7 de fevereiro de 2012

Dilma escolhe ativista pró-aborto para representar todas as mulheres do Brasil

Dilma escolhe ativista pró-aborto para representar todas as mulheres do Brasil

Dilma, a devota de “Nossa Senhora de Forma Geral”, escolhe uma notória defensora da legalização do aborto, ex-guerrilheira comunista, para representar todas as mulheres do Brasil na Secretaria das Mulheres. A ex-guerrilheira já fez dois abortos e confessou que ninguém a obrigou

Reinaldo Azevedo
Eu gosto de sinceridade. Pago um preço alto por dizer o que penso, como sabem. A sinceridade na política é uma tolice? Pois é… Eu não sou político. Leiam o que informa Bernardo Mello Franco, na Folha. Volto em seguida:
Amiga da presidente Dilma Rousseff desde a década de 1960 e sua colega de prisão na ditadura militar, a nova ministra Eleonora Menicucci, 67, promete defender a liberação do aborto à frente da Secretaria de Políticas para as Mulheres. Socióloga, professora titular de Saúde Coletiva da Unifesp e filiada ao PT, ela assumirá o cargo na sexta-feira. Substituirá a também petista Iriny Lopes, que sai para disputar a Prefeitura de Vitória. Menicucci integra o Grupo de Estudos sobre o Aborto e já relatou ter se submetido à prática duas vezes. Ontem, afirmou à Folha que levará sua convicção e sua militância na causa para o governo. “Minha luta pelos direitos reprodutivos e sexuais das mulheres e a minha luta para que nenhuma mulher neste país morra por morte materna só me fortalece”, disse.Na campanha eleitoral de 2010, deu-se um evento fabuloso: Dilma Rousseff, então candidata do PT, notória defensora da “legalização” do aborto — ela empregava essa palavra —, mudou o discurso. Setores da imprensa armaram um escarcéu danado, acusando de “reacionários” todos aqueles que, ora vejam!, lembrassem as palavras da própria candidata.
A polêmica sobre o aborto marcou a corrida presidencial de 2010, quando José Serra (PSDB) usou o tema para atrair o voto religioso. Dilma, que já havia defendido a descriminalização da prática em duas entrevistas, disse ser “a favor da vida”, mas afirmou que não faria uma “guinada à direita” para se eleger. A nova ministra anunciou que fará uma gestão de continuidade. Citou como prioridades o combate à violência contra a mulher e à “feminilização da pobreza” e a preparação das feministas para a conferência Rio+20. Ela negou os rumores de extinção da secretaria, que circulavam desde o ano passado. “Digo isso como futura ministra. A secretaria continua com status de ministério e com muita força”, afirmou.
(…)
Voltei: Sim, meus caros! Material impresso por católicos conclamando os eleitores — católicos — a não votar em defensores do aborto foi apreendido. Pessoas foram presas por simplesmente portar um daqueles papéis. Era nada menos do que censura à liberdade de opinião. Os tais setores da imprensa aplaudiram o absurdo! Ninguém, no entanto, seria preso por imprimir um folheto que pedisse votos para defensores do aborto. Esse simples contraste dá conta da estupidez! E, no entanto, o aborto, ressalvadas os casos previstos em lei, é que é ilegal. Foi um momento de puro surrealismo político.
Pois bem! Dilma foi à Aparecida, escoltada por Gabriel Chalita, e passou a ser católica desde criancinha. Chegou até a declarar numa entrevista a Datena que era devota de Nossa Senhora. “De qual”, ele quis saber. Ela inventou uma santa nova: “Nossa Senhora de Forma Geral”… Mais: chamou a santa de a “nossa deusa”. Dilma inaugurava o paganismo católico.
Pois é… Agora a presidente escolhe para a Secretaria das Mulheres ninguém menos do que uma notória defensora do aborto, Eleonora Menicucci, que já confessou, sem que ninguém a tanto a obrigasse, ter se submetido à prática duas vezes. É claro que o cretinismo patrulheiro e fascistóide — os “fascistas do bem!” — já vão se arrepiar: “Vejam que absurdo escreve esse Reinaldo!” Absurdo por quê? Acho que Dilma estava enganando os eleitores, só isso. Ex-militante do grupo terrorista POC (Partido Operário Comunista), também Eleonora disse ter “muito orgulho e muita honra de ter sido presa política na luta contra a ditadura”.
Pois é… As palavras fazem sentido. Muitos se sentem honrados por ter lutado contra a ditadura. Eu mesmo lutei e acho isso honroso. Luto ainda contra outras formas de ditadura, como a de opinião. E continuo a achar honroso. Mas por que a prisão seria uma distinção honrosa? Fica parecendo que os que não foram presos são menos honrados. Não são, não! Até porque a democracia brasileira chegou pelas mãos dos que fizeram a luta pacífica contra o regime e queriam, de fato, democracia. Não era o caso nem de Dilma nem de Eleonora. Ou o Partido Operário Comunista assaltava bancos — ela mesma participou de ações assim — para instaurar no Brasil a democracia?
Podem urrar à vontade. Fato é fato. Lido com fatos.
Divulgação: www.juliosevero.com
Brasileiros rejeitam em maioria esmagadora agenda abortista e homossexualista do partido do governo

7 comentários :

Herberti disse...

