2 de janeiro de 2012

Livro de ex-homossexual é alvo da famosa “tolerância” gay

Livro de ex-homossexual é alvo da famosa “tolerância” gay

Julio Severo
O psicoterapeuta americano Richard Cohen acaba de sentir a famosa “tolerância” tão defendida por grupos gays. Seu livro, “Coming out Straight — Compreender e Tratar a Homossexualidade”, teve de ser retirado de vários sites de venda online em Portugal por pressão e protestos de associações homossexuais, que o consideram “ofensivo”. A obra, onde a homossexualidade é tratada como “uma desordem da atração” e um “transtorno da afetividade”, continua à venda nas livrarias de Portugal, mas alguns sites que a vendiam tiveram de pedir desculpa aos irados ativistas homossexuais.
O terapeuta Richard Cohen afirma que ao longo de 15 anos de terapia conseguiu que milhares de homens e mulheres que se sentiam atraídos por pessoas do mesmo sexo ficassem livres desse problema.
Na sua página de internet, ele confessa que ele próprio foi homossexual durante anos, mas que “com a ajuda de Deus”, conseguiu voltar a ser normal. Agora está casado, tem três filhos, e vários discípulos que dão continuidade ao seu trabalho.
Depois de seu livro ter sido disponibilizado online, em apenas três horas mais de quatro mil ativistas gays reagiram contra a sua venda, fazendo uma campanha de pressão e queixas.
O livro de Cohen também foi retirado da livraria virtual de uma grande cadeia espanhola de lojas de departamento diante da “avalanche de protestos”. A Federação Andaluza de Associações LGTB assumiu o crédito da “avalanche”, dizendo que a retirada do livro foi uma vitória do ativismo gay.
Esse episódio me lembra do cantor italiano e ex-homossexual Povia, que com sua bela música “Lula era gay”, foi alvo de uma persistente campanha de protestos e queixas de associações gays. Sua música, que concorria no festival Sanremo, não foi enxotada, conforme exigia o movimento gay, mas acabou ficando em segundo lugar, exclusivamente para agradar aos “tolerantes” militantes homossexuais.
Se as pessoas de bem tivessem essa militância e determinação, poderíamos também fazer campanhas exigindo a retirada de todos os livros e filmes homossexuais do mercado. Aliás, nossos filhos nunca mais sofreriam ameaças de kits gays nas escolas. Temos pessoas em número suficiente para barrar a intolerância gay, mas falta-nos a determinação e a disposição de reagir à agressão deles aos nossos valores, filhos e famílias.
Com informações de vários sites.

8 comentários :

albert guedes disse...

Quero saber onde comprar esse livro no Brasil.

Anônimo disse...

O seu Artigo. Júlio faz uma afirmação muito verdadeira com estás palavras : "Se as pessoas de bem tivessem essa militância e determinação, poderíamos também fazer campanhas exigindo a retirada de todos os livros e filmes homossexuais do mercado. Aliás, nossos filhos nunca mais sofreriam ameaças de kits gays nas escolas. Temos pessoas em número suficiente para barrar a intolerância gay, mas falta-nos a determinação e a disposição de reagir à agressão deles aos nossos valores, filhos e famílias."

Júlio ! Existe um "Ciclo vicioso". Como afirmou:"Temos pessoas em número suficiente para barrar a intolerância gay, mas falta-nos a determinação e a disposição de reagir à agressão deles aos nossos valores, filhos e famílias."

O curioso é essa falta de determinação e disposição dos cristãos de reagir é um tremendo estimulo, para que gays militantes,socialistas,secularistas avancem com a agenda gay e opoliticamente correto.

Aí! Cria-se o "Ciclo Vicioso" a indôlencia,apátia,covardia,falta de determinação e disposição dos cristãos, faz que a militância gay(ou mesmo abortista,contra á moral cristã,princípios cristãos)se torne cada vez mais ousada,militante,exigente,destemida,feroz,autoritária.

