidente Dilma Rousseff para avisá-la da decisão, mas o encontro ainda não foi agendado.
Durante palestra no Fórum Social Mundial, em Porto Alegre, mês passado, Carvalho disse que o Estado deve fazer uma disputa ideológica pela "nova classe média", que estaria sob hegemonia de setores conservadores.
"Lembro aqui, sem nenhum preconceito, o papel da hegemonia das igrejas evangélicas, das seitas pentecostais, que são a grande presença para esse público que está emergindo", disse.
O senador Magno Malta, porta-voz dos evangélicos e da Frente da Família no Congresso, disse que encaminhará a Dilma uma nota de repúdio.
Durante reunião entre senadores, deputados e pastores, houve também manifestação de repúdio ao ativismo da nova ministra de Políticas para as Mulheres, Eleonora Menicucci, favorável ao aborto.
Foi distribuída carta-compromisso que Dilma assinou no segundo turno das eleições presidenciais, em 2010, se comprometendo a não enviar ao Congresso projetos pró-aborto.
Na mensagem aos evangélicos, a então candidata dizia ser "pessoalmente contra o aborto". Malta disse que o segmento não pode "desconfiar" da palavra de Dilma, mas afirmou que os evangélicos lamentam a escolha de Menicucci.
"Temos o documento assinado por ela dizendo que é contra o aborto. Então, chega a ministra que está indo a ONU com dinheiro público para defender aborto. Vamos construir um documento revelando nossa contrariedade e reiterando nossas posições contra o aborto e a resistência que nós faremos a isso", afirmou.
O deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) disse que o comportamento de Menicucci não é "compatível" com o cargo e que cabe a Dilma "enquadrá-la".
Cunha lembrou o compromisso assumido por Dilma na campanha eleitoral, de não mandar para o Congresso projetos que legalizem o aborto. Afirmou esperar que ela cumpra o que disse.
"Na eleição, o aborto foi um tema presente. Ela mesma assinou o documento, qual era a real posição dela do aborto. Desmistificamos que ela era favorável ao aborto. E conseguimos que os evangélicos que estavam contrários recuassem e uma parte passou a apoiá-la."
A reunião não tratou de eventuais ataques à candidatura de Fernando Haddad a prefeito de São Paulo por causa do kit gay (material que seria distribuído em escolas para combater preconceito contra homossexuais) desenvolvido pelo Ministério da Educação na sua gestão. Mas Malta mandou recado. Disse que as posições das pessoas definem apoio ou ataque: "Se juntar católicos e evangélicos em São Paulo, Haddad não tem a menor chance".
Participaram do encontro representantes das igrejas Ministério da Fé, Sara Nossa Terra, Batista e Assembleia de Deus.
Divulgação: www.juliosevero.com
Dilma Rousseff atiça fogo na questão do aborto ao nomear ministra pró-aborto

10 comentários :

Nielson disse...

