17 de janeiro de 2012

Crianças abusando sexualmente de outras crianças: a pornografia é a principal causa

Crianças abusando sexualmente de outras crianças: a pornografia é a principal causa

MELBOURNE, Austrália, 16 de janeiro de 2012 (LifeSiteNews.com) — Organizações de assistência infantil e que combatem a pedofilia no Estado de Vitória relatam que estão lidando com um número crescente de casos de crianças que estão abusando sexualmente de outras crianças, e apontam para a proliferação e acesso fácil de pornografia em dispositivos portáteis como a causa.
Bernie Geary, diretor da Secretária de Segurança das Crianças do Estado de Vitória, disse para o jornal The Age: “Se você está preparado para colocar seus filhos no mundo eles vão ser inundados com esse tipo de informação [pornografia]. Você precisa estar em condições de a) protegê-los, ou b) aguardar quais serão as consequências absolutamente desgraçadas”.
Essas “consequências desgraçadas” — conduta sexualmente abusiva entre crianças até de nove anos de idade — estão “explodindo”, de acordo com Carolyn Worth, coordenadora estadual dos Centros Contra Violência Sexual (CCVS) de Vitória. Ela disse que o número de crianças encaminhadas que demonstram conduta sexualmente abusiva é muito maior do que os materiais que eles têm para ajudá-las. Havia 237 vagas em todo o estado em programas que lidam com problemas de conduta sexual financiados pelos CCVS, mas houve 414 encaminhamentos, disse ela.
Worth disse que a maioria, mas não todas, as crianças mais novas (de cinco a nove anos de idade) foram encaminhadas para os programas porque haviam sido vítimas de abuso, sendo que a maioria eram meninos. Contudo, ela observou que problemas de conduta sexual entre meninas — mencionando uma menina de onze anos no programa que enviava fotos sexualmente explícitas de si mesma através do celular) — estavam também piorando.
“É evidente que a pornografia torna as pessoas insensíveis, provavelmente dando-lhes uma ideia estranha do que é o melhor modo de interagir com outras pessoas, principalmente com mulheres”, disse Worth. “Se as pessoas passam muito tempo vendo pornografia, elas não têm nenhuma ideia de como realmente fazer para ter sexo com outros. Elas simplesmente não entendem isso”.
Worth explicou que algumas crianças encaminhadas para os programas dos CCVS que lidam com problemas de conduta sexual tinham problemas tão graves que a participação delas foi proibida porque a conduta delas era criminosa.
Geary avisou: “Isso é um alerta para os pais. Não pense que essa questão não merece preocupação. Não pense que são as escolas que devem cuidar disso. Isso é algo que deve ser lidado em casa, de modo bem forte”.
“Não tenho simpatia por pais que não ficam próximos de seus filhos para protegê-los, pois essa responsabilidade faz parte do papel de criar e educar filhos”, Geary disse, mas avisou que não dá para culpar as crianças por serem expostas à pornografia e a resultante confusão nas vidas delas.
“Não é que as crianças estão imitando mais em suas condutas hoje do que no passado. O caso é que o mundo adulto está forçando informações para crianças numa força muito maior do que as crianças já experimentaram antes. É por isso que temos de lidar com isso”, disse Geary.

7 comentários :

Ronnam de Lima da Silva disse...

Partindo daí já podem dizer que sexo infantil é algo natural e deve ser explorado. Cria-se mais um grupo de segregação onde precisa-se criar os direitos sexuais da criança e a derrubada da lei onde a pedofilia será extinta. Primeir com o consentimento dos pais, depois algo mais bruto. É sempre a mesma história, pena que as pessoas esquecem fácil.

AnaMaria disse...

É da pornografia que partem os meninos para o machismo e as meninas para a submissão sexual (cadê as feministas pra combater isso agora??). Os pais mundanos - aqueles que são mais apegados ao mundo do que á Deus - passam uma erronea ideologia para seus poucos filhos, dizendo-lhes que sexo já é bom, mas fica melhor ainda se feito sem compromisso e com diversos parceiros:

"Casamento, compromisso, filhos, virgindade, tudo isso é para os fracos! Só idiota de igreja continua nessa mesmice, e você não ganha nada seguindo isso. Vá se divertir, vá farrear, aproveitar a vida, etc, etc..."


Para os meninos, tão cedo é lhes apresentada uma playboy, pelo pai que, preocupado com sua masculinidade, há de se assegurar de que seu filho não virará um "boiolinha" dessa forma. E para as meninas, tão cedo é lhes dada a oportunidade de "se abrirem" para quem quiserem, para que não se tornem "solteironas mal amadas", o que acontece com as que continuarem se preservando.

