18 de dezembro de 2011

Presidente da Frente Parlamentar Evangélica fala contra Lei da Palmada

Presidente da Frente Parlamentar Evangélica fala contra Lei da Palmada

Julio Severo
Por incrível que pareça, esse fato realmente ocorreu. O presidente da Frente Parlamentar Evangélica (FPE) falou contra a Lei da Palmada da tribuna do Congresso Nacional. Mas esse fato não aconteceu neste ano. Foi em 2006, quando então quem presidia a FPE era o Dep. Adelor Vieira.
João Campos, o atual presidente da FPE, ainda não ocupou a tribuna para fazer a mesma fala.
Logo que vi, em 2006, o PL 2.654/03 sendo aprovado na Câmara dos Deputados, telefonei ao Dep. Adelor pedindo intervenção da bancada evangélica — o que de fato ocorreu. O projeto, de criminalização de pais que disciplinam filhos, era de autoria da ex-deputada petista Maria do Rosário e, de acordo com o discurso da tribuna do presidente da FPE, “se aprovada a referida Lei, o pai ou a mãe que se baseiam em princípios bíblicos para educar seus filhos terão seus valores e métodos de educação invalidados e passarão até a responder por crimes. Corrigir o filho com punição física branda é algo recomendado pela própria Bíblia Sagrada. O livro de Provérbios afirma que o pai que verdadeiramente ama seu filho não deixa de puni-lo com uma varinha”.
O Dep. Adelor mostrou de modo claro e oficial que nossas posturas cristãs estavam sendo violadas pela arbitrariedade de um projeto petista.
O próximo presidente da FPE foi Manoel Ferreira, homem alinhado com Lula e Dilma Rousseff — sem mencionar com os trabalhos do Rev. Moon.
Depois de Ferreira, João Campos se tornou o presidente da FPE, mantendo-a firme na trilha imposta anteriormente por Ferreira.
Com o Dep. Adelor, a bancada evangélica era oposição ao governo. Com Ferreira e Campos, tornou-se amistosa.
João Campos já ocupou a tribuna do Congresso para elogiar Manoel Ferreira e até já viajou aos EUA para participar, juntamente com Ferreira, dos trabalhos do Rev. Moon.
Quem dera agora João Campos ocupasse a tribuna para defender os pais da lei que estatiza os filhos em nome de uma suposta maior proteção às crianças e criminaliza os pais e seu mandato bíblico de usar a vara corretiva!
O Brasil precisa hoje de uma FPE muito mais corajosa e menos amistosa com a esquerda, pois a Maria do Rosário que anos atrás veio com um projeto de lei anti-palmada é hoje ministra, garantindo todo o peso obesivo do Estado em favor de suas pretensões ideológicas. O que era mero projeto de lei dela no passado agora virou projeto de governo.
Com ou sem a ajuda da FPE, nós, pais e mães, temos de lutar para que o Estado pare de violentar as famílias, seus direitos e autoridade.

5 comentários :

Anônimo disse...

João campos agora pode ocupar a tribuna de satanás junto com o "cristo" do manuel ferreira, o reverendo moon

Tomará que desse deputado, que não conheço, se ascenda uma chama para mostrar a falta de caráter do adepto do reverendo moon, o tal joão campos
esse maçom travestido de parlamentar evangélico

Ronie Peterson

Anônimo disse...

Já viu isso aqui, onde diz que o deputado evangélico João Campos é Maçon e esteve reunido com a maçonaria evangélica?

Esperar mais o que dessa gente?

http://horadaverdade.com/blogdopastor/index.php?/archives/277-MACONARIA-EVANGLICA-REUNIDA-Pastores-e-Deputados-Federais-Joo-Campos-e-Daniel-Messac.html

Anônimo disse...

Já tinha visto, ele se reúnem com maçons e depois dizem que não são, quem se reúne com maçonaria para pregar "Irmandade e fraternidade entre os homens" também se torna participante dela, e principalmente quem defende ela, sem realmente conhecer seus frutos podres, que a tempos nas igrejas batistas tradicionais dos estados unidos, vem sendo denunciado o tipo de mazela espiritual que essa irmandade politeísta, anda pregando

Como o Apostata Silas Malafaia, além de péssimo palpiteiro politico, e apologéta de mamom, ainda por cima se associa com a maçonaria, e depois quer negar ser maçom

http://pastordanielbatista.com/2011/12/14/silas-malafaia-e-a-maconaria/

Afagando o Rotary Club, uma instituição claramente maçônica, da qual ele defendeu com unhas e dentes, sendo ele chegado o João Campos os dois devem esconder bem a safadeza um do outro

Ronie Peterson

Anônimo disse...

Sei, agora que uns falam são contra depois da denúncia aqui aff. Ester!!!!

Anônimo disse...

Manoel moreira,fez parte dos anões do orçamento,e mesmo assim foi recebido com todas as honrarias,de irmão e deputado, na igreja ass.de DEUS MINISTÉRIO DO BELÉM não ha muito tempo.
SERÁ QUE, COLETIVAMENTE, FALANDO AINDA SOMOS CRENTES OU O QUE?