Pelo amor de Deus. Esta turma que se diz liderança evangélica não aprende. Continuam barganhando com o caPeTa, fazendo pirraça: "se vocês continuarem promovendo o aborto nós não apoiaremos Fernando Hadad para a prefeitura de São Paulo". Estes pseudo líderes não conhecem a estória do sapo e do escorpião, um petista pode até se camuflar de defensor da vida, mas no fundo todos são abortistas, defensores do homossexualismo, comunistas, marxistas, genocidas, enfim, satânicos. Os cristãos do Brasil, evangélicos e católicos, tem que parar de brincar com coisa séria e tomar uma atitude rápida, eliminar o câncer que é o PT e todos os seus aliados da política. Porque senão, seu filho um dia vai chegar da escola pedindo para você comprar uma galinha preta pra ele fazer um "trabalho" que aprendeu na sala de aula. Ou você não sabe que este Partido das Trevas (PT) é a favor de ensinar macumba nas escolas brasileiras. Ou então, um dia seu filho vai chegar da escola dizendo que quer morrer como herói, matando um monte de infiéis (judeus, cristãos, etc)para poder ir para o céu de Alá e ficar com sete virgens. Ou você não sabe que o Partido das Trevas (PT) quer ensinar o islamismo nas escolas brasileiras. Ou ainda, seu filho, de 8, 9 ou 10 anos de idade vai chegar da escola com um monte de preservativos que ganhou da professora, que lhe explicou que eles devem ser usados quando ele ficar tanto com o Joãozinho quanto com a Mariazinha, porque o divertido é namorar todo mundo, e a professora ainda deu o exemplo beijando sua assistente na boca, para que todos os alunos vissem. Ou você não sabe que o Partido das Trevas (PT) é árduo defensor do homossexualismo e um ferrenho propagador do mesmo. Vocês podem achar que eu estou exagerando, mas aqui mesmo no blog do Irmão Júlio Severo vocês podem verificar que embora sejam aterrorizadoras, todas estas idéias fazem parte do plano de governo do Partido das Trevas (PT), e eu, como um fiel seguidor de Cristo, jamais tomarei parte em nada que seja do caPeTa, pois sei que terei de dar conta de tudo o que eu fizer. Volto a convocar todos aqueles que acreditam em Deus e no sacrifício de Cristo na cruz do calvário, que não votem em hipótese nenhuma em canditados do Partido das Trevas (PT) e seus aliados, lembre-se que você não pode agradar a Deus e a Satanás, e então: quem terá o seu voto.

Anônimo disse...

A respeito da “decepção” que certa parte da bancada evangélica está tendo com relação ao PT, Esopo, um escritor da Grécia Antiga a quem são atribuídas várias fábulas populares, já exortava com sabedoria dos perigos de se confiar na repentina boa intenção dos que são canalhas por índole:

“O escorpião resolveu mudar-se de onde morava e por isso saiu à procura de um lugar que lhe agradasse. No caminho ele encontrou um rio, e como sabia que não conseguiria atravessá-lo, propôs a uma rã que ela o levasse em suas costas até o outro lado. Mas esta conhecia a má fama que acompanhava o escorpião, e por isso perguntou desconfiada:
- Como eu posso ter certeza de que você não vai me trair e me matar?
O escorpião respondeu maneiroso:
- Bobagem, qual seria a lógica de trair e matar a quem está me fazendo um bem?
- E quando chegarmos ao outro lado?
- Aí, então, eu estarei tão agradecido pela sua ajuda, que com toda a certeza não pagarei com a morte a gentileza recebida.
Os argumentos do escorpião eram lógicos, e por isso a rã ficou convencida de sua sinceridade. Por isso permitiu que ele se acomodasse em suas costas, e os dois iniciaram a travessia. Mas quando chegaram ao meio do rio, e o passageiro se deu conta de que por depender de alguém ficaria devendo um favor à nadadora, ele não se conformou: ergueu o ferrão e a feriu de morte. Ao sentir a dor da picada, a rã perguntou ao escorpião por que ele havia feito aquilo, uma vez que lhe tinha feito um bem, e este respondeu:
- Peço-lhe desculpas, mas não pude evitar. Essa é a minha natureza.”
(adaptado de uma fábula de Esopo.)

Moral da estória: O mal caráter só é verdadeiro amigo de uma coisa: de seu próprio interesse!)

Ronaldo

PRESBÍTERO VALDOMIRO disse...

A Palavra de Deus diz claramente:

"Porventura, pode vir de uma mesma fonte água doce e salgada?" (Tiago 3:11)

Esse texto bíblico se encaixa perfeitamente com a imagem da nossa política. É impossível acreditar que possa surgir algo de bom em um meio tão podre e tão sujo (como o nosso Congresso Nacional).

Infelizmente, muitos políticos (inclusive os da bancada evangélica) fazem jogo duplo: criticam o governo, e, ao mesmo tempo, dão apoio ao mesmo governo.

