7 de dezembro de 2011

Por que matar o bebê com a síndrome de Down?

Por que matar o bebê com a síndrome de Down?

Julio Severo
Nenhum casal quer ganhar um bebê com doença. Mas o que fazer se nasce um bebê doente ou deficiente? Tratá-lo? Jogar fora como um objeto descartável?
Mais do que tratá-lo, a atitude mais humana seria amá-lo. E seria um amor contra-cultural, pois a cultura de hoje, profundamente consumista e hedonista, nos ordena rejeitar tudo o que atrapalha nossa vida de prazeres. Tudo: Filhos, cônjuges, casamento, Deus, etc.
Pr. Jânio Clímaco e seu filho João Pedro
Quase vinte anos atrás, um pastor presbiteriano me contou que um casal membro de sua igreja foi fazer exame pré-natal da esposa grávida. Ao verem que o bebê em gestação tinha a síndrome de Down, o médico prontamente aconselhou um aborto, sob o manto “sagrado” da discrição médica. O casal evangélico aceitou o “conselho” do médico.
O aborto não está legalizado no Brasil. Mas o “jeitinho brasileiro” consegue driblar até a ética médica. Com ou sem lei, dentro da privacidade de seu consultório, o médico pode fazer o que bem entender, pois só Deus o vê.
O casal evangélico saiu do consultório sem o “problema”, e continuou normalmente indo aos cultos e ouvindo as pregações, numa rotina de ouvir e não praticar.
Será que a consciência nunca lhes doeu? Não sei. Algumas mulheres relatam sofrimento e desgraças depois de um aborto, inclusive de um bebê deficiente. Leia o relato de Marie Ideson e de como o aborto de sua filha com síndrome de Down arruinou sua vida e destruiu seu casamento.
O pior não é quando membros de conseguem ocultamente se aproveitar da privacidade do consultório médico para matar seus filhos em gestação. O pior é quando um homem que se diz ensinador das coisas de Deus orienta publicamente o assassinato de bebês com síndrome de Down, concordando com a cultura que ter um bebê assim trará “sofrimento” ao casal. Caio Fábio, que já foi o maior pastor presbiteriano do Brasil, hoje está nessa posição, usando artifícios psiquiátricos a favor da cultura da morte, oferecendo suas soluções para tirar os “problemas” que atrapalham a vida.
Se a cultura da morte manda matar, os apóstatas dizem amém.
Se tivéssemos de descartar pessoas deficientes da nossa vida a fim de preservar nosso conforto, o que seria de um marido, ou esposa, ou filho já nascido anos que sofreu um acidente que exige o sacrifício de nossa vida?
Um pastor da Igreja da Vinha contou-me que, mesmo depois de convertido, ele era orgulhoso e duro. Mas tudo isso mudou quando nasceu seu filho com síndrome de Down, que exigiu dele toda a paciência do mundo. Essa criança lhe ensinou a dar amor, carinho e cuidados o dia inteiro, todos os dias. Como pastor, hoje ele é literalmente um “pastor”: ele cuida das ovelhas de sua igreja com toda a paciência e amor que aprendeu com seu filho deficiente.
Um bebê com síndrome de Down pode trazer bênçãos e transformações inesperadas.
Pr. Jânio Clímaco e seu filho João Pedro: carinho entre pai e filho
Em resposta ao artigo da mãe inglesa que, seguindo conselho médico, abortou a filha com síndrome de Down, Jânio Clímaco, pastor presbiteriano do Nordeste, fez contato comigo, dizendo:
Oi Júlio, Paz em Jesus.
Tenho frequentemente lido o que você coloca na internet e essa matéria veio como uma bomba no meu coração. Tenho um bebê com Down, como você mesmo pode me ver na foto com ele. Eu sou pastor presbiteriano em Recife, PE. Minha esposa é médica pneumologista. Temos outro filho, Lucas Emanuel, sem a síndrome que tem cinco anos e meio de idade, e João Pedro (carinhosamente chamado de John John) que tem dois anos, ele é portador de SD. Pois bem, descobrimos na gravidez que o nosso bebê nasceria com SD, com mais ou menos dois meses de gestação. Nunca nos passou na cabeça que deveríamos abortar. Recebemos indiretas de alguns amigos médicos, mas todos eles perceberam que isso era uma ofensa para nós.
Foi uma gravidez difícil, minha esposa quase morre e o bebê também, mas fomos até o fim pelo direito de nosso filho ter a vida. Pensávamos o seguinte: Se ele não fosse portador de SD agiríamos de que forma? Ficou fácil depois da clara resposta. Sempre entregamos tudo a Deus e confiamos nEle.
Ele era muito esperado e quando soubemos da SD choramos, lamentamos, mas entregamos a Deus porque Ele teria um plano maravilhoso para nos confiar uma criança como essa.
Hoje ele já tem dois aninhos completos agora em outubro passado e só nos trouxe alegria ao coração de seu pai, mãe e irmão. Ele é lindo (como você pode ver), doce e extremamente carinhoso. Ele é a alegria da casa e de nossa família. Não saberia viver sem ele hoje, confesso, mas ele tem Dono, somo apenas simples mordomos desse tesouro maravilhoso.  
João Pedro
Agradeço a Deus por ele existir em minha vida e não o troco por nenhuma criança sem SD neste universo. Tenho aprendido a cada dia a ser um ser humano melhor e a amar mais a Deus que da mesma forma me aceitou e me recebeu do jeito que eu sou. Na verdade, meu John John sempre será melhor do que eu, porque para entrar no céu tem que ser como uma criança. Confesso Júlio, como eu desejo ser assim quando me encontrar com o nosso Senhor Jesus quando as portas da eternidade se abrirem para mim.

