15 de fevereiro de 2012

Bancada evangélica fica satisfeita com declarações de Gilberto Carvalho e Dilma Rousseff

Bancada evangélica fica satisfeita com declarações de Gilberto Carvalho e Dilma Rousseff

Comentário de Julio Severo: Gilberto Carvalho, a figura sinistra do PT, negou suas declarações de enfrentamento com os evangélicos, mas mesmo assim pediu desculpas. A reportagem disse: “Carvalho afirmou não haver intenção do governo de fazer enfrentamento com os líderes e disse que seria ‘loucura’ falar na criação de uma rede estatal para enfrentar a mídia evangélica”. Essa mídia são especialmente redes de televisão pertencentes aos grupos neopentecostais que, apesar de apoiarem o PT ou PSDB, não abrem mão de posturas bíblicas com relação ao homossexualismo e aborto, a única exceção sendo a IURD do bispo Macedo. Um enfrentamento do governo petista com base nessas duas questões (aborto e homossexualismo) com os grupos midiáticos neopentecostais seria muito interessante, mas Carvalho negou que tenha feito a declaração e negou que o PT queira qualquer confronto. A bancada evangélica aceitou o pedido de perdão do ministro e também a declaração de Dilma, de que seu “governo não vai tomar qualquer iniciativa para alterar a legislação sobre aborto”. A bancada evangélica pode ter ficado satisfeita, mas eu não. Isso tudo parece um sonho. Por favor, me belisque: sou eu quem está dormindo ou é a bancada evangélica?
Veja agora a matéria do Estadão:
Ministro pede perdão à bancada evangélica por declarações sobre aborto
Segundo Gilberto Carvalho, pedido de desculpas não foi pela mensagem, mas pela reação causada ao falar de legalização da prática no Brasil
Eduardo Bresciani, do estadão.com.br
15 de fevereiro de 2012 | 14h 11
BRASÍLIA - O ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, pediu perdão à bancada evangélica em reunião realizada nesta quarta-feira, 15, na Câmara dos Deputados. Carvalho negou ter dito que o governo teria intenção de enfrentar os evangélicos pelo controle ideológico da classe C e que o Planalto prepara uma rede de comunicação para combatê-los. No entanto, pediu perdão pela repercussão das declarações dadas durante o Fórum Social Mundial em Porto Alegre, em janeiro. O ministro trouxe ainda um recado da presidente Dilma Rousseff reafirmando que o governo não vai tomar qualquer iniciativa para alterar a legislação sobre aborto.
Gilberto Carvalho: pediu perdão, mas negou declarações de confronto
A reunião foi marcada pelo constrangimento do ministro e pela tensão na bancada. Carvalho fez logo de início o pedido de desculpas, mas parlamentares questionaram diversas vezes sobre as declarações. Anthony Garotinho (PR-RJ) chegou a pedir que Carvalho assinasse um documento negando as declarações que lhe foram atribuídas, mas o ministro disse preferir divulgar uma nota, durante a tarde, falando sobre o tema.
Em rápida entrevista na saída da reunião, Carvalho tornou público seu pedido de perdão. "O pedido de desculpas, de perdão que eu fiz não foi pelas minhas palavras, mas pelos sentimentos que provocaram em alguns deputados e senadores as interpretações que surgiram a partir de Porto Alegre". Carvalho afirmou não haver intenção do governo de fazer enfrentamento com os líderes e disse que seria "loucura" falar na criação de uma rede estatal para enfrentar a mídia evangélica.
O ministro confirmou ainda ter trazido um recado da presidente Dilma Rousseff sobre a questão do aborto. O tema tem gerado controvérsia devido ao histórico de apoio à legalização da nova ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres, Eleonora Menicucci. Carvalho reafirmou que a posição do governo é de não tomar nenhuma iniciativa para alterar a legislação nesta área.
"A presidente Dilma pediu que eu reafirmasse para a bancada que a posição do governo sobre o aborto é a posição que ela assumiu já na campanha eleitoral, que está escrita em todo esse processo e que a posição do governo está absolutamente clara e assim vai continuar", disse Carvalho.
Presidente da frente parlamentar evangélica, o deputado João Campos (PSDB-GO), ficou satisfeito com as explicações do ministro. "Ele se retratou de forma sincera e fez um gesto nobre de vir à Câmara falar conosco". Outros parlamentares reiteraram que o ministro foi perdoado, mas que as declarações não serão apagadas. "Perdoar é diferente de esquecer", disse Garotinho. "Ninguém pede perdão se não reconhece o erro", concluiu Magno Malta, líder do PR no Senado e o primeiro a atacar Carvalho nesta polêmica.
Divulgação: www.juliosevero.com

14 comentários :

juliano disse...