O Ciclo Vicioso se fecha com acontecimentos cada vez mais escabrosos como: A nossa Pl 122,Kit gay,a proibição ou censura de livros, o caso da ex-lesbica e sua filha perseguida pelo FBI.

Assim como diz em Minas, "a coisa vai ficando cada vez mais preta".

Certa vez falando destas coisas numa igreja da Convenção Batista, o pastor da igreja me achou afobado,exagerado,meio paranóico.

E tentou me apaziguar, atenuando as coisas. Até rindo de mim,tentou mostrar que o mundo é assim mesmo.
Pessoas como este pastor batista pensão ser sensatas,equilibradas,moderadas.

Mas ! A grande verdade é que não são as "pessoas afobadas,exageradas como eu, que estão contribuindo para que cada vez mais este ciclo vicioso se torne cada vez mais escabroso,escândaloso e perverso.

Sim os cristãos calmos,moderados com toda sua apátia,indôlencia,covardia e falta de determinação e disposição para enfrentar o mal.

Fossem mais afobados,agitados,indignados a realidade seria bem diferente.

Me perdoe! Por ser repetitivo.

Nil Soares.

PRESBÍTERO VALDOMIRO disse...

Júlio,

O que eu vou dizer agora eu já mencionei em um comentário que eu fiz há um certo tempo atrás. Mas, por força das circunstâncias (e considerando o teor do seu artigo), faço questão de dizer novamente o que eu penso.

Não é de agora que você vem alertando a todos sobre os perigos e as ameaças do movimento homossexual. Muito pelo contrário: este seu alerta já vendo sendo dado há muito tempo (creio que há mais de 10 anos, você me corrija se eu estiver errado). Mas parece que a ficha ainda não caiu para alguns que se dizem cristãos, ou melhor, parece que muitos ainda não têm noção da gravidade da situação que estamos enfrentando.

Concordo plenamente com você quando você diz que "...Temos pessoas em número suficiente para barrar a intolerância gay, mas falta-nos a determinação e a disposição de reagir à agressão deles aos nossos valores, filhos e famílias."

Realmente, Júlio, está faltando determinação e disposição de reagir. Enquanto estamos apáticos, os homossexuais não estão brincando. Eles estão nos atacando diariamente sem a mínima piedade. Eles não vão sossegar enquanto não for aprovado o PLC 122 (ou qualquer outra lei a favor deles). Temos que tomar alguma atitude!

Como podemos reagir? Como verdadeiros cristãos: orando, fazendo pregações em público, organizando passeatas de protesto (de forma pacífica), convocando todas as pessoas para participarem de toda e qualquer manifestação pública contra o homossexualismo, enfim, mobilizando os cristãos para defenderem os valores da família (e a obediência à Palavra de Deus).

Sou de Recife (Pernambuco). Mesmo assim, estive presente no protesto em Brasília contra o PLC 122 (e também estive na "Marcha para Jesus" em São Paulo). Por que eu, apesar de morar muito longe de Brasília e de São Paulo, fiz questão de estar presente pessoalmente a estes eventos? Para mostrar minha indignação contra este governo pró–homossexualismo. E também para estar com a sensação do dever cumprido. E se houver outras manifestações do mesmo tipo, eu garanto que vou estar presente (seja onde for).

Dizem que "uma andorinha só não faz verão". Mas se eu, mesmo sozinho, não fizer a minha parte contra o pecado, quem vai fazer por mim? Se depender somente dos políticos que se dizem cristãos, tenho certeza de que não vai acontecer nada! Eu tenho que contar somente com Deus (e comigo mesmo). Portanto, ninguém pense que a resposta virá do Céu se cada um não fizer a sua parte.