Basta dar um novo visto no título do artigo. Eis o "resultado" dessa filosofia erótica. Tá aí, crianças abusando de crianças e muitas vezes, isso começa dentro do próprio lar - dentro do lar distante de Deus e que não vê prazer numa vida sã.

Fabiano disse...

E quem precisa de Play Boy, AnaMaria??? Ou o Big Brother já não serve para mais nada?
Este programa "global" já substituiu a revista masculina, faz anos!
E pior: "ao vivo e a cores".

Anônimo disse...

Pornografia, é uma praga do inferno tem que ser combatida firmente tem que se levantar na política BR um novo Antony Stock, MÃO FIRME E DE FERRO NÃO DÁ MOLEZA PRA SATANÁS.
Outro lance vê hoje estou aqui RJ, sai da igreja vê direto para casa fui no mercadinho perto atravessar a rua irmãoooooo como diabo imundo e sujo expor e excitar levar as pessoas mentes fracas e deturpar o sexo foi criado por Deus Vivo,usa as pessoas pra colocar um outdoor de frente mulher semi nua por detrás endemoniada convidando casa de "show erótico" uma propaganda diabólica em plena luz do dia.
O MAL TÁ DESCARADO E INFELIZMENTE NA NOSSA POLÍTICA NÃO SE LEVANTOU NGM POR ENQUANTO COMO UM ANTONY BARRAR E EXTERMINAR A IMORALIDADE E PROTEGER AS NOSSAS FAMÍLIAS, CRAINÇAS, ADOLESCENTES, JOVENS, ADULTOS, VELHOS SEJA LÁ QUEM FOR NÓS COMO CRISTÃOS SOMOS FILHOS DE DEUS TEM OBRIGAÇÃO DE COMBATER TUDO ISSO NÃO só EM ORAÇÃO MAIS EM AÇÃO TBM NÓS ESTAMOS PRECISAMOS QUE SE LEVANTE UM ANTONY STOCK.
Semana passada, tava no ônibus virou na banca rua do dia revistas playboys e sexys da vida mulheres nuas mesmo as capas expostas em plena luz do dia.
Outra coisa fiquei chocada, internet entro pelo uol na capa entrada irmão vc sabia canto direito da página em cima colocaram vídeo porno mulher deitada clicar ali direto privê uol absurdoooooooooo olha aí quem tá por detrás disso?
Gente grande né povo todo tinha ser tudo tinha ser multado e barrado as suas sujeiras e imoralidade promovem para nossa sociedade.
ABAIXA A PORNOGRAFIA!!!!!!!!!!
ABAIXA A IMORALIDADE!!!!!
ABAIXA A BAIXARIA SE ALASTROU NO NOSSO BRASIL!!!!!
TO ENOJADA E REVOLTADA DE TUDO QUE ESTOU VÊ E PRESENCIANDO NESSE MUNDO COMO DIABO DEITA E ROLA AFF!!!!!!!
SÓ O SENHOR JESUS CRISTO PARA NÓS SALVAR E ESSA HUMANIDADE PERDIDA. Ester!!!!

Luciano Borges de Santana disse...

Apesar da preocupação das entidades citadas na reportagem, esse tipo de comportamento ocorre em muitos lugares do mundo e muitas vezes é estimulado pelos próprios pais. Em meu blog acabei postando um incidente bárbaro que ocorreu em meu Estado, Pernambuco. Verifiquem em: . A pornografia, o machismo e os valores éticos que orientam essa sociedade vai produzir uma geração de crianças onde violentar seu semelhante pode se tornar algo corriqueiro.

Julio Severo disse...

Prezado Luciano, por "machismo" as feministas se referem, entre outras coisas, ao papel do homem como cabeça de uma família. Elas rejeitam esse papel, que tem apoio de Deus na Bíblia. Mesmo que elas chamem a liderança do homem como machismo, o cristão aceita como bíblico.

J. Vilsemar Silva disse...

Todo o cuidado é pouco nos dias de hoje. A situação só piorou nas últimas décadas com as facilidades das comunicações que agem tanto para o bem como para o mal. Mal que recrudesce cada vez mais. E no meio desse tiroteio temos as crianças totalmente hipervulneráveis e sem o poder de criticidade. São vítimas fáceis nas mãos desses (ainda) criminosos virtuais. O pior é que tudo isso pode ser legalizado com o surgimento de novas leis, ai então eles deixarão de ser criminosos e nós poderemos ser taxados como tal, exatamente por tentar evitar a pornografia infantil e o assédio sexual sobre as nossas crianças.