5 comentários :

Fabiano disse...

Que estória linda deste pastor.
O mundo precisa de mais seres humanos assim.
Mas parece que a sociedade só reconhece quem realmente está do outro lado da realidade, aqueles que se dizem homens de Deus, mas criam vídeos na internet para difamar outras pessoas, para derramar seu ódio e fracasso, como este Sr Caio Fabio, por exemplo.
Este homem é muito rancoroso, abusado, sarcástico e, infelizmente, mais um apoiador do abortismo e da causa gay.
Quando ele perceber que o nome dele não está presente no livro de Deus, será tarde para o arrependimento.

Netto disse...

Obrigado por deixar meu dia melhor com essa MARAVILHOSA mensagem e testemunho.
Me emocionei... coisa rara!

Mariana disse...

Linda história .Parabéns! todos nós possamos aprender amar mais essas pessoinhas de Deus.

Agora eu fiquei intrigada com comentario do Fabiano pois não sabia q é ele quem escreve o nome das pessoas no Livro de Deus,já q ele sabe q o nome do Caio não tá lá.

Anônimo disse...

Essa notícia de um relato de um leitor seu mexeu comigo profundamente essa questão dos filhos nascem com uma deficiência não gosto dessa palavra mais apropriado EFICIENTE E DIFERENTE SÃO SERES ESPECIAIS.
E tem pais que não muda o seu coração "orgulhoso e soberbo", acham que os mesmos são um estorvo ou uma vergonha e cai no conto de satanás para desprezar e passa pela mente em fazer "aborto", Senhor Jesus salva e converte esse povo.
As fotos ele te mandou seu filho vou chamá-lo carinhosamente de "JP" muito fofo que tem sd e declaração de amor do pai dele se a pessoa não chora vê isso meu Deus vai se converter urgentemente.

Que essa língua e careta inocente dessa criança que o "JP" dá nessas fotos que mexa diretamente para quem promove e apoia:
O ABORTO,em toda sua esfera de morte tá literalmente ligado a Planejamento familiar e ao governo que incentiva as pessoas e promove e incentiva ao usdo dos métodos contraceptivos.
DIGA NÃO A TODA ESSA CULTURA DE MORTE SANGRENTA QUE ACONTECE DIARIAMENTE ESSE CICLO.
DA FORMAÇÃO E DA CONCEPÇÃO DE BEBÊS E INTERRUPÇÃO DELES NINGUÉM TEM DIREITO DE IMPEDIR UMA CRIANÇA A VIR A NASCER É MUITO EGOÍSMO, VAIDADE, ORGULHO, SOBERBA ESSA VERDADE QUER LIMITAR A DEUS VIVO ? MUITA PRETENSÃO DA CRIATURA COM SEU CRIADOR AFF.
Espero que os casais comprometidos que nasceram de novo de Deus e amam ao SENHOR JESUS CRISTO com todo seu coração e viver.
Abram os olhos para essa verdade aqui porque esse blog do Severo é profético e que desperte o que dormes Senhor os Líderes e Pastores de todas as igrejas evangélicas e denominacionais desse Brasil e do Mundo precisamos do despertar e vêr o que tá de ERRADO o caminho mau e consertar urgentemente sem demora em NOME DO SENHOR JESUS CRISTO essa FÉ que eu tenho descobri a verdade de Deus e nossa obrigação passar essa informação.
Agora compreendo perfeitamente em algumas passagens bíblicas pra mim não conseguia ter o aprofundamento que o "entendimento" é luz de Deus abre seus olhos espirituais que faz a diferença na nossa vida:

Oséias cap 4:6
"O meu povo é destruído porque lhe falta o conhecimento. Porque Rejeitaste o conhecimento,também o rejeitarei como meu sacerdócio;visto que esqueceste da lei do teu Deus, também esquecerei dos teus filhos".

João cap 8:32
"Então conhecerei a verdade e a verdade vos libertará".

Foi isso que aconteceu comigo lendo os artigos aqui do irmão Severo eu conheci a verdade que tava nebuloso e embaçado que eu desconhecia o que tava oculto escondido saltou aos meus olhos. Obrigada, irmão vc não sabe que revolução estás fazendo em minha vida e que tá acontecendo na minha vida no presente momento.
Dou graças pela sua vida e sua família não pare jamais com esse seu trabalho que vc faz aqui Senhor Jesus Cristo o te recompensará lá no grande dia no Céu. Ester !!!!!

Alfrêdo Oliveira disse...

Pastor Jânio e família são um exemplo de amor para todos nós. Eles enfrentam juntos cada dificuldade.