Infelizmente, não espero outra coisa a não ser uma canetada atras da outra. Na calada da noite, enquanto o povo se distrai com outras coisas.

wil disse...

hehe.. nem precisou trocar o Carvalho por outro, bastou um pedido de desculpas e já está tudo resolvido. O enfrentamento com os cristãos já está acontecendo a muito tempo, na mídia, nas faculdades, nas escolas públicas, na política e no reino das trevas de forma geral. Parece que só "nossos" representantes políticos é que não conseguem ver isso. Quem está dormindo eu não sei, mas o reino das trevas está bem acordado.

Anônimo disse...

Me Deus isto chaga a ser infantil, evidente que somente querem nosso voto, uma vez que o tenham irão com certeza voltar atrás como a própria Dilma já esta fazendo através da ministra Eleonora Menicucci, mas o que me deixa preocupado Júlio é que parece não haver opção, no PSDB qual partido hoje, não tem uma visão de apoio ao aborto e ao homossexualismo ?

Anônimo disse...

Enquanto isso, a mesma Dilma já liberou a nova ministra aborteira prá ir num evento pró aborto e pró homossexualismo na Europa com o nosso suado dinheiro de impostos, prá justificar prá órgão satânico da ONU, porque a agenda gay e aborto em larga escala ainda está emperrada no Brasil, pode isso Irmãos? Essa bancada evangélica é tudo, menos servos e servas do Senhor Jesus Cristo, pois estão sim mancomunados com esse governo socialista do PT!
NUNCA VOTEM EM SOCIALISTAS, principalmente nos "evangélicos" dessas siglas!
O SOCIALISMO É DIABÓLICO!
No amor de Cristo,
Renato Batista, Curitiba, PR

Jorge Bay disse...

Está claro que foi um recuo estratégico e nada mais... Confiar que são sinceros? Jamais.

Anônimo disse...

É irmão tamos lascado se for para depender deles essa "banquinha evangélica" tá ficando feio cada dia o jogo duplo continuar preservando seus próprios interesses$$$$ tá ficando "visível" eles não tomam uma decisão radical de abondonar o apoio esse partido das trevas mesmo com todas ideologias ANTIDEUS NÃO ESCONDEM ISSO PRA NGM.
É lógico que estratégico esse soldado da dilminha foi lá jogar panos quentes nessa "banquinha", devem falar no escuso eles são "hipócritas", estão nas nossas mãos porque eles só pensam em si mesmos e não querem perder as suas regalias e cargos públicos e bajulações já estão corrompidos. Ester!!!!!!!

Nil disse...

Como afirmou Jorge Bay disse: "Está claro foi um recuo estrategico e nada mais ....Confiar que são sinceros ? Jamais.""

O PT,Dilma usa essa estratégia de sempre em que ha um impasse sério com os evangélicos,RECUAR, dar meia volta e dizer uma coisa completamente diferente.

Porquê está estrategia dá certo, já foi testada várias vezes e o resultado foi sempre bom para eles(Dilma,Lula,PT,esquerdistas).

O caso mais espetacular do sucesso desta estrategia foi nas eleições de 2010, quando Dilma mudou da aguá para o vinho.

Antes apoiava o aborto,virou de hora prá outra, ser contra o aborto. De atéia para Cátolica fervorosa no dia para outro.
E milhões de evangélicos idiotas cairão na lábia dela.

O RECUO ESTRÀTEGICO já está mais do que provado é bom para eles. Recuão,aguardão um pouco,depois promovem um novo avanço,mais bem planejado. E se não der certo é só recuar como dantes.

Agora ! Essa bancada evangélica é como a junção de muita fome com muita comida sobre a mesa.

Foi só os Petistas porêm sobre a mesa as suas DESCULPAS,SEU APELO AO ENTEDIMENTO, que essa bancada evangélica traidora avançou sobre á mesa para comer as iguarias dos petistas.

O evangélico simples que por acaso estiver satisfeito com as declarações desse Gilberto Carvalho e dona Dilma deve ser simplismente ser tachado de OTÀRIO.
Pois no fundo é isto é que é um grande otário.

Mas ! Os integrantes da bancada evangélica podem alguns até ser otários,mas são muitos mais TRAÌDORES e oportunistas. E esquerdistas de carterinha.

ÉLQUISSON disse...

Amigo Renato Batista,

Pegando carona no que você disse aqui, o que os políticos da bancada evangélica têm que fazer é romper totalmente com este govero corrupto de Dilma e de seus comparsas.