O senador Magno Malta é um bom exemplo disso. Ele se diz cristão e defensor da família (e contra o aborto), mas foi um dos que fez campanha para Lula (e também ajudou a eleger Dilma). Eu pergunto: como pode alguém que se diz cristão apoiar corruptos a serviço do diabo?

Talvez o nobre senador esteja esquecido de qual deve ser a postura de um verdadeiro cristão:

"Não vos coloqueis num jugo desigual com os incrédulos. Pois, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que união pode haver da luz com as trevas? E que aliança há entre Cristo e o Maligno? E que parte tem o fiel com o infiel? E que concordância existe do templo de Deus com os ídolos?" (2 Coríntios 6:14-16)

"Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou amará a um e odiará o outro, ou há de se dedicar a um e desprezar o outro" (Mateus 6:24)

Não há o que discutir: ou você serve a Deus, ou você serve ao diabo (não existe meio-termo)!

Será que o senador Magno Malta ainda se lembra disso?

Se Magno Malta fosse realmente um autêntico cristão (no verdadeiro sentido da palavra), ele teria que ter uma postura bem firme para dizer: "Não vou apoiar os que defendem o aborto. Não vou fazer campanha para políticos ou partidos que agem contra a Palavra de Deus. Não vou ajudar a eleger pessoas que são a favor do homossexualismo. Não vou ser cúmplice do pecado. Não me importo em perder o meu mandato. É melhor eu ficar em paz com a minha consciência (e cumprir o meu dever de cristão) do que pecar contra Deus". Eu pergunto: quantos, que se dizem servos de Deus, teriam esta mesma coragem?

Se Elias e João Batista estivessem vivos, com certeza eles estariam tristes e com muita vergonha da atuação dos servos de Deus nos dias de hoje! E eu não quero nem imaginar o que o apóstolo Paulo (e, principalmente, Jesus) estão sentindo diante disso tudo!

Muitos que estão sendo cúmplices do pecado precisam se lembrar deste aviso:

"Cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus" (Romanos 14:12)

Será que muitos que se dizem servos de Deus (como Magno Malta) estão cientes disso?

Deixo esta pergunta no ar para alguém responder na primeira oportunidade!

Anônimo disse...

Amigo e irmão Júlio,
Poderia me dizer qual a idade desse senador Magno Malta e dos evangélicos que acreditaram no que Dilma disse e assinou?
Não acredito no que estou lendo nessa matéria! Mas que povo inocentes são esses! Acreditar em algum político da quadrilha-PT é demais pra meu raciocínio. Nada - eu disse nada - que qualquer político do PT disser, eu acredito!
Se for Lula e Dilma... Piorou!
Tudo isso são conchavos políticos.
Por falar nisso, em que ficou a ação do senador Magno Malta contra a pedofilia? O que ele fez contra aquele monstro que disse essa frase: "Pedofilia já! Enquanto eu ainda estou con tudo em cima...?"
Quem quer apostar comigo um "bom livro", que os evangélicos vão votar em "massa" na reelieção de Dilma em 2014?
Acreditar que Dilma mudou suas convicções marxistas de uma hora para outra só porque assinou um documento e pra agradar evangélicos, só para crianças de 5 aninhos.
Só terei esperanças de um Brasil melhor, quando esse "câncer-PT" deixar o poder!! Mas não me engano... Isto vai demorar muito anos, talvez décadas!
Alguém duvida que Lula vai querer voltar ao poder outra vez? Ele não queria sair... Tentou um 3º mandato. E ele quer o 3º, o 4º, o 5º... o 20º... o 100º... Todos os mandatos que um ditador comunista possa ter!
Senador Magno Malta, o srº foi uma das minhas maiores decepções com políticos! Deixar Luís Mott sem o castigo merecido, foi demais!!

Um abraço do amigo baiano,
Lúcio

ÉLQUISSON disse...

Da mesma forma que todos daqui, eu também estou bastante indignado com o comportamento dos políticos da bancada evangélica.