“Como sanitarista, o aborto é uma questão de saúde pública, não é uma questão ideológica. É de saúde pública como o crack, as drogas, a dengue, HIV e todas as doenças infectocontagiosas”, afirmou."
A pérola acima é de autoria de sua excelência (quase escrevo "excrescência") Eleonora Menicucci, conforme está no portal G1. A afirmação da ministra ultrapassa em muito os limites do razoável e chega às raias da malignidade: ela compara a gravidez às doenças infecciosas!
De onde vieram estes homens e mulheres que governam o Brasil? De qual meio social perverso e corrompido brotaram eles? Não posso crer que tiveram pais e mães, uma família, irmãos, amigos, carinho, afeto. Os valores e conceitos que eles externam nos mostram pessoas monstruosas, insensíveis, cruéis. Nas mãos de quem foi parar o Brasil!!!

Anônimo disse...

É irmão e todos frequentadores do blog do júlio, esse partido infernal essa gente toda endemoniados estão sendo tudo usados pelo "diabo". Essa "presidenta" já começou a contra atacar a sociedade e os segmentos da FÉ CRISTÃ, evangélicos e católicos que são CONTRA o aborto e contracepção em toda sua esfera anticristã.
Agora é hora sinto que estamos no momento crucial já está escrito na palavra DELE vai começar a separar o joio do trigo estamos sim sendo testados pelo nosso Deus vivo e pode ter certeza será poucos o APROVADOS.
De quem é verdadeiramente filhos do Deus ou não é "falso" e quem for do Senhor Jesus Cristo realmente dirá NÃO a esses movimentos antiDeus nessa país chamado Brasil.
Ester!!!!!!

Wellington disse...

Eu concordo em gênero, número e grau com a colocação do Herberti, e ainda diria mais: de um governo pró-abrto, pró-homossexualismo, anti-vida, anti-família, e, principalmente, anti-cristão, ninguém jamais vai poder esperar que venha algo de bom.

Eu nem me espantei quando eu vi quem Dilma escolheu. Considerando que essa "ministra" já foi "companheira" de Dilma na época do governo militar, nada mais justo do que uma terrorista ajudar outra, ou seja, está tudo em casa (ou, como eles dizem, "entre amigos").

Não tenho nenhum medo de dizer: o nosso país é governado por terroristas. Dilma e seus comparsas do PT (e também os de outros partidos que pensam e agem igual) são verdadeiros terroristas (talvez iguais ou piores que os da Al Qaeda)!

carloshenrique disse...

Pegando carona no que Wellington disse, diz na Bíblia o seguinte: “Pelos seus frutos os conhecereis. Colhem-se, porventura, uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos?
Assim toda a árvore boa dá bons frutos, porém a árvore má dá maus frutos.
Uma árvore boa não pode dar maus frutos, nem uma árvore má dar bons frutos.
Toda a árvore que não dá bom fruto, é cortada e lançada no fogo.
Logo pelo seus frutos os conhecereis.” Mateus 7 versos 16 ao 20.
Oras esperar que de partidos comunistas/socialistas e de que comunistas/socialistas venha algum fruto bom é totalmente esperar que de um abrolho brote uvas, que de um pé de manga brote jabuticaba. Não há como acontecer. O que é de se esperar desse atual governo é que a cada ano fique ainda pior.
Só para ver mais alguns frutos podres que esse partido está a fazer com o Brasil, basta simplesmente acessar o seguinte link: http://artureduardo.blogspot.com/2012/01/essa-nova-lei-para-os-menores.html

Têm que ter bastante estômago para ler tudo o que ali está escrito.

carloshenrique disse...

E Wellington, pegando carona em outra parte do seu comentário. O PT, o partido que está no poder é muito pior do que a Al Qaeda, pois a Al Qaeda era apenas um grupo terrorista e não tinha o poder político em nenhuma nação, o PT está no poder no Brasil e portanto têm o poder para tentar fazer de tudo para destruir a sociedade brasileira, E concordo contigo quando diz que são terroristas. Infelizmente estamso sendo governados por indivíduos da pior espécie, que numa sociedade saudável o lugar dos tais seria atrás das grades, e em prisões de segurança máxima, para servir de exemplo para que outros não seguissem os seus maus exemplos. Estamos sendo governados por uma quadrilha de terroristas que faz o pior tipo de terroirismo jamais imaginado na história, que é o terrorismo marxista cultural, que tenta subverter a sociedade para adaptá-la ao estilo deles fazendo de toda a sociedade escravos do governo, sem nenhum direito as abolição da escravatura.
Bom vou terminando esse comentário por aqui.

ÉLQUISSON disse...

O comentário do Wellington foi perfeito. Realmente, estamos sendo governado por terroristas. Só o passado de Dilma e dessa "ministra" já diz tudo.

Quanto ao que disse o Carlos Henrique (sobre a comparação do PT com a Al Qaeda), eu concordo plenamente: a Al Qaeda não tinha o poder político nas mãos. Apesar disso, a Al Qaeda fazia (e ainda faz) atentados terroristas em vários lugares do mundo (como foi o caso do 11 de setembro).

No caso do PT, ele chega a ser igual ou pior que a Al Qaeda. Aliás, diga-se de passagem, o PT é a versão brasileira da Al Qaeda. Só essa política pró-aborto diz tudo.

Não vejo a hora de tirarmos esse câncer maligno chamado PT do nosso governo. Aliás, a própria sigla (PT) já diz o que ele é:

PT = Partido Terrorista

Será que alguém ainda tem alguma dúvida disso?

aldo cesar 100% heterossexual disse...

quero dizer que eu não provo esse governo da santanista Dilma, nem esse sistema demoníaco do PT, todos os que provam o aborto são participante do mesmo crime, em um visão teológica essa pessoa não respeitam nem o ato deterem existido.
como esta escrito:Embora conheçam o justo decreto de Deus, de que as pessoas que praticam tais coisas merecem a morte, não somente continuam a praticá-la, mas também aprovam aqueles que as praticam...