E digo mais: esse rompimento não deve ser feito somente com o PT. Embora o PT seja o carro-chefe de toda essa sujeira, tem que romper também com o PSOL (do deputado homossexual Jean Wyllys), PV (do deputado pró-homossexualismo Fernando Gabeira), PC do B, e com todos os demais partidos que possuem a mesma agenda do PT.

Da mesma forma que Jesus expulsou os vendilhões do templo (João 2:14-16), está na hora de expulsarmos do Congresso Nacional esses falsos políticos evangélicos que estão preocupados em defender somente os seus próprios interesses, ou os interesses de certos grupos ou pessoas (ao invés de defenderem a família, os bons costumes, e a obediência à Palavra de Deus)!

Nil disse...

Nós podemos usar o RECUO ESTRATÉGICO ao nosso favor. Já está demostrado que O PT ,Lula, Dilma, esquerdistas recuão quando o EMBATE começa a ficar sério demais.

Então quando entrarmos em um IMPASSE muito sério com os petistas e a temperatura for crescendo demasiadamente. "O caldeirão fervendo e entornando aguá quente para todo lado".

Aí ! Mas ! Devemos por bem mais lenha na fogueira. Não devemos temer chegar as últimas consequências,temer o conflito.
Não é hora prá os evangélicos procurar mediar a situação, mas,tornar-se ainda mais intransigente.

Já ! Que eles sempre recuão para tentar avançar em outra ocasião, mais favorável.

ESSA DEVE SER A NOSSA ESTRATÉGIA CONTRA OS PETISTAS :INTRANSIGÊNCIA TOTAL E ABSOLUTA.


VAMOS ESPALHAR ESSA IDÉIA.

Um exemplo recente para atuarmos:http://juliosevero.blogspot.com/2012/02/conselho-de-psicologia-inicia-um.html

Vamos dar um aperto neste Conselho de Psicologia.

Nielson disse...

O apóstolo Paulo nos ensina a não acreditarmos em ninguém que pregue um evangelho diferente do que está na Bíblia Sagrada, ele enfatiza que mesmo se um dos apóstolos ou mesmo um anjo do céu disser qualquer coisa que se oponha a Palavra de Deus registrada nas escrituras, ele deve ser totalmente desacreditado e rejeitado. pois bem, a liberação do aborto e a total doutrinação ao homossexualismo estão registradas no estatuto do Partido das Trevas (PT), que é a bíblia deles, portanto, fica claro que o que Gilberto Carvalho e Dilma fazem é apenas um jogo de cena para confundir os incautos. Como eles dizem que não vão fazer se estas idéias fazem parte de seu plano de governo diabólico. O que vocês acham que o trabucão foi fazer na ONU, além de passear com o nosso dinheiro. Foi garantir que de alguma forma sorrateira o governo tentará aprovar estas leis satânicas, inclusive usando o STF, que no Brasil também faz o papel do legislativo criando leis, como o casamento homossexual. E aí a Dilmandona vai fazer discurso dizendo que o governo não alterou as leis e sim o judiciário. Gilberto Carvalho diz que não foi bem isto que queria dizer. A ministra aborteira que se gabou em uma entrevista que ficava com qualquer um a ponto de ser repreendida pelos cumpanheiros e se gabou também de ir à Colômbia aprender a sugar bebês em gestação de úteros maternos, dizendo inclusive que era lindo segurar a mão da mãe enquanto seu filho era aspirado, agora também desconversa e diz que deve ter havido erro de transcrição, daqui a pouco ela também vai se explicar à bancada evangélica e dizer que nunca quis ofender, que foi mal interpretada, blá, blá, blá. E eles vão acreditar, deste que com isto permaneçam na lista de amigos do planalto, recebendo as benesses do governo, e o povo brasileiro e suas convicções que de danem, não são problema deles. Sinceramente, chegamos ao fundo do poço. O ministro das Cidades tomou posse mesmo tendo contra ele mais de 14 processos, dois no STF e mais um monte de denúncias, A ministra aborteira toma posse revelando com orgulho que matou dois bebês seus e no mínimo mais um, para aprender a técnica, provavelmente em alguma parceria com a FARC, uma vez que naquele país o aborto também é proibido. Ou seja, a dita cuja gaba-se de ser assassina de indefesos e confessa ter cometido crimes no Brasil e no exterior, e ao invés de ser processada e presa, é nomeada ministra e que vai representar todas as mulheres do Brasil, isto é um escárnio. E para terminar, esta senhora não tem moral, nem dignidade, nem ética, e muito menos o direito de si auto intitular representante das brasileiras, nenhuma mulher que eu conheço deixaria sugarem seu bebê de seu útero, pelo contrário, todas elas lutam com toda a força que tem e com certeza dariam a vida por seus filhos. Sabemos muito bem a quem a aborteira e toda a sua turma representam, eu não tenho dúvida que depois de Marx, Lênin, Stalin, Hitler, Mao, Guevara, Fidel, Chavez, Lula, Dilma e demais, que o fogo do inferno é cada vez mais vermelho.