Faço das palavras do irmão Nielson as minhas: essa turma que se diz liderança evangélica não aprende.

E como o irmão Nielson bem colocou, vejam que absurdo: a bancada evangélica está negociando o apoio a Fernando Haddad para a prefeitura de São Paulo em troca da retirada da política pró-aborto! E quem é Fernando Haddad? É o ministro que queria distribuir o "kit gay" nas escolas para as nossas crianças! Que moral um sujeito desses tem para merecer qualquer tipo de apoio de alguém?

Da mesma forma que o presbítero Valdomiro perguntou, eu também pergunto: como pode alguém que se diz cristão negociar com o diabo?

Talvez estes políticos da bancada evangélica estejam esquecidos das palavras de Jesus (que se encaixam perfeitamente com os políticos do PT, e de outros partidos que pensam e agem da mesma forma):

"Vós sois de vosso pai, o diabo, e quereis satisfazer os seus desejos. Ele foi um homicida desde o princípio, e nunca se firmou na verdade, porque nele não existe verdade. Quando ele mente, fala só do que lhe é próprio; pois é um mentiroso e o pai da mentira" (João 8:44)

O apóstolo Paulo complementa isso ao dizer:

"Seja Deus verdadeiro e todo homem mentiroso" (Romanos 3:4)

Será que eu estou exagerando?

Destaco o que disse o Lúcio:

"... Acreditar que Dilma mudou suas convicções marxistas de uma hora para outra só porque assinou um documento e para agradar evangélicos, só para crianças de 5 aninhos..."

Lúcio, você disse tudo. Acreditar que Dilma e toda a corja do PT mudou de idéia é como acreditar que o diabo se converteu a Jesus!

O senador Magno Malta disse, certa vez, que tentou "desatanizar" Lula (talvez ele tenha tentado fazer a mesma coisa com Dilma). Infelizmente, esse "exorcismo" foi como uma bomba que deu chabu: falhou (e falhou feio)!

E quanto ao que o Lúcio falou sobre a possibilidade de Dilma ou Lula se reelegerem, eu não duvido nem um pouco que isso pode acontecer. Se depender desse pessoal que se diz evangélico, o PT vai estar sempre no governo!

Destaco também uma colocação do presbítero Valdomiro:

"... Se Elias e João Batista estivessem vivos, com certeza eles estariam tristes e com muita vergonha da atuação dos servos de Deus nos dias de hoje! E eu não quero nem imaginar o que o apóstolo Paulo (e, principalmente, Jesus) estão sentindo diante disso tudo!..."

Valdomiro, você tem toda razão. Com certeza todos devem estar muito tristes lá no Céu ao verem o pecado se alastrar como um câncer por toda a nossa nação. Enquanto isso, Satanás e os demônios devem estar fazendo a maior festa no inferno diante de tudo que está acontecendo! Quando você falou isso, me vieram à mente as palavras de Jesus:

"Quando, porém, vier o Filho do homem, porventura achará fé na Terra?" (Lucas 18:8)

Muitos que estão sendo cúmplices do pecado precisam se lembrar deste aviso:

"Cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus" (Romanos 14:12)

Será que muitos que se dizem servos de Deus (como os políticos da bancada evangélica) estão cientes disso?

Está na hora de assumirmos um compromisso sério com a Palavra de Deus, para tentar salvar o nosso país das trevas que nos cercam!

Herberti disse...

Como diz a sabedoria popular "galinha que anda com pato acaba morrendo afogada." É muito engraçado ver estes "representantes dos evangélicos" fazendo misancene para o público deles acharem que estão firmes em suas "convicções". Só que estas convicções não os impediram de acreditar e apoiar a fala macia dos esquerdistas-ateus que, como foi bem apontado em um coment acima, não podem negar a verdadeira natureza deles, uma natureza cruel e homicida, igual a do deus que eles servem disfarçadamente.

wil disse...