Eu diria mais: pior do que ser um cristão fraco (sem forças) é ser covarde (desistir de lutar). Se um cristão luta por um ideal que acredita, ele tem que ir até o fim (não importam as adversidades que irá enfrentar). É como diz a Bíblia:

"O justo viverá pela sua fé, e, se ele retroceder, a minha alma não se alegra nele. Nós, porém, não somos daqueles que se retiram para a condenação, mas dos que acreditam para a preservação da alma" (Hebreus 10:38–39).

Igreja brasileira, está na hora de acordar! Pastores, líderes, pregadores, está na hora de sair do seu comodismo e ir à luta! Não podemos mais ficar de braços cruzados, esperando somente a boa vontade dos políticos da bancada evangélica! Ninguém pense que a resposta virá do Céu se cada um não fizer a sua parte! É hora de nos mobilizarmos e agirmos já!

Se não tomarmos uma atitude agora (e não protestarmos de maneira firme e forte contra as manobras dos homossexuais e de seus comparsas), amanhã poderá ser tarde demais! Depois, ninguém vai poder dizer que houve falta de aviso!

Que estas palavras sirvam de alerta para muitos cristãos que ainda estão acomodados!

"PARA QUE O MAL VENÇA, BASTA QUE OS HOMENS DE BEM NÃO FAÇAM NADA"

carlos disse...

Deve ser um livro muito interessante de se ler.

Silvio disse...

Julio, você já conhecia o blog "O Homossexualismo"?

http://ohomossexualismo.blogspot.com/

Marisa disse...

"Na primeira noite eles se aproximam
e roubam uma flor
do nosso jardim.
E não dizemos nada.
Na segunda noite, já não se escondem;
pisam as flores,
matam nosso cão,
e não dizemos nada.
Até que um dia,
o mais frágil deles
entra sozinho em nossa casa,
rouba-nos a luz, e,
conhecendo nosso medo,
arranca-nos a voz da garganta.
E já não podemos dizer nada."

Anônimo disse...

Para vcs vê que os ativistas do homossexualismo, e suas vertentes eles se voltam com mais ódio em dobro INTOLERÂNCIA deles ZERO com os que estiveram na prática deles e que eram quase sempre é assim são ativistas fervorosos dessa causa.
Para aqueles praticavam o homossexualismo eram ativistas disso:
Que o Senhor Jesus Cristo os resgatou e os libertou do espírito maligno homossexual, quando esse mal sai a pessoa acorda é faz a pessoa cair em si e vê que estava indo contra a sua própria natureza era um mal por detrás, desse transtorno e desvio de identidade sexual de sentir atração pelo mesmo sexo não era normal e sim, ANORMAL, ANTINATURAL ESTAR CONTRA A SUA PRÓPRIA NATUREZA QUE OS CRIOU DEUS VIVO VC VIESSE MUNDO MULHER E EXERCER A SUA FEMINILIDADE E NO MESMO MODO HOMEM EXERCER A SUA MACULINIDADE E SENTIR ATRAÇÃO DO SEU SEXO OPOSTO E NÃO IGUAL DEUS FEZ MACHO E FÊMEA, NÃO EXISTE "TERCEIRO SEXO" É INVENÇÃO DE SATANÁS PARA ZOMBAR E RIDICULARIZAR A DEUS E USA VC QUE ESTÁ NESSA VIDA VC É MARIONETE do "diabo" e de quebra quer te levar para o INFERNO pra vc por toda eternidade queimar com ele e seu demônios já estão condenados não terá fim quem vai pra lá não sai mais é ranger de dentes e lamentos e tormento eterno não tem fim infinito.
OBS: Óbvio que pessoa que vive nesta vida, ou qualquer outro tipo pecado os mesmos precisam QUERER serem ajudados a se libertarem e salvarem.
Concerteza o nosso senhor Jesus Cristo ele tem todo poder para LIBERTAR, e nós cristãos estamos na FÉ nosso dever e orar sem cessar para essas almas serem libertas pelo poder que a só no NOME DE JESUS CRISTO. Ester!!!!

Anônimo disse...

julio ve se consegue o livro este em pdf. para destribuir para os gays