Casal 20 disse...

Essa bancada está desbancada! Uma vergonha que se vendam por um prato de lentilhas!

Abraços sempre afetuosos.

Fábio.

bjaraujo disse...

Essa "bancada evangélica" está muito anti-cristã pro meu gosto.
Não eles não estão dormindo, então representando muito bem seus papeis neste circo com o governo.

E outra um papel assinado com um petista não vale o produto da digestão das bactérias duma axila a dias sem sentir cheiro de água.

Não podemos confiar o futuro deste país nas mãos da "bancada evangélica" ; votem no parlamentar que apresentar melhor fruto não naquele com "selo de qualidade" e aparência de piedade.

Neokoros disse...

Júlio,
você não está dormindo.
Quem está dormindo é a bancada evangélica (?).
Como sempre!
Afff!

PRESBÍTERO VALDOMIRO disse...

A Palavra de Deus diz com todas as letras:

"Porventura, pode vir de uma mesma fonte água doce e salgada?" (Tiago 3:11)

Esse texto bíblico se encaixa perfeitamente com a imagem da nossa política. É impossível acreditar que possa surgir algo de bom em um meio tão podre e tão sujo (como o nosso Congresso Nacional).

Infelizmente, muitos políticos (inclusive os da bancada evangélica) fazem jogo duplo: criticam o governo, e, ao mesmo tempo, dão apoio ao mesmo governo.

Eu pergunto: como podem esses que se dizem cristãos apoiar corruptos a serviço do diabo? Será que algum deles já viu, em alguma página da Bíblia, Jesus e Satanás sendo amigos (ou Jesus fazendo acordo com Satanás)?

Talvez esses mesmos políticos estejam esquecidos de qual deve ser a postura de um verdadeiro cristão:

"Não vos coloqueis num jugo desigual com os incrédulos. Pois, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que união pode haver da luz com as trevas? E que aliança há entre Cristo e o Maligno? E que parte tem o fiel com o infiel? E que concordância existe do templo de Deus com os ídolos?" (2 Coríntios 6:14-16)

"Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou amará a um e odiará o outro, ou há de se dedicar a um e desprezar o outro" (Mateus 6:24)

Não há o que discutir: ou você serve a Deus, ou você serve ao diabo (não existe meio-termo)!

E esses mesmos políticos precisam estar cientes de que o julgamento começará pelos que se dizem cristãos:

"Pois já é tempo de se começar o julgamento pela casa de Deus; e se começa primeiro por nós, qual será o fim daqueles que desobedecem ao evangelho de Deus? E se somente o justo se salva, onde aparecerá o ímpio e o pecador?" (1 Pedro 4:17-18)

Será que muitos que se dizem cristãos ainda estão lembrados disso?

Se Elias e João Batista estivessem vivos, com certeza eles estariam tristes e com muita vergonha da atuação dos servos de Deus nos dias de hoje! E eu não quero nem imaginar o que o apóstolo Paulo (e, principalmente, Jesus) estão sentindo diante disso tudo!

Quando Jesus voltar, a Sua igreja terá que se apresentar a Ele com as vestes limpas (isto é, sem a mancha do pecado). É como disse o apóstolo Paulo:

"Para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela Palavra, para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível" (Efésios 5:26-27)

Para esses políticos que se dizem cristãos (mas que, às escondidas, satisfazem aos desejos do diabo e dos homossexuais), Jesus dá uma advertência muito direta e muito séria (gostaria que todos lessem atentamente):

"Nem todo aquele que diz: Senhor! Senhor! entrará no Reino dos Céus, mas somente aquele que faz a vontade do Meu Pai que está nos Céus. Muitos, naquele dia, hão de Me dizer: Senhor, não profetizamos em Teu nome? E não expulsamos demônios em Teu nome? E não fizemos obras grandiosas em Teu nome? Porém, Eu vos confessarei: Nunca vos conheci. Apartai-vos de Mim, vós que praticais a iniqüidade" (Mateus 7:21-23)

Só sei de uma coisa: quando Jesus voltar, toda essa sujeira vai ter fim! E muitos que se dizem cristãos (mas que fazem jogo duplo, querendo agradar a Deus e ao diabo) vão ter que prestar contas a Jesus! Eu não quero estar na pele deles neste mesmo dia!

Para finalizar minha mensagem, deixo este versículo para a reflexão de todos:

"Cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus" (Romanos 14:12)