Como assim "rompe com Carvalho" ????
eles tem que romper é com o PT. Daqui a pouco trocam o Carvalho por outro -mais discreto - na negociata com os evangélicos e então fica tudo bem.

Fala Sério.

Nielson disse...

Volto a este espaço para ratificar o que diz o Wil. O que mais estes "representantes dos evangélicos" estão esperando para romper de vez com o Partido das Trevas (PT). Qual a prova que eles precisam para acreditarem que este partido esteve sempre trabalhando para implantar o reino de Satanás no Brasil. Acreditam em um papel assinado pela Dilmandona (que na verdade manda muito menos que o famigerado Gilberto Carvalho) será capaz de impedir sua corja de implantar leis satânicas no país. Fala sério, na questão do casamento homossexual eles não precisaram se mexer, deixaram para seus subordinados do STF, aliás, mais um ministro desta corte vai se aposentar e ai, em menos de 18 meses de mandato a presidente vai nomear o terceiro ministro, somando-se aos que o Lula havia nomeado, se não me engano restará apenas um que não tenha sido indicado pela dupla caPeTista. Já ouviram o Sr. Luiz Fux falar sobre o desarmamento, em sua opnião a polícia simplesmente deveria ter o poder de entrar em nossas casas, revistá-la e confiscar as armas que encontrassem. Vocês acreditam que seriam indicados ministros que fossem contrários ao pensamento marxista do PT? O problema é seríssimo e urgente e estes imbecis e idiotas fazem um alarde danado para anunciar que romperam com o secretário, desculpem-me a comparação que irei fazer, mas fica parecendo aquele sujeito que descobrindo que a esposa o traia em sua própria cama, a queimou (a cama), achando estar resolvendo o problema. Dá dó ver tamanha irresponsabilidade.

ÉLQUISSON disse...

Irmão Nielson,

Pegando carona no que você e o Wil disseram, o que os políticos da bancada evangélica têm que fazer é romper totalmente com este govero corrupto de Dilma e de seus comparsas.

E digo mais: esse rompimento não deve ser feito somente com o PT. Embora o PT seja o carro-chefe de toda essa sujeira, tem que romper também com o PSOL (do deputado homossexual Jean Wyllys), PV (do deputado pró-homossexualismo Fernando Gabeira), PC do B, e com os demais partidos que possuem a mesma agenda do PT.

Da mesma forma que Jesus expulsou os vendilhões do templo (João 2:14-16), está na hora de expulsarmos do Congresso Nacional esses falsos políticos evangélicos que estão preocupados em defender somente os seus próprios interesses, ou os interesses de certos grupos ou pessoas (ao invés de defenderem a família, os bons costumes, e a obediência à Palavra de Deus)!

Trindade disse...

Ola Julio;
Hoje 15/02/2012, o tal Carvalho foi à Camara Federal e ja engabelou todo mundo dessa bancada submissa, omissa e oportunista dita evangélica, pois o tal Carvalho saiu de lá dizendo : “O PEDIDO DE DESCULPA QUE EU FIZ NÃO FOI PELAS MINHAS PALAVRAS, MAS SIM PELOS SENTIMENTOS QUE ELAS PROVOCARAM, AFIRMOU”!?!?!?
Pelas palavras do Carvalho ficou claro que “nossos” representantes ou são umas mulas ou estão jogando para a platéia, eu acredito que mulas não são.
Pois o tal Carvalho afirmou taxativamente que não se arrepende do que disse, mas só queria que não procassem os sentimentos que provocou, ou seja queria a adesão dos evangélicos, só faltou ele dizer: "esperava que os evangélicos concordassem comigo, melhor ainda que negassem a fé, porque ai seria mais fácil.
Tenha dó, escrevam emails a esses deputados e senadores e digam a eles o que realmente sentimos sobre eles, pois o mal ai não é Carvalho ou Dilma e sim o sistema esquerdistas que os pautam.